boa tarde tive uma relação de risco em finais de janeiro e até agora tem-me aparecido contantes borbulhas com pontinhos brancos no pescoço e face. e um leve aumento de sinais no corpo. ao meu marido igualmente, mas também pelo corpo. já fiz várias analises (hiv, hepatites, TPHA,clamidia,hemogramas,vdrl...) e dá tudo negativo. Será que está em falta outra analise? tive também uma ingua na virilha que demorou a passar. estou a ficar preocupada.
Caros Dr's: sero+(truvada/Stocrim), A semana passada enfrentei o problemas vários, dificuldade em dormir , foi horrível, é indiscritível os efeitos do stocrim(quando não se consegue dormir). A minha pregunta é: se devo sugerir ao meu médico para k me seja alterado o esquema terapeutico, uma vez k tenho mtos problemas de ansiedade e de nervos e parece k o stocrim interfere mt com estes problemas, Grato
Dr,depois de em outubro me surgir uma adenomegalia cervical,fiz em Dezembro no CAD movel no martim moniz, o teste rapido que deu negativo.Recordo-me de a enfª ter dito que só era fiavel após 4 semanas da possivel infecção.Ora, na altura já tinham passado 65dias da ultima relação com a ex-namorada (sendo que a 1ª tinha sido em Julho).A adenomegalia mantem-se.Que faço?
Olá, tive relações sexuais com camisinha anal e sem camisinha oral com ejaculação janeiro de 2010. Contair uretrite e fiz teste de hiv com 30 e 90 dias com resultado negativo. Mas apareceu bolinha de pus depois desse ultimo resultado na garganta mas que com a escova dental saiu e tb sinto dores atras do joelho e de baixo do braço, tipo inguas. O que será? O que devo fazer?
Boa tarde,tive uma situação em q o preservativo rompeu-se(19/04) e passadas 3 semanas fui ao cad e lá disseram q podia fazer o teste (picada) mas q só serviria para detectar se até então poderia estar infectada,deu negativo.Depois de me dirigir ao cad da lapa aconselhara-me a fazer os testes depois de 8 e de 12 semanas.Amnhã faz 8 semanas e vou realizar o teste (referente à primeira situação),mas no dia 11/6 tive uma situação em q n houve penetração mas q o pénis por menos de 1 segundo roçou pela minha vagina,a mh dúvida é, terá sido esta uma situação de risco que pode comprometer o resultado de amanhã? se sim, quanto tempo deverei esperar para realizar os exames?
O que fazer para reduzir a "barriga" resultante do HAART e/ou hiv1
Obrigado
AM

Parabens pelo site, está muito bom!
A minha duvida é a seguinte: Tive relações sexuais com 1 prostituta acerca de 1 mês e meio, após o acto sexual dei conta que o preservativo tinha deslizado quase na totalidade ou seja só cobria a glande.
Gostaria de saber se houve hipotese de contágio.
Estou-me sentindo com dores musculares, em especial nos menbros inferiores , tenho várias borbulhas avermelhas nas costas e no peito e dores de cabeça. Gostaria de saber se estes são sintomas da infecção aguda ou se é a enorme ansiadade porque estou passando.
Já fiz o teste elissa e este deu negativo por agora, foi-me informado que tinha de repetir o mesmo daqui a 1 mês, existe alguma possibilidade de fazer um outro teste que detecte o hiv no sangue?

Muito obrigado por sua resposta Dr.Ricardo Camacho.
Acredite que me tranquilizou um pouco, embora sinta que estou infectado pois como lhe disse através dos sintomas que tenho,pois eles persistem.
Acho que tenho algo de estranho no corpo, parece paranóico o que digo, mas é verdade, é uma enorme pressão(ansiedade) porque uma pessoa passa,acredito agora como é possível esta situação levar as pessoas a suicidarem-se.
Tenho lido imenso sobre esta fase (fase aguda) por isso me relacionar os sintomas que tenho.
Em principio vou esta semana fazer novo teste Elisa, e pedir se for possível o Ag 24.
Por ultimo gostaria de saber, quando é que uma pessoa (como no meu caso sabendo de antemão quando foi infectado) inicia tratamento anti-retroviral tenho lido que deve ser imediato outros dizem que não?
Muito brigado por sua atenção.

Olá, sou estudante de Higiene Oral na faculdade de medicina dentária da universidade de Lisboa.
Venho por este meio esclarecer uma duvida para um trabalho da cadeira de microbiologia.
Pergunto assim quais são os testes disponíveis de detecção do vírus da Sida e em que consistem.

Sou sero-positivo, mas a minha mulher não.
Estou a ser medicado desde inicio de março de 1999. tinha uma carga viral altíssima cerca de 3 log.´s e após ter iniciado a medicação mantive carga viral indetectável, excepto no último controlo em Dezembro de 2000, que tinha uma contagem de 60.
Eu e a minha mulher pretendíamos ter filhos, e soubemos que existe um novo método, que consistia na lavagem dos espermatozoides, que oferece baixo nível de risco.
Gostava de saber mais informações sobre o método, e onde é praticado em Portugal, de preferência.

Parabéns pelo site, que penso ser de grande utilidade. Obrigado pela sua primeira resposta. Já após a primeira questão, fui à consulta trimestral. A carga viral está indetectavel e os Cd4 andam quase nos 300. o facto de eu ter um valor baixo de cd4 influência de algum modo a segurança do método? Também me disseram que em londres não havia casos de seroconversão de mães, embora o método não se possa considerar 100% seguro, como aliás frisou. Soube que em s. Francisco Xavier a lista de espera è longa. Pode-me dar uma ideia dos custos em barcelona ou em londres? Muito obrigado pela sua atenção
Gostaria de saber se é verdade que o vírus da AIDS está sofrendo mutações? e com isso a cura será mais difícil.
Trabalho em um posto de saúde e preciso de tal informação.
Obrigada
Fernanda Marques

Muitos Parabens por este site,
A minha duvida é a seguinte, quais são as vantagens e desvantagens da medicação anti-retroviral numa pessoa infectada recentemente?
Rio

Dr. Ricardo Camacho,obrigado pelo seu ultimo esclarecimento,esta semana vou saber o resultado do teste.
Até lá gostaria que me dize-se quais são os efeitos colaterais dos medicamentos, Sei que estou a ser um bocado aborrecido com estas minhas dúvidas, mas é que não consigo estar sem pensar nisto!
Uma vez mais obrigado por sua atenção!

Tuesday, April 3, 2001 at 18:57:29

Boa Tarde!!!

Peço-lhe a gentileza, que se possível possa me informar, pois, tenho um irmão que possui o virus,nós familiares descubrimos agora, e temos duvidas à respeito dos cuidados que devemos tomar, porque temos crianças em casa e sinto muito por ele, mas infelizmente temos que tomar alguns cuidados.
Agradeço desde já sua atenção, pois é muito importante termos pessoas assim como vcs, que se importam pela vida do outro.
Abraços !!! E muuita sorte para vcs Doutores (as).

Tuesday, March 27, 2001 at 23:11:16
Um muito obrigado pela sua resposta srªdrªMaria josé Manata!
Gostaria se fosse possivél saber a sua opinião a respeito, ou seja,vale apena ou não iniciar a terapeutica?
Aguardo ansiosamente por sua resposta!

Friday, April 6, 2001 at 19:03:07
partilhei um cigarro com um seropositivo,posso ficar infectado?que devo fazer?

Primeiro que tudo parabéns por este site. Finalmente encontra-se, e em português, um site que nos dá resposta.E obrigada.
Em Outubro de 2000 tive um contacto sexual, sem proteção, com uma pessoa infectada pelo VIH. Desde essa data estou a fazer, no Hospital de Almada, análises regulares (1 mês e meio após e 3 meses). No ínicio da semana que vem faço a análise dos 6 meses. Todas as análises que fiz deram negativo, mas como deve calcular o meu estado de ansiedade está ao rubro. Gostava que me dissesse, se possível, quais devem ser as minhas esperanças.
Apesar de ter procurado sempre ajuda e esclarecimento, o cansaço está a tomar conta de mim, até pelas condições em que tudo aconteceu. O meu estado psicológico não é dos melhores e talvez só procure uma palavra de esperança. Agradeço desde já a sua disponibilidade em ler a minha mensagem.

Uma vez mais obrigado por sua resposta.
Felizmente o resultado do teste foi negativo para ambos os virus, nem imagina o alivio que foi!
Gostaria de saber se devo realizar mais outro exame ou não pois já ouvi falar que se faz o mesmo teste após 6 meses da relação de risco?
Para finalizar, quais são as diferenças entre os virus hiv 1 e 2?
Obrigado
Rio

Parabéns por este site.
Gostaria de saber quando é que depois de uma situação de risco posso fazer o teste. falam-me em três meses mas eu ando muito assustado.
porfavor Sr. Dr. Ricardo Camacho, diga-me se passado um mês já é possivel saber se estou infectado, ou, se não, quanto tempo ainda tenho de esperar.
Estou bastante angustiado, e necessitava da opinião de um técnico.
Obrigado

Sr. Dr. li uma das suas respostas a uma questão colocada, quanto á valiade do teste ELISA (que só se torna positivo de 22 a 29 dias) e sinceramente não pode imaginar como me deixou descansado. Isto porque um amigo meu teve uma relação de risco no dia 1 de Fev. deste ano e fez o teste no dia 30 de Março (isto é, quase dois meses). Eu tinha conhecimento que o periodo de seroconverção se dava entre as seis e as doze semanas. sendo assim crê mesmo que posso ficar, pelo menos temporáriamente, descansado?
Obrigado

Olá!!
Gostaria que me informassem se ao praticar sexo oral, em que não existe ejaculação no interior da boca ou perto dos lábios, existe risco de contágio.

Não quero colocar nehuma pergunta mas apenas agradecer a gentilesa que teve em me responder.De fact não pode imaginar quanto me deixou mais descansado, principalmente porque conhecendo as pessoas nos custa a acreditar que elas possam ter tido alguns comportamentos, que enfim...
Peço-lhe porém um favor. eu tomei a liberdade de me deslocar pessoalmente ao hospital Egas Moniz para falar com o senhor doutor, porém não estando, falei com uma colega sua, penso que era a doutora Maria do Céu. peço-lhe que lhe agradeça em meu nome pelas informações que me deu.
Desejo_vos boa sorte a todos voçês que trabalham para ajudar a minimizar o sofrimento dos outros.
Os meus mais sinceros e profundos agradecimentos.
Obrigado!
Nuno Ricardo Santos

Boa Noite
A minha situação é a seguinte:
Tive, na sequência de um jantar com amigos em que bebi um pouco mais, um contacto com uma prostituta. Foi a primeira vez que recorri a tal situação. A senhora colocou-me o preservativo logo de início. Ao fim de cerca de dois-três minutos, por súbito assumir de consciência (e por manifesto desconforto com a situação), decidi interromper o acto, abandonando o contacto. A senhora disse: "tu é que sabes", tirou-me o preservativo e terminámos. Tive a sensação de que não tinha corrido qualquer risco.
Nessa noite pouco dormi, e no dia a seguir comecei a ficar, progressivamente, assustado e amedrontado, com a possibilidade de ter corrido sérios riscos. os dias seguintes foram de grande tensão nervosa - não pensava noutra coisa. Tive entretanto um casamento/boda, de dois dias, com comida e bebida em excesso. Passados 5 dias do "encontro" tive muitas cólicas, diarreia e estive um dia e pouco sub-febril - à volta dos 37.2-37.4. Isso passou, mas não a minha apreensão Associei isso a uma infecção, procurei toda a informação possível em livros e internet (não vi o vosso site...), e assustei-me mto. Uma noite, durante a 3ª semana, acordei a meio da noite, a transpirar - medi a febre, mas tinha apenas 36.4/6 - e julguei que os suores e a insónia eram sintomas de infecção. Disseram-me depois, de uma linha informativa, que não havia sintomas, e tudo isso passou. Tinha também, entretanto, perdido todo o apetite, e cerca de 2 kgs e pouco, mas que depressa recuperei depois. Mais tarde, passado cerc
A minha esposa engravidou logo depois. Fez os testes habituais de depistagens 9 semanas e pouco depois de tudo ter acontecido, e não deu nada. Interpretei isso como quase a confirmação de que, afinal, o mundo não me tinha ainda caído em cima.
As minhas questões são:
- tive comportamento de risco?
- os sintomas que tive (febre ligeira cinco dias depois, cólicas e diarreia ao mesmo tempo, posterior perda de apetite, de peso, insónias e suores nocturnos, embora tudo por dias) são explicáveis à luz de excessos alimentares e de alcool e de muita ansiedade, culpabilidade, e medo, muito medo - para além de pensar obcessivamente sempre no mesmo?
- devo esquecer definitivamente? Os testes da minha mulher permitem-me alguma dose de confirmação? Quanta?
Obrigado

Sunday, May 20, 2001 at 21:27:42
cara Dra sou farmacêutica-bioquimica, estudante de pos-graduação e estou relizando trabalho sobre comportamento das imunoglobulinas (pricipalmente IgG) em pacientes aideticos, gotaria, se possível, de algumas dicas de
publicações a respeito deste assunto.
atenciosamente.
Iara Carlosso

Thursday, May 24, 2001 at 00:33:04
pergunta: Parabens por este site. Eu gostava que me informasse se há risco de contágio no sexo oral, para aquele a quem este é feito, isto é, para o passivo.
E já agora, qual o risco existente no caso de uma ejeculação na boca mas em que não se engula o sémen.
Obrigado.

Wednesday, May 23, 2001 at 22:04:43
pergunta: Olá Doutora...tá boa?
Conheço-a pessoalmente e fiz parte do 1ºCurso para Agentes de Apoio Domiciliário da Abraço,passando depois para o Projecto Solidariedade e saindo por diversas razões, uma das quais porque não concordava com a forma como eram tratados os doentes.E como tal gostaria de lhe fazer uma pergunta, o que fazer para que tal não aconteça mais? Estou revoltada com toda esta situação,eles são tratados sem dignidade.
Aguardando a sua resposta. Beijos para o pessoal todo de Caxiase um para si também.
Sónia

Sunday, May 27, 2001 at 03:51:22
pergunta: Doutor, ja lhe pos algumas perguntas e sempre um prazer falar csg online,sinal que ainda estamos vivos .Se lembra de mim ainda , me identifiquei como al-kapone que estou em America e tava com problemas de medicacao.Acontece seguinte decidimos eu ficar aqui casar com minha namorada aqui ,ela sabe de tudo ,so acontece desde que sai, ja vai fazer 4 meses nao tenho sido visto por algum doutor, tenho tomado todos medicamentos e me tenho sentido muito bem ,tb nao posso ter medico ainda so casamos dia 16 junho ai fico legal aqui e posso ter todas regalias possiveis aqui que sao muito poucas aqui como doutor que muito respeito qual sua opniao eu sei devia ser visto mas tou em uma situacao ingrata me sinto muito bem bye e e uma prazer falar csg

Sunday, April 22, 2001 at 18:32:54
pergunta: Gostava de saber quais os sintomas que normalmente aparecem na designada fase aguda e qual é o espaço médio entre o comportamento e aparecimento dos mesmos.
Também gostava de saber qual o tempo que demora até o vírus ser detectável.
atenciosamente

Nuno Santos

Monday, May 28, 2001 at 23:52:46
pergunta: Caro Doutor,
Descobri este site, que achei bastante útil e interessante. Aproveito para lhe colocar algumas questões que me têm intrigado acerca da Sida, que penso que sejam da sua especialidade:
Questão 1 - Se o vírus da Sida sobrevive fora do organismo, em caso afirmativo durante quanto tempo mantém a potencial capacidade infeciosa,
Questão 2 - Se é possivél ser infectado num local público, sem ser através de qualquer objecto mais óbvio, caso de seringas ou sangue aparente,
Questão 3 - Esta é mais concreta, é se por acaso num veículo furtado por toxicodependentes e encontrado com serigas e vestigíos de se terem injectado dentro do veículo, existe o risco, de caso os assaltantes serem portadores do virus da Sida, de ao utilizar novamente o veículo ser-se infectado. Em caso afirmativo quais as medidas aconcelhadas, ...uma quarentena será eficiente? ...seguida de uma limpeza??
Desde já agradecido pelo seu tempo.
Um abraço,
Filipe Afonso

Tuesday, May 29, 2001 at 17:01:59
pergunta: GOSTAVA DE FAZER UMA PERGUNTA. É O SEGUINTE COMO É POSSIVEL ALGUEM (EX. TOXICODEPENDENTE)DURANTE CERCA DE 2 ANOS FAZER NUM ESPAÇO DE 3/4 EM 3/4 MESES EXAMES AO HIV DAR SEMPRE NEGATIVO E PASSADOS 2 ANOS DAR POSITIVO QUANDO SE AFIRMA NÃO TER TIDO NENHUMA RELAÇAÕ DE RISCO E ESTAR "LIMPO" OU SEJA SEM CONSUMIR Á MAIS DE 9/10 MESES.É POSSIVEL O VIRUS SÓ SE MANIFESTAR PASSADOS TANTOS MESES, PONDO A EPOTESE DE SE TER CONTAMINADO QUANDO CONSUMIA.
FAZ-ME MUITA CONFUSÃO.

Thursday, May 24, 2001 at 12:11:50
pergunta: Em conversa com amigos discutia-se a transmissão do virus da SIDA através de relações sexuais por via oral. Feitas algumas pesquisas algumas incertezas permaneceram. Agradecendo-lhe à partida algum do seu tempo disponível, solicito-lhe assim uma opinião objectiva e clara àcerca deste assunto.
Cordialmente

Tuesday, May 29, 2001 at 11:32:54
pergunta: Eu sei que estou a ser mto vaga...até pq não posso ser mto específica pq inclusivé enviei uma carta á Sra Provedora a denunciar todas as situações que ocorrem no Projecto Solidariedade.Posso e em linhas mto gerais contar-lhe certas situações, como por exemplo, a forma de castigo que praticam nos doentes que acordam tarde (no conceito da Directora executiva,claro)e que consiste em passar 24h sem comer alimentado-se apenas da medicação,ou proíbi-los de sairem á rua como se as residências fossem prisões,ou o facto de a medicação que é feita pelas ajudantes de lar e não pelos enfermeiros ser mal administrada e mtas vezes esquecida,ou o facto de proibirem consultas no Egas Moniz dadas por certos e determinados médicos com o qual a directora executiva não simpatiza, pondo em risco a vida dos doentes, não é doutora?... ou expulsar da rêsidencia os doentes só porque são seguidos por esses mesmos médicos...eu sei que a doutora conhece esta última situação...Mas não vou referir qual o noAjude-me a parar tudo isto...
Eu não sou seropositiva,mas sou humana,e arranjei imensos amigos durante o periodo que lá trabalhei e até por este facto fui condenada, porque queriam que eu tratasse os doentes como um contabilista resolve as contas...eu tenho 25 anos e aprendi o que era a vida com eles porque até então era mto fútil...devo-lhes isso...eles merecem que eu faça algo por eles...
Aguardando a sua resposta...
Beijo
Sónia

Wednesday, June 6, 2001 at 20:44:28
pergunta: como se sabe que uma pessoa esta contraida com o virus do HIV??? existe alguma coisa que nos possa detectar borbulhas,manchas e.t.c

Monday, June 25, 2001 at 17:00:21
pergunta:Sou farmacêutica e gostaria que me elucidassem acerca de um assunto.
No meu trabalho fazem-me com alguma regularidade perguntas para as quais eu não sei a resposta.
1.Após uma situaçao em que há o risco de contágio, após quanto tempo é que posso ter a certeza se este ocorreu ou não?
2.O que fazer após uma relaçao sexual protegida (ela é seropositiva), e o preservativo rebenta? Quem me colocou esta pergunta diz que ouviu falar de um tratamento que se faz a nível hospitalar, mas que tem que ser feito nas quatro horas apos ter ocorrido o possível contagio. Isto é verdade? Se for de que se trata (administraçao de antiretrovirais?)?
3. Esta pergunta pode parecer ridicula, mas eu vou fazê-la na mesma. Os espermicidas impedem a transmissão de DSTs? Eu tenho quase certeza absoluta que não, mas fiquei um tanto chocada quando numa conversa com um utente da farmácia, ele me diz que pensa que sim visto que no folheto informativo de alguns espermicidas diz que previnem a transmissão destas doenças.
Queria desde já agradecer a vossa atençao e dar-vos os parabéns por esta iniciativa.
Marília Pinheiro

Friday, June 8, 2001 at 11:41:47
pergunta: Tenho um amigo que já fez o teste e deu positivo (HIV)fez o teste particularmente só que agora tem que ser acompanhado no hospital mas ele não sabe como o fazer, é de boas familias e o medo é enorme .Será que pode contactar o Sr. Doutor no Hospital?
Bem haja.

Saturday, June 2, 2001 at 13:41:28
pergunta: como é que a a SIDA evolui e quai ssão as doenças opotunistas mais vulgares?

2 Jun 2001 12:16:53 +0100
tenho um familiar com 33 anos casado e que é portador do vírus hiv. o seu sonho é ser pai. no entanto ciente dos riscos que pode trazer para o seu filho, tratou de informar-se e soube que em Itália uma nova técnica de lavagem de esperma e posterior fertilização invitro reduz drasticamente o risco de contágio. o que vos peço é se podem dar-me o endereço electrónico do dr.º ENRICO SEMPRINI. sabemos tb que em Portugal existe uma ginecologista que foi convidada a fazer parte da equipa do dr.º Semprini, não sabemos o seu nome nem onde faz serviço. apenas que tem 36 anos, casada com um estrangeiro. se souberem a forma de a contactar o meu irmão i´irá falar com ela de forma a inteirar-se das dúvidas que tem no espirito. se mais
bem hajam

Tuesday, June 12, 2001 at 02:37:15
pergunta: Começo desde já por felicitar este site que só agora e devido a determinadas circunstancias o vim a descobrir.Tenho 27 anos e em toda a minha vida nunca pensei passar por isto,sempre fui fiel á minha relação que já dura há 6 anos,contudo e na busca da aventura á pouco mais de 1 semana tive uma relaçao sexual com uma rapariga que troca de parceiro sexual com bastante frequencia,diga-mos que com muita frequencia mesmo.
Desde então o simples facto de pensar poder estar eventualmente infectado pelo HIV,que não consigo pensar nem sequer agir.Hoje fui a centro de testes e desde logo me disseram que era bastante cedo para o fazer,ainda assim fizeram-me a colecta do sangue e disseram-me para passado 1 semana ali voltar para saber o resultado.O meu problema consiste em que neste momento psicologicamente é para mim impossivel aguentar esta angustia e desespero por muito mais tempo,como se já não bastasse o facto de ter de suportar a dor pela falta respeito que tive para com a minha companheira.
Por isto tudo Dr.Camacho pedia-lhe que me desse imformações de onde posso fazer os testes para poder saber o mais rapidamente possivel o meu diagnostico.
Atentamente e desde já grato pela atenção dispensada.

on Tuesday, June 12, 2001 at 13:15:37
pergunta: Eu tive contactos sexuais com pessoas que nao conhecia mas com protecção, ou seja, com preservativo.
Agora comecei a sentir os ganglios inchados só de um lado do pescoço, e dores de garganta, que têm vindo a melhorar com o anti-inflamatórioe também sinto cansaço.
Já fiz análises porque o médico pensava que era mononucliose mas ainda tem duvidas, pois o teste deu negativo(Dizendo ele que poderia dar positivo à primeira, mas dar-se o caso de ter a doença), na tac verificava-se que tinha os ganglios inchados. Acha que poderá ser o HIV?
AGRADECIA QUE ME RESPONDESSE COM URGENCIA

Gorik Ooms (gorik@hotmail.com) on Friday, June 15, 2001 at 22:19:18
pergunta: Dr. Camacho,
My name is Gorik Ooms, I am the general coordinator for the MSF (‘Médecins Sans Frontières’ or ‘Medicos Sem Frontieras’) mission in Mozambique. We are currently setting up a comprehensive HIV/AIDS Prevention and Care project. But we have a lot of difficulties to find the right persons to implement this program.
We are looking for:
- medical doctors;
- preferably with degree in tropical medicine;
- having knowledge of public health;
- having experience in STD treatment, treatment of OD’s, MTCT reduction or ARV treatment;
- speaking Portuguese and English or French;
- willing to work a year or more in Mozambique and eventually later in other developing countries;
- committed to fight the HIV/AIDS epidemic;
- adhering the MSF principles. Surfing on the internet, I found this support-line. I hope that you would be willing to hang out a leaflet in your hospital, where potential candidates might read it. Please forgive me for using this support-line for something for which it is not intended, but the matter is important enough to use an unusual method. And please let me know if you would be willing to hang out a leaflet; send me your e-mail address if you are.
Thank you for your help and sorry for disturbing.
Yours sincerely,
Gorik Ooms
gorik@hotmail.com

Gorik Ooms (gorik@hotmail.com) on Friday, June 15, 2001 at 22:25:49
pergunta: Dr. Bezerra,
My name is Gorik Ooms, I am the general coordinator for the MSF (‘Médecins Sans Frontières’ or ‘Medicos Sem Frontieras’) mission in Mozambique. We are currently setting up a comprehensive HIV/AIDS Prevention and Care project. But we have a lot of difficulties to find the right persons to implement this program.
We are looking for:
- medical doctors;
- preferably with degree in tropical medicine;
- having knowledge of public health;
- having experience in STD treatment, treatment of OD’s, MTCT reduction or ARV treatment;
- speaking Portuguese and English or French;
- willing to work a year or more in Mozambique and eventually later in other developing countries;
- committed to fight the HIV/AIDS epidemic;
- adhering the MSF principles.
Surfing on the internet, I found this support-line. I hope that you would be willing to hang out a leaflet in your hospital, where potential candidates might read it. Please forgive me for using this support-line for something for which it is not intended, but the matter is important enough to use an unusual method. And please let me know if you would be willing to hang out a leaflet; send me your e-mail address if you are.
Thank you for your help and sorry for disturbing.
Yours sincerely,
Gorik Ooms
gorik@hotmail.com

Gorik Ooms (gorik@hotmail.com) on Friday, June 15, 2001 at 22:20:44
pergunta: Dr. Manata,
My name is Gorik Ooms, I am the general coordinator for the MSF (‘Médecins Sans Frontières’ or ‘Medicos Sem Frontieras’) mission in Mozambique. We are currently setting up a comprehensive HIV/AIDS Prevention and Care project. But we have a lot of difficulties to find the right persons to implement this program.
We are looking for:
- medical doctors;
- preferably with degree in tropical medicine;
- having knowledge of public health;
- having experience in STD treatment, treatment of OD’s, MTCT reduction or ARV treatment;
- speaking Portuguese and English or French;
- willing to work a year or more in Mozambique and eventually later in other developing countries;
- committed to fight the HIV/AIDS epidemic;
- adhering the MSF principles.
Surfing on the internet, I found this support-line. I hope that you would be willing to hang out a leaflet in your hospital, where potential candidates might read it. Please forgive me for using this support-line for something for which it is not intended, but the matter is important enough to use an unusual method. And please let me know if you would be willing to hang out a leaflet; send me your e-mail address if you are.
Thank you for your help and sorry for disturbing.
Yours sincerely,
Gorik Ooms
gorik@hotmail.com

Tuesday, June 19, 2001 at 01:01:25
A situação que lhe exponho é a seguinte: comportamento sexual de risco há cerca de 1 semana atrás, em que se desconhece o estado de portador do parceiro. Gostaria de lhe perguntar sobre o interesse clínico da detecção da antigenémia p24, no que diz respeito a:
- acessibilidade do exame
- critérios de realização do exame
- período de realização do exame
- locais em que pode ser realizado (Lisboa - HEM?)
- um resultado negativo pode "descansar" um doente?
- um resultado positivo leva à instituição de uma terapêutica precoce, na ausência de sintomatologia de infecção aguda?
- aguardar 3 meses pela realização dos testes poderá ter consequências clínicas?
Desde já agradeço a sua disponibilidade, esperando que me possa ajudar no esclarecimento destas dúvidas.

Wednesday, May 23, 2001 at 22:09:50
pergunta: Olá Doutor.Primeiro que tudo, queria felicitá-lo pelo trabalho exemplar em relação ao HIV.Gostava que me respondesse se lhe fosse possível, que me informa-se de todos os avanços que já ocorreram para a descoberta da cura para a Sida.

Monday, June 4, 2001 at 12:44:32
pergunta: Após uma situação de descuido e passado 6 meses ter sido feito um check up em que não está incluido o teste hiv, mas que tudo está em ordem.Há necessidade de efectuar o mesmo, ou não?;E indispensavel realizar o teste HIV pois num "check-up" geral em que o referido teste nao foi incluido nao se tem qualquer indicacao fidedigna que permita excluir a existencia de infeccao.

Gorik Ooms (gorik@hotmail.com) on Friday, June 15, 2001 at 22:18:15 pergunta: Dr. Caetano,
My name is Gorik Ooms, I am the general coordinator for the MSF('Médecins Sans Frontières' or 'Medicos Sem Frontieras') mission in Mozambique. We are currently setting up a comprehensive HIV/AIDS Prevention and Care project. But we have a lot of difficulties to find the right persons to implement this program.
We are looking for:
- medical doctors;
- preferably with degree in tropical medicine;
- having knowledge of public health;
- having experience in STD treatment, treatment of OD's, MTCT reduction or ARV treatment;
- speaking Portuguese and English or French;
- willing to work a year or more in Mozambique and eventually later in other developing countries;
- committed to fight the HIV/AIDS epidemic;
- adhering the MSF principles.
Surfing on the internet, I found this support-line. I hope that you would be willing to hang out a leaflet in your hospital, where potential candidates might read it. Please forgive me for using this support-line for something for which it is not intended, but the matter is important enough to use an unusual method. And please let me know if you would be willing to hang out a leaflet; send me your e-mail address if you are.
Thank you for your help and sorry for disturbing.
Yours sincerely,
Gorik Ooms
gorik@hotmail.com
Privacidade: Autoriza

Isabel (Sonhadora100@hotmail.pt) on Tuesday, June 12, 2001 at 20:16:06
pergunta: Queria saber se possivel as ultimas novidades em relação á cura da Sida quer em relação a vacinas quer a medicamentos estou agustiada e gostaria de ter esperança pois fé eu tenho muita ( Mas gostaria que esta agustia acabace para totos os seropositivivos e doentes com sida ) mesmo em fase que ainda estejam em fase esperimental gostaria que me dize-se algo que me d~e esperança que esta peste está prestes a ter fim 20 Anos já Chega... eu sei que os cientistas Medicos e Enfermeiros trabalham arduamente para que o descobrirem mas tudo o que consigo saber a respeito é muito vago por favor ajude-me......;Sonhadora

Wednesday, June 20, 2001 at 11:37:37
Há 4 anos que faço tratamento com três medicamentos (Epivir,Crixivan e Zerit), à cerca de 5 meses devido a alterações na minha vida privada que me impediam de conciliar o horário das refeições com a tomada dos medicamentos foi-me alterada a medicação para(Epivir,Crixivam (2 + 2)/dia, Zerit, Norvir (1 + 1)/dia). Cada vez mais noto alterações no meu corpo devidas à lipodistrofia.Para além do problema inestético, sinto-me incomodado principalmente depois das refeições, parece que sinto um aperto so nível do estomago principalemente, que desaparece ao fim de 1/2 a 1 hora. Noto também que essas alterações no meu corpo se acentuaram após a última alteração da medicação, para além de outras (alteração da função sexual). A minha pergunta é a seguinte: É viável a existência de uma terapia que não inclua IP's, ainda que durante um certo período de tempo, pois desde logo sei que se isso for possível, mais cedo ou mais tarde terei de voltar à terapia com IP's, por forma a durante esse tempo atenue Grato desde já pela sua resposta.

Thursday, June 21, 2001 at 15:14:27
pergunta: queria saber sobre pacientes com ateroesclerose e hiv positivo, pois preciso de fazer um trabalho para a universidade do Rio de Janeiro( uni-rio )
Muito obrigado.
PRECISO COM URGENCIA.;A aterosclerose está no doente seropositivo essencialmente associada às alterações metabólicas que ocorrem no decurso da terapêutica antiretroviral.

Friday, June 22, 2001 at 20:25:28 pergunta: será possivel fazer um aborto legal caso a mae seja doente da SIDA?
Monday, June 25, 2001 at 12:32:32
pergunta: Cara Dr.ª Maria José Manata,
Desde já agradeço a sua atenção à questão que lhe vou levantar.
Quando numa questão que lhe colocaram sobre contágio através do Sexo Oral, respondeu na parte final que ..." Não tenho conhecimento de descrições na literatura de casos em que uma doente do sexo feminino tenha infectado o seu parceiro sexual através apenas de prática de sexo oral. "...aquilo que queria indicar era que não havia registo de contágio da boca de uma pessoa infectada para o pénis ou dos fluidos vaginais de uma pessoa infectada para a boca de quem lhe está a praticar sexo oral?
Espero ter sido claro na minha questão porque continua-se a dizer que é possivel o contágio mesmo sem ejaculação e eu gostava de perceber se de facto não havendo feridas no pénis é possivel e de que forma a mulher transmitir da boca para o mesmo o HIV?
Julgo que à partida percebi a sua resposta e que aquilo que quis indicar era que esta última situação não é possivel, mas queria ter a certeza.
Muito obrigado.

Tuesday, June 26, 2001 at 11:40:30
pergunta: No dia 16 do passado mês de Maio tive um contacto sexual suspeito, embora tivesse usado preservativo, fiquei com a impressão que este se rompera.
A minha pergunta é: poderei ter contraído o HIV? Deverei testar-me? Se sim, quando? Quanto tempo após um contacto é possível saber em definitivo se alguém foi ou não infectado?
Muito obrigado.

Tuesday, June 19, 2001 at 23:48:52
pergunta: Algumas questões:
1ª O uso do preservativo desde o início, sem que rompa e sem ejaculação, oferece muita segurança?
2ª É frequente uma pessoa infectada não infectar outra, tendo embora relações sexuais quotidianamente com ela sem qualquer protecção? Sei que é possível, mas está estudada a frequência? Porquê? O vírus não passa às primeiras? A carga viral tem que ser elevada?
3ª Li que a infecção aguda é sintomática (a nível febril, principalmente) entre a 3ª e 6ª semanas pós-infecção, em 50-70% dos casos.
Confirma-me esta informação?
Obrigado

Gorik Ooms (gorik@hotmail.com) on Friday, June 15, 2001 at 22:24:07
pergunta: Dr. Pires,
My name is Gorik Ooms, I am the general coordinator for the MSF (‘Médecins Sans Frontières’ or ‘Medicos Sem Frontieras’) mission in Mozambique. We are currently setting up a comprehensive HIV/AIDS Prevention and Care project. But we have a lot of difficulties to find the right persons to implement this program.
We are looking for:
- medical doctors;
- preferably with degree in tropical medicine;
- having knowledge of public health;
- having experience in STD treatment, treatment of OD’s, MTCT reduction or ARV treatment;
- speaking Portuguese and English or French;
- willing to work a year or more in Mozambique and eventually later in other developing countries;
- committed to fight the HIV/AIDS epidemic;
- adhering the MSF principles.
Surfing on the internet, I found this support-line. I hope that you would be willing to hang out a leaflet in your hospital, where potential candidates might read it. Please forgive me for using this support-line for something for which it is not intended, but the matter is important enough to use an unusual method. And please let me know if you would be willing to hang out a leaflet; send me your e-mail address if you are.
Thank you for your help and sorry for disturbing.
Yours sincerely,
Gorik Ooms
gorik@hotmail.com Privacidade: Autoriza
especialista: Lindora Pires - Medicina Interna

Thursday, June 28, 2001 at 18:54:30
pergunta: Gostaria que o sr. Dr. me indicasse se um teste ao HIV cujo resultado foi negativo, realizado 6 semanas(mês e meio), após uma determinada situação, se vislumbra um resultado credível,ou se devo repetir o teste?

Wednesday, June 27, 2001 at 15:57:54
pergunta: Dr. Ricardo Camacho,
Desde a última vez que realizei um teste ao HIV (há sensivelmente 2 anos) tive relações homosexuais protegidas com algumas pessoas. Em 3 ocasiões, e sempre no papel de activo, o preservativo rompeu. Em 2 delas houve essa consciência e o mesmo foi substituido por um outro em boas condições. contudo, numa terceira ocasião, apenas no fim foi possível perceber o ocorrido. Por favor informe-me dos riscos que corri e se os riscos, nesta situação, são semelhantes para o parceiro activo e para o parceiro passivo.
Muito obrigado pela atenção
Pedro R.

Tenho 32 anos e sei que sou seropositivo à cerca de 5 anos. Sou ex-toxicodependente e faço tratamento com metadona. Quero parar de tomar a metadona mas sozinho não consigo. Peço ajuda à terapeuta que me acompanha no CAT de Cedofeita no Porto, mas ela recuza-se a reduzir-me a dose. Já tomo metadona há dois anos e, a única redução que fiz, tive de a fazer sozinho. Estive alguns dias sem a tomar mas tive de ir ao CAT recomeçar o tratamento porque não aguentei a ressaca e, quando recomecei, já tomei menos 25 miligramas (tomava 65 mg e passei a 40 mg), isto em Agosto de 2000. Quero parar com o tratamento, pois para além de não querer saber mais de consumos de drogas, o tratamento só me atraza a vida e psicológicamente está a afectar-me mais do que quando conssumia heroína. A minha terapeuta acha que ela é que sabe o que é bom para mim e o que eu devo fazer. Sinto-me preso. Acho que a maior asneira que fiz foi ter começado o tratamento com metadona.
Hoje, 18 de Junho de 2001, quando fui ao CAT para tomar a medicação, disse que nos últimos 5 dias só tinha tomado 20 mg e me sentia bem. Consegui reduzir porque na semana que passou, como na quinta-feira foi feriado, deram-me as doses para cinco dias e só tomei metade. Recusaram-se a darme a medicação por eu só querer tomar metade.
Gostava, se possível que me informassem se sou obrigado a tomar metadona até a médica decidir que paro ou se realmente posso exigir que me reduzam as doses. Isto é desesperante. Começo a ficar realmente louco com tudo isto.

Gorik Ooms (gorik@hotmail.com) on Friday, June 15, 2001 at 22:21:18
pergunta: Dr. Vera,
My name is Gorik Ooms, I am the general coordinator for the MSF (‘Médecins Sans Frontières’ or ‘Medicos Sem Frontieras’) mission in Mozambique. We are currently setting up a comprehensive HIV/AIDS Prevention and Care project. But we have a lot of difficulties to find the right persons to implement this program.
We are looking for:
- medical doctors;
- preferably with degree in tropical medicine;
- having knowledge of public health;
- having experience in STD treatment, treatment of OD’s, MTCT reduction or ARV treatment;
- speaking Portuguese and English or French;
- willing to work a year or more in Mozambique and eventually later in other developing countries;
- committed to fight the HIV/AIDS epidemic;
- adhering the MSF principles.
Surfing on the internet, I found this support-line. I hope that you would be willing to hang out a leaflet in your hospital, where potential candidates might read it. Please forgive me for using this support-line for something for which it is not intended, but the matter is important enough to use an unusual method. And please let me know if you would be willing to hang out a leaflet; send me your e-mail address if you are.
Thank you for your help and sorry for disturbing.
Yours sincerely,
Gorik Ooms
gorik@hotmail.com
Privacidade: Autoriza
especialista: José Vera - Medicina Interna

Monday, June 18, 2001 at 14:10:18
pergunta: gostaria de esclarecer uma duvida.tive uma relação de risco e fiz um teste 6 meses depois, o qual deu negativo. no entanto, recomendaram-me fazer um novo teste cerca de um ano depois. nao perecebi a razao do porquê. gostava de esclarecer também uma duvida acerca da apresentação do resultado. como disse o meu teste deu negativo, mas na folha ondde aparecia o resultado estavam também uns valores de referencia e indicavam que abaixo dum certo o resultado e negativo. de que valores de referencia se tratam? obrigada.

Sunday, July 1, 2001 at 19:02:49
pergunta: Mantive relações orais com um sero-positivo,só o soube depois porque ele proprio me contou,na altura tinha a minha boca ferida será que posso ficar contaminado dessa forma.estou com muito medo.

Tuesday, July 3, 2001 at 00:15:29
pergunta: Caro Drº Camacho,
Tenho pesquisado algumas publicações na Internet sobre os meios possíveis de contágio através de sexo oral, heterosexual sendo o elemento passivo feminino.
Verifico que não existe informação relativamente à probabilidade de contágio no caso do elemento feminino estar contaminado com HIV. A informação prende-se sobretudo com a evidente diminuição do risco mas não muito além disso. A minha dúvida aumenta especialmente quando se observam os canais informativos da doença (panfletos,guias, etc...) onde se menciona a ausência de risco no beijo prolongado.
Agradecendo desde já o tempo dispensado,
Cordialmente

Monday, July 2, 2001 at 19:02:33
pergunta: HIV há 15/16 anos sem infeções nem internamentos.
Medicado desde que passei a ser seguido clinicamente.
Osteonecrose asseptica de ambas as cabeças dos femures.
Diagnóstico por RM em Novembro de 2000: Direita estadio II e a esquerda III.
Apresento melhoria muito significativa após revascularização do fémur direito.
Com a prática de exercicios aquaticos especificos seguido de uma aula de natação ganhei mobilidade e rotatividade perdidas mantenho um quadro de dor que é incomodativo para o meu quaotidiano e simples repouso.
Uso de canadianas para descarga do peso e evitar achatamento das cabeças e assim poder deslocar-me com menos dificuldade.
Quais as soluções clinicas para estes casos. Prognóstico? Estudos?
Grato pela vossa atenção,
A.Ramos

Thursday, June 28, 2001 at 11:25:05
pergunta: AINDA O SEXO ORAL PARTE II...
Dr.ª Manata,
Agradeço a sua resposta e compreendi, mas gostaria de lhe lançar mais duas questões.
1ª - Existem registos na sua literatura ou na geral de contaminações por essa forma, ou seja, da boca para o pénis através da saliva ou é uma possibilidade teórica?
2ª - A haverem registos então se calhar é melhor começar a alertar as pessoas que não basta terem relações sexuais para contrairem o HIV, porque ao beijarem uma pessoa que não saibam que está infectada e havendo troca de saliva podem contrair o virus e não estamos a falar de uma acto sexual.
E desculpe que lhe diga mas estamos aí perante um fenómeno deveras perigoso.
É que já consultei variada literatura e não encontrei qq registo factual desse contágio boca pénis.
Muito obrigado

Thursday, June 28, 2001 at 22:06:30
pergunta: descobri a um mes que sou seropositivo ja envieios exames para o hospital gracia da horta que procedimentos agora sere«ao feitos terei que ser medicamentado
obrigado srª drª

Thursday, June 28, 2001 at 22:14:09
pergunta: Quando é que a pessoa começa a "sentir" que está infectado? Quais os sintomas mais frequentes? Aparecem alguns sinais de natureza física que nos "obrigam" a fazer um teste de despistagem?
Obrigado pela resposta.
Os meus cumprimentos
Fernando Frade

Wednesday, July 4, 2001 at 17:52:25
pergunta: Caro Drº Camacho,
Ainda referente ao ultimo e-mail (agradeço a resposta rápida), tenho lido nos emails expostos e o Drº menciona que o contágio através de sexo oral é mais provével para o elemento receptor. Suponhamos a situação de um elemento feminino praticar felaccio, qual dos dois tem a maior probabilidade de contágio? o feminino ou masculino?
Agradeço desde já a atenção
Cordialmente

Pergunta
Wednesday, July 4, 2001 at 18:15:26
pergunta: Gostaria de vos dar os parabens pelos vosso site.
Tive um relação sexual de risco e 17 ou 18 dias depois fiz os testes elisa e pesquisa de Af p24. Gostaria de saber se estes testes são suficiantes para ficar descansado ou terei que os realizar novamente em outra data.
Abradeço desde já a atenção dispensada.
Fernando Costa

Thursday, July 5, 2001 at 00:15:02
pergunta: Parabéns pelo seu trabalho e pela existência deste site! Sou seropositiva há 1 ano e tomo a medicação há 10 meses que é composta por Crixivan e Combivir. Os meus valores não estão maus mas tenho HCV que segundo fui informada pelo meu médico e seu colega terei que fazer o Interferon. De momento ainda não o posso fazer porque tenho de estabilizar a minha carga viral. Seja como for a minha dúvida é: devo ou não fazer o Interferon uma vez que não é um tratamento totalmente eficaz e sem nenhuma garantia que poderá funcionar para mim, até mesmo porque, poderá piorar o meu estado de saúde referente ao HIV? Fico a aguardar a sua resposta e desde já agradeço a sua disponibilidade para esclarecer-me esta dúvida.
Daniela
05/07/2001

Thursday, July 5, 2001 at 00:27:28
pergunta: Quero começar por felicitar a existência deste site e o seu trabalho! Sou serpositiva Há 1 ano e tomo a medicação. Caso eu decida interromper a medicação quais são as consequências para o meu estado de saúde? Obrigado pela sua colaboração em esclarecer-me esta questão.
Daniela
05/07/2001

Sunday, June 17, 2001 at 19:29:07
pergunta: Olá, venho por este meio questionar a quem sabe a seguinte questão:objectivamente e realisticamente nos dias de hoje contrair o virus da sida é práticamente uma certidão de óbito adiada??em que moldes podemos encarar a tal pseudo-cronicidade da doença?os antiretrovirais são eficazes até que ponto?
obrigado e fico á espera de resposta.

Monday, June 25, 2001 at 00:09:48
pergunta: Antes de mais quero felicita-lo pelo seu excelente trabalho! Eu sou seropositiva há um ano e estou a fazer a medicação. Gostaria de saber o que é que me poderá acontecer se um dia decidir deixar de a tomar? Agradeço desde já a sua disponibilidade.
Daniela

Monday, July 9, 2001 at 19:46:32
pergunta: É possivel a detecção por via indirecta do vírus HIV noutras análises de sangue,que não as específicas ao vírus, através dos resultados obtidos?

Wednesday, July 11, 2001 at 00:43:02
pergunta: A minha pergunta versa essencialmente uma prática sexual bastante generalizada e da qual nem sempre se fala quando se referem as prevenções a ter em contactos sexuais. é referido que tanto o esperma como as secreções váginais são fluídos orgânicos passíveis de induzir contágio mas a minha pergunta é a seguinte: num acto sexual oral entre homem e mulher (felatio),a mulher corre maior risco de contágio do que o homem? o homem está completamente protegido ou, pelo contrário, é o mais desprotegido na relação? e numa relação inversa quem corre maior perigo? peço desculpa por estar a dirigir esta pergunta mas esta é uma duvida que já surgiu várias vezes em conversas sobre o tema e parece que muia pouca gente está informada sobre o assunto...

Monday, July 9, 2001 at 01:46:59
pergunta: Durante um relação sexual o preservativo rompeu-se e eu mal dei conta (+- 2/3 segundos) "retirei" logo. Existe possibilidade de contagio visto que o tempo foi muito curto?

Pergunta: estou bastante aflito pedi a uma puta de rua para me masturbar n ouve qq contacto fisico apenas usou a mão para me masturbar(durou apenas segundos diria 20 ou menos. Gostaria de saber se corro algum risco?? Por favor envi-me resposta o mais berve possivel, obrigado
Thursday, July 5, 2001 at 10:16:23
pergunta: O sexo oral sem proteccao feito por uma mullher seropositiva a um homem seronegativo pode infectar o homem?
E o sexo oral sem proteccao feito por uma mulher seronegativa a um homem seropositivo pode infectar esta ultima?

Thursday, July 12, 2001 at 20:52:42
pergunta: gostaria de obter um texto completo sobre a aids e um gráfico do passado e atual favor se alguel tiver enviar paraviola

Tuesday, July 17, 2001 at 12:57:34
pergunta: Eu tive há apenas alguns dias relações sexuais com uma rapariga que já teve vários parceiros sexuais antes de mim (talvez cerca de 5 ou 6).
No acto sexual usei preservativo sempre, e não se rompeu. Não lhe fiz sexo oral a ela, mas fez ela a mim (ainda sem preservativo nessa altura). E como estimulação introduzi um dedo na vagina durante o acto. Não digo que ela esteja de forma alguma infectada, mas se assim fosse o caso, quais acha que seriam as possibilidades de contágio nesta situação?
Gostaria só de deixar uma crítica ao serviço prestado nos centros de saúde,uma vez que a tal rapariga decidiu ir fazer um teste HIV só para tirar as dúvidas, e o médico que a atendeu humilhou-a com perguntas idiotas tipo se tinha tido sexo com alguem de risco, ou se era toxicodependente (como se fosse só nesses casos que há contágio) e não aceitaram fazer-lhe o exame.
Queriam que falasse com o médico de família e como ela mora numa aldeia,seria a mesma coisa que o anunciar em hasta pública. Só por via das dúvidas daqui a 3 meses, realizo eu um teste ao sangue completo incluindo o HIV.
Obrigado

Friday, July 06, 2001 12:07 PM
Subject:
pergunta: olá!
gostava de saber quanto tempo que é necessário esperar para fazer análises para saber se fui infectado com o hiv. ou seja após quanto tempo,a seguir ao contágio, é possível detectar se fui ou não infectado. Sem mais,obrigado

Wednesday, July 11, 2001 at 02:42:38
pergunta: Gostaria de saber se durante o acto sexual o preservativo se romper e mal me apreceba (+-2/3 segundos) o acto terminar, se existe possibilidade alguma possibilidade de infecção?
Obrigado.

Monday, July 16, 2001 at 23:00:05
pergunta: Já coloquei algumas perguntas a colegas seus aqui no site, das quais qual o tempo que demora até um resultado de análises se tornar defenitivo. No centro de rastreio do Restelo informaram-me que passados 3 meses depois da situação de risco o resultado era defenitivo.
Namoro com uma pessoa que teve algumas situações de risco. Fizemos os testes, tanto eu como ela passado o periodo recomendado, a ultima mesmo de risco considerável havia sido há 4 meses.
A partir dai, e como os resultados deram negativos, não nos preocupamos e temos tido relações sem protecção. Mas desde ai, fazêmo-lo há um mês, já tive de ir ao médico com uma forte amigdalite e febre alta. E de vez em quando doi-me a garganta. Acha que tenho motivos para ficar preocupado?
Para além disso não noto inchaço dos nodolos linfáticos, a n ser nas axilas, mas que penso serem do calor, uma vez que n duram mais de dois dias, e- na altura da amigdalite - tinha por baixo dos maxilares, na zona do pescoço, mas que passaram assim que fiquei recuperado. Para além disso n tenho outros sintomas.
Gostaria de um conselho seu, sei que pode ser casual, mas fico um pouco apreensivo.

Thursday, July 19, 2001 at 12:02:37
pergunta: Obrigado pela resposta
É possivel que sintoma como: dor de cabeça, nauseas, dor de estomago, ardor facial (36,6 graus), com inicio 2 a 3 dias depois de um contacto sexual de risco e alguns deles porlongando-se por mais de 3 semanas, serem sistomas de infecção aguda de hIV.
Obrigado

on Monday, July 23, 2001 at 11:25:09
pergunta: Ao fim de quanto tempo, após a possivel infecção, é possivel fazer um diagnostico preciso ?
Onde me posso dirigir para fazer a despistagem ?

on Saturday, July 14, 2001 at 10:45:14
pergunta: Quais os postos (de preferência na linha de Cascais) onde se pode fazer uma análise de despiste do HIV ?
Agradeço em antecipação do v/ interesse por este assunto.

Wednesday, July 11, 2001 at 12:40:02
pergunta: Tive uma relação de risco fiquei com dores de cabeça e diarreia, após ter feito uns primeiros testes que não acussavam nada começei a ficar menos nervoso.
Após os seis meses ia eu para fazer o teste quando li no jornal "Expresso" uma notícia sobre um novo tipo de HIV que não era detectável fiquei em estado de pânico, sem apetite, com problemas gastrointestinais, com a sensação de a pele estar queimada, com as pernas dormentes e com alguma comichão. Fui fazer os testes de HIV1 e HIV2 pela técnica ELFA_VIDAS e os resultados foram negativos, mas continuo com os sintomas.
Estou sempre a pensar que os testes possam estar errados e na noticia do "Expresso". Para além disto fiz também agora testes Antigenio hbs , Anticorpo hbs, anticorpo hbc , que deram negativos a não sêr o anticorpo hbe que deu positivo e por isso vou ter de repetir. Estou muito nervoso não consigo comer quase nada, apesar de saber que após os seis meses é muito dificil errar nos testes que hei-de fazer ?

Monday, July 23, 2001 at 17:02:42
pergunta: Em primeiro lugar quero felicitar a existência deste site que, sem dúvida, tem ajudado mtas pessoas.As minhas perguntas são: 1ª Quanto tempo é que o HIV sobrevive fora do organismo humano? 2ª Num assalto em q o assaltante diz ter uma seringa infectada,se agulha contactar com a pele ou se fizer um arranhão na pele da vítima,para haver contágio é necessário q o individuo se tenha injectado há quanto tempo?
Agradeço desde já a atençao dispensada.

on Thursday, July 5, 2001 at 17:27:33
pergunta: Muito boa tarde Sr. Dr. Ricardo Camacho, e felicitações por este espaço de ajuda e solidariedade para com os quantos, tais como eu, se deparam na doença(HIV/SIDA), na sua dúvida e/ou particularidades com ela relacionadas.
Tenho 28 anos e sou professor de Educação Física em Braga, nunca pensei passar por um problema destes, tive sempre uma saúde de "ferro" e uma vida dita sem riscos, uma vida de felicidade. Mas cá estou para contar a minha história, porque todos têm uma..., a minha é de sentimento de culpa e arrependimento, que agora conta pouco e no entanto me consome.
Há pouco mais de mês e meio tive uma relação sexual com uma mulher que conheci através de uns amigos e de quem eu pouco ou nada conhecia. Era só uma de muitas amigas de amigos meus e que passou a ser minha também. Contudo, e para meu infortúnio, durante a relação o preservativo cedeu, rompendo. Fiquei assustado, mas depois fui "esquecendo" aquela imagem, até que 3 semanas depois soltava-se o fantasma que assombra a minha vida: após discreta investigação descobri que ela tinha um passado de toxicodependência e com amizades suspeitas. Ela não tinha cara disso, pensei, mas é preciso ter cara?, perguntei-me, tenho eu também cara para ter este problema entre mãos? Não, ninguém tem. Aí tudo se desmoronou: a dúvida, o medo e o caos que só eu provoquei. Até hoje guardo disso segredo, vivo isolado como que aguardando uma punição final. Tentei falar com ela mas temi poder ouvir o pior...e não falei. Não a julgo, sou eu o único réu da minha consciência.
Entretanto fiz o teste aos 33 e 43 dias após o sucedido, com resultado negativo em ambos. Senti uma felicidade relativa, pois me falaram do período de janela, do teste aos 6 meses e um ano. Tenho devorado informação de tudo o que há sobre o assunto, mas as respostas são poucas e vejo o mundo a passar ao lado e o terror do pior.
Agradeço ao Sr. Dr. o seu comentário e análise que eu profundamente agradeço, porquanto sinto que compreenderá os meus receios por saber também que passou por um experiência de medo e ansiedade idênticas.

pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Agradecendo, desde já a sua disponibilidade, coloco-lhe a seguinte dúvida. a que corresponde a "destruição inicial do sistema imunitário"? (expressão retirada de uma sua resposta a uma qst neste portal). Mais concretamente, a que valores corresponde, de CD4 e carga viral?
Uma outra questão: afinal qual a diferença entre seropositividade e sida?
Um sincero agradecimento.

Thursday, July 26, 2001 at 17:07:07
pergunta: qual a probabilidade de ser infectado por uma lâmina de barbear, e qual a duração que o vírus sobrevive na lâmina?
Qto tempo medeia entre o período de realização do exame e conhecimento dos resultados?

Wednesday, July 18, 2001 at 14:34:23
unta: Gostaria de saber se, tendo em conta as relações vaginais e anais, o tamanho do pénis influencia ou não o risco de contágio, para o homem.
relação vaginal, o preservativo rompeu de lado(a meio do pénis), mas nao chegou a sair. Houve risco para o homem?

Tuesday, July 31, 2001 at 14:35:38
pergunta: Será que através de uma análise normal ao sangue, que inclua linfócitos, isso e´suficiente para proceder ao diagnóstico ou carece de análise mais fundamentada?
Muito obrigado.

Monday, July 30, 2001 at 19:02:56
pergunta: Boa tarde, Dr. Ricardo Camacho:
À cerca de três semanas coloquei-lhe uma questão, que por ainda não ter sido respondida (talvez devido a problemas informáticos o que fez com que não tenha chegado até si, e porque já vi respostas suas a perguntas colocadas posteriormente) volto a repetir.
1- Já tive comportamentos de risco com prostitutas, em cerca de três ocasiões, a última das quais à um ano. Atravessei um período mau na minha vida que, apesar de não servir de justificação, me levou a ter essas atitudes. Usei sempre preservativo e a única "coisa" mais arriscada, além do comportamento em si mesmo, foi em um dos casos ter havido sexo oral por parte da senhora a mim.
2- Nunca fiz uma análise específica para a detecção deste vírus, contudo, efectuei análises de rotina ao sangue, que estavam normais, ou seja, com os linfócitos e leucócitos dentro dos valores normais, e sem inversão da fórmula leucocitária.
3- À sensivelmente 4 meses conheci uma pessoa, de quem gosto, e com quem mantenho uma relação fiel.
4- As nossas relações sexuais, a partir de determinada altura, deixaram de ser protegidas, situação que se mantém até hoje.
5- Posteriormente, e devido a problemas de saúde relacionados com a tiróide, por parte dela, foram-lhe efectuados uma série de exames, incluindo o teste HIV, e que resultou negativo.
6- Esse teste teve lugar 71 dias após o nosso primeiro contacto desprotegido.
7- A pergunta que lhe coloco, e porque este assunto não me sai da cabeça, é se, apesar da minha situação ter sido de risco (elevado ou não?), o facto de as minhas análises serem "normais", e ela ter tido os resultados negativos 71 dias após o nosso primeiro contacto sem protecção me pode deixar, "tranquilo"?
Desde já agradeço a sua resposta e queira desculpar-me pela insistência e pelo "tamanho" descritivo do meu caso.

Wednesday, August 1, 2001 at 14:08:55
pergunta: Olá, em primeiro lugar quero dar-vos os parabéns pelo vosso site. A pergunta que quero colocar tem a haver com o facto de ter recebido sexo oral sem preservativo com uma pessoa que penso poderá estar infectada. Embora esta pessoas não tivesse feridas na boca, pelo menos visiveis, o meu pénis tem, no entanto, na glande, uma especie de micoses ou fungos não sei bem explicar. Poderei estar infectado??

Wednesday, July 11, 2001 at 09:55:04
pergunta: Gostaria de saber qual a duração médias do período de sintomas de infecção aguda?
É possível que estes sintomas surgam 48 horas apos infecção?
O que significa um teste Ag p24 negativo durante este Periodo?
Obrigado
Fernando Costa

Wednesday, July 18, 2001 at 21:43:32
pergunta: Sr. dr. Ricardo Camacho, agredaço-lhe imenso a ajuda que me prestou há uns meses atrás com a situação daquele meu amigo. Ele fez os testes passados três meses e deram negativo. Desde ai temos tido relações sem nos preocuparmos com o problema.
porém, ele fez o teste no dia 6 do passado mês e na semana seguinte tivemos comportamentos que são considerados de rsico. Porém nada me preocupou. três semanas depois fui ao médico porque tinha uma amigdalite e febre alta (média 39). Isto durou quatro dias (tinha dores de garganta, os nodolos por baixo dos maxilares inchados, e um enorme cançanso). Não me preocupei até ver aqui no site que esses podem ser sintomas de infecção que ocorrem nesta altura e que o teste só é defenitivo 6 meses depois - estou bastante preocupado, dê-me uma opinião por favor já que já não sei em que acreditar e começo a temer o pior

on Thursday, August 2, 2001 at 10:31:11
pergunta: Dr. tenho lido as suas respostas e são essas que me fizeram e fazem diminuir o estado de ansiadade e desespero que se tem pautado a minha vida nestes ultimos meses, por isso muito obrigado. Tenho 25 anos, e tive um comportamento de risco, (pelos menos penso que sim). Fiz o teste aos 3 meses (91/92 dias) o seu resultado foi negativo, mais tarde e passados 146 dias (+/- 5 meses) da situação de risco realizei outro e deu novamente negativo. As minhas questões são, será que devo realizar o teste aos 6 meses, ou posso com segurança "esquecer" o assunto? Porquê os teste ao seis meses? Quais são os factores que influênciam, para que o teste aos seis meses seja negativo?
Gostaria que responde-se as minhas questões, conforme a sua disponibilidade.
Muito obrigado,Sr. Dr.

Tuesday, July 17, 2001 at 00:02:43
pergunta: Parabens pelo site.
Que validade tem um teste elisa realizado 4 semanas apos uma relação sexual de risco.
Obridado
Carlos Almeida

Thursday, July 26, 2001 at 23:57:02
pergunta: sou coveiro as minhas pernas começarão ter fridas pequenas com muita comichao , col. medico de familia disse se podia fazer as anazes ai hiv1 com681copia--391cd4 abril estavão cd4 523 171/--copia tumando a medicação Efavirenz 200mg Norvir 100mg inadivnavir sulfate 400mg zerit 40mg dado por hospital posso tomar um porduto Natural que tem Acido Hialuronico (complexo b,c,e pois eu provei e sintome muito melhor. seram que esta doença foi transmitida dos cadaver em descopoicão'''

Saturday, July 14, 2001 at 19:30:23
pergunta: A minha casa foi assaltado e a pessoa que fez o assalto cortou-se quando partiu o vidro tendo sujado diversos objectos com sangue, nomeadamente interruptores, mobiliário e roupas, o assaltante tem sida e hepatite. Tenho um filho de 3 anos. Que medidas devo tomar para não haver qualquer contágio?

pergunta: Gostaria de saber, se for possivel, qual a probabilidade média(p.x. %) de um individuo ser infectado com o HIV, ao ter uma relação sexual com uma pessoa Infectada e ao partilhar seringas.
Friday, July 13, 2001 at 16:03:13
pergunta: Tenho dores de garganta e uma certa falta de força nos braços, pode ser um sintoma da doença?

on Monday, August 6, 2001 at 12:06:16
pergunta: Gostava de saber onde fazer testes ELFA_VIDAS no Porto com máximo de sigilo?

on Monday, August 6, 2001 at 11:52:23
pergunta: Onde posso fazer testes da sida no Porto com o máximo de sigilo e descrição?O q é o teste Elsa?

Saturday, July 14, 2001 at 19:30:23 --------------------------------------------------------------------------- pergunta: A minha casa foi assaltado e a pessoa que fez o assalto cortou-se quando partiu o vidro tendo sujado diversos objectos com sangue, nomeadamente interruptores, mobiliário e roupas, o assaltante tem sida e hepatite. Tenho um filho de 3 anos. Que medidas devo tomar para não haver qualquer contágio?

Wednesday, August 1, 2001 at 14:34:07
pergunta: 
- O virus da sida está presente na saliva, ainda que não haja provas da possibilidade de contaminação através desta?
- A comunidade cientifica tem provas concretas de que não é possivel esta forma de contaminação ou simplesmente baseia-se na não verificação de casos de contaminação por esta via para informarem de que ela é improvável ou de todo impossível?


Tuesday, August 14, 2001 at 19:08:44
pergunta: Sou técnico num laboratório de análises clínicas e aquando da manipulação do soro de um doente seropositivo (soro esse conservado em frigorífico à 3 dias) algumas gotas saltaram-me para o peito da mão, que não tinha feridas. Rapidamente lavei com alcool a 70% e desinfectei com lexivia. Pensam que houve algum risco de contágio?? Devo efectuar análises de rastreio?? Obrigado e parabéns pelo vosso excelente trabalho.!!

Monday, August 13, 2001 at 23:22:58
pergunta: Gostaria de saber se efectivamente um teste realizado três meses após relação de risco é definitivo.A minha pergunta deve-se ao facto de que não existe um concenso entre os médicos que colaboram no site.
Muito obrigado pela atenção dispensada.

Monday, August 13, 2001 at 01:39:20
pergunta: Esiste alguma relação entre diaheia e os primeiros sintomas de sida?

Tuesday, August 14, 2001 at 12:26:29
pergunta: A minha dúvida prende-se com a esperança média de vida de um seropositivo. Neste momento, um doente de 20 anos que tome adequadamente a medicação antiretroviral, possua contagem de CD4 normal e carga viral indetectável pode esperar viver até...? Desde já obrigada pela resposta e um parabéns pelo, na minha opinião, melhor site do tema.

Friday, August 17, 2001 at 21:58:12
pergunta: FIz o teste de detecção de anticorpos HIV 20 semanas após o comportamento que considero ter sido de risco. Tal comportamento consistiu numa relação sexual com uma mulher que penso poder estar infectada. Usei preservativo, mas ao retirar o pénis verifiquei que o preservativo, talvez com os movimentos da penetração, subiu um pouco, deixando uma parte do pénis descoberta. Verifiquei a existência de alguma ferida nessa zona, mas não descobri nenhuma ( embora saiba que elas possam ser invisiveis a olho nu ). A relação durou muito pouco tempo ( 3/4 minutos ) e não ejaculei. Fiz o teste, após 20 semanas, que deu negativo. Posso estar descansado?

Wednesday, August 22, 2001 at 11:47:23
pergunta: No dia 30 de Abril deste ano fiz uma tatuagem, que me deu alguns problemas de cicatrização.
Neste local o material era esterilizado e não descartável.
A meio de junho fui fazer análises de rotina e aproveitei para fazer o rastreio hiv 1 e 2 tendo o resultado sido negativo.
Nesta ultima semana tenho tido alguns problemas gastro intestinais e uma sensação febril.
A pergunta que quero fazer é se o teste feito com 6 semanas é credivel e se devo ficar alarmado com os sintomas que descrevi, tendo em conta que passaram mais de 3 meses e meio desde a tatuagem.
obrigado

Wednesday, August 22, 2001 at 08:34:00
pergunta: Antes demais gostaria de felecitar toda a equipe pelo excelente trabalho desempenhado neste portal. Gostaria de colocar uma questão: è que em sites sobre a aids, pude ler que um individuo ao ser infectado, sentiria sintomas de 4 dias a uma semana e esses sintomas eram semelhantes a uma gripe forte, comichão, os quais durariam um mês aproximadamente. Gostaria de saber a validade desta informação. grato
Manuel rui

Wednesday, August 22, 2001 at 19:21:54
pergunta: quais os sintomas quando adquirido o vírus

Friday, August 24, 2001 at 10:22:41
pergunta: pela sua experiência e conhecimento, conhece alguem (do sexo masculino) que tenha sido infectado por ter recebido sexo oral sem preservativo?

Friday, August 24, 2001 at 06:43:39
pergunta: Parabéns pelo trabalho desenvolvido neste site. Gostaria de saber qual a margem de segurança de um teste negativo aos três meses, repetido aos cinco meses e tb negativo. Obrigado.
PS: Uma candidiase vaginal não completamente curada e que reaparece ao fim de 4 dias é um sintoma de infecção, ou é uma situação " normal " ?

Wednesday, August 22, 2001 at 00:46:29
pergunta: Tenho um amigo seropositivo. Hoje foi saber qual a sua carga viral e o médico disse que os CD4 dele estavam demasiado baixos:65.
A curto prazo isso poderá ser prejudicial?
A medicação fará subir os CD4?
Ele sente-se sempre muito cansado e no final da tarde tem sempre temperatura.
A medicação vai melhorar este mal estar?
Obrigada pela atenção,
Carla
Depois o médico perguntou-lhe se ele queria fazer o tratamento. Esta pergunta é habitual?
Porquê fazê-la?

Monday, August 20, 2001 at 18:20:38
pergunta: namoro ja há dois anos e só à pouco tempo é que ele me disse que tinha tido uma namorada cujo ex-marido era drogado. neste momento tenho receio pois não sei que ele está infectado. O que devo fazer?

Thursday, August 23, 2001 at 17:34:09
pergunta: Com os níveis de CD4 em 66 (tratamento a iniciar nos próximos dias) é seguro dar a vacina da Hepatite B?
Obrigada
Carla

Monday, August 27, 2001 at 23:47:23
pergunta: Dr Ricardo Camacho
Que sintomas revelam uma reinfecção do HIV?
Não sendo curial, da minha parte, confrontá-lo com opiniões de colegas seus, contudo, foi dito que não teria muito sentido a vacinação contra a gripe com um nível de CD4 de 264. Será? (Comprendo uma não resposta a esta questão!)
Obrigado pela disponibilidade.

Thursday, August 30, 2001 at 19:51:52
pergunta: FOI A SAIR DUMA DISCOTECA:
Foi um beijo PROFUNDO com troca DE SALIVA MAS AGORA TENHO MEDO... PORQUE NÃO REPAREI SE A RAPARIGA QUE EU BEIJEI TINHA ALGUMA DOENÇA DOS DENTES OU NÃO ... O MEU RECEIO É:
PODE SER POSSIVEL QUE ELA TIVESSE UMA FERIDA SANGRANTE NA BOCA E O SANGUE, MISTURANDO-SE COM A SALIVA PODERIA TER PASSADO PARA A MINHA BOCA...
nORMALMENTE EU NÃO TENHO FERIDAS SANGRANTES VISIVEIS NA BOCA.... MAS SOFRO DE INFLAMAÇÃO DA ULCERA NO ESTOMAGO...SÓ QUE EU ENGOLI A SALIVA DELA.... MAS SE TIVESSE SANGUE CONTAMINADO MISTURADO COM SALIVA ???
qUAL ERA A PROBABILIDADE DE CONTRAIR O VIRUS ???
pRECISO DE UMA EXPLICAÇÃO DETALHADA....POR FAVOR...

Saturday, August 18, 2001 at 17:23:07
pergunta: A situação é a seguinte:
Tive um contacto com uma prostituta que foi um tanto traumático, em termos emocionais. Foi a única vez na minha vida, durou cerca de dois-três minutos, com o preservativo colocado pela senhora logo no início, antes de qualquer contacto de qualquer tipo. Cerca de dois-tr~es minutos depois de iniciarmos, sem qualquer ejaculação minha, senti-me chocado com o que estava a fazer e disse que queria parar. Ela retirou-me então o preservativo e terminámos. No momento tive uma sensação de tranquilidade enorme por tudo ter terminado sem qualquer precalce.
Nessa noite mal dormi, e logo no outro dia de manhã comecei a pensar nos riscos que posso ter corrido. Telefonei para uma linha informativa, que me disse que não tinha havido risco, desde que estivesse tudo bem com o preservativo, isto é, se estivesse dentro do prazo, etc. Fiquei em pânico: não tinha sido eu a fornecer o preservativo, não sabia o estado dele: apenas recordo que a senhora o colocou com cuidado.
No dia a seguir tive uma boda, em que comi e bebi abundantemente, mas em que me ia sentindo progressivamente pior, como que cheio, indegesto, a rebentar: uma boda que durou três dias. Cinco dias depois do contacto com a senhora tive uma diarreia, com cólicas terríveis, e febre baixa (37.6), tudo durante um dia e pouco. Antes fizera uma corrida ligeira (30 minutos), para desanubiar, mas apanhei uma chuvada de granizo, que me deixou muito mal disposto, com arrepios constantes.
Li então algures que isso (diarreias, cansaço, febre) podiam ser sintomas de uma infecção hiv e entrei em depressão profunda: pensei mesmo no pior. Perdi o apetite, quase deixei de comer, perdi peso (2.5kgs numa semana e pouco) e comecei a ter insónias e suores nocturnos (acordava cerca das 3 da manhã, a suar embora sem febre, e estava acordado a pensar no mesmo até de manhã). Depois fui voltando à calma, à medida que me foram informando que não tive um comportamento de risco, que foi uma prática segura, que a transmissão ocorre quando não se usa protecção, etc.
Tudo já voltou à calma. Algumas respostas do vosso site esclareceram-me já: gostava apenas do vosso parecer sobre o meu caso.
As minhas perguntas são as seguintes:
1. O meu mal-estar nos dias a seguir ao contacto pode enquadrar-se nos sintomas de infecção aguda, ou pode ter sido causado pela grande instabilidade emocional que então vivia?
2. O pensamento recorrente no mesmo, de forma obcessiva e compulsiva podem conduzir à perda de apetite, de peso, a insónias e a suores nocturnos?
Obrigado

Sunday, September 2, 2001 at 19:55:55
pergunta: É possivel ser-se infectado com o HIV através da picada de um mosquito/melga ?

Sunday, September 2, 2001 at 18:08:42
pergunta: Um seropositivo pode morrer sem ser de uma doença oportunista?
Quais as doenças mentais/psiquiátricas com as quais um seropositivo se pode deparar?
Quais os cuidados alimentares a ter com a seguinte medicação: COMBIVIR comprimidos, ao pequeno almoço e ao jantar; VIRAMUNE 200mg comprimidos,ao pequeno almoço e após 15 dias também ao jantar. Poderei beber uma cerveja ou um copo de vinho à refeição?
Iniciei o tratamento nno dia 30 de Agosto e sinto dores de estômago e algumas tonturas mas estou sempre com fome. É normal?
Sou fumador e tenho tentado reduzir ao máximo. Será muito prejudicial se eu não deixar de fumar?
Obrigado pela disponibilidade e parabéns pelo excelente trabalho.
Paulo

Monday, September 3, 2001 at 14:48:47
pergunta: quanto tempo é que demora a manifestar-se a infecção? tive relações sem preservativo um ano e meio atrás.Será que devo efectuar o teste?

Saturday, September 1, 2001 at 18:36:26
pergunta: tive relações à dois anos com uma pessoa que não sei se está infectada. ela começou por fazer sexo oral, sem preservativo, não tendo havido ejaculação. depois penetrei e retirei imediatamente o pénis tendo posteriormente colocado o preservativo. gostaria de saber quais as possibilidades de estar infectado. não me lembro de ter estado doente entretanto

Saturday, September 1, 2001 at 13:46:20
pergunta: "Alguem dos Srs. Drs responsaveis pelo site , quer ( deve!)comentar a noticia saida hoje nos media;HIV: Medicamentos anti-sida perdem eficácia. Gostaria de ler opinioes Agradeço desde já AM"
- AM

Wednesday, September 5, 2001 at 17:23:54
pergunta: Tenho 44 anos, e há cerca de 2 anos tive uma relação com uma pessoa que não sei se estava infectada. Vivo há um ano com uma pessoa. Pensamos casar. Vivo assombrada com o medo de estar infectada, mas não tenho coragem de ir fazer o teste. Não consigo falar com ninguem sobre isto.
Vivo em pânico, um verdadeiro tormento. Estou psiquicamente bastante afectada, preciso de ajuda, do apoio de alguém para me dar coragem. Se der positivo é o fim da minha vida, da minha relação, de tudo. Não me lembro de ter tido sintomas de gripe ou qualquer outro sintoma. O que devo fazer? Alguém me pode ajudar?

Saturday, September 8, 2001 at 00:56:04
pergunta: gostava de saber se uma sensação febril que me acompanha há cerca de 3 semanas pode ter alguma relação com a infecção do hiv.
tive uma acção de risco faz 4 meses e fiz os testes 6 semanas a seguir e que deram negativo.

Sunday, September 9, 2001 at 23:13:57
pergunta: a minha questao e se e possivel tendo sida se posso ter filhos.

Tuesday, August 28, 2001 at 16:18:53
pergunta: Obrigado por estarem desse lado a apoiar, a informar e pelas respostas claras e tão esclarecedoras. Sou seropositivo e iniciei o tratamento no dia 24 de Agosto. Os CD4 estão baixos(66)e a carga viral é elevada mas não me foi dito qual o seu valor. Estou a tomar Combivir (comprimidos) -ao pequeno almoço e ao jantar- e Stocrin (cápsulas)- antes de dormir. Foi-me também receitado Bactrim Forte para tomar às Segundas, Quartas e Sextas. Gostaria de saber qual a vossa opinião sobre esta medicação. Estou um pouco preocupado pois desde Sábado que tenho muitas tonturas, enjoos e má disposição em geral. Tenho sempre que fazer um esforço enorme para comer. Acham que é natural? Devo falar de novo com o médico? A próxima consulta é dia 7 de Setembro. Não tenho conseguido trabalhar e gostava de saber como posso fazer para ficar de baixa até desaparecerem estes sintomas. Muito obrigado.

Saturday, August 25, 2001 at 23:45:11
pergunta: Exmo Sr Dr
Tive uma relação sexual em 1 de Abril de 2001(1/4), realizei os testes Eliza, nos dias 16/5, 18/6, 18/7 e 13/8 e deram sempre negativos(VIH1 e VIH2). Como apresentei ao longo destes meses sintomas muito semelhantes áqueles que me descrevem(dores de cabeça, dores de garganta, comichões generalizadas,alguma diarreia,muitos espirros(tipo gripe), alguma tosse,leve síndrome febril e pequenos sinais vermelhos no peito picadas generalizadas no corpo e também mal estar gastrointestinal.Confesso que a ansiedade tomou conta de mim e não consigo deixar de pensar neste assunto. Já agora gostaria de referir que com tantos testes Eliza e devido aos meus síntomas acabei por fazer um teste de carga viral(13/8) cujo resultado foram: VIH1 inferior a 50 cópias por ml de sangue.
Sei que exagerei nos testes mas não deixo de estar preocupado com o meu mal estar. Agradeço ao Dr. que me responda com a maior brevidade possível, pois estou muito nervoso.
Já agora gostaria de saber se um estado psicológico de ansiedade é suficiente para desencadear todos os sintomas da chamada fase aguda do HIV. Obrigado Miguel.

Sunday, September 9, 2001 at 16:30:31
pergunta: Gostaria que me informassem quais são os sintomas da sida ?

Friday, August 24, 2001 at 13:23:53
pergunta: Boa tarde,
Eu estou muito pouco esclarecido em relação a esta doença e por isso as minhas perguntas:
Supondo que apenas um dos elementos do casal está infectado, qual a possibilidade de infectar o outro apenas com masturbação e penetração com os dedos, tanto na vagina como no ânus? Se possível digam em ambos os casos se fosse ela a infectada ou se fosse ele.
Existe possibilidade de infecção se a mulher(infectada) passar com os lábios no pénis(sem ejaculação)?
Espero que me possam esclarecer, muito obrigado desde já

Saturday, September 1, 2001 at 15:58:42
pergunta: Olá, ando um pouco confuso acerca de o que me aconteceu.
Tive sexo oral com preservativo com uma prostituta, os 11 meses seguintes não tive relações amorosas com ninguem pois não consegui esqueçer aquele evento, até que resolvi fazer o teste, fui até a um centro anónimo, 8 dias depois recebi o resultado que pedia nova amostra (o que só acontece com ELISA positivo). Fique muito transtornado e resolvi deslocar-me ao outro centro anonimo, 8 dias depois, o resultado foi exactamente o mesmo lá disseram-me que o ELISA tinha sido um borderline (um valor muito baixo), mas desta vez segui para a confirmação, o resultado foi Western-Blot Negativo e ainda fizeram um p24 Negativo também.
Não sei o que se passou mas não esqueço este episodio, o que devo fazer ?
Este negativo é real ?

Tuesday, September 11, 2001 at 12:37:06
pergunta: Agradecer desde já a todos os que colaboram com site. A questão que eu pretendo que me esclareçam é a seguinte, que talvez seja repetitiva, mas têm algumas deferenças que podem ser mais esclarecedoras, tanto para mim como para os que consultam o site.
Um teste Elisa realizado por um laboratório credivel(Facul.Farmácia ou Curry Cabral)passados 25 semanas(6 meses) e alguns dias de uma situação de risco, permite retirar conlusões definitivas e seguras (100%), relativamente ao virus HIV1 e HIV2? mesmo que possam surgir pertubações do estado de saude, confundiveis com algum sintoma de infecção?

Tuesday, September 11, 2001 at 14:39:34
pergunta: Li numa das respostas às questões colocadas neste site que as pessoas infectadas com HIV podem ter leucócitos baixos e inversão da formula leucocitaria. Ora, nas ultimas análises que fiz, tinha os leucocitos a 5.3; neutrofilos 41.4 e linfocitos 50.1. Poderá isto ter algum significado?
obrigado

Thursday, September 6, 2001 at 00:19:46
pergunta: Parabéns pelo excelente trabalho e pela existência deste site!
Eu sou seropositiva e o meu namorado também. Foi-nos aconselhado o uso do preservativo para evitar reinfecções. A minha pergunta é: que tipo de infecções poderemos transmitir um ao outro caso não usemos o preservativo? Eu tenho HCV. Poderei transmitir sexualmente ao meu companheiro que não tem? Tenho Herpes Vaginal. Poderei transmitir sexualmente ao meu companheiro estando o Herpes numa fase passiva ou só quando ele activa? E sexo oral, convém também fazer com preservativo ou não será necessário o uso do mesmo? E o meu namorado poderá fazer-me sexo oral sem problemas ou é de evitar? Gostaria que me esclarecesse sobre estas questões e desde já agradeço a sua disponibilidade. Continuação de um excelente trabalho! Daniela

Sunday, September 2, 2001 at 22:27:32
pergunta: Gostaria de saber se existe algum organismo que faça testes de sida Gratis? ou só pode-se fazer em laboratorio?

Monday, August 27, 2001 at 10:06:03
pergunta: Um amigo meu contraiu herpes genital que já dura há algumas semanas, apesar de já ter tomado um antiviral e tem uma verruga que lhe voltou a aparecer. Ele vive cheio de medo de ter contraído o HIV, apesar do único comportamento de risco praticado foi terem-lhe feito sexo oral há um ano e penetração sem protecção há uns dez anos. Gostaria de colocar duas questões: 1- Estes sintomas podem ser devidos ao HIV ou também devidos ao estado de constante medo em que ele vive? 2- Devido ao medo que ele tem, ele não está preparado para fazer um teste e tem constantes depressões, apesar de já ter muitas vezes dialogado com ele. Será melhor convencê-lo a ir a um psicólogo? Obrigado pela atenção e parabéns pelo vosso site.

Wednesday, September 5, 2001 at 09:55:28
pergunta: Após um ano de um contacto um pouco caricacto ou seja com o dedo na vagina de uma prostituta é possivel estar infectado isto porque não tenho tido problemas de saude de maior e até practico desporto e não tenho sentido diferença nenhuma gostaria de ser esclarecido em relação a esta minha duvida se passado um ano o virus n se ter manifestado numa possivel infecção! O meu muito obrigado.

Tuesday, September 4, 2001 at 22:50:32
pergunta: Dr Ricardo Camacho
Acerca da pergunta sobre 'reinfecção do HIV' e ' vacinação contra a gripe', não pretendia qualquer relação, mas eram duas questões, o que de facto não era explícito. Assim, agradecia-lhe, se puder, que me esclareça acerca da oportunidade da vacinação contra a gripe (e outras?!), e se existe alguma relação entre a(s) vacinação(ões) e o nível de CD4.
Obrigado pela disponibilidade.

Monday, September 3, 2001 at 13:09:53
pergunta: Joguei futebol com um colega de trabalho que é seropositivo.
num lance normal do jogo, ele veio contra mim e raspou-me a mao contra o meu braço com algum impacto, o que não me causou nenhuma lesão no braço, pelo menos visivel. Fiquei aterrorizado, embora não lhe desse a perceber, nem a ninguém.
Gostaria de saber se devo fazer o teste do HIV e se devo continuar a praticar futebol com alguém seropositivo.
Isso não é uma ameaça para mim e para todos os meus colegas??

Friday, September 7, 2001 at 21:51:48
pergunta: Dr:
Em Dezembro de 1994 fiz um teste elisa ao fim de dois meses e pouco do contacto de risco. Nessa altura os testes eram fiáveis ao ponto de poder estar descansado?
obrigado
luis

Thursday, September 6, 2001 at 19:05:49
pergunta: tendo lido no texto data 15-08 que o nivel de carga viral existente na saliva e identica ao nivel da existente no sangue como se compreende entao que nao haja contagio por este meio?

Thursday, September 6, 2001 at 14:44:24
pergunta: Boa tarde, Dr Ricardo Camacho! Tive á cerca de um mês relações sexuais homossexuais com um individuo que vim posteriormente a saber que era muito promiscuo, tinha comportamentos de risco e penso que pode estar infectado com VIH, estando provavelmente no período janela. Nas relações que tivemos usámos o preservativo, onde eu tive um papel activo e ele passivo. Com excepção de uma vez, que ele me "forçou" a penetrá-lo sem preservativo, o que me causou no momento algum mau-estar. No entanto no sexo oral, não havia o uso do preservativo, e houve uma altura em que apanhei herpes labial devido à febre que tive devido a uma inflamação na garganta. Já não ando com essa pessoa, e já fiz análises ao sangue e urina, onde não acusou nada. No entanto, vou fazer o reforço da vacina da hepatite B e vou repetir essas análises só em Janeiro. Vivo ansioso e preocupado com o desconhecimento do meu estado de saúde, pois tivemos sexo oral desprotegido, beijavamo-nos e, eu tinha a infecção na garganta e penso que cheguei a ter contacto com o líquido pré-espermático. Existem grandes probabilidades de eu poder estar contaminado? Será que posso fazer algo para intervir mais precocemente, antes de descobrir que poderei ser portador do virus da sida?
Muito obrigado pela sua atenção!

Wednesday, September 12, 2001 at 03:41:47
pergunta: Gostaria de saber mais sobre Farmacos e associações utilizados no controle da AIDS, pois tenho uma monografia para fazer.
Desde já, agradeço.
Ana Carina.

Wednesday, August 29, 2001 at 18:57:42
pergunta: Qual a diferença entre a técnica ELISA e a técnica ELFA? A sua fiabilidade é igual?
Obrigado

Saturday, September 15, 2001 at 14:34:10
pergunta: A minha duvida é o seguinte:
Não tenho comportamentos de risco, faço analises todos os anos ao HIV e Hepatite B, por rotina, mas na passada 5ª feira tive um comportamento de risco numa relação sexual, e agora estou com receio, pelo que gostava que me informa-se quanto tempo devo deixar passar para fazer uma analise e quanto tempo depois devo fazer outra para confirmar.
Fico a aguardar o seu esclarecimento sobre esta questão.
Cumprimentos
Jose Fernandes

Saturday, September 15, 2001 at 16:23:54
pergunta: Dra Maria José
Apesar de me considerar um indivíduo responsável, tive nos últimos anos alguns comportamentos que agora me preocupam e por isso gostaria de ter a sua opinião.
1- Em tres ocasiões tive contacto com prostitutas, tendo elas feito a mim preliminares orais sem preservativo;
2- Em duas ocasiões, fiz sexo oral sem preservativo com duas amigas...
3- Numa ocasião, com uma prostituta, utilizámos o preservativo desde o início e no final apercebi-me que ele se tinha rompido a meio do corpo do pénis.
Acha que tenho razões para estar preocupado e fazer o teste?
Ou as situações foram de risco mínimo?
Agradeço-lhe muito.

Wednesday, September 12, 2001 at 00:21:36
pergunta: Sou professor numa escola EB 2,3 . Um aluno questionou-me se ao introduzir o seu dedo na vagina da namorada poderá estar em risco de contrair o virus.
Agradecia uma resposta. Obrigado

Friday, September 7, 2001 at 01:41:04
pergunta: Parabéns pelo vosso trabalho e por este excelente site!
Gostava que me esclarecesse na seguinte questão: Sou seropositiva e gostava de saber se mesmo tendo a minha CV:982 e CD4:500, tomando a medicação de uma forma regrada, se é possível apanhar alguma doença oportunista ou se a medicação evita qualquer tipo de doenças oportunistas. Corro ou não o risco de exposição aos variados tipos de doenças que um seropositivo está mais exposto?
Agradeço o seu esclarecimento e obrigada pela sua atenção
Daniela

Sunday, August 5, 2001 at 16:05:50
pergunta: Doutor:
Será que a infecção aguda pode constituir-se como quadro de dispneia prolongada e iniciando-se com uretrite e depois balanites que se tornaram recorrentes, ou isso n consta dos manuais?
Podemos considerar candidiase oral uma lingua recuberta de fina camada branca n eritematosa se n responde a tratamento c nistatin nem gel antifùngico? Pode estar apenas relacionado c sinusite, faringite e gotejamento pós nasal?
Desde já mto obrigado pela atenção.

Monday, September 17, 2001 at 22:59:31
pergunta: exmo dr. Camacho
eu tive dois comportamentos de risco nos dias 12 e 13 de janeiro de 2001, ambos casos foram com prostitutas.
em ambos casos utilizei o preservativo do principio ao fim e penso que em ambos os casos o preservativo não se rompeu.eu ja fiz 5 testes no laboratorio dr joaqum chaves em miraflores o q ultimo dos testes foi feito 6 meses após o contacto todos os testes foram de resultado negativo mas eu continuo a estar preocupado visto eu continuar a ter muitas dores de cabeça ,garganta, vista etc..devido a estas dores o sr. dr.camacho acha que eu devo esatr preocupado e voltar a fazer o teste?o meu problema e estar cheio de medo do teste vir a dar negativo.o que e que eu devo fazer? obrigado pela sua ajuda
um abraço vitor

Monday, September 17, 2001 at 22:55:20
pergunta: sou seropositivo tanho 533CD4 e RNA VIH1:166 estou com a medicação :Zerit(stavudine) 1 comp. de manha 1 comp. de tarde Indinavir Sulfate 2 comp. de manha 2 comp. de tarde Efavirenz 3 com. ao deitar Ritonavir 1 comp. de manha 1 comp. de tarde não bebo bebedas alcoolicas bebo um liquido uma vez de semana que tem componente estrutrural fundamental, presene na membrana de todas as, sapogenianas, enzimas, minerais,Vitaminas (cmplexo b,c, e E) e tambêm cerca de17 aminoácidos livres com predomínio de Arginina e serina, composição que, associada à sua natural acidez, de valor semelhante à da pele ph=45. sera que pouso tomar e continuar a beber este liquido.
pois setume muito melhor mas começo a ter fridas na pele e na cabeça ser que e natural ou não pois quado comecei este tratamento tinha CD4 391 e RNA vih1: 685. sera por este meio vou ficar imuni à doeça e a sim posso provar qui bebebo em segurança.

Wednesday, September 12, 2001 at 23:23:36
pergunta: Parabens pelo trabalho!
Uma pessoa que seja HIV+, tenha um contacto desprotegido com outra pessoa positiva, no caso de reinfecção, apresenta os mesmos sintomas de infecção aguda que na infecção primaria?
Obrigado

Tuesday, September 11, 2001 at 01:16:31
pergunta: Tive relações com uma desconhecida à uma semana, e no fim do acto, reparei que o preservativo se tinha rebentado. Em conversa com ela, descobri que estava no período fértil. Pelo que ela me disse, fazia exames de rotina de 3 em 3 meses e que, em principio, não estava infectada com o virus (pelo menos, o seu último exame dera negativo). No caso de ela estar infectada, quais as probabilidades de eu ter sido infectado?.
Pergunto isto, porque, primeiro, em conversa com um médico amigo, o preservativo deve-se ter rebentado no fim, o que reduz drasticamente as possibilidades de contágio e segundo, pelo que li nas vossas perguntas e respostas, o facto de ela não estar na menstruação também reduz ainda mais essas mesmas possibilidades de contágio. Qual o sitio, no corpo, mais provável para os problemas de pele aparecerem?
Gostava de saber também, por favor, onde é o seu laboratório, para, quem sabe poder falar pessoalmente e mais à vontade sobre o meu problema.

Monday, September 17, 2001 at 21:02:43
pergunta: Tive relações sexuais com uma pessoa 2 dias antes dessa pessoa ter gonorreia declarada. O que é ? Quais são os seus sintomas ? Qual o seu período de incubação ? É facilmente curável ?

Tuesday, September 18, 2001 at 22:10:04
pergunta: Gostaria primeiro de agradecer esta oportunidade de expor aqui as nossas duvidas. Eu tive relações sexuais com outro homem, e não me preveni, ou seja nunca mais me lembrei do perservativo. E apesar de ele trabalhar em saude ,eu fiquei um bocado preocupado com a situação, e decidi fazer um teste da sida passados 1 mes, mes e meio, não me recordo bem. E o teste que fiz foi um teste Anti-Hiv 1, e Anti-Hiv 2, e ambos deram negativo, e a drª do laboratorio escreveu por baixo, " Despiste da infecção por Hiv pela detecção combinada do antigenio p24 do Hiv 1, e das imunoglobinas G anti-Hiv 1 e anit-Hiv 2 no soro, com consequente diminuição do "periodo de janela para 8 dias". Eu gostava de saber o que ela quis dizer com isto. E se poderei estar infectado. Gostava de ter a sua opinião.
Obrigado pela atenção e aguardo a resposta.
João R.

Friday, September 21, 2001 at 18:46:43
pergunta: À cerca de 2 meses tive um comportamento de risco. O que se passou foi que toquei com os dedos da vagina de uma prostituta, não senti liquido vaginal, no entanto tinha uma ferida no polegar e a pele dos dedos ligeiramente roida.
Ando desesperado e até já questionei o suicidio, isto foi numa despedida de solteiro, hoje comecei a sentir dores de garganta e febre. Acha que posso ter sido infectado?
Entretanto a situação foi horrivel e beijei o peito de outra prostituta a quem um amigo lhe tinha feito sexo oral, não sei se ele eventualmente lhe tocou com a lingua no peito dela. Acha que desse modo ele poderia transportar o virus na sua boca e colocar no peito dela e a seguir eu ao beijá-la, poderia ficar infectado?

Tuesday, September 25, 2001 at 19:24:12
pergunta: Desde já parabéns pelo vossa site e dedicação a todos aqueles que apesar de eventualmente cometerem erros na vida, tem sem duvida em vos palavras e pessoas amigas.
A minha pergunta é a seguinte : Sou casado e infelizmente num acto mal pensado com uma colega de trabalho, ela praticou-me sexo oral. Para além de não me ter ejaculado apesar de se ter se dividido esse acto em 3 partes, não verifiquei no meu orgão sexual outro líquido senão saliva, não tenho também qualquer ferida ou algo semelhante no meu pénis, ela aparentemente e pelo que verifiquei também não tem feridas na boca. Já me informei junto de um médico amigo se corria perigo de apanhar sida ou Hepatite B mas contra a Hepatite eu estou vacinado e Sida ??? Gostaria de saber também visto que num determinado momento fui surpreendido por ela atravês de um beijo, logo após o último contacto dela com o meu pénis, se isso também pode transmitir algum tipo de doença grave ou não.
Por fim queria saber o que se entende de "soluções contínuas" e o que é o denominado fundo e/ou levedura denominado de "candida"
Muito obrigado.

Wednesday, September 26, 2001 at 15:01:53
pergunta: Eu sou o Paulo, tenho 25anos, resido na Alemanha, e há dois anos foi detectado o virus HIV! Neste momento estou a receber um tratamento no local da minha residência, em Hamburgo. Eu estou a pensar ir viver para Portugal, porque surgiu-me entretanto uma boa oportunidade de trabalho em Portugal. Os medicamentos que estou a tomar neste momento sao: Combivir e Sustiva 200! A minha questao é: Posso continuar o meu tratamento em Portugal com estes medicamentos, e se puder quanto custará este tratamentos/os medicamentos, e quais as condicoes de tratamento em Portugal??
Agradeco imenso a sua atencao!

Wednesday, September 26, 2001 at 19:18:03
pergunta: Nestas ferias num aqua park do algarve numa das escadas para um escorrega havia sangue no chão eu tenho quase a certeza que não calquei mas no caso de ter calcado existe ou não probabilidade de ser infectado com o virus HIV? Já agora qual a resistência do virus fora do organismo ?
Muito obrigado

Wednesday, September 26, 2001 at 22:38:27
pergunta: Aproveito para felicitar o site pois é uma grande ajuda para TODAS as pessoas, especialmente as mal informadas. Assim sendo a minha questão é a seguinte:
Tive uma relação de risco á cerca de 4 meses atrás(rompeu-se o meu preservativo),e desde então tenho vivido numa grande angustia e para agravar tenho sentido alguns sintomas que coincidem com a doença, entre os quais diarreia. Ás 8 semanas fiz um teste que deu negativo, ás 12 semanas, outro com igual resultado, mas os sintomas persistem, em especial a diarreia. Sei que o período de janela vai até aos 6 meses ou mais. Que me aconselham a fazer, permanecer neste estado até cerca dos 6 meses, ou fazer já outro teste, a fim de terminar esta angustia?
Por favor digam-me algo, cumprimentos e muito obrigado.

Thursday, September 27, 2001 at 09:10:15
pergunta: Desde já acho esta pagina muito interessante e muito bem constituida. Gostaria de saber quais são o sintomas iniciais e quanto tempo depois da contaminação e que os sintomas aparecem. Passando esse tempo se não houver sintomas quererá dizer que não se está infectado ?
Desde já agradeco a vossa atenção e agardeco muito o vosso empenho.

Wednesday, September 12, 2001 at 10:39:12
pergunta: Ao colocar os dedos na vagina poderei contrair a SIDA? E se na prática desportiva contactar (com as mãos) em sangue poderei contrair o virus da SIDA? Obrigado

Thursday, September 27, 2001 at 20:04:17
pergunta: Sou brasileiro, soro positivo com carga viral zerada,morando em Portugal há 4 anos. Tenho sido atendido e recebido os medicamentos no Hospital de São João mas por questões profissionais e pessoais procuro um médico particular que pudesse me atender. Já procurei na lista telefônica, ja liguei para a SOS sida, já pedi aos médicos que me atendem no HSJ, mas até hoje não consegui nenhum nome, nenhuma indicação.
Estou bem, mas ficaria mais tranquilo se tivesse um médico especialista em sida com quem eu pudesse me consultar regularmente sem precisar passar pelas consultas publicas. Agradeço qualquer informação.

Saturday, September 29, 2001 at 21:42:16
pergunta: Dra. desde Maio de 2001, que não me sinto bem. Tive uma relação no inicio de Abril deste ano e tenho sentido múltiplos sintomas de mal-estar, comichões, "picadas" no corpo, algumas borbulhas, constipações irregularmente distribuidas no tempo,dores de cabeça e garganta e muitos espirros e alguma diarreia.
Realizei inúmeros testes Eliza, que tiveram resultados negativos(mês e meio, três e cerca de seis meses depois da situação), sem que os meus sintomas tenham passado. Realizei também um teste de carga viral(bDNA), cujo resultado foi VIH1 inferior a 50 cópias por ml de sangue(limite minímo detectável). Pergunto se é possível estar infectado e se estes sintomas poderão corresponder a outra doença.

sexta-feira, 28 de Setembro de 2001 18:38
Se possivel agradecia que me indicassem onde posso encontrar legislação relativa aos doentes seropositivos.
Mesmo os Diários da Républica que posso consultat. Estas informações destinam-se a um trabalho qhe estou a elaborar no ambito do meu curso de formação em enfermagem.
Com os meus agradecimentos

Friday, September 28, 2001 at 22:52:01
pergunta: Sou casado e infelizmente num acto mal pensado com uma colega de trabalho... II
Quanto tempo depois desse contacto devo fazer análises ao sangue, julgo ser 1 mês ?? e se é necessário repetir essas mesmas análises algum tempo depois.
Relativamente ao candida e desculpe-me a minha ignorãncia, a/o candida é o mesmo que afta ??? O meu médido receitou-me Daktarin gel oral, ou seja, 6 dias depois desse contacto apareceream-me aftas e uma pequena irritação na garganta, é algum sintoma de hiv ou hepatite ???

Tuesday, October 2, 2001 at 23:04:31
pergunta: Sou enfermeira e estou a frequentar o Curso Complementar em enfermagem. No ambito do mesmo estou a elaborar um trabalho sobre organizações, pessoas individuais,e qualquer tipo de ajuda que possa ser dada aos doentes seropositivos,assim como vou tentar implementar uma Consulta de Enfermagem em conjunto com a Consulta de Medicina/Imunodeficiência do Hosp.Desterro e preciso de dados sobre legislação referente a estes doentes

Thursday, October 4, 2001 at 22:17:02
pergunta: Sou paciente do Dr. Nelson Duarte do Hospital de Santa Maria a minha carga viral era 57.100 cd4 512 mas as plaquetas desceram devido a eu tomar aspegics para as dores de cabeça!Sou portador da doença desde 1993/94 acontece que ha alguns dias me apereceu um pequeno glangulo no mamilo direito e que me dói bastante.Actualmente estou a tomar Epivir,Zerit e Stocrin 600mg.Será efeitos deste último pois o tomo á relativamente pouco tempo(7 meses)?

Wednesday, October 3, 2001 at 10:47:41
pergunta: Caso um doente com sida seja frequentador assidúo de uma piscina pública (interior e aquecida) há risco de contaminar os outros utilizadores dessa mesma piscina?

Al-Kapone (clapes@msn.com) on Saturday, October
6, 2001 at 03:29:45
pergunta: Ola Dr.vitor Bezerra so para dar sinais de vida ,e criado aqui uma relacao virtual, mas sentida ,na minha parte uma amizade profunda pelo Dr. e todos que aqui trabalham , aqui por Americas continua tudo muito bem ,gostava uma vez mais dar uma forca ao pessoal que aqui trabalha . Vou amanha sabado fazer analises ao h.i.v. para imigracao eles pedem + exame fisico e tuberculosse . Ja temos uma advogada acho que nao me podem mandar embora , mas qual opniao do Dr.uma vez que trabalha no meio de medicina .Acha o Dr. que existe algum Pais onde possam fazer isso depois mandar gente embora, em portugal fazem????? eu casei com uma pessoa com dupla nacionalidade portuguesa e americana existe filhos de parte dela americanos seria muito injusto fazerem isso .Tambem vou comecar ser seguido por uma instituicao tipo abraco penso tem um site morada e www.state.nj.us/health/aids/freemeds.htm . Dr.para mim e sempre um prazer ouvir uma opiniao sua muito agradecido desde ja me despeco esperando por

Sunday, October 7, 2001 at 18:06:02
pergunta: Sexo oral :
Tive um contacto com uma colega de trabalho à cerca de 3 semanas ( no dia 17/09 ), coincidindo com uma inflamação da garganta do qual tive de levar 3 injecções de penicilina ( a 1ª no dia 18/09 ) e outros medicamentos, a diferença é de 1 dia entre esse contacto um primeiro lugar e depois o sexo oral. Durante esse acto não me ejaculei e aparentemente ela não tem feridas na boca, eu também não tenho feridas no penis tendo à vista desarmada visualizado saliva. O que é certo é que a ansiedade tem se apoderado de mim. Na passada semana começou-me a aparecer "babas" bastantes grandes que me cobriram duma boa parte do corpo, tendo sido diagnosticado no Hospital Gracia da Orta por um dermatologista de serviço como urticária, proveniente de uma reacção tardia da penicilina ou algo que comi, foi medicado e passado regressei lá porque estava pior. Tendo contado isso aos médicos que me viram eles disseram-me para estar descansado pois não era nada de grave senão urticária, tendo me dado uma injecção

Sunday, October 7, 2001 at 12:58:53
pergunta: hola,eu ja tive algumas relações com prostitutas nos ultimos anos todas elas usando o preservativo. a ultima foi a 13 de janeiro deste ano.eu já fiz 5 testes 15 defevereiro foi o primeiro e o ultimo foi dia 15 de julho 6 meses depois todos eles vieram com resultado negativo.mas eu continuo a estar muito preocupado visto eu ter lido num site"thebody" que a alguns casos embora muito pocos em que pessoa se tornaram positivas apos os seis meses.embora eles tambem dizem que eses casos foram de pessoa que trabalham em hospitais e nenhum deles foi atraves de actos saxuais.eu tenho tido muitas dores de garganta,cabeça ouvidos musculares acham que devo estar preocupado comestes sintomas?devo repetir os analisis?ja não sei o que fazer obrigado

Tuesday, October 9, 2001 at 22:14:35
pergunta: Dr Victor Bezerra Tenho colocado várias vezes a questão, obtendo respostas divergentes. Gostaria de saber a sua opinião:
É aconselhável a vacinação contra a gripe (tendo após 4 meses de tratamento com Combivir e Efavirenz, 79 cópias de hiv e 255 cd4)
Muito obrigado pela sua disponibilidade.

Tuesday, October 9, 2001 at 23:19:41
pergunta: Gotaria de saber se as peles encravadas (cuticulas) que provocam "picadelas"junto das unhas da maos sao suficientes mesmo nao existindo sangue para deixar passar o hiv atraves de sangue ou secreccoes contaminados? e em relacao as queimaduras com cigarros recentes ( que ainda ardem) gostaria de fazer a mesma pergunta.... agradecendo desde ja a atencao gostaria muito que o sr. dr. me elucidasse sobre estas perguntas pois nao sei se nao serao um pouco exageradas...

Wednesday, October 10, 2001 at 12:20:21
pergunta: Em primeiro lugar gostaria de vos felicitar quer pelo conteúdo e acessibilidade do vosso site, quer pelo serviço por vos prestado.
A pergunta: De ha algumas semanas para cá tenho observado a existência de algum prurido e por vezes ardor, bem como algumas "pintas" de cor vermelha, no meu pénis, que surgem sempre que tenho relações com a minha namorada. Por sua vez ela não detecta nenhum sintoma anómalo, aparte de "sentir" um pouco mais ovários.Não tenho qualquer historial de doenças venéreas de nenhum tipo, e nunca tive estes sintomas antes de iniciarmos as nossas relações sexuais. Posso estar afectado por algum tipo de candidiase?
Desde já os maiores agradecimentos e o desejo de uma continuação do vosso excelente trabalho.

Tuesday, October 9, 2001 at 22:44:21
pergunta: Dra Maria José Manata
Recentemente fiz análises, sendo um dos resultados: Anti HBc positivo, com valor >1000.0. O que significa? Há uns anos, 6 anos vacinei-me contra a hepatite B, será consequência disso?
Muito obrigado pela sua disponibilidade.

Wednesday, October 10, 2001 at 14:56:56
pergunta: Sra. Dra. a minha questão pode ser repetitiva, às demais perguntas, mas neste contexto é importante um individuo que vive numa extrema angustia estar completamente esclarecido só assim consegue dentro do possivel estar descançado e refletir sobre o sucedido.
Tive exposto a uma situaçao de risco (em 2001), e realizei os testes Elisa aos 3 meses; 5,4 meses; 6 meses e aos 7 meses após a situação de risco, todos eles negativos. Durante este periodo não tive qualquer alteração do meu estado de saude fisica, pois mental está muito desgastada. Aquando dos testes, telefonei para o numero azul sobre esta temática, e disseram-me que o teste definitivo é aquele que for realizado após 3 meses, mas que não garantia os 100 %. A minha questão é a seguinte, o teste realizado 6 meses após a exposição de um possivel contacto com o HIV1;2. Dá uma garantia de 100%, nunca irei ter essa garantia, ou deve realizar outros testes ou continuar vigilante.
Muito obrigado e a continuação de um optimo trabalho neste site.

Thursday, October 11, 2001 at 17:58:45
pergunta:
Fui casada com um seropositivo que faleceu há 5 anos. Durante esse tempo corri várias vezes riscos. Até à 6 meses atrás era negativa. Descobri agora que a pessoa com quem vivo à 2 anos (ex-toxicodependente) também é seropositivo. Ele vai agora iniciar tratamento e não sabemos se tem tuberculose. Eu sinto-me cansada à uns meses, dores musculares e de garganta. Agora um pouco febril. Será que foi desta? Agradecia me informassem o valor normal de CD4 numa pessoa não infectada e de CD8. A carga viral é considerada baixa até...? Obrigado. Adoro o vosso site é muito esclarecedor e ajuda imenso.

Tuesday, October 9, 2001 at 09:41:43
pergunta: Exmo(a). Sr(a). Dr.(ª),
desde já gostaria de dar os meus parabens a vossa equipa de especialistas que nos vai dando respostas as nossa duvidas e ajudando dentro do possivel...
A minha duvida é : Fiz o teste Elisa há cerca de uma semana e recebi os resultados no dia 08/10/2001 o que felizmente estava negativo, gostaria de saber qual o periodo a que este teste se refere ja que a ultima relação sem protecção com a minha namorada foi de a cerca 3-4 semanas ... este teste é fiavel a partir de quanto tempo, 1 mês, 2 meses, 3 meses ou 6 meses ? Será que posso fazer outro teste afim de ficar mais descansado ? Desde já agradeco a vossa atenção espero que entendam a minha pergunta e fico a espera de uma resposta vossa
Atentamente

Wednesday, October 3, 2001 at 15:57:33
pergunta: Antes de colocar a minha questão tenho que dar os meus parabéns pela qualidade do site e do serviço que prestam!
Tenho ouvido falar bastante sobre uma vacina para o HIV que controla a infecção em simios e que supostamente estaria em teste em seres humanos. Gostaria de saber se a informação é correcta e, em caso afirmativo:
1) Se constitui uma verdadeira cura;
2) Para quando a sua utilização em larga escala;
3) Se substitui a medicamentação utilizada;
4) e se será utilizada em indivíduos já portadores do virus ou se se destinará apenas a indivíduos não infectados.
Peço desculpa pela longa questão e agradeço desde já o esclarecimento

A. C. (vidahiv@hotmail.com) on Tuesday, October 2, 2001 at 17:21:42
pergunta: Os meus mais respeitosos cumprimentos.
Antes de mais gostaria de louvar o vosso excelente trabalho.
Sou seropositivo, soube-o no fim de Agosto, e ao que parece tenho de iniciar já o tratamento, contudo, e sem prejuízo de colocar a mesma questão ao meu médico por uma questão de confiança recíproca, gostaria de saber a Vª opinião acerca da toma de extrato de Aloé Vera. embora a pergunta possa não fazer muito sentido quando dirigida a proficionais de medicina convencional, atrevo-me a fazê-lo dado não querer, de qualquer forma, prejudicar a minha saude. Obrigado

Saturday, September 29, 2001 at 20:52:59
pergunta: Há aproximadamente três meses (1 de Julho), durante um acto sexual o preservativo rompeu. Mais tarde vim a descobrir que essa pessoa estava contaminada pelo HIV. Consultei 4 dias depois um médico que me esclareceu que teria de efectuar testes ás 6 semanas aos três meses e aos 6 meses. No entanto receitou-me um rectroviral preventivo. Procedi á análise das 6 semanas e foi negativa, quando faltavam 10 dias para os três meses fiz outra análise e o resultado foi negativo, espero fazer outra aos 3 meses para confirmar.
Ao longo deste tempo fui tendo sintomas que vêm descritos como sendo sintomas da manifestação do HIV. Logo no inicio apareceu-me na palma das nãos e dos pés um calor execessivo que eu interpretei como sendo uma manifestação da doença. O médico que me tem acompanhado relacionou este sintoma com o meu estado nervoso e ansioso. Por volta das 6 semanas apareceu-me uma infeção nas amigdalas que me afectou a boca toda a cartilhagem do nariz, ouvidos e olhos. O octorrino diagnosticou-me uma amigdalite crónica, que provoca todos os disturbios atrás mencionados. Questionei o médico sobre a ligação de uma possível infecção do HIV e os sintomas por mim apresentados, o qual excluiu tal ligação, independentemente de estar ou não infectado, uma coisa não tem nada a ver com a outra segundo ele.
Muito recentemente apareceu-me um ardor na entrada da uretra (ponta do pénis) onde posso ver uma alteração do tecido da uretra.
A minha opinião é contrária á do médico, não entendo esta sequencia de coincidencias sem estar defacto infectado.
Gostaria de saber se estas manifestações podem ter alguma relação com uma possível infecção pelo HIV apesar de as análises continuarem a dar negativas. O tratamento seguido pelo médico tem demorado a dar resultados, o que aumenta ainda mais as minhas suspeitas. Agradecia uma vossa opinião sobre o assunto de forma a esclarecer a minha dúvida e não continuar na incerteza.
Grato pela atenção dispensada
Joao Madeira

Monday, October 15, 2001 at 00:49:04
pergunta: uma pequena picadela com sangue já seco visivel é suficiente para deixar passar o HIV quando em contacto com esperma infectado ou sangue? obrigado e continuem com este excelente trabalho.

Monday, October 15, 2001 at 20:36:52
pergunta: Sra. Dra. muito obrigado pelo que me disse. Quanto às perguntas que me colocou, eu respondo. A situação de risco que passei foi através de uma relação sexual. Não sei se o pessoa estava infectada ou não? Os testes que realizei foram feitos por minha iniciativa e realizados atraves dos Centros de Rastreio em Lisboa.
Muito obrigado, e a parabens pela colaboração no site

Sunday, October 14, 2001 at 20:46:31
pergunta: Gostaria de saber que tratamento pode ser efectuado logo após a positivação do Agp24(17 a 19 dias)e o que poderá suceder com esse tratamento....

Sunday, October 14, 2001 at 10:58:04
pergunta: Nos últimos 4 anos tomo a mesma terapia (Norvir+Zerit+Videx)ao que melhorou o meu estado clínico (mantendo a carga viral indetectável e CD4 entre 800/900). Desde os últimos 2 anos e meio tenho efeitos de Lipodistrofia, mantenho o meu peso habitual, mas a gordura acumulou-se na barriga e emagreci substancialmente na cara e nos membros.
Sinto-me bastante mal psicológicamente, acho que me isolei um pouco e no emprego acho que as pessoas começam a desconfiar que algo se passa, sobretudo devido ao "encovamento" da face. Recorri à consulta de Cirugia Plástica desde Nov 2000 no Hospital onde sou seguido, ao que me foi proposto apenas uma solução: infiltração na face de ampolas de "ácido hialorónico". O mínimo a infiltrar são 2 ampolas (1 para cada face) de 1,2 cm3. O conjunto das duas ampolas é de 60.000$. O referido produto é biodegradável e reabsorvivel,ao que o efeito de "enchimento" desaparece na totalidade ao fim de 4/5 semanas. Recorri também a um cirugião plástico privado de renome onde gastei 90.000$ com um produto similar cujo efeito foi apenas de 1 semana!. A minha pergunta: Existe forma de o Estado comparticipar estes tratamentos? 60.000$ a 120.000$ mensais é impossível manter para quem tenha um salário médio. Exitem outras formas de levar a cabo uma cirugia plástica mais permanente?
Muito obrigado.

Wednesday, October 17, 2001 at 01:27:30
pergunta: Dr Vitor Bezerra
Volto a contactá-lo para as seguintes dúvidas: ando a ser medicado, a 4 meses, com Combivir e Efavirenz (tendo reduzido a CV de 15.000 para 79, e aumentado os CD 4 de 134 para 255)
- qual a durabilidade desta evolução? Que resistências poderão surgir?
- o que poderei esperar, face ao meu pouco rigor na toma dos comprimidos, variando aproximadamente 1 a 2 horas dos momentos que eu defini, pois o médico assistente assim mo permitiu (tomo Combivir 1 pq -almoço e 1 lanche, Efavirenz 3 ao deitar, e 1 Bactrim ao almoço)?
- Corro riscos de lipodistrofia?
Para terminar, gostava de lher agradecer bastante a brevidade com que responde. Não calcula o quanto ajuda! Um muito obrigado.

Monday, October 15, 2001 at 12:03:11
pergunta: Exmº SR. DR.,
Desde já quero dar os meus parabens tanto a si como a todos(as) os (as) seus(suas)colegas que nos vão dando conselhos e esclarecimentos muito interessantes mereciam um louvor é pena não haver mais pessoas assim.
A minha dúvida é a seguinte: Entre o dia 25 e 27 de Agosto tive uma relação com uma amiga minha com preservativo mas antes dessa relação tivemos ambos sexo oral e logo após a relação e depois de tomar um duche houve vários encostos do meu penis a sua vagina sem concretizar a penetração e sem protecção. O que gostaria de saber é se na realidade há perigo de contagio do HIV nestes dois casos oral e encosto de penis à vagina.Fiz um teste Elisa há cerca de duas semanas e deu HIV 1 e HIV 2 negativo será que este teste é conclusivo ou nem por isso... O teste foi feito no CRA da Lapa não sei se lá ja fazem o teste da nova geração com p24 o que me indicaria um resultado mais certo...gostaria de saber se sabem que tipo de teste é feito no CRA da Lapa e se posso estar descansado após este teste negativo ou se devo ficar preocupado até realizar o dos 3 meses.
Desde já agradeço a vossa atenção e dou-lhes o meus agradecimentos
Atentamente

Monday, October 15, 2001 at 17:30:50
pergunta: Sr.Dr. :gostaria de saber qual a fiabilidade em termos percentuais do teste agp24 e se este se pode fazer nos centros de rastreio ou se é necessário uma credencial do meu médico para o fazer num laboratório....muito obrigada.

Monday, October 22, 2001 at 03:19:23
pergunta: Ola estimado amigo Sr.Dr. Vitor Bezerra , estando eu esperando resposta a minha pergunta algum tempo ja , talvez por lapso Dr. nao me tenha respondido ,seguinte , um seropositivo tomando medicacao tem menos possibilidades de ser fertil em respeito ao espermatezoide ou seja existe mais probalidades nos seus esperma estar morto e por isso ser incapaz de ingravidar esposa?????

Saturday, October 20, 2001 at 22:34:34
pergunta: Dra. Domitilia Faria Numa das respostas da Dra. relativamente á positivação tardia devido, por um lado á iniciação dos tratamentos antes da seroconversão ou devido a uma infecção simultanea de HIV e hepatite c deixou-me preocupado pois para além de sintomas estranhos, também tive icterícia e dores no hipocondrio direito. O que gostaria de saber é se 6 meses num teste actual são suficientes para detectar uma infecção de HIV caso se verifique também uma infecção por hepatite c?
Agradeço resposta urgente e objectiva relativamente aos períodos de tempo nesta situação. Muito Obrigado.

Monday, October 22, 2001 at 13:02:49
pergunta: Dra Domitilia
Gostaria de saber quanto tempo devo esperar para fazer o teste Eliza, tendo em conta a vacina da gripe, pois li na posologia que o resultado de um teste poderia ser alterado.
Já agora gostaria que me facultasse mais informações sobre a seroconversão tardia devido á hepatite c(qual o tempo de espera, 6 meses serão suficientes para não dar falsos negativos).
Muito obrigado
Joana Lopes

Saturday, October 20, 2001 at 22:16:40
pergunta: Onde posso fazer o teste do HIV gratuitamente e anonimamente em Setúbal?

Tuesday, October 23, 2001 at 10:11:48
pergunta: Dra. Domitilia Faria Antes de tudo muito obrigado pelo interesse e esclarecimentos prestados. A ictericia, dores no hipocondrio direito, fezes cor de barro, menina do olho amarela, por vezes diarreia etc, de facto foram observadas e sentidas por mim e não foram vistas por nenhum médico.De qualquer forma cerca de três meses e meio após a relação sexual, realizei testes para as hepatites A, B(tenho vacina desde 1997), C,D e E para além de muitas outras análises cujos resultados foram todos negativos. Realizei testes ao mês e meio, três meses e meio e cerca de seis meses para detecção do HIV e felizmente também foram todos negativos, e inclusive fiz uma carga viral(método bDNA), cujo resultado foi indetectável. Eu pergunto Dra. se eu realmente tivesse o vírus do HIV, pelo menos a carga viral aos quatro meses e meio não seria detectável? (De qualquer modo vou repetir os testes das hepatites agora que já passaram mais de seis meses após a situação).
Relativamente ao HIV ainda deverei esperar mais algum tempo e continuar nesta ansiedade?Que testes posso fazer mais para acabar com esta situação?Se tiver a infecção terei consequências se não estiver a fazer o tratamento?
Muito obrigado por todos os esclarecimentos.

pergunta: Dra. Domitilia
Gostaria de saber e, na sequência de tantas questões colocadas sobre hepatite C, se numa relação sexual a hepatite C apresenta um grau de contágio tão elevado como por exemplo a hepatite B ou é bastante menos contagiosa e também a mesma questão em relação ao HIV/hepatite C, ao nível de transmissibilidade.
Outra questão importante consiste no seguinte: Em caso de infecção HIV/Hepatite c e, sabendo de antemão que os antiretrovirais têm efeitos menos benéficos para o figado, o que é que a Dra. sugere: que se trate primeiro a hepatite c e só depois se inicie a HAART e, que consequências isto terá ao nível da progressão da doença?
Muito obrigado pela sua disponibilidade e amabilidade.
Manuel da Silva

Tuesday, October 23, 2001 at 16:35:41
pergunta: Dra. Domitilia Gostaria só que me respondesse á seguinte questão: Fiz análises, isto é, um hemograma completo e a única coisa que não estava regular era a ferritina, cujo valor era ligeiramente inferior ao mínimo. Outra situação foi a velocidade de sedimentação durante a 1ªhora cujo resultado foi 3mm. A minha pergunta é se existisse infecção por HIV haveria necessáriamente alterações na ferritina e nos valores do ferro? e a velocidade de sedimentação subiria abruptamente? ou não(não foi este caso pois a velocidade está muito baixa)?

Tuesday, October 23, 2001 at 15:12:47
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Há cerca de duas semanas tomei a vacina contra a gripe e, li na posologia que certos testes, nomeadamente o teste Eliza para detecção do HIV, pode apresentar um resultado errado, isto é, um falso-positivo.Dr. quanto tempo deverei aguardar para que o resultado seja credível?
Obrigado
Joana Lopes

Tuesday, October 23, 2001 at 14:53:36
pergunta: Sr. Dr. Ricardo Camacho
Gostaria de saber se o agp24 for positivo, então os anticorpos positivam logo depois, ou normalmente quanto tempo depois da positivação do agp24? Isto é relevante pois o tratamento só é distribuído quando se verificar a seroconversão, daí querer estar atento.
Muito obrigado pela vosso empenho.

Wednesday, October 24, 2001 at 12:02:59
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Os seguintes valores de um Hemograma, podem indiciar infecção por HIV:
T4: 7,2ug/ml
T4 livre(ft4): 1,28ng/dl
Hemoglobina: 13,2 g/dl Neutrófilos: 56%
Linfócitos: 31%
Plaquetas: 173
Pergunto isto pois dizem que existem componentes do sangue que podem ser bons indicadores relativamente a esta infecção. Já agora pergunto ao dr. quais os melhores indicadores de um hemograma.(Li que o hematocrito é um indicador quando se verificam valores baixos).
Muito Obrigado

Wednesday, October 24, 2001 at 12:14:03
pergunta: Sra. Dra.
Gostaria de saber qual o valor normal de T4, penso que é igual aos cd4, numa pessoa normal.

Thursday, October 25, 2001 at 09:20:40
pergunta: Dra. Domitilia faria
Perante tantas questões sobre as hepatites e o HIV, gostaria de saber se a seroconversão só tarde relativamente á hepatite c ou se relativamente a qualquer outro tipo de hepatite isso também acontece, nomeadamente ao nível da B.
Agradeço resposta.
Miguel

Monday, October 22, 2001 at 20:04:20
pergunta: Antes de mais o meu muito obrigado pelo excelente trabalho que é este site e esta possibilidade de colocar estas questões.Àcerca de 3 semanas tive uma relação sexual com uma prostituta na qual não utilizei preservativo aquando do sexo oral, sendo que na penetração usei, só que após a primeira penetração recebi de novo sexo oral com preservativo e depois sem preservativo existe a possibilidade de o liquido vaginal que estava no preservativo ter ficado na boca dela e depois ficar infectado?
A outra questão tem a ver que fiquei com diarreia assim que comecei a ficar deprimido(cerca de 2 semanas após o acto), qual é o periodo em que os sintomas podem aparecer, pode ser após 2 semanas ? Toda esta situação está a deixar-me completamente deprimido pois também casei entretanto e todos os pensamentos negativos tomaram conta de mim e não consigo. tirar este sentimento de culpa de dentro de mim.

Monday, October 22, 2001 at 17:46:22
pergunta: Sra. Dra.
Agradecia que me elucidasse relativamente ás seguintes questões:
4,5 meses e meio após uma relação sexual, apareceu-me o chamado molusco contagioso e "dermite seborraica", para além disso apresentei diarreias de forma descontínua no tempo, para além de outros sintomas inespecificos(comichões, aftas, dores de cabeça, etc). Logicamente que realizei o teste Eliza cerca de 5 meses após a situação e o resultado foi negativo. Continuo muito apreensivo pois posteriormente vim a saber que a pessoa com quem tive relações é seropositiva(de qualquer modo utilizei preservativo).Já agora li também que caso se transmita hepatite c a seroconversão pode tardar.Gostaria que a Dra. me elucidasse se estarei ou não infectado?
Muito Obrigado.

Tuesday, October 9, 2001 at 10:59:57
pergunta: Quais as clínicas de Lisboa em que sao efectuados os tratamentos??
Bom dia, eu estou a viver na Alemanha e estou a pensar de ir para Portugal no mês que vem! Nao me sabe dizer, em que hospitais/quais os médicos especializados, os tratamemtos sao efectuados, onde posso adquirir os medicamentos que ando a tomar (Combivir/Sustiva)?? É que eu nao conheco Lisboa e portanto nao sei ao certo quais as clínicas onde me possa dirigir!

Monday, October 22, 2001 at 15:06:51
pergunta: Eu tenho uma irmã, que é portadora do vírus HIV há cerca de 8 anos. Ela encontra-se a morar em Inglaterra, por essa razão não sei a 100% qual o estado dela, porque ela não diz tudo o que se passa. Mas, a falar ao telefone sei que as coisas não estão bem. Há uma ano atrás, detectou-se problemas a nível psíquico, tinha alucinações, ouvia vozes,resumindo paranóias.
Ontem falei com ela ao telefone e ela disse-me que está com febre e começaram-lhe a surgir uma borbulhas estranhas no corpo (pernas, braços e cara). As borbulhas têm o seguinte aspecto: forma-se com aspecto de um quisto, no meio surge logo uma crosta e à volta tem bastante pus. À volta da crosta a pele fica estremamente fina que basta a roupa roçar para rebentarem.
Quando ela me falou lembrei-me que por vezes quando o Vírus entra em actividade surgem feridas na pele e eu gostava que me esclarece-se se o que eu descrevi é a mesma coisa ou não.
O problema da minha irmã é que nunca aceitou o que tem. Todas as complicações a nível de saúde que lhe surgem justifica-as com outras causas e nunca pelo facto de serem causadas pelo Vírus.
Também está provado que muitos problemas a nível psiquico são provocados pelo Vírus e ela não aceita, aliás nem aceita que tenha problemas mentais.
Agradecia imenso que me respondesse o mais brve possível.
Cumprimentos!

Tuesday, October 9, 2001 at 09:46:52
pergunta: Exmo. Sr. DR.,
li no correio da manhã que já estava em fase de experiência uma vacina contra a sida, mas que possivelmente so estaria disponivel para vacinação daqui a 6 ou 10 anos, gostaria saber se é real ou se simplesmente é mais uma notícia duvidosa, já que esta notícia vai criar muita esperança em varias pessoas ... Atentamente

Saturday, October 6, 2001 at 20:27:45
pergunta: Antes de mais gostaria de congratular-vos pelo site. O tipo de questões colocadas e respondidas são testemunha do bom serviço público que prestam.
Vão desculpar-me a quantidade de perguntas que V. coloco, mas para mim isto é um pouco o tudo-o-que-queria-saber-sobre-HIV-e-não-pude-perguntar! Ora então é assim....
Sou seropositivo desde 1995, tendo iniciado a terapêutica em 1998 no âmbito de um protocolo (fase III) que mais tarde deu origem aos medicamentos comercialmente designados por Combivir e Ziagen.
Actualmente mantenho a mesma terapêutica (agora com Trizivir) e continúo portador assintomático.
Na mesma altura em que fiquei infectado com HIV-I terei, também, sido infectado com herpes genital(HSV2 Ig G ...Positivo), sendo que tenho actualmente cerca de 4 ou 5 ocorrências de fase aguda por ano (prurido ou blister) com duração inferior a 1 semana (evito tomar o Zov800-Aciclovir na esperança de que se desenvolva um resposta imunitária natural).
Com excepção herpes e do virus Epstein Barr (EA Ig G / EBNA Ig G Positivos) todas as outras análises de virologia deram resultados negativos
Em finais de Maio de 2001 pela primeira vez tive uma carga viral detectável (136 cop/ml log de 2.1) com uma contagem de linfócitos T de 805 em linha com as anteriores análises). Na avaliação de rotina efectuada em finais de Agosto a carga viral voltou resultar indetectável com uma contagem de linfócitos T de 1161.
Questões:
1)Existe alguma razão plausivel para a alteração na carga viral (no pressuposto de que as tomas de medicação foram sempre cumpridas)? Será que esta alteração pode resultar de alterações no sistema imunológico resultantes de fases agudas de herpes? Pode esta alteração indiciar uma reinfecção pelo HIV e correspondente resposta pelo sistema imunológico (eu mantenho uma relação com uma pessoa também seropositiva)?
2)O que posso esperar da evolução da co-infecção pelo HIV e herpes em termos de redução de longevidade, impacto na ocorrência de infecções oportunistas, efeitos incapacitantes ou debilitantes não usuais no "normal" desenvolvimento da infecção por HIV?
3)Qual o impacto da presença do vírus Epstein Barr? E o que quer dizer o facto desta análise ter numa linha que refere Ig M ..Negativo e de seguida EA Ig G / EBNA Ig G Positivos ?
4)Existem estudos que permitam aferir a qual o intervalo de tolerância para as tomas de medicação, i.e., qual o período máximo que pode decorrer antes ou depois da hora da toma de medicação, em que se deve optar por ainda tomar ou aguardar pela toma seguinte? E qual a percentagem de tomas falhadas (em termos mensais por exemplo) para a qual esteja estabelecida uma correlação com a falência da terapêutica?
5)Uma carga viral de 136 cop/ml com log de 2.1, quer dizer: 136 vezes 10 elevado à potência de 2.1, i.e., 17121 cópias/ml?
6) Existem já estudos sobre a melhor estratégia terapêutica no caso de falência do Trizivir (continuar com outras combinações de inibidores nucleósidos da transcriptase reversa [INTR's]) ou optar por combinações que incluam logo inibidores da protease[IP's]? Estão identificadas situações de resistência cruzada aos IP's resultantes da falência de terapêuticas exclusivamente baseadas em INTR's?
7)Realizei à poucos dias um exame de sangue (hematologia/bioquímica)na empresa onde trabalho. O anterior exame que realizei em 1999 apontou para uma "anisomacrocitose ligeira", tendo a médica ficado muito desconfiada em relação aos resultados das análises. O assunto só ficou encerrado quando eu lhe disse que a origem dos resultados estava identificada e que me encontrava a ser seguido nas consultas externas de um hospital. A questão é/são: o que quer dizer "anisomacrocitose ligeira"?; é possível só com este tipo de testes levantar suspeitas sobre uma situação de seropositividade ao HIV ou será que são realizados testes sem o meu conhecimento, nomeadamente para efeitos de seguro de saúde?; existe alguma patologia compatível com este tipo de resultados que seja mais socialmente aceite do que a verdade e que me permita escapar à bateria de perguntas que, prevejo, vão ser colocadas?
Mais uma vez peço desculpa pela avalanche de questões, mas penso que pelo menos algumas poderão servir a outros que estejam na mesma situação.
Para os que não estão seropositivos e atendendo ao tipo de questões que são colocadas, do género "...qual a possibilidade de ser infectado se...", gostaria de deixar uma mensagem muito pessoal: qualquer probabilidade acima do zero absoluto é demasiado grande!
Felicidades
Guilherme

Monday, October 29, 2001 at 23:16:11
pergunta: Antes de mais os meus parabéns pela vossa disponibilidade e muito obrigado pela informação facultada a todos que se interessam pelo excelente site. Eis a minha questão: Será possível que um médico embora suspeitando de infecção por hiv, vá adiando a certeza do diagnóstico? Ou seja: se o "doente" mais ou menos assintomático não solicitar o exame, a partir de que momento, ou sinais, o médico deverá aconselhar esse mesmo exame? Devo acrescentar que falo de um meio rural onde um diagnóstico de sida será algo, socialmente, muito mal aceite.
Antecipadamente grato pela resposta.

Monday, October 29, 2001 at 17:18:36
pergunta: Dra. Domitilia Faria
Qual a doença oportunista mais frequente, numa pessoa com HIV?
Quais as medidas mais eficazes para as evitar e, se uma pessoa as evitar poderá viver muitos anos para além do estado de Sida, isto é, mesmo tendo as defesas muito fracas(abaixo dos 200 T4)? Deverá a pessoa vacinar-se contra o maior número de infecções, para evitar que estas apareçam, ou a vacinação é algo sem relevo em pessoas em avançado estado da doença?
Muito Obrigado pelo seu tempo.

Wednesday, October 31, 2001 at 10:39:36
pergunta: A circuncisão pode ser um factor que minimiza o contágio do virus da sida? Qual a razão?
Uma dúvida que ficou de uma resposta anterior, isto é, quando se fala em ferida contemplam-se as feridas em estado de cicatrização (em já não existe sangue ou própriamente uma falta de integridade) Estas permitem a entrada do virus da sida?
Obrigado

Exmos. Senhores,
Gostaria de vos solicitar toda a informação diponivel que me possam fornecer sobre custos de tratamento, apoio, hospitais (creio que é o Hospital Egas Moniz?), etc.
Tenho um amigo que vive no estrangeiro e que é seropositivo e gostaria de vir para Portugal (Lisboa), mas para tal necessitava de saber todas estas informações.
Se me pudessem facultar esta info, ficaria muito grata

Friday, October 26, 2001 at 18:57:32
pergunta: Dra. Maria José Campos Gostaria de saber quando após uma infecção é que a carga viral começa a subir e depois quando é que decresce para valores baixos ou indetectáveis.( em dias após a infecção em pessoas normais). Pergunto isto pois fiz uma carga viral cerca de três meses após uma situação e o resultado foi indetectável.(fiz na mesma altura Eliza cujo resultado foi negativo).
Muito Obrigado
Jerónimo

Wednesday, October 31, 2001 at 23:50:23
pergunta: Dr. Victor Bezerra
Tendo-me respondido no sentido da inconveniência de uma vacina contra a gripe, e estando próximo o inverno, será aconselhável tomar suplementos de vitamina C? De uma forma mais genérica que precauções deverei tomar para esta época do ano? O meu 'quadro clinico' é neste momento 255 CD4 e 79 cópias, sendo medicado com Combivir, Stocrim e Bactrim.
Continuação de votos do maior sucesso para o site, e o meu muito obrigado.

Wednesday, October 31, 2001 at 09:42:02
pergunta: Dra. Domitilia Faria
A realização de um teste de carga viral, cujo resultado é VIH1 inferior a 50 cópias por ml de sangue (método bDNA 3.0), feito poucos meses após uma relação sexual pode indiciar a suspeita de infecção por HIV?(teste feito isoladamente, sem teste Eiza).
Agradeço os seus esclarecimentos.
Pedro Lopes

Tuesday, October 30, 2001 at 10:43:03
pergunta: Dra. Domitilia Faria
Gostaria de saber se existem outras infecções para além da Sida que resultem numa descida das nossas defesas(T4), ou se uma descida relativamente acentuada dos T4, corresponde necessáriamente, a uma infecção por HIV. Os cancros podem apresentar consequências a este nível?
Muito Obrigado

Sunday, October 14, 2001 at 02:56:54
pergunta: tenho uma "historia" para contar, julgo que dentro em breve terei relações com uma mulher mais velha do que eu ( 48), no entanto não a conheço bem, conhecia-a pela net, falamos muito, mas posso dizer que não a conheço bem como gostaria. Se optar por concordar em ter relações com ela, gostava imenso de saber pormenores importantes para não contrair a sida, partindo do principio que essa pessoa estaria infectada com o virus. Claro que estou a criar o quadro mais negro possivel, mas julgo que é bom pensar assim e ponderar tudo, mas sempre para o pior. Se pudessem enviar-me umas dicas para a minha segurança e respectiva parceira, ficava muio agredecido.
Com os meus melhores cumprimentos e desde já obrigada pela vossa atenção.
Miguel

Sunday, October 14, 2001 at 01:18:02
pergunta: Felicitações pelo vosso site : gostaria de saber se as queimaduras e arranhões poderão ser uma PORTA DE ENTRADA do HIV quando em contacto com sangue ou secrecções vaginais infectados.Obrigado.

Thursday, November 1, 2001 at 19:42:42
pergunta: Agradecia que me informasse se é possível para um casal infectado com o HIV ter filhos através da técnica da lavagem de esperma e inseminação in vitro e em caso negativo se tem conhecimento de alguma técnica alternativa. Obrigado pela atenção.

Thursday, November 1, 2001 at 20:40:33
pergunta: Numa noite , num encontron com uma "amiga" apesar de ter desistido do meu intento ainda cheguei a introduzir um dos meus dedos na sua vagina. Este tinha uma ferida mas já em avançado estdo de cicatrização (retirei a sua crosta e já havia pele intacta). Será que devo realizar o teste ou considera que este não será um caminho para o virus.
Obrigado e os meus parabéns pelas excelentes informações.

Wednesday, October 31, 2001 at 22:49:44
pergunta: Se a hepatite B é bastante mais infectocontagiosa do que o HIV - SIDA, porque razão é que esta ultima tem aumentado mais do que a primeira?
Cumprimentos!

Friday, October 26, 2001 at 18:36:14
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
A hepatite C e a B, são transmitidas essencialmente de que forma?
Pergunto isto porque já li que existem pessoas que defendem que a C é essencialmente pela via sanguínia, isto é não se transmite pela via sexual, contrariamente á hepatite B. Gostaria de ter a sua opinião pois sabemos que muitas vezes estas doenças estão associadas ao HIV.

Wednesday, October 24, 2001 at 16:23:59
pergunta: Dr. Ricardo Camacho Estou muito contente pois uma empresa americana criou o trugene que permite saber que estirpes virais fazem parte da infecção. Pergunto quando é que teremos estes meios (essencias para preparar a terapia antiretroviral) em Portugal?
Obrigado Hugo Silva

Wednesday, October 24, 2001 at 09:37:59
pergunta: Dr. Ricardo camacho
Desconfio de infecção pelo HIV, embora tenha feito testes que foram negativos, após três meses, de qualquer modo gostaria de ter acesso aos antiretrovirais, mesmo que seja necessário pagar. Agradeço que me dê mais informações.
Muito Obrigado

Wednesday, October 24, 2001 at 12:21:59
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Gostaria de saber onde é que se pode fazer testes de resistência do vírus, para no caso de infecção a terapia ser mais eficiente.
Obrigado
Carla Pereira

Sunday, November 4, 2001 at 13:57:55
pergunta: Dra. Maria José Campos
Antes de mais muito obrigado pela sua amabilidade em responder ás perguntas. Li na sua resposta a um colega,relativa ao comportamento da carga viral, referindo que existia o chamado set point, isso significa que 3 três meses após contacto de risco, tendo carga viral indetectável, então a pessoa não estará infectada. E após estes três meses qual o comportamento da carga viral(aumenta ou diminui, caso exista infecção)?
As minhas dúvidas resultam do facto de também ter feito uma carga viral cerca de 4 meses e meio após uma situação de risco, (com resultado indetectável)
Muito Obrigado.

Sunday, November 4, 2001 at 15:36:32
pergunta: Dra. Domitilia
Mais uma vez agradeço imenso os seus esclarecimentos.
Gostaria de saber se o teste da carga viral indetectável, não tem qualquer influência devido a outras infecções nomeadamente relativamente á hepatite C, uma vez que já vimos que este vírus pode influenciar a produçao de anticorpos anti-HIV, detectáveis pelo teste Eliza.
Obrigado
Pedro Lopes

Sunday, October 7, 2001 at 00:14:40
pergunta: No caso de fazer o teste e der positivo e estar infectado há pouco tempo existe algum tratamento para travar o avanço da doença? Qual a sua fiabilidade?
Se o fluído vaginal entrar em contacto com a pele (mãos testiculos etc..) do homem, pode existir contagio?

Monday, November 5, 2001 at 14:33:29
pergunta: Dra. Domitilia Faria
Gostaria de saber quanto tempo é que uma pessoa fazendo a terapia antiretroviral de forma conveniente e sem falhas, pode viver com qualidade de vida e sem ter problemas de maior, através das chamadas doenças oportunistas?
Sabendo que os antiretrovirais não conseguem eliminar o vírus a 100%, quais os cuidados que uma pessoa deve ter para evitar que o vírus que está nos chamados santuários, cresça prejudicando a saúde dos infectados?Quais as medidas a tomar para proteger o cérebro e outras zonas dificeis de chegar?
Obrigado
Joana
Joana Abreu

Tuesday, November 6, 2001 at 10:00:52
pergunta: Estamos a fazer uma pesquisa e precisávamos de alguns dados(Números) referentes a infecções e/ou falecimentos devido ao SIDA.
Poderiam disponibilizar alguns dados à nossa associação ?

Tuesday, November 6, 2001 at 17:18:28
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Qual o tempo de seroconversão na hepatite c?

Monday, November 5, 2001 at 10:45:06
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Muito obrigado pelo excelente trabalho que estão a realizar, penso que nunca tivemos nada tão esclarecedor e rigoroso como a criação deste site, ao nível da infecção HIV.
O que lhe cria perguntar é o seguinte:
Um teste de carga viral (método bDNA), realizado, (4 meses após uma situação de algum risco), juntamente com um teste Eliza(resultado negativo), cujo resultado é indetectável, é seguro ou a carga viral poderia ser indetectável se existisse realmente infecção?
Muitissimo obrigado.
Manuel Santos

Monday, November 5, 2001 at 10:56:38
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Qual é a relação entre HIV e o vírus da hepatite C(esta questão polémica tem sido bastante falada aqui no site), ao nível de gerar um retardamento no tempo de seroconversão.
Quando acontece uma cooinfecção entre os dois vírus, e se ambos existirem no portador, existe facilidade na transnissão de ambos, ou a coinfecção de um não implica a do outro?
Os três meses(período janela) englobam realmente todas estas situações?(desculpe por tocar neste assunto do período janela, mas esta questão de uma coinfecção é fundamental pois sabemos que a hepatite C existe muito mais do que o HIV)
Muitissimo obrigado pelos vossos esclarecimentos.
João Silva

Monday, November 5, 2001 at 12:10:33
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Agradeço os seus esclarecimentos.
Qual é o período de seroconversão para a hepatite c? e gostaria de saber se existe cura para esta doença, quando detectada numa fase precoce.
Fiz testes á hepatite c, três meses e meio após uma situação de risco e o resultado foi negativo, daí a minha pergunta.
Muito obrigado e desculpe por fugir á infecção HIV, mas como sabe esta infecção é muito comum e talvez não lhe seja atribuída a importância que tem na realidade.
Mais uma vez muito obrigado.

Sunday, November 4, 2001 at 15:29:13
pergunta: Dr Ricardo Camacho
Antes de tudo um muito obrigado por tudo o que têm feito pelas pessoas infectadas por este vírus horrível.
A questão que gostaria que me esclarecesse é a seguinte:
A carga viral(VIH1), como é que ela evolui desde a infecção até uma fase final. Sei que a medicina não é uma ciência exacta, por isso desejava saber na maioria dos casos em pessoas ditas normais.
Pergunto isto porque fiz uma carga viral, cerca de 4,5 meses após um contacto de risco e este resultado foi indetectável, pelo método (bBNA).Gostaria de ter a "certeza", se numa situação de possível infecção o resultado poderia ser este ou seria pouco provável que o VIH não fosse detectado?(Eliza negativo no mesmo período).
Mais uma vez muito obrigado.

Tuesday, November 6, 2001 at 17:48:21
pergunta: Dra. Domitilia Faria Gostaria de saber como é que as investigações em relação a esta infecção(HIV) estão a ser conduzidas no mundo:
Gostaria de saber se existe uma coordenação mundial entre os países que investigam ou se cada um investiga por sua conta e risco.Outra situação está relacionada com o tempo das investigações, isto é, existe investigações feitas 24 horas por dia, existe alguma entidade que as fiscaliza, qual o papel das multinacionais, uma vez que o seu objectivo é estritamente económico.
Muito obrigado, pois esta questão é importante para saber até que ponto existe coordenação internacional na investigação desta epidemia.
João Antunes

Tuesday, November 6, 2001 at 20:07:56
pergunta: Sra. Dra. Domitilia Faria
Muitos parabéns pelo vosso excelente serviço.
Há alguns meses o meu avô recebeu sangue num hospital de Lisboa. O seu estado de saúde na altura já não era famoso e após ter recebido esse sangue ele tem sentido inúmeros sintomas que poderão estar relacionados com HIV. Pergunto se actualmente alguém que dê sangue e se encontre no período janela pode levar a uma situação semelhante a esta, ou são feitos inúmeros testes que garantem despistagem absoluta desta infecção?
Os hospitais contactam os eventuais infectados, no caso de alguém poder ser infectado por esta via?
Quem é responsável, os médicos, quem infecta?
Agradeço a resposta.
Sandra

Wednesday, November 7, 2001 at 12:07:30
pergunta: Dra. Domitilia Faria Gostaria de saber quais os sintomas da tuberculose, e quanto tempo após uma infecção é que deveremos fazer os testes de detecção desta doença e, que testes são esses?
Muito obrigado pelos esclarecimentos.
Manuel

Thursday, November 8, 2001 at 10:47:00
pergunta: No caso de se ter tido um comportamento de risco, como por exemplo uma relação sexual com uma pessoa que não se sabia infectada ou ter sido picadco por uma agulha ou objecto cortante infectada será conveniente tomar medidas imediatas? Quais? Qual o prazo útil além doa qual esas medidas deixam de fazer sentido, semans dias, horas?

Thursday, October 25, 2001 at 20:04:37
pergunta: As hepatites B e C tem cura ou nao?
Segundo sei, no caso da Hep. B, 90% dos casos são "auto-curaveis", sendo que o tratamento na fase aguda se limite a uma dieta muito rigorosa e descanso, mas que nao existe nenhum medicamento a combata. Se assim é, o que se faz nos outros 10% dos casos. E na Hep. C, o que acontece?

1Monday, October 29, 2001 at 19:01:16
pergunta: 1)Ultimamente tem-me aparecido muitas comichões e prurido,nomeadamente no couro cabeludo, nos orgãos sexuais, etc.Foi-me diagnosticada uma colite. Estas alterações cutaneas podem ter alguma coisa a ver com a colite?
2)Eu acho que não tive comportamentos de risco,mas mesmmo assim gostava de saber se esta sintomatologia é comum no VIH.
3)Eu sou uma pessoa muito stressada, será que estas alterações cutaneas,se podem dever a isto?

Sunday, October 21, 2001 at 03:24:52
pergunta: quando a carga viral , é inferior a 50 copias , e os nossos cd4 sao em media 600 , em k estado nos caractriza , ja agora receitaria peglintron , e ribavirina , a uma doente com hepatit c activa e cirrose en grau 2? Sou portadora a nove anos é possivel , passar de seropositiva para doente , e regressar a seropositividade??? Tb sera verdade , que a media de vida é de 15 anos , e k apenas existe um grupo restritudo de sobreviventes????????? obrigado pela sua atençao

Sunday, November 4, 2001 at 23:55:31
pergunta: Sou seropositiva a cerca de 10 anos e gostaria de saber , o tempo limite , normalmente , que se sobrevive com hiv.Obrigado

Monday, October 29, 2001 at 10:10:59
pergunta: No caso de existir uma relação sexual, em que não seja utilizado o preservativo, ao fim de quanto tempo, é que poderemos saber se fomos contaminados. E quais serão os sintomas que poderemos ter, se é que os temos.

1Friday, October 26, 2001 at 18:46:05
pergunta: Sr. Machado Caetano
Tenho lido muitas perguntas e respostas neste site sobre a infecção HIV associada a doenças como hepatites B e C, e confesso, por exemplo, que não percebo porque é que a seroconversão se pode tornar tardia quando existe uma infecção simultanea de HIV e da hepatite C.
Gostava que o Dr. me indicasse quais os processos de transmissão das hepatites, uma vez que por exemplo em relação á hepatite C a transmissão sexual é posta de parte por alguns especialistas.
Muito Obrigado

Miguel Sousa

Sunday, November 11, 2001 at 18:54:40
pergunta: Gostaria que me informasse que tipo d emedicamento devo tomar frente a uma constipação. Sucede-me muitas vezes estar constipada.Não recorro á medica de familia. Trato-me sozinha, mas a ultima vez, tive febre e dores de garganta e tomei o clamoxil 1gr, fiquei aflita do estomago e ainda hoje n/estou recuperada. O estomago doi-me também c/a carga de medicamentos diários. Tomo o fosfagel meia hora antes do comer. esTARÁ CORRECTO? rESPONDAM-ME por favor

Tuesday, November 13, 2001 at 10:38:07
pergunta: Dr. Victor Bezerra
Antes de mais muito obrigado pelos seus esclarecimentos.
Já coloquei ests questão no forum público mas volto a colocá-la pessoalmente ao dr. Qual o método de pesquisa de carga viral mais eficaz, o bDNA ou o PCR e quais as probabilidades se é que existem de o bDNA apresentar resultados falsos negativos(resultados inferiores a 50 cópias).
Manuel

Friday, November 16, 2001 at 03:36:50
pergunta: Pela primeira vez desde que estou aqui "USA" fui visto por uma clinica mesmo para infectados,esta tudo bem ,cd aumentaram carga so dia 26 .Minha pergunta e seguinte a minha conselheira la na clinica falou sobre umas pastilhas para casais que um esteja afectado , pastilhas essas que vam diminuir riscos que um baby sai-a afectado ,podera me adiantar algo sobre isto ou onde poderei buscar informacao

Wednesday, November 7, 2001 at 10:39:25
pergunta: SR DR.
Tive uma relaçao de algum risco com uma pessoa que poderà estar infectada: sexo oral sem protecçao e sexo vaginal em que o preservativo subiu um pouco, deixando uma parte do penis desprotegido. Fiz um teste elisa 101 dias depois, e testes elfa 146 e 177 dias depois, todos negativos.
O meu problema è que, apos o alivio inicial, voltam os fantasmas e as duvidas sobre se nao estarei num daqueles casos rarissimos, em que a seroconversao demora mais tempo. Pensei que com o ultimo teste, aos 6 meses, conseguiria ultrapassar este medo, mas tà dificil. Tento ser racional e pensar que esses casos se davam antigamente, antes da melhoria dos testes. Pensa mesmo que posso ficar descansado? Sou um individuo jovem ( 22 anos ) e às vezes fico numa completa angustia, sem entusiasmo por nada, por pensar sempre que tenho um assunto pendente. Qualquer borbulha que me apareça è motivo de apreensao.
Sei o SR DR passou por uma situaçao semelhante hà algum tempo. Hà algum truque para colocar o assunto para tras das costas? Se o SR DR me explicasse porque motivo os testes agora sao absolutamente confiaveis ao fim de 6 meses talvez pudesse ficar mais descansado.
Muito obrigado e parabens pelo vosso trabalho

Saturday, November 10, 2001 at 19:15:27
pergunta: ANTES DE MAIS GOSTARIA DE VOS DAR OS PARABÉNS PELA AJUDA QUE PRETAM A TODOS. Á CERCA DE TRÊS ANOS, TIVE O QUE SE PODE CHAMAR DE "COMPORTAMENTO DE RISCO", OU SEJA RELAÇÕES SEXUAIS DESPROTEGIDAS, EMBORA NÃO TENHA HAVIDO EJACULAÇÃO DURANTE O COITO. A PERGUNTA É: VISTO QUE FORAM APENAS DUAS VEZES, QUAL É A PROBABILIDADE DE TER SIDO INFECTADA E SE REALMENTE ACONTECESSE, NESTE MOMENTO JÁ SURGIRIAM SINTOMAS E QUAIS?

Saturday, November 17, 2001 at 00:08:02
pergunta: A Minha namorada teve uma relação pequena com outro rapaz á coisa de 2 anos atras, visto nunca se ter posto esta questão, nunca ligamos, mas hoje temos pensado que foi um risco muito grande, visto que não se conheciam muito bem, visto que não houve penetração, singiu-se tudo a sexo oral e colocação de dedos na vagina poderá ser possível ela ter contraíso a sida?
2- Vivo no Porto, será que se der sangue no hospital eles vêm se tenho sida ou ela???
3- Cá no Porto não há maneira de fazer as análises sem burocracia?
4-será que os sintomas da sida ao fim destes 2 anos já se manifestariam? Pois sou uma pessoa muito suscéptivel a doenças!

Wednesday, November 14, 2001 at 13:33:05
pergunta: Qual é a hipotese de uma pessoa não ser infectada com o HIV após ter tido relações com uma pessoa possivelmente infectada, e quais são as organizações (moradas) onde podemos fazer o teste e manter o anonimato

pergunta: Dr. José Vera
Sabemos que têm existido passos gigantescos no conhecimento e controle do HIV. O que pergunto é o seguinte:
Uma pessoa infectada pode viver décadas se fizer o tratamento adequado, sem problemas de maior(cancros, tuberculoses, pneumonias etc) ou terá sempre infecções e doenças no organismo?Para quando novos medicamentos, mais eficazes?
Agradeço os esclarecimentos.

Monday, November 5, 2001 at 18:25:28
pergunta: Dr. José Vera
Eu antes de mais agradeço muito sinceramente o vosso apoio e dedicação no esclarecimento das questões relacionadas com o HIV.
Eu cometi uma estupidez que foi ter relações sexuais com uma prostituta.Isto aconteceu em Abril deste ano e como utilizei dois preservativos e verifiquei que não rebentaram fiquei relativamente tranquilo.A minha dúvida consiste no facto de após a ejaculação eu não ter retirado imediatamente o pénis e o preservativo descer um pouco no pénis, mas não saiu.Outra situação foi o facto da prostituta no final da relação ter-me puxado o preservativo, mas tenho a certeza quase absoluta que não toquei com o pénis na vagina da rapariga.
Realizei testes ao mês e meio, três meses e seis meses após a situação e o resultado foi negativo.Inclusivamente realizei uma carga viral aos 4 meses e meio e o resultado foi VIH1 inferior a 50 cópias por ml(é indetectável). O meu maior problema foram os sintomas ao longo dos meses, desde febre, borbulhas, molusco contagioso(detectado na consulta de DST), dores de cabeça, mal estar gastrointestinal e inúmeras diarreias, associadas a alguma ictericia e olhos com tom esbranquiçado.Muitos espirros e alguma tosse também me acompanharam assim como uma enorme fraqueza e dores de garganta. Eu pergunto é possível após 6 meses, mesmo tendo alguma hepatite(a hepatite c é, segundo algumas pessoas responsável pelo retardar da seroconversão), o HIV existir e não ser detectado? (Os testes foram todos realizados, ora na Lapa ora no Restelo). Agradeço a sua resposta pois continuo muito preocupado com este acto de loucura que pode alterar o nosso destino. Muito Obrigado.
João Rodrigues

Wednesday, October 3, 2001 at 15:43:43
pergunta: Sra Dra
Uma seroconversão tardia Ex( três ou seis meses após a infecção), é sinal de um bom sistema imunitário ou pelo contrário é sinal de um funcionamento deficitário do sistema imunitário uma vez que o organismo não responde atempadamente a uma infecção?
Gostaria também de saber se existem consequências para a pessoa ao nível do desenvolvimento da doença em termos futuros caso a seroconversão demore mais tempo que o normal.

Tuesday, October 9, 2001 at 22:38:29
pergunta: Dr José Vera
Estou medicado há 4 meses com Combivir e Efavirenz,tendo neste momento 79 cópias de hiv e 255 cd4, no início da medicação tinha 175.452 cópias e 162 cd4). Contudo, sou pouco rigoroso na hora da medicação havendo uma variação de 1 a 2 horas na toma dos comprimidos (manhã 1combivir, almoço 1 bactrim, tarde 1 combivir e ao deitar 3 efavirenz). Este pouco rigor terá alguma influência futura? Já agora, e uma vez que a minha qualidade de vida permaneceu quase inalterável, apenas ligeiros efeitos secundários, com o que posso contar futuramente (à excepção da cura!)? Que procupações deverei ter (sintomas, sinais, tabagismo,...)?
Muito obrigado pela sua disponibilidade.

Tuesday, October 16, 2001 at 15:22:45
pergunta: como seu paciente gostaria de saber porque e que depois de um mes internado, nao consigo ganhar peso?
obrigado

Thursday, October 25, 2001 at 12:27:34
pergunta: Antes de mais queria dar-lhe os parabéns e agradecer todos os esclarecimentos que tem prestado neste site, tanto a Dra. como todos os seus colegas. Estão todos de parabéns. Já fazia falta quem esclarecesse e ajudasse todos os que estão ou poderão vir a estar nesta situação.
Bem hajam.
Bom a minha pergunta tem a ver com o seguinte o meu marido soube que era seropositivo há 2 semanas atrás, precisamente na mesma altura em que descobriu que estava com tuberculose. Fez análises mas ainda não sabemos a CV nem CD4. Entretanto, iniciou a medicação para a tuberculose: isoniazida, rifampin, pyrazinamide, ethambutol e vitamina B6. Queria que me esclarecesse neste aspecto: Hoje em dia existem várias medicações HIV, a mais utilizada HAART, mas após consultar vários sites apercebi-me que a medicação da tuberculose, especialmente rifampin, poderá ter muitos contras na medicação HAART e não ser compatível. É assim ou existem alternativas que impeçam HIV de progredir e tratar tuberculose em simultâneo. Agradeço a sua atenção.

Saturday, October 27, 2001 at 15:25:36
pergunta: gostaria de saber quais são as eventuais consequências de uma paragem da toma de medicaçâo durante algum tempo?

Wednesday, October 31, 2001 at 10:38:52
pergunta: A circuncisão pode ser um factor que minimiza o contágio do virus da sida? Qual a razão?
Uma dúvida que ficou de uma resposta anterior, isto é, quando se fala em ferida contemplam-se as feridas em estado de cicatrização (em já não existe sangue ou própriamente uma falta de integridade) Estas permitem a entrada do virus da sida?
Obrigado

Sunday, November 4, 2001 at 15:48:39
pergunta: Dra. Maria Manata
A diarreia prolongada(cerca de três meses), pode indiciar infecção por HIV?
Outros sintomas como dores gastrintestinais, muitos espirros, alguma tosse, enxatemas na pele etc, poderão estar associados a esta infecção? Fiz o teste cerca de 5 meses e meio após um contacto sexual e o resultado dos anticorpos foi negativo.(Fiz o teste no centro de rastreio da Lapa).
Estes sintomas poderão indiciar alguma hepatite?
Muito Obrigado por tudo.

Monday, November 5, 2001 at 11:55:29
pergunta: Dra. Maria José Manata
Gostaria de saber se um teste para a hepatite C feito três meses e meio após uma relação sexual é defenitivo. Fiz o antigénio e o anticorpo.
Obrigado Miguel.

Tuesday, November 13, 2001 at 10:14:39
pergunta: Dra. Domitilia Faria
Tenho encontrado alguns artigos que falam que a cegueira é um problema encontrado em algumas pessoas com a infecção por HIV.
Normalmente em que fase da doença é que aparece esta cegueira e esta cegueira é definitiva ou normalmente os doentes voltam a apresentar um campo visual normal?
Obrigado
Manuel

Monday, November 12, 2001 at 15:14:45
pergunta: Dra. Domitilia Faria
Gostaria de saber se a hepatite C altera a carga viral, no caso de cooexistirem as duas infecções(HIV+hepatite C). Gostaria de saber se a hepatite C pode travar o progresso da infecção por HIV.(O dr. Machado Caetano leu estudos sobre esta situação). Li também que a hepatite G funciona de "travão", á progressão da doença.
Muito obrigado pelo seu apoio relativamente a estas questões.
Manuel da Silva

Monday, November 12, 2001 at 15:20:18
pergunta: Dra. Domitilia
No caso de primoinfecção, por HIV e hepatite C, é mais sensato iniciar primeiro o tratamento da hepatite C e, posteriormente começar o tratamento com a Haart?Gostaria de saber a opinião da dra. relativamente a esta situação concreta.
Obrigado
Miguel

Tuesday, November 27, 2001 at 09:54:07
pergunta: Dra. Domitilia Faria
Queria saber se a única maneira de saber se uma pessoa está infectada com o vírus da hepatite c, é fazer o teste AC anti-vírus HC? Gostaria de saber se 6 meses é um período mais que suficiente para detectar esta infecção?
Muito obrigado pelos esclarecimentos.

Wednesday, November 28, 2001 at 18:49:56
pergunta: Tive um azar numa relação sexual, na qual saiu o preservativo a meio sem eu me aperceber, tendo havido ejaculação. O meu problema é que não conhecia a parceira. Passados cerca de três meses realizei os testes anti-HIV 1 e 2, em que felizmente os resultados foram negativos. Quais as probabilidades de estar contaminado? Deverei realizar mais algum teste e daqui a quanto tempo? Quanto tempo poderá estar o vírus no corpo sem ser detectado por estes testes? Muito obrigado por haver este espaço para esclarecimento de dúvidas. Agradecia a maior brevidade possivel no esclarecimento.

Tuesday, November 27, 2001 at 12:57:13
pergunta: Dr. Victor Bezerra
Existem consequências maléficas para o organismo, nomeadamente a lipostrofia? quando é que existem resultados mais concretos, relativamente ás consequências dos medicamentos antiretrovirais, para a saúde dos doentes?
Os próximos medicamentos, nomeadamente os inibidores de fusão já terão em conta a toxixidade?Para quando novos medicamentos, uma vez que já passaram cerca de 6 anos relativamente á criação dos antiretrovirais.
Muito Obrigado
Manuel da Silva

Tuesday, November 27, 2001 at 18:04:40
pergunta: Dr. Vitor Bezerra
Venho assim lhe por as seguintes questões
-sobre a noticia que saio nos media á pouco tempo de que na colonagem pode estar a descoberta para a cura da sida isso é verdade ou não?
-Gostaria tambem de saber se em portugal estão á procura de voluntários não portadores do HIV para a realização de experiencias nomeadamente vacina e afins ? e se estão aonde nos posso informar sobre isso??
E por ultimo Gostaria que me desse a sua opinião pessoal se acha que esta para breve a cura da SIDA ? e se possivel gostaria de ter mais informação sobre o que se está a fazer nesse campo? pois Acho tambem muito importante além de nos darem dados assustadores e estatisticas negativas que tambem deêm espenças pois tenho fé que já não faltará muito para este pessadelo acabar
Obrigado DR.
Sonhadora

Wednesday, November 28, 2001 at 18:48:14
pergunta: Há 5 meses atrás tive uma relação em que se rompeu o perservativo, 4 dias depois descobri que a mulher era seropositiva.Fui ao médico que me aconselhou a tomar(combivir),convém dizer que tudo isto se passa em África.Pssadas 6 semanas fiz o teste que deu negativo,mas é por esta altura que começo a sentir algo estranho na boca,olhei-a ao espelho e vi que uma das amigdalas estava muito vermelha e em poucos dias ficaram as duas.Comecei a sentir por toda a boca,lingua, lábios, nariz e olhos um forte ardor e em particular no palato doi e com a lingua sinto que algo se agarrou ali e também dores nos ouvidos.Com o passar do tempo surgem dores na ponta do pénis mas na parte da uretra, depois nas axilas e virilhas e finalmente no pescoço e na garganta.Tudo isto me convece que contraí HIV apesar de aos 4 meses ter feito elisa negativo.Portanto arrasto estes sintomas á 3 meses e meio que se mostram progressivos.Já fiz tratamento para ,faringite,amigdalite e 2 antifungicos que nada alterou.

Sunday, November 25, 2001 at 16:35:07
pergunta: gostaria que me dessem algumas informaçoes sobre o subsidio para doentes contaminados com o virus HIV tambem gostaria de saber onde me dirigir para fazer 1 queixa por ter sido obrigado a rescindir o meu contrato de trabalho,sem termo certo,sem me ter sido dado qualquer opçao de escolha.

Saturday, December 1, 2001 at 22:28:40
pergunta: Desde já agradeço a sua atenção e o facto de estar disponível para responder a esta pergunta através desta via.
Mantenho uma relação lésbica há cerca de 11 meses, gostava de saber qual o risco de transmissão se a minha parceira estiver infectada e de que maneira me poderá infectar.

Friday, November 30, 2001 at 11:21:38
pergunta: Dra. Domitilia
Qual a alimentação mais adequada para uma pessoa portadora de HIV?Deverá alimentar-se mais á base de legumes e frutas e deixar a carne pois sabemos que os animais são alimentados com químicos e por isso cancerosos?Relativamente aos desportos a praticar, a musculação e a natação são adequadas ou são preferiveis outras actividades?Agradecia que a Dra. me indicasse algumas medidas importantes a estes níveis?
Muitissimo obrigado pela sua disponibilidade.
Manuel da Silva

Sunday, December 2, 2001 at 13:23:35
pergunta: 2-12-001 Gostaria de saber qual as diferenças entre HIV1 e HIV2.Os sintomas sâo os mesmos? E o tratamento é igual? Obrigado pela atenção

Wednesday, November 28, 2001 at 23:46:33
pergunta: gostaria de felicitar pelo excelente trabalho realizado pela vossa equipe.
Gostaria de colocar várias questões:
1- Li em sites brasileiros que um dos sintomas da seroconversão, é o aperecimento de borbulhas no corpo provocando uma certa "comichão"; assim, gostaria que me esclarecesse acerca do aspecto, pois dizem ser parecidas com as da rubéula, mas acerca dessas mesmas borbulhas, a duração quando aparecem e quanto tempo demoram a desaparecer e também qual a probabilidade de aparecerem num processo de seroconversão?
2- qual a probabilidade se um individuo ser picado com uma agulha de sangue infectado com hiv, vir a contrair a doença.
3- qual ou quais os sintomas da seroconversão e quando aparecem? gratos

Wednesday, November 28, 2001 at 18:47:03
pergunta: normalmente, quanto tempo depois de uma infecçao vih surge algum sintoma e q tipo d sintomas aparecem.

Tuesday, November 27, 2001 at 17:55:37
pergunta: Tenho 17 anos e iniciei a minha vida sexual ha quase 2 anos (sou homossexual). Há umas semanas foi-me diagnosticado sífilis e ja estou a fazer o tratamento. A minha mae agora está super preocupada porque eu posso ter SIDA. Nao tenho nenhum dos sintomas e nao tenho relaçoes sexuais ha 4 meses. Ha alguma possibilidade de eu estar infectado?

Srs. Drs. Para quando novos medicamentos com menos toxixidade?O T20?Os inibidores de fusão?
Manuel da Silva

Wednesday, December 5, 2001 at 15:17:27
pergunta: Srs. Drs.
Se uma pessoa infectada mantiver uma carga viral reduzida ou indetectável e os CD4 estiverem acima de 400 ou 500, o risco de ter cancros ou outras doenças oportunistas é igual a uma pessoa que não tenha HIV, ou ter HIV mesmo com valores baixos de vírus e quantidades de CD4 normais é sempre um perigo?
Muito obrigado pelas respostas.
Manuel da Silva

Sunday, December 2, 2001 at 14:14:20
pergunta: Gostaria de saber quais os sintomas da mononucleose infecciosa?Disseram-me que se confundem com os do hiv,será verdade?Os meus agradecimentos.

Thursday, December 6, 2001 at 00:07:34
pergunta: Gostaria de saber os contactos dos melhores especialistas em HIV e seu tratamento, assim como as associações que possam dar apoio e tenham grupos de discussão (foruns) destes problemas
Obrigado

Tuesday, November 6, 2001 at 17:26:39
pergunta: Dr. Machado Caetano
Para além da Sida que outras doenças é que existem e que podem provocar uma descida dos CD4.Qual a melhor forma de prevenir o aparecimento de cancros em pessoas infectadas?
Muito Obrigado
Joana

Friday, November 23, 2001 at 14:17:05
pergunta: Dr. Machado Caetano
Gostaria de saber se existe alguma relação entre o vírus Epstein-Barr e, concretamente análises feitas que acusam Ip G(mononucleose no passado), positiva e Ip M(mononucleose no momento das análises), negativa, relativamente a uma possível infecção por VIH.
Gostaria de saber se a descida do ferro e o aumento das plaquetas e dos linfócitos poderá estar relacionada com esta infecção?
Agradeço bastante a sua atenção
Miguel

Tuesday, December 4, 2001 at 14:32:35
pergunta: Sou um jovem de 29 anos, profissional bem sucedido que durante alguns anos na minha juventude mantive relações homosexuais com outros rapazes, tinha na altura entre os 11 e os 15.
O que pretendo saber é se este comportamento promíscuo me pode ter levado a tornar-me portador do HIV. Nunca tive problemas de saúde e tanto quanto sei também essas pessoas não, alguns são já casados e com filhos.
Esse tipo de comportamento abandonei-o à mais de 13 anos e mantenho actualmente uma relação heterosexual desde essa altura.
Poderei de alguma forma estar descontraído ou não?
Obrigado pela ajuda.

Wednesday, December 5, 2001 at 11:08:53
pergunta: Srs. Drs.
Já coloquei esta questão no forum. Gostaria de saber se produtos ditos 100% naturais, sem contra-indicações, que podem funcionar como complementos nutricionais(produtos Herbalife), poderão apresentar alguma contra-indicação relativamente á terapia antiretroviral.(peço desculpa por citar o nome de uma empresa)
Agradeço a vossa disponibilidade.
Manuel da Silva

Wednesday, December 5, 2001 at 04:37:57
pergunta: "Tive um encontro esses dias com uma garota em que tudo não passou de beijos, mas seus lábios estavam resecados de frio e uma fissura acabou abrindo e sangrando. O sangue acabou em contato com a minha boca, apesar de minha boca não possuir lesão alguma. Qual o risco que tenho se ela estiver contaminada??? Devo fazer um exame??? Quanto tempo depois???"
Obrigado.

Tuesday, December 4, 2001 at 22:44:33
pergunta: boa tarde
eu gostaria de saber qual e a probabilidade de uma pessoa vir ater o hiv tendo relaço~es sempre com preservativo mesmo a outra pessoa podendo estar infetada com hiv?eu ja fiz dois testes de hiv 1 e 2 com 3 meses e 6 meses após a ultima relação e foram negativos mas eu tenho tido dores de garganta, muitas aftas,dores de cabeça e diarreia acha que devo fazer o teste novamente o os testes que eu já fiz são defenitivos?
estou estremamente preoucupado e não sei o que fazer visto eu ter encontradoa mulher da minha vida e ela quer ter filhos o que e que eu devo fazer acha que sou realmente seronegativo obrigado desde já pela sua ajuda

Monday, December 3, 2001 at 04:02:41
pergunta: Me responda por favor.
1º Parabens pelo vosso trabalho, tive questao de 1 mes, relação perigosa com um prostituta, usei o preservativo, onde tudo correu bem, não rasgou, mais mesmo assim fiquei preoculpado, sendo este não o meu costume. Será que com o preservativo intacto e não houve nenhuma penetração sem o mesmo, nem mesmo com as mãos, ha a possibilidade de estar infectavo. Obrigado

Friday, November 9, 2001 at 09:59:01
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Dirijo-lhe a mesma pergunta que coloquei á dra. Domitilia Faria, pois penso que é mais adequado ser o dr. a responder. O meu avô á alguns tempos recebeu sangue no hospital em Lisboa. Na altura o seu estado de saúde não era famoso e depois disso pior e receio que os seus sintomas possam estar relacionados com o HIV.
Se uma pessoa for dar sangue e tiver uma infecção recente,(não sabendo disso) pode infectar outras pois encontra-se no periodo janela.
Os métodos utilizados são realmente eficazes ao ponto de controlar estas situações e simultaneamente as pessoas infectadas são avisadas e responsabilizadas ou a responsabilidade é dos serviços de sangue?
Muito Obrigado
Joana Abreu

Thursday, November 8, 2001 at 15:03:14
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Se puder agradecia que me indicasse onde posso obter mais informações sobre os testes de resistência ao vírus e se de facto é pertinente fazê-lo(numa fase de prévia á seroconversão).
Obrigado

Friday, November 9, 2001 at 15:37:42
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Uma infecção como as hepatites pode aumentar a carga viral de um doente de Sida?
Obrigado

Tuesday, November 13, 2001 at 09:12:46
pergunta: Exmos Senhor,
Desde quero dar-lhe os meus parabens pelo seu excelentissimo trabalho.
A minha duvida é que, há um tempo atras fiz-lhe uma pergunta afim de saber a partir de quanto tempo é que um teste elisa se torna fiavel e a sua resposta foi entre 22-29 dias após o contacto de risco.Gostaria me informasse concretamente se isso é real já que me derigi ao cra da Lapa afim de fazer um teste 2 meses após essa relação de risco e o que me foi dito é que não valia a pena fazer o teste já que o Elisa so se torna realmente fiavel a partir de 3meses... em quem devo acreditar ??? Espero que me dê uma resposta o mais rapidamente possível.
Atentamente

Wednesday, November 21, 2001 at 10:12:13
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Gostaria de ter conhecimento do local ou locais onde é possível fazer testes de resistências ao HIV(antes de qualquer tratamento) e também gostaria de saber se estes testes são conparticipados pelo sistema nacional de saúde. Gostaria de saber a sua opinião relativamente a estes testes, isto é se são eficazes ou não?Vale a pena apostar neles?
Qual o preço de cada teste?
Muito obrigado pelos esclarecimentos.
João Saúde

Wednesday, November 21, 2001 at 13:00:11
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Gostaria de saber se o vírus da hepatite C, poderá escapar ao teste de anticorpos, uma vez que num artigo que li aqui no vosso site falava na grande mutabilidade deste vírus e consequentemente na neutralização do anticorpo.Isto é realmente verdade?
Obrigado pelos esclarecimentos

Saturday, November 24, 2001 at 09:03:32
pergunta: Dr. Ricardo Camacho: Desculpe importuná-lo, mas apesar de já ter lido inúmeras questões a que tem respondido, dedicada e profissionalmente neste site, não tenho encontrado resposta a algumas questões que gostava de lhe fazer.
Tive um comportamento de risco, que passo a explicar. Há 6 meses tive um contacto íntimo com um amigo (penetração vaginal durante aguns segundos, sem ejaculação durante o encontro) ao qual não perguntei o que devia! Em fins de Outubro, aconteceu a mesma situação com a mesma pessoa.
Pelo que li, o vírus da SIDA é contagioso através do esperma, além do sangue e fluidos vaginais.
AS minhas questões são as seguintes:
- é possível a saída de esperma mesmo não tendo havido ejaculação?
- e possível o contágio mesmo numa situação em que não haja feridas nas paredes da vagina?
Fala-se que o vírus não passa através da pele sã, mas isso também à aplicável à vagina, ou nesse caso, basta o contacto?
Estou convencida de que devo fazer o teste num CRA,e queria faze-lo já segunda-feira. No entanto, pela linha telefónica de apoio disseram-me que no CRA da Lapa não fazem testes durante o período de janela, que consideram de 3 meses. Escuso obviamente de dizer que a espera é angustiante...
Obrigada desde já,
cumprimentos

Thursday, November 22, 2001 at 11:55:59
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Gostaria de saber o que é a trombocitopénia e a leucopénia?
Obrigado
Hugo Silva

Tuesday, November 27, 2001 at 12:41:47
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Li o seu estudo sobre a resistência da maioria dos infectados por HIV em relação aos medicamentos. Gostaria de saber se os medicamentos forem tomados dentro dos horários estipulados e se forem respeitadas todas as indicações médicas, se esses medicamentos apresentam efectivamente um controlo significativo da doença. Gostaria de saber se esta ausência de bons resultados não estará relacionada com a formação deficitária dos médicos que trabalham nesta área? Gostaria de saber se o teste feito ás resistências virais será um poderoso aliado, no sentido de evitar que o vírus, resista á medicação antiretroviral?Dr. gostaria de saber onde poderei ter acesso a estes testes e se são conparticipados?

Wednesday, November 28, 2001 at 11:40:25
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Gostaria de saber o seguinte:
Há cerca de três meses e meio fiz análises e como tenho vacina da hepatite b, o resultado do anticorpo foi 830(na escala referente a este tipo de hepatite), três meses e meio depois voltei a fazer análises e o anticorpo deu positivo, pois tenho a vacina, mas o valor foi 520. Pergunto o que significa este resultado?é normal uma variação tão acentuada num período de tempo tão reduzido?
Obrigado

Sunday, December 2, 2001 at 14:54:54
pergunta: Antes de mais, vou-me apresentar, o meu nome é Andreia Duarte, sou estudante de radiologia na escola superior de saúde Egas Moniz. o que aqui irei solicitar não é bem uma pergunta. estou a fazer um trabalho sobre o HIV, para apresentar este semestre e gostaria de poder contactar com um especialista para poder colocar algumas questões (mais propriamente uma entrevista). gostaria se fosse possivel!!!

Friday, December 7, 2001 at 18:39:49
pergunta: Srs. Drs.
Fala-se de um novo vírus, ou uma nova estirpe para o VIH1. O que gostaria de saber é se todos os testes actualmente no mercado detectam todo o tipo de estirpes e se os períodos de janela se mantém para o vírus em questão?
Obrigado.

Wednesday, November 7, 2001 at 09:54:43
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Agradeço todos os esclarecimentos.
A carga viral presente no sangue infectado é um reflexo da carga viral presente no organismo em geral ou podemos ter cargas virais enormes no sémen e cargas indetectáveis no sangue ou na linfa?
(Isto é importante pois quando fazemos o teste de carga viral é essencial percebermos que aquela quantidade é um reflexo real da quantidade de HIV no sangue).
Na minha opinião é muito importante ter a certeza relativamente a estas questões.
Mais uma vez o meu sincero obrigado.
Pedro Lopes

on Monday, October 29, 2001 at 17:37:14
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Quando as defesas estão muito em baixo(valores inferiores a 200 t4),qual a melhor maneira de prevenir doenças como os cancros? Sr. Dr. será que naturalmente os cancros aparecem pois o organismo não reage?Os cancros em pessoas com imunodepressão são efectivamente mais dificeis de combater, mesmo que o seu rastreio seja feito precocemente?
As doenças virais ou causadas por bactérias(tuberculoses, pneumonias etc), basta a pessoa estar vacinada e as probabilidades são mais remotas, ou se as defesas estiverem em baixo não á nada a fazer, para prevenir as doenças?
Muito Obrigado
Joaquim

Monday, November 12, 2001 at 16:39:35
pergunta: Gostaria de saber se num paciente com carga viral 72000 cópias, 295 CD4, que está com tuberculose (já a ser tratada à 1 mês), com hepatite C (que ainda desconhece a carga viral) e com contacto com hepatite A e B é normal não iniciar qualquer tratamento HIV sem que existam no mínimo 2 a 3 meses de tratamento da tuberculose? Uma vez mais o meu muito obrigado pelo explêndido trabalho feito neste site.

Monday, November 12, 2001 at 15:27:19
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Acredita realmente que a vacina contra o HIV, está realmente próxima?Quais as vacinas que estão em fase III, prestes a serem utilizadas em humanos?Haverá realmente cura ou a doença ficará sempre com a pessoa infectada até á morte?
Uma outra questão, é realmente pertinente fazer o teste de resistências antes de iniciar qualquer tratamento?

Tuesday, November 13, 2001 at 14:26:44
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
A quantidade de liquido(vaginal ou de sémen), eventualmente inoculado durante um acto sexual é determinante ou não?
Pergunto se uma pessoa romper um preservativo, ou tiver relações sem preservativo, é a mesma coisa ou é diferente ao nível da infecção, pois certamente quem tem relações sem preservativo vai inocular mais liquido.
Agradecia que me ajudasse, a esclarecer esta questão.
Obrigado
João

Thursday, December 6, 2001 at 19:08:43
pergunta: quais as possibilidades de ser infectado por andar descalço na praia, durante a noite

Wednesday, December 12, 2001 at 17:32:52
pergunta: Doutor,tenho 2 crianças que há poucos dias começaram aqueixar-se de aftas na lingua.Observei a lingua das duas e vi que tinham aspecto de uns picos espetados,levei-as ao médico que lhe deu um gel para aplicar localmente.Passados 3ou 4dias tudo desapareceu.Sou seropositivo e estou muito assustado,poderá dar-me uma opinião?
Obrigado.

Friday, December 14, 2001 at 02:09:48
pergunta: A todos os especialistas que aqui nos mantém informados, e a todos os participantes um bom ano!

Friday, December 14, 2001 at 02:09:48
pergunta: A todos os especialistas que aqui nos mantém informados, e a todos os participantes um bom ano!

Friday, December 14, 2001 at 02:09:48
pergunta: A todos os especialistas que aqui nos mantém informados, e a todos os participantes um bom ano!

Friday, December 14, 2001 at 21:43:33
pergunta: como posso saber se tenho ou nao sida??
onde posso ir fazer os teste??
quanto é que sao esses testes??

Friday, December 14, 2001 at 02:06:42
pergunta: Dr Ricardo Camacho
A propósito de testes de hepatite(s), em consequência da minha seropositividade, realizei testes e estes deram valores/resultados do seguinte tipo: Anti-HCV, neg; anti-HBs, +1000.0; Antigenio-HBs, neg; anti-HBc, pos; anti-HBc-IgM, neg.
O que significam estes resultados? A minha médica assistente não os realçou. Poderei estar 'seguro'?

Wednesday, December 12, 2001 at 19:09:46
pergunta: Boa noite a todos e parabens pela vossa dedicada entrega a esta comunidade.
A minha questão prende-se com o facto de ter lido aqui uma questão de alguém que foi aconselhado a fazer o teste ELISA pelo CRA da Lapa só 3 meses após o comportamento de risco / acidente já que só aí o resultado se tornaria efectivo. Como comigo sucedeu exactamente o mesmo, a questão que coloco é será possível ainda estarem a fazer testes de 2ª ou 1ª geração quando já temos os de 3ª e 4ª geração podem detectar o HIV em 29 dias ou menos.
Cumprimentos e antecipadamente grato pela resposta.

Monday, December 10, 2001 at 13:29:45
pergunta: Dr. Ricardo
Qual é a diferença entre um teste de 3ª e 4ª geração, relativamente á detecção da doença(tempo de duração do período janela)?

Monday, December 10, 2001 at 13:07:11
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Tenho análises para a mononucleose(Ig G), positivas e, penso que não tinha nada até ao dia em que tive relações com uma rapariga. Sei que os sintomas do vírus do EBV e HIV são muitos semelhantes e por isso resolvi fazer análises para o HIV, ao 1,5, aos 3 e 6 meses e foram sempre negativas. Pergunto se os sintomas inespecíficos estarão neste caso relacionados com a mononucleose?(dores de cabeça, erupções cutaneas, comichões, picadas etc).

Monday, December 10, 2001 at 15:49:44
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Fiz um teste aos 6 meses, após uma situação que nem foi de risco convencional, mas as suspeições mantêm-se, dados os sintomas. O resultado foi negativo, embora eu continue desconfiado da infecção.Pergunto como interpreto o resultado de um teste PCR, feito num laboratório privado?(só um teste deste me poderá tranquilizar a 100%, pois estou cansado de estar sempre a pensar neste assunto).
Muito Obrigado.

Monday, December 10, 2001 at 13:59:42
pergunta: Dra. Domitilia
O teste de anticorpos para a hepatite C, feito 7 meses após uma situação de risco, associado a um Eliza negativo aos 8 meses exclui definitivamente estas duas infecções?Uma mononucleose infecciosa não tem qualquer relação com a detecção de ambos os vírus(HIV e HCV)?
Agradeço o excelente trabalho da Dra.

Sunday, December 16, 2001 at 19:55:15
pergunta: Esta afinal é menos uma pergunta por responder! Pois pretende "apenas" agradecer a todos os profissionais que aqui prestam seu valioso apoio. Um obrigada muito especial, com os votos de que tudo corra bem. Um bom Natal e um melhor 2002.
Para os restantes, não deixem o receio tomar conta das vossas vidas, usem-no sim para prevenir! Um dia de cada vez, esperança no futuro!

Thursday, December 13, 2001 at 09:59:46
pergunta: Dra. Domitilia
A dra. disse que a seroconversão do HIV PODERIA tardar se existisse hepatite C. Pergunto se a situação inversa também é possível de acontecer, isto é, se o HIV pode tardar a seroconversão da hepatite C?

Friday, December 14, 2001 at 21:43:33
pergunta: como posso saber se tenho ou nao sida??
onde posso ir fazer os teste??
quanto é que sao esses testes??

Friday, December 14, 2001 at 02:09:48
pergunta: A todos os especialistas que aqui nos mantém informados, e a todos os participantes um bom ano!

Wednesday, December 12, 2001 at 18:27:45
pergunta: Sra. dra. Domitilia
Uma pessoa que tenha contraído o vírus do VIH á pouco tempo e se tiver relações com outra pode infectá-la?

Friday, December 14, 2001 at 21:43:33
pergunta: como posso saber se tenho ou nao sida??
onde posso ir fazer os teste??
quanto é que sao esses testes??

Friday, December 14, 2001 at 02:09:48
pergunta: A todos os especialistas que aqui nos mantém informados, e a todos os participantes um bom ano!

Wednesday, December 12, 2001 at 17:13:42
pergunta: Doutora gostaria,se possivel,de saber a sua opinião sobre este caso.Ainda não tenho a confirmação de um teste, mas tudo indica que sou seropositivo,como se isso não basta-se há poucos dias as mesmas manifestações começaram a aparecer na minha esposa.Ela necessita fazer uma intervenção no útero(raspagem)mas a médica ao saber de tal possibilidade,por falta de conhecimentos,segundo ela,recusou-se a fazer a intervenção com medo que surgi-se alguma complicação fora do habitual.Tem razão de ser a recusa da médica?O meu muito obrigado.

Tuesday, December 11, 2001 at 12:18:39
pergunta: Boa tarde...
Conheci uma moça e tive relacoes com ela, oral e vaginal... a relaçao vaginal foi com preservativo...
Mais tarde vim a saber que ela é toxicodependente....estou com receio que ela possa ser seropositiva... posso ter sido infectado pelo relacionamento oral ou vaginal.....
Obrigado....

Thursday, December 6, 2001 at 20:40:11
pergunta: Doutora há 5 meses tive uma relação de risco,passados 45 dias começaram a aparecer estes sintomas(infecções na boca,nariz,olhos e ouvidos)depois vieram as dores no pescoço, na garganta, axilas e virilhas.Tenho lido neste site que os sintomas do HIV quando aparecem,desaparecem passado algum tempo,mas no meu caso,estes sintomas permanecem já quase há 4 meses e com tendências progressivas principalmente as dores na garganta e no palato.Estou em Moçambique tenho feito os testes todos negativos,2 médicos que já me viram dizem que eu não tenho nada,o que eu não estou de acordo.Pelos sintomas atrás descritos talvez a doutora concorde que alguma doença eu tenho e que a mais provável seja HIV.A minha pergunta é:na hipótese de hiv há algum tratamento para eleminar estas dores na garganta que estão a tornar-se insuportáveis?Pelo facto de aos 5 meses os testes ainda darem negativos talvez a explicação seja eu ter tomado combivir durante 3o dias,ou então porque estou em Moçambique,tenha apa

Wednesday, November 28, 2001 at 17:07:19
pergunta: Gostaria muito que me disse-se quais os sintomas do Mononucleose Infeccioso(virus Epstein Bar)como é que se pode apanhar e se essa doença tem tratamento.Desde já o meu grande obrigado.

Tuesday, November 27, 2001 at 16:46:35
pergunta: Dr. Machado Caetano
Gostaria de saber quem em Portugal é responsável pela formação de médicos especializados nesta área do HIV. Gostaria de saber se existe algum curso ou formação universitária a este nível.
Obrigado

Thursday, December 20, 2001 at 13:57:27
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Ser infectado por uma prostituta que, quem sabe, já foi infectada várias vezes poderá ter alguma influência no desenvolvimento da doença, por exemplo, se o VIH, for um mutante, ou constituídos por várias estirpes diferentes?
Obrigado e Bom Natal e Bom Ano.

Monday, December 17, 2001 at 23:05:18
pergunta: Sei que o HIV quando fora do corpo humano (por exemplo uma mancha de sangue no chão) sobrevive poucas horas... então gostaria de colocar uma questão hipotética.. digamos que se eu tocar numa mancha de sangue seco, já há várias horas fora do corpo humano então não há possibilidade de apanhar sida, não é assim?

Tuesday, December 18, 2001 at 18:45:52
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Gostaria de saber quais as diferenças entre os sintomas de uma mononucleose infecciosa e os sintomas de HIV, na fase aguda?(caso exista alguma diferença significativa). Aproveito para desejar ao Dr. um Natal feliz e um ano novo próspero em todos os sentidos.
Muito obrigado
Manuel da Silva

Tuesday, December 11, 2001 at 19:01:28
pergunta: Se eu me lavar com o mesmo sabão com que se lavou uma colega menstruada e esta fôr seroposiva corro o risco de contágio?E se a minha escova de dentes estiver em contacto com a dela ?
Obrigada pela atenção.

Friday, December 14, 2001 at 21:43:33
pergunta: como posso saber se tenho ou nao sida??
onde posso ir fazer os teste??
quanto é que sao esses testes??

Saturday, December 15, 2001 at 20:07:28
pergunta: Quais as probabilidades de uma pessoa de sexo masculino ser contaminada com o virus hiv numa relação sexual com um parceiro femenino, tendo em conta que no inicio do acto não houve o uso do preservativo e que houve sexo oral activo por parte da pessoa do sexo femenino

Friday, December 14, 2001 at 21:43:33
pergunta: como posso saber se tenho ou nao sida??
onde posso ir fazer os teste??
quanto é que sao esses testes??

Friday, December 14, 2001 at 08:11:36
pergunta: A SIDA pode transmita através de sexo oral?
Que outro tipo de doenças infectocontagiosas podem ser transmitidas por esta via?

Saturday, December 22, 2001 at 16:45:56
pergunta: Doutor qual é a sua opinião sobre um estudo publicado no site da aids,de que em Otava descobriram uma protaína que elemina o hiv.A ser verdade é talvez a melhor prespectiva de futuro feita até hoje,se é mentira é concerteza a maior ilusão publicada até ao momento.È preciso estar doente para perceber verdadeiramente o efeito que uma noticia destas provoca.Eu como doente ao ler a publicação chorei de alegria, mas 2 minutos depois caí na realidade e lembrei-me que deveria ser mais uma doce,mas ao mesmo tempo,cruel especulação como outras que já foram noticiadas.

Wednesday, December 19, 2001 at 02:48:25
pergunta: Em primeiro lugar, muitoobrigada por ler o meu e-mail...
Tenho duvidas sobre ser ou não soropositiva, mas morro de medo de ir ao hospital e fazer o teste, sei que de alguma forma, no fim vou acabar fazendo, mas quero evitar de olhar prá cara do médico...fico com medo só de ppensar.. conheço uma enfermeira que disse que se eu quisesse ela mesma tiraria o meu sangue em casa emandaria depois para o laboratorio, masouvi falar que o virus dura pouco tempo vivo fora do corpo...isso é verdade?...e se eu o congelasse, o virus manteria-se vivo, até o teste???

Saturday, December 22, 2001 at 19:28:19
pergunta: Em todas as perguntas e respostas que li neste site nunca vi nenhuma referência á leucoplasia vilosa.Noutro site encontrei esta doença da boca como sendo a 2ªmanifestação mais frecuente da infecção hiv.Que doença é esta?
Obrigado pela atenção e um bom Natal.

Monday, December 24, 2001 at 11:26:36
pergunta: Dra. Domitilia
O tratamento da hepatite C é gratuito?Em que é que consiste e tem resultados a 100%?
Obrigado

Friday, December 21, 2001 at 14:22:35
pergunta: Boa Tarde,
Há um ano e meio atrás tive uma relação de risco, passei por um fase bastante complicada, e passados 3 meses fiz o teste o qual foi negativo, não acreditei no resultado e voltei a fazer o teste (num centro de testes) mais três vezes, as quais foram todas negativas, sendo a última no decorrer deste mês.
A razão da repetição dos testes teve a ver com o facto de neste período (pós relação de risco) ter tido uma candídiase oral, bastantes comichões no corpo, e por fim (à uns dias atrás) perdi algum peso sem razão aparente. Assim, e depois de ter visto uma notícia que referenciava que os testes que se realizam não são fidedignos, não consigo estar tranquilo, por tudo isto gostava que me desse a sua opinião em relação a este caso.

Sunday, December 23, 2001 at 17:33:55
pergunta: tive relações com um seropositivo e o preservativo rompeu. Tomei a medicação que ele toma habitualmente, durante um dia. Qual a probabilidade de ter sido infectada.

Thursday, December 27, 2001 at 15:45:13
pergunta: Srs. Drs.
Gostaria de saber se é fácil apanhar citomegalóvirus, pois recentemente tive relações com uma pessoa infectada com VIH e suspeito que esta seja portadora de algum vírus transmissivel somente por contacto cutâneo.(usei preservativo, penso que este vírus transmite-se de maneiras distintas). Se for possível indiquem-me algumas informações sobre este vírus.
Obrigado
Micaela

Thursday, December 27, 2001 at 14:07:41
pergunta: Dra. Domitilia Faria
Relativamente á vacina GP-120, desenvolvida pela empresa Vaxgen, existe alguma conclusão concreta sobre a sua viabilidade no ser humano?
Agradeço os esclarecimentos e desejo-lhe boas entradas

Thursday, December 27, 2001 at 02:20:24
pergunta: Existe alguma estatistica que mostre a probabilidade de uma pessoa infectada por Gonorreia também estar infectada por AIDS/Sida? Como sou do Brasil, gostaria de saber também se é muito distinta a taxa de infecção de AIDS no Brasil e em Portugal.

Thursday, December 27, 2001 at 14:38:27
pergunta: Srs. Drs.
Gostaria de saber se um portador de VIH, pode sair á noite e deitar-se tarde desde que durma as horas convenientes(8 horas de sono) e, gostaria de saber se um portador deste vírus pode apanhar sol na praia?(hora onde a incidência de infravermelhos é menos prejudicial á saúde).
Bom ano para todos
Joaquim Jorge

Friday, December 28, 2001 at 18:36:08
pergunta: Recentemente surgiu-me uma dúvida preocupante relativamente ao preservativo. Li num artigo que nem todos os preservativos estão aptos a cumprir simultaneamente com a sua função de contraceptivo e prevenir o contágio da Sida uma vez que alguns preservativos têm poros que apesar de impedirem a passagem dos espermatozóides, deixam passar o vírus da Sida, vinte vezes menor que um espermatozóide. Imediatamente fui ler o folheto informativo e não encontrei qualquer referência à qualificação RQTS. Como saber quais os preservativos que obedecem a esta qualificação e são capazes de cumprir ambas as finalidades eficazmente?
Desde já o meu mais sincero obrigada e...ainda bem que estão aí.
Que 2002 seja,para todos, um ano cheio de luz.
Carla

Friday, December 28, 2001 at 19:24:05
pergunta: Sou serpositiva, acabei de saber que tinha o virus da hepatite C. Porém o medico diz que sou portadora, mas não tenho a doença. Será Possivel?
Agrdecia uma resposta. Obrigado

Thursday, December 27, 2001 at 16:12:22
pergunta: Srs. Drs.
Qual é a opinião dos srs. relativamente á confusão que tem existido entre os sintomas do VIH e de uma doença que é a febre exatemática mediterranica, concretamente relativamente a casos ocorridos em Espanha.
Muito obrigado

Tuesday, January 1, 2002 at 19:30:26
pergunta: Tenho uma dúvida relativamente ao hórario de toma dos medicamentos: não consigo tomá-los ao pequeno almoço e ao jantar e por isso estou a tomá-los depois do almoço e ao deitar cumprindo aproximadamente as 12 horas de intervalo.
Poderá isso influenciar a acção dos mesmos?
No período de Natal saltei duas tomas. Será relevante?
Grato pela vossa atenção.
Bom Ano!

Monday, December 31, 2001 at 10:41:19
pergunta: Doutor sou seropositivo há 6 meses.Fiz um estudo sobre os antiretrovirais e fiquei muito assustado pelos seus efeitos colaterais.Estou com medo de começar o tratamento já que esses efeitos podem ser piores que a própria morte.O tenofovir parece ser o mais eficaz e o mais tolerável pelo organismo e apenas uma só toma diária.Aconselha que comece o tratamento com tenofovir,ou devo tentar outros antes do recurso ao tenofovir df?É que actualmente em grande parte do país corre-se também o risco de se ser acompanhado por um médico sem experiência na doença o que faz aumentar o meu medo.Desde já o meu obrigado.

Tuesday, January 1, 2002 at 19:22:21
pergunta: DR Maria José queria informá-la que a minha dúvida relativamente à eficácia dos preservativos(qualificação RQTS) surgiu após a leitura de um artigo sobre dúvidas habituais sobre métodos anticoncepcionais em "O novo Kamasutra ilustrado" de Alicia Gallotti, das Publicações Dom Quixote.
Obrigada pela atenção dispensada.
carla

Tuesday, January 1, 2002 at 19:38:51
pergunta: Sou seropositiva e tenho hepatite C.Suspenderam-me os medicamentos do HIV, e fui enviado ao gastrentologista, que não me recomendou nenhum medicamento, apenas análises feitas ao longo de 3 meses. Gostaria de perguntar se poderei tomar o pepsomar gel, para me aliviar o estomago, sinto ardor e má digestão.Obrigado pela atenção e Bom Ano a toda a equipa.

Tuesday, January 1, 2002 at 16:16:48
pergunta: Doutora pode-me esclarecer se o "líquen plano"é contagioso e se tem alguma relação com hiv?OS meus agradecimentos.

Friday, December 28, 2001 at 11:17:14
pergunta: Srs. Drs.
Gostaria de saber a opinião dos srs. relativamente ás novas formas defendidas por alguns para tomar os antiretrovirais, concretamente fazendo um maior número de interrupções.
Felicidades para o vosso trabalho e boas entradas

Thursday, December 27, 2001 at 12:41:20
pergunta: Sr. Dr.
Há cerca de 7 anos fiz um teste para detecção do HIV, cerca de 6 meses após um pequeno acidente onde se verificou rompimento de preservativo.Após esse teste nunca mais tive situações de risco, mas ultimamente tenho-me sentido esquisito e têm-me aparecido borbulhas e diarreia, sem causa bem definida. Pergunto se o teste feito á 7 anos poderia estar errado(falso negativo)?
Obrigado e felicidades para 2002.

Wednesday, December 26, 2001 at 22:54:46
pergunta: o que posso fazer para ajudar uma criança com 2 anos e que é portadora do virus VHI?

Saturday, December 1, 2001 at 19:48:38
pergunta: Ajude-me tenho medo de ter contraido o vírus do hiv!
No dia 14 de Junho fui a uma casa e tive relações sexuais com uma prostituta,usei preservativo na penetração, mas ela fez-me sexo oral no inicio e n tinha colocado o preservativo, foi a minha primeira vez só tenho 17 anos vou fazer 18 agora em Janeiro,já foi quase à 6meses, mas apartir desses dai até hoje lembro-me sempre desse dia e culpo-me mto por ter cometido esse acto, além disso tem-me aparecido aftas bastantes mesmo e eu tou aterrorizado sempre que acordo penso que poderei estar infectado, tenho medo de contar aos meus pais e n quero comentar isto com ninguém tou com uma enorme depressão n sei o que hei-de fazer e e se eu estiver infectado n sei como vai ser a minha reacção? tenho medo de tudo agora! PF dê-me conselhos eu tou na fase mais dificil de toda a minha vida e n sei como a hei-de enfrentar PF diga-me alguma coisa é a única ajuda com que eu posso contar!!!
Um Abraço e Obrigado por esta oportunidade de contacto
Vítor Silva - Porto

Friday, January 4, 2002 at 17:07:41
pergunta: Estou muito preocupado com o que se passou comigo há +/- 1 ano, uma mulher fez me sexo oral sem preservativo e apesar de eu não apresentar qualquer corte ou ferida no pénis gostaria de saber se posso estar infectado com o HIV? Quanto a ela: nunca mais a vi, não sei se era saúdavel ou não e também não reparei se tinha algum corte na boca.
Agradeceria uma resposta da vossa parte.
Obrigado e bom ano.

Wednesday, January 2, 2002 at 18:49:49
pergunta: Dr Victor
Já coloquei esta questão mas ninguém me respondeu. Sei que a média de vida sem tomar medicamentos e viver sem sintomas é de 8 a 10 anos. Pergunto se com os medicamentos essa média sobe(para quanto?), pois se o período de vida com ou sem medicação é o mesmo então para quê tomar os antiretrovirais?
Agradeço resposta urgente.Obrigado.

Sunday, January 6, 2002 at 00:38:25
pergunta: Quando uma pessoa não tem mais o hímen, mas nunca teve uma relação sexual, ela deixa de ser virgem???

Saturday, January 5, 2002 at 19:23:15
pergunta: Exmºs Senhores(as):
Sou professora do 1º ciclo e há dias fui confrontada com uma mãe que me confidenciou ser seropositiva. Eu perguntei-lhe se era seropositiva à data da gravidez do seu filho, meu aluno. Respondeu-me que sim, mas que, com tratamento e acompanhamento médico intenso, rapidamente o menino tinha "negativado". Que significa isso? É possivel uma criança seropositiva à nascença tornar-se seronegativa fazendo uma transfusão de sangue? É necessário essa criança ser vigiada pelo seu pediatra mais amiúde e fazer mais análises do que outra criança seronegativa também, mas sem progenitores seropositivos? Estou a pensar informar, obviamente sem especificar as pessoas envolvidas, já que vai contra a minha maneira de pensar qualquer acto descriminatório, as auxiliares de que existe uma criança na minha turma cuja mãe é seropositiva porque, embora as crianças acidentadas sejam sempre tratadas com luvas descartáveis, não vá alguma "esquecer-se" . Será que faço bem ou mal? Eu sei que ter-se Sida e ser-se sero

Sunday, January 6, 2002 at 13:34:55
pergunta: Dr.uns meses tive relação com uma prostituta oral e vaginal,oral nap usamos camisinha apos algumas semanas tive uma diarreia que durou mais de uma semana nesse periodo fiz exame de sangue mas deu negativo quatro meses se passaram, agora estou com um sintoma de cansaco e moleza no corpo que ja faz uma semana no comesso era uma sensacão de que o coracão batia com mais forca agora os sintomas esta passando,fiz exame de sangue mas ainda nao saiu o resultado estou preocupado, acho que fui contaminado pelo hiv!
O que o sr. me fala?
Agradeco pela resposta.

Sunday, January 6, 2002 at 22:40:42
pergunta: Dr. Victor Bezerra
Gostaria de saber quais as principais causas para o aparecimento de resistências aos antiretrovirais?Será acima de tudo o não cumprimento dos horários das tomas?
Obrigado
Joaquim Jorge

Tuesday, January 8, 2002 at 09:44:17
pergunta: Srs. Drs.
Gostaria de saber, em caso de cooinfecção simultanea de VIH/HCV, e atendendo ao facto de se estar numa fase precoce das duas infecções, qual deverá ser o primeiro tratamento a ser efectuado, sabendo de antemão que a HAART, prejudica o figado?

Wednesday, January 9, 2002 at 12:31:28
pergunta: Dr. Victor Bezerra
Qual o comportamento da carga viral antes da seroconversão?

Wednesday, January 9, 2002 at 12:22:14
pergunta: Sr. Dr. Victor Bezerra
Que doenças podem apresentar um quadro de sintomas inespecíficos semelhante á infecção por VIH?

Wednesday, January 9, 2002 at 18:00:28
pergunta: Sr. Dr. Victor Bezerra
Na sequência da resposta relativa ao comportamento da carga viral, gostaria de saber se a estabilização a que se refere é perfeitamente detectável em análises á carga viral, ainda que não sejam detectados anticorpos?Cargas virais indetectáveis antes da seroconversão são possíveis?Em que circunstâncias?

Wednesday, January 9, 2002 at 12:17:42
pergunta: Dra. Domitilia
Peço-lhe desculpa por voltar a esta questão, repetida por inúmeros utilizadores:
No caso de cooinfecção de VIH/VHC, percebi que embora seja muito raro a seroconversão do VIH PODERÁ tardar, mas o que eu queria saber é se essa mesma cooinfecção PODERÁ também tardar a seroconversão do HCV, que sabemos poderá chegar aos 6 meses, ou mais?
Obrigado
Joaquim Jorge

Wednesday, January 9, 2002 at 18:56:54
pergunta: Gostaria de perguntar se acha que ,mesmo com toda esta propaganda e campanhas em torno da Sida, existe uma consciência realda presença da sida e da sua amplitude e abrangência , nas sociedades humanas do séc.XIX ?
Se for possível , gostaria que a resposta me fosse enviada o quanto antes , pois trata-se de um trabalho de pesquisa que estou a realizar , e como deve calcular os prazos de entrega são curtos ! desde já agradeço a disponibilidade e o tempo .

Thursday, January 10, 2002 at 09:55:46
pergunta: Dra.Domitilia
Gostaria que me explicasse o que é o papiloma vírus e quais as formas de transmissão e sintomas?
Agradeço os esclarecimentos.

Friday, January 11, 2002 at 10:17:35
pergunta: Dr. Victor Bezerra
Agradeço-lhe os esclarecimentos, relativamente á questão da carga viral, pois 4,5 meses após uma situação de algum risco realizei, no mesmo dia, um teste Eliza e carga viral(método bDNA 3.0), e o resultado foi VIH1 inferior a 50 cópias e o Eliza negativo, posso de acordo com o que o dr. disse, ficar perfeitamente descansado, relativamente ao facto de não estar infectado, embora ao longo do tempo tenha apresentado sintomas semelhantes áqueles que descrevem como sendo os da fase aguda?

Tuesday, December 18, 2001 at 18:20:36
pergunta: olá! nao sou uma pessoa infectada nem tenho SIDA, mas há algum tempo tive de fazer um trabalho acerca desta, mas para mim significou muito mais do que isso, fiquei a saber de coisas que antes nunca imaginara...
Agora tenho uma vontade louca de ajudar, mas nao sei muito bem como, sei o quao é importante o apoio psicológico e é por isso que hoje ponho aqui esta questão. será que eu devo divulgar o meu e-mail e tentar falar e tentar ajudar as pessoas infectadas ou doentes? ou para elas este gesto poderá significar : depenência, pena... nao sei bem por isso peço que me oriente de forma a que eu possa ajudar quanto mais nao seja só para ouvir... muito obrigado pela atenção.
Sara

Thursday, December 20, 2001 at 04:29:33
pergunta: Gostaria de saber se em portugal os medicamentos anti-retrovirais são distribuidos pelo governo como no brasil? se não quanto custa em media??

Friday, December 14, 2001 at 01:19:43
pergunta: Gostaria de saber quais as probabilidades de transmissão do VIH através de uma vulgar "lap dance" onde a bailarina esta sentada em cima do cliente nua (e o cliente vestido)?
E se esta passar a mão na vagina e depois no cabelo e este entrar em contacto com os lábios?
Li também no site informações contraditórias. Num local dizia que o HIV morre em contacto com o ar em algumas horas e numa resposta dizia em apenas alguns minutos. Qual das duas informações esta correcta e é possivel fazer uma estimativa de quanto tempo estamos a falr (exº 5 mins ou 10 mins, etc.)?

Tuesday, January 15, 2002 at 19:14:37
pergunta: Onde posso fazer o teste para saber se estou contaminado com o virus HIV de uma forma anonima?

Wednesday, January 16, 2002 at 00:23:11
pergunta: Em primeiro lugar goataria de dar os parabens pelo vosso exlentete trabalho. No dia 5 de janeiro tive um contacto com uma prostituta, tanto no sexo oral e vaginal pedi de imediato que ela me colocasse o preservativo onde eu proprio o ajustei, quando acabamos a relaçao verifiquei que o preservativo estava intacto e que cobria o penis, ate aqui tudo bem, o problema e que eu nao paro de pensar no risco que corri, a minha pergunta e se houve algum risco de ser infectado nestas condiçoes e se devo realizar a analise, se aconselhar realizar analise quando visto que este assunto nao me sai da cabeça.
Obrigado

Wednesday, January 16, 2002 at 14:00:17
pergunta: Venho desde já felicitá-los pela quantidade de Informação que disponibilizam no site.
Há cerca de 6 anos coloquei-me em várias situações de risco. Agora que pretendo constituir família, fui fazer o teste ao HIV I e HIV II, de forma a saber se poderia ser mãe sem qualquer risco. Com grande medo e temor porque andei a evitá-lo a todo o custo. Recebi hoje o resultado e ele é negativo. Será possível que tenha HIV do teste dizer que é negativo?
Obrigada por toda atenção e desde já a minha solidariedade e compreensão para quem não teve a mesma sorte do que eu.

Thursday, January 17, 2002 at 15:22:00
pergunta: Em dezembro de 2000 recebi sexo oral sem utilizar portecção com uma prostituta. Não me lembro de ter tido sintomas que me fizessem pensar que estava infectado, apenas um pequeno alto na axila que não me doía. Desde agosto de 2001 que tenho tosse seca que não consigo curar com nada, em dezembro de 2001 tive duas vezes diarreia e desde a última vez que tive diarreia nunca mais me senti bem em termos gastrointestinais. Será que estou contaminado?

Thursday, January 17, 2002 at 17:16:23
pergunta: Dra. Domitilia
Gostaria de saber qual o tempo que devo esperar para saber se tenho Sifilis e, quais os sintomas desta doença?

Friday, January 18, 2002 at 18:59:34
pergunta: Ha mais ou menos uma semana e meia tive un contacto com uma prostituta, onde tudo correu bem (aparentemente) coloquei o peservativo e fizemos sexo oral e vaginal no fim da relação o peservativo estava intacto. O problema e que ha mais ou menos 3 dias tenho umas babas no peito que me fazem comichao e que depois de coçar desaparecem, no dia a seguir surgiu-me outra baba no braço onde depois de coçar desaparece (estas babas sao tipo uma picadela de mosquito).
A minha pergunta e se estes sao sintomas de infecçao, telefonei para a linha abraço que me garantiu que estes sintomas nada tem a ver com a infecçao.gostava tambem de saber se onde ha realmente perigo de transmição do virus e na uretra e na glande.Obrigado pelo vosso exlente trabalho

Thursday, January 17, 2002 at 10:08:59
pergunta: Srs. Dr. Victor Bezerra
Qual é a probabilidade de uma medição de carga viral, independentemente do método utilizado, ter um resultado que não é real ?

Thursday, January 10, 2002 at 12:21:15
pergunta: Srs. Drs.
Gostaria que me esclarecessem esta situação: caso uma empresa peça ao trabalhador para fazer análises de rotina, a entidade que faz essas análises pode omitir por ordem da empresa o teste ao VIH, realizando-o sem conhecimento prévio do trabalhador, com o intuito de saber se o trabalhador é portador da infecção?

Saturday, January 5, 2002 at 10:22:09
pergunta: Que aspecto tem a cândidiase oral na fase da seropositivação? Agradecido pela atenção

Monday, January 21, 2002 at 15:58:28
pergunta: já tinha deixado a questão no forum porque já não sei onde se pode esclarecer uma coisa destas.
passo a questão... É POSSIVEL UMA PESSOA COM HIV HÁ MAIS DE 4 ANOS,(com várias hepatites e com o citomegalovirus) PERMANECER COM UMA SAÚDE IMPECÁVEL E UM ASPECTO SAÚDAVEL? até porque para agravar esta pessoa faz os tratamentos com pouca frequencia e faz uma vida de noitadas com droga sexo e alcool a mistura( trata-se de um homem de 29 anos). PORQUE EXISTEM PESSOAS QUE SOFREM TANTO COM A SIDA E OUTRAS VIVEM ASSIM NORMALMENTE E AINDA SE DÃO AO LUXO DE BRINCAR COM A SAUDE?
o que também questiono é que esta pessoa talvez diga que está contaminada só para obter dinheiro da familia que tem pena dele???!!!!... PARA AGRAVAR TODO O QUADRO EXISTE mais uma questão que me preocupa, tem muitas namoradas (pois é relações públicas de uma discoteca importante em Lisboa) ele afirma que não precisa de se proteger porque ele já tem tudo o que há para apanhar por isso não corre perigo... e que portanto elas que se preocupem com essas coisa...
será que os m´dicos não podem assustar estas pessoas sem escrupulos dizendo-lhe sei lá, que podem apanhar infecções que junto com a sida podem ser fatais... não sei mas que se pode fazer para parar um foco de contaminação como este?

Wednesday, January 23, 2002 at 14:28:22
pergunta: Sr. Dr. Victor
A pergunta já foi respondida, ao longo de diversas respostas que li, mas gostaria de confirmar se um Eliza aos 8 meses após uma situação de risco, com um resultado negativo, não poderá de forma alguma ser um falso negativo?
Tenho em conta o facto de ter apresentado sintomas semelhantes áqueles que se desenvolvem durante a primoinfecção.
Cumprimentos João

Wednesday, January 23, 2002 at 12:55:26
pergunta: Carissima Doutora
PEla sua resposta À Joana em "Monday, November 5, 2001 at 14:33:29" Obrigado.
Com efeito, e entendendo que não se queira croar demasiadas expectativas, é muito bom e confortante ler uma rsposta como a Senhora Doutora deu: São algumas expectativas que nos vão mantendo de pé! Sou seropositivo, soube-o em Finais de Agosto, tenho a carga viral pelos 5000 e as CD4 a 300, o meu médico optou, com a minha inteira confiança, por não iniciar para ja qualquer tratamento, até porque não tenho qualquer manifestação. À desgraça confesso que reagi com alguma serenidade e sobretudo confiança, mantendo-me bem de saúde, só me lembro do que tenho quando tenho de tomar medidas para protecção dos outros e quando tenho consultas. À expectativa de soluções obviamente que reajo com cautela mas com muita esperança. Sei que sou um caso raro que facilmente aceitou a doença e aprendeu a respeitá-la. Mas sobretudo por ter um companheiro,não infectado, ao meu lado que me apoiou, deu coragem e que me deu, alem de muito amor, uma enorme força. Obrigado Doutora por me ter dado a mim e a todos

Sunday, January 20, 2002 at 12:26:02
pergunta: Para começar,começo por felicita-los pelo excelente trabalho que realizam neste site. A minha pergunta e a seguinte,pratiquei sexo oral com uma prostituta e usei preservativo.Depois disso entrei num estado depressivo complicado devido talvez ao sentimento de culpa e ao risco de ter contraido o virus da sida.Fiz um 1º teste as 4 semanas e voltei a repetir ao fim de 3 meses.O resultado foi negativo.No centro do restelo disseram-me para nao me preocupar pois o resultado era definitivo.Nessa altura descansei,mas agora estao a surgir-me mais duvidas.Qual a sua opiniao para este caso?

Thursday, January 24, 2002 at 12:09:30
pergunta: Dr. Victor Bezerra
Li num site de notícias (iol), que estão a ser testadas em todo o Mundo e concretamente, estão a ser utilizadas 100 cobaias humanas em Portugal, através da utilização da Interluquina(IL-2), que poderá erradicar totalmente o VIH do organismo. Resultados mais concretos poderão surgir 2006 daqui a 4 ou 5 anos. Qual a opinião do Dr. sobre este assunto?

Tuesday, January 8, 2002 at 21:57:35
pergunta: há 10 anos tive uma relação com uma prostituta e o preservativo rasgou durante o acto. a partir daí até agora a temperatura da minha pele é sempre muito alta e com os músculos sempre a tremerem em todo o corpo, sempre me constipo de quando em vez sinto dores de cabeça forte. tb muitas vezes a partir daí, mal estar,dores no lado direito do peito e até tosse (que parou á 5 meses), diarreia de quando em vez ( cerca de 2x por mês).tenho medo de fazer o teste de hiv, e desconconfio de ser seropositivo. No entanto já fui várias vezes e a médicos diferentes mandam-me fazer outros testes e após os resultados dizem-me que posso levar a minha vida normal mas ainda continuo duvidoso. Mandaram-me fazer o Raio X e o resultado foi: ritmo cardíaco normal, não alterações pneumopulmonares. Fizeram-me uma análise de sangue e baseando nos resultados (*)que a seguir faço menção o médico disse que não há probabilidade de eu estar infectado com o hiv. baseando em tudo isso quál o seu comentário
Hemoglobina..... 15.0 g/dl Glóbulos brancos 4.2 x 10/mm3
VSG............. 8 mm Neutrófilos 33 porcento
Eosinófilos 1 porcento
Basófilos 0 porcento
Linfócitos 65 porcento; Monócitos 1 porcento Glicémia........ 83 mg/dl Colesterol total 139 mg/dl Ureia........... 38 mg/dl GOT 41 UI/ml GPT 17I/I Urina Densidade... 1030 Urina - pH 6.0 Glicosuria........ NEG Albuminúria NEG
Sto Células....... 0-4 / campo
Sto Leucócitos ....1-2 /campo
Ex. parasit. fezes ........ se observam quistes de Entamoeba histolytica.
agradeço a resposta urgente. obrigadíssima

on Tuesday, January 22, 2002 at 21:35:06
pergunta: Tive relações sexuais e fiz sexo oral com um rapaz que não sei se tem sida, no final do mes de Novembro. O meu estado de ansiedade é enorme. Preciso de efectuar teste(s) que me indique(m) com certeza se estou ou não contaminada, o mais brevemente possível. Que teste(s) me aconselha e onde os devo fazer? Sei que existem os seguintes testes: a pesquisa de anticorpos anti-HIV 1/2, o Ag p24, e a pesquisa de RNA viral. Qual ou quais destes devo comecar por fazer e onde, por forma a ter certezas com a maior rapidez?
Vivo na Madeira mas pretendo fazer os testes em Lisboa

Friday, January 18, 2002 at 22:14:13
pergunta: Relativamente a leucoencefalopatia multifocal progressiva, é possível travar esta doença? É sempre mortal? Como termina habitualmente o doente atingido?.

Thursday, January 24, 2002 at 14:18:16
pergunta: Srs Drs
Gostaria de saber se a sifilis é transmitida por contactos sexuais protegidos, ao contrário do VIH?A sifilis é mais contagiosa do que o VIH?Tem de existir obrigatóriamente troca de fluídos?
Obrigado pelos esclarecimentos

Thursday, January 24, 2002 at 14:14:47
pergunta: Srs Drs
Sei que este site é essencialmente para o VIH, mas eu gostaria de saber se o tratamento da sifilis é fácil e caso não seja feito nenhum tratamento a pessoa morre, ou não existem problemas de maior?

Thursday, January 24, 2002 at 12:14:41
pergunta: Dra. Domitilia
Se existirem sintomas suspeitos de HIV e se estes persistirem por vários meses e se a pessoa fizer o teste e nada acusar(aos três e seis meses), mesmo que os sintomas persistam, certamente a origem do problema poderá ser outra?Não faz sentido ter sintomas e estes naõ serem comprovados pelos testes Eliza?

Saturday, January 26, 2002 at 04:07:26
pergunta: Sem anticorpos?
SRs. Doutores :Sou brasileiro e vivo em meu país,e tenho uma duvida a tirar nesse excelente site portugues.
Tive uma relação de risco com uma mulher desconhecida,onde ouve o rompimento do preservativo,após isso apresentei varios sintomas durante 3 meses: fadiga,febre,formigamento(ardencia) em algumas partes do corpo,diarréia,suores em excesso,emagrecimento e muitas erupções com comichão nas costas, além de dor de garganta e uma dor de cabeça de um dia.Todos esses sintomas foram acontecendo,um após outro,a contar de 4 dias até pouco mais de 3 meses da relação.Pois bem, realizei exames ELISA depois de 45 dias, 90 dias e agora depois de pouco mais de 10 meses,todos com resultado negativo.Pergunto eu: fui contaminado e ainda não apresento anticorpos? devo realizar novos exames? Muitissimo obrigado.
André
Brasil

Saturday, January 26, 2002 at 16:08:36
pergunta: Dr.Victor Bezerra
Será que não há problema de tomar os medicamentos com espaços temporais diferentes? Isto é, tomar determinado medicamento às refeições. O pequeno almoço às 9h, o almoço às 13h e o jantar às 20h. O espaço entre a toma do medicamento é diferente (4h, 7h e 13h). Este factor não reduz o efeito do medicamento?
Obrigado

Tuesday, January 8, 2002 at 22:47:01
pergunta: existe alguma legislação compilada referente aos portadores de hiv/sida?

Friday, January 25, 2002 at 23:15:34
pergunta: Um alicate de unhas que contenha HIV pode ser desinfetado com álcool , ou seja , se antes de usar um alicate esse mesmo for limpado com álcool existe ainda uma possibilidadede de eu ser contaminada se for ferida com esse instrumento mesmo que não haja mais sangue visível no instrumento?

Tuesday, January 22, 2002 at 21:36:55
pergunta: Gostava de saber qual é a situação de cabo verde em termos de taxa de incidência de sida.

Wednesday, January 23, 2002 at 21:59:34
pergunta: os meus parabens pelo trabalho aqui desenvolvido, com vista a uma informção mais generalizada desta doença terrivel.
Á pouco fui tive relações sexuais e acontece que o peservativo rompeu ( ridiculo , uma vez que nunca me passou pela cabeça isso ser possivel, pelo menos deveria estar escrito nas instruções da caixa que poderia haver a hipotese de romper ).Como devem calcular fiquei apovorado e com medo, passado 24 horas fui fazer uma analise ao sangue e como é logico deu resultado negativo.
A minha pergunta é se esta analise tem alguma validade? Isto tudo aconteceu em Cuba e por falta de informação minha não perguntei ao medico, que se havia apenas 24 horas aquele exame não teria qualquer validade. Desde já deixo aqui o meu obrigado pela vossa rapida atenção.

Wednesday, January 30, 2002 at 22:29:20
pergunta: Dr. Victor Bezerra
Que precauções a ter face ao surto de gripe propalado pela comunicação social? Como prevenir? Como reagir a sinais de gripe? Que sinais suscitam maior atenção? Que implicações na carga viral e cd4?
Obrigado pela disponibilidade

Wednesday, January 30, 2002 at 14:17:49
pergunta: Dra. Domitilia
Gostava de saber se a toxoplasmose é facilmente transmissível e se uma pessoa que não seja portadora de vih poderá contrair com facilidade esta infecção?
Obrigado e felicidades para o trabalho dos srs. drs.

Friday, January 25, 2002 at 12:44:38
pergunta: BOM DIA,
EXMO.SR. GOSTARIA QUE TIRASSEM UM DUVIDA... FIZ UM TESTE ELISA CERCA DE 30 DIAS APOS UMA RELAÇÃO SEM PRESERVATIVO COM A MINHA NAMORADA ACTUAL O RESULTADO FOI NEGATIVO, APÓS 4 MESES VOLTEI A FAZER O MESMO TESTE ASSIM COMO A MINHA NAMORADA E AMBOS OS TESTE DERAM NEGATIVO, SERÁ QUE POSSO ESTAR DESCANSADO OU TEREI DE VOLTAR A FAZER O TESTE AOS 6 MESES AFIM DE TER CERTEZAS OU ESTE TESTE DOS 4 MESES JÁ SE PODE CONSIDERAR CERTO.
ATENTAMENTE

Friday, February 1, 2002 at 23:34:48
pergunta: Dr Victor Bezerra
Para um paciente com múltiplas lesões do SNC, ou com uma possível leucoencefalopatia multifocal progressiva, quais os critérios de opção entre os medicamentos: zidovudina, zeritavir e cidofovir?
Será que o cidofovir é mais eficiente do que a zidovudina? Ou o zeritavir não terá um efeito mais rápido que a zidovudina em pacientes que revelam dificuldades motoras e de equilibrio?
Peço desculpa pela minha curiosidade.
Obrigado

Friday, February 1, 2002 at 22:15:30
pergunta: Dr Victor Bezerra
Nas respostas que me tem dado a propósito de vários assuntos salienta a necessidade/conveniência da vacina antipenumocócica (no meu caso particular tenho carga viral <50 e cd4 285). Contudo a minha médica assistente não está de acordo, achando inopurtuno e um risco, pois as vacinas contém o virus respectivo 'adormecido' o que pode ser um risco. Nesta altura ainda é oportuno vacinar-me? O que devo fazer? Uma vez que estou decidido a tomar a vacina (gripe e antipneumocócica, elas são vendidas sem receita médica?
Obrigado pela disponibilidade.

pergunta: Moro no interior do Brasil e meu único modo de obter informações é através da internet. Este website é um dos que mais tem me orientado nos últimos tempos. Minha questão é a seguinte:
Tive um contato sexual sem proteção com um rapaz que logo depois descobriu estar infectado.
Nosso contato resumiu-se a sexo oral sem ejaculação (coloquei o pênis dele na boca, mas sequer afastei o prepúcio) e sexo oral no ânus (quando percebi que ele não possuía nehum corte ou ferimento). Três semanas após este contato, fiz o teste "anti hiv 1 e 2/p24" e este resultou negativo. Sei que devo tornar a fazer o teste em três meses, mas gostaria de saber se este resultado já não é algum indicativo?

pergunta: Dra. Ricardo Camacho
Gostaria de saber se o teste de detecção do anticorpo anti-HCV é tão evoluído como os testes de detecção anti-VIH.A hepatite C é facilmente curável?Quanto tempo dura o tratamento normalmente?

pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Sei que é uma pergunta difícil de responder com precisão, mas segundo se diz em média um seropositivo pode viver sem sintomas cerca de 8/10 anos ou mais, sem tomar qualquer medicação. Pergunto com a introdução dos antiretrovirais, quanto tempo é possível viver com qualidade de vida?Penso que é importante saber isto pois se o período de tempo for idêntico então para quê tomar medicação?

pergunta: Srs. Drs.
Gostava de saber qual o melhor método para a medição das cargas virais ao longo do controle da doença?Deverá ser feita sempre pelo mesmo método ou os resultados são idênticos independentemente do método em questão?

pergunta: Dr. Ricardo
Numa fase de infecção aguda, a queda dos linfócitos costuma ser frequente ou é rara?(tive análises que acusavam uma queda dos linfócitos para 12%).
Desejo-lhe um bom ano de 2002.
Ana Tavares

Monday, January 7, 2002 at 14:11:00
pergunta: Exmos(as). Senhores(as),
Desde já quero felicitalos pelo excelente trabalho que ños estão a proporcionar.
Há algum tempo atàs coloquei um problema em relação ao CRA da lapa em relação ao tempo de detecção do HIV, já que me tinha dito que o teste se tornaria positivo entre 22-29 dias e no Cra da lapa me tinha dito que só ao fim de 3 meses ... graças a deus que o caso já está resolvido já que o problema residia exactamente no CRA que estava a fazer testes da 3ª geração o que há muito pouco tempo deixou de fazer e já realiza testes Elisa da 4ª gerãção e que tambem já nos deixa a espectativa de que o HIV se torna detectavel entre 22-29 dias após relação de risco. Posso confirmar isto já que estive lá a cerca de 2 dias afim de receber o meu resultado que fiz após 4 meses de inicio de uma nova relação com uma nova namorada.
A minha pergunta é a seguinte:
Fiz o teste após 4 meses e o resultado foi negativo a minha namorada também fez o teste no mesmo dia que eu só que ainda não teve tempo de ir verificar os resultados, se o teste dela for negatigo, isto á partida quererá dizer que ambos não estamos infectados ou teremos de voltar a fazer o teste ao fim de 6 meses? Desde já agradeco a vossa atenção

Thursday, December 27, 2001 at 12:11:52
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
É possível apresentar uma carga viral indetectável antes de se desencadear a seroconversão?
Muito Obrigado

Friday, February 1, 2002 at 11:26:25
pergunta: No passado dia 28 de janeiro tive relações sexuais c/ um travesti (prostituta) onde me foi feito sexo oral sem preservativo. Será que tenho fortes possibilidades de ter contraído o HIV?
Aconselham-me a fazer os testes? Estou bastante preocupado, até porque mantenho relações s/ preservativo c/ uma namorada de longo prazo.

Sunday, February 3, 2002 at 05:04:55
pergunta: Ex.mo Sr. Dr.
Torna-se difícil conseguir encontrar nas respostas já dadas, aquela que me esclareça, pois creio que já foi perguntado *.
Agradecia também, pela sua experiência saber a sua opinião, alem daquela que irei também perguntar aos meus médicos assistentes, sem querer no entanto ajuizar formas eventualmente divergentes, se é que as há, sobre o aspecto fisionómico de um indivíduo VIH+ desde 1995.
Falo da minha pessoa , sou o AM no site, sou seguido em Setúbal, estou a 2 meses do fim de um protocolo para avaliar o novo tratamento para a Hepatite C em indivíduos co-infectados HCV e VIH+ fazendo as duas terapias.
Entretanto a minha fisionomia alterou-se , apresentando sinais evidentes de magreza, sabendo eu que são normais em indivíduos VIH+.
A pergunta é esta : será um aspecto visual a que eu me terei que habituar futuramente, ou não é mais que uma fase transitória de tanta medicação? Sabe por experiência , de VIH+ que recuperassem a sua imagem?
Pergunto isto porque, num artigo do Diário de Noticias (*e penso que foi no DN que li), um dos recursos para os VIH+ seria um tratamento por especialista em cirurgia plástica, que não sei qual, de forma a recuperar o aspecto lasso da pele do rosto.
Agradeço desde já qualquer esclarecimento, como também a sua forma airosa ao emendar o termo "cobaias humanas", a uma pergunta a si colocada em 24 de Janeiro/2002 por outra pessoa, pois embora sendo VIH+, a dignidade da classe médica é irrefutável.
AM

Monday, February 4, 2002 at 11:30:51
pergunta: Dr. Victor Bezerra
Diga-me pois estou muito preocupada se a queda dos linfócitos, feitas numas análises de rotina poderão indicar infecção por HIV?Os linfócitos cairam de 31% para 12% e depois noutras análises feitas dois meses depois já estavam em 34%. Este hemograma mostra uma variação normal ou isto não é muito habitual?Notei também uma subida acentuada dos neucrófilos e dos leucócitos, quando a queda dos linfócitos se verificou. Após isto repeti os testes ao VIH, que já tinha feito dois meses antes e verifiquei que o resultado foi negativo.Afinal o que é que se passa, falaram-me que existem outras doenças como a mononucleose e gostaria que o dr. me referisse como é que se manifesta esta doença a nível hematológico.
Obrigado Ana Tavares.

Wednesday, January 30, 2002 at 10:19:18
pergunta: Dr. Victor Bezerra
Os testes feitos á urina ou á saliva são mais eficazes do que aqueles que são feitos ao sangue?Gostaria de saber se isto é verdade e se o vírus pode ser detectado em determinados fluídos enquanto noutros ainda não é possível?O período janela não varia se o teste for feito a qualquer um dos fluídos?
Agradeço a explicação.

Respected Sir,
my query is related to the following doubts:
a) I had a sexual exposure in Thailand. The prevalent sub-type there is E. Date Jan 23 2001.
b) three weeks after the exposure i hade acute viral syndrome, involving fever, muscle ache, joint pain, rashes on the trunk, loose motions, nausea, itching, loss of appetite, persistent coughing.
c)This lasted more than 10 days.
d)I took a capillus test at the end of three months.It was negative. date april 30 2001.
e) Last week I lost 4 kgs in one week and i am still feeling exhausted all the time. jan 27 2002 (more than one year).
f)I took the following tests on jan 31 2002(well past one year from the date of exposure.) capillus elisa (for hiv 1 and hiv2) both turned out to be negative.
The tests were done with people's health organisation Dr.I.S.Gillada and again repeated with RANBAXY LABS on Feb 1 2001. These are the best reources available in india. The results again negative. The elisa for hcv and HBsAG also turned out to be negative.
I have the following doubts :-
a) aren't the tests geraed upto detect hiv sub-type E.
My doctors say yes they are, then why did I get those acute symptoms and still persist to get it?
b) is it possible that the kind of food i had gave a negative.
c)is it possible for the immune system to die out within a year, resulting in no anti-bodies?
d)is it possible that i am infected with a certain strand that can't be detected with the normal tests that i have mentioned taht we do in India. Will I have to go to Thailand to be tested in order to be 100% sure.
I heard the window peeriod is normally three months, how come i am testing negative after one year, and why did i get those symptoms that i never had in 24 years of my life.
In short , am I positive or negative.
i will be ever grateful if you can adress the above doubts and also suggest future course of action.
Thanking you in anticipation
Manoj

Wednesday, February 6, 2002 at 13:39:11
pergunta: Tive relações com uma prostituta mas utilizando sempre preservativo. Qual o risco de eventualmente poder ficar infectado?

Tuesday, February 5, 2002 at 23:02:41
pergunta: Olá Dr.
Quero colocar esta pergunta para ver se tiro algumas dúvidas do meu pensamento...
Sou um comissario de bordo e como tal faço voos para destinos de férias e normalmente fico vários dias em cada sitio... claro q sendo a tripulação de faixa etária jovem, gostamos todos de experimentar coisas novas e por vezes em paises q teem altas taxas de sida como e o caso do Brasil... Ora é costume na aviação ir-se a bares de striptease e num desses bares acabámos por ter relaçoes com as strippers q sao tambem prostitutas... o meu problema é que no meu caso utilizei o preservativo mas aconteceu-me uma coisa q nunca me tinha acontecido, ou seja, depois da ejaculação, o pénis continuou erecto e eu continuei, até pq nunca me tinha acontecido isso... qd acabámos, verifiquei q o preservativo estava "borrado" não sei bem se da parte de fora se da parte de dentro, eu calculo q fosse da fricção do pénis com o esperma q tenha "esborratado" mas nao tenho a certeza... o meu medo e q o fluido vaginal dela tenha entrado no preservativo (é possivel?), tal foi a intensidade do acto, e q talvez o es
Abraços
Nelson Miguel

Saturday, February 2, 2002 at 18:48:33
pergunta: introduzi um dedo numa vagina duma mulher num encontro casual efectuando também sexo oral e vaginal com preservativo e reparei que tinha uma pequena ferida no dedo de 3mm e presumo sem derrame de sangue. Qual a probabilidade de infecção caso ela esteja infectada?

Tuesday, February 5, 2002 at 17:07:58
pergunta: Dr. Victor
Num artigo recente li que não tem problema começar a HAART um pouco mais tarde do que até aqui era defendido, concretamente quando os CD4 estiverem em 350. Qual a sua opinião?Com os seus doentes vai passar a utilizar esta prática?
Agradeço o comentário

Tuesday, February 5, 2002 at 17:19:59
pergunta: Dra. Domitilia
A vacina da Malária tem algum inconveniente para uma pessoa com VIH?Gostaria de saber se a vacina da hepatite A, poderá ser tomada independentemente de ter a vacina para a hepatite B?

Tuesday, February 5, 2002 at 16:38:19
pergunta: A pregunta que eu tenho para fazer já a fiz à umas semanas mas não percebi a resposta por isso peço que me voltem a responder já que tenho andado quase paranóico com a ideia de estar infectado.
Em setembro de 2000 uma rapariga fez-me sexo oral desprotegido, não sei se estava infectada ou não com o vírus HIV já que foi uma relação de uma só noite. Não me lembro de ter algum sintoma para alem de um inchaço numa das axilas.
Desde de Agosto de 2001 que tenho tosse, umas vezes seca outras vezes com expectoração que não consigo curar com nada, para além disso em Dezembro de 2001 tive diarreia durante uma semana e desde então continuo com problemas intestinais (flatulência). Também sinto bastantes tonturas praticamente todos os dias. Será que estou infectado? Já agora posso fazer o teste num laboratorio de análises clinicas sem ter uma credencial do meu médico de famiolia e quanto custa o teste?
Obrigado
Luís

Thursday, February 7, 2002 at 23:39:27
pergunta: Caro Dr. Vitor Bezerra
Agradeço imenso a resposta que me forneceu, mas aqui no site a minha pergunta estava incompleta e não sei se leu todos os detalhes... aqui vai o resto da pergunta... o preservativo nao se rompeu mas tenho receio... isto ja se passou há 4 meses e de há um mes para ca tenho tido uns sintomas q me teem posto com muito medo... de vez em quando tenho leve dor de cabeça, mas depois passa, e os 2 sintomas q me preocupam mais é q de há uns tempos para cá dão-me umas pontadas de dor no testiculo direito e quando durmo, por vezes quando me viro sinto uma sensação de mau estar nesse testiculo direito, as pontadas teem vindo a desaparecer, mas de vez em quando dói-me (do que será?), o outro sintoma é a diarreia, eu não tenho feito o q é chamado de diarreia liquida, mas noto q as minhas fezes não são tão sólidas como eram, nem os meus hábitos gastrointestinais estão o habitual e preocupam-me imenso... só passados 3-4 meses é q estou a notar estes sintomas, o q eu queria saber é se estes sintomas podem indicar infecção tendo em conta q utilizei o preservativo
Abraços

Thursday, February 7, 2002 at 22:49:34
pergunta: Apareceram-me umas borbulhas tipo acne e algumas manchas viláceas na zona das virilhas. Fiz análises e em PCR obtive um valor de 6.2. Algum destes factos podera indiciar uma infecção agudo pr VIH. Agradecia a urgencia da resposta

Friday, February 8, 2002 at 05:16:56
pergunta: A evolução de uma Malária pode ser avaliada por estudo de células sanguíneas através de Citometria de Fluxo ?

Wednesday, January 30, 2002 at 22:14:40
pergunta: Olá Drs. Kero colocar esta pergunta para ver se tiro algumas dúvidas do meu pensamento... Sou um comissario de bordo de uma companhia charter e como tal faço voos para destinos de férias e normalmente fico uma semana em cada sitio... claro q sendo a tripulação nova, gostamos todos de experimentar coisas novas e por vezes em paises q teem altas taxas de sida como e o caso do Brasil... Ora é costume na aviação ir-se a bares de striptease e num desses bares acabámos por ter relaçoes com as strippers q sao tambem prostitutas... o meu problema é que no meu caso utilizei o preservativo mas aconteceu-me uma coisa q nunca me tinha acontecido, ou seja, depois da ejaculação, o pénis continuou erecto e eu continuei, até pq nunca me tinha acontecido isso... qd acabámos, verifiquei q o preservativo estava "borrado" não sei bem se da parte de fora se da parte de dentro, eu calculo q fosse da fricção do pénis com o esperma q tenha "esborratado" mas nao tenho a certeza... o meu medo e q o fluido vaginal dela tenha entrado no preservativo, tal foi a intensidade do acto, e q talvez o esborrata
Abraços
Nelson Miguel

Tuesday, February 12, 2002 at 19:56:06
pergunta: Quais as causas que podem levar um paciente a ter lesões no cerebelo se não for seropositivo?
Um abraço

Monday, February 11, 2002 at 05:07:35
pergunta: Relação sexual sem penetração.
Ola, doutor, ando muito preocupado ultimamente devido a uma encontro sexual casual que tive há 5 minutos. Eu estava na praia quando conheci um garoto. Estávamos nadando, e de repente ele colocou e friccionou a cabeça de seu pênis contra o meu ânus, assim permanecendo por 5 minutos. Não houve penetrção( exceto uma pequena parte de sua glande), nem ejaculação. Talvez eu tenha sido exposto ao líquido pré-seminal, eu não notei nada, pois é difícil de detectar secreções quando se está nadando.
Gostaria de saber se há riscos de q eu esteja contaminado. ando muito preocupado e ansioso, o senhor me faria um imenso favor em responder esta pergunta!! Desde já, muito obrigado!

Sunday, January 13, 2002 at 23:59:24
pergunta: Recentemente fiz uma tatuagem, e não observei o uso de agulha descartável. Sei que fui a primeira pessoa a ser tatuada naquele dia e que já passavam de 5:00pm e que os aparelhos inclusive a agulha, sairam de um esterilizador.
Quais as reais chances de eu estar contaminada se o esterilizador estivesse ligado ou se estivesse desligado?

Sunday, February 3, 2002 at 03:48:36
pergunta: Tendo feito analises normais ao sangue e apos o registo de 6,2 no PCR (sendo o intervalo de ref 1-5)´devo preocupar-me sobre se este valor (ainda que nao prove) INDICIAR uma infecção por VIH. Houve um comportamento de risco cerca de 5 semanas anteriormente ao teste.
O aparecimento de borbulhos tipo acne na regiao em redor da pubis podera ser consequencia tb da infecçao vih? Agradecia contudo a brevidade da resposta

Wednesday, February 6, 2002 at 14:10:47
pergunta: Ter candidiase oral implica estar infectado pelo vírus HIV? Se sim quando é que esta infecção costuma acontecer, quando o corpo já se encontra bastante fragilizado? Se não que outras doenças podem provocar a candidiase oral?

Tuesday, February 12, 2002 at 21:03:09
pergunta: Depois de se fazer um rastreio sobre o HIV. o resultado do teste ser negativo, é necessário fazer um novo rastreio mesmo sem o individuo possuir comportamentos de risco?

Friday, January 18, 2002 at 22:07:08
pergunta: Tive um comportamento de risco à 8 meses atras. Fiz um exame passado uma semana depois do sucedido que deu negativo.
Posteriormente, uma vez que a minha medica disse que era necessario pelo menos 6 meses, o que depois me veio a dizer que eram 3 meses e depois voltava-se a fazer passados 9 meses, eu voltei a fazer o teste nos tres meses seguintes, que deu negativo,e fiz passado 7 meses a contar do sucedido, que tambem deu negativo.
Sera que tenho que voltar a fazer novos testes para ter a certeza que nao fui contaminado?
Aqueles nao chegam?
Os testes qeu se fazem nas clinicas remetidos atraves da CAIXA sao os chamados testes elisa de 4ª geração?

Saturday, February 16, 2002 at 21:32:09
pergunta: onde é que eu posso fazer analises sem credencial, rapidas e gratuitas ao virus da sida?

1Friday, December 14, 2001 at 21:43:33
pergunta: como posso saber se tenho ou nao sida??
onde posso ir fazer os teste??
quanto é que sao esses testes??

Wednesday, January 9, 2002 at 12:02:53
pergunta: Sr. Dr. Machado Caetano
Li que a escolha de um médico responsável por mais doentes com VIH, facilita e ajuda bastante e melhora substancialmente o prognóstico da doença, pois está ao corrente dos conhecimentos que vão surgindo a este nível.
Gostaria de saber como é que os médicos que tratam estes doentes são informados das "novidades" científicas ao nível do VIH?O Ministério da Saúde distribui informação actualizada?
A actualização informativa é da livre iniciativa dos médicos?Quem é que organiza os congressos e colóquios relacionados com esta questão?
Existem certamente revistas e publicações sobre esta problemática,quais são?Como posso ter acesso a elas?Os nossos médicos têm acesso a elas com frequência?

Wednesday, February 13, 2002 at 10:10:30
pergunta: Sra. Dra.
Em que consiste a linfadenopatia inguinal?
Disseram-me que é um dos primeiros sinais de infecção por via sexual?

Wednesday, February 13, 2002 at 10:27:24
pergunta: Sra. Dra.
Fiz testes para o anti-corpo para a hepatite C, fiz o RIBA e fiz o RNA(paguei 22.500$00). O resultado foi: Conclusão negativo, penso que se referem a todos estes testes em conjunto. Pelo que li a Dra. disse que caso a hepatite C seja negativa, 6 meses após o potencial contacto de risco e caso o teste Eliza seja também negativo aos 6 meses então é excusado fazer o teste um ano após o contacto de risco.
Obrigado Marina.

Tuesday, February 19, 2002 at 09:55:45
pergunta: Dr. Victor Bezerra
Gostaria de saber se existe alguma pré- condição para fazer o teste ao VIH?Se é necessário estar em jejum, ou não qualquer outra doença, ou a determinadas horas do dia etc?
Obrigado e boa sorte para os vossos trabalhos.

Monday, February 18, 2002 at 11:10:19
pergunta: Sra. Dra.
Gostaria de saber qual a relação entre CD4 e CD8, numa pessoa normal, sem a infecção por VIH?E com a infecção?

Sunday, February 17, 2002 at 22:18:51
pergunta: Estamos a pemsar em ter filhos e precisamos de tirar algumas dúvidas. O meu marido é seropositivo hà sete anos e está a fazer tratamento, eu sou seropositiva hà um ano e ainda não iniciei tratamento porque o meu sistema imunitário está óptimo.
Acha que uma vez que estou saudável esta será uma boa altura para engravidar?
Qual o melhor método para o nosso caso?
Sei que é aconselhável fazer cesariana e não amamentar mas poderei fazer mais alguma coisa para garantir que a criança nasça seronegativa?
O meu marido está a ser acompanhado pelo Hospital de S. João no Porto. Com quem poderemos falar sobre a melhor solução para o nosso caso?
Obrigada e até breve.
Carla e Paulo

Wednesday, February 13, 2002 at 00:48:41
pergunta: qual a probabilidade de uma pessoa, em uma unica penetracao vaginal, com o penis sem estar totalmente ereto, sem ejacular, sem absorver quase nenhuma secrecao vaginal, e sem ter nenhum ferimento visivel no penis, ser infectado com o virus HIV?

Tuesday, February 19, 2002 at 17:11:36
pergunta: Sr. Dr.Victor Bezerra
A minha pergunta é a seguinte :
Estou vacinado para a vacina da hepatite B, desde 1997. Gostava de tomar a vacina da hepatite A e como actualmente existe uma vacina simultaneamente para a A e a B e uma vez que fiz análises e ainda tenho imunidade por 1 ou 2 anos para a hepatite B, existe algum problema se tomar esta vacina (A + B)?
Já agora gostaria de saber se qualquer pessoa pode tomar a vacina para a pneumonia?
Obrigado pelo esclarecimento

Wednesday, February 20, 2002 at 11:50:13
pergunta: Sr. Dr. Victor Bezerra
Gostaria que me ajudasse no seguinte:
Há cerca de nove meses, numa estúpida despedida de solteiro de um amigo, tive relações sexuais(protegidas), com uma prostituta Nigeriana no Intendente. Por aquilo que me apercebi ela possivelmente estava infectada com o VIH. A relação foi feita com dois preservativos, um colocado por ela e outro por mim pois tinha a noção que o risco podia ser grande e que os preservativos que elas usam podem não estar em condições.
Não existiram preliminares sem protecção, só que no final ela (com o pénis já fora da vagina)puxou-me os preservativos mas tenho quase a certeza absoluta que não houve toque nenhum da minha uretra com o liquido vaginal dela. Lembro-me de ficar assustado mas depois refleti e vi que de facto o risco é quase nulo(verifiquei também que os preservativos não estavam rebentados). Posteriormente 15 dias após esta situação, tive um leve síndrome febril, e posteriormente desenvolvi um rash cutâneo relativamente intenso e uma diarreia que vai e vem desde há 7 ou 8 meses para cá, umas vezes com mais, outras com menos intensidade.Outro sintoma que notei é uma espécie de constipação e cansaço que não me larga de quando em quando. Desenvolvi em Agosto molusco contagioso e apareceram-me algumas borbulhas, em algumas partes do corpo e manchas avermelhadas. Outros pequenos sintomas foram sentidos, como calores e alguns suores e pequenos ganglios. Enfim ...ao longo de todo este tempo fiz inúmeros testes Eliza(8 ou 9) todos os meses cujo resultado foi negativo (nos centros de rastreio anónimo) e inclusivamente fiz uma carga viral indetectável.Se não tenho VIH o que é que tenho Dr.?
Muito Obrigado por tudo.

Wednesday, February 20, 2002 at 16:21:48
pergunta: Olá,
Estou numa situação de risco, e receio ter contraido o virus, pois há quase um ano que tenho relações com um parceiro, que recentemente descobriu que era seropositivo. Embora a maior parte das vezes tenha usado protecção, o facto é que por duas vezes não o fizemos, para além disso praticamos sexo oral, sem alguma protecção. Já agora se me podessem esclarecer a diferença entre o HIV1 e HIV2. Vou proceder à realização das análises necessárias, no entanto agradecia que me fornecessem alguma orientação!
Obrigado
JC

Friday, February 22, 2002 at 03:01:14
pergunta: 1.Ha cerca de 5 anos que descbri que sou seropositivo,e ha 4 anos que nao me aparece o ciclo menstrual, que consequencias drasticas devo esperar disso? O que fazer?
2. O meu marido tem um filho com outra mulher,a crianca tem 6 meses mas aparenta saudavel,havera alguma possibilidade de a crianca nao se seropositivo?
3.Sera verdade que homens que fizeram circunzicao dificilmente contraem o virus HIV mesmo depois de por exemplo 3 relacoes sexuais sem preservativo?

Friday, February 22, 2002 at 10:04:24
pergunta: Sr. Dr.
Gostaria de saber quais os primeiros sintomas de Sarcoma de Komposi e se esta infecção simultaneamente com a infecção de molusco contagioso podem aparecer na fase da primoinfecção, ou se aparecem mais tarde?
Obrigado

Sunday, February 24, 2002 at 07:07:46
pergunta: Após uma infecção pelo HIV, qual o tempo minimo em que o teste de pesquisa de Ac anti HIV pode ser positivo?
E para o teste da pesquisa do Ag HIV por PCR?

Sunday, February 24, 2002 at 07:14:30
pergunta: Relativamente a uma doente sexo F, 23 A, reaça negra, em tratamento com AZT+Lamivudine, apresentando permanente náuseas após ingestão de qualquer alimento, pergunto como pode ser atenuada esta situação.

Saturday, February 23, 2002 at 02:03:10
pergunta: Um rapaz que me fez sexo oral deitou um pouco de sangue da boca.
Se ele estiver infectado, hexiste a possibilidade de o vírus HIV ter entrado no meu corpo, ainda que eu não tivesse nenhuma ferida ou corte no meu pénis?
Existindo essa possibilidade, é essa uma forma comum de contágio?

Monday, February 25, 2002 at 09:18:34
pergunta: poderei estar infectada com o hiv se não tenho comprtamentos de risco, nem recebi nenhuma transfusão de sangue, não uso escova que não seja a minha e não estive em contacto com sangue de nenhuma pessoa infectada.

Tuesday, February 26, 2002 at 17:43:35
pergunta: De certeza que já responderam a estas perguntas,mas como não consigo localizar algumas das respostas no vosso site, queria colocá-las de novo: O Centro de Rastreio Anónimo de Lisboa funciona no Instituto Ricardo Jorge ou noutro local? Se funciona noutro local, gostaria de saber qual a morada. Qual o horário de atendimento?
Como se processa o atendimento aos utentes que pretendam fazer a análise ao HIV? É necessária a marcação prévia de uma data para análise ou consulta?
A seguir à possível data de contágio, qual o período de tempo que deve decorrer para que então se possa fazer a análise? Tal como outras, tem essa análise de ser feita em jejum?
Obrigado pela atenção e parabéns pelo trabalho desenvolvido, a bem da tranquilidade e informação de todos nós!

Thursday, February 28, 2002 at 09:31:50
pergunta: Bom dia, a minha questão é a seguinte:
Catorze dias após ser ter "arrancado" um dente, existe risco no beijo com alguém que desconhecemos se está infectado ou não pelo hiv?

Sunday, March 3, 2002 at 16:44:40
pergunta: São duas perguntas.
1) Pode-se ter certeza que o virus da SIDA, numa relação sexual, não atravessa a membrana do preservativo masculino, já que, apesar de ser fabricado com um "plástico", apresenta poros?
2) O uso de lubrificantes na vagina ou sobre o preservativo masculino tem alguma influência sobre a transmissão da SIDA?

Tuesday, February 26, 2002 at 23:13:24
pergunta: Sou brasileira e há quase três anos tenho um companheiro português. Em setembro de 2001,contraí febre tifóide em portugal e após a doença ter-se ido, adquirí uma síndromefebril indeterminada( dois meses) nos quais fiquei em internamento para realização de exames. A equipa médica apesar de desconfiar de sida, realizou 4 exames em datas e lab. diferentes, e cujos resultados foram negativos, mas depois, em dezembro/2001, foi realizado o exame para carga viral, que acusou 500.000 u/ml e cd4 de 102. No Brasil continuo realizando todos os testes conhecidos no mercado para indentificação do HIV 1/2 mas continuam dando resultados negativos, apesar de ter sido isolados outros diagnósticos, e eu apresentar pequenas infecções como Herpes, candidíase oral e vaginal, febre prolongada, emagrecimento, queda de cabelos, depressão etc.. Pergunta: Há algum caso registrado pela ciência como o meu?

Thursday, February 21, 2002 at 14:33:03
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
A anemia pode aparecer como sintoma de VIH numa fase de primoinfecção?(aparecer nas análises uma queda forte de ferro).
Muito Obrigado

Friday, February 22, 2002 at 13:50:32
pergunta: onde é que se pode fazer o teste para saber se tenho sida

Monday, January 14, 2002 at 09:57:39
pergunta: exmo srs gostaria de saber se um homen tendo uma relação com uma mulher com hiv se usar sempre o preservativo do principio ao fim e esse preservativo nunca se romper tem risco de contrair a doença?
obrigado

Monday, January 14, 2002 at 10:15:42
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Gostaria de saber a sua opinião sobre dois estudos desenvolvidos entre 1996 e 2000, que demonstraram que um doente podia iniciar o tratamento(HAART) bastante mais tarde do que o normal, desde que os CD4 estejam acima de 200, não colocando em questão o desenvolvimento da doença e desde de que a carga viral não excedesse um determinado valor. Isto dizia respeito essencialmente aos homens pois nas mulheres a pragressão para a doença é mais rápida.

Wednesday, January 9, 2002 at 15:03:06
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
No que consiste o método bDNA(3.0)?O que significa o 3.0?Qual a sua fiabilidade?

Wednesday, January 16, 2002 at 15:38:23
pergunta: Sr. Dr. Ricardo
Certamente não é novidade para si, mas gostaria de saber a sua opinião sobre a possibilidade de mudar de terapia antiretroviral(de medicamentos), antes de se verificar a resistência aos medicamentos anteriormente iniciados. Penso que é uma estratégia utilizada por alguns médicos com o objectivo de evitar a resistência ao vírus.

Friday, March 1, 2002 at 01:39:10
pergunta: olá! estou confuso...sou estudante de análises clinicas e esta semana ocorreram alguns acidentes de laboratorio! uma colega partiu um tubo de ensaio e cortou-se, o seu sangue teve em contacto com o do tubo. quanto a mim num pequeno descuido saltou-me pouco mais de 2 gotas de sangue para o queixo, há perigo? e se fosse para os lábios ou mesmo a boca? o sangue q me saltou foi analisado e deu negativo quanto ao HIV e hepatite C. tenho razões para estar preocupado?
obrigado

Tuesday, March 5, 2002 at 22:39:17
pergunta: exmo srs eutive varios relações com diferentes mulheres ao longo da minha vida, sempre utilizando o preservativo o qual nunca se rompeu as duas ultimas foram uma em janeiro de 2001 após a qual eu fiz dois testes de hiv um 3 meses depois e outro 6 os dois foram negativos e a otra foi em novembro de 2001 também com preservativo enão se rompeu mas agora tem me aparecido muitas aftas acha que estou infectado, acha que mesmo não se tendo roto o preservativo posso ter sido infetado, estou muito preocupado agradecia uma resposta
muitíssimo obrigado pelo vosso excelente trabalho

Não sou seropositiva mas tenho uma amiga seropositiva esteve na droga há uns anos atrás. Neste momento está reabilitada totalmente, trabalha, tem uma vida normal mas triste.
Mas o Sol apareceu na sua vida tem um namorado óptimo, nunca teve qualquer ligação com drogas....Agora eu pergunto porque ele é meu familiar e estou preocupada.
Uma seropositiva tem obrigatóriamente de ter Sida?
Como é possível uma mulher ter filhos sem correr riscos?
Poderá o filho ser seropositivo?
Qual a percentagem possível?
Aguardo resposta breve
Maria

Tuesday, March 5, 2002 at 06:32:26
pergunta: A jovem 23A,N,F, reside em em Moz onde iniciou terapeutica com AZT + 3TC da india por ser mais barato. Caso ela possa dispor de dinheiro, qual a terapeutica que o Dr VB recomenda, segundo os padrões internacionais.Qual a orientação que sugere para as nauseas?

Friday, March 8, 2002 at 09:37:03
pergunta: Sr. Dr.
O ICIL(instituto imunológico de Lisboa) é um local 100% credivel para fazer testes ao VIH e á carga viral?Gostaria de saber se no "ranking" de laboratórios está bem cotado?
Muito agradecido

Friday, March 8, 2002 at 01:34:56
pergunta: Boa noite.
Tive em Africa no Togo uma relação sexual que com uma africana, em africa (Lomé-Togo) que embora não fosse de modo nenhum uma prostituta era da população local e dai considero-a de risco. Durante a relação o preservativo rompeu-se ligeiramente de lado na ponta. Quando reparei substitui-o. Fiz tres dias depois num centro medico fiavel, recomendado pela embaixada francesa da qual faço parte, o teste da sida a rapariga em questão. O resultado foi negativo. Tive no entanto até ha pouco umas borbulhas pequenas que me causavam uma relativa comichão no sexo que agora desapareceram. Queria saber se isto tem alguma relação com o virus da sida, se ainda que o teste da rapariga tenha dado negativo tenho hipoteses de ter apanhado o virus. Se me aconselha a fazer o teste. Quais as minhas probabilidades de ter apanhado o virus? Se me aconselha a fazer o teste ao fim de quanto tempo depois da relação o teste é fiavel? A relação foi unica e a 7 de fevreiro de 2002. O preservativo po


Bom dia!!!
Sou seropositivo á cerca de dez anos,a minha carga viral actual é de 52500 CD4 390 , e sou portador de Hepatite C, recentemente mudei a terapia para Videx uma cápsula duas horas depois do pequeno-almoço ,medicamento que já tinha tomado antes só que era desfeito em água e agora não, Crixivan e Norvir de 12 em 12 horas!
A minha pergunta vai no sentido de perca de peso.
Será que não poderei fazer nada para engordar,ou seja, haverá algum ou alguns fármacos que possam parar súbita perca de peso? Pois começo a ter alguns problemas laborais.
Principalmente a nível facial.
Obrigado!
Aguardo resposta com brevidade!
sem outro assunto
PC

Thursday, March 7, 2002 at 13:30:22
pergunta: Sou um estudante de 23 anos ontem quando vinha das aulas, fui vitima de uma tentativa de assalto por parte de uma pessoa que eu desconfio ser toxicondependente, ao tentar roubar-me o telemovel eu instintivamente e com medo e receio pela minha vida agredi-o na face com alguns murros quando ele ia para tirar uma navalha do bolso...com esta atitude consegui evitar o assalto e agressão por parte dele mas ao fazer isto fiz um corte profundo q sangrou bastante naquela dobra do meu dedo indicador da minha mão direita...como estava perto de casa depois disso levei apenas dois minutos a chegar a casa e desinfectei logo com bastante alcool e água oxigenada....mas n sei estou com bastante medo e completamente aterrado, acho que não o feri pelo menos n me lembro de ter visto sangue na cara dele mas acho que fiz este corte porque o atingi na boca, talvez num dente....por favor quais são os riscos q eu corro e se correr riscos será que são elevados? outra pergunta como isto aconteceu há meno

Wednesday, March 6, 2002 at 13:02:10
pergunta: Eu tive relações um pouco de risco a alguns anos, durante um periodo em que trabalhei a noite, só no entanto, arranjei uma namorada , casei-me. No meu actual emprego faço exames médicos regularmente, nunca acusou nada. A minha mulher fez analises hiv1 e hiv2, que acusaram negativo a cerca de ano e meio quando estava grávida, no entanto tivemos o nosso filho e está tudo bem com o miudo, só que ultimamente quando temos relações sexuais ela tem umas comichões na parte vaginal o que será?, nós só temos relações um com o outro

Thursday, January 31, 2002 at 10:25:10
pergunta: Sr. Doutor gostava de saber se posso efectuar o teste, para saber se estou contaminado ou não, em qualquer laboratório de análises clinicas e se sim gostava de saber quanto é que esse exame custa.
Obrigado
Luís

Friday, March 1, 2002 at 01:04:50
pergunta: Tenho algum contentamento ao ver um site com este proposito em funcionamento, pois o tema da sexologia e um pouco tabu hoje em dia. Tive relações sexuais com uma pessoa de risco , em que tive o azar de que a proteçao nao resistisse ao acto sexual.
a coisa de 2 meses comecei com sintomas desde dores nos rins , ardor nos testiculos e ate um certo vermilhao na glande .
Queixei-me a um colega dr. que me receitou ciproxina 500, e me mandou fazer alguns exames , negativos...
a coisa de quinze dias os sintomas voltarao de novo mas apareceu-me uma especie de ulcera na glande branca... poderá ser sifilis ???
qual o exame que devo fazer para detectar esta doença?

Tuesday, March 5, 2002 at 06:39:59
pergunta: A cloroquina atrasa a replicação viral ? Caso afirmativo como sugere a sua administração aos seropositivos em tratamento com ARV ?

Monday, March 11, 2002 at 18:04:22
pergunta: Sr. Dr. Victor Bezerra
Li que existem especialistas que defendem a repetição do teste Eliza um ano após a exposição de risco, embora a maioria não defenda esta teoria. Dr. em que circunstâncias é que isto é verdadeiro?

Wednesday, March 13, 2002 at 10:51:58
pergunta: Iniciar um tratamento com Zidovudine 300+ Lamivudine 150 + Nevirapine 200 é errado ? Pode explicar a sua resposta por favor.
Obrigado

Wednesday, March 13, 2002 at 18:32:11
pergunta: Sr. Dr. Victor Bezerra
Uma exposição em Maio de 2001 e com os sintomas que lhe refiro corresponde ou não a uma infecção pelo VIH?
a)Leve sindrome febril cerca de duas semanas depois do acto sexual.
b)pequenas manchas vermelhas no peito(tipo cabeça de alfinete), cerca de um mês a mês e meio após o contacto de risco.(situam-se entre os dois mamilos e alargaram-se algum tempo depois ás zonas laterais do tronco).
c)Diarreia, isto é fezes não totalmente liquidas mas também não totalmente sólidas, por vezes com cores acastanhadas claras.
d)Os espirros mantêm-se durante vários meses com maior ou menor intensidade, aumentando significativamente com correntes de ar, ou quando estou com o tronco nu.
e)Por vezes apresento algumas dores de garganta que ainda se mantêm após vários meses.
f)Apresento especialmente do lado direito e no canto superior do maxilar direito um ganglio que se manifestou á pelo menos 3 a 4 meses e não desapareceu. Outros pequenos ganglios aparecem e desaparecem nalgumas partes do pescoço.
g)Algumas dores de cabeça e mal estar, acompanhados de um cansaço extremo e dores no hipocondrio direito(estas dores mantiveram-se durante os 2 ou 3 meses após a situação de risco e depois desapareceram). Tive também alguma itericia.
h)Apareceram petéquias, isto é pequenas feridas(arranhões) sem razão aparente.
Enfim...sempre fui uma pessoa saudável, fiz entretanto várias análises entre elas o VIH, aos 3 e 6 e 8 meses foram sempre negativas. Fiz análises á hepatite C(PCR, RIBA e anticorpo), cujo resultado foi negativo.Fiz hemogramas com valores dentro da normalidade com exepcão do ferro que tinha caído muito, depois passado pouco tempo subiu. Fiz todas as hepatites e estavam negativas. Só o anticorpo Ig G para o Epstein Barr estava positivo. Será que o que tenho é uma mononucleose ou não?
Continuo muito apreensivo pois penso que ainda poderei ter VIH, agradeço que me ajude.
Muitissimo obrigado e felicidades. Nunes.

Wednesday, March 13, 2002 at 18:35:30
pergunta: Sra. Dra.
Gostaria de saber se uma pessoa durante o período janela tomar vacinas, entre elas a vacina da gripe, o período de detecção do vírus poderá ser alterado?
Obrigado

Monday, January 14, 2002 at 15:00:24
pergunta: Tive á seis meses uma relação anal com uma prostituta e uns 2 meses depois cheguei a fazer um teste no Egas e não me foi detectado nada de anormal, mas li á um tempo que o virus só se começa a manifestar no sangue passado 3 meses, será que pode acontecer alguma coisa ou é mais duvidas da minha inconsiência.
Normalmente o virus apanha-se ou é contraido pelo pénis, mas apenas é devido á parte mais sensivel dele absorver o virus, ou seja pela lógica o persevativo durante a relação se deslisar até +-meio continua a ser uma relação segura, certo.
Obrigado por tudo, um abraço.

Thursday, January 31, 2002 at 18:02:18
pergunta: Com a introdução dos testes laboratoriais de quarta geração, o método ELISA de detecção de anticorpos para o VIH foi modificado permitindo detectar igualmente o antigenio p24, o que permite diminuir o periodo de janela para um mês. Verdadeiro ou falso?????

Friday, March 8, 2002 at 15:26:18
pergunta: após quanto tempo de ser infectado com o HIV , este pode ser detectado em análises ao sangue? o HIV é detectado em análises normais, ou são necessários exames específicos?

Saturday, March 9, 2002 at 12:52:13
pergunta: Gostaria de saber qual a fiabilidade de uma analise realizada ao mes e meio precisamente ao 46 dias apos un contacto de risco, se o resultado for negativo qual a percentagem de fiabilidade deste, obrigado

Monday, March 11, 2002 at 19:32:50
pergunta: Boa tarde!
Sou seropositivo á cerca de dez anos,recentemente fui fazer um teste de resistência ao Egas Moniz e deparei-me que estava a ganhar resistência aos fármacos até então prescritos.
Ou seja , Zerit , Epivir e Stockrin mudei para Norvir , Crixivan de 12 em 12 horas e Videx cápsulas , estes últimos porém já os tinha tomado quando eram admnistrados três dissolvidos em água. A minha última carga viral á dois meses era de 52500 e CD4 360 estou a tomar esta nova medicação desde 05-03-2002 portanto á relativamente pouco tempo.
Apercebi-me que não consigo dormir tenho muitas insónias e quando me dá o sono é sempre por volta das seis da manhã!
Quando acordo incha-me muito os olhos a pele começa-me a escamar coisa que já me tinha ocorrido e o meu médico me receitou Hidalone Pomada, será que estou a tomar a prescrição correcta ? As próximas análises estam marcadas para Abril , será que estes fármacos me estaram a afectar ou será normal como quando começei a tomar o Stocrin que me sentia muito mal ? Deverei esperar mais alguns dias ?
Obrigado
Aguardo com brevidade uma resposta do
Sr.Doutor Camacho
Sem outro assunto
Pedro Cruz

Wednesday, March 13, 2002 at 18:51:53
pergunta: A minha pergunta é a seguinte: Os testes de rastreio do virus hiv realizados em laboratorios particulares são tao seguros como os realizados nos centros de rastreio gratuitos?
E 3 meses são suficientes para ter a certeza do resultado?

Friday, March 15, 2002 at 13:45:17
pergunta: Boa tarde, à cerca de um ano e meio tive uma relação de risco(prostitua), onde houve sexo oral sem presevativo. Após +/- 15 dias tive uns sintomas esquesitos( muitas tonturas). Fui ao médico( a quem não contei o sucedido) e, além de outros, realizei os exame HBV-antigenio( resultado: negativo) e HBV-anticorpo(resultado: 0 ).
Gostaria de saber qual é a probabilidade de ter sido infectado pelo virus da hepatite b e/ou da hepatite c.
Obrigado.

Monday, March 11, 2002 at 17:25:22
pergunta: qual o risco, sei que há... mas qual a porcentagem de risco de um relação sem ejaculação ou mesmo coito interrompido a pessoa contrair aids?
ivanka

Monday, March 11, 2002 at 20:05:29
pergunta: tenho várias questões a colocar sem no entanto felicitar os autores deste site pelo evidente bom trabalho. A questão é a seguinte: lesões cutâneas na região anal indiciarão infecção aguda? Que devo entender por rash cutâneo? Imagine um comportamento de risco (sexo oral activo) a 23/01, uma analise anti HIV1/2 realizado a 20/2 detectaria? Já agora sexo oral receptivo apresenta risco considerável ou desprezável?

Sunday, March 17, 2002 at 02:19:09
pergunta: quanto tempo tenho que esperar ate poder fazer as analises?o hiv tem sintomas a curto prazo?quais sao?quantas analises terei que fazer para que tenha certezas de contaminaçao ou nao contaminaçao?

Friday, February 8, 2002 at 18:57:35
pergunta: Olá, gostaria de saber se utilizam a transfusão de sangue como medida para recuperar as defesas de um seropositivo e se a resposta for afirmativa qual a taxa de sucesso.
Gostaria também de saber se alguém morre por SIDA, já que pelo que sei as pessoas portadoras do virus morrem não de SiDA mas sim de doenças oportunistas. Parabéns pelo site que é muito bom.

Friday, February 8, 2002 at 11:07:12
pergunta: Sr. Dr.
Gostaria de saber se sendo eu vacinado contra a hepatite B desde 1997, e após um possível contacto com este vírus, poderei desenvolver a doença?Se não desenvolver a doença mas se apresentar sintomas que me façam suspeitar, é normal e pode resultar do contacto do vírus sem que haja infecção?
Existem sintomas de uma doença mesmo que a doença naõ se desenvolva, devido á vacina?
Felicidades para o vosso trabalho.

Wednesday, February 20, 2002 at 10:03:58
pergunta: Srs. Drs.
Gostaria de saber se duas pessoas com igual números de CD4 e semelhantes cargas virais, poderão ter prognósticos totalmente diferentes.

Tuesday, February 19, 2002 at 14:17:52
pergunta: Sr. Dr.
Conheço um senhor que é portador do VIH há pelo menos 15 anos e que actualmente apresenta uma carga viral de cerca de 4000 e cd4 de cerca de 300. Ao longo dos tempos nunca teve problemas graves, embora um tumor maligno controlado a tempo evitou a sua morte e felizmente actualmente encontra-se na situação que acabei de referir. Com esta CV e CD4, quanto tempo é possível viver mais olhando para as novas terapias? Devo referir que a pessoa tem bom aspecto, embora apresente, como é normal lipostrofia.
Obrigado Joaquim Ribeiro

Wednesday, February 27, 2002 at 20:12:53
pergunta: Quando deve ser feita a colheita de sangue para o teste aos anticorpos VIH, relativamente ao último comportamento de risco, para que se possa confiar nos resultados da análise?
Investigando pela internet em vários sites, notei que uns dizem que deve ser efectuada três meses após o último comportamento de risco, outros 6 a 8 meses, outros ainda apontam para 12 meses... Pretendia um esclarecimento sobre esta questão. Qual o período mais indicado? E, uma vez feita a análise, e em caso de seronegatividade, torna-se necessária a sua repetição (decorrido que período de tempo?), para a confirmação do resultado? (assumindo que não voltaram a existir quaisquer comportamentos de risco)

Monday, March 18, 2002 at 16:17:34
pergunta: Boa tarde: Sou seropositivo desde 1993. Em janeiro deste ano fiz um teste de resistência (os valores de carga viral andavam oscilantes nunca tendo, no entanto ultrapassado os 9.000) . Foi necessário "repensar" a terapêutica - tendo em conta o teste o meu médico assistente necessitou introduzir um novo medicamento -TENOFOVIR- que precisa, além de outras burocracias autorização do infarmed. Disseram-me que essa autorização demoraria cerca de 3 a 4 semanas mas o que é verdade é que já se passaram 6 semanas!!!! Tenho-me interrogado como posso resolver a situação. A semana passada falei com o médico e resolvi esperar mais uma semana mas o tempo esgotou-se.
Até que ponto este mês e meio de interupção da terapêutica me pode prejudicar?
Será que apesar de o medicamento necessitar ainda de uma autorização do infarmed eu poderia obtê-lo directamente no estrangeiro?
Grato desde já pela V. atenção.

Tuesday, March 19, 2002 at 19:00:05
pergunta: Há cinco meses atrás tive uma relação que se pode considerar de risco, uma a duas semanas após, apresentei dores no pênis , não havia pus, apenas dor, que se manifestava aleatóriamente. Após consultar o médico, tomei durante 14 dias remedio para infecção urinária, que aos poucos acabou com a dor. Ao término deste período apresentei febre e reparei que uma das miinhas amígdalas estava muito inchada, iniciando assim minhas verdadeiras preocupaçoes.
Tomei por duas vezes antibiótico a atinflamatório que nao fireram nada. Além desta febre, apresentei mais duas no segundo mês. Fiz teste de um mês e meio, três meses e outro 140 dias.Nenhum apresentou nada, mas fui preparado todas as situações a um resultado positivo,isto estava me matando aos poucos. consultei um especialista de garganta , que me receitou gargarejo com iodo. Nos primeiros dias notei uma melhora significatica no inchaço, que hoje esta a metade do que era, mas ainda incomoda, doi as vezes, e sai placa brancas.
Sem contar na diarréia que tive alguns dias antes de pegar o resultado,e as dores no pescoço e ouvido que apresentei. Mas estas estou certo que é de nervosismo as dores, e o ouvido devido a minha abrição de boca frente ao espelho, esperando uma melhora do meu quadro clínico. Ja fazem dois meses que nao sinto nada, além da garganta, que apesar de estar pouco inflamada doi ao beber ao gelado. Quanto aos gargarejos, as vezes faço, as vezes nao faço, pois nao gosto de lembrar toda vez que olho ao espelho.
Gostaria de saber o que devo fazer. Quando devo repetir o meu exame, para que eu possa despreocupar-me. E quais as chances reais de eu ter contraído o vírus ou não, relativo aos sintomas que apresentei e os exames que fiz?
Muito obrigado!

Tuesday, March 19, 2002 at 09:35:01
pergunta: Bom dia,
Sou seropositiva há cerca de 8 anos, tendo tipo sempre (desde há 6 anos) a mesma terapêutica: Zerit e Epivir. Tenho uma carga viral abaixo das 50 cópias e CD4 600. Não tenho sintomas de doença e nunca desenvolvi infecções oportunistas. Desde á algum tempo que o meu corpo se tem vindo a transformar, apresentando um emagrecimento excessivo nas pernas, com as veias muito salientes, o que penso chamarem lipostrofia. Gostaria de saber se existem consequências nefastas para além das estéticas e se existe alguma coisa para combater este problema, nomeadamente medicação ou ginástica.
Agradeço uma resposta.
Cumprimentos

Thursday, March 14, 2002 at 18:21:27
pergunta: Em 1999 tive uma relação considerada de risco, pois a outra pessoa, se estivesse contaminada, também não o sabia, além de que me disse ser dadora de sangue. Mesmo tendo havido coito interrompido, segundo as informações que tenho obtido, não é impossível apanhar o vírus. Isto ocorreu por duas vezes. Eu nunca fiz as análises, mas há poucos meses, o meu companheiro (q não é a pessoa q mencionei anteriormente) teve de as fazer e deram negativo. A minha pergunta é: estando o meu companheiro negativo, poderei eu estar positiva? Em 3 anos ele nunca seria contaminado? Será necessério eu ter de faze-las, não tendo havido mais nenhum episodio desde aquela altura?

Tuesday, March 19, 2002 at 00:49:07
pergunta: em agosto (1º semana) tive um comportamento de risco.
10 dias depois fiz o teste (ELISA). o resultado foi negativo.
agora tenho os seguintes sintomas:
a zona das virilhas inchada e dorida. erupções na zona do pénis que provocam comichão e fazem ferida.
dores de garaganta que afectam o ouvido. uma erupção cutanea acinzentada no topo, numa mão.
qual é a sua opinião?

Tuesday, March 19, 2002 at 16:57:43
pergunta: Após o tratamento a base de penicilina, a pessoa que teve sífilis fica com alguma seqüela ??? Pode ainda ser um doador de sangue ?? É necessário acompanhamento laboratorial por algum tempo ???
Obrigado

Friday, March 15, 2002 at 09:34:00
pergunta: Qual a associação de ARV que indicaria para inicio de tratamento a um doente naive em terapia ARV?

Thursday, March 21, 2002 at 09:46:21
pergunta: Sr. Dr. Victor Bezerra
Gostaria de saber se os monócitos elevados podem corresponder a uma infecção por HIV?
Gostaria também de saber se caso eu desconfie de infecção por HIV e caso os testes de anticorpos sejam negativos, se eu posso ter acesso á terapia pós-exposição como medida de prevenção?Onde e como?
Obrigado

Wednesday, March 13, 2002 at 21:22:49
pergunta: Tive uma relação com uma prostituta, na qual o sexo oral e a penetração vaginal e anal ocorreram com preservativo (2), mas estupidamente beijei-a intimamente,inclusive fiz-lhe sexo oral ,não muito prolongado, mas com contacto da lingua com a mucosa vaginal; agora (tarde demais, eu sei) estou em pânico;existe risco elevado de contaminação ou baixo, caso ela seja seropositiva?
Muito obrigado

Wednesday, March 20, 2002 at 20:01:13
pergunta: Doutor, em primeiro lugar parabéns pelo site e pela ajuda que dão. Agora gostaria de esclarecer uma duvida. Faz agora 3 anos que tive o que se poderá chamar de comportamento de risco, ou seja, tive relações sexuais desprotegidas, mas em que houve COITO INTERROMPIDO. A ejaculação foi feita fora. Isto aconteceu 2 vezes. Não faço ideia se ele era ou não portador do HIV, mas acreditei na palavra dele, pois disse-me que achava que não até porque era doador de sangue. Além destas duas vezes nunca mais aconteceu nada. Entretanto, logo a seguir a este episódio, casei-me com outra pessoa com quem vivo desde essa altura. No final do ano que passou, ele fez testes ao HIV que deram negativos. Eu nunca as fiz.
Acha que é necessário eu fazer os testes? Se eu tivesse sido infectada por aquela imprudência, não estaria também o meu marido infectado ao fim deste tempo e os testes dele dado positivo?
Obrigada

Thursday, March 21, 2002 at 20:23:30
pergunta: Tenho trabalhado na contruccao civil com um trabalhador que é seropositivo a 8 anos. Poderei ser contagiado utilizando as mesmas ferramentas se por acaso ele se tiver cortado, e pegando eu nas mesmas ferramentas? Também com a mesma pessoa num convivio em que estavamos a beber e a beber ele riu-se e entrou saliva para o meu copo, e eu bebi é possivel um contagio nesta situacao? se tivesse sangue na saliva?

Friday, March 22, 2002 at 16:26:44
pergunta: Boa tarde.
Gostaria de saber se existe, em portugal, o tipo G da hepatite.
Existem exames que o detetem?

Friday, March 15, 2002 at 12:57:06
pergunta: Gostaria de saber quanto custa o exame para detectar o HIV no Centro de Saude da Lapa.

Friday, March 22, 2002 at 18:50:50
pergunta: Sr. Dr.
É possível ter sintomas de uma suposta infecção por VIH, durante vários meses após uma situação de risco até talvez um ano e fazer vários testes e estes testes serem sempre negativos?A sintomatologia inclui dores de cabeça, manchas avermelhadas, diarreias, ictericia, dores no hipocondrio direito, rosto quente etc
Agradeço-lhe muito a sua atenção. Miguel

Friday, March 22, 2002 at 19:15:45
pergunta: Parabéns pelo fórum de perguntas.
Tenho 24 anos, homossexual, e ha 6 semanas tive um relacionamento no qual o preservativo rompeu. Desde então estou muito preocupado com uma possível infecção pois observei algumas alterações: na 4a. semana tive cefaléia e coceira nos braços e tronco; na 5a semana dores musculares nos braços e pescoço que se alternavam de um braço para outro e as vezes paravam de doer. Sensação de "queimação" nos lábios e boca seca. As vezes passo por períodos de agitação intensa acompanhada de sudorese em epsódios que duram cerca de 10 a 15 minutos. Não constatei febre.
Verifiquei também uma fraca irritação na garganta e dor no abdomem.
A pergunta é a seguinte. Posso realizar o teste com seis semanas? É possível que estes eventos tenham ocorrido por causa de um quadro de ansiedade? É possível a ocorrencia da fase aguda sem apresentação de febre?
Grato.
Marco

Tuesday, March 26, 2002 at 15:32:09
pergunta: Dr. Victor
Ter uma situação de risco com uma pessoa num estado de infecção mais avançado pode ser mais perigoso do que ter essa situação de risco com uma pessoa num estado de infecção recente?
Gostaria de saber se probabilidade de transmissão por via sanguinía(intravenosa), é maior do que a via sexual vaginal ou anal?
Obrigado

Friday, March 22, 2002 at 12:32:47
O teste de quarta geração é usado em todos os hospitais que fazem recolha de sangue? Senão em quais é que é utilizado?

Sunday, March 24, 2002 at 14:35:00
pergunta: 24 anos, sexo masculino: Um VHS de 13 mm/1h pode indicar infecção pelo HIV na fase aguda?
Agradeço e parabenizo pelo site.

Tuesday, March 26, 2002 at 22:04:38
pergunta: Dr. Ricardo, ha algumas semanas coloquei uma pergunta no especialistas on line , direcionada ao sr. Sou a brasileira, que tinha uma carga viral de 500.000 e cd4 de 102( em dezembro),mas nao tinha o virus HIV identificado.... Hoje( final de marco) continuo sem ter uma identificacao positiva tanto para o HIV1,quanto para o HIV2.; minha carga viral desceu para 26.000, cd4 de 616( isso em fevereiro) e agora nesse mes de marco, alterou-se para: cd4 de 493, porem nao fiz carga viral. Estou fazendo a medicacao lamivudina+estavudina.
Nunca tive nenhuma infeccao oportunista. A minha pergunta agora e a seguinte: tem algum site, ou publicacao em que eu possa me informar mais sobre o que esta acontecendo comigo, quantos casos foram registrados assim como o meu: sem producao de anticorpos apesar da infeccao?

Tuesday, March 26, 2002 at 03:14:29
pergunta: A Leucopenia e a baixa de numero de plaquetas durante a fase de infecção aguda pelo HIV ocorre mesmo nos indivíduos que não apresentam sintomas durante este período?

Friday, March 22, 2002 at 12:40:21
pergunta: Dr. Ricardo
A minha questão é a seguinte:
A proteína p24, pelo que eu percebi é o próprio vírus, também está presente no caso de infecção pelo VIH2?
Um grande abraço pelos vossos esforços no combate a esta epidemia.


Wednesday, March 20, 2002 at 18:06:24 pergunta: Quanto tempo depois de ser infectado pela sífilis aparecem manchas vermelhas nas mãos e pés? a fase secudária poderia voltar depois de algum tempo ou não?

Tuesday, March 19, 2002 at 17:00:03
pergunta: Boa tarde. Gostaria de saber até que ponto é possivel a transmissão dos virus HBV e HCV através de uma única relação oral( fui passivo).
Obrigado pela oportunidade.

Monday, April 1, 2002 at 19:01:12
pergunta: Bem hajam pelo vosso site
Gostaria de colocar algumas questões
1ª Pondo numa escala de 1 a 10, qual seria o nº adequado para classificar o risco para a mulher de contrair HIV numa relação sexual sem ejaculação, ou seja, o conhecido por coito interrompido, em que não houvesse qualquer situação de tipo traumático e essa relação fosse relativamente rápida (cerca de 30 segundos a 1 minuto)?
2ª O líquido pré-ejaculatório do homem é potencialmente portador do vírus a ponto de o transmitir à mulher?
3ªA pele da parede vaginal, desde que sã, não protege contra a hipótese de infecção numa situação como a descrita anteriormente?
4ª Que possibilidade existe de infecção através das manicures, no caso de haver cortes que provoquem ferida com sangue, com alicates e tesouras que não sejam convenientemente desinfectados, ou até nem o sejam, (pondo a hipótese de terem sido anteriormente utilizadas num seropositivo), uma vez que sabemos que só há pouquissimo tempo é que as manicures usam (as que usam) desinfecção adequada do seu material?
5ªE no caso de enfermeiros que há poucos anos atrás usavam aquelas seringas e agulhas que apenas eram desinfectadas num recipiente metálico emersas num líquido que provavelmente seria sómente alcóol, servindo essas seringas e agulhas para todas as pessoas que procuravam os seus serviços?
Desde já agradeço e aguardo ansiosa a vossa resposta

Friday, March 29, 2002 at 14:57:33
pergunta: Eu, a quase seis mese atrás, tive uma situação de risco, poucos dias depois apresentei dores no penis, nao doia para urinar, mas as dores iam e vinham. Umas duas ou mais semamas após o tratamento com atibiótico para infecção urinária, tive febre e um grande inchaço em uma das minhas amigdalas. Tomei por duas vez antibiótico e anti inflamatório, mas nada adiantou.
Com o passar dos meses, tentei esquecer a situação, mas esses sintomas me preocupam. Fiz o exame em 1,5 mês 3 meses, e o último com 140 dias. Após alguns meses da data de risco, fui a um otorrino, e este receitou me fazer gargarejo com iodo e tomar um xarope. Isto logo no início teve um resultado significativo, mas o inchaço principal ainda nao desapareceu, porém diminuiu e as placas brancas da amigdala diminuiram. Apresentei diarréia alguns dias antes de pegar o resultado do exame de 3meses, e tambem dores no pescoço e ouvido. Porém estas dores, segundo meu médico, era emocional e articulátória. Sei que é verdade a última, pois alguns dias sem abrir minha boca, logo esta dor parou. Quanto a diarréia não sei, estava muito ansioso e nervoso com a situação, mas nao sei se só o emocional e capaz de desencader uma diarréia de um dia. Pois é, alguns falam que tres meses e suficiente, outros nem um ano o é, já nao sei mais o que pensar. Por isso pergunto a vocês, especialistas no assunto, o que devo fazer, e quando devo repetir meu exame, quais sao as chances de eu ter contraído o vírus e não saber. Por favor, espero alguma resposta. Fico muito agradecido com este trabalho que esclarece muitas pessoas desinformadas com eu. Só mais uma curiosidade, há pessoas como eu, isto é passam pela mesmas tensão de sintomas e não aprasentam nada. Muito Obrigado!!!

Tuesday, April 2, 2002 at 13:37:16
pergunta: Comecei uma relação estável há cerca de 7 meses com uma pessoa que já tinha tido outros parceiros sexuais no passado, mas que nunca fez teste HIV. Por razões emocionais, nunca usámos preservativo desde o primeiro dia (o que reconheço não ser racional). No passado dia 25 de Março fiz um teste ELISA no ICIL, que deu negativo. No dia 1 de Março tivemos a última relação sexual sem preservativo. Acha aconselhável que a minha namorada faça igualmente teste ?

Sunday, March 31, 2002 at 20:02:11
pergunta: Desejo namorar com uma rapariga que corre o risco muito provavel de estar infectada. Contudo, esta não deseja namorar comigo porque tem receio de me contaminar ATRAVES DE BEIJOS. Gostava que me esclarecesse neste topico. É possivel continuar namoro com ela, ficando-me pelo acto de beijar sem correr risco de infecçao?

Tuesday, April 9, 2002 at 11:35:18
pergunta: tive uma relaçao sem ejaculacao mas sem preservativo e tambem fizermos sexo oral mas sim com preservativo agora ando com um trauma porque penso que tenho oVIH agora todas as dores que tenho eu relacionnos-as com os simptomas do VIH ajudem-me porque sou casado e tenho filhos e nao sei o que fazer da minha vida nao sei se hei de por fim a minha vida ja tive essa relaçao a 3 meses e ando com ansiedade tenho dores de vez en quando na zona do penis e tenho ardores quando ejaculo e quando urino ajudem-me é urgente

Thursday, April 11, 2002 at 11:38:56
pergunta: Sr. Dr. Victor
Aqui no site do Aidsportugal li um artigo que fala num novo teste que vai ser utilizado no Brasil, o NAT, que reduz o período janela para 11 dias em relação á detecção de vírus como o VIH e o HCV.Este teste está relacionado com os novos testes de 4ªgeração ou é um teste novo?Já existe em Portugal?

Wednesday, April 10, 2002 at 16:12:39
pergunta: Ola! Tive uma relaçao em que o presevativo rebentou e logo no outro dia apareceu umas berbulhas nas verguilhas , passado umas semanas apareceram sintomas dores musculares, tonturas, falta de força mais tarde diarreias , formigueiro nas maos alguns deixei de sentir e apareceram outros como uma coisa que se agarrou na lingua e falta de força ... fiz testes 2 meses 5 meses e 7 mesesdepois e foram negativos mas os sintomas continuam sera possivel ter havido infecçao e nao haver anticorpos ? Aguardo resposta obrigada!!!

Tuesday, April 9, 2002 at 15:01:54
pergunta: Exma Senhora Dr
A minha namorada acabou por fazer o teste, que deu negativo. De qualquer forma, a minha pergunta implícita era um pouco esta: tendo feito o teste num laboratório de referência como o ICIL a 25 de março, isso significa que, pelo menos há três meses atrás eu estaria bem. ou seja: durante os primeiros quatro meses da relação, não teria havido infecção, apesar de não termos usado preservativo. Isso seria provável, caso ela estivesse infectada?

Monday, April 8, 2002 at 23:21:41
pergunta: É possível ser contaminado quando a água de uma sanita pública salta e toca no anûs (que, por acaso, no fim da limpeza tinha alguns raios de sangue)? Quando entrei vi que a água parecia ter sido despejada.

Tuesday, April 9, 2002 at 03:04:39
pergunta: cumprimentos a todos e parabéns pelo site.
Há um mês e meio tive uma relação de risco. Usei perservativo mas cometi a estupides de fazer sexo oral.
No dia seguinte tive uma forte sensação de calor, no entanto sem febre. Passados dois dias começou-me a doer a garganta, que apresentava alguns pontos brancos. Fui ao médico e receitou-me três injecções de penicilina. durante uns dias os pontos foram desaparecendo, mas depois de tomar a última injecção alguns reapareceram, embora em menor número, o médico disse que era "cassio" (não sei o que é isso) e que não me preocupasse.
Tive também dores no alto do abdomen que ainda se mantêm,além disso estou sempre com grande sensação de enfartamento como que tivesse a garriga cheia de ar, com vontade de arrotar. O médico diz que algumas detas coisas são devidas à ansiedade brutal em que ando. Estou muito preocupado visto que há um mês e meio que todos estes sintomas se manifestam. O médico disse que os sintomas iniciais do HIV desaparecem ao fim de pouco tempo, mas eu só penso nisso. Serão sintomas de infecção por HIV?
Poderá ser outra DST? Qual?
Por favor respondam-me.

Wednesday, April 10, 2002 at 20:28:13
pergunta: Venho dar-lhe um grande beijinho.
Tenho vindo aqui bastantes vezes acho este site muito interessante

Sunday, April 14, 2002 at 00:45:14
pergunta: gostava de saber se existe a possibilidade de ser infectada se houver contacto entre a mão e o semen de uma pessoa que desconheço se é infectada ou não

Sunday, April 14, 2002 at 20:50:23
pergunta: Hoi comichão no pénis e ña região perianal associado ao aparecimento de peq. erupções vermelhas na glande e ainda descamação da glande são sintomas de q? SIDA, herpes genital, candidiase, sifilis? Agradeço a informatividade do site.

Saturday, April 13, 2002 at 03:27:30
pergunta: Cordeais cumprimentos ao Sr. Dr. e a todos os Especialistas deste site.
Em primeiro lugar quero felicitá-lo pelos seus esclarecimentos às questões levantadas, estou certo que já ajudaram muita gente.
Tive dois comportamentos de risco e estou desesperado.
O primeiro foi na passagem de ano (2201/2002). Estive com uns amigos numa casa de alterne, bebemos uns copos e o inpensável para mim até à data aconteceu, deitei-me com uma prostituta. Pior do que isso, foi o persevativo ter caído e cometer a estupidez de fazer sexo oral. Passado uma semana desse episódio tive uma ligeira dor de garganta e dores de cabeça. Fiz análises passado três semanas da referida relação e estava tudo bem. O Médico disse que as análises estavam muito boas mas que ainda era cedo para tirar conclusões, deu-me também um anti-depressivo (o Digassim). Passado uns dias a tomar o medicamento comecei a ter arrepios, comichão na cara e algumas tonturas,sintomas que estavam nos efeitos secundários do medicamento. Como os sintomas se mantivaram comecei a ficar mais e mais preocupado, obsecado mesmo.
Decidi então voltar à casa de alterne para tentar descobrir alguma coisa, e foi aí que tudo piorou, isto há um mês e meio.
Há um mês e meio voltei então à casa de alterne e falei com a moça com quem tinha estado antes. Perguntei-lhe abertamente se ela tinha Sida. Ela respondeu-me que não tinha nada e que até tinha muito cuidado com isso pois vazia análises de dois em dois meses. Fiquei aliviado, quase euforico, e não sei o que é que me deu, ou se me puseram algo no copo que estava a beber, sei é que fui outra vez com ela para um quarto, usei perservativo correctamente mas cometi a estupidez de lhe fazer sexo oral (aida hoje não sei porquê).
No dia seguinte senti uma forte sensação de calor com a temperatura por volta dos 37.
Passados dois dias começou-me a doer a garganta e apareceram-me pontos brancos, a depressão voltou com muita força, dores de barriga e de cabeça foram aparecendo. Fui novamente ao médico, mas por vergonha não lhe disse que tinha metido o pé na argola outra vez. Receitou-me três injecções de Penicilina. Os pontos brancos foram desaparecendo, mas depois de tomar a última injecção voltaram a aparecer embora em muito menor número(+/- 3). O médico disse-me que era casio (não sei o que é) e que era normal. Além disso comecei a ter algumas dores no alto do abdómen e a comichão na cara ainda aparece por vezes.
Hoje embora já não tenha pontos brancos na garganta continua-me a doer principalmente do lado direito afectando-me o pescoço e o ouvido do mesmo lado. Todos os outros sintomas persistem até hoje.
Estou desesperado e à espera da má notícia, não consigo pensar noutra coisa, nem fazer coisa alguma a não ser correr para casa.
Isto que descrevi é um sinal claro de que tenho o HIV?
Poderá ser outra DST?
Pode ser Candidíase oral (o Médico disse que não) ou esofágica e consequentemente ser certamente HIV?
Será que posso ter uma consulta com o Sr. Dr.? Como?
Agradecido pelas respostas, Com os melhores Cumprimentos.

Thursday, April 11, 2002 at 21:23:05
pergunta: o que e candidose oral? obrigado

Sunday, April 14, 2002 at 17:46:48
pergunta: boa tarde.
o assunto e o sequinte: sou uma pessoa saudavel, e pelo que ate hoje nunca tive uma relação de risco seja ela de que natureza fosse, so que aqui a umas 4 semanas +/- , estive na praia com uns amigos a noite, e meti a mao debaixo da terra da praia , e senti uma picada, pelo que nao faço a minima ideia do que fosse, mas pelo que observei e analisei nao fez sangue e visto que apenas ficou um pouco avermelhado, mas nao tenho a certeza se foi disso, porque nao analisei a mao antes, mas para todos os efeitos e pelo que vi, penso k nao furou a pele sequer(visto a lupa), mas a minha pergunta e que se e possivel ter sido uma seringa ou um objecto desta natureza , e se pelas minhas descrisoes dadas se e possivel ter ficado contaminado pelo virus H.I.V, pelo que ate a presente data nao senti nenhuns sintomas extras , ou quais quer alteraçoes no corpo.
agradecia que me dessem uma resposta.
obrigado

Thursday, April 11, 2002 at 20:36:41
pergunta: ola
ando um pouco nervoso pois em novembro do ano passado tive uma relaçao protegida tendo apenas na parte do sexo oral nao ter sido protegida,mas nao houve ejaculaçao. passado 24 horas tive uma recaida com dores no corpo e diarreia,nao tendo apresentado febre nem nada do genero. dirigi me ao hospital onde me foi diagnosticada uma crise e descarga de vesicula. O que e certo e que ando muito stressado com esta situaçao ao pensar que contrai o virus tendo as minhas tensoes chegado a estar muito altas. Fiz agora em Março 2 analises ao sangue e urina( uma no hospital e outra numa clinica),onde nao foi diagnosticado nenhuma situaçao de virus apenas colestral elevadisso. Entrei em dieta(tenho problemas de peso) e tenho me sentido bem disposto a nao ser dores nas pernas e joelhos(dores musculares). isto tera a ver com a probalidade de estar infectado. onde poderei fazer um teste anonimo.por favor ajudem me. muito obrigado.

Sunday, April 14, 2002 at 00:46:35
pergunta: poderiam-me indicar onde no porto posso fazer o teste de HIV?
obrigado

Tuesday, April 16, 2002 at 10:14:51
pergunta: Sr. Dr.
É verdade que as probabilidades de contrair VIH numa relação sexual(vaginal) desprotegida são menores do que ficar grávida ou contrair qualquer outra DST?

Monday, April 15, 2002 at 10:14:36
pergunta: Dr. Victor
Quais os testes utilizados nos centros de rastreio anónimo? Os de 3ª ou 4ª geração?

Tuesday, April 16, 2002 at 10:54:25
pergunta: Os meus respeitosoa cumprimentos. fa minha questão é a seguinte: Fala-se constantemente nos efeitos secundários ou colaterais dos tratamentos, eu desconheço quais esses efeitos e gostaria saber quais são.
Apenas sei que pessoas há que ficam completamente desfiguradas quase irreconheciveis, esse efeito é inevitável, ocorre em todas as pessoas? surge logo no inicio do tratamento?

Wednesday, April 10, 2002 at 02:58:47
pergunta: Realizei um teste às 6 semanas após um contato de risco sendo que este, felizmente, resultou negativo.
A especificação era:
Teste HIV 1+2 (ag. recombinante/peptídeo sintético) Não Reagente
Gostaria de saber qual foi o tipo de teste utilizado e sua validade às 6 semanas
Grato

Thursday, April 11, 2002 at 10:13:10
pergunta: Está alguma investigação orientada para uma possível cura a ser conduzida? Pode-se falar em SIDA como uma doença crónica ou com uma cura a descobrir nos próximos anos?
Obrigada desde já e muitos parabéns pelo site extremamentre esclarecedor

Friday, April 12, 2002 at 11:39:17
pergunta: Sr. Dr.Ricardo Camacho
A minha questão é uma mera curiosidade, pois não sei se em 1992 se utilizavam os testes de 1º geração?
Fiz o teste ao VIH em 1992, em Portugal, na altura qual era o teste utilizado?O de 1º,2º ou 3º geração?Na altura já bastava esperar três meses para ter a certeza do resultado do teste?

Friday, April 12, 2002 at 11:20:57
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
A variação mais ou menos acentuada da percentagem dos linfócitos, quando fazemos um simples hemograma é perfeitamente normal ou o normal é esse valor ser estável?Poderá isso significar alguma coisa, ou qualquer factor externo pode desencadear essa variação?
Obrigado

Friday, April 12, 2002 at 11:11:30
pergunta: Sr. Dr.
Onde posso fazer o teste TAN?Os rastreios anónimos utilizam-nos?

Tuesday, April 16, 2002 at 19:58:39
pergunta: Boa tarde,
gostava de saber a sua opinião sobre o artigo do jornal "expresso" que noticiava a descoberta do virus recombinante GB. Sei que já respondeu a esta questão mas fiquei com algumas duvidas:
I) porque é que o rapaz do Cartaxo não desenvolveu anticorpos? foi devido a factores relacionados com o virus ou foi devido a factores relacionados com a sua própia constituição?
II)qual é a historia natural dos individos infectados que não desenvolvem anticorpos? a doença evolui de forma mais rápida?
À parte disto, se possivel, gostaria de saber a relação entre HIV e o JCV. Como se transmite o JCV? existem sintoma de infecção? qual a historia natural?
Muito obrigado e muitos parabéns pelo trabalho desenvolvido.

Wednesday, April 17, 2002 at 13:45:15
pergunta: Gostaria de saber qual é o comportamento dos limfócitos (total) durante a infecção aguda.
Obrigado.

Wednesday, April 17, 2002 at 02:16:41
pergunta: Olá o meu nome é sergio tive uma relação de risco em março de 2001. Agora em Janeiro 2002 a minha namorada ficou gravida,fes o teste da sida e deu negativo, acha que eu devia faser o mesmo teste para despistagem. com os melhores agradecimentos de Sergio

Monday, April 15, 2002 at 10:02:31
pergunta: Srs. Drs.
Sexo oral com preservativo não é considerado uma situação de risco?

Wednesday, April 17, 2002 at 17:09:06
pergunta: Boa tarde a todos e felicitações. Em primeiro lugar queria agradecer à Dr.ª Maria João Aleixo os esclarecimentos que me prestou.
Muito Obrigado!
Queria, no entanto, colocar-lhe outras questões:
Exite alguma diferença entre Chlamydia e candidíase, ou são a mesma coisa? Ambas significam obrigatóriamente infecção pelo HIV? Uma garganta que há um mês e meio que não para de me atormentar (dói, arranha e com ligeiro ardor), significa infecção por HIV? Fumar muito, devido à ansiedade, pode contribuir para isso?
Obrigado pelos esclarecimentos.

Wednesday, April 17, 2002 at 09:42:44
pergunta: Srs. Drs.
Li no público que só nos primeiros três meses de 2002 foram notificadas 1000 novas infecções. Afinal quantas pessoas estarão infectadas com VIH em Portugal?
Joana

Friday, April 19, 2002 at 23:19:30
pergunta: Dr Victor Bezerra
Tendo como referência os valores de carga viral e cd4, quando é que estamos perante uma situação de falência terapêutica antiretroviral? É possível que o aumento da carga viral (depois de ter valores indetectáveis, após 1 ano de medicação!) não signifique falência terapêutica?
Obrigado pela disponibilidade.

Thursday, April 18, 2002 at 18:40:50
pergunta: Dr.Ricardo,
Soube deste site depois de uma informacao de um amigo, confesso q adorei o conteudo e tenho certeza q poderao me ajudar. Sou de Sao Paulo e ainda estou em agonia, em out2001 pratiquei sexo oral em um homem q desconheco sorologia, foi uma situacao complicada, enfim, eh uma historia q nao precisa ser contada, passados alguns dias, eu tive um ganglio no pescoco, dores nas costas e algumas bolinhas pelo corpo, tipo alergia, estes sintomas aconteciam um atras do outro, e ateh hoje eu tenho as bolinhas, o ganglio sumiu 3 dias apos ter aparecido, e as dores tbem sumiram, fiz exames em fev2002, 4 meses apos este contato, HIV 1 e 2 Elisa e Biochem, deram NAO REAGENTES...
Dr. me ajude, eu posso acreditar neste resultado 4 meses apos este contato?? estou a ponto de enlouquecer, espero ficar tranquila com sua resposta q tenho certeza sera sincera e objetiva...
Obrigada por tudo...
Mae

Friday, April 19, 2002 at 02:56:54
pergunta: Nas últimas análises que realizei acusou que as plaquetas estavam na ordem dos 832.000(algo anormal!) O que poderei ter?

Friday, April 19, 2002 at 23:23:11
pergunta: Drª Domitília Faria
Sendo o fígado um dos orgãos 'massacrados' pela terapeutica antiretroviral existirá alguma forma de atenuar os danos? Como identificar perturbação do funcionamento do fígado?
Obrigado pela disponibilidade.

Sunday, April 21, 2002 at 17:05:01
pergunta: Uma doente com 45 a, diagnosticada com TB e HIV positiva sem ter feito ainda qualquer tratamento com ARV, com CD4 de 15 Cel / ul, como deve ser tratada, relativamente ao inicio de ambas as patologias.Nao foi possivel determinar a CV.Obrigado

Saturday, April 20, 2002 at 10:29:38
pergunta: Tenho 20 anos e o meu namorado tem 21 e namoramos à 2 anos e meio e tenho relações sexuais à 1 ano. Na última relação que tivemos, aconteceu-me uma coisa. Duas semanas e meia depois apareceu 1 borbulha pequenina na vagina, que nasceu de um dia para o outro.
Passado 3 dias passou e agora nasceu outra ao pá da vagina. Doi-me um bocadinho quando passo lá com o dedo, mas a borbulha não tem pús nem crosta é uma coisa muito pequena que depois passa. Eu e o meu namorado não temos SIDA nem nenhuma outra doença, somos saudaveis e fieis um ao outro. O que será estás borbulhas que depois desaparecem?

Sunday, April 14, 2002 at 20:53:06
pergunta: Fezes não na fase líquida mas mais "moles" do q o habitual durante algum tempo (1mes) pode ser sintoma de alg DST? E ainda q sintomas mais evidentes apresenta a inf da SIDA?

Friday, April 19, 2002 at 09:58:43
pergunta: Sra. Dra.
Há cerca de 2 anos atrás fui assaltado por um toxicodependente com o qual me envolvi em confronto fisico e fiquei ferido pela agulha da seringa com a qual eu calculo que ele utilizava para se drogar.Na altura não liguei mas passado algum tempo tive febre e apareceram-me várias borbulhas vermelhas com um pontinho branco no meio.Na altura e mais ou menos três meses depois dessa situação dirigi-me a um centro de rastreio anánimo e fiz um teste cujo resultado foi negativo.Após este resultado esqueci este assunto mas aqui á poucos dias atrás apareceu-me na pele uma espécie de borbulhas com aspecto estranho e fui ao dermatologista e ele identificou-me molusco contagioso e disse-me que esta infecção viral pode ser transmitida somente por contacto cutâneo, embora uma infecção comum em pessoas infectadas com o vírus da sida. Dra. quais são os sintomas desta infecção cutánea e gostaria de saber se devo repetir o teste ao VIH?

Friday, March 22, 2002 at 09:25:49
pergunta: Sr. Dr.
A resistência aos medicamentos que tem ocorrido com algumas pessoas deve-se essencialmente a quê?Há má utilização dos mesmos ou é normal existirem resistências aos antiretrovirais?Para quando novos medicamentos, quanto tempo se prevê que cheguem mais medicamentos com menos efeitos secundários e mais eficácia ao vírus?Quanto tempo é que se pensa que uma pessoa que começa a tomar agora em 2002, os medicamentos, pode aguentar se tomar com regularidade os mesmos, tendo em conta que o médico que os prescreve é um especialista em VIH?
Obrigado

Wednesday, March 27, 2002 at 18:03:37
pergunta: Boa tarde
Fiz um teste passado 5 semanas após uma possível situação de risco. O resultado foi negativo.Agora passado quase 4 meses vou efectuar novamente o teste.Apesar de pensar que a outra pessoa não estava infectada o receio é grande e tenho algum medo em realiza-lo.
Será que 5 semanas seriam suficientes para acusar o virus?
Obrigada pela atenção

Monday, April 1, 2002 at 13:45:11
pergunta: Quanto tempo após a infecção por HIV, esta se torna detectável e quais os testes que permitem essa detecção no período mais curto?
Em caso de suspeita de infecção após contacto de risco, como proceder?

Friday, April 19, 2002 at 17:30:18
pergunta: Em primeiro lugar queria cumprmentá-la, e agradecer os seus esclarecimentos.
Em relação as dúvidas suscitadas na minha anterior questão, sim de facto fiz algumas penetrações sem perservativo, e o sexo oral fui eu, infelizmente que o fiz.
Tenho os seguintes sintomas: Garganta - arranha ao engolir, doi por vezes (há quase dois meses);
Dor no alto do abdomen; (há quase dois meses); sensação de enfartamento e vontade de arrotar (há quase dois meses); Comichão especialmente na cara (há quase quatro meses); Algumas tonturas e dores de cabeça (há quase quatro meses); Sono e algum cansaço durante o dia e insónias à noite (há quase dois meses);
As minhas questões são as seguintes:
Alguns dos sintomas que apresento duram à mais de três meses, outros à quase dois meses, isto pode querer dizer infecção por VIH, ou pelo contrário, a fase de infecção aguda dura menos tempo?
A garganta continua-me a atormentar-me, por vezes, ainda me aparece um ou outro ponto branco nas amiglalas. Será candidíase, e consequentemente sintoma de VIH? Nunca tive febre, isso é bom indicador?
Poderei ter outra doença, nomeadamente gástrica, como o refluxo gastro-esofágico?
Peço desculpa pela quantidade de questões mas estou muito tenso, não consigo pensar em mais nada. Tenho consulta no próximo dia 26.
Muito obrigado, os meus melhores cumprimentos pessoais.

Friday, April 12, 2002 at 11:47:11
pergunta: Sr. Dr. Machado Caetano
Actualmente fala-se nos inibidores de fusão, como novos medicamentos com novas caracteristicas no controle do VIH, e certamente menos efeitos secundários para os utilizadores.
Para quando a sua efectiva utilização no nosso país e qual as expectativas que tem relativamente a estes novos medicamentos?

Friday, April 12, 2002 at 11:51:30
pergunta: Dr. Machado Caetano
Li numa das suas respostas ao período janela, para o VIH, num tempo de espera de maior segurança de 1 ano.Justifica-se realmente com os novos testes de 4ª geração esperar tanto tempo, e sofrer tanto para realmente estarmos certos desta situação?

Monday, April 15, 2002 at 17:31:04
pergunta: Srs. drs.
Caso venham a descobrir uma vacina esta será profilática ou terapéutica?Qual a vossa opinião sobre a vacina utilizada na Tailândia?

Monday, April 22, 2002 at 10:37:48
pergunta: Sra. Dra.
Caso uma pessoa tenha tido relações com uma pessoa portadora de VIH e caso o teste aos 6 meses seja negativo, penso que está claro que a pessoa não está infectada com este vírus. O queria saber é se as probabilidades de lhe serem transmitidas outras doenças, nomeadamente hepatites, tuberculose etc...são grandes ou não?Que outras doenças é que uma pessoa infectada por VIH, pode transmitir sem ser o VIH?O teste de um ano após esta situação e sabendo que esta pessoa estava infectada não se justifica?

Wednesday, April 24, 2002 at 22:29:57
pergunta: boa npoite. gostava de fazer um teste num dos centros anonimos mas nao sei onde ficam ( so sei que tenho em braga e aveiro; os mais proximos do porto) mas gostava de saber as moradas ou os contactos certos.muito obrigado.

Monday, April 22, 2002 at 11:59:24
Apergunta: Doente com TB + HIV
Dr VB
Obrigado pela sua resposta.
Estou em Mocambique - Maputo. E uma doente africana de raca negra. Enviei o meu endereco sem confidencialidade.
jc

Monday, April 22, 2002 at 05:14:40
pergunta: Dr. Camacho,
Parabéns pelo site é excelente.
Tive no dia 20 deste mês um contato um pouco estranho e homossexual. Troquei carícias (masturbação) com um indivíduo.
Ele me masturbou e eu à ele.
Na hora de ejacular ficamos um de frente para o outro. Não tenho certeza se o esperma dele chegou a tocar minha pele ou meu pênis.
Gostaria de saber se existe algum risco, de ele ter tocado o pênis dele com secreção e depois ter tocado o meu....
Obrigado e um abraço,

Wednesday, April 24, 2002 at 09:47:57
pergunta: Tive uma relação de risco no dia 20 de Abril. Mantive relações sexuais, com penetração sem preservativo, com uma jovem que desconhecia.
Praticamente nada sei acerca dela. Após a "enorme asneira", caí em mim e entrei em pânico. Falei com a pessoa em causa que se predispôs, prontamente, a realizar um teste, que será feito num centro de rastreio anónimo. Faço testes periodicamente e da minha parte estou descansado. Ela dá-me as suas garantias, mas hoje em dia não é possível confiar em ninguém. Sei do risco que corro, daí o meu enorme medo. Queria colocar algumas questões:
1. Qual a fiabilidade destes centros
2. Quais os primeiros sintomas
3. Dentro de quanto tempo poderei realizar um primeiro teste que me tranquilize um pouco mais
4. Durante o acto fiquei com uma ligeira ferida na pele que cobre o pénis. Este factor aumenta o risco de contágio?
5. Tive ainda conhecimento que o risco da mulher contrair sida é superior à do homem durante uma relação heterossexual.
Porquê?
Obrigado pela atenção e fica o meu honesto elogio a este excelente projecto.

Friday, April 26, 2002 at 11:51:52
pergunta: Moro no Porto, e queria fazer o teste onde posso dirigir-me. Gostava de fazer o test ja na segunda-feira.Por isso esta resposta é com a maxima urgencia...
Obrigada

Monday, April 22, 2002 at 20:40:55
pergunta: é possivel contraiar sida com a practica de sexo oral?

Monday, April 22, 2002 at 00:29:33
pergunta: Olá.
Em 2/3/02 tive uma relação com uma prostituta. Ela fez-me sexo oral com preservativo e eu toquei-lhe na vagina. Terminado, vesti-me e dirigi-me ao hotel de taxi que ficava longe dali. Uns 20 minutos depois, comi um aperitivo com a mesma mão sem a ter lavado.
Corri algum risco?
Efectuei testes às 4 e 6 semanas, que deram negativos.
Os resultados são fiáveis?
Não tenho sentido sintomas e por isso, após o teste das 6 semanas, por um médico me ter descansado, tive relações desprotegidas com aminha mulher. No entanto, hontem, 20/4/02, tomei um banho de imersão muito quente e demorado (uns 40 minutos) e quando saí comecei de imediato a tremer compulsivamente. Medi a febre e tinha temperaturas incertas entre 38,5 e 39 graus. Tomei um benuron, deitei-me e acordei sem nada. Como sei que os sintomas incluem febres, entrei em pânico e perdi toda a confiança nos testes efectuados. Será possível que este incidente se deva ao HIV?, a uma mudança brusca de temperatura?
Quando poderei esquecer este pesadelo?

April 30th, 2002
pergunta: Um dos sintomas externos visiveis dos seropositivos africanos é o aparecimento de manchas nos braços e pernas. Pergunto como podem estas manchas ser atenuadas ?

April 30th, 2002
pergunta: Dr e amigo tive relação de riso a 75 dias fiz um teste eliza 62 dias após esta relação gual a confiabilidade deste teste falo de SÃO PAULO, INTERIOR , o teste foi negativo posso confialo responda-me estou muito angustiado. sou do BRASIL AGUARDO RESPOSTA UM ABRAÇO.

April 30th, 2002
pergunta: amigos Drs tive uma relação anal incertiva com uma mulher e desconfio de aids da parte dela fiz teste eliza e deu negativo aos 62 dias pós relação gual a confiabilidade deste teste respondan-me estou muito angustiado nada mais obrigado.

April 30th, 2002
pergunta: amigo Dr pergunto,a confiabilidade de um teste eliza realizado 62 dias após uma relaçâo de risco responda-me por favor obrigado abraços.

May 05th, 2002
pergunta: Um doente raça negra M-25A iniciou TARV AZT+3TC + Viracept há 2 meses. Contudo a Nelfinavir tem um preço incomportavel relativamente ao Indinavir, em Moz (400 euros contra 70 euros/ mensais). Que comentários pode fazer de uma mudança de nelfinavir para indinavir ? Obrigado

April 30th, 2002
pergunta: as defensinas serão estudadas para uma vacina ou uma cura?

May 06th, 2002
pergunta: Sr. Dr. Victor
Li alguns artigos que defendem que os testes actuais, concretamente o teste Eliza, pode não reagir a determinadas estirpes do VIH1.Um destes artigos publicados aqui no site da Aidsportugal, apresentou um estudo em 20 negros onde se veio a verificar que o Eliza não detectou o subtipo de VIH, penso que o subtipo G ou C...Qual a vossa opinião sobre este tipo de situações e que garantias podem as pessoas esperar dos testes feitos nos rastreios anónimos?

May 06th, 2002
pergunta: Srs. Drs.
Já telefonei inúmeras vezes para as linhas que informam acerca da infecção por VIH e ninguém me esclarece quando é que os outros centros de rastreio anónimo abrem(Setúbal, Almada, Leiria etc...). Penso que os governos continuam a menosprezar a questão da Sida e o resultado começa a fazer sentir-se.Falaram-me á algum tempo que iriam abrir em Maio deste ano, será realmente isso que se vai passar?

May 06th, 2002
pergunta: Sr. Dr.Victor
Quantos anos pode uma pessoa viver com VIH, cumprindo os tratamentos e tendo uma vida cuidadosa, desde o momento em que sabe que é portador do vírus, tendo em conta que a infecção é muito recente?Deverá ter esperança em novos tratamentos e vacinas ou ainda está muito longe uma vacina eficaz?

May 04th, 2002
pergunta: Exmºs srs:
Sou homossexual , só faço sexo anal com preservativo e o meu namorado actual disse-me que o sexo oral com ejaculação na boca e eventual deglutição do semen, naõ traz riscos pois o semen é destruido pelo ácido do estomago..estará correcto??

May 08th, 2002
pergunta: Dr. Victor
Em que fase da infecção é que o antigénio é detectado, em qualquer das fases de infecção?Por exemplo se os anticorpos 6 meses após um teste não forem detectados o antigénio seria, com os testes actuais?

May 07th, 2002
pergunta: Sr. Dr. Victor Bezerra
Sabendo que por vezes as pessoas que realizam os testes Eliza ficam tão ansiosas e com medo que os resultados sejam falsos porque que é que não se fazem testes Western Blot, pois pelo que percebi são mais precisos, mesmo que as pessoas optem por pagá-los?O problema é dinheiro, são técnicos especializados para realizarem estes testes?Qual é afinal o problema?

May 07th, 2002
pergunta: Numa experiência laboratorial, uma substância criada por investigadores através de informação retirada de genes de macaco, conferiu a células humanas, protecção espantosa, contra o vírus da SIDA. Os investigadores acreditam que a substância, a que chamaram retrociclína (uma defensina), foi em tempos produzida naturalmente em células humanas mas que os nossos organismos deixaram de a fabricar devido a uma mutação ancestral.

May 07th, 2002
pergunta: Dr VB
Falaram-me no VIREAD - Tenofovir - Dezopoxil. Nao sei se esta bem escrito. O que me pode informar sobre este ARV ? Obrigado

May 06th, 2002
pergunta: Passou se o seguinte! fui a uma casa de strip e embora n se practique sexo, quando fiz um privado com uma strip ela juntou a sua vagina na minha cara e apenas lhe dei um beijo na vagina! durante esse privado deu me prai uns 3 beijos na boca mas pequenos! Passados 2 dias apareceu me uma afta e eu tenho andado um poucco ansioso a cerca disso! axa q posso tar infectado?

May 09th, 2002
pergunta: QUERO COMEÇAR POR VOS DAR OS SINCEROS PARABENS , PELA ALTA QUALIDADE DESTE "SITE". NUMA RELAÇÃO HETEROSEXUAL,COM PRESERVATIVO ,EM QUE O HOMEM TEM PEQUENAS FERIDAS NA BASE DO PENÍS E NO ESCROTO, QUAL SERÁ O RISCO DE CONTAMINAÇÃO ?

May 10th, 2002
pergunta: Sra. Dra. Domitilia
Li num artigo que um especialista em VIH é um médico que fez pelo menos o acompanhamento de 20 pessoas portadoras do vírus durante a HAART. Em Portugal, quantas pessoas é que acha que são especialistas nesta matéria?A maioria dos portadores são tratados por estes especialistas?
Obrigado

May 08th, 2002
pergunta: Sra. Dra. Domitilia Faria
Os gânglios inchados podem ser sinal de infecção por VIH? Especificamente em que zonas é que costumam aparecer estes gânglios?Porque é que aumentam?
Agradeço os esclarecimentos
Silvia Santos

Thursday, May 2, 2002 at 13:10:07
pergunta: Para começar queria felicitar-vos desde já pelo serviço que prestam á comunidade pois a falta de informação continua a ser um problema.
Tive uma situação de risco e efectuei análises ao 22º dia após o contacto, o método utilizado está descrito como MEIA, tenho andado com uma ansiedade terrivel e gostaria de saber se este resultado serve pelo menos para eu descansar um pouco, gostaria de saber qual a diferença entre este método e o tão referido ELISA

May 08th, 2002
pergunta: O que é Tuberculose óssea? Quão grave é? Tem cura?

May 07th, 2002
pergunta: Sra. Dra. Domitilia
O aumento dos monócitos e o facto de se manterem valores constantes e elevados a este nível tem alguma coisa que ver com o HIV?
Muito obrigado Silvia

May 10th, 2002
pergunta: Sr. Dr. Ricardo
O HIV é realmente o único vírus responsável pelo desplotar da sida?Não haverá outros vírus que possam ser responsáveis por esta queda da imunidade?
Li também que existe uma estirpe rara que a O e que foi detectada na zona da África central(Camarões) e foram descritas situações de não detecção desta estirpe pelos testes Eliza.O que pensa disto?

on May 08th, 2002
pergunta: amigo Dr estou com depressão profunda tomando, medicamentos fortes preciso da sua resposta urgente um teste Eliza que pesquise, anticorpos e antigenos ao mesmo tempo é definitivo aos 3 meses se for negativo responda-me por favor estou desesperado e muito angustiado, preciso da sua ajuda ,responda-me o mais rapido possivel.

May 08th, 2002
pergunta: Sr. Dr. Ricardo
A minha questão não está directamente ligada ao HIV, de qualquer modo gostaria de saber que tipo de hepatites é que uma mononucleose ou um citomegalovirus podem originar, pois segundo li estas infecções podem gerar hepatites.
Obrigado Silvia

May 04th, 2002
pergunta: Boa tarde.
Gostaria de saber se em Portugal circula o HTLV.
Como é possivel fazer o diagonostico?
Muito obrigado.

May 11th, 2002
pergunta: Há 6 anos tive uma relação sexual sem uso de preservativo.
Há cerca de 2 anos, efectuei análises à urina e ao sangue, a pedido do meu médico de clinica geral numa altura em que me sentia doente com enxaquequas e febre. Uma das análises que fiz era do tipo imunológico -PCR - e o resultado foi negativo.
Nunca senti qualquer tipo de sintoma que me levasse a pensar que estava infectada com o VIH (nem o meu marido, com quem casei há 3 anos e que é uma pessoa muito saudável, alguma vez teve qualquer sintoma), no entanto vivo aterrorizada por pensar que o posso estar e que posso ter transmitido a doença ao meu marido, e, para além disso estou a pensar engravidar e não o queria fazer sem estar completamente descansada em relação a esta hipótese. Uma vez que vivo numa cidade pequena e num meio conservador tenho receio de fazer um teste de VIH/SIDA pelo que envolve em termos sociais e gosaria e saber se o resultado negativo da análise à PCR me pode dar garantias de que não fui contagiada.
Agradeço desde já a atenção que me possam dispensar relativamente a esta dúvida. Obrigada.
Alexandra

May 09th, 2002
pergunta: Srs. Drs.
Numa relação sexual vaginal desprotegida (homem-mulher), quais as probabilidades de infecção?São maiores para o homem ou para a mulher? São maiores as possibilidades de transmissão de outras doenças?Quais?

May 14th, 2002
pergunta: De que forma é garantida pelos médicos assitentes a confidencialidade relativamente à seropositividade de um paciente, uma vez que o nosso médico de família se encontra, à partida, no posto médico mais próximo da nossa residência e os processos médicos passam, como é sabido, pelas mãos de vários funcionários (da equipa médica e não só) que podem perfeitamente ser nossos vizinhos?
Caso possuam especialistas jurídicos, pergunto também: É legal no meio laboral ou na candidatura a um emprego (estatal ou não) exigir teste de HIV? Quando se efectua um empréstimo bancário para compra de casa é exigido um teste de HIV?

May 12th, 2002
pergunta: Gostaria de perguntar qual o motivo ou motivos que podem levar um doente com sida declarada e com lesões cerebrais a ter cólicas (se assim se podem chamar) sempre que evacua ou tem gazes. A frequência desta situação é muito elevada (quase de 5 em 5 minutos). A pessoa tem de andar de fralda. Será apenas o sistema nervoso? Será da doença? Será devido à medicação? Será que se pode fazer algo?
Resta salientar que a pessoa está melhor (pelo menos aparentemente) quanto ao equilíbrio, a carga viral baixou e a concentração de CD4 aumentou.
A medicação que a pessoa está a tomar é a seguinte:
Zidovudina (1 manhã e 1 noite)
Didanosina/ videx (1 a meio da manhã)
Indinavir (2+2+2)
Cotrimoxazol(2 de 480mg)
Folinato de cálcio (1)
Isoniazida(1)
Fluconazol (1)
Neurontim (2+2+2)
Viread(1), este medicamento começou a ser ministrado agora, por isso não se deve a este.
A pessoa está assim à mais de 1 mês.
Agradecendo a atenção dispensada
Joana

May 15th, 2002
pergunta: Ola. Em Novembro do ano passado mantive uma relacçao em que apenas na parte de sexo oral nao houve protecçao,nao havendo ejaculaçao,mas no restante foi utilizado preservativo. Em Abril deste ano passados 4 meses fiz um teste do HIV I - II onde os resultados foram negativos, e no resto das outras analises deu tudo valores normais. Poderei estar descansado sobre este problema ou deverei efectuar mais analises? O meu medico de familia apenas me receitou uma injecçao para algum virus que nao detectasse nas analises, e disse me que a partir dai ja poderia ter relacçoes com a minha esposa que ja nao havia problemas. Esta relaçao foi extraconjugal

on May 15th, 2002
pergunta: Dr. Victor
A vacina da hepatite B(2º dose) e a vacina do tétano, tomadas simultaneamente, a semana passada, têm alguma influência no teste Eliza feito esta semana(8 dias depois)?
Felicidades para o vosso trabalho

em 2002/05/17
pergunta: Tive uma situação de risco nos inicios de Março deste ano no qual pretendo não repetir seja em que circunstancias for,principalmente pelo aspecto moral,que foi uma relação com uma prostituta muito provavelmente toxicodependente no qual ela fez a mim apenas sexo oral sem protecção. Gostaria de saber se houve possibildade de ter contraído o virus HIV partindo do principio que ela estaria infectada?Tendo em conta a data,preciso saber com alguma urgencia se posso realizar já o teste e assim saber o resultado em definitivo,sem ter que o repetir depois.Obrigado pela ajuda que têm prestado aqui.

em 2002/05/18
pergunta: Como contrair a sida?

em 2002/05/17
pergunta: E verdade que o semem morre passado pouco tempo, se nao estiver dentro do corpo humano, perdendo assim qualquer perigo de contágio?

em 2002/05/17
pergunta: Quais os sintomas se estiver infectado e quanto tempo demora a aparecer desde o contacto de risco.Se não aparecerem quer dizer que não estou infectado?

em 2002/05/17
pergunta: Vivi esta situaçao e queria saber se corro risco de estar infectado. Estive com um homem a quem fiz sexo oral,sem este ter ejaculado. Posteriormente ele disse-me que ja tinha tido um orgasmo com outra pessoa nessa mesma noite. Será que o semen que porventura tera ficado no penis dele ainda podera trazer perigo?
Passado 20 minutos fui lavar os dentes o que pelo que me é dado a ver noutras respostas nao terá sido o mais correcto de ser feito.Obrigado, desde ja pelo esclarecimento.

April 30th, 2002
pergunta: Será que existe algum risco ao retirar um presevativo do pénis com liquido vaginal , após o acto sexual com um parceiro sero-positivo?

May 08th, 2002
pergunta: Sr. Dr. Ricardo Quantas células CD4, se perdem em geral, em termos percentuais aquando da seroconversão?Sei que é difícil calcular pois a maioria das pessoas não sabe quantas células tem estando em condições normais e porque os testes de contagem só se fazem em determinadas circunstâncias, mas em média aproximadamente quantas se perderão?
Muito Obrigado pelos esclarecimentos e continuação do excelente serviço que têm prestado á comunidade Silvia Santos

em 2002/05/17
pergunta: oi amigo Dr mas uma vez venho le perguntar sobre uma questão mal respondida tive uma relação de risco no carnaval passadas 6 semanas fiz teste eliza dando negativo fiz outro com 62 dias com resultado negativo e o ultimo agora aos 3 meses com resultado negativo posso ficar descançado e esquecer o assunto por favor diga sim se sim não se não e se não guando devo repetir ou se 3 meses é suficiente como disse o meu medico quero a sua opinão medica os testes que fiz são de 4 geração e pesquisão anticorpos e antigenos juntos posso ficar descansado sim ou não obrigado mais uma vez um abraço.

May 14th, 2002
pergunta: Sr. Dr. Ricardo
Se os testes Eliza são tão sensiveis como dizem porque é que se utilizam os western blot, como confirmação?Não dá a entender que os testes Eliza são pouco crediveis?

May 14th, 2002
pergunta: Muito boa Tarde Dr. Minha dúvida é a seguinte. Após eu ter feito exames ( fiz há poucas semanas atrás ) para HIV, HTLV e Hepatite, todos negativos após 8 anos da exposição de risco ( meu pai morreu de aids ) , passei pela seguinte ocorrência e gostaria do parecer de vocês.
Em um almoço, a cozinheira cortou o dedo com a faca ao descascar o tomate. Logo em seguida, passou a mão debaixo da torneira e continuou com o trabalho.
Estou aqui no Brasil, não sei se vocês sabem o que é vinagrete. Trata-se de um molho de tomates crus com cebola e vinagre. Bem, o vinagrete foi servido e eu, que tinha um dente extraído um dia antes ainda não bem cicatrizado, comi. Fazia uns 10 minutos que ela avia preparado a vinagrete. Pergunto: Corri algum risco ? Tenho que fazer novos exames ? Li em uma reportagem, já faz tempo, que o vírus sobrevive dias em meio líquido.
Eu não vi o sangue na salada, mas o dedo dela tinha o corte que havia sido feito naquele momento em que preparava o alimento.
Por favor me ajudem, estou desesperado com esta situação.
Agora que imaginei que poderia ter uma vida nova....
Observações:
1 Não sei se a cozinheira era ou não soropositivo.
2 Comi a salada após 10 minutos desta ocorrência.
3 O tomate estava embebido no vinagre.
4 Preciso fazer novos exames ? Caso não, posso ter filhos agora e voltar a uma vida normal sem estes traumas ? Posso ficar 100% tranquilo se levarmos em conta somente esta questão que relato.
Um forte abraço para toda equipe e parabéns pelo vosso trabalho.
Anderson

em 2002/05/16
pergunta: Srs. Drs.
O que é o HTLV?É uma doença do foro infeccioso?É grave?Quais são os sintomas?

em 2002/05/17
pergunta: Srs. Drs.
Em Portugal existe algum estudo concreto, sobre mortes por doenças desconhecidas, isto é, existem certamente pessoas que morrem por motivos desconhecidos, será por VIH?O que se passa a este nível?

Friday, April 12, 2002 at 18:54:37
pergunta: com a boca seca,lingua esbranquiçada, labios esbranquiçados,tera a ver alguma coisa com o estar infectado com o hiv

em 2002/05/18
pergunta: Qual e quais são os sintomas e consequencias de uma hepatite, da mais propagada?
Obrigado pelo vosso trabalho.

em 2002/05/17
pergunta: Sra. Dra. Domitilia
Três meses após uma situação de algum risco dei sangue(só dados habitual) e no banco de sangue contei esta situação, mas garantiram-me que o sangue iria ser devidamente analisado, e caso todos os testes fossem negativos, não existiria qualquer problema.Posso ficar descansado?
Miguel

May 14th, 2002
pergunta: Dr. Ricardo, é a segunda vez q escrevo para este site, minha primeira pergunta foi quanto a confiabilidade num teste anti HIV realizado após 4 meses da exposição de risco, meu resultado após este periodo deu NÃO REAGENTE - Elisa e Biochem.
Fiz conforme sua solicitação e realizei outro agora passado 6 meses e 8 dias desta exposição, resultado Elisa e Biochem novamente NÃO REAGENTE, posso terminar aqui esta angústia?? posso acreditar q não fui contaminada pelo HIV?
Muito obrigada por tudo e parabéns pelas informações e detalhes nas respostas por vossa parte!!

em 2002/05/20
pergunta: Boa Tarde
Realizei um teste passado um mês de uma possivel situação de risco em que o resultado foi negativo.
Passado 5 meses tornei a repetir o teste. Ainda não recebi o resultado.No caso de ser negativo será que posso ficar descansado ou terei de voltar a repeti-lo.
Muito obrigado.

em 2002/05/19
pergunta: Dra..
Tive uma relação de risco em out/2001, sexo oral ativo, em fev/2002 (4 meses após) fiz meu primeiro teste Elisa e Biochem HIV 1/2 - Não reagente, realizei o outro teste neste mês (Maio) passados 6 meses deste contato - outro Elisa e Bichem HIV 1/2 - Não Reagentes, só q eu tive vários sintomas, como alergias, dores musculares, tive um ganglio q sumiu, estou muito preocupada, será q este exame após 6 meses, ainda não detectou anticorpos???....por favor me ajude e me diga com sinceridade se eu preciso de outro teste, eu não aguento mais tanta agonia!! Muito obrigada por tudo, fiquem com Deus

em 2002/05/21
pergunta: Os testes executados nos rastreios anónimos, são fiscalizados por que entidades?Em todos os centros, de Norte a Sul do país são utilizados testes de 4ª geração?
Muito Obrigado srs. drs.

May 07th, 2002
pergunta: Exmo. Dr. Caetano,
queria antes de mais agradecer o facto do Dr. se disponibilizar para responder a perguntas relacionadas com este tema o que revela já de si uma vontade de ajudar o próximo.
A minha pergunta prende-se com o facto de eu ter tido relações sexuais com uma prostituta e, apesar de ter usado o preservativo do principio ao fim, dei por mim emergido num mar de medo e duvidas. Na altura apresentava um tipo de irritação no pénis semelhante ao apresentado nos labios quando estão com cieiro e tenho 3 sinais de carne um pouco acima do pénis. Quais as probabilidades de ter contraido o HIV ou outra doençao sexual?
Muito obrigado.

em 2002/05/22
pergunta: Exmo Sr.
Á cerca de 1 mês e meio tive uma relação sexual com uma rapariga e quando estavamos a fazer sexo anal, o perservativo rompeu. Passado 1 semana tive uma amigdalite (acho que é assim que se escreve). Gostaria de saber se, caso ela seja portadora do virus, existe a possibilidade de me o ter transmitido. Como devo proceder?
Obrigado pela atenção

em 2002/05/23
pergunta: De a algum tempo a esta parte tem aparecido umas babas(borbulhas) enormes na pele que depois ficam vermelhas escuras. De referir que não tenho mais nenhum sintoma tipo dores de garganta cabeça ou musculares e não tenho tido febre.Também tenho renite alérgica e alergias a humidade, pó etc. Gostaria de saber se estas borbulhas ( parecem picadas de melgas , mas ficam umas babas enormes, mas depois escurecem ficando cada vez mais vermelhas escuras ) podem indiciar algum tipo de sintoma de HIV.Obrigado

em 2002/05/23
pergunta: Onde posso realizar o teste ao HIV na zona de Lisboa!
TIve uma relação que durou +/- 1 mês e tive um azar, o preservativo rompoeu-se! E desde aí náo ando descançado!
Tem algum tempo para se ter que efectuar o exame ou posso fazê-lo já, como tenho que proçeder e o que fazer na minha situação??

em 2002/05/22
pergunta: Boa tarde a todos e muitos parabens pelo site.
A minha questão é sobre o citolomegavirus (CMV).
Há mais ou menos dois meses tive um comportamento de risco, com algumas penetrações e com sexo oral feito por mim à rapariga.
Fiz análises passado 3 semanas e estava tudo bem, mas descobri que tinha CMV positivo (IgG -positivo; IgM - negativo) e HSV1 positivo (IgG -positivo; IgM - negativo).
Passado uns dias tive uma inflamação na garganta, dores de barriga e dores de cabeça.
Como as dores se mantinham fui fazer uma endoscopia que acusou esofagite, com residuos hemáticos.
A questão é a seguinte:
1- Pode a esofagite dever-se ao CMV? O CMV pode dar sintomas sem que isso represente infecção por HIV?
2- O CMV pode manifestar-se na fase de infecção aguda?
3- Ainda não tive febre, é bom sinal, o Dr. Ricardo Camacho diz que a febre pode ser muito baixa, a partir de quanto se considera febre muito baixa?
4- que outras doenças para além da sida podem "acordar" o CMV?
5- os meus sintomas já duram há dois meses, é possível que a fase de infecção aguda dure tanto tempo?
6- O meu médico diz que isto é tudo ansiedade, que é psicológico, é possível?
Obrigado por tudo, mas por amor de Deus respondam-me, por favor. Saudações.

em 23/05/2002
pergunta: Muitas felicitações pelo site.
Gostaria de saber qual é o aspecto dos glânglios inchados. São pequenos, grandes, com ferida sem ferida, aparecem só de um lado ou por todo corpo.
Muito obrigado.

em 2002/05/23
pergunta: Exmo Sr. Dr,
É com um sentimento de apreço por este tipo de inciativas que envio este mail. É apenas um pedido de ajuda...
A situação é a seguinte :
O meu primo (com o qual mantenho uma relação muito próxima), 26 anos, ex-toxicodependente e neste momento "limpo" tomou conhecimento de ser portador do Hiv numa análise de rotina já depois de ter ultrapassado o problema da droga.
O choque incial foi obviamente enorme para ele e para toda a familia, sendo que, aos poucos começámos a enfrentar a realidade. Está neste momento medicado e acompanhado no Hospital Curri Cabral, mas ainda com a carga viral acima da média.
Recentemente assumiu perante a sua companheira a doença, que aceitou o facto e disponibilizou-se para ajudar e acompanhar o meu primo no que seja necessário.
Está desempregado, é também acompanhado por um psiquiatra e tem sofrido infecções continuas...ora de pulmões, ora de dentes, etc...que não ajudam em nada!
Assim, esta minha solicitação vai no sentido de me informarem acerca da doença e desta situação, com conselhos, sugestões, boas e más prácticas do doente, contactos, o que fazer...enfim, tudo o que acharem por bem....
Para ver se posso ser util ao meu primo de alguma forma...
Os meus melhores cumprimentos,
Ricardo Lourenço

em 23/05/2002
pergunta: Boa tarde, Sr. Dr. Camacho:
Com um teste, Elisa, tanto quanto percebi (EIA?), realizado 10 semanas após uma relação de risco (sem protecção, desconhecendo-se, no entanto, se o parceiro é ou não portador do virus) que dê resultado negativo, é necessário, para total certeza, a realização de novo teste? Quando?
No caso do resultado ser positivo, que fazer a seguir? Que especialidade consultar, quando não se tem médico assistente ou de família que possa encaminhar? Como e onde se consegue realizar o teste Western Blot e é este essencial para a comprovação da infecção?
Muito obrigado pela atenção e bem haja pelo valioso contributo que tem dado a este site.

24/05/2002
pergunta: Doutor,como já lhe perguntei anteriormente acerca de uma relação de risco que tive nos inicios demarço(+/- dia 8 março de 2002),ao qual foi uma relação em que uma prostituta fez-me sexo oral sem preservativo e o sr.Dr. me respondeu que deveria fazer na mesma o teste e que certamente seria negativo já que o risco era minimo e não houve ferimento.
eu realizei o teste no dia 20/05/2002 e já tenho o resultado que foi não reactivo.Tendo em conta que o teste foi realizado após 10 semanas e que é um teste eliza com pesquisa a varias doenças infecciosas e com pesquisa aos anticorpos e tambem ao antigenio,eu pretendo saber se é necessário repetir o teste ou este que fiz foi suficiente?

27/05/2002
pergunta: Dr. Victor
Li um caso onde um individuo que desconfiou da infecção por VIH realizou cargas virais ao 1º,2º,3º mês após uma situação de risco, todas com valores indetectáveis e ao 3º mês realizou um Eliza que acusou infecção por HIV.Dr. será que ele já tinha produzido anticorpos no 1º mês e se realizasse o Eliza já seria detectável pois só seria lógico ter carga viral indetectável se o organismo respondesse ao vírus?Qual a sua opinião sobre isto?
Agradeço os esclarecimentos

May 14th, 2002
pergunta: Srs. Drs.
A variação acentuada dos linfócitos(globais) e não somente os CD4, feitos através de um hemograma, que determina também monócitos, basófilos etc...se for uma variação grande, é normal ou os valores deverão ser relativamente constantes ao longo do tempo?

27/05/2002
pergunta: o que é mononucliose?

27/05/2002
pergunta: como doente da sida , quais os riscos que corro se apanhar varicela , visto dter dois filhos menores , que podem estar infectados com a varicela , ate quanto pode ser prejudicial para mim estar junto deles. Cristina

27/05/2002
pergunta: Exmos Srs. Drs,
No dia 24/05/02 cometi um comportamento de risco ao ter contacto sexual com uma parceira desconhecida. Ela fez-me sexo oral sem preservativo e houve um contacto ligeiro entre sexos sem chegar à penetração. Gostaria de saber que riscos corro de estar infectado e o que devo fazer e quando para confirmar se estou ou nao com qualquer doença.
Muito obrigado!
Um abraço

em 28/05/2002
pergunta: Sou dentista e fiz a anestesia na paciente, coloquei a seringa na bancada e continuei atendendo esta paciente. Depois de atendedê-la, alguns minutos mandei a próxima paciente entrar , foi aí então que piquei meu dedo com a seringa. Gostaria de saber se existe alguma probabilidade do vírus poder causar a doença mesmo depois deste tempo?

em 28/05/2002
pergunta: tenho feito sexo oral sem preservativo a alguns parceiros.
o risco de contrair sida é muito grande?
nas relaçoes sexuais propriamente ditas uso sempre preservativo.

May 14th, 2002
pergunta: Sr. Dr.
Li que os CD4 podem variar bastante mesmo numa pessoa sem VIH e inclusive podem decescer com o tempo e durante o próprio dia.Isto é realmente verdade podem existir uma grande variação das nossas defesas inclusive quando padecemos de stress?
Muito Obrigado

29/05/2002
pergunta: Obrigado pela rápida resposta. Acha que devo fazer analise de hepatites e hiv so para ficar descansada?

May 14th, 2002
pergunta: Srs. Drs.
A variação acentuada dos linfócitos(globais) e não somente os CD4, feitos através de um hemograma, que determina também monócitos, basófilos etc...se for uma variação grande, é normal ou os valores deverão ser relativamente constantes ao longo do tempo?

May 08th, 2002
pergunta: Sr. Dr. Ricardo
Quantas células CD4, se perdem em geral, em termos percentuais aquando da seroconversão?Sei que é difícil calcular pois a maioria das pessoas não sabe quantas células tem estando em condições normais e porque os testes de contagem só se fazem em determinadas circunstâncias, mas em média aproximadamente quantas se perderão?
Muito Obrigado pelos esclarecimentos e continuação do excelente serviço que têm prestado á comunidade
Silvia Santos


em 31/05/2002
pergunta: Sr. Dr. Ricardo
É possível a seguinte situação:
Um individuo tem relações com determinada parceira infectada, depois alguns meses mais tarde tem relações com outra parceira aparentemente não infectada e transmite-lhe esta infecção(detectada por testes na 2ª parceira) e no entanto nos testes que o individuo realiza não acusa rigorosamente nada.(até á data).
Esta situação é possível?
Obrigado pelo vosso trabalho

em 29/05/2002
pergunta: Dr Ricardo Camacho em primeiro lugar quero felicitá-lo pelo seu trabalho aqui efectuado o qual é digno de grande admiração e respeito. Após uma separação um tanto ao quanto dificil conheci uma rapariga e num acto mal pensado tive uma relacção de risco (relação sexual sem preservativo). Uns dias mais tarde vim a saber que costuma ter vários parceiros sexuais e a partir desse dia entrei completamente em pânico seguido de grande depressão ou seja tem sido a pior fase da minha vida com receio de ter contraído o hiv. Aos 85 dias (12 semanas) realizei um teste ao hiv no instituto dr. Ricardo Jorge o qual já recebi e o resultado e foi negativo. Gostaria que me respondesse se poderei esquecer este episódio e voltar á minha vida ?
Muito obrigado.

em 31/05/2002
pergunta: A alguns dias tive contato sexual - masturbação - com indivíduo que desconheço. Um pouco do seu semen caiu em minha mão, a qual estava com um pequeno ferimento, porém já seco. Gostaria de saber se existe algum risco de contágio, caso ele seja portador de HIV.

em 27/05/2002
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
A minha dúvida é esta:
É possível ter um resultado negativo num teste Eliza e ter simultaneamente um resultado positivo num Western Blot?Sei que o contrário é possível dada a sensibilidade do Eliza, daí haverem falsos positivos.
Obrigado António Antunes

em 29/05/2002
pergunta: Bom dia dr.
Há um mês e 20 dias atrás mantive relacionamento de risco com 2 rapazes, prátiquei sexo oral sem preservativo, sem ejaculação e relação anal com um deles rapidamente sem preservativo, o outro com preservativo.
Após este acontecimento surgiram coceiras em meu corpo, a dermatologista disse não se tratar de aids, agora tive furunculo, não tive outro sintoma, após 1 mes eu realizei o teste de HIV q deu negativo, posso estar infectado apenas com estes sintomas? estou muito preocupado, agurado a resposta, muito obrigado....Renan

em 31/05/2002
pergunta: Amigos Srs. Especialistas, as minhas felicitações a todos.
Venho colocar-lhes questões sobre os valores de hemograma. Tive uma relação de risco à um mês e meio, ontem (dia 31 de Maio) recebi o resultado das análises gerais que fiz, em que há um certo aumento de Leucócitos. Leucograma: Leucócitos-11.100; Neutrófilos-52% - 5827; Eosinófilos-1.9% - 0.211; Basófilos-1.3% - 0.144; Linfócitos-37% - 4.107; Monócitos-7.3% - 0.810; Morfologia Globular- Normal; Hemoglubina 15.3 g/dL; Velocidade de sedimentação: 5 mm/h, 1.º hora. Gostaria saber o que acham destas análises, se correspondem a um processo de infecção por HIV. Se é uma leucocitose.
Se tem alguma relevância, anda-me a nascer um dente do siso tendo a gengiva um pouco inflamada.
Apareceram-me umas dores numa unha do pé, li que pode ser uma onicomicose que corresponde a um sinal precoce de infecção por HIV, é verdade?
O meu médico diz que é do medo e ansiedade em que ando que levaram o hemograma a dar estes resultados, isso pode acontecer?
Obrigado a todos, grato pelo esclarecimento.

em 24/05/2002
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Li que na medição da carga viral os métodos PCR e NASBA quantificam cargas virais em cerca de 1.5 a 2 vezes mais do que o método bDNA, quais as consequências de resultados diferentes e que interpretação se deve fazer desses mesmos resultados?
Agradeço os seus esclarecimentos

em 02/06/2002
pergunta: é natural uma doente com 25A a fazer ARV e bem controlada clinicamente perder o prazer do sexo?

em 03/06/2002
pergunta: Ola. Sou do Porto e à mais ou menos um mês e meio tive uma relação de risco. Cerca de duas semanas depois tive todos os sintomas de uma gripe com dores de garganta e no corpo. Receio estar infectado.
Quais as medidas a tomar no sentido de efectuar um primeiro rastreio. Existirá aqui no Porto centros onde possa ser feito?

em 31/05/2002
pergunta: Sra. Dra. Domitilia Faria
A urticária está associada á infecção por VIH?Quais os seus sintomas?Poderá estar associada á toma de medicamentos?
Obrigado
Hugo

em 03/06/2002
pergunta: Dr. Ricardo
A subida dos neutrófilos para 76% e a descida dos linfócitos para 12%, indiciam alguma coisa relacionada com VIH?

em 04/06/2002
pergunta: Srs. Drs.
No vosso artigo publicado na Aidsportugal fala-se de novas recombinantes de HIV1, espalhadas pelo Mundo.Estas recombinações são detectadas com os Elizas actuais?Dentro dos períodos normais?
Sinceros agradecimentos

em 04/06/2002
pergunta: Dr. Ricardo
Em que consiste a inversão leucócitária?O que são mialgias e odinofagias?
Obrigado Manuel

em 04/06/2002
pergunta: Parabens pelo exelente site que esta disponivel para a populaçao, para a esclarecer de certas duvidas que possam ter sobre o HIV. A minha primeira pergunta e se em Portugal existe algum laboratorio privado ou publico ou alguma equipa de investigadores que trabalhem no sentido de estudar o Hiv para encontrar a cura ou pesquisar medicamentos ARV mais eficazes. A segunda pergunta e se uma pessoa infectada pelo HIV em Portugal fazendo a teraeutica tripla com ARV se tem tantas possibilidades de ter sucesso comparado com paises mais ricos como os EUA.A terceira pergunta nao e bem uma pergunta gostava que me dessem a sua opiniao, por que razao o nosso Pais e o primeiro ou segundo da Europa com mais cassos de pessoas infectadas com HIv, mas para a populaçao de uma forma geral ou para os sucessivos governos esta e uma doença que parece nao existir no nosso pais, parece que falar de HIV ainda e tabu.Obrigado

em 04/06/2002 pergunta: Srs. Drs.
Já tinha colocado esta questão á algum tempo.Queria saber se ocorreu no Mundo alguma seroconversão, com um intervalo superior a um ano, após a situação dita de risco?Se aconteceu existe alguma razão para tal situação?
Agradeço o vosso esforço nesta luta.

em 05/06/2002
pergunta: EL SIDA SE TRASMITE POR EL SEXO ORAL SI O NO?

em 04/06/2002
pergunta: Gostaria de saber, sendo brasileiro, se posso obter os medicamentos em Portugal gratuitamente como recebia no Brasil.
Tomo o coquetel já há três anos. Estarei em Portugal para um trabalho temporário e preciso continuar tomando os medicamentos e fazendo os controles de rotina. Para que isto ocorra onde e a quem devo me dirigir. Por favor, informe-me o mais rápido possível.
Muitíssimo obrigado.

em 07/06/2002
pergunta: Sr. Dr. Ricardo
A minha dúvida é a seguinte:
Tendo feito inúmeros testes para o VIH, sempre negativos e tendo realizado outras análises, entre elas para o Epstein-Barr e onde o IGm estava negativo mas o IGg estava positivo, com valores elevados(137U). Mais tarde(três meses depois) voltei a fazer estas análises e o IGg já estava em (83U).Será que tive uma infecção recente de mononucleose, onde os valores do IGm provavelmente estiveram positivos e como fiz análises três após o contacto suspeito o valor do IGm pode ter caído e ter dado lugar a valores elevados do IGg(anticorpo), que também com o tempo têm vindo a cair, embora sempre positivos?De qualquer forma nos primeiros exames fiz análises para a mononucleose e foram negativas.Qual a sua opinião sobre isto, tendo em conta que tive e tenho inúmeros sintomas, mais de um ano após esta situação, com o VIH negativo(fadiga, comichões,dores musculares, rash cutãneo...)
Obrigado

em 09/06/2002
pergunta: Goatava que me esclarecesem de uma coisa:A alguns meses talvez quatro ou cinco reparo que sempre que urino a minha urina faz bastante espuma, eu acho um pouco anormal tanta espuma, isto podera tar relacionado com alguma doença, qual?

em 09/06/2002
pergunta: Gostaria de saber se as pessoas em tratamento com a terapia antiretrovirais, podem beber alcool, fumar, e comer todo o tipo de alimentos ou se sao sujeitos a alguma dietas, gostava tanbem de saber se o desporto para estas pessoas e aconselhavel, ou e de todo nao aconselhavel pelo esforço fisico desenvolvido numa practica desportiva.Obrigado pela disponibilidade, e pelos esclarecimentos.

em 10/06/2002
pergunta: Dr.Victor
É possivel um resultado falso negativo num exame Elisa e Biochem realizados exatos 6 meses após contato de risco com o seguinte resultado:
Abbott EIA HIV 1-2 - Leitura de amostra: 0.006
Cutoff de ensaio....: 0.106
Não reagente
Biochem Leitura de amostra: 0.067
Cutoff de ensaio...: 0.198
Não Reagente
Todos outros exames tbem deram Não Reagentes: Toxo, Hepatites, Sifilis, o q me incomoda e não me deixa em paz é q eu tive todos os sintomas da fase aguda, tais como: ganglios q sumiram, dores musculares, de garganta, gripes, alergias, sinceramente não sei mais o q fazer....Um grande abraço e obrigada por tudo...

em 10/06/2002
pergunta: Sr Dr
Borbulhas com uma "cabecinha" branca, no meio que dão comichão podem ser sinal de VIH?Espalam-se pelas costas, irregularmente e nas zonas superiores dos braços).

em 08/06/2002
pergunta: Gostava de saber se a analise vdrl com titulaçao, pode acusar dst ao fim de quanto tempo,logo apos uma possivel situaçao de risco ou pode demorar algum tempo meses por exemplo, o meu medico disse-me que estas doenças por vezes sao muito sensiveis e pode nao acusar no vdrl, nao duvido da palavra dele como e obvio, mas gostava de saber a vossa opiniao.Obrigado pela disponibilidade.

em 06/06/2002
pergunta: Sou portadora de esclerodermia em placas na regiôa abdominal e recentemente me foi diagnosticado liquen plano(cavidade bucal). Existe alguma relação entre as duas patologias, além de serem consideradas doenças auto imunes? Se possivel gostaria de receber alguma indicação bibliografica a respeito destas patologias. Agradeço sua atenção e conto com sua colaboração, um abraço Cynara
Tenho 40 anos, a esclerodermia existe a 12 anos e o liquen plano a 6 meses, não sou fumante e tambem não utilizo drogas licitas e ilicitas. gostaria de parabenizá-los pelo trabalho realizado.

em 08/06/2002
pergunta: Gostava de perguntar se se pode designar qualquer doença transmisivel sexualmente por infecção, se nao for infecçao, quais as doenças que se podem designar por infecçao, as doenças provocadas por bacterias podem ser designadas infecçoes?

em 08/06/2002
pergunta: quais sao os primeiros sintomas do hiv?minha namorada tem toxoplasmose e andou sentindo muita dor de cabeça, uns dias atras teve febre.Isso pode ser um sintoma do hiv?ou pode ser outra doença? Pois estou com muito medo? Onde posso fazer o exame de hiv e qual é o mais eficaz? obrigado. especialista: Maria José Manata - Infecciologia

em 11/06/2002
pergunta: O meu ex-marido teve um relacionamento com outra mulher há cerca de um ano. Soube agora que ela é seropositiva.
Fiz análises há cerca de um mês e deu negativo.
Haverá alguma possibilidade de estar contaminada e ainda não acusar nas análises?
Tenho um filho de 23 meses e estou muito assustada. Obnrigado.

em 12/06/2002
pergunta: Gostaria de saber , se injetado sangue contaminado pelo HIV , em produtos de um supermercados por ex: potes de iogurtes ou frutos. A pessoa que ingerir tal produto, será infectada pelo vírus hiv.
Muito obrigado pela atenção.

em 13/06/2002
pergunta: Gostava de saber se o HIV fora do organismo humano, por exemplo na pele intacta, se tem possibilidade de a penetrar.
E se o HIV fora do organismo humano em contacto com a pele,se sobrevive mais de uma hora, ou apenas poucos minutos.Obrigada.

em 13/06/2002
pergunta: Tive uma situação de risco à 1ano e 1 mes atras. Desde essa altura não tive outro comportamento de risco, pq aquele serviu-me de aviso.
Fiz analises ao Hiv1 e 2, sifilis, hepatite b e C, etc..., as 1 semanas, 3 meses, 7 meses, 9 meses e 12 meses, desde a situação de risco, e todos estes testes deram negativos.
Gostava de saber se posso estar descansado e não pensar mais no assunto.
Agradecia uma resposta breve, e obrigado pelo vosso extraordinário trabalho.
Nuno

em 12/06/2002
pergunta: Srs. Drs.
Gostava que me esclarecessem o seguinte:
Se uma pessoa tiver esta infecção e se dirigir ao médico de familia e ele passar a declaração para o hospital da sua área de residência, os outros funcionários do centro de saúde não ficam a saber o estado deste doente, quando tratam de carimbar e "legalizar", o pedido para o hospital?
Obrigado Catia

em 12/06/2002
pergunta: Gostaria de saber se existe o risco de contágio com o HIV no caso de ter uma relação oral com uma mulher que desconheço estar ou não infectada sendo que a ejaculação se deu no inerior da boca? Muito obrigado pela vossa atenção.

em 12/06/2002
pergunta: Gostava de saber se o virus papiloma humano HPV, se e transmitido sexualmente, e que perigo apresenta.Obrigado pelos esclarecimentos.

em 13/06/2002
pergunta: Gostava de saber se um casal seropositivo pode ter um filho, sem que este seja infectado.Se a resposta for positiva de 0 a 100 qual a probalidade de se ter sucesso, e que medicação se deve tomar.

em 14/06/2002
pergunta: Desejaria antes demais felicitar toda a equipa pelo vosso empenho no excelente trabalho que andam a fazer. Gostaria de colocar uma pergunta, á qual gostaria se possível que me fosse respondida em privado , devido ao melindre do seu teor. Ouvi dizer que em alguns países, marginais infectavam as pessoa através de picadas de agulhas infectadas com o HIV.
1º Desejaria saber se tem conhecimento de algum caso desses.
2ºGostaria de saber a probabilidade de uma pessoa ser picada dessa maneira (picada numa coxa) com uma agulha contaminada pelo hiv, vir a contrair a infecção.
3ºO aparecimento 2/3 semanas depois de um contacto de risco de manchas vermelhas por todo o corpo, causando comichão pode ser indicador quase seguro de uma contaminação?
4ºQuais e quando aparecem os primeiros sintomas de uma seroconversão e também os sintomas manifestos da doença.

em 12/06/2002
pergunta: questões sobre hiv:
1. há indícios que o stress/ansiedade/medo afectem o tempo de seroconversão?
2. é normal que os sintomas da fase aguda de infecção por hiv apareçam aos poucos (ex: faringite e febre ás 2 semanas, dores nas axilas ás 3 semanas, problemas de pele ás 6 semanas), ou normalmente apareçem simultaneamente?
3. fiz o teste num centro anónimo ás 8 semanas (negativo) e disseram-me que por precaução devia repetir ás 12 semanas. concordam? devo esperar mais tempo?
muito obrigado pela vossa disponibilidade,
paulo

em 17/06/2002
pergunta: Em primeiro lugar gostava de agradecer a todos os medicos, pelos esclarecimentos, e pelo exelente trabalho que aqui realizam, a todos muito obrigado.No entanto tenho uma pergunta que nunca vi colocada que e a seguinte:Uma pessoa que seja infectada com HIV por exemplo hoje, ao fim de quanto tempo pode infectar outra, ou seja passado quanto tempo essa pessoa tem o virus no sangue ou nos fluidos sexuais, de modo que possa infectar outra, passado dias ou mais?Obrigado e um abraço.

em 16/06/2002
pergunta: Sra. Dra.
Um ganglio no pescoço e posteriormente um ganglio na virilha esquerda(provoca dores), pode ser sinal de VIH, ou os ganglios podem ser vistos noutras doenças?
Obrigado

em 13/06/2002
pergunta: Srs. Drs.
Vírus como o CMV e o vírus da mononucleose podem provocar sintomas semelhantes ao VIH e que se podem manifestar por vários meses?Será esta uma das razões para tantas pessoas falarem de sintomas e o teste eliza ser negativo?Qual a vossa opinião?

em 15/06/2002
pergunta: No dia 14 de junho 2002, a tarde
Eu sei que o Dr Camacho trabalha no Egas Moniz...
Eu fui dar sangue no Hospital Egas Moniz mas sa'i com muitas d'uvidas na cabeca....
Na altura em que chegou a minha vez de dar sangue... eu reparei que a enfermeira tinha ja preparado uns compressos que permitem limpar a zona do braço antes de picar com a agulha.
Mas o compresso tinha mancha vermelha que acredito seja tinta e iodo.... mas como e que posso saber se o compresso ja tinha sido usado antes de mim ou nao ????
E se o compresso tivesse sangue do dador anterior e a enfermeira tivesse esquecido de o deitar fora?
Sabe que a tinta de iodo tem a mesma cor do sangue, e fico confuso pensando nisso !!!! Pode haver engano ?
A tinta e o iodo matam o VIH ?
Repare que antes de mim foi uma senhora com os 45. 50 anos que foi atendida para a colheita mas para a ficha medica que essa senhora foi atendida pela medica antes de um senhor e a seguir a esse senhor fui eu... mas na pratica ou durante a colheita essa senhora deu sangue directamente antes de mim..eu gostaria de saber se pudesse investigar o caso ou seja tentar saber se nessa tarde as 2 pessoas antes de mim tinham alguma anomalia ou nao ???
Embora isso nao acontece, eu so quero ficar mais descansado.
Por favor, ajude-me nesse sentido...
Por exemplo :
temos X Y Z
pela consulta medica, a senhora que foi atendida representa o X e eu sou o Z , mas pela colheita a senhora representa o Y e eu sou o Z .
Eu so gostaria de saber se mesmo por engano, ha ou nao ha risco de infecçao cruzada atraves do compresso ou nao.
Peço confidencialidade
Nitesh

em 12/06/2002
pergunta: Sr. Dr. Ricardo
As úlceras gástricas podem ser sintomas de HIV, durante a primoinfecção?Outras doenças virais podem ser responsáveis por este tipo de mal estar?
Estou muito contente com o excelente trabalho que têm desenvolvido nesta área.Felicidades. Miguel

em 13/06/2002
pergunta: Drº Ricardo Camacho efectuei uma analise de pesquisa de anticorpos HIV1/2 as quatro semanas, e as seis semanas, com resultado negativo, no laboratorio disseram-me que as seis semanas com um teste negativo, que a fiabilidade deste teste e muito proxima dos 100%.
A minha pergunta e se um teste de 3 geracçao as seis semanas ja tem senssibilidade suficiente para detectar os anticorpos, e a possibilidade deste teste e proxima dos 100%?
A segunda pergunta e se e possivel ter o tete de Ag24 num teste de 3 geraçao, porque foi.me dito que eles no computador ou no aparelho deles tinham um teste que dectava a infecção em 15 19 dias, isto e verdade Drº.Comprimentos e mto obrigado.

em 06/06/2002
pergunta: Srs. Drs. encontrei uma página na internet na qual existe uma notícia que anuncia a descoberta da cura contra a SIDA, gostava de saber se têm conhecimento de tal descoberta.
Obrigado.
O endereço é o seguinte::
www.wittytirade.com/news/science/sci001aidsquiltcures.shtml

em 17/06/2002
pergunta: gostaria de saber se é possível obter os contactos para uma consulta particular com algum dos especialistas de Lisboa presentes nesta secção?
obrigado.

em 18/06/2002
pergunta: a minha irmã tem o vírus da sida há cerca de 8 anos. até aqui mostrou-se muito saudável, mas de um ano a esta parte tem vindo a emagrecer imenso (9 quilos). ela tem sido sempre acompanhada pelo médico que me disse que o facto de ela ter emagrecido tanto tinha que ver com a grande dose de medicamentos que ela toma por dia. será isto verdade? acham possível que ela dure ainda muitos anos? ela é doente de sida ou portadora do vírus? nunca entendi muito bem, mas também não lhe quero perguntar directamente.tirem-me estás dúvidas com toda a franqueza. ainda posso contar com muitos anos de convivência?

em 19/06/2002
pergunta: Srs. Drs.
Li num estudo feito por cientistas americanos sobre a ARS e, em concreto sobre o período relativo á seroconversão e segundo eles existem somente dois tipos de sintomas que de facto são altamente suspeitos relativamente á infecção por VIH; são o rash cutâneo e as febres.
Srs. Drs. tendo tido uma situação de algum risco(sexo com penetração vaginal) protegido, mas que ao retirar o preservativo deixa-me algumas suspeitas sobre um possível toque na zona exterior da vagina enfim...e embora tenho a tido inúmeros sintomas entre eles febre(após um ano da relação) e um rash mais ou menos intenso essencialmente na zona do peito, qual a vossa opinião sobre a possibilidade de eu estar infectado?(Refiro que já fiz vários Elizas nos CRA ao longo deste ano, após esta situação e foram negativos.)
Obrigado Lino

em 18/06/2002
pergunta: Srs. Drs.
Quanto tempo pode viver um bébé que nasce com o HIV?

em 19/06/2002
pergunta: Gostava de perguntar se uma rapariga com dores de barriga e corrimento de sangue na vagina,em casos pontuais, pode ser sinal de HIV ou de uma DST, qual? ou de outra doença?Obrigado.

em 19/06/2002
pergunta: Dra Maria João Aleixo
Permita-me que lhe expresse o apreço pela colaboração que presta neste site e nomeadamente a forma como respondeu ás minhas questões.
No entanto gostaria que os meus sintomas fossem analisados pessoalmente pois é sempre difícil explicá-los por palavras e embora a comunicação via mail tenha muitas virtudes é também bastante limitativa.
Nesse sentido gostaria de saber se é possível obter o contacto telefónico duma clínica onde a dra trabalhe para poder marcar uma consulta.
obrigado,
paulo

14/06/2002
pergunta: Sr. Dr.
Gostaria de felicitá-los pelo serviço público que os senhores têm prestados aos inúmeros cibernautas.
É verdade que existem seroconversões que podem durar 2 ou mais anos a serem detectadas pelos testes Eliza?Isso já se verificou?

em 20/06/2002
pergunta: Bom!! há mais ou menos 7 meses, eu descobri que começaram-se aparecer uma ingua na minha axila, pequena, sem dor e sem inchaço. Procurei varios médicos e apenas um conseguiu chegar a uma conclusão que não me agradou muito mais acho que é esse fator mesmo. Ele disse que o problema estava em um produto que jamais tinha resolvido usar e usei, um creme para passar nas axilas, ou seja um anti-transpirante só que creme. Realmente elas apareceram nessa epóca que usei esse creme. Fiz exames de sangue, tirei chapas de torax, chapas do estomago, está tudo em ordem comigo!
Mas tenho suado demais pelas mãos, coisa que não era normal em minha vida, mas sou uma pessoa nervosa, que já sofreu de sindrome de panico e ansiosa demais, o que será que está acontecendo? O dr. disse que não são inguas e sim caroços que por causa do entupimento devido ao creme se formaram. Engraçado que estão menores do que já eram, nunca chegaram a 3cm, e uma vez por mes a bendita aparece e depois vai embora, como tambem sou hipocondriaco fico mexendo e sei que está lá. Por favor me ajude!!
Queria saber se estou doente, não tenho perda de peso, não tenho febre nem com elas aparecendo, não tenho diarréia nem nada, será que esse médico esta certo?
Dificilmente estou doente por causa de alguma coisa, cheguei a ter gripe sem febre e que nada mais nada menos que 3 dias estava sarado.....meus exames como disse são normais, não tem alterações.
E por fim ninguem mais sabe dizer, os médicos dizem para eu ir dormir e esquecer que ela vai embora, realmente ela vai mesmo, mas depois volta, pequena,sem dor e ai depois novamete vai embora e continuo na mesma.
Outra coisa, o médico disse que por isso tenho suado nas mãos, devido ao suor querer sair pelas axilas e não conseguir, então minha mão soa, mas tambem fico meses sem suar

em 21/06/2002
pergunta: gostaria de saber se é possível ser contagiado através dos arranhões dos gatos.
obrigado

em 21/06/2002
pergunta: Dr,
Tive uma relação homosexual no passado dia 12 de Junho e, apesar de ter tomado precauções, estou um pouco apreensivo porque desconheço completamente a outra pessoa. Ambos usamos preservativo do princípio ao fim e apenas ele foi penetrado. Contudo, trocamos um breve beijo na boca para além de, também por breves momentos, ele me ter beijado no anus. A minha pergunta é que probabilidades tenho de ser contaminado se, obviamente, o meu parceiro for seropositivo? Já agora, gostaria de saber quando posso realizar um primeiro teste com alguma eficácia e se necessito de ter alguns cuidados em casa (com familiares) nesta fase de incertezas.
Obrigado e bem hajam

em 23/06/2002
pergunta: Tive contacto com pessoa com sida, mas só coloquei o preservativo no acto da penetração, (antes da penetração a pessoa masturbou-me e eu atingi o orgasmo). Há hipótese de contágio??????????

em 23/06/2002
pergunta: primeiro parabens pelo excelente trabalho e ajuda que nos dão a todos.
o meu problema e o seguinte eu em novemro de 2001 tive uma relação com uma prostituta na qual eu usei sempre o preservativo e não se rompeu.desde então tenho tido muitas dores de garganta,garganta inflamada já tomei antibioticos mas depois de um certo tempo volto a ter as mesmas dores e tambem tenho tido aftas.é possivel ter sido infectado mesmo usando o preservativo corretamente ?são os sintomas descritos já com tanto tempo depois possiveis pelo hiv?
obrigado pela resposta
um abraço

em 24/06/2002
pergunta: Boa tarde.
A questão que quero colocar é a seguinte:nunca podemos estar 100% seguros de que uma pessoa não está infectada com o virus da sida, pois mesmo que nos mostre uma análise recente, se no dia após ter feito a análise tiver tido uma relação de risco poderá estar infectada na altura em que nos relaciornamos não é assim?existe algum modo de estarmos seguros em relação a estas situações ou será que nunca mais na nossa vida poderemos ter uma relação desprotegida?porque mesmo com um único parceiro a unica coisa que nos prova que ele é unico é a apalvra dele...

em 22/06/2002
pergunta: Gostaria de saber a que doença dst se deve os labios da uretra, tipo inchados ou mais largos, e com um buraco na uretra que foi aumentando de tamanho, mas sem dor e sem sangrar, e de vez em quando uma comichao no interior do penis e umas picadas na uretra.Com os melhores cumprimentos obrigado.

em 22/06/2002
pergunta: hace 5 dias tuve sexo con una prostituta que no se si esta o no infectada con el virus vih . me protegi con condon. Pero creo que cometi un error ya que luego de haberla penetrado le pedi que me hiciera sexo oral y ella entonces retiro mi pene con el condon puesto y me hizo sexo oral osea que estuvo en contacto con su secresion vaginal y luego la bese .
puedo estar conatgiado si la bese despues de que ella tuvo contact bucal con su secresion vaginal. gracias.

em 20/06/2002
pergunta: Srs Drs
Existem alguma doença infecciosa ou viral, para além do VIH(caso provoque estas alterações)que pode ser responsável pela queda dos linfócitos(linfopénia), aumento dos neutrófilos e monócitos?
Agradeço os esclarecimentos
Margarida

em 26/06/2002
pergunta: tive relaçoes com uma prostituta com toda a segurança, mas passados uns quatro dias comecei a ter diarreias bastante amareladas e por veze so um tipo do muco taranparente e fiquei com bastantes olheiras será algum sintoma de sida

em 25/06/2002
pergunta: Sra. Dra.
Quais os sintomas da gonorreia?Pode-se apanhar sem que hajam contactos de risco?Se não for curada é uma doença com gravidade?
Obrigado

em 27/06/2002
pergunta: Em Janeiro de 2001 tive uma relação sexual com uma pessoa,desde esta data tenhotido muitos problemas de saúde, com sintomas muito similares aos da Aids( sida), Durante o Ano de 2001 e no principio deste Ano (2002), fiz diversos testes , mas todos foram de resultado negativo. Pergunto será possível eu estar infectado com o virus da Sida e estar ainda no periódo da seroconversão ?

em 28/06/2002
pergunta: Olá!
O meu nome é Miguel.
Eu sou homossexual desde que me conheço e as questões que gostaria de colocar prendem-se com o modo de transmissão do HIV. Gostaria de saber se o vírus da sida se propaga através do sexo oral. Eu sei que as secrecções pré-ejaculatórias já contêm partículas virais. Esse nº de partículas é suficiente para causar infecção? As partículas do vírus hiv encontram-se na saliva? Os beijos de boca aberta(profundos) são perigosos?Também gostaria de saber qual é o "período de janela" do vírus, ou seja, o período de tempo que medeia entre a infecção e o resultado positivo nas análises? É de 12 semanas?
Esse período varia de pessoa para pessoa?
Desde já agradeço a vossa atenção, aguardando uma resposta favorável. (só um aparte: ainda bem que é possível efectuar este tipo de questões "on line", pois eu sou tímido e seria muito penoso perguntar estas coisas a um médico!)
Miguel

em 27/06/2002
pergunta: Saudações
Gostaria que me respondessem às seguintes dúvidas:
1)No sexo oral praticado no homem pela mulher,sem protecção, o homem corre algum risco de infecção?
2)No sexo oral praticado no homem pela mulher,sem protecção, a mulher corre algum risco de infecção caso não haja ejaculação?
3)No sexo oral praticado na mulher pelo homem, o homem correr algum risco de infecção pelo contacto das mucosas da cavidade oral com as secrecções vaginais da mulher?
4)No sexo oral praticado na mulher pelo homem, a mulher corre algum risco?
5)O beijo com contacto de saliva tem ou não riscos de infecção? É que já li que sim, que não, que são poucos... São riscos residuais, não está provado, são minimos?
6)Sangue na saliva aumenta drasticamente o risco, mas que quantidade de sangue? Isto é, feridas "microscópicas" na cavidade oral poderão ser factor de risco?
7)No sexo anal sem protecção há riscos para o homem (activo) ou apenas para a mulher?
8)O suor possui ou não quantidade de virus suficiente para transmitir a doença.
9)O que consideram como "pele saudavel", isto é, uma ferida que tenha já crosta é uma pele sensivel por onde o virus pode passar ou apenas as feridas com sangue recente e a "correr" são zonas de perigo.
Muito obrigado pelo tempo dispensado

em 19/06/2002
pergunta: Gostaria que me esclarece algumas duvidas ;tres meses depois de uma situação de risco tive sintomas parecidos com infeccao aguda.Depois um mes e meio estes sintomas desapareceram.algumas semanas depois fui fazer test hiv.ja passaram cinco meses i meio de situa-cao de risco test foi elisa de quarta geração e feito em CRA Lapa.Teste deu negativo e fiquei tranquilo algumas semanas.Depois apareceu diarea prolongada(2x2semana)dificuldade da sarar feridas e mais algumas situacoes que levantaram minhas suspetas.Falei com mui- tas pesoas ligadas ao aids mas toda gente diz que teste que fiz tira todas duvidas.
Minhas perguntas sao:
1infecao aguda pode ocorrer 3 meses depois de situasão de risco e durar 1 mes e meio
2se isso acontece e pensar no meu caso ,exsiste qualqer relacioname- nto entre infeccao aguda tardia i detecção antigenios e anticorpos em testes que eu fiz
3posso ficar totalmente descansado ou não
Gostaria que me responde mais rapido possivel por que não aguento mais esta situacão.
ps sera possivel ter uma consulta com voce seja em hospital onde trabalha ou qualquer outro sitio particular.
com melhores cumprimentos
"Pedro"

O que devo fazer?
Sr. Doutor Camacho,
Há cerca de 3 meses foi-me diagnosticada uma faringite crónica. Desde aí já fui a dois médicos, tomei antibióticos e anti-inflamatórios, mas o problema não passou. Estas terça-feira (18/6) fui a um especialista em ORL e começei nova medicação, mas continuo a não me sentir bem fisicamente. Desde há um mês para cá ando com algum cansaço nas pernas, mau estar na barriga acompanhado de calor na barriga e costas e de vez em quando tremores nas mãos. Estes sintomas são acompanhados de uma ligeira febre, durante o dia, que varia entre os 36,7ºC e os 37ºC (medição axilar)e me provoca sudação nas mãos e nos pés. Pelo corpo têm-me surgido também alguns sinais pequenos de cor castanha e outros ainda mais pequeninos vermelhos (em menor quantidade)tipo cabeça de alfinete. Esta situação tem-me deixado em pânico, pois receio que possa estar infectado. Estes sintomas estão relacionados com HIV? É que nunca fiz nenhum teste. Agradecia que me escalarecesse, sr. doutor. Em 1990 tive relações sexuaus com uma namorada e não usava preservativo e, mais tarde, em 1992, voltei ter relações, com mais duas mulheres, apenas uma vez, também sem protecção(não me pareceiam de risco). Em 1994, tive outra relação com uma colega de escola, que depois vim a saber que tinha estado internada a curar uma tuberculose, mas desta vez usei preservativo, embora lhe tenha tocado na vagina com os dedos, antes de colocar a protecção. Ainda nesse ano encontrei a namorada com quem estou agora e mantenho relações sexuaias com regularidade.
Obrigado
Jorge

em 29/06/2002
pergunta: bom dia,
antes de mais quero deixar aqui as minhas felicitações sobre o site. a minha pergunta é a seguinte: numa relação sexual oral em que os parceiros sao seronegativos o risco de se contrair o hiv é zero quando não se utiliza o preservativo?o mesmo se aplica quer a relações sexuais anais e vaginais? obrigado pela atenção e parabens pelo excelente trabalho desenvolvido.
cumprimentos

em 18/06/2002
pergunta: Srs. Drs.
Li um texto aqui no aidsportugal, acerca de uma vacina anti-HIV, o V1, usada naTailândia e que segundo dizem tem salvo muita gente que está em fase terminal, aumentando de forma significativa o nº de CD4 dos doentes, por isso gostaria de saber informações sobre este medicamento?

em 20/06/2002
pergunta: Dr. Ricardo Camacho
Os testes de quarta geração, para além do antigénio p24, apresentam alguma inovação relativamente aos de terceira geração.Isto significa que o teste de quarta geração pode realmente detectar precocemente só anticorpos em relação ao de terceira geração?

em 20/06/2002
pergunta: Prezado Dr.
Sou Brasileiro, resido em São Paulo Capital e
Tive um comportamento de Risco em 20/03 deste ano, com uma moça que acredito não estar infectada. Realizei testes Elisa na 4 e oitavas semanas após o contato, sendo que em ambos os resultados foram negativos. tenho no entanto inflamações na mucosa da boca, para as quais foi diagnosticada como sendo estomatite, decorrente de gastrite que me acomete a anos.
minha pergunta é a a seguinte:
1- Com os exames já realizados a probabilidade de estar infectado é alta ou baixa
2- Há alguma relação entre a estomatite que ora tenho com uma possível infecção aguda?

em 21/06/2002
pergunta: boa tarde , antes de mais gostaria de felicita-lo a si e a toda a equipa do aidsportugal.com pelo excelente trabalho que estão a fazer .
a minha pergunta é a seguinte: estupidamente nas 2 vezes não protegi as feridas e estive em locais publicos
com as feridas exposta (andei de metro e estive num restarante)
a minha pergunta é se isto foi um comportamneto de risco e se um teste de HIV é justificado, perante esta situação.
muito obrigado pela vossa atenção
bem hajam

em 23/06/2002
pergunta: amigo DR minha depressão não sara e medo do hiv continua fiz 4 testes eliza após minha relação de risco que foi no carnaval todos negativo o ultimo agora passados 4 meses após esse episódio com resultado negativo devo esqucer o assunto ou fazer analizes aos 6 meses como diz ainda alguns médicos a necessidade mesmos de fazer éssa analize com os testes atuais eu acho muito tempo para soroconverção oque vc me diz obrigado

em 24/06/2002
pergunta: Gostaria de saber se há ensaios de vacina contra a HIV/SIDA a decorrer actualmente em Portugal. Obrigado.

em 30/06/2002
pergunta: gostaria que me responde-se algumas duvidas tive uma relaçao de risco e ao fim de 30 dias fui ao laboratorio fazer um texto sem nelhum aconcelhamento e o resultado foi ac.anti-hiv.1 negativo, ac. anti-hiv.2 negativo depois pelo aquilo que tenho lido fiz o texto ao fim de 6 meses com o mesmo resultado so que eu nao sei o que quer dizer este resultado devo estar preocupado ajude-me

Dr. Ricardo Camacho, fiz um teste hiv, método: ELFA - Detecção combinada do antigenio p24 do HIV-1 e das imunoglobinas G anti HIV-1 e anti HIV-2.
Resultado: Negativo : Valor: VT 0.03
Tabela: VT Negativo <0.25 , VT Pos. Lim. >=0.25 & <0.35 , VT Positivo >=0.35
Pergunatas:
1- Visto que o meu resultado foi negativo com o valor VT 0.03, quase 0, é um resultado credivel e normal acontecer?
2- Qual a diferença deste teste ELFA comparado com o ELISA ou outros?
3- Qual o perido máximo de "janela" para o teste que fiz?
4- Devo fazer outros teste de confirmação, se sim, elfa ou elisa ou outro?
Cumprimetos e Obrigado.
Rui,

em 30/06/2002
pergunta: Gostaria que me esclarecessem uma duvida:Um homem infectado com o virus HIV, que pratique sexo oral na vagina de uma mulher, esta corre algum risco de ser infectada, ou e completamente impossivel ocorrer infecçao desta forma.Obrigado.

em 28/06/2002
pergunta: Gostaria de saber qual o perigo de contaminação por HIV , a partir do pus exsudado de feridas de um seropositivo , isto comparativamente com os conhecidos veículos de infeção , sangue , secreções vaginais , esperma e leite materno?

em 30/06/2002
pergunta: caros amigos:
encontrei este serviço no vosso site e decidi recorrer a ele. espero que me possam ajudar. tenho uma dúvida que me atormenta há alguns tempos. é o seguinte: sempre me disseram que o beijo na boca nao transmitia a SIDA. há uns tempos, numa festa, beijei na boca uma rapariga que nao conhecia e com a qual praticamente nao falei, nem nunca mais voltei a ver. nessa noite tinha bebido muito e nao me recordo de muitos pormenores. tudo isto parece normal até aqui. o problema é que de manhã, já mais sóbrio, reparei que tinha uma ferida no lábio, que como é óbvio, já se encontrava lá no momento do beijo, que tinha ocorrido poucas horas antes. consultei então alguns sites na internet acerca deste assunto e dizem k o a saliva nao trasmite o vírus, mas o sangue das feridas da boca trasmitem. ora, eu tinha uma ferida no labio. nao sei se a rapariga tinha alguma ferida porque eu tinha bebido demais e nao me preocupei com esse assunto. tenho andado atormentado uma vez que, apenas tendo beijado uma rapariga, o que sempre me foi dito nao haver problema, posso ter problemas. alem de atormentado, estou tambem um pouco revoltado porque assistimos a inumeras campanhas a favor da prevençao da SIDA e nunca ouvi nenhuma referencia ao poder de transmissao da sida atraves do beijo na boca. após uma consulta na net verifiquei que alguns sites consideram que nao existe risco nenhum porque seria necessario k ambas as pessoas tivessem feridas sangrantes na boca e ali estivessem a trocar sangue. outros sites consideram que basta que uma das pessoas sangre um pouco, que esse sangue entra na circulaçao da outra pessoa através da mucosa da boca. conclusao: pelos vistos há perigo de contagio e sinto-me muito revoltado porque nunca ouvi ninguem falar na questao do beijo. espero sinceramente que alguem me possa dizer algo esclarecedor acerca deste assunto. e caso se confirme o que eu disse acerca do beijo, entao apelo fortemente a que deixem de falar apenas de preservativos e seringas porque afinal o mal tambem existe noutro lado. desculpem a minha indignaçao mas !
estou a falar com alguma emoçao porque de facto sinto alguma revolta em relaçao a isto. espero que me possam dizer alguma coisa sobre isto e agradeço a vossa colaboraçao e empenho.

em 02/07/2002
pergunta: Gostaria de saber se existe risco de contágio para o homem,se uma mulher lhe fizer sexo oral?

em 02/07/2002
pergunta: ola a todos! gostava de conheçer pessoas que sejam seropositivos , pois eu tb sou, e gostava de poder falar com eles saberem o que eles penssam sobre isso , como vivem sabendo que estao infectados , como levam o dia a dia ?como encaram tudo isto perante a soçiedade,etc .Se alguem tiver disposto a falar ,agradeço que me mandem um email( mar_tejo23@hotmail.com ...ate breve

em 02/07/2002
pergunta: Exmos Srs. Drs., Há uma semana tive relações sexuais com uma prostituta, em que a mesma se consumou sempre com preservativo, e não fizemos qualquer tipo de sexo oral, no entanto beijámo-nos por diversas vezes, tendo eu pequenas lesões nas gengivas e nos labios.
Gostaria de saber se o risco de contracção de sida foi muito elevado?
Muito obrigado

em 01/07/2002
pergunta: Dr. Victor
O que é a neutrofilia e a monocitose?(resultam de que tipo de infecções)?
Obrigado Silvia

em 02/07/2002
pergunta: Gostaria ke me informassem se já tiveram conhecimento de algum caso de doente de sida e ao mesmo tempo com meastenia grave. Doença do sistema imunitário no timo.

Srs. Drs. No meio de tanta confusão de estatisticas, gostaria de saber, quantas pessoas vivem com HIV em Portugal em 2002, oficialmente, e quantas poderão existir?
Prezado Dr. Primeiramente meus sinceros Parabéns pelo excelente Trabalho. Tenho lido algumas de suas respostas, e pela clareza e segurança com que as coloca, acredito que já tenha esclarecido e tranquilizado muita gente. O Sr. também já me respondeu à uma pergunta, que me tranquilizou, mas infelizmente não por completo. Em março deste ano (20/03) para ser mais preciso, tive um comportamento de Risco, com uma moça que acredito não estar infectada (Relação Vaginal desprotegida). Realizaei testes Elisa na 4º e 8º semana com resultados negativos. De uns dias para cá, tenho sentido alguns sintomas que gostaria que o Sr. analisasse: 1-) Vontade de espirrar constante (não há coriza nem febre, mas muita coceira no nariz). 2-) Uma dor na parte posterior do pescoço, lado direito que se irradia por vezes para o Braço. Essa dor as vezes some por completo e volta logo após, parece um torcicolo/mau jeito. Para ter maior certeza, fui procurar a moça com a qual tive contato e fiquei surpreso ao saber que está acometida de uma tosse (seca) e uma ligeira inflamação na garganta (sem febre) situação esta que se repete as vezes. Meu médico disse que com exames negativos nos periodos que mencionei, a infecção é altamente improvável, e não vê necessidade de repeti-lo, mas se eu quiser poderei fazer mais um teste aos seis meses para sossego . Minha pergunta é a seguinte: 1-) Os sintomas meus e dela são significativos? 2-) Sou Brasileiro e vivo em São Paulo, não sei que tipo de exames realizamos por aqui (3º ou 4º geração) dessa forma pergunto, mesmo que fosse um teste de 2º geração, ainda assim a infecção poderia ser detectada nesse tempo 4 e 8º semana? 3-) Sou circunsizado a mais de vinte anos, isso ajuda ou prejudica? Desculpe-me pelo texto longo, gostaria muito se o Sr.me esclarecesse. Obrigado e um grande abraço
Srs. Drs. Uma mera curiosidade: Tomar antiretrovirais como forma preventiva é sustentável?Ou só se aplica á situação já descrita pelos srs. onde a pessoa após uma situação de risco(até ás 4 horas seguintes) deverá tomar esta medicação caso a pessoa com que teve a relação seja portadora do VIH? Obrigado Margarida
Srs. Drs. A ictericia e a diarreia podem ser um sintomas de VIH? Felicidades Margarida
Não há palavras para o vosso trabalho. Mais uma vez, só quando se precisa é que se dá valor.... Há cerca de três meses, tive a última das situações que considero de risco, até que em conversa com uma amiga infectada na semana passada me apercebi que afinal, também eu poderia estar infectado. É que tive várias relações que eu considerava seguras, com várias mulheres, usando sempre o preservativo, mas acontece que antes de iniciar o acto propriamente dito, nos preliminares, davam-se umas ligeiras penetrações estando o pénis em contacto com secreções vaginais não mais que uns segundos, e só depois colocava o preservativo, e nem nunca tinha pensado que poderia estar a correr riscos. Perguntas: 1) Gostaria de saber qual o grau de risco que corri , e caso isto seja suficiente para "apanhar" SIDA, como é que é possível a entrada do virus pelo pénis ? 2) Uma vez que fui hoje mesmo fazer os testes indicado como HIV-1, HIV-2 gostaria de saber onde é que os Nomes ELISA e ELFA se enquadram, bem como as gerações dos testes. Após ler as outras perguntas não consigo estabelecer uma relação. 3) Caso esteja infectado, o que devo fazer ? Não quero falar com a minha médica pois é amiga da familia. Os centros que falam aqui é são um bom começo ou há hospitais próprios para ter um acompanhamento ? Ha acompanhamento psíquico em algum dos locais , pois estou a entrar em depressão e caso estaja infectado, uma vez que possivelmente infectei a minha mulher, não sei como reagirei com o sentimento de culpa. Obrigado por tudo e aceitem como sugestão imediata um FAQ (Frequently Asked Questions), sobre as perguntas mais repetitivas que vos são colocadas como a do sexo oral, num local bem visivel do vosso site, de fácil e claro acesso. Cumprimentos.
Gostaria que me respondessem a algumas perguntas que aqui coloco: Um teste Anticorpo HIV negativo após 8 meses de um possível contacto de risco pode não ser totalmente verdadeiro? Seria melhor repeti-lo? O virus do Epstein Barr e o CMV aparecendo após 2 anos em que a pessoa teve mononucleose infecciosa podem indicar que a pessoa tem HIV positivo? Quais os valores que se podem apresentar alterados numas análises de rotina se a pessoa estiver infectada pelo HIV?
pergunta: boa noite doutora ....Felismente nao lhe vou fazer nenhuma pergunta , pois eu aqui neste site tenho encontrado muitas respostas , que ja a muito tempo eu andava a procura.Apenas quero lhe agradeçer por me ter indicado este progama .Tem sido fantastico , tenho conheçido aqui pessoas fantasticas.tem sido otimo...adorei.....boas ferias..
ass...marco dias

Prezada Dra., No dia 25/04/2002, usando pela manhã o vaso sanitário de minha casa ao levantar-me verifiquei que havia esperma na entrada do pênis, não sei se era meu (polução noturna*) ou se encostei na louça sem querer... o que me preocupa porque eventualmente um empregado usa este banheiro. Vou descrever o quadro, diga que chace real tenho de estar infectado com o hiv. Entre os dias 09/06 e 11/06 senti-me quente, suando um pouco durante o dia, no entanto sem febre. Em redor do dia 12/06 tive febre de 38 graus e dor de garganta, febre da qual melhorei poucas horas após uma injeção de antigripal, e que não voltou a repetir-se, a não ser hoje (03/07)que medi a temperatura e deu 37 graus. Mas fiquei preocupado, até que no dia 17/06, assistindo um jogo da Copa - ocasi ão em que fico muito nervoso - comecei a ter muita flatulência e diarréia, da í em diante até agora intercalei mai ou menos 3 dias de diarréia por um de razo ável normalização - normalização total só ocorre quando tomo medicamento que repõe a flora intestinal. Sofro de síndrome do cólon irritável que surgiu há mais ou menos 2 anos, em boa parte devido a uma terrível fobia que tenho de aids, mesmo tomando todas as precauções. 8 semanas após o contato de risco fiz o teste (negativo), e também um hemograma onde deu tudo normal, mesmo assim continuo preocupado, pois ainda tenho diarréia, acho que a garganta incomoda um pouco, estou com 2 hematomas amarelos na coxa, tive uma gengivite que curei em dois dias semana retrasada, e também tive uma dermatite seborréica que curei em 2 dias quatro dias atrás, tive uma irritação na pele do rosto, do peito e da região pubiana que demorei um mês para curar, mas que h á uma semana quando encontrei a pomada certa também curei, fui muito propenso à alergias na infância. Na última semana, estou diminuindo o fumo mas tenho bastante tosse com pouca expectoração pela manhã. Tive um pouco de tonturas e enjôo, que logo passaram, e minha endocrinologista diz que deve-se ao ajuste de dose de cortisona que estou fazendo (faço reposição dos horm ônios da hipófise, da qual fui operado em fevereiro de 99) Tive uma perda de peso de 4kg desde que comecei a praticar exercícios há 4 meses, mas que tenho notado melhor ultimamente, hoje peso 83kg para 1,74 de altura e tenho quase 28 anos. Estava com infecção urinária por Staphylococcus coagulase negativa na altura do contato, em abstinência de sexo e masturbação para fazer a cultura de esperma que fiz 1 ou 2 dias após. Mesmo quando fico mais calmo a diarréia persiste, nunca tive problemas em comer leite e derivados, mas desde que começou a diarréia parece que leite e derivados a agravam muito. Não tenho certeza se isto também acontece quando tomo medicamento para repor a flora. Tive episódios de micção frequente de pequeno volume, mesmo tomando direito o hormônio anti-diurético da reposição hormonal. *Após a operação de hipófise não me lembro de ter tido polução noturna. Grato pela atenção aguardo ansiosamente sua resposta
Qual é a esperança de vida de uma pessoa infectada com VIH actualmente?
Olá Dr. Gostaria de saber mais qualquer coisa em relação à Conferência que está a decorrer em Barcelona. Está tudo em Inglês e torna-se dificil traduzir tudo. Pareceu-me haver novidades.. Há alguma coisa?
Vivo com um seropositivo e embora nunca tenha acontecido, existe sempre a possibilidade de um acidente com os preservativos. Caso aconteça e face a respostas que tenho lido neste site, é aconselhável tomar alguma medicação de prevenção após o acidente?
Tenho estado a acompanhar Congresso de Barcelona, mas está tudo em Ingês e por vezes tenho dificuldade em traduzir, percebi qualquer coisa sobre uma vacina...? Há alguma novidade?
Srs. Drs. Qual a principal razão para a resistência aos medicamentos que prolongam a vida aos portadores da doença? Em condições normais e tomando as doses na totalidade e nas horas recomendadas sem falhas, quantos anos se podem utilizar os medicamentos sem que hajam resistências? Obrigado
Caros doutores, Qual o endereço do CAD do Porto ?
Sr. Dr. Victor Agradeço-lhe do fundo do coração a si e a todos os srs. responsáveis por este maravilhoso site que esclarece e retira dúvidas fundamentais sobre este trágico mas real assunto que é o VIH. Como pai e tendo um filho adolescente que me confessa alguns comportamentos que tem, sinta que o meu filho anda muito cansado e profundamente deprimido e por vezes, dado que ele teve inúmeras parceiras e namoradas, pergunto se este cansaço e falta de entusismo pode ser um sintoma de VIH?(sabendo que teve e tem habitualmente relações com muitas mulheres da idade dele). Mais uma vez obrigado
Tive uma relação k considero de risco e fiz uma analise ao sangue 5 meses depois, sendo o resultado nao reactivo. O k é k isto ker dizer exactamente? será k posso estar infectada? kuanto tempo normalmente se deve esperar entre o possivel contágio e a análise ao sangue? obrigado
Caros doutores, Uma pessoa sã se tiver relações sexuais com uma pessoa infectada, apanha obrigatoriamente o virus ? Qual a probabiliade de tal situação acontecer ?
Viva ! Vivo em Gaia e gostaria de fazer um teste...Como e onde posso fazer ? Basta fazer umas simples análises ao sangue ? O teste pode ser feito anonimamente ?
Prezados Senhores, Já a alguns dias que não consigo práticamente dormir descansado.A história é a seguinte : no dia de Sto Antº tive a ocasião de me deslocar a uma determinada casa de prostituição localizada em Espanha.Nessa mesma noite mantive uma relação sexual com uma prostituta durante aproximadamente 45 minutos. Na fase inicial a relação foi mantida com preservativo,só que no final ambos em acordo resolvimos retirar o preservativo e iniciarmos durante uns instantes curto a relação sem preservativo. Nesta fase final não houve qualquer derrame de sangue nem de esperma. A minha preocupação será que posso estar contagiado com o virus do HIV ? Até ao presente ainda não senti qualquer alteração ao meu estado normal de saúde ? Que tempo demora o virus a manifestar-se ? Será que por este tipo relação poderia ser contaminado pelo virus ? Por outro lado as casas de alterne em Espanha, obrigam todas as prostitutas a fazerem um exame sanitario de 15 em 15 dias . O melhor será fazer um rastreio,desde a análise ao sangue ou à urina ? Aguardo vossa prezada resposta. Atenciosamente. Luis
Por favor eu tou desesperada, nunca me senti assim, já nem tenho vontade de sair à rua e passo os dias a xorar. Tive uma relação de risco e cinco meses depois fiz uma analise ao sangue e deu nao reactivo. Um mes depois da dita relação tive doente com uma pneumonia, o k tb pode nao ter nada a ver, uma vez k tenho problemas nos bronkios. Por favor respondam-me depresse, já nao sei a kem recorrer e isto tá a dar comigo em doida. Por favor ajudem-me!!
Já há algum tempo que vi, num programa que dava aos domingos á noite na RTP2 sobre saúde ( não me lembro do nome do programa) que havia um senhor que tinha uma mutação num gene, que não deixava que o virus se aloja-se nas celulas, e apesar de ele já ter estado em contacto com o virus ( o parceiro sexual dele tinha morrido com sida), nunca o tinha contraído. Gostaria que aprofundassem esta questão.
Drs. Amigos! Se neste momentos os meus valores são: Carga viral ............ 3000 copias/ml cd4+ ..............450 copias/ml O que me indica a divisão de 450/3000 igual a 0.15. Qual o nome atribuido a este valor e o que se pode concluir? Quais os valores mais preocupantes? Obrigado Nuno Santos Dias
Qual a sua opinião de iniciar um tratamento com stavudine 40 mg + Lamivudine 150 mg + Nevirapine 200 mg, com duas tomas diarias de 1 cp ? O motivo desta preferência reside no baixo custo e na comodidade de fazer 3 ARV com 2 cp por dia. Muito grato pela resposta.
Uma relacção bisexual na qual ambos os parceiros, masculino e feminino, são HIV + e ambos estão em TARV, deve ser protegida com preservativo? Caso afirmativo, qual a justificação. Obrigado
O meu marido é seropositivo, mas eu não ( ele contraíu o vírus antes de me conhecer), gostaria de saber se podemos ( e como?) ter filhos sem que eles corram o risco de contrairem o vírus. Obrigado
Srs. Drs. Quais os motivos para a progressão para o estado de Sida ser mais rápido nas mulheres do que nos homens? Obrigado
Exma. Sra. Maria José Manata, Antes de tudo queria felicita-la e a toda a equipa do aidsportugal. Fui ao dentista há cerca de dois anos. Dias antes li alguns artigos que dissessem que existe risco de ser infectado durante o tratamento. Desde então, comecei a ter enorme medo. Resolvi fazer um teste de HIV. A pergunda que queria colocar é a seguinte: se existe alguma possibilidade de ser infectado durante o processo de tiragem de sangue num laboratório. Agradeco antecipadamente e aguardando a sua estimada resposta.
Srs. Drs. Defesas baixas e VIH negativo, se não significa infecção por VIH, o que poderá ser?(A pessoa em questão é um jovem na casa dos vinte e tal anos). Obrigado Manuel
antes de mais gostaria de felicita-los a todos por este excelente site. a minha pergunta é a seguinte: aconteceu-me por 2 vezes (que me lembre) cortar-me na mão ao usar um x-acto e nessas 2 vezes, estupidamente não coloquei nenhum penso e frequentei locais públicos, nomeadamente o metro e um restaurante. terá sido um comportamento de risco? qual a probabilidade de estar contaminado? justifica fazer o teste? muito obrigado um abraço joão
Sr. Dr Victor Hoje recebi o resultado do Instituto Ricardo Jorge e quase que chorei quando a médica de familia me disse que estava negativo pois tenho e tive sintomas mas começo a aceitar que nada tem que ver com o VIH, já passaram cerca de 15 meses após a situação. Um abraço e obrigado pelo belo serviço público que prestam.
Sr. Dr. Victor Bezerra Agradeço-lhe a disponibilidade interesse pela situação. Os testes ao VIH calculo que sejam os mais recentes para detecção de anticorpos, as defesas (CD4) estão quantificadas em 400. Obrigado Manuel
EX.mo Sr. Dr. Ricardo Camacho Em primeiro lugar queria agradecer-lhe, a si e aos outros especialistas, a ajuda que tem prestado a pessoas como eu, é realmente um trabalho louvavel. Não sei se se recorda de mim. Há uns tempos atrás expus-lhe o meu hemograma e algumas preocupações, o doutor respondeu-me que a minha leucocitose era muito moderada e que a relação entre neutrofilos e linfócitos era normal. Depois disso fiz o teste ao HIV num hospital com o método elisa, precisamente 59 dias após a relação de risco, o resultado foi negativo. Os meus médicos dizem que que já pasou tempo suficiente e que não preciso de me preocupar mais, no entanto, não consigo estar descansado. Os sintomas continuam, e já há dois meses e meio que se repetem, principalmente o cansaço, sonolência, dores de cabeça, dores de barriga e algumas erupções cutâneas. Ganhei peso e a barriga parece estar a crecer. A minha questão é se estes sintomas têm a ver com a infacção pelo HIV, e se realmente posso ficar minimamente descansado com um teste elisa negativo feito dois meses após o contacto de risco. Fiz também teste ao HHV8 que foi negativo, não sei o que isso é, poderia-me informar? Grato pelos esclarecimentos. Sinceros cumprimentos e votos de umas boas férias. Jorge.
EX.mo Sr. Dr. Ricardo Camacho Em primeiro lugar queria agradecer-lhe, a si e aos outros especialistas, a ajuda que tem prestado a pessoas como eu, é realmente um trabalho louvavel. Não sei se se recorda de mim. Há uns tempos atrás expus-lhe o meu hemograma e algumas preocupações, o doutor respondeu-me que a minha leucocitose era muito moderada e que a relação entre neutrofilos e linfócitos era normal. Depois disso fiz o teste ao HIV num hospital com o método elisa, precisamente 59 dias após a relação de risco, o resultado foi negativo. Os meus médicos dizem que que já pasou tempo suficiente e que não preciso de me preocupar mais, no entanto, não consigo estar descansado. Os sintomas continuam, e já há dois meses e meio que se repetem, principalmente o cansaço, sonolência, dores de cabeça, dores de barriga e algumas erupções cutâneas. Ganhei peso e a barriga parece estar a crecer. A minha questão é se estes sintomas têm a ver com a infacção pelo HIV, e se realmente posso ficar minimamente descansado com um teste elisa negativo feito dois meses após o contacto de risco. Fiz também teste ao HHV8 que foi negativo, não sei o que isso é, poderia-me informar? Grato pelos esclarecimentos. Sinceros cumprimentos e votos de umas boas férias. Jorge.
Boa tarde Dr. Vitor Bezerra, Após alguns bons indicadores o meu estado continua a ser de uma grande ansiedade. A minha dúvida prende-se com qual é afinal o período de janela para um teste eliza de 4ª geração. No meu caso, já realizei 3 testes de 4ª geração (3 semanas, 6 semanas, 3 meses) todos negativos, mas dúvidas persistem, visto que existem pessoas/sítios que ainda falam de testes aos 6 meses. Os meus foram realizados no CRA da Lapa e o resultado dos 3 meses foi-me comunicado como definitivo. Foi-me dito o mesmo por uma médica assistente e por algumas linhas telefónicas de apoio, mas será mesmo assim? O certo é que após uma relação de sexo oral não protegida tenho apresentado diversos sintomas. Também já fiz testes para a sífilis, clamydia e hepatites todos negativos, aliás, neste último caso houve um marcador positivo que estará relacionado, segundo a médica, com o facto de eu ter sido vacinado. Devo fazer mais testes para outras possíveis doenças????? Muito obrigado pela sua colaboração e pela forma simpática e atenciosa com que responde às questões que lhe são colocadas.
Boa noite Gostaria de saber se será possível contrair hepatites ou sida através de beijos e se basta usar o preservativo para evitar esse tipo de contágios. É que gosto de um rapaz estrangeiro que teve relaçoes sexuais com uma prostituta e tenho medo que ela tenha alguma doença, embora ele tenha usado preservativo com ela. Gostava de ter um relacionamento com ele mas estas dúvidas n me deixam avançar alem de beijos e mesmo assim fico preocupada.
Para todos os especialistas: Ao ler num site sobre as características do HIV, que o mesmo morria se exposto a uma temperatura de 56 graus durante 30 minutos, lembrei-me que seria interessante efectuar a experiência que descrevo em baixo. A minha pergunta é: Será possível efectuar esta experiência? Ou existirão problemas técnicos que o impeçam? (por exemplo, o sangue humano perder alguma das suas propriedades quando aquecido áquela temperatura?). Desde já muito obrigado pela vossa atenção e parabéns pelo site. Possível tratamento da SIDA Sugiro neste documento a seguinte experiência que poderá resultar num tratamento efectivo da SIDA. 1. Retira-se ao paciente meio litro de sangue. 2. Esse sangue deve ser aquecido a 60 graus centígrados durante 35 minutos, de forma a matar todo o HIV nele presente. Para que o sangue mantenha uma temperatura uniforme, deve ser mexido lentamente durante todo o tempo. 3. Arrefece-se o sangue a uma temperatura que permita a transfusão de volta ao paciente (+- 40 graus?). 4. Efectua-se a transfusão do sangue para o paciente. Os pontos 1 a 4, devem ser repetidos pelo menos dez vezes, após as quais, devem ser efectuadas análises para determinar a contagem de células infectadas. A minha previsão é de que o número de células infectadas no sangue, deverá ter diminuído drasticamente (provavelmente 5% a 10% do valor inicial). Dependendo do resultado das análises, poder-se-á ou não repetir a série de dez. O paciente verá assim aumentada, não só a esperança de vida, como também a qualidade da mesma. Tudo sem recorrer a medicamentos caros e com efeitos secundários. Se esta experiência obtiver bons resultados, facilmente será concebida uma máquina própria que automatize todo o processo, libertando assim os enfermeiros/médicos para outras tarefas.
quais as chances do exame elfa, com pesquisa ao antígeno viral P 24, dar resultado falso negativo?
antes de mais felicito o vosso trabalho neste site. a questão que coloco é a seguinte: há uns tempos, numa festa em que me excedi na bebida, beijei uma rapariga. de manhã, quando cheguei a casa, verifiquei que tinha uma ferida no labio. fiquei preocupado. como é obvio, no momento do beijo, ocorrido poucas horas antes, a ferida já lá se encontrava. como eu estava embriagado, não reparei se a rapariga tinha alguma ferida no seu lábio. lembrei-me entao de consultar a internet acerca deste assunto. sempre me tinham ensinado que a sida se transmitia por relaçoes sexuais desprotegidas, partilha de seringas e objectos cortantes. sempre me disseram que a sida nao se transmitia pelo beijo na boca. nunca vi nenhuma campanha que referisse a possibilidade de transmissão do HIV pelo beijo na boca. ora, ao consultar vários sites da internet, deparei-me com uma situação completamente nova: há uma opinião muito variada acerca deste assunto. para uns, o risco eh apenas teorico uma vez que seria necessaria a existencia de feridas sangrantes em ambas as pessoas. para outros, basta que uma pessoa sangre, uma vez que a mucosa da boca nao eh segura. para outros, já eh segura. no meio disto tudo senti uma revolta: nunca ninguem me havia alertado para estas situaçoes!! porque eh que as campanhas soh incidem nas seringas e nos preservativos?? afinal, ao ter um comportamento ah partida absolutamente normal e inofensivo, que foi beijar uma rapariga, eu posso ter contraido o virus!! será que ninguem se lembra destas situações? como ja viram, estou revoltado. penso ter razoes para isso. espero a vossa compreensao e a vossa ajuda. obrigado.
Amigos Drs. Vou colocar umas perguntas q nao teem nada a ver com a sida mas sim com gravidez... Se uma pessoa tiver esperma nos dedos e coloca-los na vagina é o suficiente para engravidar? E se houver ejaculação para cima da vagina e não para dentro será o suficiente para engravidar? O que eu ouvi dizer é que é necessário haver ejaculação dentro da vagina para os espermatozóides terem o "impulso" necessário para poder haver o risco de gravidez... qual é então a margem de risco para acontecer uma possivel gravidez se NÃO for efectuada ejaculação dentro da vagina? Muito obrigado e Grandes Abraços
Sr. Dr. Victor Escrevi-lhe á alguns dias relativamente a um resultado negativo para o VIH aquando da minha ida ao Instituto Ricardo Jorge.A situação de algum risco já foi á cerca de 15 meses e inclusive fiz outros testes ao VIH e estava tudo OK(negativo). O que me causou alguma perplexidade foram uns testes que a médica de familia me mandou fazer e cujos resultados foram os seguintes: Exame micológico no exudado faringeo: Exame directo Células leveduriformes: Positivo-Raras Exame Cultural Fungos leveduriformes: Positivo- Raras colónias de candida albicans Diga-me, se existe alguma relação destes exames com o VIH?A candida não é uma doença oportunista.Agradeço os seus esclarecimentos. Hugo
HA DIAS COM UMA RAPARIGA CONHECIDA DEPOISDE UMA FESTA DEMOS UNS BEIJOS E EU TOQUEI-LHE COM OS DEDOS NA VAGINA .MAS ELA ESTAVA MENSTRUADA HA ALGUMA POSSIBILIDADE DE SE APANHAR SIDA DESTA FORMA ATENTAMENTE MM
Dr. Victor Respondo-lhe á pergunta da minha morada que é Lisboa. Manuel
Prezados Senhores: Primeiramente parabéns pelo trabalho, que a meu ver é de alta relevancia para todos. Dr. Fernando, desculpe-me dirigir-lhe a palavra, mas é que a tempos escrevi ao ao Dr. Ricardo Camacho acerca de uma relação de risco que tive e não obtive resposta. Estou preocupado. Foi precisamente no dia 20/03 deste ano com uma moça que acredito não estar infectada (relação vaginal sem proteção). Realizei testes Elisa na 4º e 8º semanas após o fato com resultados negativos. De uns dias para cá, tenho tido alguns sintomas: 1-) Vontade de espirrar todos os dias (não há coriza nem febre, mas tenho muita coceira no nariz) 2- Uma dor no pescoço que irradia para o braço direito que as vezes passa por completo e volta com a mesma intensidade. 3-) Alguma coceira no corpo que as vezes incomoda. Meu médico disse que com exames negativos nesse espaço de tempo a possibilidade de infecção é bastante improvável, dessa forma pergunto: 1-) qual a segurança desses testes 80/90%? 2-) Os sintomas que tenho são sugestivos para HIV? 3-) Sou circunsizado ajuda ou prejudica? 4-) Sou Brasileiro e moro em SãoPaulo os testes realizados aqui tem a mesma eficácia dos de Portugal? 5-) Na sua opiinião devo realizar outro teste quando? 6-) Tenho razões para estar tão preocupado? Desculpe a extensão das perguntas mas gostaria muitissimo se o Sr. me respondesse. Muito Obrigado e parabéns novamente. OBS:- o site tem feito sucesso por aqui. Um abraço Helio
Dra. á um ano tinha 1 cd4 hoje tenho 131 o meu médico está a pensar em retirar a medicação, gostava de saber a sua opinião se for possivel
Sr. Dr. Ricardo Tive uma situação de risco á cerca de 15 meses e após inúmeros Elizas negativos, o último feito, agora no mês de Julho no Instituto Ricardo Jorge, também negativo praticamente tranquilizam-me, mas umas análises que realizei neste mesmo dia relativas a micologia assustam-me um pouco. Trata-se de um exame micológico no enxudado faringeo e cujo resultado é positivo para as células leveduriformes(cita que são raras) e para os fungos leveduriformes, também positivo, acusando raras colónias de de candida albicans. Dr. tendo em conta que cerca de 6 meses após aquela situação apresentei molusco contagioso na zona genital e agora 9 meses mais tarde recebo este exame micológico e que ao longo dos tempos tive inúmeros sintomas como rash cutâneo, dores de cabeça, sintomas gripais, tosse, diarreias etc... acha que se poderá establecer alguma relação entre tudo isto e o VIH?Relativamente ás raras colónias de candida albicans, qual a sua opinião? Muito Obrigado
Há já algum tempo atrás vi num programa de saúde que dava aos domingos na RTP2, um homem que tinha uma mutação num gene, e que devido a essa mutação o Vírus não se alojava nas células. Esse homem já tinha tido vários parceiros seropositivos que até já tinham falecido, mas ele não era seropositivo. O virus estava presente no sangue, mas não se alojava nas células imunitárias. referiram no programa que isto é um caso rarissímo Podiam explicar-me melhor esta situação? será que isto é mesmo possivel?
Desde já as mais sinceras felicitações pelo serviço, que é sem sombra de dúvida de uma enorme utilidade pública. Tenho duas questões para colocar: 1) Sou HIV+ desde 2000, tenho 809 células CD4, gostaria de saber em média quantas células CD4 tem uma pessoa não infectada com o HIV? 2) De muito se tem falado da vacina AIDSVAX, que está em Fase III de investigação, no caso desta vacina ter sucesso, e rogo para que tenha, a minha dúvida é: esta vacina é apenas preventiva ( à semelhança da que existe para a Hepatite B) para pessoas não infectadas ou será uma possivel cura para pessoas infectadas? Omeu muito obrigado por existirem. Atentamente;
Caro doutor, Em Gaia onde é k posso fazer um teste de Sida ? O q é ao certo esse teste ? É possivel faze-lo anonimamente ?
Passei pelo maior susto da vida, e a falta de conhecimento dos médicos ajudou. Após um contato de risco, comecei a ter sintomas de febre continuada, tosse, cansaço, suor noturno, falta de apetite, e rash de pele. Os dois primeiros médicos diagnosticaram Pneumonia. O terceiro achou que era mononucleose, solicitando exames para isso. Fiz por conta exame anti-HIV 29 dias após o contato, dando resultado negativo. O resultado de mononucleose também deu negativo. Já meio desesperado, pedi ao doutor que me dissesse TODAS as doenças que poderiam dar esse tipo de sintomas, pois gostaria de anaisar TODAS elas, independende do preço. Ele simplesmente pediu para repetir mononucleose... Para encurtar a história, o quarto médico solicitou exame de citomegalovirus, e ficou comprovado que era esse o problema. Agora passaram 6 meses do contato e fiz novamente exame anti-HIV, que deu negativo. Consultei um quinto médico e ele me passou 7 doenças que dão sintomas parecidos ao HIV. Coloco essa experiência aqui com o objetivo de que outras pessoas possam ter um susto menor do que o meu. A seguir a lista de doenças com sintomas semelhantes, segundo o quinto médico que consultei. 1. Mononucleose 2. Citomegalovirus 3. Toxoplasmose 4. HIV / AIDS 5. Dengue 6. Tuberculose 7. ??? não lembro. Espero que ajude.
Em primeiro lugar queria agradecer a todos os especialistas, a ajuda que tem prestado a pessoas como eu, é realmente um trabalho louvavel. Há uns tempos atrás expus o meu hemograma e algumas preocupações ao Dr. Ricardo, o doutor respondeu-me que a minha leucocitose era muito moderada e que a relação entre neutrofilos e linfócitos era normal. Depois disso fiz o teste ao HIV num hospital com o método elisa, precisamente 59 dias após a relação de risco, o resultado foi negativo. Os meus médicos dizem que que já passou tempo suficiente e que não preciso de me preocupar mais, no entanto, não consigo estar descansado. Os sintomas continuam, e já há dois meses e meio que se repetem, principalmente o cansaço, sonolência, dores de cabeça, dores de barriga, dores de costas e de pernas, e algumas erupções cutâneas. Ganhei peso e a barriga parece estar a crecer. A minha questão é se estes sintomas têm a ver com a infecção pelo HIV, e se realmente posso ficar minimamente descansado com um teste elisa negativo feito dois meses após o contacto de risco. Fiz também teste ao HHV8 que foi negativo, não sei o que isso é, poderia-me informar? Grato pelos esclarecimentos. Sinceros cumprimentos e votos de umas boas férias. Jorge.
BOA TARDE.AGRADECO DESDE JA A POSSIBILIDADE QUE ESTE SITE NOS DÁ DE ESCLARECERMOS ALGUMAS DUVIDAS. A MINHA QUESTAO É A SEGUINTE : TENHO UMA PESSOA CONHECIDA QUE ESTA INFECTADA PELO VIH À 10 ANOS, RECENTEMENTE TEM TIDO ATAQUES DE EPILEPSIA. PRETENDIA SABER ATÉ QUE PONTO É QUE A DOENCA ESTA DIRECTAMENTE RELACIONADA COM ESTES ATAQUES, E O QUE ISTO PODE SIGNIFICAR. OBRIGADO
Gostava de saber se num laboratorio particular o teste ao HIV, ou seja o teste elisa, e feito uma so vez, ou e repetido duas vezes, para nao haver enganos em resultados negativos.Desde ja o meu mto obrigado.
Tive uma relação de risco com uma pessoa que desconheço e, embora tenha usado preservativo durante toda a relação, ando algo apreensivo, até porque tenho tido algumas dores de garganta nos últimos tempos. Realizei testes elisa (4ª geração) aos 17º, 20º e 38º dias. Gostaria de saber qual a fiabilidade destes testes e quais os sintomas mais frequentes? Agradecido deste já,
amigo dr sou do interior do estado de São Paulo BRASIL, E TIVE UMA SITUAÇÃO DE risco no carnaval deste ano no dia 10 de fevereiro desde esse dia fiz 5 testes eliza o ultimo agora no mês de julho passados 5 meses após essa relação de risco eo o resultado foi mais uma vez negativo o teste foi um eliza , anticorpos anti hiv 1 e 2 METODO -EIA-INDIRETO DE FASE SOLIDA RESULTADO NÃO REAGENTE. ANTIGENOS TESTADOS: P24, GP35,GP41. ANTICORPOS ANTI HIV - METODO IMUNOCOLORIMÉTRICO RECONBINANT RESULTADO - NÃO REAGENTE LEITURA DA AMOSTRA CUT-OFF ANTIGENOS TESTADOS- P24,GP120,GP41,GP36. ESSE É UM TESTE DE TERCEIRA OU QUARTA GERAÇÃO DEVO FAZER MAS ALGUM TESTE OU ESQUCER O ASSUNTO AGUARDO SUA RESPOSTA ATENCIOSAMENTE RÉGIS.
vocês poderiam mim informar quais os sitomas da AIDS numa pessoa que por exemplo acabou de contrair?
Boa tarde Dra Maria José Campos A minha situação é de um grande desespero. Após uma relação de sexo oral não protegida, já realizei alguns testes elisa de 4ª geração no CRA da Lapa, o último aos 3 meses. Todos eles deram negativos, mas tenho apresentado ao longo deste tempo diversos sintomas, entre os quais alguns problemas de pele que me incomodam bastante. Também já fiz testes que algumas DST que deram negativos. Sinto que a minha situação é de alguma forma "desvalorizada" por alguns médicos e técnicos com os quais já contactei, que afirmam que objectivamente já fiz tudo o que devia fazer. A minha questão é se devo repetir o teste elisa, talvez aos 6 meses, conforme algumas pessoas ainda falam??? Será possível fazer outros testes, nomeadamente o Agp 24??? Onde é que eu posso fazer este teste??? É necessário prescrição médica para o fazer, ou posso realizá-lo também num centro de rastreio anónimo??? Indepedentemente dos custos eu estou disposto a realizar outros testes... Muito obrigado pela sua resposta. Qualquer ajuda é neste momento preciosa!!!!
Olá Dr.... Sou portadora da helicobacter , estando esta bactéria em actividade e podendo ser transmitida pela saliva, gostaria ke me informasse qual o risco ke corre um seropositivo ao ser beijado. Poderá contraí-la uma vez que esta está em actividade?
Boa tarde. Gostava de saber se no caso de ser sido contagiada com algum tipo de hepatite, quanto tempo demoram os sintomas a aparecer e quais sao esses sintomas. Obrigado
No dia 12 de Julho coloquei uma pergunta e duvida , não obtive qualquer resposta, no dia 19 voltei a colocar a mesma pergunta e até agora nada. Gostava de saber porquê?
Dra. obrigado pela sua opinião mas não á nenhum engano realmente o meu médico pensa em retirar-me a medicação temporáriamente para não criar habituação aos medicamentos que estou a tomar neste momento.
Tive uma relação oral sem preservativo, sem esperma na boca. Durante essa semana comecei a ter dores de garganta. Fui ao médico que detectou amigdalite e faringite. Feito o tratamento com antibioticos (clavamox e donulide) até ao fim, continuei com os mesmos sintomas que ainda não passaram, tendo agravado novamente. Poderá ser sida, ou não devo estar preocupado. Li algures na vossa página que existe o risco da apanhar sida mesmo sem esperma!? Confirma-se? Mas porquê? A sida pode também estar no primeiro fluido (que peço desculpa pela ignorância mas não sei o termo)? Depois dessa relação (no fim dos antibioticos) tive outra com diferente parceiro e até ao momento não teve nenhum sintoma. Poderá significar sinal de esperança? Mais uma pergunta: existe a hipótese de fazer o teste de uma forma anónima?
amiga, doutora escrevi ao dr ROSAS VIEIRA A mesma pergunta que le vou fazer mas não entendi a resposta dele, no mes de fevereiro deste ano tive um comportamento que considero de alto risco sai com uma garota de programa e não usei preservativo, passados 1 mes 2 3 4 e 5 realizei nestes meses testes elisa o ultimo 5 meses apos a relação o resultado foi não reagente mas uma vez 1- pergunto devo fazer analise aos 6 meses 2-os testes que fiz são estes ANTI HIV 1 e 2 METODO EIA INDIRETO DE FASE SÓLIDA RESULTADO - não reagente antigenos testados:p24,gp35,gp41. ANTI HIV 1 e 2 METODO IMUNOCOLORIMÉTRICO RECONBINANT RESULTADO-não reagente leitura da amostra cut- off antigenos testados :p24,gp120,gp41,gp36. esse teste que fiz é de guarta geração posso estar descansado ou devo repetilo aguardo sua resposta atenciosamente vai ser de muita importancia para mim.
A toxoplasmose tem relação com AIDS ? Ou pode ter ?Devo fazer o teste ?
Os resultados de carga viral para HIV1 expressos em bDNA - Bayer correspondem aos de RNA-Amplicor Roche ou diferem ? Se diferentes pode-me informar quais os que normalmente são mais elevados e de que ordem ? Clinicamente qual a determinação com mais rigor cientifico? dDNA ou RNA. Muito Obrigado pela informação.
Em que site ou como poderei ter acesso aos trabalhos cientificios apresentados recentemente no Congresso de Barcelona? Obrigado.
amigo dr pesso um exclarecimento e aguardo sua resposta o teste, elisa é definitivo aos 3 meses ou aos 6 meses a muita divergencia entre os médicos do site sobre está questão uns dizem 3 outros 6 gual do um resultado 100% de certeza obrigado e aguardo sua resposta.este site faz muito sucesso aqui no Brasil.
Gostaria de saber se é ou não possível contraír o vírus da sida, através da prática de sexo oral.
Gostaria de saber qual o tempo de espera no hospital s. francisco xavier, do programa lavagem de esperma e quais os requisitos. Também gostava, se possível, de entrar em contacto com um casal que já tivesse passado por esse programa. Obrigada
Sr(a) Dr(a), Tenho vivido num verdadeiro inferno, acho que nunca passei por uma situação nem de perto semelhante. O caso é o seguinte: Tive uma relação de risco no inicio de Abril em que tive contacto através da minha boca com a saliva de uma rapaz que eu vim a saber ser seropositivo, passado 4 semanas tive alguma febre e complicações intestinais, logo a seguir uma rinofaringite que ainda se mantém e me incomoda bastante. Fui a não sei quantos médicos e são sempre muito vagos no diagnostico e dizem-me para eu não me preocupar tanto (o que é difícil!). O hemograma e a Sorologia estão normais. Fiz o exame Elisa (4º geração) ás 10, 12 e 14 semanas, num laboratório credível aconselhado pela minha medica de família, sendo o resultado sempre negativo. Acha que posso estar mais sossegado nesta altura? Se tivesse na fase aguda da doença durante este tempo todo o HIV não teria sido já identificado? Fico á espera da vossa resposta. Obrigado. Abraços.
Foi diagnosticado "LMP" ao meu marido à 3 semanas. Já li no dicionário de medicina, o que é a doença. Gostava de saber se durante o periodo de desenvolvimento da doença é possivel que se torne agressivo e violento ? E, após uma infecção de 10 anos, quanto tempo é possivel restitir?
BOM DIA.PRETENDIA SABER QUAL A MELHOR FORMA DE CONTACTAR COM ALGUNS ESPECIALISTA DESTE SITE UMA VEZ QUE TENHO UMA PESSOA DE FAMILIA INFECTADA A 10 ANOS E QUE AGORA COMECOU A APRESENTAR SINAIS DE DOENCA. ELE FOI ASSISTIDO NO HOSPITAL AMADORA SINTRA , MAS ACHO QUE NAO FICAMOS DEVIDAMENTE ESCLARECIDOS. GOSTARIA QUE NOS AJUDASSEM.OBRIGADO
Há cerca de 2 semanas tive relações com um individuo considerado grupo de risco. Ao retirar o preservativo toquei com a parte exterior do mesmo numa ferida durante alguns segundos. Gostaria de saber quais as probabilidades de contrair SIDA nesta situação.
Srs. Drs. Limpei-me á mesma toalha de banho de um seropositivo.Existe algum risco de contágio?(cerca de 15/20 minutos após ele se ter limpo) Obrigado Silvia
Dr. Ricardo Camacho Fiz análises por minha iniciativa cujos resultados são estes: O resultado dos CD4 é de 584(cerca 42% dos linfócitos totais) e de CD8 é de 315(cerca 22% linfócitos totais). Tendo tido testes para o HIV(feitos no Ins. Ricardo Jorge) negativos é um resultado perfeitamente normal? O stress e a ansiedade podem fazer variar as defesas?
AMIGA DRa obrigado , pela sua resposta foi de grande importancia para mim realizei 5 testes elisa ao longo de 5 meses, após minha relação de risco todos negativos e a senhora me disse que não estou infectado pois meu ultimo teste foi ao 5 meses e deu não reagente, foi de grande importancia sua resposta agora graças a Deus por ter colocado vcs neste site resondendo nossas duvidas agradeço a senhora ao dr Ricardo Camacho ao DR Rosas vieira pela paciencia e atenção que Deus abençoe vcs por este marivilhoso trabalho e que ele continue para sempre pois é de muita importancia pra todos, abrendi minha lição que a prevenção é a melhor forma de evitar a infecção mais uma vez obrigado este site faz muito sucesso aqui no brasil e vcs são todos muito atenciosos fique com Deus doutora.
Sr. Dr. Já fiz inúmeros testes e estou seronegativo(testes após mais de um ano), mas por via das dúvidas resolvi fazer uma medição dos cd4 e cd8. cd4-584céls/ul 42,3% dos linfócitos normais cd8-315céls/ul 22,8% dos linfócitos totais Posso realmente estar descansado com este resultado?Alguns sintomas que eu tenha tido, nomeadamente, raras colónias de candida albicans, com defesas destas, haveria alguma probabilidade de estarem relacionadas com o HIV? Agradeço os esclarecimentos Hugo Silva
Boa tarde. Gostaria que me informassem quais os cuidados que devemos ter para não correr riscos numa relação ocasional. Já sei que devemos sempre usar o preservativo, mesmo em sexo oral, mas poderemos beijar normalmente ou será que se houver alguma ferida na boca poderá ser perigoso? Muito obrigado
Sr,Dr. tive uma relação em 08/03 em que uma prostituta apenas fez-me sexo oral e eu não usei preservativo,falei com meu Médico de Familia que apesar de achar que não teria sido infectado pelo HIV,mandou-me fazer testes a todas as doenças infecciosas, o teste realizado foi num Laboratorio privado e foi o Teste ELIZA em 20/05 , deu não reactivo a todas as doenças,mas não fiquei descansado e falei com meu médico e ele disse que não deveria preocupar-me ,mas mesmo assim porque eu sentia-me desesperado e quase em depressão, fiz teste em 07/06, tal como vc me indicou em minha pergunta anterior, e deu não reactivo novamente a todas as doenças,o meu médico de familia disse para esqueçer o assunto pois chegava perfeitamente, só que não consigo,sinto-me em baixo novamente, isto está me cansando muito, estou envergonhado, pois foi uma situação imoral e ridicula e unica, ao qual não quero repetir. Diga se devo realizar novo teste,ou esqueço tudo e que me sirva de lição tal como meu Medico me disse. Obriagado por tudo,Aqui neste site fiquei sabendo quase tudo sobre o HIV.
Ola. Apos um contacto de risco em Novembro do ano passado efectuei um teste HIV1 HIV2 e a outras dst (hepatites, sifilis,cintomegalovirus,etc... donde deu negativo), efectuei este mes de Julho um ultimo teste com os seguintes resultados: Imunoserologia de sifilis: VDRL - Negativo Imunoglobulina IgE- 34,5 UI/L Imunoserologia- marcadores de hepatite Antigénio HBS Resultado - Negativo Antic. Anti-HCV Resultado - Negativo Imunoserologia- Infecçao por HIV Antic. Anti-HIV 1 - Negativo Antic. Anti-HIV2 - Negativo Diz no teste tambem: Nota: com o fim de contribuir para o diagnostico precoce da infecçao pelo HIV,passamos a utilizar o HIV DUO que faz a detecçao combinada do antigenio p24 e dos anticorpos anti HIV. Apos estes resultados poderei estar descansado e levar a minha vida normalmente e nao pensar mais neste assunto? (pensar apenas na minha prevençao e da minha familia? coisa que estupidamente nao o fiz antes.) Muito obrigado pela vossa ajuda e pelo magnifico site que tem e pela ajuda preciosa nestes momentos de grande depressao. Um grande abraço
Os meus muitos parabens pelo V. excelente trabalho. Já li todas as questões neste site mas fica-me ainda uma dúvida. Que risco corro durante uma relação oral desprotegida, sendo eu o masculino e passivo? Tenho lido que o risco é muito baixo, mas e se houver feridas na boca da pessoa do sexo feminino que não tenham sido observadas pelo homem?
Exmo(ª) Sr(ª) Dr(ª) Tive relações com rompimento do preservativo... Últimamente quando faço análises ao sangue tenho tido uma percentagem acima do máximo de eosinófilos. Tem-me aparecido pequenas borbulhas nos folículos capilares...Li que a foliculitis eosinofilica pode estar associada ao vírus da Sida. Ando muito ansioso, por favor agradeço desde já sua atenção no sentido de me esclarecer... Muitíssimo Obrigado!
Exm-os srs drs tenho um irmão seropositivo que está a fazer terapêutica Anti-viral li num artigo que o uso de inibidores da prótease provoca osteoporose sendo o risco maior nos homens gostaria que me respondessem a esta pergunta pois gostaria de alertar o meu irmão para esta situação mas só lhe queria dizer se for uma situação importante e não alarma-lo á toa um abraço Sinfrónio Martins
Olá, esta é a minha questão. Ao fazer sexo desprotegido com uma amiga que na altura tem um teste HIV negativo feito em vesperas da nossa relação, o risco que corro é muito grande, tendo em conta que o unico contacto que ela tem é o marido? Luís
Sr. Dr. Estou de férias e vou para o Brasil, para além do preservativo, que vacinas é que são aconselháveis tomar no caso de deslocações para países tropicais?Onde as posso tomar? Agradeço a atenção. José
Srs. Drs. Com defesas acima de 500cd4, é normal apresentar alguma doença oportunista?(mesmo que seja uma simples constipação).
srs. drs. È verdade que os cd4 podem variar bastante com o stress e a ansiedade?Que outros elementos contribuem para esta variação?
Olá, esta é a minha questão. Ao fazer sexo desprotegido com uma amiga que na altura tem um teste HIV negativo feito em vesperas da nossa relação, o risco que corro é muito grande, tendo em conta que o unico contacto que ela tem é o marido? Luís
Olá, esta é a minha questão. Ao fazer sexo desprotegido com uma amiga que na altura tem um teste HIV negativo feito em vesperas da nossa relação, o risco que corro é muito grande, tendo em conta que o unico contacto que ela tem é o marido? Luís
pergunta: Antes de mais agradeço-lhe a oportunidade disponibilizada neste site. A minha questão está relacionada com a seroconversão. Na resposta anterior disse que na literatura médica são relatados casos de seroconversões muito tempo depois dos 3 meses. Gostaria de saber se está a referir-se aqueles rarissimos casos (parece que menos de 12 em todo o mundo...) como aconteceu em um rapaz do cartaxo a +/- 5 anos. Se são outros casos gostaria de saber de quanto tempo foi a seroconversão mais tardia de que tem conhecimento e como progrediu a doença nesses pacientes. Gostaria também de saber se os exames que pesquisam o antigenio 24 detectam estes casos? Muito obrigado.
pergunta: Comportamento de risco com prostituta apesar de usar preservativo (14 de Maio de 2002) 1 - Para certificar-me que não estou infectado, quando devo fazer o teste? Existem muitas dúvidas...22 a 29 dias depois já dá ou tem que se esperar pelos 3 meses? 2 - Como se detectam outras DST (Hepatite, Herpes, ...) - um teste único detecta qualquer destas doenças? 3 - Onde aconselham a fazer os testes?
Exmo. Snr. Dr. Mto. obrigado pela oportunidade que nos é dada, aqui no site, de esclarecer algumas dúvidas... a minha é a seguinte: É teóricamente possível, após 13 anos passados sobre exposição de risco, começarem a surgir sintomas como dermite seborreica e a língua recuberta e branca que não dói ( candidíase?), sintomas relacionáveis ao Hiv? Nesse período posso recordar, há uns anos, uma pericardite, uma duodenite e amigdalites de repetição, assim como sinusite... Ou seja: será aconselhável realizar o teste? Tenho 40 anos, 90 Kg/s e aparentemente tenho saúde... Mto Obrigado. Bem hajam pelo vosso trabalho!
Srs. Drs. Existe alguma estatistica das taxas de infecção por HIV em Timor? Outra questão: Porque que é que o período de janela do VIH é superior á maioria das outras doenças infecciosas? Obrigado
Dr. Machado Caetano É verdade que podem existir seroconversões tardias que podem demorar até 3 anos?(li num livro da autoria do dr. que esta situação já ocorreu).Significa que nem com um teste aos 12 meses podemos ficar descansados, caso tenhamos sintomatologia suspeita? Outra situação: Em vários hemogramas realizados, um deles registou uma queda global do valor dos linfócitos para 12%, quando o valor anterior tinha sido 30% e depois voltou a subir para 24%, simultaneamente foram feitos testes Eliza todos negativos. O que significa esta variação do valor dos linfócitos? Obrigado pelos seus esclarecimentos.
Sr. Dr. Machado Caetano A sua reputação e os seus conhecimentos sobre o VIH, fazem de si, na minha opinião um dos especialistas mais conceituados em VIH do nosso país.A minha situação é esta: Em Abril de 2001, tive uma relação com uma prostituta, durante a qual utilizei preservativo, embora admita que a utilização deste possa não ter sido 100% eficaz.Após cerca de 3 semanas comecei por ter uma espécie de constipação que com altos e baixos me acompanha até hoje (mais de 1 ano depois), ao longo de todo este tempo apresentei inúmeros outros sintomas, como diarreias, borbulhas e manchas geralmente avermelhadas, cansaço,dores de garganta, comichões etc...Durante todo este tempo realizei cerca de 9 testes Eliza, todos eles com resultados negativos, realizados desde o mês e meio após a situação até 1 ano após a situação.Todos os testes se realizaram nos centros de rastreio anónimo de Lisboa e um no hospital de oncologia.Fiz inclusive uma carga viral aos 4,5 meses com resultado indetectável(inferior a 50 cópias por ml de sangue). Como tive tosses e mal estar resolvi fazer outras análises sempre com resultados negativos(hepatites, etc). O que mais me intriga são a persistência dos sintomas e simultaneamente um hemograma que eu realizei em Novembro de 2001, que registou uma queda do valor global dos linfócitos que era na altura de 12%.Ora se eu em Agosto tinha os linfócitos globais em 30%, depois caiem passado pouco tempo, para 12% e passado 2 meses já estão em 25%.Logicamente que acompanhei a situação com testes Eliza de 4ª geração todos com resultados negativos, o último em 13 de Maio de 2002.Note-se que não tive mais situações de risco durante este período.Dr. terei ou não o VIH? O que poderei ter então? Muito Obrigado
Tive uma relação de risco à cerca de 1 mês, usei preservativo, mas apesar disso não estou descansado, quanto tempo devo esperar para fazer as analises, e qual a probabilidade de estar infectado ( percentualmente)
Caro Doutor, faço terapia ATR com Combibir+Viramune (1+1 de 12/12h), o meu colestrol tem vindo a subir, faço dieta e muito desporto para tentar inverter esses valores, mas por enquanto não obtive resultados satisfatórios, a minha pergunta é: Podem os niveis de colestrol ser altos devido a efeitos secundários da medicação? Desde já o meu muito obrigado, por existirem! Atentamente
Quais os riscos do sexo oral ?
Desde já enviar o parabens a todos os especialistas neste site. A minha questão é simples, Numa acto sexual, onde o uso o preservativo masculino foi utilizado correctamente, pois foi colocado antes do acto e retirado logo após a ejaculação, foi verificado não se tinha rompido, e ao longo do acto sexual foi tb verificado várias vezes a sua posição. Devo estar perocupado com a transmição do HIV? Ou deve esquecer este episodio? que nada me orgulho, pois a senhora não conhecia. Estoua mt preocupado e inseguro. Os melhores cumprimentos
eu ando com irritação nos lábios e na cabeça do pénis, o que será?, minha parceira tambem sofre do mesmo na vagina. É preocupante?, ja que somos saudáveis.
quanto tempo vive o HIV fora do organismo e qual a probabilidade de contaminaçao caso entro em contato com ele?
Saudações, sou brasileiro e estou muito feliz por ter encontrado o presente site. Minha pergunta é a seguinte: durante uma única relação sexual com uma prostituta o meu preservativo estourou. Gostaria de saber a PROBABILIDADE CIENTÍFICA de eu, como o homem da relação, ter sido contaminado pelo vírus da AIDS e pelo vírus da hepatite C? Muito obrigado, e um abraço a todos os irmão portugueses.
Dr Victor Bezerra Há um ano, aquando do diagnóstico da seropositividade e inicio do teratamento antiretroviral, realizei um conjunto de exames à tuberculose, herpes, hepatites, etc. Pergunto se terá sentido repetir estes exames e com que periodicidade? Obrigado pela disponibilidade
Dra. Maria João Arroz Uma pessoa com testes para o HIV negativos, com 584 linfócitos CD4(cerca de 42% do valor total dos linfócitos) e 315 linfócitos CD8(cerca de 22% do total dos linfócitos) é um valor perfeitamente normal?Factores psicológicos que podem fazer variar estes valores? Obrigado Hugo Silva
Ola o meu nome é Pedro, tenho 23 anos e a cerca de um ano contrai o virus Hiv. As minha pergunta é quanto tempo aprox depois de se ser infectado se esta sem tomar medicaçao? Eu sei que tudo depende do meu organismo , mas nao existe um perio aproximado? Outra questao que queria que fosse esclarecida é, o facto de eu fazer desporto a varios anos pode prevenir uma possivel lipodistrofia aquando do começo da terapia retroviral? E ainda existe alguma coisa ou forma de prevenir a lipodistrofia? Muito obrigado Pedro
Bom , em 1º lugar queria agradecer pela sua resposta. Sei que para poder analizar o meu estado teria de ter acesso a mais informaçao , posso dizer-lhe que o meu cd4 actual é de 518 , pelo que me parece que nao vou ter de tomar medicaçao em breve entao... Depois de fazer a busca que me aconcelhou para a palavra lipodistrofia cheguei a conclusao que nao existe forma de saber se um doente vai ou nao ter lipodistrofia e que existem medicaçoes que podem provocar mais rapidamente o aparecimento do fenomeno. Numa resposta sua a uma pessoa que lhe falava de lipodistrofia o senhor fala que a dieta mediterranica pode ter algo que ver com o facto de esse fenomeno nao ser tao comum entre nos, quer dizer que a preferencia por uma dienta equilibrada pode tb ajudar? O peixe como o salmao ou a sardinha devido ao tipo de colesterol que tem podem ser beneficos para essa prevenaçao?. Talvez lhe pareça uma preocupaçao narcisica da minha parte o problema da lipodistrofia mas realmente acho que ja que mais tarde ou mais cedo vou ter de pensar nisso entao o melhor sera tirar o maior numero de informaçao possivel. Outra coisa que lhe queria perguntar era se a hormona de cresciemnto humano , a testosterona e os anabulizantes podem ajudar tb a diminuir o aparecimento do fenomeno. Para terminar é impreterivel o aparecimento deste fenomeno numa pessoa que faz tratamento retroviral? Com os melhores cumprimentos Pedro Souto
Mais uma vez muito obrigado pela brevidade com que me respondeu. Como ja lhe disse antes a um ano que contrai o virus Hiv, pouco depois de ter tido a noticia e com medo do que as pessoas poderiam pensar fui consultar um medico no exterior, O nome é Caio Rosenthal nao sei se o senhor ja ouviu falar nele ? De qualquer forma e depois de ele tomar conhecimento da situaçao e fazer alguns exames ( carga viral , Cd4 , Cd8 ,colesterol , glicose... ) ele disse que estava tudo muito bem mas que tinha de ter em atençao que o virus ainda mal tinha entrado no organismo, aconselhou-me a nao fazer estragancias como beber alcool em excesso ou consumir drogas , fumar ou passar noites sem dormir, disse tb para ter cuidado com a minha alimentaçao e continuara fazer exercicio fisico. Na opinao dele eu deveria começar a tomar medicaçao quando o nivel de cd4 estiver abaixo de 350. Na minha actividade profissional a imagem é tudo, por isso a minha preocupaçao com estes fenomenos da lipodistrofia. Pretendo continuar ser acompanhado por um medico aqui em portugal ja que embora por agora nao va começara a tomar medicaçao no futuro proximo nao se sabe.Gostaria que o senhor me disse-se a sua opiniao sobre começar a terapia quando o nivel de cd4 chegar aos 350 . Na ultima vez que estive com o dr Caio , falou numa terapia constituida por dois medicamentos Kaletra e Efavirenz o que o senhor me pode dizer sobre essa combinaçao? Disse tb que me aconselharia a evitar tomar o stavudine pois parece que os doentes medicados com essa droga tem uma probabilidade 3 ou 4 vezes maior de desenvolverem lipodistrofia, . Para terminar gostaria de lhe perguntar em que hospital ou clinica o senhor atende. com os melhores cumprimentos Pedro Souto
Dr Ricardo Camacho, gostava de saber qual a importancia do facto da maioria das novas infecções serem do sub-tipo G do HIV 1. O que aparece de novo em relação à situação anterior? Os testes de diagonóstico existentes continuam eficientes nesta nova realidade? As recombinantes GB são detectáveis pelos testes básicos? Muito obrigado, Carlos Cardoso.
olá, sou do Brasil, tive um comportamento de risco com uma garota de programa, e em 5 dias apresentei febre média de 37,4 °c que durou cerca de uma semana e meia, isso indica infecção aguda por hiv?é possível em apenas 5 dias apresentar sintomas ou posso descartar essa hipótese?
Gostaria de saber se o modo(s) de contagio da Variante G do HIV agora descoberta em Portugal e o mesmo ou se existe um risco maior de contagio?
Há dias tive relações com uma rapariga que sei que é bastante activa sexualmente com varios parceiros, usei preservativo como é obvio no entanto após o acto sexual e depois de retirar o preservativo fui-me lavar mas toquei primeiro no meu penis e so depois deitei agua e lavei-me, gostaria de saber se neste caso existe risco de contrair o HIV? Obrigado pela ajuda!
Quantos seropositivos VIH em Portugal ? Quais os países europeus mais afectados pelo VHC? Há investigação sobre as hepatites em Portugal?
Caros amigos: A minha questão é a seguinte: tenho andado atormentado com um acontecimento passado no barbeiro, que passo a relatar. Ao fazer uma "rapagem" com a lâmina de barbear na parte do cachaço (para "acertar" o cabelo), ouve um ligeiro corte, coisa habitual e sem qualquer problema. A lâmina utilizada era nova, como tive oportunidade de verificar. A minha inquietação resulta de outra questão. O barbeiro utilizou um pequeno objecto, que eu nao sei identificar, mas k tinha uma forma cilindrica, fino, pequeno, com o qual comprimiu ligeiramente a zona que tinha sido afectado. Presumo que o objectivo de tal objecto fosse a estagnação da pequena hemorragia. Ora, o após a sua breve utilização, o barbeiro voltou a colocar aquele objecto no seu bolso, pelo que conclui facilmente que o utilizaria diversas vezes. Não sei se o objecto funcionava como anti-septico ou com simples compressor do local afectado. Desconhecia aquele objecto. Após algum tempo comecei a pensar no assunto e pesquisei bastante na Internet. Os meios de trasmissão do HIV falam no sangue como meio de propagação. Mas quanto à conservação do virus fora do corpo humano não são muito claros. Já li que o virus vivia poucos minutos, ja li que o virus se matinha activo uma hora, já li que existia possibilidade de infecçao nas manicures, barbeiros, exigindo-se a esterilizaçao do material, assim como já li que a probabilidade de infecçao nos referidos casos era de 1:500... Sinto-me um pouco confuso. E no meio disto tudo, eu, que nunca tive nenhum comportamento de risco dos habitualmente indicados vejo-me numa situação que, obviamente, justifica a vossa ajuda. Aguardo a vossa colaboração e agradeço tudo o que fazem por todos nós.
Caros amigos: A minha questão é a seguinte: tenho andado atormentado com um acontecimento passado no barbeiro, que passo a relatar. Ao fazer uma "rapagem" com a lâmina de barbear na parte do cachaço (para "acertar" o cabelo), ouve um ligeiro corte, coisa habitual e sem qualquer problema. A lâmina utilizada era nova, como tive oportunidade de verificar. A minha inquietação resulta de outra questão. O barbeiro utilizou um pequeno objecto, que eu nao sei identificar, mas k tinha uma forma cilindrica, fino, pequeno, com o qual comprimiu ligeiramente a zona que tinha sido afectado. Presumo que o objectivo de tal objecto fosse a estagnação da pequena hemorragia. Ora, o após a sua breve utilização, o barbeiro voltou a colocar aquele objecto no seu bolso, pelo que conclui facilmente que o utilizaria diversas vezes. Não sei se o objecto funcionava como anti-septico ou com simples compressor do local afectado. Desconhecia aquele objecto. Após algum tempo comecei a pensar no assunto e pesquisei bastante na Internet. Os meios de trasmissão do HIV falam no sangue como meio de propagação. Mas quanto à conservação do virus fora do corpo humano não são muito claros. Já li que o virus vivia poucos minutos, ja li que o virus se matinha activo uma hora, já li que existia possibilidade de infecçao nas manicures, barbeiros, exigindo-se a esterilizaçao do material, assim como já li que a probabilidade de infecçao nos referidos casos era de 1:500... Sinto-me um pouco confuso. E no meio disto tudo, eu, que nunca tive nenhum comportamento de risco dos habitualmente indicados vejo-me numa situação que, obviamente, justifica a vossa ajuda. Aguardo a vossa colaboração e agradeço o que fazem por todos nós.
Há 2 semanas tive uma relação sexual anal com uma rapariga que posteriormente descobri ter uma vida sexual promíscua. Na ocasião estava utilizando camisinha, mas ao término do ato verifiquei que ela havia se rompido? Quais as possibilidades de contágio, caso a rapariga esteja contaminada? Quanto tempo devo esperar para realizar um teste sorológico seguro e eficaz e que me dê indícios reais se fui infectedo ou não? Obrigado!!
Gostaria de saber, definitivamente: se o sêmen de outro cair sobre a pele, ainda que com um pequeno ferimento, sem sangue aparente, há perigo de contágio pelo HIV? Minha duvida decorre de experiência acontecida e pelo fato de alguns dizerem que há perigo e outros, que não há. O sêmen contém o virus HIV e porquê? Como o vìrus vai parar no sêmen? Ele não sobrevive apenas em células presentes no sangue? Pergunto isso porque já me disseram que não há presença de vírus ativo no sêmen. Já escrevi para este site a fim de esclarecer a primeira pergunta, a qual foi respondida pelo Dr. Victor Bezerra e pelo que agradeço. Porém, minhas dúvidas persistem pois, como já disse, obtenho informações desencontradas a essas questões. Portanto agradeceria obter informações mais detalhadas e definitivas. Por exemplo: existe relato ou caso confirmado de contágio pelo HIV em relação sexual onde não tenha tido penetração? Existe essa possibilidade? O que é exatamente um comportamento de risco, em uma relação sexual? Me desculpo pelo excesso de perguntas, mas gostaria de sanar essas dúvidas. Agradeço resposta e parabenizo por este site.
Tenho estado numa conferencia sobre HIV em Africa na qual tem sido afirmado por uma medica Brasileira monitora que actualmente o unico parametro com interesse clinico para o TARV é o CD4. Nem carga viral, nem CD8. Gostava de ter a sua opinião . Muito agradecido.
Por força das circunstâncias fiquei encarregue de tratar de um cão de estimação que antes pertencera a um indíviduo infectado pelo virús da sida. Pretendo saber se o animal pode ser portador do vírus e se o contacto com ele representa um risco de contágio.
Tenho um irmão que com a ajuda das irmãs mais velhas eu e outra, ajudamos a pedido dele mesmo telefonou-me a pedir para lhe dar-mos dinheiro para ir para uma comunidade e assim aconteceu, esteve lá 6 meses não tenho a certeza e depois quis sair por vontade dele telefonou a um outro nosso irmão mais novo para ir busca-lo, foi para casa do nosso pai e esteve mais algum tempo a recompor-se e mais tarde 1 ano mais ou menos arranjaou emprego, sem ajuda de ninguem e nunca mais tocou na drograee fumou SÓ FUMOU drogas lve e pesadas e derrepente nunca mais mesmo tocou nelas; é possivel continuar assim?desculpem, eu sei que os senhores tratam de assuntos de sida mas.......
Há cerca de uma semana tive uma relação sexual com um homem virgem e usámos preservativo, no entanto, antes da relação ele enganou-se e colocou primeiro o preservativo ao contrário e só depois o voltou. A minha pergunta é se, uma vez que houve contacto com o pénis dele, corro algum risco? Também gostaria de saber se há perigo de ter contacto com uma pequena ferida coberta de crosta.
Olá ! No acto sexual com uma pessoa desconhecida o preservativo rompeu-se e eu só deu conta uns 10 ou 15 segundos depois. Não houve ejaculação. Gostaria de saber qual a probabilidade de apanhar Sida neste caso específico. Um exame que é feito 4 meses depois do acto sexual é considerado exacto de acordo com os testes existentes actuais ? Obrigado
Gostaria de saber qual a fiabilidade do teste Elisa de 4º geração após 1 mês de um contacto de risco. Obrigado.
Numa das suas respostas, li que, para que haja infecção, é bem diferente uma situação de uma carga viral indetectável do que a de uma carga viral de milhões. Quer isto dizer que, tendo uma pessoa feito um teste com resultado negativo e podendo estar em período janela, a sua capacidade infectante é reduzida? Se assim não for, qual a razão? Obrigado e cumprimentos...
Caros Drs. Tem-se falado muito da fase aguda de infecção pelo VIH, mas o q eu queria saber era quais os sintomas de uma infecção numa fase de imunodepressão acentuada? Um ano após uma relação de risco já é considerada fase de imunodepressão acentuada? Isto supondo que uma pessoa foi infectada... Abraços
No início deste ano contraí o vírus da Sífilis. Após tratamento à base de Penicilina, consegui a cura. Agora 3 meses após o término do tratamento fiz novamente o exame de sangue e não apareceu qualquer vestígio da doença. Meu médico disse que eu poderei voltar a doar sangue, pois no meu caso não ficou nenhum traço da doença. Isso é verdade ???
Muito obrigado pela oportunidade que nos dão de colocar duvidas neste site... Eu há cerca de um ano tive uma relação de risco com uma prostituta, mas que durante todo o acto foi usado preservativo, o problema é que depois de ejacular e nunca me tendo acontecido isso, o pénis ficou erecto e eu sem retirar o pénis continuei a fazer o acto sexual, depois de muito tempo tirei o pénis e o preservativo por dentro estava todo "esborratado", ora eu calculo q tenha sido da fricção do pénis com o esperma, mas tenho medo que tenha sido do fluido vaginal que tenha entrado para dentro do preservativo, eu não sei se ela era infectada, mas durante este ano já tive uns periodos em que tava de diarreia e não estando doente achei estranho até pq durou durante bastante tempo até passar a diarreia, agora ando há quase uma semana com dores de cabeça muito leves mas q teimam em não passar, já por 2 vezes acordei com dores numa perna e por outra vez num braço.Também noto que agora me custa muito a defecar e que embora sejam fezes duras ou "normais" saem em varias bolinhas e noto que tenho muita prisao de ventre, coisa que nunca tive. Que eu tenha notado nunca neste ano que passou notei febres, ganglios, irritações, nem sequer gripe tive, mas os outros sintomas preocupam-me. Acham que estes sintomas poderão indicar infecção? E ao fim de um ano já se deveriam notar outros sintomas ou não?Muito Obrigado e desculpem a extensa questão mas achei vital explicar tudo muito bem explicado. Abraços
Olá! Obrigado por este excelente espaço!!! Sou rapariga e tou preocupada porque ontem me apareceu uma infecção urinária na vagina, pelo menos é o que eu acho que é... doeu-me bastante e deitei sangue, bem como fiquei com febre, será que é só uma infecção urinária? É que já me tinha acontecido isto uma vez e nessa altura era uma infecção urinária, mas agora não sei... tive uma relação de risco há pouco tempo e usámos preservativo mas tanto ele como eu fizemos sexo oral um ao outro sem protecção... isto poderá ser o resultado de o rapaz poder ter sida? será que isto é um sintoma de que ele me passou sida? não sei se ele era infectado mas gostaria de saber se isto é um sintoma de infecção... Beijinhos e obrigada
Caros Drs. Queria saber ao fim de quanto tempo é que obrigatoriamente os sintomas se começam a manifestar numa pessoa infectada, e quais são esses sintomas? Obrigado
Antes de mais quero felicitar todos os que contribuem para este site, aconselhando e tirando dúvidas daqueles que devido a um comportamento mais irreflectido se sentem angustiados. Apesar de ter lido já as respostas dadas a este tema, queria no entanto concretizar con a seginte sitiação, a qual agradecia que desse a sua opinião acerca do grau de risco corrido. Encontrava-me em casa de um amigo. A dada altura envolvemo-nos sexualmente, embora sem ter havido penetração. Em todo caso os factos são estes: 1-apenas houve sexo oral 2-no que me diz respeito, não houve ejaculação na boca e mesmo o liquido pré-ejaculatório era quase impreceptivel; 3- o acto demorou uns dez segundos no máximo 4- não existiam na altura lesões na minha boca, nem aftas, apenas uma ligeira inflamação na garganta que atribui ao excessivo consumo de tabaco, mas a qual não passava de uma ligeira mermelhidão; 5- no momento seguinte fui bochejar a boca com água, (não lavei os dentes); 6- a pessoa em causa provavelm não está infectada...mas nunca se sabe. Perante estes factos gostaria que me desse a sua opinião acerca do grau de risco que corri e se é motivo para preocupação. Os meu mais sinceros agradecimentos!
Olá, os meus cumprimentos aos herois de todo o país que sejam infectados pelo HIV. A minha pergunta é: Sendo eu mulher-Infectada e o meu namorado não, poderá ele num acto sexual praticar "cunilingus"? E eu poderei praticar "felatio"? Sei que no caso de infecções bucais não é aconselhavel, mas e se não existirem? Grata pela Atenção A.
olá, sou do Brasil estou muito agoniado pois aqui não me respondem às perguntas...... por favor me ajudem. tive uma relação de risco e 5 dias depoiis apresentei febre de 37,5° , e continuei com febre uns 17 dias (média 37,1°c) 23 dias depois realizei um exame anti-hiv (não reagente)..... minha médica disse para me tranquilizar....pois 23 dias já é um pouco confiável o exame, pois apresentei uma "suposta "infecção aguda muito cedo, o que adiantaria a soroconversão,mas me recomendou fazer outro 3 mêses deppois.... gostaria de saber se em 23 dias pode haver soroconversão como ela diz...e qual a porcentagem de soroconevrsão nesse período (23 dias)
Queria esclarecer uma duvida, o sexo oral em si pelo que tenho lido é uma pratica de baixo risco. No caso de ser utilizado como preliminar e nao existir contacto com esperma o risco é ainda menor certo? O liquido pre-seminal tb pode infectar com o hiv? Tive um contacto a pouco tempo com uma pessoa na scondiçoes que descrevi o sexo oral foi utilizado como preliminar, nao durou mais de 30 segundos , nao houve contacto com semem mas nao descarto a hipotese de ter havido contacto com liquido pre seminal. Queria saber se me devo preocupar ou simplesmente a hipotese de contagio é embora teoricamente possivel muito pouco provavel?
oi. gostaria de saber se existe a possibilidade de contágio do virus hiv através de praticas de sexo oral? gostaria também de saber se existe possibilidade de contágio sexual do virus por uma pessoa que de penetração propriamente dita teve uns 10 segundos com ejaculação, esta situação aconteceu com e sem o preservativo em dias diferentes com uma prostituta. obrigado
olá, primeiro quero dar os parabéns por este excelente site. Não sou seropositiva mas é um tema q me intessa bastante, mas há certas coisa q gostava de perceber melhor. o q é a lipodistrofia?, qual a quantidade de cd4 considerada preocupante para um seropositivo? há algum livro ou outra maneira de ficar a saber mais sobre hiv? muito obrigada e mais uma vez parabéns.
Caros Drs. Mantive relações sexuais com uma desconhecida, durante as férias, agora estou um pouco preocupado em relação ao HIV, quanto tempo se deve esperar até de efectuar o teste?
Srs. Drs. Qual o comportamento dos CD8 durante a primoinfecção?
olá , sou do Brasil, enviei uma pergunta e não obtive respostas, estou muito nervoso, pois 5 dias após um comportamento de risco apresentei febre de 37,5, por mais ou menos 2 semanas, fiz exame elisa 3° geração 23 dias depois, que deu negativo, vou repetir ao 3° mês, sei que´há uma porcentagem média de soroconversão que é de 22 a 29 dias. o que o senhor acha a respeito do meu exame, qual a probabilidade média de confiabilidade aos 23 dias ? obrigado, agradeceria se me respondessem urgente pois eu e minha família estamos angustiados por esperar o outr exame, desde já meus sinceros agradecimentos....e perdão pela insistência
oi. gostaria de saber se uma mulher que pratica "felatio" e esteja infectada poderá transmitir a sida, aquando dessa pratica sexual com o seu companheiro? obrigado ps: sem preservativo
Ao dr, Ricardo Camacho. Estou com uma dúvida, sou de SP/Brasil Tive um contato de risco em que estourou o preservativo (e fiquei 5 minutos sem notar), tive febre a partir do 5° dia , com diarréia que durou cerca de duas semanas e meia (febre de 37,2°c em média) hemograma demonstrou leucocitose de 12900, 23 dias depois do contato fiz um elisa 3° geração que deu negativo....o senhor disse que a soroconversão por ELISA é em média 22 a 29 dias, qual a probabilidade de confiabilidade num exame 23 dias depois? fiz outro ELISA 3°g. 31 dias depois, vou pegar o resultado daqui uma semana, qual a confiabilidade nesse eame um mês depois, chega a 90%? o médico disse que em 5 dias após contato é praticamente impossível surgir sintomas e não relaciona essa febre com hiv ....qual a sua opinião? agradeço desde já, pois já enviei perguntas e ainda não fui respondido.....obrigado
Olá a todos, Gostaria de perguntar o seguinte: Tive relações sexuais e o preservativo roupeu e eu tive contacto durante 1 a 2 segundos visto que detectei logo que aconteceu. Eu pergunto se é o suficiente para contrair o virus. A pessoa em questão protificou-se a fazer análises passado uma semana. caso, eu ou ela, esteja infectado o tempo que passou é o suficiente para as analises acusarem algo? Muito Obigado.
Dr Vitor. parabéns pelo trabalho! Meu contato de risco foi sexo oral, senti todos aqueles sintomas da fase aguda (ganglios, dores musculares, dor de garganta, pintinhas vermelhas, enfim, vários dos sintomas)...este contato de risco foi em out/2001..realizei o 1ºteste em Fev/2002 (Elisa 3ª geração anti hiv1/2) Não Reagente, o 2º teste em Maio/2002, tbem Não Reagente e outro agora em Set/2002, 10 meses após o contato e deu Não Reagente....ainda existe possibilidades de eu ter me contaminado?...os 3 testes foram Eliza 3ª geração anti HIV 1/2 e Biochem. Obrigada, espero ansiosa uma resposta!
Ao dr, Ricardo Camacho. POR FAVOR DOUTOR,éu enviei essa pergunta e a resposta ficou em branco, por favor me responda pois estou muito desesperado... sou de SP/Brasil Tive um contato de risco em que estourou o preservativo (e fiquei 5 minutos sem notar), tive febre a partir do 5° dia , com diarréia que durou cerca de duas semanas e meia (febre de 37,2°c em média) hemograma demonstrou leucocitose de 12900, 23 dias depois do contato fiz um elisa 3° geração que deu negativo....o senhor disse que a soroconversão por ELISA é em média 22 a 29 dias, qual a probabilidade de confiabilidade num exame 23 dias depois? fiz outro ELISA 3°g. 31 dias depois, vou pegar o resultado daqui uma semana, qual a confiabilidade nesse eame um mês depois, chega a 90%? o médico disse que em 5 dias após contato é praticamente impossível surgir sintomas e não relaciona essa febre com hiv ....qual a sua opinião? agradeço desde já, pois já enviei perguntas e ainda não fui respondido.....obrigado
Tive uma relação onde fiquei sem preservativo por poucos instantes, mas coloquei-o logo, algumas semanas depois apresentei um quadro semelhante ao HIV agudo, realizei a sorologia com 4 semanas, o antígeno p24 com 5 e outra sorologia com 6 semanas com todos negativos, acha que posso ficar mais sossegado?? Grato pela atenção
Antes de mais, parabéns pelo site e por este trabalho. Eu sou uma pessoa que me preocupo bastante com as doenças e ando preocupada desde Agosto. Fui a Marrocos estas férias e encontrei-me com uma amigo que conhecia através da internet. Acabámos por ter relações sexuais. Ele tinha-me dito que nunca tinha tido relações sexuais com ninguém e realmente, pelo seu desempenho, pareceu-me verdade. Mas usámos preservativo de qualquer maneira. No entanto, uma vez ele masturbou-se e ejaculou para cima das minha pernas. A minha questão é: existe algum risco do contacto do sémen com a pele? É apenas necessário haver um corte aberto para que haja algum risco? E se for uma pequena crosta, ou seja, ferida fechada? Também, antes de colocar o preversativo do lado correcto, ele colocou-o ao contrário, só depois o voltando, como houve contacto com o pénis dele, há algum risco? Por favor, estas pequenas dúvidas não me deixam viver a vida normalmente. Agradeço do fundo do coração uma resposta.
Ola. Apos uma relaçao em novembro 2001 em que duraçao sexo oral nao houve protecçao, nao havendo ejaculaçao, sendo que no restante foi protegido (sexo anal), efectuei 2 testes para detectar alguma dst ( HIV1, HIV2, sifilis,hepatites,cintomegaloviros,etc...) o primeiro em finais de Abril 2002, e o segundo em finais de Julho 2002, tendo dado sempre negativo em tudo nos dois testes. Poderei ficar descansado sobre este assunto ou terei que efectuar outros testes? Foi me dito que deverei efectuar um ultimo teste em janeiro / fevereiro 2003. Sera necessario? estes dois testes que efectuei (uns dos quais ja apresentei os valores neste site nestas perguntas),sera que ja nao detectava os virus caso eu estivesse infectado? Muito obrigado
Gostaría de saber se possível o que fazer, para tratar de lipodistrofia, nomeadamente na cara, o meis urgente possível. Alguem especialista me pode ajudar? Grato pela ajuda e atenção dispensada.
Srs. Drs. 584 Cd4 e 315 Cd8 é um valor regular para um homem com 30 anos com o teste VIH negativo, sem antecedentes de qualquer problema de saúde anterior?
DOUTOR RICARDO CAMACHO Qual a validade desse exame ELISA após 32 dias de um contato de risco? ANTI-HIV método: imunoenzimático - antígeno recombinante anti-hiv1 e anti-hiv 2 método: ELISA - Micro ELISA SYstem Organon TekniKa anti-hiv1 anti-hiv2 anti-hiv1 grupo 0 NÃO REAGENTE! O SENHOR DISSE QUE EM MÉDIA A SOROCONVERSÃO OCORRE 22 A 29 DIAS DO CONTATO..... existe uma porcentagem de confiabilidade nesse exame 32 dias depois? estou muito angustiado....obrigado
DR. RIcARDO CAMACHO qual a confiabilidade de um teste ELISA 3° geraão que persquisa anticorpos contra HIV realizados 1 mês após contato de risco em que preservativo estourou sem que eu perceba por 5 minutos...?
Drs. A candida albicans tem de estar necessáriamente associada á infecção por VIH?Se não tem, que que outras causas estão na origem desta infecção? Obrigado
Olá caros Drs. e Dras.!!! A minha pergunta é a seguinte, em relação aos sintomas queria que me explicassem vários factores... o 1º é referente aos sintomas que dizem aparecer parecidos ao de uma constipação, que sintomas são esses? Em 2º é em relação à candidiase oral, o que é a candidiase oral em termos vulgares? Em 3º é em relação ao emagrecimento acentuado, o que entendem por emagrecimento acentuad? como se nota fisicamente? Por ultimo é em relação à lipodistrofia, o que é e quando aparece? Muito Obrigado e Abraços a todos!!!
Caros Drs. Há uns meses tive uma relação de risco com preservativo mas efectuei sexo oral sem preservativo, nao sei se o rapaz ta infectado mas sei q pelo sexo oral apanha-se o virus certo? Ora o meu problema é que há poucos dias fiquei constipada e sei que pode ser um sintoma, de vez em quando tambem tenho umas dores de cabeça e más disposições. Isto pode significar infecção? A minha maior duvida é que ha umas 2 semanas tive o que acho que foi uma infecção urinária, pois fiquei com febre e com dores na vagina e até saiu sangue, eu já tive isto uma vez e acho que é uma infecção urinária mas queria saber se este poderá ser um sintoma de infecção. Outra coisa, eu vou fazer análises ao sangue por causa deste acontecimento pq foi o que o meu médico mandou fazer para ver se está tudo bem, mas acho que é apenas um check-up e não fazem análise ao virus da sida, mas com os testes que fazem ao sangue num check-up normal não pode aparecer nada que indique a presença do virus? Obrigada!!!
Caros Drs. Queria saber o que era tricoleucoplasia da língua, e zona. Obrigado
Caros Drs.: Bom dia e muitos parabéns pelo excelente trabalho desenvolvido, que considero de grande valor. Desejo colocar a seguinte questão: em 15 de Junho deste ano tive uma relação de risco com uma rapariga recém-conhecida e cujo historial desconheço. Em princípio de Julho comecei a sentir uma rinorreia (corrimento posterior do nariz para a garganta), nariz entupido, comichão intermitente nos olhos, dores de garganta, tosse, às vezes seca e às vezes com expectoração, e cansaço, sintomas que se mantêm até hoje. Em 22 de Julho fiz um RX ao tórax que detectou um infiltrado no pulmão e análise ao sangue, que detectou leucócitos no valor de 11.6, tendo-me sido diagnosticada uma infecção virusal. Nunca tive febre. Fiz uma ecografia ao pescoço e tiróide, encontrando-se esta normal e detectando-se gânglios linfáticos no pescoço (cadeias jugulares), o maior com 1,30 cm. Entretando surgiram em princípio de Agosto 2 gânglios nas axilas, um com 11 mm e o outro com 12 mm, dolorosos, considerando-se reactivos e não patológicos. Como desconfiava de infecção por HIV, fiz o teste Elisa em 31 de Julho e, em 4 de Setembro realizei o teste HIV DUO (pesquisa de Ac. Anti-HIV e Ag. p24), sendo ambos negativos. Nas mesmas datas, fiz o teste para Ac. Anti-Epstein-Barr IGG (VCA) sendo o valor à data de 31/7, de 122 e, em 4/9, de 318, pelo que se suspeita ser uma mononucleose infecciosa, muito embora sem certezas definidas. Permito-me perguntar aos Srs. Drs. se consideram haver, face aos testes realizados e à sintomatologia referida, fundamento para suspeitar de infecção por HIV. Aproveito para enviar os meus melhores cumprimentos e os maiores elogios pelo vosso trabalho.
Srs. Drs. Quanto tempo pode uma pessoa viver sem atingir o estado de Sida(menos de 200CD4), tomando a HAART?
e normal uma pessa ter sintomas passado dois meses e uma semana da fase aguda.os sintomas durarao uma semana e foram:dores no corpo,cansaço e ganglios do pescoço inchados. no primeiro e no ultimo dia tive mas dores que nos outros.por favor respondame depressa que estou com uma grande angunia!!!!
tenho notado na glande do penis uma feridas muito pequenas e uma mancha vermelha,nao me doem nem me dao comichao.isto pode ser considerado rush cutanio da fase aguda?
Eu tive um contato de risco, sexo oral, tive todos os sintomas da fase aguda, ganglios,dores musculares, de garganta,pintas vermelhas..enfim, tudo!! realizei 3 testes, todos eles Elisa 3ª geração e Biochem (HIV 1/2),o primeiro após 4 meses do contato,o segundo após 6 meses e um após 10 meses!! ainda existe o risco de eu estar contaminada?.....Por favor, é muito importante a resposta de vcs, há muito tempo venho sendo ajudada por este site! não aguento mais esta agonia, parece não terminar nunca,não quero ficar fazendo exames toda hora,está dificil demais!!obrigada por tudo...parabéns pelo trabalho Dr.Ricardo e todos do AIDSPORTUGAL!
Quais as possiveis disfunções organicas ou neoplasias para um ratio de CD4/CD8 = 0.3, muito distante dos padrões normais. CD4 = 585 uL CD8 = 1850 uL Muito obrigado por todos os vossos esclarecimentos, tendo aprendido muito sobe a minha doença. Nuno Dias
Seis semanas após um experiencia homossexual de risco (sexo anal), realizei análises de rastreio num CAD cujo resultado foi negativo. Contudo, persiste um prurido incomodativo e diarreia c/ fezes volumosas e não na fase líquida. Por os dois sintomas acontecerem ciclica e simultaneamente, estou bastante preocupado. Devo referir que tenho tendencia p/ a hipocondria e sou bastante depressivo e ansioso, pelo que suspeitei de colon espastico e nao uma patologia fisica. Será o caso? Como tratar o prurido e a "diarreia"? A detecção é fiavel as 6 semanas?
DOUTOR RICARDO CAMACHO O SENHOR É FANTÁSTICO, MARAVILHOSO, SENSACIONAL, DESEJO-LHE A MAIOR FELICIDADE DO MUNDO, POIS O SENHOR ME RESPONDEU TODAS AS PERGUNTAS , AQUI NO BRASIL NUNCA OBTIVE RESPOSTAS... ESTOU SOMENTE LHE MANDANDO MEUS SINCEROS AGRADECIMENTOS . ME ORGULHO DE QUE NO MUNDO EXISTEM PESSOAS MARAVILHOSAS COMO O SENHOR. SEI QUE UMA DAS MAIORES FELICIDADES DO MÉDICO É O RECONHECIMENTO DOS PACIENTES............O SENHOR (MESMO QUE NAO TE CONHEÇA PESSOALMENTE) JÁ MORA NO MEU CORAÇÃO......OBRIGADO
Numa situação de despedida de Solteiro tive relações sexuais com uma prostituta dessas conhecidas casas,durante o acto quando mudava de posição e me deitei de costas para baixo reparei que o preservativo tinha saído o que me levou a crer que foi na altura da mudança de posição,pois se fosse durante o acto eu ou ela teriamos reparado.Não houve ejaculação até então.Quando ela e eu verificámos que o preservativo estava caído ela decidiu assim como eu concordei que não pdiamos fazer mais nada.Atendendo a que essas mulheres são muito preocupadas com a sua protecção e que eu julgo que nesses lugares provavelmente elas fazem analises com frequencia e não são portadoras do hiv, qual o risco que ocorreu para mim? se acha que devo efectuar o teste? Quando efectuar o teste?Peço que me ajude pois faz pouco tempo que estive quase com uma depressão e encontro-me já numa situação semelhante.Obrigado pela resposta o quanto breve quanto possivel.
Olá! Sou do Brasil, tive uma relação anal que durou 5 minutos, sem proteção, passados 3 dias, comecei a apresentar irritação na garganta e pressão na testa que evoluiu para uma sinosite, fiz um hemograma e este me deu como resultado, neutrofilia, com leucocitos em 10.200 e linfócitos em 18 e segmentados em 77, não houve redução de plaquetas. O médico disse que deve ter sido uma virose respiratória e para eu não me preocupar e me passou medicação, acredito que não houve ejaculação, ja se passarama 35 dias do fato e estou melhorando, mas estou muito preocupado com meu hemograma de 20 dias após o risco. Por favor me ajude, penso em morte todas as noites, foi minha primeira vez e estava bebado por isso aconteceu, um abraço.
Srs. Drs. Se o teste de detecção de anticorpos, não quantifica esses mesmos anticorpos, somente detecta a sua presença, porque é que alguns especialistas dizem que uma pequena presença de anticorpos já é detectável pelo teste Eliza. Hugo
Dra. Maria João Aleixo Li que a sra. referiu que a candida albicans pode ser transmissivel, gostaria que explicasse se é realmente verdade e como curar esta infecção? Obrigado Hugo
a dois meses e uma semana tive uma relaçao de risco onde efectuei sexo oral a uma rapariga.ando priocupado pk a semana passada tive um periodo de dores no corpo e cansaço e os ganglios do pescoço um pouco inchado,nao me doiam.agota nao tenho.ando mesmo muito priocupado pk nao sei se estou infectado ou nao!gostaria que me respondesse o mais depressa possivel.obrigado
Dr. Ricardo CAmacho fiz meu exame elisa 3 . geração 6 semanas após contato de risco.. qual a confiabilidade nesse exame? o médico me disse que esse exame praticamente descartaria uma infecção Hiv em quase 90 % , qual a sua opinião? o senhor acha que a confiabilidade é maior? (99%)?
Olá Drs. e Dras. Queria colocar a seguinte pergunta, nao ha risco das secreçoes vaginais penetrarem pelo preservativo a dentro e transmitirem o virus do HIV? Abraços e obrigado
Drs. Sugiro que se coloquem as moradas dos centros de rastreio anónimo, pois nas informações só por este nome não se conseguem localizar. Obrigado António
Sr(a) Dr(a), Há dias a minha namorada fez-me sexo oral. Gostava de saber se, na eventualidade de eu já ter contraído o HIV, ter corrido o risco de a infectar mesmo só por um simples sexo oral. Obrigado pela vossa atenção, Marco
Goastaria de saber como é geralmente classificada o grau de resistência a retrovíricos: 1) alto vs. baixo ou exite algum grau intermédio? 2) por grau de resistencia "modesto/moderado" deve-se entender "Grau de resistência baixo"?
Olá Doutores, fiz um teste apos 38 dias de risco, o teste foi de 3ª geração usando imunoglobinas G e M anti-HIV. Utilizando proteinas recombinantes p25 e peptideos gp 41 do hiv1 e gp36 do hiv2, deu negativo. Meu hemograma apresenta neutrofilia com 10.200 leucocitos, 18 linfocitos, 76 segmentados, 2 bastoes, 0 eusinófilos, 4 mastocitos. Estou com uma pressão na cabeça, entre os olhos e o nariz, não tive febre as vezes dor de cabeça. Minhas plaquetas estão em 326 e Hemácias em 5.06, estou assim a 36 dias, ou seja, comecei a apresentar este quadro do dias depois do contato de risco, nesse contato fui passivo e não usamos preservativos, mas nao houve penetraçao, apenas contato da glande com o anus. Será um quadro de infecção aguda? Obrigado pela ajuda que vocês prestam a todos nós. Ser
Srs. Drs. Gostaria de ser visto por alguém realmente especialista na infecção por VIH, isto é, pelos drs. deste site ou por alguém das vossas recomendações. Preferia esta situação dada a minha ansiedade e por saber que os colegas de clinica geral, não estarem dentro deste assunto como os srs. estão. Gostaria de ter uma consulta a titulo particular(se possível), para mostrar as análises e os meus sintomas pois continuo a desconfiar desta situação, apesar da negatividade dos resultados.Para mim ter uma consulta com alguém especialista seria fundamental para o meu bem estar fisico e psiquico. Obrigado Miguel
Dr. Ricardo Camacho, fiz meu teste elisa 3 geração äs 6 semas que deu negativo, a médica falou que se eu quisesse poderia efetuar outro aos 3 mêses, mas disse que até poderia dispensá-lo, pois 6 semanas é mais do que necessário. estou meio intranquilo pois fiz sexo com minha noiva (soronegativa) sem proteção logo após receber o resultado . o que me intranquiliza é que vários médicos dizem que esse exame só se torna positivo após 3 mêses( inclusive o sr. dr. Fernando Rosas Vieira), o senhor concorda? ou posso me tranquiliar totalmente? se não, qual a confiabilidade desse exame?
Srs Drs. Um teste anti-hiv de 2a geração é confiavel e seguro após 90 dias do suposto contágio? COmo saber se o teste é de 2a ou 3a geração?
A cerca de um ano tive um contacto com alguem que penso que possa estar infectado com HIV, 2 e 4 meses depois fiz testes tendo ambos apresentado resultado negativo, nos tres ultimos meses tive 3 crises de diarreia que apos medicação com um antidiarreiaco passaram, dada esta situação gostaria de saber se ainda existe risco de estar infectado e se haverá necessidade de repetir o teste?
Exmos. Srs. Drs. bem hajam pelo vosso tempo e dedicação.Fiz um teste num CRA e deu duvidoso no de 4 geração... Repeti a colheita... Tenho razões para ter esperança que dê negativo? Muito e muito obrigado.
Olá caros Drs. e Dras. Estou muito preocupada pois há cerca de um mês que tive uma relação de risco com um rapaz que poderá estar infectado, ele foi meu namorado e durante uns tempos fiz-lhe sexo oral sem preservativo bem como uma vez fizemos sexo anal sem preservativo. Há cerca de uma semana e meia tive uma constipação com febre e senti-me muito cansada, o que acho que pode ser sintoma de infecção, mas o que mais me preocupou foi que hoje apareceu-me um caroço ou nódulo mais ou menos por baixo do lóbulo da orelha direita, é duro e dói-me levemente quando carrego. Acho que se situa onde penso ser as glândulas salivares. Isto não é o aumento dos gânglios linfáticos que os Srs. Dr.s se referem que pode ser um sintoma de Sida? Onde são os gânglios linfáticos? E mesmo que não seja isso, o que poderá ser? Não será um gânglio indicativo de Sida? Obrigada
Olá Drs. e Dras. Tenho uma dúvida para vos colocar, eu tenho na parte de trás da lingua quase quando a lingua desaparece pela garganta umas borbulhas na parte de cima da lingua, não é bem borbulhas mas são um estilo de borbulhas que acho que dantes não estavam cá... isto pode ser um sintoma de Sida? Ou o que será? è que eu sei que há um sintoma qualquer de Sida que tem a ver com algo na lingua... Por favor digam-me o que poderá ser. Obrigado e cumprimentos
Srs. Drs. Esta tão badalada notícia, sobre a descoberta por cientistas chineses e americanos, sobre "defesas" naturais alguns seropositivos possuem e que lhes permitem conviver com o HIV sem qualquer problema.Qual a vossa opinião sobre estas descobertas e que consequências têm para futuros tratamentos, ou mesmo a melhoria da eficácia da vacina?
Drs, Li que a Janela Imunologica é de 12 semanas, mas existe casos raros onde ela aumenta para 6 meses. Quando isso ocorre? Quais são esses casos raros?
Olá caros Drs. e Dras. Há cerca de um ano tive uma relação de risco com uma pessoa que não sei se estava infectada. Agora estou com uns sintomas que me estão a deixar preocupadissimo: 1º A minha amigdala direita está inchada, não me dói nem tem pontos brancos, a minha amigdala esquerda está normal, isto poderá ser indicativo de infecção após um ano? 2º Estou com umas bolhinhas na parte de trás da lingua que acho que é indicativo de problemas nos intestinos, tive 2 dias com diarreia mas agora que já passou as bolhinhas continuam, isto poderá ser indicativo de infecção? Queria colocar mais uma dúvida.Sei que após a ejaculação se deve retirar logo o preservativo, mas se o pénis continuar erecto e se se continuar o acto sexual mesmo depois da ejaculação, isto traz problemas para o preservativo? Obrigado
Ex.mos Srs Drs, Fiz o teste sida 77 dias após poder ter corrido o risco de contrair sida. O resultado foi negativo. Pode-se considerar este teste seguro? Ou será necessário repetir? Cumprimentos,
Boa noite, Gostaria de ser esclarecido sobre o seguinte: é possível a candidíase oral manifestar-se apenas na parte superior das gengivas ou em geral afecta toda a cavidade oral e a língua? Já consultei dois dentistas e não consegui obter um diagnóstico. É comum numa fase de seroconversão? É que já vi aqui opiniões diferentes de especialistas sobre o assunto: tanto quanto penso ter percebido, o Dr. Rosas Vieira afirma que raramente aparece nesta fase, o que me parece uma opinião diferente da do Dr. Ricardo Camacho, por exemplo. Muito obrigado pela vossa atenção e um grande bem-hajam pelo vosso trabalho,
Sou do Brasil, e na cidade onde moro não tem disponivel teste anti-hiv de 4a geração. somente o de 2a ou 3a geração. O teste de 3a geração encurtar a janela imunologica em qto dias? O de 2a geração me disseram que só atinge a maxima sensibilidade apos 6 meses do risco isso é verdade? Se o teste for de 2a terei q faze-lo só 6 meses depois do ocorrido?
Quais os metodos utilizados pelos teste de 2a e 3a geração? Quando eles atingem sua confiabilidade máxima?
Sra. Dra. Maria José Manata Agradeço que me dê o seu contacto para uma consulta. Obrigado Hugo Miguel Silva
Olá Doutores, estou muito desesperado, tenho 30 anos, tive um contato de risco elevado a 46 dias, fiz um teste para despiste a 38 dias do risco que deu negativo. Hoje apresento a 6 dias um ressecamento dos labios e garganta, minha lingua esta rachada no meio. Fiz um Hemograma apos 45 dias e apresentou uma discreta Leucopenia com 3,7 e os valores abaixo. basofilos 0, eosinofilos 2, bastoes 2, segmentados 55, linfocitos 31, monocitos 10, plaquetas em 303. Estou muito angustiado, não paro de pensar em estar infectado, não tenho febre, nem qualquer outra manifestação de gripe. Por favor Drs. façam algum comentário sobre o meu caso. Obrigado a todos.
Caros Drs. e Dras. tenho várias questões a colocar que me estão a fazer confusão e que queria que mas elucidassem. 1º A partir de quando se entra em periodo assintomatico? é a partir das tais 6 semanas? a partir dai nenhum sintoma que se possa ter é indicativo de SIDA? 2º Se a partir dai as keixas intestinais ou outras permanecerem faz parte do periodo assintomatico ou ainda poderá ser indicativo de SIDA? 3º A fase aguda é só na 2ª a 6ª semana? 4º O que é ulcera genital e o que é candidiase oral?quais os aspectos? 5º Quando falam em febre como sintoma de SIDA é uma febre prolongada ou quando desaparece logo também pode ser considerada sintoma? 6º A diarreia pode aparecer nas 2-6 semanas ou é um sintoma que aparece mais tarde? Qual diferença entre fezes pastosas e diarreia? Quando falam em diarreia como sintoma é diarreia liquida ou pode ser fezes pastosas? 7º Porque uns falam em aparecimento de gânglios nas 2-6 semanas e outros não? Não é um sintoma frequente? 8º Um nódulo que aparece debaixo do lóbulo da orelha pode ser considerado aumento de gânglio e como tal um sintoma ou não? Qual o aspecto de um gânglio aumentado? 9º O aumento de gânglios é aumento de gânglios linfáticos ou podem ser outros? Estes fazem parte da infecção aguda ou podem aparecer dps? 10º Os gânglios linfáticos aumentados notam-se como? da parte de fora da cara ou por dentro da boca? E os gânglios quando aumentados tendem a desaparecer ou não? Desculpem as muitas questões mas são muito importantes para mim e acredito que também haja muitas pessoas com estas dúvidas. Por favor esclareçam todas pois ajudar-me-iam muito. Obrigado!!!
sou enfermeira e necessito de informação sobre tudo que se relacione com sida nas crianças nomeadamente, aspecto psicológico/reacção da criança infectada, a sociedade perante a criança, meios de contágio, etc. a razão do meu pedido prende-se com a elaboração de um trbalho sobre este tema. agradeço se possível que me enviem informação ou me informem onde poderei encontrar este tipo de informação. obrigado
Srs. Drs. A bronquite pode ser um sintoma de VIH?E a rinite ou sinusite? Obrigado
gostaria de saber qual a diferença entre os testes de 2ª,3ª,4ª geraçao? o q e q analisam exactamente?
Como é que funcionam as células CD8, em que é que esta descoberta poderá ajudar a encontrar uma vacina? Se é que poderá?
Olá Doutor Ricardo Camacho...sou o Augusto, aqui do Brasil, que lhe mandou algumas questões dias atrás...tudo bem com o senhor? 1 - fiz meu teste 2 mêses depois (3 geração)...o médico disse que não preciso mais fazer exames.(pois 2 mêses é o suficiente. o senhor concorda? 2 - ... tive alterações no hemograma 5 dias após o contato até 4 smanas depois (leuc. 12800, 12700, 13500). sempre havia mais neutrófilos e segmentados do que linfócitos ; os monócitos e basófilos normais... isso segundo meu médico nao é indicativo de infec. viral. o senhor concorda? 3 - diarréia pode causar essas alterações? 4 - sempre que meço minha temperatura desde os 5 dias até hoje(2 mêses) ela gira em torno de 37 a 37, 4; caindo a 36,5 à noite. o médico disse que é normal. o senhor concorda? MAIS UMA VEZ OBRIGADO, acredite que tenho mais confiança no senhor do que em vários médicos que já passei....tudo que falei com meu médico expus ao senhor pois só confio totalmente no que ele diz depois de analisar as respostas do senhor.
Caros Drs. Estou à beira de uma depressão!!! Há cerca de um ano tive uma relação de risco com uma prostituta do Brasil, utilizei preservativo e ela apenas me efectuou sexo oral sem preservativo durante escassos instantes antes de colocarmos o preservativo. Tenho quase a certeza que o preservativo não rebentou mas fiz uma coisa que me está a deixar com dúvidas.Após a ejaculação continuei o acto sexual pois o meu pénis permaneceu erecto e queria dar-lhe algum prazer também. O acto continuou ainda por bastante tempo após a minha ejaculação, que risco houve aqui? Será que ao esborratar o esperma dentro do preservativo causa algum risco? Após o acto retirei o preservativo mas não me lembro se toquei com a mão no pénis. Não tive grandes sintomas durante algum tempo, à excepção de uma diarreia em forma não liquida mas como fezes mais moles durante algum tempo. Não estava muito preocupado pois fiz a prevenção usando o preservativo.O meu problema é que já se passou um ano e agora tenho uma namorada à cerca de 5 meses e foi aqui que me comecei a preocupar MUITO pois à cerca de 3 meses que começámos a ter relações de sexo oral principalmente dela para mim, á cerca de um mês fizemos sexo anal durante poucos minutos sem preservativo e não houve ejaculação. Sexo vaginal foi sempre feito com preservativo. Ora o que me está a causar este stress todo é que ela neste último mês e meio já teve TODOS os sintomas que já li aqui no site, já teve dores de cabeça que passam mas voltam, já teve por 3 vezes náuseas e quando chegou a casa teve de vomitar não conseguindo encontrar explicação, teve uma vez febre baixa associada a uma constipação que acho que foi devida à mudança no tempo(mas terá sido?), nesses 3 ou 4 dias constipada tudo o que fazia deixava-a extremamente cansada, de vez em quando tem dores musculares mas nós praticamos ginástica por isso não sei se será devido a isso.Os sintomas tinham-se ficado por ai mas há cerca de 2 semanas apareceu-lhe um nódulo ou um altinho por baixo do lóbulo da orelha direita que não lhe passa, hoje teve dor de cabeça, dor de estômago e foi hoje uma das 3 vezes que lhe falei em que chegou a casa e vomitou e ainda tava com dor de garganta que lhe apareceu hoje.Estou a morrer de preocupação e ainda mais porque eu após um ano também me apareceram uns sintomas, há uma semana que tenho a amigdala direita inchada sem pontos brancos e não me passa, a amigdala esquerda está normal, tenho tido algumas aftas e tambem tenho umas bolhinhas na parte de trás da lingua que não me desaparecem também à cerca uma semana, acho que foi devido a ter tido fezes pastosas durante 2 dias mas se assim foi as bolhinhas também não deveriam ter desaparecido? è que já li aqui no site que ao fim de um ano nenhum sintoma pode ser relacionado com o HIV porque se estará numa fase assintomática, mas também já li que há pessoas que poderão evoluir para o estado de SIDA em poucos meses, será essa uma possibilidade para os meus sintomas?E os sintomas dela após este mês e meio-2 meses? Peço desculpa pela mensagem enorme mas peço-lhes do fundo do coração que me respondam a tudo e se a minha mensagem não couber toda no site, ao menos digam que a leram toda e respondam a tudo ok? É que se a mensagem aparecer cortada no site vou perguntar tudo outra vez, desculpem mas a ansiedade é muita... é que começo a pensar que com estes sintomas todos é IMPOSSIVEL nao estar infectado e ter já infectado a minha namorada, podem imaginar o estado em que estou... MUITO OBRIGADO!!!
DOUTOr RIcardo Camacho... estou quase tranquilizado, pois fiz um teste elisa 3 GERAÇÃO aqui no Brasil aos 30 e aos 45 dias, todos negativos, realizei outro aos 59 dias , o qual ainda nao peguei o resultado... aí está minha questão, vários médicos (inclusive do maravilhoso AIDSPORTUGAL) dizem que o teste só torna positivo A PARTIR do terceiro mês, ok. Meu médico também é especializado em laboratório (como o senhor) e disse também que a janela é de 22 a 29 dias se extendendo no máximo a 45 dias, portanto concordando com o senhor. E disse que se o teste aos 60 dias for negativo eu NÃO estou infectado... dispensando o teste aos 3 mêses. O senhor concorda? e qual a sua opinião a respeito de vários médicos só pedirem o primeiro teste aos 3 mêses? é ou não um engano por parte deles? obrigado Doutor, o senhor me auxiliou em todas as minhas dúvidas sempre, e, como já disse, o senhor já mora no meu coração.. aguardo a resposta
Drs. Gostava de saber que tipo de rash cutâneo é caracteristico da infecção por VIH?Onde se localiza?Qual a sua aparência?Se é uma caracteristica comum a muitas doenças ou se existe um tipo de rash caracteristico deste tipo de infecção? Obrigado Hugo
Olá Doutores, estou muito desesperado, tenho 30 anos, tive um contato de risco elevado a 48 dias, fiz um teste geração 3 para despiste após 38 dias do risco que deu negativo. Hoje apresento a 6 dias um ressecamento dos labios e garganta, minha lingua esta rachada no meio, sem dor, parece que houve uma queimação leve. Fiz um Hemograma apos 45 dias e apresentou uma discreta Leucopenia com 3,7 e os valores abaixo. basofilos 0, eosinofilos 2, bastoes 2, segmentados 55, linfocitos 31, monocitos 10, plaquetas em 303. Estou muito angustiado, não paro de pensar em estar infectado, não tenho febre, nem qualquer outra manifestação de gripe, agora começo a sentir frio e arrepios pelo corpo. Por favor Drs. façam algum comentário sobre o meu caso. Obrigado a todos.
Srs. Drs Estou muito preocupado pois há cerca de dois mêses que tive uma relação de risco com uma rapariga que poderá estar infectada, pois ela é toxico dependente. O que aconteceu é que o preservativo se rompeu , não tendo eu dado por isso na altura certa... Embora não tivesse havido ejaculção de ambas as partes e visto que o tempo de penetração (qd o preservativo rasgou)foi relativamente pouco quais são as probalidades de eu estar infectado caso ela esteja??Obrigado!
Cara Dra. Maria João Aleixo, desculpe estar a tocar no mesmo assunto mas fiquei com dúvidas em relação à sua resposta e houve um ponto que não me respondeu. Respondeu-me :"As queixas que refere não são nada sugestivas de infecção por VIH, tendo o contacto de risco ocorrido há um ano. Percebo que está muito preocupado e sugiro-lhe que faça o teste - só assim poderá ficar seguro, visto que a infecção é assintomática durante alguns anos na maioria dos casos. Relativamente à última questão, o problema que poderá haver é o contacto com esperma. Maria João Aleixo" Ora o que eu tenho lido neste site é que os sintomas tais como gânglios notam-se naquele periodo de 2-6 semanas e que falando mais do meu caso, ao fim de um ano qualquer sintoma que se tenha não poderá ter a ver com infecção por HIV pois a infecção estaria numa fase assintomática; isto está correcto? O que eu queria saber era se ao fim de um ano não é por estes sintomas que me posso preocupar ou se poderão indicar infecção mesmo ao fim de um ano. Depois foi a questão das "bolhinhas" na lingua, isto é mesmo indicativo de problemas nos intestinos? E se não, o que são? É normal depois dos 2 dias com diarreia eu continuar com as bolhinhas na lingua?Já lá vai quase uma semana e ainda não desapareceram.Bem como a minha amigdala direita ainda está inchada. Por último foi a questão do preservativo, eu perguntei se depois da ejaculação se o pénis ficar erecto e se se continuar o acto sexual, se trazia problemas ao preservativo, a Dra. respondeu que o problema que poderia haver é o contacto com o esperma, não percebi a sua resposta.Era numa vertente de o esperma sair do preservativo?Era numa vertente de o liquido vaginal entrar no preservativo e entrar em contacto com o esperma?Era numa vertente de risco de infecção?Peço que elucide esta parte do preservativo pois não entendi, desculpe estar a ser chato mas fiquei com dúvidas. Os maiores cumprimentos para todos!!!
Ola. Estou com algumas duvidas. No caso da garota tomar o anti-concepcional regularmente e com isso nao mestruar , pois ela tem um problema de anemia e por isso evita a mestruacao, existe possibilidade de engravidar? Outra pergunta: no caso de estourar a camisinha e logo em seguida eu retirar o penis existe a possibilidade de se pegar alguma doenca como aids?? Obrigado , e aguardo sua resposta.
Gostaria de saber que tipo de exames efectuam nos Centros da Lapa e do Restelo... são de 4º geração ? Tendo passado cerca de 9 semanas desde uma situação de risco qual a fiabilidade dos resultados nestes centros ? Obrigado pela atenção.
Srs drs há cerca de 2 meses tive uma relação sexual com uma parceira considerada de risco, aonde se rompeu o peservativo. Eu só dei por isso um , dois minutos no MAXIMO(NEM TANTO) após o sucedido, não havendo ejaculação de qualquer parte nem havendo também feridas algumas e pondo a hipotese de essa pessoa estar infectada quais são as probalidades de eu não ESTAR???
Os teste anti-hiv de 2a geração detectam virus do tipo I e II? Pergunto isso, porque fiz um teste que detecta anticorpos de virus do tipo I e II e não sei se é de 2a ou 3a geração, me disseram que os teste só apartir de 3a geração detectam esses dois tipos isso é verdade?
Um teste anti-hiv de 2a geração feito apos 105 dias apos o risco pode ser considerado seguro e confiavel e definitivo ou há necessidade de refaze-lo apos 6 meses?
Dr. R. Camacho ;i uma de suas respostas a uma pessoa que realizou elisa 3 geração aos 59 dias após contato.. o senhor disse a ele que 59 dias kjá era periodo suficiente para uma soroconversão e que não era para ele se preocupar mais pois não estava infecado e que uma soroconversão após esse período num teste 3 geração era altamente improvável... eu também fiz um elisa 3. geração após 60 dias... posso ficar tranquilo?
Doutores, estou angustiada e não sei mais como tirar esta dúvida. Esta é a terceira vez que peço ajuda aqui mas ainda não recebi nenhuma resposta. Há cerca de mês e meio tive um contacto sexual com um homem que me confessou ser virgem e que pelo seu desempenho me convenceu. Usámos, de qualquer maneira, preservativo. No entanto, só agora isto me chamou a atenção: ao colocar o preservativo, ele começou a colocá-lo do avesso, só depois o virando. A penetração aconteceu alguns momentos depois, talvez uns 30 segundos. A minha dúvida é se, uma vez que os homens por vezes deitam líquidos antes da ejaculação de esperma, este contacto da parte de fora do preservativo com o seu pénis me coloca em algum risco de contrair HIV? Por favor, agradeço do fundo do coração uma resposta. Já não consigo dormir à noite.
Caros Drs. e Dras. 1ºExiste probabilidade de tendo o preservativo posto, entrar fluidos vaginais para dentro do preservativo? Pergunto isto pois já li aqui no site várias pessoas a dizerem que depois da ejaculação continuaram o acto sexual pois o pénis continuou erecto... 2ºExiste possibilidade dos fluidos vaginais entrarem no preservativo não tendo ele rebentado? 3ºE depois da ejaculação se se continuar o acto sexual com o pénis erecto existe algum risco de estragar o preservativo? É que a Dra. Maria João Aleixo respondeu a uma pergunta destas que:"se houver contacto entre secreções genitais e mucosa pode haver infecção." 4ºMas tendo o preservativo posto mesmo depois de uma ejaculação e se o pénis tiver erecto existe esta possibilidade de contacto entre secreções genitais e mucosas? Obrigado
Caros Doutores, surgiu-me uma dúvida quando li um artigo desta pagina-«estudo da UNC relativamente à tecnica PCR : AIDS WEEKLY (05.05.02)»- que é a seguinte: Como foi possivel encontrar 39 pessoas com infecções antigas entre as 8194 que não tinham obtido resultado positivo no teste de rastreio? o Que se entende por um resultado "não positivo"? Será que essas 39 pessoas tinham obtido um resultado " duvidoso" que se veio a confirmar ser positivo? Não é estranho que todos os resultados duvidosos se tenham confirmado serem positivos? Muito obrigado.
Se uma pessoa for infectada pelo vírus da sida, hoje: Qual é a média de tempo em que o mesmo é dectado em analises? Agradeço a vossa atenção. Os meus melhores cunprimentos!
bom dia felicitações pelo site a minha questao e a seguinte tive 1 relaçao de mto risco a 1 e 10meses fiz testes eliza os quis deram negativos mas... glob.brancos baixos adenopatias manchas arroxeadas nas palpebras e no penis emagrecimento gripes agravamento da psoriase na minha opiniao tou seropositivo preciso de ajuda
Ola. Tive um contacto de risco em novembro de 2001. Em Abril de 2002 fiz um teste de HIV1 HIV2 SIFILIS HEPATITES etc... e deu tudo negativo, em finais de Julho de 2002 voltei a repetir os testes e voltou a dar negativo em tudo, tendo a minha esposa tambem efectuado em julho uns testes iguais e deu tudo negativo. A minha questao e a seguinte: de ha um tempo para ca (+- 3/4 meses, que ando com a minha boca seca e os labios esbranquiçados sendo que sempre que almoço ou janto fico em seguida com um mau sabor na boca e os labios por vezes ate me ardem, e colam (sensaçao estranha). Quando abro a boca por exemplo quando estou com sono ao abrir bastante os labios ficam muito brancos parece uma farinha em volta dos labios. Ja reparei que a minha esposa por vezes tambem tem a boca seca. isto sera que tem alguma coisa a ver com alguma dst ou sera outra situaçao a nivel de outros sintomas sem que tenha nada a ver com o hiv? Muito obrigado pela atençao. Um forte abraço. P.S.- Esta semana voltei a repetir os testes mas ainda nao tenho os resultados. Nunca mais tive nenhum contacto de risco depois deste em novembro de 2001.
Olá caros Drs. e Dras. Tenho uma pergunta para vos fazer, a Dra. Maria José Manata respondeu a uma dada pergunta dizendo que a Sida tem 5 estádios. O que eu quero saber é sobre o 3º estádio - a linfadenopatia generalizada persistente. O que eu quero saber é ao fim de quanto tempo de infecção é que aparece esse estádio ou que se está nesse estádio. É que o 2º estádio é a fase de portador assintomático e não é este estádio que dura vários anos? É que eu tive um contacto de risco à cerca de um ano e acho que nunca tive sintomas de fase aguda mas agora ao fim deste tempo a minha amigdala direita está inchada há cerca de 2 semanas e não passa, tenho usado Collu-Hextril mas a amigdala não desincha. Isto pode ser o indicador do 3º estádio ou ao fim de um ano estarei numa possivel fase assintomática e não poderei ligar isto a uma possivel infecção? Mais uma coisa, as amigdalas são gânglios linfáticos? Obrigado!!!
quando uma pessoa faz amor com outra que e seropositivo tem quanto % de probabilidades de ser contagiada?
Caros Drs. e Dras. 1. Depois da penetração vaginal, utilizando o preservativo, sem que tenha existido ejaculação , havendo massagens no pénis com as mãos por cima do preservativo e posteriormente com as mãos sem o preservativo, existe a possibilidade de se ficar infectado motivado pelo contacto das mãos com o pénis depois das referidas mãos terem estado em contacto com as secreções genitais e mucosa existentes no preservativo, tendo em conta que a pessoa era uma prostituta ? 2. Se se colocar o dedo na vagina poderá existir contaminação de HIV, mesmo que o dedo não tenha qualquer ferida ? Obrigado.
Apos que geração os teste anti-hiv começaram a detectar virus do tipo I e II?
Obrigado por me ajudarem em momentos de tristeza, gostaria de saber se posso ficar tranquilo. Fiz os seguintes exames: 1º teste elisa geração 3 apos 38 dias do risco 2º teste vdrl após 52 dias do risco, resultado não reagente 3º teste elisa geração 3 apos 56 dias do risco. Até agora não tive febre, nem as manifestações iniciais da doença. Um abraço.
Antes de mais gostaria de congratular-vos pelo site espectacular que possuem. A minha história é a seguinte: certo dia, fui fazer a barba em casa com uma gilette que parecia nova. Por razões de desconfiança e também por segurança passei-a antes por água e depois álcool a 96%. Mais tarde vim a saber que já tinha sido usada por uma outra pessoa que, por ventura, é promiscua. A minha pergunta vai no sentido de saber se os procedimentos que adoptei esterilizam o material, inactivando, caso houvesse, o virus HIV. obrigado
ha alguma possibilidade de evitar o hiv?
Olá Doutores, gostaria de pedir ajuda a voces. O caso é o seguinte. Tive um contato de risco elevado a 62 dias atras, depois fiz um teste elisa geração III após 38 dias do fato. Quando fez 42 dias do fato, fiz um hemograma que deu o resultado abaixo. Leucocitos 3,7 -- discreta leucopenia bastoes 2 linfocitos 31 segmentados 55 eosinofilos 2 monócitos 10 Neste momento estava com uma pequena secreção na garganta, o infectologista disse que poderia ser um resfriado e mandou repetir o hemograma e passou o VDRL. Fiz o mesmo com 51 dias e os resultados foram os seguintes: Leucocitos 6,5 bastoes 3 linfocitos 22 segmentados 69 eosinofilos 0 monócitos 6 E o VDRL deu não reagente. Repeti o teste Elisa com 56 dias e deu negativo O infectologista disse para eu esquecer o caso e que não iria ser necessário repetir o teste, agora estou encucado, pois muitos dizem que tem que ser após 3 meses. Gostaria da opnião de Vocês
Sra. Dra. Já realizei inúmeros testes ao longo de 17 meses após uma situação de algum risco(todos negativos). Apresentei e continuo a apresentar sintomas desde borbulhas e petéquias no tronco e nos braços, inúmeras constipações e ultimamente uma tosse com bastante espectoração. Apresentei também molusco contagioso(consulta de dst da Lapa) e candida albicans(teste feito no Ricardo Jorge). Pergunto testes negativos, logicamente apontam para não infecção, mas eu pergunto toda esta sintomatologia pode estar somente associada a estas infecções que lhe referi, ou poderei ter mais alguma infecção? Obrigado Hugo
O vosso trabalho tem sido essencial e trata-se de um serviço público de excepcional valor. Queria saber se hoje em dia uma operação aos dentes do siso num hospital público envolve algum risco ao nível da possibilidade de poder ser infectado por VIH ? Obrigado Mário
Dra Domitilia.....tudo bem? após um contato de risco fiz testes de 3 geração aqui no Brasil 4, 6 e 8 semanas depois....todos negativos...qual a confiabilidade? há alguns médicos que dizem que a probabilidade de tornar positivo é praticamente nula após esse período....qual a sua opinião?
Fiz o seguinte teste anti-hiv apos 30,70 e 105 dias Anticorpos Anti-HIV (Virus I e II) Resultado:NEGATIVO Valor de Referencia: Negativo Metodo: Enzimaimunoensaio Fabricante: Biochem Immuno Systems Inc. Lote 01 1114 2p Resultado:NEGATIVO Valor de Referencia:Negativo Metodo: EIA - Indireto de fase solida Fabricante: Wiener Lab. Lote: 108539 Perguntei no laboratorio e me disseram que os metodos são o Dot-Blot e Elisa e os antigenos utilizado para ambos os metodos foi o Peptideo Sintetico de antigeno de transmembrana de HIV I e II. Gostaria de saber qual geração é esse teste? Já posso considera-lo como confiavel e seguro ou há necessidade de novos testes?
Srs. Drs. Para quando novos medicamentos mais eficazes e com menos efeitos secundários? Obrigado Silvia
Sr. Dr. Num artigo publicado neste site demonstra que um novo teste detecta muito mais precocemente o VIH e está a ser utilizado nos EUA(TAN) e evita a não detecção de infecções recentes e defende que em muitos casos os anticorpos contra o VIH só aparecem apartir dos 2 meses após o contacto de risco. Isto não é contraditório com a média de 25 dias afirmada por determinados especialistas e pelo próprio CDC americano? Obrigado pelos esclarecimentos
Dra.Domitilia Faria Medições de 584 cd4 e 315 cd8, é um valor normal para uma pessoa com testes de HIV negativos? Cumprimentos Hugo
Estou preocupado com os resultados de uma análise que fiz por altura dum pedido de crédito, visto que, embora o resultado seja negativo, nos valores do HIV1 (método ELFA) apresentou um índice de 0,02. Já no HIV2 (método ELFA) o índice é 0,0. Quer isto dizer que estou infectado, ainda que numa fase precoce?
Os sr. dr. aconselham testes de resistência aos fármacos antes de alguém iniciar a HAART? Felicidades Silvia
Srs Doutores,numa despedida de solteiro com uns amigos há cerca de 1 mês atrás fui numa casa de alterne, aí tive uma relação protegida,mas aconteceu que numa determinada altura ao mudar-mos de posição, eu ao deitar-me reparei que tinha ficado sem o preservativo e que estava caído na cama onde estava-mos,a partir daí não fizemos mais nada,pois nem ela quis fazer e disse-me que não havia problema pois tomava sempre precauções quando trabalhava.Apesar de eu achar que não fiz nada sem o preservativo, mesmo assim estou com duvidas pois faz pouco tempo que estive quase numa depressao e acho que não vou aguentar mais. Agora sinto a boca seca muitas vezes e uma ligeira impressão na garganta,não me doi mas pode estar inflamada e o nariz um pouco entupido. 1-Acha que estes sintomas têm algo a ver com o HIV? 2-Se devo fazer os testes e quando? 3-Se fizer agora,se for negativo que percentagem de confiança posso ter?
Olá Doutores, gostaria de pedir ajuda a voces. O caso é o seguinte. Tive um contato de risco elevado a 63 dias atras, depois fiz um teste elisa geração III após 38 dias do fato. Quando fez 42 dias do fato, fiz um hemograma que deu o resultado abaixo. Leucocitos 3,7 -- discreta leucopenia bastoes 2 linfocitos 31 segmentados 55 eosinofilos 2 monócitos 10, plaquetas 303. Neste momento estava com uma pequena secreção na garganta, o infectologista disse que poderia ser um resfriado e mandou repetir o hemograma e passou o VDRL. Fiz o mesmo com 51 dias e os resultados foram os seguintes: Leucocitos 6,5 bastoes 3 linfocitos 22 segmentados 69 eosinofilos 0 monócitos 6 e plaquetas em 316. E o VDRL deu não reagente. Repeti o teste Elisa com 56 dias e deu negativo O infectologista disse para eu esquecer o caso e que não iria ser necessário repetir o teste, agora estou encucado, pois muitos dizem que tem que ser após 3 meses. Gostaria da opnião de Vocês pois sinto cansaço nos braços e dores no pescoço.
Exmos Senhores, Se algum esperma ou 4-5 gotas de sangue contaminado com HIV se misturasse com a agua (quantidade : 3-5 litros), o efeito da diluição teria provavelmente acontecido mas será que os criterios de sobrevivencia do virus em contacto com o ar se aplicam com a situação de contacto com a agua? O virus em contacto com a agua ...tambem pode-se considerar que o virus esta fora do organismo humano e morre rapidamente(3-5mins) quando está diluido em água? Eu estava muito aflito e fui a casa de banho para fazer coco.... mas nao reparei se o autoclismo estava puxado antes de mim ou não. mas depois de largar as fezes, reparei que havia papel higienico suficiente so para me limpar o rabo uma vez.... Acontece que tive uma ideia brilhante: Abri a tampa do autoclismo e lavei me com a agua da caixa do autoclismo. Agora surgiu-me um scenario que é o seguinte : Se uma pessoa com sangue nas fezes ou com semen nos dedos (há malucos por todo o lado) tivesse feito a mesma coisa antes de mim e tivesse contaminado a agua da caixa do autoclismo com algumas gotas de sangue ou um pouco de semen para lavar a sua mão...e eu tivesse usado a mesma agua do autoclismo entre 3 e 5 minutos a seguir... provavelmente a pouca quantidade de sangue ou semen teria sido diluida na agua e sera que o virus HIV sobrevive nesse ambiente ? gostaria de saber se o sangue ou semen sobrevive quando está diluido dentro da quantidade de agua que se encontra dentro da caixa do autoclismo ? será que a água torna o HIV mais fraco e desconcentrado e desinfeccioso? Cmpts Carlos Lopes Br
obrigada pela resposta a minha pergunta em 11.10.2002 os testes foram feitos em laboratorios crediveis os quais nas analises menciona testes eliza para o hiv/1/2 sifilis negativos dei mais de 3 meses inclusive fiz testes em cads os quais negativos apos 1 ano sera 1 estirpe viral? entao o que sera que me esta a debilitar
Porque é que até hoje ainda não foi descoberta vacina contra a sida? Quais os principais obstáculos?
Fiz o seguinte teste anti-hiv apos 30,70 e 105 dias Anticorpos Anti-HIV (Virus I e II) Resultado:NEGATIVO Valor de Referencia: Negativo Metodo: Enzimaimunoensaio Fabricante: Biochem Immuno Systems Inc. Resultado:NEGATIVO Valor de Referencia:Negativo Metodo: EIA - Indireto de fase solida Fabricante: Wiener Lab Perguntei no laboratorio e me disseram que os metodos são o Dot-Blot e Elisa e os antigenos utilizado para ambos os metodos foi o Peptideo Sintetico de antigeno de transmembrana de HIV I e II. Gostaria de saber qual geração é esse teste?
dr. victor bezerra, fiz um elisa 3. geração 4, 6, 8 e 10 semanas após um contato de risco....meu méidco disse que a janela é de 22 a29 dias p/ esse exame, se prolongando a no maximo 45 dias... e que 3 mêses é apenas precaução, e que a probabilidade após 10 semanas é praticamente nula, e só me recomendou um teste ao 3. mês pq eu estava ansioso. o senhor concorda que é praticamente nula a possibilidade de me tornar positivo após 10 semanas??? gostaria que comentasse meu caso..obrigado dr.
Um teste de 2a geração (usando antigeno: Pept. Sintetico) feito 100 dias apos o risco. Posso considera-lo definitivo, seguro e confiavel?
Sra. Dra. Infecções como a mononucleose ou o citimegalovirus, mexem com as nossas defesas(imunodepressão), podendo altera-las transitoriamente? Obrigado
Caros Senhores: O caso é o seguinte... Em março deste ano tive uma relação de risco numa despedida de solteiro, tendo recebido sexo oral de uma prostituta sem preservativo (alcool a mais foi no que deu)... na altura logo apos uns dias tive gonorreia e tratei devidamente... desde aí nao tive mais nenhum problema mas à cerca de um mes apareceu-me um caroço/ganglio atras do joelho esquerdo... claro q entrei em panico, fui ao medico, que me receitou Nimed durante uma semana... tinha febre baixissima e mais nada... depois de 10 dias o caroço desapareceu...e fiquei descansado... entretanto fiz analises ao sangue a tudo menos à sida, e deram resultados normais... acontece que voltou a aparecer-me o tal ganglio/caroço atras do joelho e voltei a ficar preocupado... Se por um lado penso que pode tratar-se de pouca actividade fisica, por ex. um quisto sebacio, por outro lado nao me sai da cabeça o caso que aconteceu comigo... Por favor digam-me o que devo fazer, pq nao tenho sintomas que possam indicar presença do HIV, mas por outro lado ando em panico... Muito Obrigado!!!
Solicito a V. Ex.ª, se digne informar-me acerca da metodogia a ter com a minha doença, quais as maneiras de minimizar os meus padecimentos e esclarecer as minhas duvidas, que são as seguintes: Estou medicamentado com d4t, ddI e viracept, tendo estes como efeitos secundários uma secura constante, problemas estomacais, depressão devido ao mau estar frequente, cansaço a nivel cardiaco e perda de massa muscular (lipodistrofia) proncipalmente nos dos membros superiores e inferiores, nestes ultimos mais propriamente nas nádegas. Posto isto e porque me sinto sem informação que me permita superar esta angustia e porque existem medicamentos novos no mercado ou alternativos a esta medicamentação solicito que me informe qual as soluções ou alternativas. Atentamente a V. Ex.ª
Conselhos a todos os cibernautas! Caros Drs. Quero agradecer-lhes pela ajuda que me deram na altura mais dificil da minha vida, o vosso trabalho é importantissimo. Agora queria deixar uns conselhos aos cibernautas e partilhar a minha experiência para que se possivel dar um pouco de alento e confiança a quem está na dúvida. Eu há um ano e alguns meses tive uma relação de risco com uma prostituta em que ela me fez sexo oral desprotegido durante cerca de 30 segundos, depois houve sexo vaginal protegido mas em que depois da ejaculação o acto continuou com o preservativo sempre posto. Ao longo deste tempo tive periodos de diarreia mais ao menos prolongados e agora ao fim de um ano tive inchaço de amigdala bem como sintomas de constipação. A minha namorada com quem ando há cerca de 6 meses desde o 2º mês que me faz sexo oral SEMPRE desprotegido e fizemos uma vez sexo anal desprotegido. Ora ela mais ao menos entre o 4º e o 5º mês de namoro teve quase todos os sintomas da fase aguda do HIV, sendo eles, dores de cabeça, náuseas e vómitos, dores musculares, constipação com febre baixa e muito cansaço, gânglio ou nódulo aumentado na zona cervical (por baixo do lóbulo da orelha) e dores de garganta. Ora foi pelos sintomas dela que me comecei a preocupar e fiquei com medo de lhe poder ter passado um virus que nunca achei muito que tivesse podido contrair aquando da minha relação de risco pois na altura foi protegido exceptuando o sexo oral, mas com tantos sintomas fiquei preocupado e passámos momentos de elevada angústia. Ora decidimos ir fazer o teste a um centro de rastreio anónimo e o resultado felizmente foi negativo nos 2. Mando esta mensagem para tentar dar alento e coragem a todos os que passam pelo mesmo. O meu conselho é, não atribuam todos os sintomas a uma possivel infecção pois isso só contribui para um aumento de ansiedade, façam o teste que é o melhor!!! Como vêem a minha namorada teve no periodo indicado de fase aguda quase todos os sintomas e eu também tive alguns embora tendo passado já um ano, mas imaginem estas coincidencias todas ao mesmo tempo, podem ver como ficámos. Façam o teste e não se deixem ir abaixo!!! Os meus abraços e votos de felicidade a todos!!! Obrigado a todos neste site!!! Uma coisa, qual a fiabilidade do teste feito no CAD da lapa que julgo ser de 4ª geração, após o contacto de risco há um ano? Muito Obrigado!!!
dra. perpétua...tudo bem? sou do Brasil.....tive um contato de risco em que o preservativo rompeu ficando eu uns 3 minutos sem perceber, então lavei-me com água...não sei se a mulher estava infectada. fiz testes de 3. geração 4, 6 ,8 e 10 semanas após o contato...meu médico disse que a probabilidade de eu tornar positivo após esse período é praticamente nula, disse que nem precisaria repetir os exames pois o contato foi curto e 10 semanas já bastava...mas como estou ansioso vou fazer o teste âos 3 mêses.... gostaria de saber se às 10 semanas já posso me tranquilizar em 99,9% como ela diz e se a senhora acha mesmo necessário repetir os testes... se for, 3 mêses então já é suficiente?... obrigado... a senhora é um amor..te amo
Um teste de 2a geração (usando antigeno: Pept. Sintetico) feito 100 dias apos o risco. Posso considera-lo definitivo, seguro e confiavel?
Um teste de 2a geração (usando antigeno: Pept. Sintetico) feito 100 dias apos o risco. Posso considera-lo definitivo, seguro e confiavel?
Em primeiro lugar, muito obrigado pela resposta pronta. Este é sem dúvida um site que "funciona"...Parabéns! Quanto ao meu caso, tenho mais umas duvidas q gostava de ver esclarecidas por favor. O sitio onde me apareceu o ganglio (aparentemente um ganglio) foi atras do joelho esquerdo... Se tivesse relacionado com o HIV, nao seria em mais ganglios por todo o corpo? De qq maneira, como diz e com toda a razao, a melhor maneira de tirar dúvidas e medos é fazer o teste. Nestas ultimas analises fiz analise a Hepatites, Tiroide, etc. Tudo menos ao HIV, e os resultados menos normais foram colesterol alto (220) e acido úrico (7.1)... estes valores sao algum indicador? Pergunta final: No Porto onde poderei fazer um teste anonimo? Qual o custo? Que tipo de teste que me permita ficar descansado, ja que passaram 7 meses sobre o caso... Muito e muito obrigado! Desculpem o incómodo de tantas perguntas numa só... Obrigado!
Olá! Doutor, estou muito angustiado, tive uma relação anal passiva e fiz o teste apos 8 semanas, que deu negativa, fiz outros exames como hemograma normal, vdrl não reagente. Meu médico disse que após 50 dias do caso seria muito dificil uma contasminação e que poderia esquecer o caso. Qual a sua opnião, devo repetir o exame após 90 dias? Por favor doutor, justifique a sua resposta
Caros drs. A minha questão é a seguinte: Reparei por acaso numa nódoa de sangue no ombro da minha camisola, pensei na altura que a hemorragia se devia a alguma borbulha que eventualmente tivesse rebentado , mas depois reparei que havia menos sangue do avesso da camisola e que a nódoa vinha de fora para dentro, pelo que deduzi que pudesse não ser meu, ora não sabendo há quanto tempo tinha aquela nodoa na camisola nem se alguma pequena ferida esteve em contacto com ela, pergunto se há razões para ter de fazer algum teste? eu tenho consciência que a pergunta é exagerada e que não devia lotar o site desta forma (basta pensar nos profissionais de saúde e nas suas situações diárias para pensar na irracionalidade da minha questão), mas devido a um "susto" que tive há uns anos, comecei a ver comportamentos de risco em todo o lado e não me sinto bem em ter relações sexuais (mesmo protegido) sem saber que estou saudável e não prejudico ninguém. muito obrigado e bem hajam joao
dra. domitilia fiz um elisa 3. geraçao 10 semanas após o contato.....a probabilidade de tornar-me positivo após esse período é praticamente nula (0,01) segundo o Dr. Ricardo Camacho.. a senhora concorda??
Sr. Dr. Victor Quais os sintomas da tuberculose?Quanto tempo após o contágio desta doença é que o teste de detecção deverá ser feito com segurança?Qual o teste mais adequado e mais fiável? Obrigado
Sra. Dra. Quais são as probabilidades de apanhar HIV relativamente a outras doenças infecciosas como sejam as outras doenças sexualmente transmissiveis, as hepatites e a tuberculose? Obrigado Silvia
Ola Doutor, sou eu de novo, hoje após 68 dias do risco em uma relaçao anal passiva. Estou apresentando o seguinte estado Um pequena rinite e os olhos queimando ao fim da tarde e os braços doloridos. Eu sou o caro que fez teste apos 56 dias do fato e fez hemograma e vdrl, todos não reagentes. Liguei novamente para o infectologista e esse se negou a me atender dizendo que o que tenho é uma virose simples e se caso piorasse fosse ao pronto socorro, então pedi para que ele apenas me desse um novo pedido de teste e ele foi radical, dizendo que era totalmente desnecessario. O problema é que começo a sentir certeza que peguei esse virus nessa unica relação que tive a vida inteira. O que o Sr. acha devo procurar um novo médico? Ele deveria fazer outros testes comigo? Um abraço
Sra. Dra. Porque é que a Abraço e outras associações não desenvolvem mais campanhas de prevenção desta doença, nas escolas, nas farmácias, nas discotecas etc. Vejo campanhas na rua, mas normalmente nestes sitios que referi, que sei que são locais por excelência frequentados por jovens e pessoas mais abertas a relações de risco, são rarissimas as campanhas nestes locais. As farmácias também são locais priviligiados para divulgação de informação e nem sempre são visiveis campanhas. Felicidades para o vosso trabalho rui Silva
Boa tarde Drª, Tive uma relação sexual de risco e gostaria muito de saber se existe alguma possibilidade de recorrer a algum dos médicos presentes neste site. Tenho apresentado alguns problemas de saúde e sinto que não tenho tido o acompanhamento adequado ao nível de clínica geral. Os testes de rastreio até agora estão negativos, mas as dúvidas e as incertezas são tantas que já não sei o que fazer. Para ir a um hospital em Lisboa é complicado porque sou da província, embora esteja agora a residir em Lisboa, e não tenho a documentação necessária do médico de família (que de momento também não tenho). Sinto-me perdido e confuso e gostaria de falar com alguém da sua área...pode-me dar algum contacto...particular, de preferência. Isto está insustentável e preciso de falar com alguém que perceba realmente do assunto e que me oriente!! Desculpe o incómodo e mto obrigado!!!!
Sr. Doutor Ricardo Camacho, tenho uma garnde dúvida. Dizem sempre que a SIDA se transmite através de sangue, esperma e líquidos vaginais. A minha dúvida é: as secreções masculinas que o homem segrega na fase de excitação também são perigosas em relação ao HIV? Existe a mesma quantidade de vírus nessas secreções como no sémen? Por exemplo, algo que esteve em contacto com o pénis na fase de excitação e depois entra também em contacto com a vagina é muito arriscado em relação ao HIV? Uma pessoa que teve um contacto de risco a 23 de Agosto deve fazer o teste do HIV a partir de que data? Muito obrigada sr. doutor.
Um teste de 2a geração( Pept, SIntetico) feito 90 dias já pode ser considerado definitivo e confiavel?
Sr. Dr. A tuberculose pode alterar o periodo janela do VIH? Obrigado
Como é que se vai porcessar a distribuição do novo medicamento T-20 e qual vai ser a triagem levada a cabo?
Estou consciente de que cada caso é um caso, todavia, gostaria que me informassem qual é a esperança média de vida de um seropositivo que faz medicação retroviral? Estarei ciente de que será apenas uma média
Caso a minha irmã não tenha prioridade para receber o novo medicamento T-20, é possível este ser comprado?
Srs. drs. Na revista contrasida, li na capa que o centro de rastreio do Barreiro já funciona, mas quando telefono para lá, ninguém sabe para quando é que começam os rastreios.Os srs. sabem para quando é que está prevista a data de inicio? Agradeço a resposta Jorge
Caro Dr , estou numa prufunda tristesa pois aconteceu que tive uma relaçao com uma prostituta com a qual usando um preservativo as coisas coreram mal porque no final da relaçao ja nao o tinha ... Acontece que passado 9 dias apareceu-me uma doença veneria chamada Clamidia, passou 5 dias e acabe por ir consultar um medico que me deu un tratamento com antibioticos . Pois bem isso tem tratamento e cura , agora o que ele me alertou foi que podia ter contraido o HIV aconselhou-me a fazer um teste daqui 8 meses , so que eu nao consigo aguentar tanto tempo sem saber por isso venho preguntar se mesmo tando a tomar estes antibioticos podere fazer um teste ELISA, e WESTERN BLOT isto 20 a 30 dias dias depois da relaçao? Desde ja agradeço a sua atençao...
Qual a confiabilidade de um teste de 2a geração (Pept Sintetico) feito apos 100 dias?
Sra.Doutora Domitilia Faria: Obrigado pela sua resposta, e realmente a melhor opção é fazer o teste, ja que nao aguento mais esta angustia e ansiedade. Penso que ja abriu um CAD no Porto, por isso queria fazer o teste o mais rapidamente possivel... Quais os procedimentos a realizar para que tal aconteça o mais rapido possivel? Indo la pela 1 vez, poderei fazer logo a colheita? Quanto tempo demoram os resultados? Tendo passado 7 meses desde a relação de risco, que tipo de teste me farão? qual o mais fiável? Muito Obrigado
Dra. Foi-me detectada em análises, ao nível fúngico, raras colónias de candida albicans "teste positivo", embora relativamente ao VIH os testes sejam negativos(vários testes feitos nos períodos de tempo normais). Esta situação pode acontecer, sem que existe qualquer relação com o VIH?A candida albicans pode não estar directamente relacionada com o VIH? Obrigado
Sr. dr. Como se transmite o herpes e quais os seus sintomas (se é que existem sintomas)? Obrigado
Sr. Dr. O que é o exatema maculo-papular? Obrigado
Sra. Dra. Anticorpos g, para o epstein-barr encontrados em quantidades, 4 vezes maiores que as normais, em análises ao sangue, pressupoem infecção por mononucleose infecciosa? agradeço a resposta
Caros doutores, gostaria de questionar sobre o seguinte: soube ser sero+ em 1992, num país da UE, tomei AZt, DDI, depois passei para zerit+epivir, a seguir mudaram-me para combivir e viramune. tive uma recção alérgica, com rush, 40º de febre e disseram-me que era gripe, ao fim de uma semana, parei por opção própria. O médico telefonou-me ao fim desse mesmo dia para parar. estou com trizivir+abacavir=carga viral
Qual a confiabilidade de um teste de 2a geração (Pept Sintetico) feito apos 100 dias?
Ola! Fiz um teste de 3 geração com 70 dias de um risco que deu negativo, TB FIZ VDRL NÃO REAGENTE. O infecto disse para eu esquecer o caso. Procurei um imunologista e levei um hemograma de 52 dias de risco com o seguinte resultado. leucocitos 6,5 segmentados 69 bastoes 3 monocitos 6 linfocitos 22 o medico mandou eu fazer uma contagem de CD4 e CD8 com 70 dias do risco. CD4 518 CD4 36,3 CD8 341 CD8 24,1 RELAÇÃO CD4/CD8 --> 1,5 O IMUNOLOGISTA DISSE QUE O QUE EU TENHO É UM PROBLEMA DE CARNE NO NARIZ E POR ISSO TENHO A SENSAÇÃO DIÁRIA DE RESFRIADO. TODOS OS 2 DISSERAM QUE EU DEVERIA ESQUECER O HIV. Qual a opnião de vcs sou casado e tenho medo de contaminar minha companhiera. Um abraço
Sei que sou seropositiva pelo menos há três anos e o meu companheiro é seronegativo. Acontece que estamos juntos há 6 anos e de facto quando nos confrontámos com esta realidade ainda não pensávamos sequer em ter filhos pois ambos temos vidas profissionais com disponibilidade de horários bastante reduzidos. Aliás a ideia de ser mãe parecia-me até um acto verdadeiramente inconsciente e egoísta. Acontece porém que o tempo foi passando e, com níveis de CD4 e carga viral dentro de parâmetros aceitáveis para não iniciar medicamentação, a par dos resultados positivos no que concerne à transmissão vertical do HIV, penso cada vez mais na ideia de ser mãe. Gostaria de saber se podem indicar que métodos estão disponíveis para casais serodiscordantes. Gostaria ainda de saber onde posso consultar um médico especialista nesta área. Outra das possibilidades que não me sai da cabeça, até porque estou aberta à adopção de uma criança com idade avançada (5-7 anos), idades que não são da preferência da maioria dos casais que não pode ter filhos´- é a da adopção - . No entanto, lendo a lei penso que a condição de saúde dos potenciais pais é um requisito - pelo qual eu não devo passar!. Gostaria de saber se é possível a adopção para um casa de serodiscordantes - como é o nosso caso. Peço desculpa porque não coloco uma mas duas ou mesmo três questões pelo que agradeço desde já se me poderem dar algumas pistas para o dilema em que me encontro.
Ola! Fiz um teste de 3 geração com 70 dias de um risco que deu negativo, TB FIZ VDRL NÃO REAGENTE. O infecto disse para eu esquecer o caso. Procurei um imunologista e levei um hemograma de 52 dias de risco com o seguinte resultado. leucocitos 6,5 segmentados 69 bastoes 3 monocitos 6 linfocitos 22 o medico mandou eu fazer uma contagem de CD4 e CD8 com 70 dias do risco. CD4 518 CD4 36,3 CD8 341 CD8 24,1 RELAÇÃO CD4/CD8 --> 1,5 O IMUNOLOGISTA DISSE QUE O QUE EU TENHO É UM PROBLEMA DE CARNE NO NARIZ E POR ISSO TENHO A SENSAÇÃO DIÁRIA DE pressão na testa e as vezes enjoo. TODOS OS 2 DISSERAM QUE EU DEVERIA ESQUECER O HIV e me passou um remédio chamado Leucogen. Qual a opnião de vcs, pois meu medico esta viajando e so volta daqui a 3 semanas, como estão meus CD4 e CD8 sou casado e tenho medo de contaminar minha companhiera. Um abraço
Sra. Dra. O Anticorpo G para a mononucleose(epstein-barr), como lhe referi encontrado em análises, resultou de um contacto cerca de 3/4 meses antes de um contacto.Poderá um período de tempo destes apontar para uma infecção desta natureza? Obrigado e desculpe tocar neste assunto novamente Sílvia
sr. doutor Ricardo Camacho tive uma relação anal desprotegida activa a quase 2 anos ja fiz inumeros testes eliza em centros de rastreio c/ mais de 6 meses depois de relaçao os quais deram negativos hiv1hiv2 sifilis mas aumentaram os ganglios ando constantemente constipado emagreci principalmente na cara podera ser 1 estirpe viral e que eu estive no Brasil e deu uma publicidade sobre 1 seropositivo e ele tinha umas manchas esquisitas nas palpebras e eu tenho igual a ele sinto me descriminado na rua e ainda pelos testes sou seronegativo os glob. brancos tb estão baixos PRECISO DE AJUDA OU MESMO SER CONSULTADO POR 1 ESPECIALISTA MORO NO PORTO SERA QUE OS TESTES ELIZA SÃO ASSIM TÃO FIAVEIS AGURDO A SUA RESPOSTA
Exmos. Drs. Eu estou preocupado com a seguinte situação: REPAREI HOJE DE MANHÃ QUE : o meu filho, bébé de 1 ano e 6 meses... tinha uma ferida(corte) no dedo da sua mão... Mas a corte era uma linha sem sangramento visivel... parecia que essa corte estava a cicatrizar... Eu não sei donde é que ele teve essa ferida/corte no dedo... provavelmente com um brinquedo... nem sei quando isso aconteceu... mas : Ontém, um rapaz de 19-20 anos pegou na sua mão só para brincar...com o meu filho. Mas por coincidencia tinha reparado que esse rapaz era um rapaz da rua e tinha pequenos feridos ou cortes na sua mão também. Mas não pareciam feridos(cortes) a sangrar... Esse cénário é estranho mas gostaria de esclarecer com umespecialista. Apos uma corte no dedo....a cicatrização é rápida para impedir o HIV de entrar no organismo ? Quanto tempo é que o vírus sobrevive numa condição de ferida a se cicatrizar ? Normalmente a cicatrização é rápida...minutos talvez ??? Eu sei que o contacto de uma ferida com ferida directa é perigosa... mas também há que haver condições ... não ? Mas o meu filho não tinha hoje de manhã, uma ferida com sangue mas sim apresentava uma linha (corte ) no dedo de côr castanha... ou seja a linha de corte do dedo não estava avermelhada.... ou seja passou 15/17 horas entre o contacto mão a mão com o tal rapaz e o momento em que reparei a corte no dedo do meu filho, ou seja, será que isto quer dizer que a ferida ou corte no dedo do meu filho já tinha sido cicatrizada...e não houve risco de transmissão ontém a tarde ? Quanto tempo é que dura uma cicatrização ? numa ferida/corte de 1-2 cms no dedo ?
dr. Camacho 1 - fiz um elisa 3. geração após 73 dias do suposto contato....posso me considerar soronegativo? 2- 80 dias após o contato tive gripe (febre, dor de garganta, moleza, tosse)...o médico disse que esse período é muito grande para surgir esses sintomas, e que surgem no máximo 1 mês a 6 semanas após o contato..... o senhor concorda? devo realmente me tranquilizar e esquecer o hiv com um teste aos 72 dias?
Cara Sra. Dra. O serviço público que prestam é de uma grande importância e digo-vos que sem os vossos esclarecimentos, sem dúvida actualizados e de grande qualidade cientifica, as preocupações dos cibernautas seriam inúmeras e por isso agradeço-vos profundamente a seriedade e qualidade deste serviço. A minha questão já colocada anteriormente prende-se com o fantasma desta doença horrível e, portanto na sequência de duas perguntas que já coloquei e que estão relacionadas com o epstein-barr e os anticorpos g detectados em análises relativos a esta doença, sublinho que no teste feito 3 a 4 meses após um determinado contacto deu positivo, 4 vezes acima do limite normal e depois 3 meses depois o anticorpo g estava positivo mas somente cerca do dobro do valores limite. Pergunto com esta queda para cerca pouco mais de metade acredita a dra. que o meu problema seja mononucleose? Muito obrigado Silvia Santos
Dra. Domitilia Faria Tenho uma namorada nova que me contou que é ex-toxicodependente e que me disse que fez testes para o VIH e outras doenças e que estão todos negativos. Ela mostrou-me um teste feito no rastreio anónimo da Lapa e está negativo, a questão é que este teste é anónimo por isso não sei se deva confiar, qual a vossa opinião, devo exigir um teste com o nome dela, ou devo confiar? (Exijo isto pois gostaria de relações sem protecção) Cumprimentos Joaquim
Em primeiro lugar, OBRIGADO por todos os esclarecimentos que prestaram rapidamente, que acalmaram na medida do possivel a minha angustia e ansiedade! OBRIGADO! Fui hoje buscar o resultado do meu teste e... NEGATIVO!!! Sinto-me como se tivesse renascido!!! Dado que passaram 7 meses desde a relação de risco, posso ficar descansado? Já agora, desculpem mais uma pergunta: Como tive gonorreia, parece que nao foi totalmente curada, já que tenho o tal ganglio atras do joelho, e no CAD disseram-me que tinha sinais de pequena infecção, quase de certeza por causa da gonorreia, que nao tera sido 100% eliminada... Que devo fazer em relação a isso (a mim e à minha mulher)? Obrigado mais uma vez, e um conselho a todos os que por aqui passem... tenham esperança quando fizerem um teste, mas sobretudo... Usem PRESERVATIVO SEMPRE! Nunca mas nunca arrisquem! Obrigado a todos!
Bom dia doutor; Primeiramente gostaria de elogiar o trabalho que as pessoas envolvidas neste site têm realizado, existe muita dúvida e confusão sobre a Sida, inclusive entre os profissionais de saúde, e a reunião de um grupo de especialista disponível para elucidar as questões relevantes, de um modo sério e objetivo, é mais do que bem vindo. A minha questão é de ordem técnica, pois não estou conseguindo determinar a geração de exame utilizado para a busca de anti-corpos ao HIV. A três meses e meio atrás estive exposto a uma situação de risco de infecção a DST’s; durante este período realizei três exames, o primeiro aos 33 dias e o segundo aos 68 dias, os exames em questão eram de terceira geração para anti-corpos HIV, os dois com resultados negativos. Contudo, ao realizar o exame dos 90 dias, não consegui obter informações no laboratório sobre qual geração de exames foi utilizada, as informações que vieram escritas eram: Método ELISA – Enzima Imunoensaio HIV-1: ENV GP41 e GAPG24 HIV-2: ENV GP36 Método IMUNOCROMATO – Imunocromatografia HIV-1: ENV GP160, GAG P24 E PEPTIDEO ANT70(SUBTIPO “O”) HIV-2: ENV GP36 Os dois testes foram negativo. De qualquer forma, não sei o que esse exame significa aos 90 dias, daí a minha questão, esse exame pode ser considerado o exame definitivo, ou a sua validade no prazo de 90 dias ainda apresenta margem de soroconversão? Obrigado a todos.
Olá! Doutores fiz um teste de 3geracao apos 70 dias e deu não reagente Tambem fiz contagem cd4 que deu 518 e 36,6% e contagem de cd8 que deu 341 e 24,1% Devo esquecer o caso ou tentar novo teste após 90 dias. Um abraço.
Sr. Dr. Existe alguma hipótese de ter um teste de carga viral negativo(abaixo do limite de detecção pelo método bDNA), alguns meses após uma situação de risco?Quais as probabilidades de isto acontecer?Qual a fiabilidade destes testes, sabendo que o teste Eliza está negativo? Agradeço o esclarecimento Silvia
Dr. Victor, Obrigado pela resposta ferida ou corte no dedo (2 cms) tipo corte com papel, linha fina castanho... MAs o contacto entre 2 pessoas dando a mão com cada uma delas uma ferida seca (tipo 10-15 minutos apos corte) támbem pode transmitir o HIV, sabendo que o sangue seco da pessoa com HIV em contacto com o ar inactiva o virus ? esse cenario é raro mas pode acontecer, então qual é a hipotese de contaminação sabendo que não há cámbio de liquido entre as 2 feridas ? Porque já secaram....e as feridas são pequenas.. Desculpa pelo incomodo...
sou portador do vih e vhc.Surgiu me refluxo e na biopsia revelou ter a bacteria heli..pilots? o facto é que já por 2 vezes que faço antibioticos e não consigo debelar a infecção, e sofro imenso com o efeitos secundários de tanta comprimido. o que me aconselham?
Muito obrigado pela sua rápida resposta e vou seguir o seu conselho e colocar igualmente a questão à minha médica assistente e à associação Abraço. Penso que voçês sabem mas nunca é demais dizer o quanto é importante existirem médicos e especialistas que nos ajudam e informam de uma forma tão descomprometida. Muito Obrigado e felecidades para si.
Pergunta: Sei que sou seropositiva pelo menos há três anos e o meu companheiro é seronegativo. Acontece que estamos juntos há 6 anos e de facto quando nos confrontámos com esta realidade ainda não pensávamos sequer em ter filhos pois ambos temos vidas profissionais com disponibilidade de horários bastante reduzidos. Aliás a ideia de ser mãe parecia-me até um acto verdadeiramente inconsciente e egoísta. Acontece porém que o tempo foi passando e, com níveis de CD4 e carga viral dentro de parâmetros aceitáveis para não iniciar medicamentação, a par dos resultados positivos no que concerne à transmissão vertical do HIV, penso cada vez mais na ideia de ser mãe. Gostaria de saber se podem indicar que métodos estão disponíveis para casais serodiscordantes. Gostaria ainda de saber onde posso consultar um médico especialista nesta área. Outra das possibilidades que não me sai da cabeça, até porque estou aberta à adopção de uma criança com idade avançada (5-7 anos), idades que não são da preferência da maioria dos casais que não pode ter filhos´- é a da adopção - . No entanto, lendo a lei penso que a condição de saúde dos potenciais pais é um requisito - pelo qual eu não devo passar!. Gostaria de saber se é possível a adopção para um casa de serodiscordantes - como é o nosso caso. Peço desculpa porque não coloco uma mas duas ou mesmo três questões pelo que agradeço desde já se me poderem dar algumas pistas para o dilema em que me encontro. Resposta: A técnica utilizada para uma gravidez sem risco de infectar o seu companheiro é a lavagem de esperma com posterior fertilização - o primeiro local que eu sei que começou a utilizar essa técnica aqui em Portugal foi o Hospital de S.Francisco Xavier. Penso que a maneira mais prática será falar com o médico que a segue habitualmente para ele a referenciar a uma consulta que, em Lisboa poderá ser nesse Hospital ou na maternidade Alfredo da Costa. Deve saber que durante a gravidez irá tomar medicação para prevenir a transmissão ao bébé, provávelmente terá indicação para cesareana e não deverá amamentar - nestas condições o risco de transmissão baixou para 1 em 100, mas existe, portanto deverá estar preparada para essa eventualidade. Em relação à adopção confesso que não lhe sei responder - o mais provável é não haver legislação específica nesse sentido, mas não sei - sugiro que contacte a Abraço, que concerteza poderá informá-la abraco@mail.telepac.pt. Penso que quer a gravidez quer a adopção é um direito seu e deve lutar por ele, mas de um modo planeado e responsável, e consciente dos eventuais riscos, que deverá discutir em pormenor com o seu médico. Domitília Faria
passado dois meses de ter tido um relaçao de risco apresentem estes sintomas: durante uma semana tive umas manchas no penis que desapareceram na semana seguinte tive dores no corpo e adenopatias que passado essa semana desapareceram e na semana asseguir a esta tive outra vex estas tais manchas.na semana das dores no corpo tumei antibiotico.eu sou um bocado novo para poder ir fazer o teste e gostava de saber se isto pode ser sintomas da fase aguda ou nao? como se passaram.por favor respondame o mais rapido possivel que eu nao ando a conseguir fazer nada por causa disto.abraços
Exmos senhores, um amigo meu começou a ficar com febre, diarreias e perdeu peso em pouco tempo, quando foi ao medico diagnosticaram Gastroentrite e medicaram-no nesse sentido. Agora após o recebimento de analises onde todos os valores eram normais á excepção do Colestrol as analises de HIV revelaram reactivo. O que quer isto dizer? Como ele vive nos Açores os médicos de lá (não ofendendo Ninguem) são iuns autenticos Nabos e ele está bastante Assustado... Informo tambem que ele foi toxicodependente e tratou-se e encontra-se totalmente "Limpo" há 8 /10 anos. Aguardarei o vosso esclarecimento Atentamente Andreia
dra. domitilia, fiz um teste 90 dias após o contato...era um elisa 3. geração ... ---esse teste nesse espaço de tempo já é suficiente como diz o dr. Ricardo Camacho?ou devo repeti-lo?
Boa tarde, gostaria que me dessem algumas informações sobre a lavagem de esperma, se é realmente seguro, quais os requisitos e quanto tempo demora todo o processo. Obg
Dr, diga-me, o sangue que se apresenta numa ferida (corte-2cms) duma pessoa hiv+ que acabou de se cortar o dedo há 5-10 minutos e que já parou de sangrar... também é considerado sangue seco ? ou seja também nesse caso o virus hiv morre na parte exposta da ferida em contacto com o ar ? Ou seja, não apresenta risco de contaminar quando essa ferida entra em contacto com uma ferida(corte ) de uma outra pessoa negativa? Agradeço uma resposta Cmpts D. J.
Exma. Sra. dra. Qual o comportamento dos cd8 durante a fase de infecção aguda? Felicidades Hugo Silva
Boa tarde Dr. Ricardo Camacho, Gostaria apenas de lhe colocar três questões, visto que é especialista nestas áreas: 1-Existe algum tipo de medicação que pode interferir no resultado de um teste para detecção do HIV, contribuindo para um falso negativo? 2-Existe algum tipo ou sub-tipo de vírus HIV que não seja detectável pela realização dos testes de 3ª/4ª geração dentro dos períodos recomendados após uma relação sexual de risco (6 meses)? 3-O que significam as referências
Gostaria de saber, se entre duas pessoas sexo oposto , ambas seropositivas, q pratiquem sexo oral mutuo, poderá ocorrer reinfecção,
Viva Boas Uma questão O desporto Faz bem? Ou não? Ajuda realmente a reduzir a toxicidade? Melhora sginificativamente os efeitos colaterais dos Antiretrovirais? A Musculação/culturismo , Prós e Contras?Não será que um bom suporte muscular e um bom coração AJUDAM?
Exmo Dr.Ricardo, tal como foi aconselhado por si fiz o Teste Eliza ás 6 semanas(44 dias) após contacto de risco que foi reduzido segundo sua opinião.Penso que se lembra da minha situação de numa despedida de solteiro ter reparado ao mudar de posição durante o acto não ter o preservativo,o senhor disse-me para esquecer o assunto caso o resultado às 6 semanas fosse negativo, fico mais descansado pois estava quase em depressão. Em que medida posso ficar descansado?
Existirá alguma forma de enganar o Hiv? Ele está destinado a infectar os linfócitos T certo? Não haveria maneira de enganar os virus? Porque é que O Hiv ataca logo os linfócoitos t? Eu axo uma questão importante Poderia por exemplo atacar outro tipo de globulos brancos não é?
Vou pedir um empréstimo ao banco e gostava de saber se os bancos requerem anãilses ao HIV. Em caso afirmativo somos obrigados a realizar o teste? Desculpem fazer uma pergunta tão pouco habitual. Espero que me possam esclarecer. Obrigada
tenho refluxo e numa biopsia revelou-se uma bacteria com o nome de helio..pilots.já fiz 2 tratamentos mas continuo com refluxo.sofro bastantes com nº elevado de comprimidos. O que me aconselha?sou hiv+ e hvc
Meu amigo, uma pessoa extremamente ansiosa, manteve relações sexuais de risco; e se atormenta se faz ou não o teste elisa, pois segundo ficou sabendo uma infecção por herpes simples poderia falso positivar o resultado. Outro quesito a averiguar é o fato do mesmo apresentar no pescoço (região submandibular- lados direito e esquerdo) dois caroços, não visíveis, porém palpáveis bimanualmente; como diferenciar de glândulas submandibulares? Cordialmente.
Drª Maria José Manata Estou a ser acompanhado num hospital de Lisboa, mas por questões de acessibilidade ando a pensar mudar para o hospital de Almada. Onde me devo drigir e como aboradar o assunto?
Srs. Dr. Quantos medicamentos existem para tratamento do VIH?Para quando novos medicamentos? Obrigado Vasco
Sra. Dra. Fezes pastosas e algumas dores de barriga, prolongadas por muitos meses podem indiciar VIH?Existem outras infecções ou viroses que podem afectar o aparelho digestivo? Obrigado
dr. Ricardo Camacho -Graças a Deus fiz meu teste elisa 1, 2 e 3 mêses após o contato.. -método imunoenzimático - antígeno recombinante (anti-hiv 1 anti hiv 2); -método: Elisa - micro elisa system ORganon teknika (anti - hiv 1, anti - hiv 2, anti - hiv1 grupo 0) ---- é de 3. geração... esse teste aos tres meses é suficiente? deram todos NAO REAGENTE
Boa tarde, gostava de saber se o novo teste produzido nos EUA detecta o virus após 20 minutos da infecção ou demora 20 minutos a ser realizado. Gostava também de saber quanto tempo demoram a ser realizados os testes actuais. Li num jornal que demoram no minimo 2 semanas...será possivel?! ou será que se estavam a referir ao tempo minimo que é necessário esperar, após o contacto de risco, para se realizar o teste. Muito Obrigado.
Sr. Dr. Já está a ser testada uma vacina para a hepatite C que segundo especialistas apresenta resultados bastantes promissores.Há tempos atrás li um artigo que dizia que provavelmente seria mais fácil descobrirem a vacina do HIV, do que a hepatite C. Para quando a vacina do Sida? Obrigado Vasco
Exmo. Sr. Dr. Onde se localizam especificamente os gánglios caracteristicos da infecção por VIH?Causam dores?Qual o tamanho "normal" destes gánglios? A sua aparência é visivel a olho nu, ou só apalpando? Que outras infecções virais podem produzir aumento dos gánglios? Gánglios relacionados com o VIH, aparecem em que fase da infecção e se aparecem já são resultado de uma resposta do organismo?
Sra. Dra. Que sintomas apresenta a Clamidia? Obrigado João
Srs. Drs. Um folheto do meu ginásio afirma que a utilização frequente da sauna finlandesa reduz a acidose láctica. Sendo a acidose láctica um dos possíveis efeitos adversos da minha medicação anti-retroviral, gostava de saber se há alguma vericidade nesta afirmação? Um abraço,
Srs. Dra. Somos um grupo de jovens e estamos a elaborar um projecto na área da prevenção do VIH/SIDA. Uma das perguntas para a qual não conseguimos encontrar resposta é a seguinte: qual a diferença entre VIH1 e VIH2? Desde já agradecemos a atenção dispensada. Aguardamos resposta. Cumprimentos.
Sr. Dr. Fala-se num novo teste de detecção do VIH, em apenas 20 minutos.Isto é verdade dr.? Silvia
Sou seropositivo há 6 anos e comecei a tomar rectrovíricos há cerca de um ano (Crixivan, Epivir e Retrovir). Ultimamente tenho sentido frequentementea barriga inchada e dores ao lado esquerdo do estômago e nas costas no mesmo sítio. Estas dores agravam-se quando estou sentado. Gostaria de saber o que poderá causar estes sintomas e se poderão ser efeitos secundários da medicação. Se forem haverá outra combinação de medicamentos que eu possa tomar? Tenho falado com o meu médico mas ele afirma que é cisma minha. Gostaria de estar mais informado sobre o assunto para poder deixar de "cismar".
Caros amigos, quero começar por dar os meus parabens a toda a equipa que colabora no Aidsportugal, pela excepcional qualidade que conseguram imprimir a este site. Nas minhas dembulações pela net,não encontrei, pelo menos no universo dos sites equivalentes em Inglês e Português, nenhum que se aproxima-se do vosso em quantidade , qualidade e intelegibilidade da informação. Gostariqa que me respondessem á seguinte questão: Tendo nos ultimos 3 anos tido uma prática de vida, cheia de comportamentos de risco na peninsula Iberica, não os tendo repetido nos ultimos 8 meses o que julgo ser um tempo suficiente para preencher o periodo de janela ,realizei testes de Hiv1,HIV2, HepatiteB e HepatiteC, tendo todos, felizmente, dado resultados negativos, que outras doenças devo pesquisar para ter a certeza que não fui infectado por nenhuma doença sexualmente transmissivel?
chamome andre, eu tive este conjunto de sintomas durante 3 semanas: na primeira semana tive manchas no penis que desapareceram nessa semana. na semana aseguir tive dores no corpo e adenopatias.nesta semana tumei antibiotico. na 3 semana passou a virose e voltou as manchas no penis.da meneira que se passou os sintomas axa que pode ser sintomas da fase aguda?e possivel os sintomas desaprecerem e voltarem durante a fase aguda?abraços
uma pessoa pode ter um sintoma da fase aguda do HIV durante uma semana que depois desaparece durante uma semana e volta na asseguir?ao tumar antibiotico os sintomas podem nao se mostrar ou serem mais fracos?abraços
Há um tempo deixei aqui uma questão acerca das secreções que homens segregam na fase de excitação, se existe HIV nesses líquidos, se são de alto risco ou pouco, mas o dr. disse que de momento não me sabia dar uma resposta concreta e que iria investigar. A minha pergunta é se já encontrou uma resposta para esta pergunta. E então gostaria de saber qual a probabilidade de infecção pelo HIV através do uso de um preservativo que teve um contacto de 2 segundos da parte interior com o pénis antes do acto sexual? Uma vez que ia começar a ser colocado ao contrário e chegou a tocar durante uns 2 segundos no pénis... e isto não sabendo eu se ele tinha ou não doenças, pelo menos não parecia experiente... Obrigada doutor.
Tenho uma dúvida em relação à positividade do teste HIV. Se tiver um comportamento de risco, como ter relações sexuais sem preservativo, a partir de que altura é que o resultado do teste é seguro? Ou seja, se tiver realizado o comportamento de risco há um mês e realizar o teste agora, o resultado deste é fiável? Li num livro que teria de esperar seis meses para o resultado ser fiável. É verdade? Agradeço desde já a disponibilidade. Obrigada!
Uma questão : Os novos medicamentos chamados inibidores de fusão ,anda-se a tentar que eles resultem para que o HIV não entre nas células certo? Mas é verdade que o T-20 e o T-1249 , atacam o virus e o destroem , ou não é bem assim? PARA QUANDO ESSES MEDICAMENTOS ESTARÃO DISPONÍVEIS NO NOSSO PAÍS? Um abraço a todos os que lutam para travar o HIv Força ,a esperança nunca pode desvanecer!
Dra. A itericia permanente(olhos encarniçados e amarelados) e picadas no corpo todo são sinal de VIH? Obrigado Micaela
Olá, chamo-me Sandra Há poucos dias tive uma relação protegida com um homem. Mas ele veio em cima de uma ferida que tinha no meu braço direita. A ferida não sangrava mas tinha sido cortada meia-hora antes, ou seja, essa corte já se encontrava mais ou menos seca. Eu receio ter contraida o hiv devido ao contacto do esperma do homem com a minha ferida (uma corte superficial de 2 cms com o cinzato mas que tinha sangrado muito pouco ). Por favor, ando angustiada com isso Obrigada Cmpts
Dr Vitor Bezerra OBRIGADO PELA RESPOSTA .JUNTO ENVIO A INFORMAÇÃO SOLICITADA.PARA O VIH FAÇO:VIREAD,KALETRA,ABACAVIR E O ULTMO TRATAMENTO QUE FIZ PARA A BACTERIA FORAM: FLAGIL, DE-NOL E O CICLOBIOTICO.DESPEÇO-ME COM UM GRANDE BEM HAJA
Prezado Doutor: Primeiramente meus Parabéns. Sou Brasileiro e gostaria de esclarecer o seguinte: tive uma relação vaginal sem preservativo em 20/03, realizei exames elisa na 4 , 8 semana e também em 20/08 (5 meses ) todos não reagentes. os médicos que consultei me dizem que não há mais qualquer problema . Alguns sites brasileiros recomendam 6 meses como prazo final. minha pergunta é a seguinte. 1-) posso ficar tranquilo, ou devo realizar outros exames? 2-) mesmo que fossem exames de 2º geração os resultados são confiáveis?
Dra. Esclareça-me o seguinte: Até á actualidade os testes que fiz para o VIH, são negativos e apesar de eu ter 584 CD4 e isto corresponder a cerca de 42% do total dos meus linfócitos, conheço uma pessoa seropositiva, que tinha cerca de 1000 Cd4 e isto correspondia a cerca de 35% do total dos seus linfócitos. Li também que mais importante que o nº de células cd4, é a percentagem relativamente ao total dos linfócitos. Diga-me o seguinte, apesar de eu ter menos cd4 que este seropositivo, dado que a importância do conjunto destas células é maior, eu apresento melhores defesas, ou não se pode colocar o problema nestes termos? Obrigado Hugo
Problemas com sexo oral Olá Doutores, Agradeço pelo trabalho de vocês. Estou com um pouco de medo. Aconteceu o seguinte: A minha esposa me passou candida e eu não sabia, pois não sentia nada. Dois dias depois fui a um cine porno e uma pessoa tentou fazer sexo oral em mim, chegou encostar a boca no meu sexo e sugar por 5 segundos, senti uma pequena dor, mandei parar, não notei sangue e contunue me masturbando sem sentir dor até o gozo. Logo após não pude fazer a higiene por medo de nova tentativa no banheiro e fui embora, até aí não sabia da candida. Dois dias depois, notei um sinal parecido com uma assadura e fui ao urologista que disse que era candida, não senti dores nem nada, somente fiquei assustado. Gostaria de saber se nesta relação que eu não queria, corri o risco de pegar o HIV? Estou muito assustado e imaginando ter caroços e outras coisas mais.
Gostaria de saber como afecta o feto a triterapia,ouvi dizer que o feto não cresce como normalmente,e aliado ao tabaco? Qual o peso provavel de uma menina á nascença com tudo isto?
uma pessoa pode ter um sintoma da fase aguda do HIV durante uma semana que depois desaparece durante uma semana e volta na asseguir?ao tumar antibiotico os sintomas podem nao se mostrar ou serem mais fracos?abraços
Srs. Drs Que campanhas estão a ser preparadas para o dia mundial de Luta contra a Sida? Silvia
O meu marido esta infectado pelo HIV à 12 anos sem nunca ter tomado medicação. Em Julho/02 foi-lhe diagnosticado LMP devido a uma convulsão. Nesta data iniciou um tratamento antirectroviral (Combivir e Stocrim) e anticonvulsivo (Hidantina). As analises que efectou em 07/2002, antes do inicio da medicação registava CD4= 150 e Carga Viral= 16310. Em 10/2002 fez novas analises e os resultados foram CD4= 260 e Carga Viral
Doutores... fiz um teste elisa 3 geração 3 (três) mêses após um contato de risco... uns 3 ou 4 dias antes de completar 3 mêses tive dor de garganta , um pouco de febre por 2 ou 3 dias, a dor de garganta durou cerda de 15 dias sem febre... tomei um remédio chamado amoxil (amoxicilina) e após 2 dias de tomá-lo tive urticária.......é possível urticária surgir 3 mêses e 10 dias após a infecção hiv? meu médico disse que não é possiível e excluiu o hiv pois eu havia feito um teste aos três mêses....gostaria de saber a opinião dos senhores....obrigado
Olá doutores!!! Sou do Brasil e, desde um contato de risco há 45 dias atrás venho pesquisando sobre o assunto. Minha dúvida é a seguinte: na infecção aguda é normal o aparecimento de hematomas nos braços, sem motivo aparente. Apareceram da noite pro dia três hematomas no meu braço, com um centímetro cada um. Há duas semanas atrá já havia aparecido um, que sumiu em cinco dias. Consultei um infectologista e ste me disse que eu estava sugestionado e aquilo apareceu por causa do nervisismo. Será que isso aconteceria de verdade? Os hematomas tem a cor vermelho/arroxeado, não muito intenso. Será que tem algo a ver com trombocitopenia. Será um forte indício de contaminação pelo HIV? Já fiz quatro Elisa de terceira geração, o último 6 semanas depois do risco, todos negativos, hoje fiz um PCR, mas o resulado só sai daqui 11 dias. Muito obrigado pela atenção, e sucesso no trabalho.
existe a possiblidade de apanhar sida numa situaçao em que um homem com uma boxers por cima roça o penis numa vagina de uma mulher durante 30 segundos.existe possibilidade de o virus ter passado as boxers e de ter apanhado a glande?por favor respondame depressa que ando num estado de nervos.abraços
Caros senhores, venho por meio dessa somente relatar uma grande diferença de informações que venho encontrando entre este site e o brasilleiro "Pergunte ao especialista" da Sociedade Viva-Cazuza. Uma dela é a respeito do tempo de duração di virus VIH fora do corpo humano. Aqui se diz poucos minutos. Lá se diz que podem sobreviver atá 5 dias em sangue seco e 7 dias em sangue líquido. Outra diferença é a respeito do teste Elisa de terceira geração (o mais utilizado, aqui o de 4º ainda é muito caro e não tem na rede pública). Os senhores dizem que 45 dias é um prazo seguro. No brasileiro nunca se recomenda fazer o teste com menos de três meses. Será que o teste daqui é de sensibilidade inferior ou é somente uma medida de segurança? Os senhores tem algo a dizer a respeito dessas abordagens diferentes? Muito grato pela atenção!!!
Sr. Dr. Fala-se na terapia quádrupla(4 antiretrovirais), como provavelmente mais duradoura e eficaz. Qual a sua opinião sobre isto e para quando? Obrigado Hugo
Exma. DrªMaria Jorge Arroz, Venho por este meio expôr a minha situação, mas não tenho a certeza se é da sua especialidade. Eu tenho 36 anos e vivo c/ um rapaz que é seropositivo e já toma medicamentos à 10 anos, o que se passa é que gostavamos de ter um filho, eu nunca fui mãe e era um grande sonho, p/ ele era a maior loucura. O ano passado houvi na televisão que os seropositivos já podiam ter filhos, havia uma lavagem do esperma e era feito por inceminação artificial, pois estava disposta a tudo, só que não sei se já se faz em Portugal e aonde mo posso dirigir. Gostava que me ajuda-se neste campo e que me orienta-se. Drª, desde já agradeço a sua compreensão.
Caros Drºs, gostava de saber se os medicamentos antiretrovirais sempre vão ser vendidos nas Farmácias?E se sim Quando?Outra questão é se vocês médicos que tratam pessoas com HIV se estão de acordo com esta medida? Na minha opinião e não sendo seropositivo acho que é muito mau pois as pessoas infectadas vão ter que se expor ainda mais, e nós Portugueses inflizmente ainda somos um povo muito intriguista, e que para sempre na beira da estrada quando há acidentes para ver a desgraça dos outros.Obrigado e continuem sempre com este site, bem haja.
Parabens pelo site.Gostaria de saber,se alguem soubesse responder,a lista de doenças que uma pessoa é examinada para doar sangue em Portugal?
tive uma relação com uma prostituta na qual fiz sexo com preservativo, no entanto antes fiz sexo oral sem preservativos onde não houve ejaculação, e foi durante um minuto. gostaria de saber se posso ter contraido hiv?
Olá, Me falaram que o teste de 2a geração apos 6 meses torna-se mais eficaz que o de 3a geração. Isso é verdade?
Caro amigo Dr.Vitor Bezerra uma vez mais recorro a si e este meio de tecnologia para lhe pedir ajuda ou a me aconselhar . Se bem se lembra de mim sou o nick Al-kapone que esta nos estados unidos , e que a muito, longo time ando ansioso por um filho e minha mulher faz de tudo para me dar esta alegria mas sem resultados , nos eu e ela tentamos de forma natural e que foi um grande risco mas nada aconteceu nem filho nem ela foi infectada gracas a DEUS sei que neste momento e podera tar a criticar e com razao . Fui este fim semana ao medico aqui para me dar a conhecer a tal falada lavagem de esperma mas aqui nao se conhece isso :( eu nao queria correr mais riscos para mim e mulher que comigo divide a vida queria fazer tudo direito mas aqui nao estou vendo nada . Meu pedido de auxilio seria que podesse ser feito ai em Portugal mas como estando eu aki,sera que me podera dar algumas dicas . Eu aqui fazer os contactos ai para depois eu ir ai depositar o esperma e minha esposa ir seguidamente receber . Eu sei que todo este processo e dificil complicado para ser feito nesta maneira mas tambem sei que e possivel ou penso que e . Sem mais me despeco Dr. Vitor Bezerra deixando meu abraco de amizade . P.S. ou caso tenha conhecimento como fazer isso aqui me informe pois ja me ajudou o Dr. como um web daqui de new jersey por essa razao penso que Dr. tem conhecimentos acerca daqui
Caros Drs. Há cerca de cinco dias tive contacto ( mão com mão e um cigarro limpo que retirei de uma cigarreira do sr. e fumei ) com um senhor que aparentava ser toxicodependente. Após esse contacto, ( cerca de 1 hora ), abriu-se-me uma pequena ferida junto a um dedo ( por vício de roer unhas e peles ). O senhor não aparentava ter as mãos ensanguentadas ( apenas notei um ou dois pequenos cortes já cicatrizados ( linha castanha, 2 cms ). Bem sei que nem tenho a certeza se o senhor era seropositivo ( e as aparências iludem ), mas gostaria de confirmar convosco se existem possibilidades de contaminação, embora me pareçam de todo remotas. Agradeço desde já a atenção dispensada.
Uma simples virose pode fazer com que os ganglios linfaticos aumentem?ex:uma pessoa so ter como sintomas dores no corpo e ganglios aumentados.Ou para isto acontecer tem de ser uma virose mais complicada?abraços
Sr. Dr. Que testes utiliza o instituto de Oncologia para a detecção do VIH? Agradeço a resposta Carla
quais o simtomas do h.i.v.?
"PEgar" gripe / resfriado facilmente é sinal de imunodeficiencia?
Dra. Maria Jose Campos,passou-se a seguinte ocorrencia:Nos ultimos 3 anos tive algumas(poucas) relações com prustitutas,usando sempre preservativo nunca tendo estourado nenhum,mas durante esse periodo eu apresentei comichão no corpo.Sabendo nós que os preservativos deslizam um pouco na base deixando um pouco o penis e até o escroto a descoberto,gostaria de saber se se originassem feridas nessas zonas devido a comichão e até noutras partes do corpo,se existe algum risco para o hiv?Agradeço a sua disponibilidade e obrigado.
Dr. Ricardo Ao que se deve a resistência medicamentosa? Vasco
Que teste é o dot blot?
Dr. vitor bezerra como prometido venho convida-lo para uma noite de fados no restaurante chines hua ta li na colina do sol/alfornelos/ amadora.O preço são 15 euros por pessoa com direito a jantar.dia 29/11 pelas 20h aguardo confirmação.já tenho poucas mesas vagas.UM Abraço. parente.antonio@oninet.pt
eu gostaria de saber se umas feridas pequenas na glande se pode considerar rash cutanio da fase aguda?eu ja fix esta pergunta e disseramme que nao mas e que li que rash tb pode ser lesoes muco-cutanias nos genitais.Agora fiquei em duvida.gostaria de saber a sua opniao.abraços
Exmo. Dra. Maria Jorge Arroz Soube por este site da sua presença do III Workshop Infecção VIH, fazendo uma palestra sobre Avaliação Imunológica de Rotina: CD4 ou algo mais?", tema que me interessa bastante. Gostaria, portanto, se tal fosse, que me fizesse uma súmula da sua exposição no referido Workshop ou me enviasse documentação referente ao que expôs. Sem mais de momento, os melhores cumprimentos. Marco Casimiro
Exmo. Dr. Ricardo Camacho Soube por este site da sua presença do III Workshop Infecção VIH, fazendo uma palestra sobre "Resistência aos Antiretrovirais em Portugal: implicações epidemiológicas e clínicas", um tema que me é pessoalmente caro. Gostaria, portanto, se tal fosse, que me fizesse uma súmula da sua exposição no referido Workshop ou me enviasse documentação referente ao que expôs. Sem mais de momento, os melhores cumprimentos. Marco Casimiro
Gostaria de saber se existe algum caso de pessoa que tenha se contaminado recebendo sexo oral de uma mulher. Aqui no Brasil, os médicos dizem que o risco é teórico e que nunca houve um relato desse tipo.
Sr.Dtª tal como indicado pelo Dr.Ricardo Camacho,fiz um teste Eliza pós 6 semanas de risco e foi negativo.isto deve-se ao facto de numa despedida de solteiro fui numa casa de alterne e durante o acto sexual,ao mudar de posição ,reparei que o preservativo tinha saído,o que presumi que foi nesta acção.Apesar de de ter sido dito pelo Dr.Ricardo que o risco foi reduzido e que o teste sendo negativo neste tempo podia esquecer o assunto.Eu ainda estou com duvidas,se calhar porque estou num estado de depressão. Qual a confiabilidade do teste que fiz?Acha que ainda devo me preocupar com este assunto?
Exmos. srs. Estou a fazer um trabalho sobre cinema e em concreto, a explorar o tema da Sida, gostaria de saber onde posso ter acesso a filmes sobre este tema. Visto que estamos prestes a comemorar o dia mundial de luta contra a Sida, vai haver alguma coisa acerca deste assunto. Obrigado pela vossa ajuda Joel
boa noite tudo aconteceu quase a 2 anos tive uma relação anal com uma pessoa que pode ser seropositiva fiz testes eliza negativos sifilis tambem e hepatites com intervalos ate 1 ano mas apareceu-me 1 mancha roxa no labio e na glande um roxo vivo emagreci li num livro que 1 dos sintomas de hiv incluem inflamação dos ganglios e essas manchas o que e que eu posso ter? agradecia lhe se me ajudasse ou entao uma consulta moro no porto
Sr. Dr. O que é o rash cutâneo?Dizem que é um dos primeiros sintomas do VIH?É comum a que outras doenças? Felicidades Silvia
Uma pessoa com HIV utiliza o sabonete e 20minutos depois outra pessoa não HIV utiliza o mesmo, a risco de contaminação ? Ambas pessoas possuam cortes abertos ? Uma possua corte aberto outra não ?
Tive relaçoes sexuais, a cerca de 6 meses, com uma pessoa mas a unica situaçao de risco foi que houve sexo oral sem preservativo!dois meses apos essa situaçao de risco fui fazer os testes ao cad da lapa e deu negativo, mais tarde aconselharam me a fazer o teste aos 3 meses e eu fiz qd faltava uma semana pa fazer 4 meses desde a uultima situaçao de risco e deu negativo!!queria saber se e absolutamente fiavel o resultado dos testes e se e necessario fazer mais alguma coisa! espero uma resposta obrigado!
Doutor Ricardo, fiz um teste do HIV neste passado dia 29 de Dezembro, após uma situação que me preocupa. Será um resultado seguro? Deverei repetir o teste aos 6 meses? A situação foi um brevíssima contacto vaginal com um preservativo que começou a ser colocado ao contrário, sendo depois virado. Ainda não recebi o resultado, mas ando numa extrema ansiedade. Só o doutor me acalma sempre. Obrigada.
Que tipo de teste é o dot-blot? é similar ao Elisa? e pode ser encontrado em que gerações?
Existe alguma possibilidade de o homem contrair o virus HIV num pequeno contacto de 2 ou 3 segundos entre a lingua e a vagina da mulher, mesmo sendo num ambiente de brincadeira que estava a acontecer, não havendo mais nenhum contacto antes nem depois.
Em primeiro lugar felicito a todos que colaboram neste site, é muito útil uma vez que o problema da SIDA, infelizmente, ainda é motivo de distriminação. Gostaria de saber o significa exames de 1º geração, 2º geração,... Quais os sintomas de uma infecção aguda por HIV. Qual a probabilidade de estar infectado depois de dois exames (só sei que fiz exames de HIV I e HIV II) com resultado negativos feitos, respectivamente, 40 dias e 70 dias depois do contacto de risco (com alguem que se veio a confirmar ser seropositivo). O problema é apresento algumas manchas nos braços. Obrigado.
Dr. Vitor Bezerra relativo a minha pergunta sobre infertilidade e lavagem de esperma aki na america , sera que me podia dar alguns contactos de hospital em portugal que pratica este tipo de terapia penso que Dr. me falou de Francisco Xavier ou caso existam expecialista desta area no nosso site seria optimo contactos online . Anseio por ajuda desta area , o meu muito obrigado aos especialista online onde eu ja recorro faz uns anitos e muito me ajudam .
Dr. o meu caso e o seguinte tive uma situaçao de risco que foi o sexo oral sem preservativo sem haver ejaculação à seis meses!Dois meses apos essa situaçao de risco fiz o teste elisa de ultima geraçao no cad da lapa o q deu negativo!!no cad da lapa a psicologa aconselhou me a fazer o teste aos tres meses apos a situaçao de risco e eu fiz os testes quando faltava uma semana e pouco pa fazer 4 meses, dando novamente negativo!Durante todo este tempo apareceram me varios sintomas desde diarreia febre mt baixa e vomitos, mas penso que podera ter sido pela ansiadade em q andava pois os vomitos so se davam uma vez por dia e sempre por volta da mesma hora q era qd acordava!a cerca de 1 mes sempre q acabo de tomar banho fico cheio de comixoes!sera q posso tar descansado e q todos estes sintomas sao uma mera coincidencia devido a ansiedade em q ando! um abraço e peço q me responda rapidamente porque ainda continuo um pouco preocupado!
tive uma relaçao com uma prostituta, mas de repente o meu preservativo começou a ficar muito molhado do lado de fora, eu parei e perguntei-lhe o que se passava, e ela respondeu-me para não me preocupar porque era o "leite" dela e que o preservativo estava em condições. Gostaria que me informassem o que se terá passado, pois estou confuso e preocupado.
olá!gostava de saber se o virus da sida é ou nao considerada uma doença cronica?????
Doutor Ricardo, no meu teste de HIV, que deu negativo, diz em baixo entre parenteses o que eu penso ser o tipo de teste. Diz (Met: E.I.A). Que tipo de teste é este? É completamente seguro depois de 3 meses do contacto sexual? Muito obrigada.
Parabens pelo trabalho desenvolvido neste site.Ultimamente,tenho lido algumas coisas a respeito de um virus(HTLV 1 e 2),que pelo que sei parece ser raro em Portugal.Sei que numa percentagem minima de pacientes,provoca leucemias e doenças neurologicas.O que eu gostaria de saber era o seguinte:Pelo que eu li,as formas de transmissão eram as mesmas do HIV,mas numa relação sexual a transmissão mulher-homem era muito dificil de acontecer(será que existe?),qual é o motivo dessa dificuldade?
Estou desesperado. Tive uma relação oral com preservativo durante a tarde, não houve ejaculação, a noite notei pontos vermelhos na parte de tras da lingua, minha mae disse que deveria ser o tempero da comida, fiquei encucado e comecei a passar a unha e a escova, no dia seguinte notei um ponto branco no local, continuei catucando até perceber que era uma pele branca. Hoje 3 dias depois do fato sinto o local ainda um pouco dolorido e mais pontos vermelhos e queimação na lingua, minha mãe continua usando o mesmo tempero "cumim". Será que estou com alguma DST ou sou eu que estou encucado. Que Doenças provocariam infecções na boca atraves do sexo oral? Por favor me escrevam algo!
recebi hoje o teste!deu negativo!eu so queria agradecer o apoio que todos os Drs me deram durante este periodo que passei bastante agustiado.Abraços
Srs. Drs. Morro de medo de ter HIV.Até agora fiz vários testes felizmente negativos, mas continuo sintomático, com rash, tosse, ganglios etc, já lá vão 20 meses após o meu episódio e sinceramente nunca me senti tão mal na minha vida, com sensações horriveis e estou fisica e psicológicamente de rastos.(estou cansado de me submeter a testes, o último aos 17 meses cujo resultado foi negativo). Vocês não têm psicólogos ou pessoas que possam acompanhar situações como estas. Obrigado Hugo
Tive uma pequena perfuração no dedo provocado por fio eletrico bem fino, esta "biliscada" não provocou nenhum sangramento, uma pessoa anteriormente (1 minuto atras) havia mechido neste fio não sei se ela tb se furou. Gostaria de saber o risco que corri analisando que a outra pessoa havia deixado sangue no fio. Fiz um teste ELFA (DUO) e o MEIA, 13 dias após o incidente e deram negativos. Qual a possibilidade de estar infectado ? desde já muito Obrigado............
Gostaria de saber quanto tempo é necessário esperar para fazer o rastreio, após a ultima relação com uma pessoa que se desconhece se é portadora do HIV.
Srs. Drs. Sei de situações onde os seropositivos são descriminados, quando retiram sangue, para medir cargas virais e populações linfocitárias.O que é que está a ser feito no sentido de sensibilizar estes senhores e de uma vez por todas perceberem que se tomarem os cuidados necessários não apanham a doença. Obrigado Pedro
Srs. Drs. Para quantos anos dão as terapias que existem, quando bem tomadas, até o virus vencer o organismo? Obrigado Vasco
Sr. Dr. A positivação de uma ou duas bandas num teste do tipo Western-blot, sugere infecção ou não? Obrigado Silvia
Exma. Dra. A tuberculose pode causar ganglios de inúmeras dimensões e de longa duração?Ou este tipo de sintomatologia nada tem que ver com esta doença? Obrigado e parabéns pelo vosso trabalho Silvia
Dr. a hepatite c é mortal, como o VIH, ou é contrlável? Obrigado Américo
Srs. Drs. Existem dentistas só para infectados com o VIH? Obrigado Vasco Robalo
Dra. O período janela da hepatite c e do VIH, são iguais? Fala-se que já existe vacina da hepatite c, quando pensa que estará disponível para os portugueses? Obrigado Silvia
Sr. Dr. Uma pessoa vitima de violação ou assalto, através de uso de seringas tem o direito a usufruir da terapia de prevenção ao VIH?Os hospitais estão por dentro destas situações? Agradeço a resposta Silvia
Exmos Srs Doutores,sofro de uma doença chamada espondilite anquilozante, que julgo ser do foro reumatico,será que esta doença poderá ter influencia no diagnostico de detecção do HIV?Pois fiz teste Eliza ás 6 semanas pós situação de risco reduzido pelo que aqui me disseram, este teste deu negativo,será que a fiabilidade deste teste se mantem quase nos 100 % como me foi aqui dito?
Que comentario pode fazer para a decisão de associar a Nevirapine ou o Efanvirenz ao AZT+3TC como terapeutica inicial.
Saudações a todos; Aconteceu-me a seguinte situação: fui acampar em uma reserva ecológica, além de muita beleza e cachoeira, fui picado por mosquitos. Dois dias depois, conheci uma moça em uma boate, dançamos, e quando percebi ela estava esfregando a vagina dela nas minhas coxas; ficamos assim por mais de meia hora, naquele momento não dei atenção porque sempre soube que o HIV não se transmite através da pele; contudo, no outro dia de manhã lembrei das picadas de mosquitos e fiquei meio preocupado, será que um contato desse tipo pode representar algum risco de contaminação por HIV; as picadas tinham dois dias, e o único contato que tivemos foi desse tipo, mas a moça estava sem calcinha. Obrigado a todos pela atenção e aguardo uma resposta.
gostaria de saber se é possivel se contaminar com o virus HIV apenas com o contato manual com os "fluidos" da mulher, se ela estiver contaminada. José Brasil
Sou seropositiva e gostava saber se posso ir á depiladora com cera. Obrigado pela resposta
Dr Ricardo camacho, Saí com uma garota de programas há cinco meses e depois que comecei ficar deprimido lendo sobre AIDS na internet. Foi com preservativo mas achei que poderia estar infectado porque introduzi meus dedos na vagina dela sem proteçao . Realizei os exames de AIDS aqui no Brasil apos 100 dias do acontecido . Os exames MEIA e Quimioluminescencia e ambos deram não reagentes.. Há três meses sinto dores e "fisgadas "musculares e o Medico disse que era por falta de exercicios fisicos e que eu poderia ficar tranquilo , pois não tem nada a ver com AIDS Qual a sua opinião? será que devo ficar tranquilo , ou realizar outros testes aos seis meses?
Exmos Senhores Tive um comportamento de risco nos fins de outubro( 21 22 de outubro 2002) e a 5 de dezembro 2002 fiz o teste do HIV num CAD. O teste foi negativo. Deixei passar o prazo minimio? terei de fazer outro teste? Entretanto após esse contacto apareceu-me candidíase na glande e no prepúcio(diagnóstico feito por um médico qe consultei o qual receitome um antifúngico). A candidíase pode estar relacionada com o HIV? Agradecia um comentário. Mto obrigado
Tenho um artigo cientifico sobre Imunidade ao HIV. Nele é referido que nos consumidores de drogas injectaveis a longo prazo, produzem uma grande quantidade de celulas CD8 supressoras. Pode comentar este assunto por favor.
Bom dia Estou a uma semana aguniado devido a situação descrita, já mandei duas vezes o mesmo questionamento ao site, gostaria se possível a resposta da mesma pela Sra, desde já agradecido por futuros esclarecimentos. Tive uma pequena perfuração no dedo provocado por fio eletrico bem fino, esta "biliscada" não provocou nenhum sangramento, uma pessoa anteriormente (1 minuto atras) havia mexido neste fio não sei se ela tb se furou. Gostaria de saber o risco que corri analisando que a outra pessoa havia deixado sangue no fio. Fiz um teste ELFA (DUO) e o MEIA, 13 dias após o incidente e deram negativos. Qual a possibilidade de estar infectado ?
Dra. Dores ganglionares, especificamente na zona do pescoço, poderão indiciar sida? Obrigado Silvia
Ola, gostaria de saber se uma pessoa que tenha sido infectada,duas semanas mais tarde e normal sentir-se muito agoniada e com azia. Eu sei que temos que esperar 4 a 6 semanas apos a relaç~ao para fazer o teste mas tb gostaria de saber se um homem seropositivo tocar, sem haver penetraçao, com o penis no anus, o risco de contaminaç~ao ´e muito grande?
Boa tarde Doutores, Tive relação com uma garota de programa há 5 meses .Usei preservativo mas eu havia introduzido os dedos na vagina dela antes da penetração ( havia muita secreção).Na hora não vi muito perigo, mas depois em casa quando li na internet que na secreção vaginal também tem o virus , comecei a ver que corri risco sem saber .Depois de uns dois meses comecei a sentir formigamentos pelo corpo, principalmente nas pernas ,"fisgadas" nos músculos e há um mês sinto dores nas axilas .Será que estes sintomas são por causa da angústia e ansiedade a que me encontro???? Passei em um médico e ele disse que esses sintomas eram por falta de exercicios fisicos .Fiz testes similares ao Elisa aos 100 dias e que graças a Deus deram não reagentes. Os exames são o MEIA( imunoensaio enzimatico de microparticulas e o outro é Quimioluminescencia ).O médico disse não haver necessidade de realizar outro aos seis meses mas continuo ansioso demais, pois aqui no Brasil alguns serviços como o DiskAids dizem ser necessário repeti-lo ao 6º mês.É possivel se infectar ao tirar o preservativo com os dedos sujos como descrevi????
Ola. Uma pergunta por favor. O "cieiro" que se ganha nos labios podera ser confundido com a candidiase oral? Tenho visto aqui algumas perguntas sobre a candidiase mas desconheço quais os sintomas disto ou como se manifesta. Se calhar ja estou a ser "chato" de mais mais nao consigo afastar este pensamento de uma provavel infecçao pelo HIV em Novembro de 2001, apesar de ja ter feito 5 testes durante este ano,sendo o ultimo em setembro deste ano, e tendo sido sempre negativos tanto no hiv1 hiv2, como sifilis, hepatite,etc... Depois disso nunca mais tive contacto nenhum de risco, mas qualquer sintoma que me aparece fico "doido", e sempre a pensar nisto. atraves da linha de apoio da sida ja me disseram para esquecer este assunto, mas isto afectou me de uma tal maneira que nao paro de pensar sempre na provavel infecçao. Ate ja estou a pensar em repetir novamente os testes. Sera necessario repetir mais vezes este teste? Estou confuso. Nao sei o que fazer...
Sr. Dr. Existe alguma relação entre o HIV e a leucemia? Agradeço a resposta André
A partir de que data começaram a ser usados nos laboratórios portugueses os testes eliza de 3ª e 4ª geração
O caso é o seguinte, Tive uma relação com uma pessoa que vim a descobrir estar infectada com o vírus do HIV. Não tive com essa pessoa outro contacto senão o beijo (na boca), no entanto passado 15 dias depois do ultimo contacto tive uma rinofaringite que já dura à cerca de 8 meses, assim como espasmos/tremuras musculares, a pele esta muito sensível a agressões, visão turva, mal estar constante e cansaço. Fui sempre acompanhado por vários médicos de clínica geral, otorrinologista, alergologista. No inicio tomei 3 antibióticos, anti-inflamatorios, depois passei para anti-histamínicos e agora não estou a tomar nada…Alem de ter feito vários hemogramas onde não se observam grandes alterações, fiz cerca de 6 testes Elisa entre as 8 semanas e os 6 meses após o contacto, em 3 laboratórios diferentes (privados), sendo o resultado não reagente. O meu problema é o seguinte, nunca fui observado por um infecciologista nem consegui convencer a medica de família a marcar consulta hospitalar na especialidade referida. Vivo angustiado não tanto por aquilo que poderei ter mas porque não sei o que tenho logo não me posso tratar convenientemente. Sinto-me muito desanimado porque me sinto abandonado e não sei para onde me posso virar. Espero que dentro das vossas possibilidades me possam ajudar. Obrigado.
neste último sábado, um rapaz praticou sexo oral no meu penis. gostaria de saber se tal prática é de baixo risco e se a saliva do rapaz pode conter HIV.
Dr. Victor Bezerra O que significa um resultado indeterminado, no teste ao VIH? Felicidades, Manuel
Gostava de saber o que é o rash cutâneo? Como se maifesta, normalmente? São borbulhas, normais ou têm alguma característica específica? Obrigado
Coloquei uma pergunta sobre o meu marido aproximadamente à 1 mes e ainda não obtive resposta, se não receberam a pergunta digam para que eu a possa colocar novamente.
Bom dia! Gostaria de agradecer o excelente trabalho de voces. Vou contar o meu caso. Tive uma relação de sexo oral em que fui ativo por 2 minutos, nao houve ejaculação, usando camisinha. Gostaria de perguntar o seguinte: É possivel alguem usar a camisinha uma vez e depois coloca-la novamente no pacotinho como se fosse nova? Pergunto por que fiquei encucado com isso. A candida pode ser uma papila unica branca ou uma papila pode ficar desta cor devido a um atrito, ou seja, ficar passando a unha na lingua e a ponta da escova sobre o local? Pergunto por que fiquei puxando e o local ficou dolorido, dois dias depois sumiu, mas ficou dolorido o local, fui a um clinico e o mesmo disse que estava tudo bem comigo e que poderia ser da alimentacao. Por favor responda as perguntas, pq estou encucado, e fico todos os dias olhando a lingua no espelho e as vezes ela volta a doer. E se eu fosse paciente de vcs voces me aconselhariam fazer o exame? Um abraço e obrigado
Boa tarde Dra, Apesar de todos os testes já realizados não consigo deixar de pensar no assunto. Tive uma relação de sexo oral (activa e passiva) não protegida em Março deste ano, está agora a fazer 9 meses e desde essa altura tenho apresentado diversos sintomas de infecção HIV: emagrecimento; problemas de garganta, de pele (descamação e borbulhas), uma infecção genital passado pouco tempo, etc. Todos estes problemas levam-me a momentos de grande pânico e ansiedade, onde acabo por pôr em causa tudo aquilo que já fiz e ouvi. Já realizei vários testes elisa (penso que de 4ª geração) nos CADs de Lisboa aos 3, 6 e 8 meses, o último com pesquisa de agp24 em simultâneo, todos eles deram negativos. Aos 4 e 7 meses fiz pcr ao HIV I, num laboratório privado de referência, também negativos (
Bem, a minha pergunta é a seguinte: como se manifesta o "rash cutâneo"? POdem ser parecidos com simples borbulhas, ou são borbulhas com características específicas? Se, o teste for feito, no momento em que os "sintomas primários" se estiverem a manifestar (constipação após um mês da possível infecção), deve dar negativo, porque é sinal que o vírus está a inbubar? Conhecem algum caso de possível infecção por "via de uma ida ao dentista"? Obrigado
parabens pelo site. Pergunto 1.Numa relação anal com preservativo, há risco para o passivo, sem que o preservativo se rompa? 2. Introduzir o dedo no ânus, oferece risco?Mesmo após contato das mãos com o penis do parceiro, podendo ter havido contato com o sêmen do mesmo, após ejaculação?
Caros Drs.: Muitos e sinceros parabéns pelo meritório trabalho desenvolvido, de grande valia para a comunidade. Desejaria colocar a seguinte questão: Tive um contacto de risco com uma colega, que agora sei ter tido diversos parceiros, a 20 do mês passado. Existiu penetração vaginal sem preservativo, mas, na medida em que a moça em questão não se encontra a tomar contraceptivos, colocou-se o preservativo ao fim de 4 ou 5 minutos após o início do acto. Cerca de 48 horas depois comecei a experimentar dores de garganta que, intermitentes, se mantêm até hoje. Na semana imediata a esse contacto, tive uma constipação, sendo certo que tomei clamoxyl e aspirina e o assunto foi resolvido em 3 ou 4 dias, mantendo-se uma tosse por mais uns poucos dias. Não notei febre assinalável para além de uns 37,6º. Para além disso, em 13 deste mês, comecei a ter uma discreta erupção cutânea nas duas faces e queixo, com algumas burbulhas, vermelhidão, rubor, sensação de ardor ou queimadura e descamação. Não obstante, já uma vez experimentei, há alguns meses, um problema de pele semelhante, se bem que sem borbulhas, tendo-me sido diagnosticada rosácea por um dermatologista. Não apresento quaisquer outros sintomas. Poderão estes sintomas estar relacionados com infecção por HIV? Atendendo ao lapso de tempo decorrido (1 mês, sensivelmente), será já altura de fazer um teste de despistagem? Muito obrigado, desde já, pela atenção dispensada ao meu problema.
Dr. É possível seroconverter somente 20 meses após uma situação de risco? Obrigado Júlio
Dr: Os testes feitos nos CADs sao testes ELISA? Posso ficar descançado se apos um mês de contacto de risco o teste der negativo siginifica que nao estou infectado? Pareceu-me segundo as respostas que consultei que apos 17-22dias se der negativo a probabilidade de estar infectado e mt baixa. será assim? Agradecia um comentário Mt obrigado
Sra. Dra. Quanto tempo é possível uma pessoa viver utilizando as terapeuticas actuais, até atingirem a falência? Bom Natal para a dra. e obrigado Silvia
Sr. Dr. Como se apresenta o rash cutâneo, quando associado á infecção HIV?
Estive com uma pessoa do mesmo sexo, que vim a saber estar infectacada com HIV. Essa pessoa fez-me sexo oral. Gostaria de saber, e tendo em consideração que não apresentava sinais visíveis de infecções bucais qual a probabilidade de eu estar infectado. Ainda não fiz o teste uma vez que ainda não decorreu o tempo necessario.
Boa tarde Doutores, Gostaria de desejar a todos so Doutores deste site, um excelente natal e um próspero 2003. Estou a realizar o teste Elisa aos seis meses ( dia 14 de janeiro próximo) e espero voltar aqui neste site após o resultado ( se DEUS quiser , negativo) para felicitá-los pelo excelente trabalho que os mesmos têm dispensado a todas as pessoas angustiadas como eu ( apesar de eu não ter tido respondida nenhuma das minhas questões) Um grande abraço, espero voltar aqui em janeiro somente pra agradecê-los e poder esquecer este assunto de uma vez por todas. rezem por mim , por todas as pessoas nesta mesma situação e fiquem com DEUS
O DOT-BLOT é eficiencia como o elisa?
Sintomas como candidiase oral, ganglios e diarreias pode aparecer somente 5 meses apos o contagio?
Boa Tarde doutores, O que são e onde estão os tão citados gânglios linfáticos? Alexandre
Qual a janela imunologica para teste de 2a geração?
Aqui no brasil temos um tipo de ferida na boca chamada de afta. GOstaria de saber a diferença entre a afta e a candidiase oral?
Tenho as eguintes duvidas: Gostaria de saber qual é prazo minimo para se fazer um teste ao HIV? ja li que ao fim de um mês ja tem uma certa segurança... é necessário mais tempo? A pratica de sexo oral sem preservativo constitiui comportamento de risco? Foi-me diagonisticada um candidise genital da qual fiz tratamento. Fiz tb um teste de HIV que deu como resultado negativo. É de confiaça o resultado? Desde que cometi este comportamento de risco que me encontro mt ansioso e com medo. Que devo fazer? Mt obirgado pela vossa ajuda. obrigado
Boa tarde doutores , Já é minha terceira tentativa neste site sendo as duas anteriores sem respostas... Fiz teste de AIDS aqui no Brasil quando completou 100 dias apos ter saido com uma garota de programa e graças a DEUS deu NÃO REAGENTE, mas como alguns médicos continuam a dizer que o exame deve ser repetido aos seis meses, estou esperando para repeti-lo em 14 de janeiro de 2003. Usei preservativo mas como havia introduzido os dedos na vagina dela antes do coito ( havia bastante secreção vaginal) , estou com medo dessa falta de higiene ,caso ela esteja infectada. Um mês e meio após este suposto risco, não sei se foi por causa da minha ansiedade , mas comecei a sentir dores musculares , fisgadas pelo corpo , formigamnento nas pernas ,dores nas axilas e lingua esbranquiçada ( estes três ultimos continuam até hoje). O médico a que consultei disse que o exame não precisava ser repetido , uma vez que deu negativo, as dores musculas seriam por falta de exercicios fisicos e a lingua esbranquiçada por falta de uma escovação mais eficiente.Estou bastante angustiado e não paro de pensar que eu possa estar infectado. O exame que eu fiz foi numa unidade de saude publica e os exames foram : MEIA ( imunoensaio enzimatico de particulas ) e QUIMIOLUMINÊSCENCIA Gostaria de saber dos doutores se os exames que fiz são bons e se haveria a necessidade de repeti-los realmente Agradeço desde já pela atenção e parabens pelo excelente site ! Alexandre
Dra. Margarida Mota Antes de tudo desejo-lhe um óptimo Natal e bom Ano e agradeço-lhe a resposta e a atenção relativamente á minha situação concreta. Como lhe referi anteriormente á sensivelmente 20 meses tive uma relação, talvez com algum risco pois utilizei preservativo, embora admita que possa ter sido mal colocado, mas enfim.. ainda admito a possibilidade de infecção, pois os sintomas que lhe referi persistem especialmente um ganglio no pescoço, do lado direito(junto á parte traseira do maxilar).Tenho tido alguns problemas de pele(borbulhas e "cabeças de alfinete vermelhadas", em parte do tronco e braços).Sinto comichões constantes e uma espécie de erupão ou "formigueiro" ou mesmo picadas em determinadas zonas do corpo. A juntar a isto acrescento algum mal estar geral e uma espécie de constipação ou grande sensibilidade ás correntes de ar e ares condicionados. Enfim...uma sensibilidade a situações que antes desta relação não existiam.Acrescento ainda uma espécie de fezes pastosas e de cor clara, que há bastantes meses me acompanham sem uma razão evidente, embora o facto de me alimentar de grandes quantidades de legumes possa estar relacionado com esta situação. Acrscento que já fiz pelo menos 10 testes ao HIV, com resultados, felizmente negativos, fiz inclusivamente uma carga viral, aos 4,5 meses com resultado indetectável, medi populações linfocitárias com 584cd4 e 315cd8, já fui inúmeras vezes á minha médica de familia que me aconselhou a não fazer mais testes e a viver a vida sem pensar em doenças. Dra. qual é a sua opinião? Hugo Silva
Exma senhora especialista Maria joão Aleixo, eu tive um contacto com penetração com uma prostituta que vi pela primeira e única vez á cerca de 11 anos. Na tarde do dia seguinte senti fortes dores de cabeça, suores á noite, febres altas, tremuras musculares (persiste), mal estar geral e falta de apetite. Desde da supra data até hoje vivo pensando que contraí o HIV e nunca mais consigo tirar este pensamento da cabeça. Já fiz várias consultas e exames médicos mas a maioria deles me disseram que não acreditavam que eu tenha contraído o virus HIV. agradecia muito uma opinião sua. melhores cumprimentos.
tive relaçoes com 1 mulher infectada pelo hiv usei preservativo mas tive varios contactos com as maos na sua vagina isto passou-se á duas semanas estou desesperado quero saber se ja posso fazer o teste e que tipo de garantias tenho acerca da verassidade dos resultados e se posso fazelos em qualquer laboratorio particular com a mesma exactidao por favo agradecia uma resposta o mais breve possivel muito obrigado eu já contei a minha namorada o que se passou e nao podemos ter relaçoes sem uma certeza
Noutro dia fui à estetecista para fazer a depilação a cera. Quando acabou de me fazer a depilação, a estetecista desencravou-me um pêlo com uma agulha que tem lá para estes fins. Quando reparei, perguntei-lhe se ela usava aquela agulha noutras mulheres e ela respondeu que sim mas que após cada utilização desinfectava a agulha com alcóol. Gostaria de saber se este método efectivamente desinfecta a agulha ou não. Obrigada pela atenção
o meu marido esta infectado pelo HIV à 12 anos sem nunca ter tomado medicação. Em 07/02 foi-lhe diagnosticado LMP (virus JC). Nesta data iniciou um tratamento antirectroviral (Combivir e Stocrim) e anticonvulsivo (Hidantina). As analises que efectou em 07/02 registavam CD4= 150 e Carga Viral= 16310. Em 10/02 fez novas analises e os resultados foram CD4= 260 e Carga Viral
Exma SrªDrª Muito obrigado pela sua resposta. A situação de risco ocorreu no fim de setembro de 2002 e realizei o teste HIV em principio de Dezembro 2002. A situação de risco contituiu em penetração anal sem ejaculção e sexo oral. ambas as situações sem preservativo. Entretanto a candide genital voltou a manifestar-se. Fui ai CAD novamente fazer o teste desta feita a 27/12 pois ja passou as 12 semanas. ainda nao sei o resultado. mas estou confiante. Mais uma vez obrigado pela sua colaboração. Um bom ano tb para si. Bem haja!
Boa noite Doutor, Gostaria de saber se o Doutor sabe de que geração são os exames realizados aqui no Brasil nos centros públicos como o COAS ( CTA) : MEIA ( imunoensaio enzimatico de particulas) e, Quimioluminescência ) ? Caso conheça, exames destes realizados aos 100 dias após uma exposição com resultado negativo , haveria a necessidade de repeti-los aos 6 meses? Faço estas perguntas pois ainda hoje proximo dos 6 meses ( usei preservatico numa relação com prostituta mas havia introduzido os dedos na vagina dela ) ainda sinto formigamento nas pernas e algumas dores nas axilas
Exma. Sra. Dra. Relativamente á clonagem tem se dito que novas descobertas a este nível poderão contribuir decisivamente para avançar na cura de inúmeras doenças e concretamente relativamente á sida. Qual a sua opinião sobre o assunto? Bom Ano de 2003. Silvia
venho completar a pergunta colocada em 27/12 referente ao meu marido. A carga viral desceu de 16310 cópias para
Dra. O antigénio p24 é o quê? Pergunto isto pois um dia que fiz o teste ao VIH, falaram-me dos testes mas fiquei sem perceber o que é. Cumprimentos Pedro
Boa Noite Dr, É possivel estar infectado mesmo com resultado NÃO REAGENTE aos cem( 100 ) dias???Há uns três meses( hoje,quase seis meses após minha exposição ao risco) tenho sentido formigamentos nas pernas e dores nas axilas... o que o Dr acha que pode ser???? Os exames foram feitos em uma unidade pública: MEIA ( imunoensaio enzimatico de particulas e QUIMIOLUMINESCÊNCIA) De que geração são estes testes???? Por que alguns especialistas deste site mencionam o teste aos seis meses??? Tive uma relação com garota de programa com preservativo mas eu havia introduzido os dedos na vagina dela antes do coito . Será que ao tirar o preservativo com os dedos sujos eu poderia ter me infectado??/Qual sua opinião Dr????Devo realizar o teste agora aos seis meses ou devo esquecer o assunto , pois não penso em outra coisa... Desejo-lhe muita saúde e secesso!!!
Boa noite Dra, Escrevo-lhe novamente porque a primeira pergunta que lhe fiz não aparecia completa e a Dra ficou sem conhecimento do meu historial de exames ao HIV. Fiz testes elisa nos centros de rastreio aos 3,4,6,8 meses com resultados negativos. No último eu tenho a certeza que foi também pesquisado o agp24. Fiz testes de RNA (PCR) ao HIV1 num laboratório de referência aos 4 e 7 meses, também com resultados negativos ( inferior 50 cópias ml). Num hemograma realizado ao 8º mês fiz contagem de populações linfócitárias (citometria de fluxo) com os seguintes resultados: CD3 (2.39 , 82%); CD4 (1.64 , 57.1%); CD8 (0.62 , 21.5%) e a unidade: x 10 E9/L. Já passaram 9 meses após a relação de sexo oral e continuo em pânico!!!!! O que provam estes resultados???? O que fazer daqui para a frente??? Serei um caso raro??? Muito obrigado pela ajuda.
Preservativo garante 100% de proteção se usadas corretamente (sem acidentes)? Quando que ocorre microfuros no preservativo? Através desses microfuros posso ter pego DST ou HIV?
O que são microfuros no preservativo? Se ocorrer um acidente de microfuros posso correr o risco de te contraido DST e HIV?
O preservativo quando usado corretamente sem acidente garante 100% de proteção?
Usando o preservativo corretamente existe a possiblidade de contaminação ou ele protege 100% contra DSTs e SIDA?
Secreções esbranquiçadas podem ser sintomas de qual DST? Se a parceira tiver esse tipo de secreção e eu usar o preservativo corretamente estou totalmente protegido contra doenças DST e HIV?
Sai com uma garota de programa Fiz sexo com preservativo e nenhum momento ele nao se rompeu mas percebi que na garota e na camisinha por fora tinha um liquido branco que acho que possa ser uma DST, me disseram que a camisinha nao protegi totalmente para algumas DST (herpes,hpv por exemplo) será que posso ter contraido algo? será que posso ter pego AIDS?
doutores...fiz um elisa 3. geraçao 4 mêses após contato de risco em que a camisinha estourou e fiquei 3 minutos sem perceber... devo repetir os testes?
olá a toda a equipa, o meu problema é o seguinte, comecei a andar com uma rapariga, em qual tenho plena confiança, no entanto não me sinto plenamente á vontade no plano sexual devido ao hiv. penso que tem havido algum receio, de parte a parte de falar desse tema e não sei como aborda-lo. gostava que os dois fizessemos teste de hiv, não só porque não gosto de lhe estar a perguntar intimidades do seu passado, como também não sei se ela sabe realmente se teve ou não comportamentos de risco. resumindo não sei se é licito estar a devassar o seu passado com perguntas não sei se é licito pôr uma pessoa a fazer testes de hiv e se for, não sei como abordar a questão. o hiv e a sida vieram, em muito, complicar as relações. obrigado por tudo. o vosso trabalho é excelente.
Ex.mo senhor dr. Ricardo Camacho: Tenho um namorado desde princípio de Maio 2002, que já conheço há algum tempo. Ele falou-me de um teste HIV negativo, no emprego, de Março de 2002, e nunca usámos preservativo, por haver uma grande confiança entre os dois. O meu passado não é de qualquer promiscuidade, se bem que muitas vezes não tenha usado preservativo com um ex-namorado. A meio de Dezembro deste ano, ele fez um novo teste de HIV no ICIL que deu igualmente negativo. Tendo em conta que namoramos desde Maio, posso retirar daqui que pouca probabilidadede eu estar infectada pelkas minhas (poucas) relações passadas? Quer dizer, se estivesse já lhe teria transmitido o vírus a tempo de ser revelado no teste de meio de Dezembro?
Exmos Senhores: Em 25 de Novembro de 2002, tive um comportamento de risco. no dia 26 de dezembro de 2002 fiz um teste de 4:º geração do qual tive o resultado negativo. pergunto devo repetir o teste? Se sim quando? ao fim de 6 semanas já é considerado um prazo satisfatório? Qual é o prazo minimo para se poder considerar que o resultado obtido é definitivo?
Pode se contrair o virusVIH atraves de beijos e "Chupadas" nos seios de uma garota soro positiva?
Ex.mo Senhor Dr. Ricardo Camacho O facto de, por uma lado, o sr. Dr. e o Prof. Machado Caetano, por exemplo, atribuirem neste site elevada fiabilidade a um teste Elisa de 4º geração, situando a sua janela serológica em pouco mais de 3/4 semanas e de, por outro lado, muitos dos outros especialistas continuarem a referir janelas serológicas muito mais conservadoras (sem mencionarem a geração do teste a que se referem) tem a ver com divergências científicas, com questões de política de prevenção (vocacionadas para controlarem todas as possíveis excepções), com uma disseminação assimétrica das actualizações científicas ou outras razões? Obrigado e bem hajam todos pelo vosso trabalho Marques Mendes
Em quais casos devo me submeter ao teste anti-hiv? 1) Sexo oral receptivo desprotegido com pessoa desconhecida 2) Sexo vaginal protegido com garota de programa ( comportamento de risco) 3) Sexo anal protegido com pessoa desconhecida 4) preliminares antes do sexo com pessoa desconhecida, Mão da garota em contato com a secreção vaginal e depois com meu penis
boa noite, estou um pouco intrigado. acabei de vir de casa de um amigo meu, onde o seu gato ao subir para cima da minha perna me cravou as suas garras. a minha pergunta é, se é possível a transmissão desse modo. ou seja se o animal tiver, momentos antes, arranhado alguém e as suas garras estiverem sujas se poderão funcionar como uma agulha. muito obrigado pela atenção.
Dra. A Abraço tem que tipo de campanhas previstas para 2003? Obrigado Pedro
Olá Dra. M. José, Gostava de saber se profissões como talhante ou peixeira envolvem risco de transmissão caso haja cortes e os alimentos sejam contaminados com sangue humano. Obrigado.
Sr.Doutor fiz teste eliza às 6 semanas e deu negativo,repeti o teste e foi de 4ªgeração aos 81 dias num CAD,onde me disseram que tinha de repetir o teste aos 6 meses. Fico confuso,pois aqui no site afirmam 3 meses como suficiente para esquecer o assunto.Posso ou não esquecer o assunto?
Sr. Dr. Pequenos "golpes", ou feridas que aparecem na pele associadas a outros prblemas de pele podem ter origem no HIV? obrigado Nilsea
Bom dia. Apesar das inumeras respostas sobre sexo oral, gostaria que me retirassem uma dúvida. Numa relação de sexo oral, em que o homem é elemento passivo, e encontrando-se possivelmente a mulher infectada, mesmo com a utilização correcta de preservativo e sem ejaculação há hipótese de contágio? Em caso positivo qual é o grau de risco. Obrigado.
Cara Dra Perpétua Gomes 1. Há casos documentados de testes ELISA que, por exemplo, 45 dias após uma situação de risco tenham dado negativos e depois, aos três meses tenham sido falsos positivos (repito, falsos) ou inconclusivos? Pressuponho que não houve, entre um e outro teste, situações de risco? 2. Estatisticamente, a quantidade de novos casos que saem do laboratório como positivos são elevados em Portugal? Por exemplo, no seu caso, detecta sempre casos positivos rtodos os dias? Muito obrigado X
Em toda a informação escrita sobre dermite seborreica e sua relacao com o HIV, é referido q esta aparece com resistencia ao tratamento e/ou muito exuberante. Por outro lado também me parece que é uma "doença" relativamente comum na populaçao em geral.. A minha questão é.. por vezes aparece-me dermite seborreica que cobre apenas a zona das sobrancelhas e "asas" do nariz, e que dura 3/4 dias até sarar.. no primeiro dia a vermelhidao é um pouco mais intensa.. mas no segundo já não há muita e no terceiro já só há pele seca.. A minha questão é.. qd se fala em dermite seborreica a manifestar-se de maneira exuberante e com resistencia ao tratamento o caso clinico é diferente do meu? ou seja resistencia significa mais q 3/4 dias? exuberante é vermelho vivo e muito extenso durante muitos dias? Agradeço o vosso esclarecimento.. muito obrigado desde ja pela atençao dispensada..
Exmos Senhores, Pratiquei sexo anal sem utilizar qualquer tipo preservativo. A ejaculação foi no exterior. Existe risco de ter contraído sida? O que devo fazer? Obrigado, Cumprimentos, Mário
Srs Drs, sou seropositivo desde Junho 2001 (Fevereiro desse ano era seronegativo). Estou a ser acompanhado. Os meus CD4 estiveram sempre acima de 500 e a carga viral sempre abaixo 10.000. A minha pergunta é: Para o nível de conhecimento actual sobre a doença, quando se deve iniciar a medicação ( que valores para cd4 e carga viral)? A condição é (cd4 valor E carga viral valor) ou (cd4 valor OU carga viral valor)? Actualmente ainda não iniciei qualquer medicação e sinto-me bem (epenas tenho alguns ganglios no pescoço). Obrigados desde já.
Bom dia, Pratiquei sexo anal sem qualquer tipo de protecção e gostaria saber qual o risco de ter contraído sida, tendo a ejaculação sido no exterior. Gostaria também de saber se devo fazer o teste da sida e onde poderei faze-lo de forma anónima. Obrigado, Cumprimentos, Mário
Exmos Senhores, Antes de mais queria agradecer o vosso excelente trabalho. A questão é a seguinte: À dois anos tive um contacto de risco e não detectei qualquer tipo de sintoma significativo de infecção primária. No entanto, à cerca de um mês surgiram-me duas pequenas manchas avermelhadas no torax, com alguma comichão e ligeira descamação em pequenas pustulas, que após cerca de cinco dias perderam a exuberancia ficando com aparencia rosada e ligeira, que ainda hoje se notam ligeiramente, mas sem qualquer tipo de comichão. Entretanto notei o aparecimento de pequenas manchas brancas no tronco, especialmente nas zonas com ausencia de pelo, com aparência ligeira que fazem lembrar uma falta de pigmentação. Apesar de ter 24 anos, sempre fui pouco cuidadoso ao nível da exposição solar, e nos ultimos cinco anos consumi com bastante regularidade quantidades significativas de haxixe, de que interrompi agora o consumo. Não apresento sintomas de febre, e toda a vida tive uma certa tendencia para dejecção de fezes de consistencia não muito dura. Já desde antes do contacto de risco estava a ter uma certa tendencia para emagrecimento, provavelmente derivada ao consumo excessivo de haxixe e de tabaco. Sinto um certo cansaso, que pode ser justificável por uma alteração de estilo de vida, dado que antigamente praticava bastante desporto e agora tenho uma vida extremamente sedentária, com pouquissimo exercicio. Já li que um dos problemas associados ao consumo crónico de haxixe é uma fraqueza ao nivel imonulógico. Estou a par do estado de saude da pessoa com quem tive o contacto de risco, que não tem apresentado sintomas de infecção, exceptuando à cerca de 4 meses um episódio de inchamento nos ganglios do pescoço sem mais sintomas associados, que foi acompanhado pelo médico e passou em poucos dias, não voltando a haver qualquer tipo de sintoma. Pensa que o quadro que lhe apresento poderá constituir preocupação relativamente a uma eventual infecção por hiv.
Sra. Dra., tive uma relação de risco no passado dia 25/1/2003 em que o preservativo saiu durante o acto sexual. Não tenho certeza que a minha parceira não tenha VIH ou outra DST, portanto gostaria que me informasse sobre que testes devo fazer, onde e em que altura. Muito obrigado e um abraço.
boa tarde agradeco desde ja a vossa disponibilidade. a minha questao e a seguinte:li num artigo sobre os testes falsos-negativos que isso poderia dar-se se uma uma pessoa estiver no periodo de janela ou entao quando a doenca se encontra num estado avancado.a minha duvida e quao avancado acontece ke fiz o teste,deu negativo nao estava no periodo de janela mas de ha uns meses pra ca sinto-me cansada,comecei a ter diarreias e apareceu-me um sinal na face.o teste sera fiavel? ha cerca de 4 anos tive um comp de risco muito obrigado pela vossa disponibilidade.
Dr. Se os cd4 de uma pessoa estiverem abaixo do normal e se essa pessoa não tiver VIH, que outras situações podem contrbuir para a situação descrita? Felicidades Romano
Sra. dra Estes novos testes para a vacina contra o Sida, representam uma esperança ou é mais uma tentativa que provavelmente não evidenciará grandes avanços nesta área? Obrigado Pedro
boa noite, há uns dias atrás, um gato dum amigo meu ao subir para o meu colo, cravou as suas unhas na minha perna. A minha dúvida é se há possibilidade de contágio, no caso do animal ter arranhado alguem antes e as suas unhas funcionarem como um veiculo de contágio, como as agulhas das seringas ou as lâminas. muito obrigado pela atenção cumprimentos,
Boa noite a 5 anos tive uma relação de risco vivi todos estes anos sem coragem de fazer o teste com receio do que ia encontrar , há seis meses atrás fiz o teste ao hiv que deu negativo , na altura não me senti muito seguro e voltei a fazer o teste passado um mês ,sei que foi utilizado o método elisa e voltou a dar negativo ,mas ainda hoje continuo com um pavor que esses resultados sejam falsos. Gostaria de saber se posso confiar nesses testes a 100% sei que os testes procuram os anticorpos será possivel eles não serem detectaveis ao fim de cinco anos? e este metodo (ELISA ) é totalmente preciso? Agradeco que me possam esclarecer ,Obrigado
Dr. Victor Li num artigo deste site, que o preservativo, ainda que bem utilizado não previne a 100% algumas dst, especialmente a sifilis. O VIH tem uma taxa de risco inferior embora o risco seja reduzido. Qual a sua opinião? É melhor vivermos sem vida sexual? Obrigado André
Dr. Victor Coloquei-lhe a questão da segurança dos preservativos e esqueci-me de lhe perguntar se utilizar dois preservativos em simultâneo, tendo o cuidado para não rebentarem, se é mais seguro do que utilizar só um? Obrigado, e continuação deste excelente projecto que é este site. André
Caro Dr. Há algum tempo fiz uma ferida na mão, com cerca 5mm. Depois de ter sarado arranquei a respectiva crosta e , por coincidência, cerca de uma hora depois conheci um individuo que após o ter masturbado me ejaculou na mão, uma parte em cima da ferida. Lavei imediatamente com água e detergente. Haverá algum risco de ter contraído a doença? Muito obrigado
Olá caros doutores. A minha dúvida é quanto a transmissão do virus através de uma via não convencional. Aqui no Brasil, existem "casas de massagem", nas quais as "massagistas" mantém relações sexuais com alguns dos c lientes. Logo, elas têm contato manual com o semem dos mesmos. Podria esta profissional transmitir o virus HIV para um outro cliente simplismente através da massagem, havendo restos de sêmem em suas mãos, mesmo que seco? Outra dúvida é: qual o prazo seguro para um teste Elisa de 3º geração afastar com segurança a infecção pelo HIV? Desde já agradesso vossa resposta.
Existe algum caso aonde a pessoa contrau o virus atraves de sexo oral receptivo ( passivo)?
boa tarde a toda a equipa; colocei a cerca de um mesuma questao em relaçao aos falsos-negativos; penso que nao tera sido enviada; a minha questao e a seguinte:na contrasida referia que excluindo o periodo de janela poderia dar negativo se o estado da doença estivesse avançado;neste caso quao avançado? o meu problema e que tive comp.de risco a uns anos atras fiz o teste e deu negativo mas de a cerca de meio ano pra ca sinto-me doente apresentado varios sintomas associados ao hiv. e possivel estar infectada e nao acusarno teste?desde ja o meu muito obrigado.
Existe algum caso aonde a pessoa contrau o virus atraves de sexo oral receptivo ( passivo)? -------------------------------------------------------------------------------- Resposta colocada por Domitília Faria em 2003-02-03 Penso que sim pois as recomendações actuais a esse respeito são de que no sexo oral também se deve utilizar preservativo - e essa actualização, em relação ao que era recomendado nos primeiros anos da epidemia, resultou exactamente de terem sido reportados casos em que a transmissão parecia ter sido por essa via. O esperma contem VIH e o receptor pode ter qualquer lesão, pequena ferida, ulceração na boca, que possa constituir porta de entrada. Domitília Faria Mas nesse caso ambos os parceiros correm risco ?
Caso eu tenha feito exames para hepatites A, B e C, é necessário fazer também para o VIH? Quem tem o VIH consegue curar-se da hepatite A?
A sensivelmente 01 mês tive uma relação sexual com uma pessoa que não conhecia muito bem. Nesta relação não usei preservativo. Para saber se fui infectado ou não terei de fazer análises! Estas análises para serem fiáveis é aconselhável serem feitas quanto tempo depois da relação? Obrigado
Dra. O que é o período de incubação para o VIH? Agradeço os esclarecimentos Nuno
Dr. Victor Iniciar o tratamento com a HAART tardiamente, o que é?Ao fim de que período de tempo é considerado tarde fazer o tratamento? Felicidades por este excelente trabalho. Jorge
Prezado Doutor Camacho, gostaria de saber se o fato de ter sido usuário de maconha (cannabis, marijuana) por vários anos pode retardar o aparecimento de anticorpos no teste para HIV. Já li em vários lugares que esta droga afeta o sistema imunológico, atacando os glóbulos brancos. Neste caso, a janela imunológica pode aumentar consideravelmente? Muito grato pela sua atenção.
boa tarde, ando um pouco preocupado devido a uma situação que me aconteceu. em casa de um amigo meu , o seu gato ao subir para o meu colo cravou as unhas na minha perna, a minha pergunta é a seguinte: há alguma hipótese de contágio, no caso do gato ter arranhado alguem pouco antes ? muito obrigado pela atenção
passado alguns meses da infecçao aguda pode aparecer logo a foliculite eosinofilica? ou so aparece apos uma boa parte de desenvolvimento da doença? qual a estatistica? o sistema imune tem de estar muito em baixo para aparecer os sintomas desta doença nao é ? assim como a tuberculose, o cancro,etc.
a dermatite seborreica esta relacionado com o hiv. é normal aparecer borbulhas e caspa mais do que é habitual durante varios meses? o hiv agrava o acne? estou com medo pois tive uma situaçao de risco ha um ano e desde aí que a minha vida é um mundo de medos, receios e raiva de mim mesmo. esta doenca reune tudo o que ha de horrivel nesta vida!!!
fiz sexo oral a uma rapariga. fiquei logo doente. passado dois dias fui ao medico ( nao lhe disse o que tinha feito por vergonha!!!) e disse-me que tinha uma faringite e receitou-me um antibiotico. no fim de tomar este antibiotico passado uns dias sentir-me doente ( mau gosto na boca, umas dores no penis, gengivas inchadas) e fui consultar um urologista que me disse que eu nao tinha nada, mas por precaução me receitou um antibiotico para a clamidia e a partir dai fiquei melhor. passado uns 4 ou 5 meses da situação de risco apareceu-me umas borbulhas no pescoçoe posteriormente no peito. eu sempre tive algumas borbulhas na cara e muitas nas costas mas estas agora sao demais. nem na praia eslas secam totalmente. na altura falei coma rapariga e disse-me que nao tinha nada e que usava sempre preservativo. passado um tempo depois disse-me que uma vez nao usou com o namorado e que ficou com uma pequena infeccção na vagina. e eu pensei logo em mim... apanhei gonorreia ou clamidia. consegue dizer-me o que eu possa ter apanhado? pode ser o hiv? siflis? estou com muito medo e apavorado! isto ja se passou a um ano. obrigado
quais os sintomas do sida?
Sr Doutor, Tenho andado muito angustiado ultimamente desde que me expus voluntariamente a um risco saindo com uma garota de programas há sete (7) meses.Mesmo tendo usado preservativo desde o começo da relação, passados um mês aproximadamente me apareceram alguns sintomas como formigamento nas pernas, uma sensação estranha como fisgadas nas axilas, pintas vermelhas sendo algumas com a cabecinha branca, lingua esbranquiçada e semi-rugosa com algumas bolhinhas vermelhas na parte de trás.Todos esses sintomas continuam até hoje, principalmente o formigamento nas pernas e lingua esbranquiçada. Fiz testes duplicados de despistagem HIV 1/2 quando completaram 100 ( cem ) dias deste suposto risco, ambos NÃO REAGENTES.Os métodos foram o MEIA e Quimioluminescência. O médico a que consultei disse pra eu esquecer o HIV, pois dois meses já seriam mais que necessários.Disse ainda que os sintomas que eu sentia ( ainda sinto ) seriam por falta de exercicios fisicos e a lingua esbranquiçada , seria por falta de uma escovação mais eficiente.O que o Sr acha???? Estou aguardando o resultado de um segundo teste,dia 18 de fevereiro próximo( colheita feita aos 200 dias após o risco).O Sr acha que pode vir a ser positivo ou os sintomas a que descrevi são resultantes da minha ansiedade???? Em um dos meus irmãos ( 13 anos de idade) tem aparecido algumas "ínguas" debaixo dos braços e nas virilhas....é normal isso em pessoas soronegativas???? Estou perto de uma depressão profunda , e também muito decepcionado com as campanhas de prevenção pois eu nunca ouvi dizer que se deveria esperar tanto pra poder fazer os testes, e que dependendo do risco, os testes deveriam ser repetidos .Aqui no Brasil não se costumam usar 100% de segurança , mesmo que os exames sejam feitos após seis meses e que , quem sai com garotas de programas devem fazer os testes aos 3,6,12 e 18 meses após o "risco", independente se a pessoa usou camisinha ou não e que mesmo assim , pela lei brasileira, esta pessoa não poderá doar sangue pelos próximos 10 (dez ) anos !!!! Isso não deixa qualquer pessoa louca??? Tenho utilizado este site como um tranquilizante nestes ultimos 7 meses , então gostaria de agradecer a todos os doutores aqui presentes..... e gostaria muito se estas minhas dúvidas fossem sanadas antes de eu pegar o resultado dia 18/02/03 pois me tranquilizaria e encorajaria muito. Um grande abraço a todos e sucesso!!!
Sra. dra. Já há bastante tempo(talvez cerca de 2 anos) tive uma relação de algum risco com uma pessoa portadora do VIH e desde então nunca mais me senti bem.(embora tenho posto preservativo). Inúmeras borbulhas e comichões regulares associadas a tosses e alguns inchaços no pescoço e zonas "anexas", incomodam-me bastante. A fraqueza e falta de energia também tem sido uma realidade. Pergunto, já tendo feito o último teste(negativo) após um ano, e por vosso conselho a não repetir mais este mesmo teste, estarei ainda em risco da infecção?Que outras infecções podem ter este quadro de mal estar tão prolongado e que mais poderei fazer para me tranquilizar, sabendo que não me tenho sentido bem e, estou mais fragilizado? Felicidades para a dra e muito obrigado pelos conselhos. André
Sr. Dr. Como é que são os ganglios associados á infecção VIH?Quais as dimensões, onde se distribuem, são visiveis a olho nú, e apresentam dores se tocados ou não? Obrigado Santos
Prezado Doutor Ricardo Camacho, Gostaria de saber se o fato de de ter sido usuário de maconha (cannabis, marijuana) por muitos anos pode retardar a produção de anticorpos para o HIV. Já li em vários lugares que esta droga afeta o sistema imunológico e a produção de glóbulos brancos. Isto pode alterar a janela imunológica? Muito obrigado pela vossa atenção.
Desde já dou os parabéns a toda a equipa que ajuda a esclarecer e a prevenir esta terrivel doença. Porém tenho pensado numa questão que gostaria de ver esclarecida. Fala-se em sintomas após uma eventual infecção, mas não serão eles uma reacção orgânica de determinada tensão psicológica? Digo isto porque tive duas relaões de risco e nas duas tive os ditos sintomas. Fiz os testes e deram negativos. Gostaria de saber se os sintomas que se descrevem não são apenas psicosomáticos. Um Abraço!
ha cerca de 4meses e pouco tive uma situaçao de risco. usei preservativo na penetraçao mas cai no erro de fazer sexo oral a essa rapariga. tive uma faringite passado dois dias e duas semanas depois voltaram alguns sintomas dessa faringite mas com as gengivas inchadas. visto eu nao ter dito ao medicoa minha situação ele nao me deve ter dado o antibiotico correcto não? será que foi clamidia ou gonorreia que apanhei? eu penso que sim. nestes casos é possivel os sintomas destas doencas serem na boca ( sexo oral ) e nao no penis? estou com muito medo pois agora passado estes 4/5 meses tem me aparecido algumas borbulhas no peito e pescoço. sera relacionado com sida? ou pode ser outra doença (gonorreia,siflis, clamidia,etc.) estas afectam o acne ou a pele?
gostaria de saber se mexer com a mão na vagina e depois no penis é perigoso.se ha risco de contagio.a mão transportao virus da vagina para o penis?
qual ou quais as diferenças mais notorias entre o acne e a foliculite eosinofilica ou fungica? eu posso confundir as duas ou ha diferencas notórias? é que passado uns meses de uma situaçao de risco apareceu-me duas borbulhas no pescoço que secaram com muita dificuldade e depois muitas no peito e costas. agora esta melhor. isto esta ligado a primo-infeccao?
Fui mãe há pouco tempo e apesar de tudo o bebe nasceu com trissomia 21.Gostaria de saber qual os meus direitos em consultar o meu processo no hospital, e que testes se realizam para detectar qualquer anomalia no feto,antes da aminiocintese,pois como o bebe nunca saiu fora dos "parametros" devido ao risco de infecção o médico achou melhor não o fazer. E aonde procurar ajuda para acompanhamento precoce do meu bebe,estou muito preocupada com o seu futuro,e aonde procurar os direitos que tenho a nivel de consultas para nós,posso não deixar o médico escrever no boletim dela a minha doença que ainda está a ser verificada para ele? Tenho medo que se souberem nos infantários ele não seja admitida...mesmo negativando.
Prezado Dr. Parabésn pelo trabalho O Sr. acha que um teste Elisa feito 5 meses após um contato de risco (foi uma penetração vaginal sem preservativo, rápida e sem traumas ) é suficiente para se afastar possível infecção?. No laboratório não informaram qual a geração do teste, mas acredito não ser muito antigo pois o laboratório é dos melhores aqui no BRasil. Os resultados foram não reagentes em dois testes de fabricação diferentes. OBS:- Aqui no Brasil o Ministério da Saúde obriga que os testes anti-hiv sejam feitos com duas amostras (kits de exames) de fabricações diferentes. No meu caso foram feitos com Kits da Roche e Abott> Meu médico já havia me liberado com teste feito na 8º semana, fiz aos 5 meses por minha conta, devo estar tranquilo?
a foliculite eosinofilica agrava-se com a exposição solar na praia?
o normal é não apresentar grandes sintomas de primo-infecção no caso da sida não é? se todos apresentase-mos todos esses sintomas que se fala todos iam ao medico ver o que tinham e nao havia tanta tranmissão do virus não é? a grande percentagem é assintomatica.
Boa tarde a toda a equipa e muitos parabés pelo importante trabalho que vêm prestando. Sem desprimor por nenhum de vocês gostaria, no entanto, que encaminhassem este meu pedido para o Dr. Ricardo Camacho, a quem enviei uma carta registada com aviso de recepção no passado mês de Novembro (para o Hospital Egas Moniz). Calculo que não tenha muito tempo disponível, mas anseio pela sua resposta relativamente às dúvidas que coloquei... Deixo novamente o meu endereço electrónico: cris_magali@hotmail.com. Obrigado e desculpe mais uma vez a insistência.
Caro Dr. Oito semanas apos em relacionamento de risco fiz em teste elisa e felizmente deu negattivo. Nove semanas depois de tal relacionamento senti durante 4 ou 5 dias dores no pescoço(de um só lado), dores musculares e articulares. Poderão estes sintomas serem indicação de infecçao pelo HIV?
Doutores, fiz um teste Elisa 3. geração faltando 15 dias para completar 6 mêses... terei de refazê-lo ainda? o resultado foi não reagente.. obrigado
Olá! Vou reportar minha situação: Uma mulher de passado duvidoso realizou sexo oral em mim, após 4,5 ou 5 meses ( não sei exato) realizei o ELISA atraves de um banco de sangue e deu resultado normal (não reagente). Decorrido 6,5 ou 7 meses da exposição apresentei os seguintes sintomas: Gripe forte (durou 7dias), várias manchas vermelhas surgiram nas laterais do meu tronco (a dermatologista diagnosticou uma alergia utilizei corticoide (15 dias) e diprosone, apos um mês as manchas sumiram, fezes mal formadas (algumas vezes pastosas-defeco uma vez por dia), as vezes sinto dores musculares, formigamento (principalmente a noite), também notei na parte de trás da lingua alguns pontos vermelhos e utimamente tenho me sentido um pouco cansado. Em virtude de todos estes sintomas estou no mais profundo desespero, ainda mais que penso ter contaminado minha namorada. A mesma emagreceu muito nos ultimos meses e tem defecado de maneira semelhante a mim. Atualmente já decorreu em torno de 9,5 a 10 meses da esposição e tenho quase certeza de que estou contaminado, porém não consigo ter coragem para ter um diagnostico final (realiza mais uma prova). Posso já me considerar soropositivo? Tem alguma outra infecção que possa apresentar esse mesmo quadro que apresento? Estou desesperado só tenho 23 anos e minha namorada 19. Eu a amo muito e não queria destruir um futuro juntos. Grato desde já
Dra. Gostaria de saber se uma pessoa apresentar ganglios persistentes(já duram há muito tempo, talvez mais de um ano) e se sente comichões e outros sintomas, mas cujo resultado ao VIH é negativo, será porquê? Outra questão: Uma pessoa com a infecção VIH é mais sensivel há exposição solar? Obrigado Pedro
Ola querida Maria João, primeiramente agradeço sua resposta. Gostaria de saber se posso confiar nestes testes realizados em bancos de sangue?Que outra enfermidade provoca emagrecimento acentuado?Estou criando coragem para realizar o teste. É possivel que a infecção pelo hiv transforme-se rapidamente em AIDS (menos de 01 ano)?
SE UMA RAPARIGA COM SIDA ME FIZER RELACOES ORAIS POSSO FICAR COM SIDA?
Dra. O que é a candida albicans?O médico disse que eu tinha esta doença, é grave?Ouvi dizer que pode estar relacionada com o VIH, estou muito preocupado, ajudem a esclarecer a situação? Obrigado pelos esclarecimentos. Pedro
Sr. Dr. Victor O que é o virus do Papiloma? Obrigado Dr. Victor Silvia
Srs. Drs. Se uma pessoa tiver VIH onde deverá dirigir-se para ter apoio psicológico? Obrigado Dra. Anónimo
Dra. Domitilia Quais as probabilidades de utilizando preservativo incorrectamente apanharVIH?(caso a pessoa com quem tenha sexo vaginal seja portadora do VIH). Obrigado Pedro
Sra. dra. Existe para breve alguns medicamentos novos mais fáceis de tomar e com menos efeitos secundários para o VIH? Agradeço a resposta e felicito excelente trabalho que vocês têm realizado com este site. Nelson
Caro Dr Victor Bezerra Tenho uma relação estável há já muito tempo, mas a minha namorada nunca fez um teste de HIV. Como nos conhecemos há juito tempo, muitas vezes não usamos preservativo. Não tenho relações "por fora" O meu primeiro teste de HIV foi feito em Março de 2002, negativo. Em Setembro de 2002 foi-me diagnosticada uma pequena (sic, expressão do deramtologista) candidíase genital, tendo-me sido receitado Mycospor. Nunca passou totalmente, após quatros semanas de tratamento, até hoje. A partir de 1 de Novembro, deixámos de ter relações até que a candidíase passasse. Em Dezembro surgiu-me o que penso ser uma queilite angular (coisa que me surge de vez em quando desde 1999) e fiquei assustado. Decidi fazer um teste Elisa em 15 de Dezembro (ICIL, 4ª geração), negativo. O médico dermatologista receitou-me cloranfenicol, e a quebra passou logo, mas ficou uma ligeira descamação no canto do lábio que só há alguns dias desapareceu. Em 22 de Janeiro, novo teste HIV no ICIL, negativo. Pergunto: esta candidíase que não desaparece completamente e a queilite e descamação persistente podem ter outras causa que não HIV? Obrigado JJ
Tenho um namorado,que vim a descobrir que este mantinha relações com outras mulheres.Apesar de sempre ter usado preservativo,temo que possa ter sido infectada,pois uma vez quando o beijava,senti ter sangue na boca,não sei se era meu ou dele.....mas a ideia de uma possivel contaminação não me sai da cabeça.Gostaria de saber quais são as probabilidades de ter contraido a doença.Tenho 20 anos e estou muito preocupada,não tenho coragem para ir fazer o teste.
Que infecoes surgem quando estamos contaminados com o virus da sida? A sinusite pode ser uma dessas infecoes?
Doutora.. 5,5 mêses após contato de risco fiz um elisa 3. geração. Devo repetir os testes? sendo que faltam 15 dias para completar 6 mêses? ou posso me consiederar soronegativo?
Dra. O que é linfocitose atipica?Está relacionada com o virus da sida? Obrigado Telmo
Olá! se uma pessoa, tiver uma relação de risco e passado 11 semanas fizer o teste de HIV (Elissa - 1ªgeração) existe probabilidade de estar infectado? Como se sabe qual a geração do teste se faz? Ainda se fazem testes de 1ªgeração?
We are a gay couple from London going to live and work in Madeira. We are both HIV+ and are taking combination therapy. We will continue to get our medication from England for the time being but I would like to know where should we go to have our check-ups and eventually get our medication when we are in Madeira. Sorry, our Portuguese is not very good yet! Obrigado
gostaria de saber se em Portugal existe um centro de detecção de doenças sexualmente transmissiveis. obrigado
Bom dia Doutor, Estou hoje aqui , como o prometido, para agradecer a todos os Doutores que contribuem à este maravilhoso site. Peguei meu resultado no último dia 18/02 ( colheita feita aos exatos 200 dias após uma exposição considerada de baixo risco_Sexo com garota de programa com preservativo, mas com masturbação prévia sem proteção),Todos NÃO REAGENTES para HIV1/2, hepatites B , C e VDRL. Na verdade ainda sinto formigamento nas pernas e minha lingua ainda fica por vezes esbranquiçada, mas sei que posso esquecer o HIV de vez e procurar outro motivo pra estes sintomas que podem ser até mesmo pela minha ansiedade. Os exames que efetuei foram MEIA e QUIMIOLUMINESCÊNCIA, de 3ª geração. Um grande abraço a todos e parabéns pelo site
Antes de mais Bom Dia. Gostaria de saber em que fase da doença aparece uma Linfadenopatia e se qdo aparece, significa que a mesma já está em estado avançado. Por outro lado gostav de saber pa razão aparece a linfadenopatia e se quer dizer dizer alguma coisa. O meu mto obrigado.
Dr Bezerra ou colega. Uma doente assintomatica em TARV ha mais de 1 ano com CV inferior a 50.000 cp e CD4 de 650 cel, deve ou pode interromper o Tratamento? Agradeco a melhor informacao possivel.
boas , gostaria de saber se um teste Elisa de 3º geração procura anticorpos e os antigenios tambem.obrigado pela atenção.
Dr. A vacina que falhou nos ensaios para a prevenção ao VIH, poderá servir para tratar seropositivos, tal como a medicação actual? Obrigado Débora
Dr., Gostava de lhe colocar algumas questões que me estou a deixar com dúvidas: 1º Iniciei terapia em Set99, com Combivir e Nelfinavir, onde as primeiras análises apontavam para 5.000 cópias e 495 CD4. Em Jan 2002 foi-me alterada a terapia para Nelfinavir, Videx e Zerit, pois a carga era de 900 cópias e os CD4 de 700. Desde então tenho tipo problemas vários dos quais destaco: Perca de 3.5 Kg. Tenho 1.78 e agora 63.5Kg e não consigo recupera-los. A cara começou a dar sinais de lipodistrofia pelo que um Cirurgião Plástico me injectou ácidos tendo normalizado.Na mesma altura começaram-me aparecer uns gânglios no pescoço pelo que se veio a descobrir que era uma Linfadenopatia. Gostaría de saber se isto tem a ver com a mudança de terapia. Em 11Março próximo vou fazer um estudo de resistências para que serve? Ultimamente acordo com a roupa completamente molhada várias vezes por noite, sabe pq? E para terminar saber se os Batidos de engorda das ervanárias são bons e não prejudicam a terapia. Peço desculpa por tanta pergunta, se me poder fazer o favor de responder agradecia. Um abraço Jorge Mendes
dormi com a minha namorada numa cama de hotel onde tivemos relações sexuais e no fim reparámos que o lençol tinha cerca de 4 pequenas nodoas de sangue seco, não parecendo ser nosso , pois não tinhamos qualquer ferida no corpo. A minha questão diz respeito á a hipótese de contágio caso tenha havido algum contacto com esse sangue. a minha inclinação é de que não, visto que não nos deitámos logo e o virus teve mais que tempo para morrer, mas relativamente á saúde , nunca se sabe. o que acha? muito obrigado pelo vosso trabalho.
Bom Dia, Gostaria de saber a opinião da doutora acerca do emagrecimento dos membros em resultado da medicação anti retroviral. Sou seropositiva há 8 anos tendo tomado sempre a mesma medicação (Epivir+Zerit). Tenho uma carga viral abiaxo das 200 cópias e CD4 600. Tenho vindo a desenvolver um emagrecimendo das pernas muito exajerado, estando cada vez mais acentuado. Embora me sinta bem de saúde, a estética é importante para todos nós. Haverá alguma coisa que eu possa fazer para combater isto?
Sr. Dr. Quais os vírus que apresentam sintomas semelhantes ao do VIH? obrigado Silvia
Dra. Existem doenças do foro infeccioso que causam ganglios persistentes, sem ser o VIH? Muito obrigado pelo vosso trabalho Ferro
boa tarde dr. á seis anos sete anos tive uma relação de risco passado seis anos ganhei corgem e fiz o teste elisa de 3º geração duas vezes para ter mesmo a certeza ambas negativas. Só que após ter pesquisado um pouco sobre o tema fiquei com uma duvida li em alguns comentários aqiu que por vezes o nosso organismo não é capaz de produzir anticorpos sabendo eu que este teste procura anticorpos mas não antigénios gostaria de saber se é realmente existe a possibilidade de o nosso organismo não ter capacidade para produzir anticorpos, ou se poderei tar descansado em relação aos testes realizados nunca me senti mal ou nunca tive grandes complicações mas sinto algum receio em relação a esta possibilidade. Agradeço que me esclareça o mais breve, obrigado dr.
Bom dia, Descobri á pouco tempo que sou portador de HIV/1. Falei com a minha médica de Familia e agora aguardo consulta para o S.João - Porto. Gostaria de saber qual o melhor / mais indicado centro Hospitalar para fazer o tratamento/consultas? Outra questão que gostaria de colocar é que, tenho poucas informações sobre aids e como tal onde e como posso obter um vasto leque de informações/tratamentos/cuidados? ou devo aguardar pela consulta hospitalar? Vou alguma vez saber desde quando sou portador do HIV1, qd fui infectado? Obrigado,
quais os sintomas de uma faringite?
tenho dores na garganta, mau gosto, inflamada. mas nao tenho febre, nem nariz entupido. apenas um pouco de cansaso. o que será? é apenas garganta irritada ou inflamada talvez derivado do tabaco e bebida
Exmo Sr. Doutor Venho expor o meu problema: Fiz sexo anal com um rapaz, em que eu fui o suj. passivo. Desde o primeiro momento usamos sempre o preservativo, que foi colocado correctamente, até usamos um lubrificante, o K.Y., que julgo ser apropriado e não destroi os preservativos. Não chegou a haver ejaculação de ninguém. Até ao fim, o preservativo manteve-se em boas condições. Apesar de ter tomado as precauções, que julgo serem as necessárias e as que estão hoje em dia ao nosso alcance, estou com medo porque, não conheço o passado do outro rapaz. Gostava de saber se corri algum risco? Se acha que devo fazer análises pelo sucedido? Se se deve usar lubrificantes? O rapaz vai realizar análises ao hiv nos próximos dias. Se der negativo posso estar descansado? Gostava de uma opinião do Sr. Doutor. Para além de ser uma consulta, também foi um desabafo para mim. Obrigado.
O que poderá significar herpes simplex tipo I e anticorpos cmv negativos num paciente que ao mesmo tempo se encontra em situação HIV I e II negativo? Será que é portador do vírus HIV?
Dr Victor, gostaria se possível que me respondesse à pergunta que lhe enviei mas que mandaram para o subtitulo Linfadenopatia
dada a sua experiencia e conhecimento nesta area quero lhe perguntar o seguinte: com os medicamentos actuais quanto tempo de vida tem um seropositivo adulto? sei que depende de caso para caso mas será possivel viver 15,20 anos. e 30 ou 40?
Viva, eu ando bastante assustado e precisava que me ajudassem, Eu á 3 semanas fiz sexo, com uma pessoa com preservativo num ambiente mto frio. Acontece que nos pre- eliminares essa pessoa fezme sexo oral e eu vice versa sem preservativo. Ela naum tem qualquer tipo de doenças e eu tb naum, e na semana seguinte fikei doente, kom febre e diarreia. Aconteçe ke ja estou melhor,e a febre jah passou mas ainda sinto umas dores de kabeça,sinto umas tonturas e falta de força. Será ke tou infectado kom o HIV??Respondame por favor, ando mto assustado.
Gostava de saber kto tempo se tem ke esperar, para fazer o 1o teste elisa, após o acto de kontagio!!! E tb gostava de saber onde posso efectuar esse teste!! Agradeçia Resposta, obrigado pela atençao
Eximio Dr. Ricardo Camacho, Vc sempre reporta que o periodo máximo para que os anticorpos do hiv seja detectdados nos testes atuais é de 03 meses. Pois bem, tenho um ELISA negativo aos 05 meses de uma possível esposição ao virus (sexo oral passivo realizado por uma mulher promiscua) e no entanto apresento os seguintes sintomas; - Manchas vermelhas na lateral do meu tronco de origem alergica. que somem quando uso um creme de betametasona; - Fezes pastosas, defeco uma vez por dia; - Pontos vermelhos na parte de tras da lingua; - Algumas vezes suores noturnos; - Algumas vezes ressecamento dos lábios; - Acredito que os glânglios da virilha estão aumentados; - Emagreci uns 03 kilos; - Ocasionalmente aparecem pequenos ferimentos sem causa aparente. Aliado a todos estes sintomas, mentalizei que sou soropositivo e estou no mais profundo desespero. Minha concentração e memória já estão prejudicadas, só penso nisso. realizei tabém exames da hepatite b e c e vdrl Informo ainda que estes sintomas surgiram 7 meses após o contato de risco e atualmente já se passaram 11 meses da esposição. Diante de tal quadro é possível que o teste realizado não tenha detectado os anticorpos anti-hiv? Que tenha havido falha humana na condução do teste (uma vez que foi realizado em um banco de sangue)? ou por um milagre divino eu estou com uma outra infecção que não seja o hiv?
CARA DRª DESDE JÁ AGRADEÇO A SUA ATENÇÃO Á MINA QUESTÃO, QUE É A SEGUINTE; EM FEVEREIRO DO ANO 2002 TIVE RELAÇÕES DESPROTEGIDAS COM UMA PESSOA QUE PRATICAMENTE NAO CONHECIA, MAIS TARDE UMA AMIGA DISSE-ME QUE ESSA PESSOA TINHA HIV; CLARO ESTÁ QUE DESDE ESSA ALTURA A MINHA VIDA NUNCA MAIS FOI A MESMA´COM O ENSAMENTO DE QUE PODERIA TER CONTRAIDO O VIRUS; VIVO COM UMA PESSOA Á CERCA DE TRÊS ANOS, UM MÊS ANTES DA SITUAÇÃO ACONTECER EU E O MEU NAMORADO FIZEMOS TESTES QUE DERAM NEGATIVO; EM JUNHO DE 2002 MEU NAMORADO FEZ NOVAMENTE TESTES POR MOTIVOS PROFISSIONAIS QUE DERAM NEGATIVO, DE DIA PARA DIA EU IA AFASTANDO ESSA HIPÓTESE DA MINHA CABEÇA, NO ENTANTO DESDE 15 JANEIRO DE 2003 QUE ME ANDO A SENTIR BASTANTE MAL (DEVO CONFESSAR QUE SOU TOXICODEPENDENTE, SE CALHAR DEVE-SE AOS CONSUMOS), APARECERAM-ME UNS GANGLIOS INCHADOS NA PARTE DE TRAS DO PESCOÇO, EM BAIXO DA ORELHA E TB ME DOI AS AXILAS, INCLUSIVAMENTE REPAREI QUE NO PALATO MOLE DA MINHA BOCA A MUCOSA ESTAVA A FICAR COM AS+PECTO ESBRANQUIÇADO, FUI AO MEDICO DO CAT QUE ME PASSOU AS ANALISES E QUE ME DISSE PARA TER CALÇMA POIS OS GANGLIUOS PODERIAM SER DE MUITAS OUTRAS COISAS E A BOCA NÃO LHE PARECIA TER CANDIDASE, MAS DANTES A MINHA MUCOSA NAO ESTAVA ASSIM, FIZ AS ANALISES, CONTEI AO MEU COMPANHEIRO POIS JA NAO CONSEGUIA GUARDAR ESTE SEGREDO SÓ PARA MIMI, AFINAL SE EU TIVER CONTAMINADA PODEREI TÊ-LO POSTO EM RISCO TB, PARA A DR VER COMO ESTOU Á CERCA DE 2 MESES QUE NAO CONSIGO TER QQ CONTACTO SEXUAL.. BEM MAS ADIANTE, FUI BUSCAR AS ANALISES QUE DERAM NEGATIVO, SUSPIREI DE ALIVIO CHOREI TANTO COMO SE TIVESSE DADO POSITIVO, DE QQ MANEIRA ESTOU BASTANTE ANGUSTIADA POIS OS GANGLIOS NAO PASSAM, JA ESTAO MAIS BAIXOS, MAS JÁ LÁ VÃO DOIS MESES E DOI-ME MT AS AXILAS; NOTO TB QUE A MUCOSA DO PALATO MOLE CADA VEZ ESTA MAIS ESBRANQUIÇADA; HÁ DOIS DIAS QUE TENHO TIDO Á TARDE PASSAGENS DE SUAR MUITO, SERÁ QUE SE ENGANARAM, NOS TESTES ESTOU COM TANTO MEDO; JÁ ME IA ESQUEÇENDO É QUE JÁ DESDE JANEIRO QUE TENHO TB MUITAS DORES NAS COSTAS, DE VEZ EM QD PASSAM POR ALGUNS DIAS MAS LOGO VOLTAM, ARDOR AS COSTAS QUENTES E DOI BASTANTE ÁS VEZES ATÉ ME CUSTA A RESPIRAR, TB FIZ O TESTE DA TUBERCULOSE QUE NO RX DIZ NÃO HAVER NENHUMA LESÃO MAS ACUSOU 17MM NA PELE O QUE QUER DIZER QUE ESTOU INFECTADA, O MEU MEDO É QUE ESTEJA A DESENCADEAR UMA TUBERECULOSE OU PNEUMONIA E DEPOIS SEJA TARDE AJUDEM-ME POR FAVOR; QD FUI MOSTRAR AS ANALISES Á MEDICA A MEDICA DISSE PARA FICAR DESCANSADA MAS ISTO NAO ME SAI DA CABEÇA NA ALTURA TB ME ESQUECI DE LHE FALAR DO TESTE DA TUBERCULOSE. OBRIGADO PELKA ATENÇÃO, SILVIA SILVA
Dr. Tenho lido, inúmeros artigos que abordam o tema de novos medicamentos mais eficazes e provavelmente mais fáceis de tomar e com menos toxicidade. Concretamente para quando é que acha que estes medicamentos estarão disponíveis no mercado? Felicidades joão
Prezados amigos , Meu nome é Ana Bontempo, sou Assistente Social e membro da Diretoria da ONG GRUPO PELA VIDDA na cidade do Rio de Janeiro, Brasil, onde também coordeno projeto de prevenção 'as DST/AIDS. Recorro a vocês com a certeza de que, entenderão a importância dos meus questionamentos e poderão me ajudar. Temos aqui em nossa ONG um brasileiro que foi convidado para trabalhar em Portugal. Assim, entrará no país com visto para trabalho e não como turista. Ele é HIV+ e precisa continuar seu tratamento médico. Surgiram então as dúvidas: 1) Ao requerer o visto de trabalho para entrar no país é obrigatório declarar o estado sorológico? 2) Em Portugal,uma vez se pagando o seguro social é possibilitado ao indivíduo o atendimento médico ambulatorial gratuito, ou seja, na rede pública? 3) Existe alguma carência em meses para se ter direito a usar o atendimento médico público? 4) Também por estar pagando o seguro social é garantido o recebimento gratuito de medicamentos como Kaletra, Lamivudina e Estavudina (São esses que ele está tomando presentemente e seria interessante não descontinuá-los)? 5) Os medicamentos acima mencionados são encontrados em Portugal? 6) Para dar continuidade a tratamento médico em Portugal basta levar um histórico médico ou é necessário repetir aí os exames de teste anti HIV, CD4 e Carga Viral? Amigos, a resposta a estas perguntas são de grande importância para nosso amigo, pois conforme vocês podem avaliar, a segurança da continuidade do tratamento é fundamental. No aguardo das orientações de vocês, agradeço e coloco-me à inteira disposição para quaisquer informações. Solidariamente, Ana Bontempo Tesoureira GPV/RJ Coordenadora Projeto Viva Voz
Ex.ma Senhora Dr. Maria João Aleixo Na sequênciade um check-up completo, que deu negativo em todas as hepatites, sífiles, HIV, tive o IgC positivo para citomegalovirus e IgM negativo. Pergunto-lhe: em que medida isto afecta a minha vida no futuro? Por exemplo, posso ser pai sem risco para o feto e recém nascido? Posso ter relações desprotegidas com a minha mulher sem receio de lhe transmitir o vírus? Muito obrigado João
Exmo Sr. Dr. Vitor Bezerra, Apenas de forma a informá-lo: Sou hiv + em Portugal. Provavelmente esta pergunta foi colocada a pedido de uma pessoa amiga no Rio. Realmente , no nosso Consulado no Rio de Janeiro , exigem q se apresente um atestado medico, declarando q a pessao em questao , não é portadora de doença infectocontagiosa. A verdade , é q esta situação é real. Cumprimentos A Monteiro
Agradeço desde já a vossa atenção e disponibilidade. Somos um casal seropositivo, eu a fazer tratamento e zerado, ela ainda com niveis baixissimos. É nossa vontade ter um filho, apesar dos riscos que queriamos minimizar, pretendiamos pois saber se é ou não possível fazer, mesmo assim, lavagem de esperma (o nosso médico diz que provavelmente no nosso caso não) e que outros cuidados nos aconcelham. Obrigado
Depois de uma situação de risco efectuei testes de despistagem do HIV passados dois meses e seis meses. Os testes foram feitos no laboratório Dr. Joaquim Chaves. Já se passou algum tempo mas desde há umas semanas comecei a pensar na ínfima hipótese de resultados errados. Gostaria apenas de saber se é possível ter conhecimento da confiabilidade deste laboratório e se, com um teste negativo aos seis meses - desde então não tive qualquer outro comportamento de risco (relações sexuais desprotegidas) - posso ficar descansado quanto à asneira que fiz. Muito obrigado e acredite que este é dos melhores projectos que eu, como cibernauta dedicado, já encontrei nas minhas navegações.
Exma Srª Doutora: Gostava de colocar as minhas questões:: O que se passou comigo foi o seguinte: Pratiquei sexo anal com um rapaz, em que eu fui o suj. passivo. Desde o 1º momento usamos o preservativo, que foi colocado correctamente, e usamos também o lubrificante K.Y. , que foi colocado no anús, no pénis e sobre o preservativo, ou seja, nunca houve contacto entre o anus e o penis sem preservativo. Não houve ejaculação de ninguém, e o preservativo no final estava bom, não apresentava roturas. Gostava de saber, uma vez que não conheço o passado do rapaz se: 1º - Corri algum risco? 2º - Tomei todas as precauções, ou se ha alguma coisa que se deva fazer mais? 3º - Se devo realizar testes ao HIV pelo sucedido? 4º - O rapaz com quem estive vai fazer análises ao HIV. Se estas derem negativo, posso estar descansado? Eu fiz análises ao Hiv 1 e 2 bem como a todas as DST, dia 6 de Março, e esta tudo bem, já tenho os resultados. Em principio, julgo que o rapaz não tem nada, mas estou com medo. Ele até disse que ia comigo a um CAd e faziamos os testes os dois. Também me estou a sentir mal com esta situaçao, porque tenho namorada, e fui trai-la. Gostava de resolver esta questao o mais rapido possivel por esse motivo. Gostava que me respondesse porque estou ansioso. Desde já obrigado, e parabéns pelo site.
Sou seropositiva e depois de algum tempo a pensar constituir família com o meu actual marido que é seronegativo sei já que apesar de não estar sob nenhuma terapeutica porque os meus valores estão dentro do parâmetros terei de iniciar terapeutica e que durante o parto existe necessidade de administração de fármacos. Acontece porém que gostariamos de ser seguidos junto de um médico particular já que o atendimento em hospitais públicos e em serviços públicos em geral é deficiente sobretudo por falta de meios com que os técnicos de saúde se debatem diariamente. Assim gostaria de saber se a Associação Abraço dispõe de informação relativamente a médicos ginecologistas / obstetras que possam assegurar o acompanhamento de uma grávida seropositiva e fazer a ponte com o meu médico assistente em doenças infecciosas.
Dr. Agradeço o excelente trabalho que têm realizado, tem de facto constituído um trabalho de enorme qualidade e servido para desfazer mitos e erros que surgem em redor deste assunto. A minha questão está relacionada com a "circuncisão". è verdade que os "circuncisados", têm menos probabilidades de contrair o VIH? Eu como não sou circuncisado, gostaria de saber se posso realizar esta cirurgia em qualquer hospital público e o que é necessário para a realizar(é necessário receita médica?quanto se paga?). Mais uma vez obrigado Pedro
Sou seropostiva e fui mãe há cerca de 3 meses. Acontece porém que o Boletim de sáude do meu filho refere expressamente a situação relativamente ao HIV pelo que estou particularmente preocupada com a sua inscrição no infantário pois não sei se este é um documento normalmente pedido para efectivar a matricula, o que a ser assim coloca problemas diversos mas que radicam regra geral na discriminação destas crianças nas escolas e que em alguns casos assumem dimensões graves que se traduzem na recusa de inscrição. Gostaria assim que me desse algumas pistas de como deve correr o processo de matricula de crianças em infantários integrados no sistema público de ensino.
Sr. Dr. Li que doenças sexualmente transmissiveis, como a sifilis ou herpes, podem servir de veiculo de transmissão do VIH. Caso isto seja verdade, o que eu gostaria de saber é se o meio de transmissão destas doenças DST, se faz de forma diferente do VIH e se de facto for diferente, por exemplo através do beijo ou da saliva e de outras formas, se isto pode levar a uma transmissão do VIH, sem ser pelas formas que já conhecemos(sexo oral, vaginal, anal desprotegido e partilha de seringas). Ex:Se eu beijar na boca uma pessoa com sifilis ou herpes e VIH, eu poderei infectar-me via sifilis ou herpes com o VIH? Obrigado Silvia
Boa tarde,venho por este meio colocar a seguinte questão: sou casada c/um seropositivo (ex-toxicodependente), ele anda a ser seguido no Hospital Curry Cabral e toma medicação à 10 anos. O que se passa é que ele fuma "charros", e eu tenho medo que isso prejudique ainda mais a sua saúde quanto ao virus. Quanto ao vicio mais vale esse que outras drogas duras. Pois ele diz que se sente calmo por fumar, devido há ansiedade que a própria doença provoca. Gostava que me esclarece-se e obrigada pela sua atenção.
Dr. gostaria que me esclarecesse em relação a uma situação que aqui tenho lido e pesquisado , é possivel um organismo após o periodo de janela não produzir anticorpos pela supreção de celulas. Tem conhecimento de algum doente sem anticorpos ou capacidade para produzilos, realizei testes de 3º e 4º geração, negativos após 6 anos de uma relaçao de risco e vivo com o medo de esses testes não sejam completamente fiaveis , tenho pesquisado um pouco sobre esta situação dos anticorpos mas a informação é escassa e um pouco confusa gostaria de uma esplicação nem que seja para aliviar a ansiadade e medo .Obrigado pela atenção
sida e gravidez?
Viva! Como não sei qual seria o melhor especialista para a minha questão, dirigo-me a si, Dr. Bezerra. Como seropositivo, devo ter alguns cuidados excpecionais numa relação mais intima com uma pessoa infectada com hepatite c? Para alêm dos que devo ter com qualquer outra pessoa, é esse o sentido da minha pergunta. Quais são as formas de contágio? Desde já o meu obrigado.
o que são e onde estão os glanglios linfaticos de que tanto se fala? e se eu estiver linfadenopatias sera que me aprecebo disso, ou só o medico com apalpação e a verificar o meu corpo consegue ver ? a já alguns dias que tenho umas pequenas picadas nas virilhas será isso? explique o mais que puder.obrigado
Exma Srª Doutora: Gostava de colocar as minhas questões:: O que se passou comigo foi o seguinte: Pratiquei sexo anal com um rapaz, em que eu fui o suj. passivo. Desde o 1º momento usamos o preservativo, que foi colocado correctamente, e usamos também o lubrificante K.Y. , que foi colocado no anús, no pénis e sobre o preservativo, ou seja, nunca houve contacto entre o anus e o penis sem preservativo. Não houve ejaculação de ninguém, e o preservativo no final estava bom, não apresentava roturas. Gostava de saber, uma vez que não conheço o passado do rapaz se: 1º - Corri algum risco? 2º - Tomei todas as precauções, ou se ha alguma coisa que se deva fazer mais? 3º - Se devo realizar testes ao HIV pelo sucedido? 4º - O rapaz com quem estive vai fazer análises ao HIV. Se estas derem negativo, posso estar descansado? Eu fiz análises ao Hiv 1 e 2 bem como a todas as DST, dia 6 de Março, e esta tudo bem, já tenho os resultados. Em principio, julgo que o rapaz não tem nada, mas estou com medo. Ele até disse que ia comigo a um CAd e faziamos os testes os dois. Também me estou a sentir mal com esta situaçao, porque tenho namorada, e fui trai-la. Gostava de resolver esta questao o mais rapido possivel por esse motivo. Gostava que me respondesse porque estou ansioso. Desde já obrigado, e parabéns pelo site. Resposta colocada por Perpétua Gomes em 2003-03-25 Caro Cibernauta, A sua questão é pouco confusa, sobretudo porque uma das perguntas que me faz é se deve realizar os testes para o HIV e logo abaixo refere que fez os mesmos dia 6 de Março! Não refere no entanto a data do contacto de risco, um dado importante. Para lhe dizer se pode estar descansado ou não preciso saber este dado. No entanto, não se esqueça que a melhor forma de evitar esta doença (SIDA) é a PREVENÇÃO. Saudações cibernautas Perpétua Gomes Exma Srª Drª O que eu quero saber mesmo é se corri algum risco, apesar de ter tomado todas as precauçoes, ou seja, usando lubrificante, e preservativo, nao havendo ejaculação, e no final o preservativo nao apresentar roturas, se existe alguma hipotese de transmissao do hiv. Nota: o rapaz em questao realizou analises dias depois do sucedido e as mesmas deram negativo ao Hiv. Realmente fiz analises no dia 6 de março que deram negativo. O que quis dizer com isso foi que ate a essa data esta tudo bem comigo. O episodio que já descrevi, aconteceu no dia 9 de março de 2003. Gostava também de saber o que se quer dizer com prevençao! É usar preservativo? Ou não ter comportamentos de risco? Obrigado. E desde já peço desculpa pelas questoes um pouco confusas.
Parabens pelo site! Gostava de saber: 1.Numa relação anal com preservativo,em que se usou também o lubrificante KY, que foi colocado antes de colocar o preservativo e depois sobre o preservativo, e o preservativo foi colocado antes de qualquer contacto entre o penis e o anus, há risco para o passivo, sem que o preservativo se rompa? 2. Perante esta situaçao, como não sabiamos do risco que tinhamos corrido, eu e o rapaz decidimos fazer analises num CAD. Esta situaçao passou-se no dia 9 de Fevereiro de 2003, e nos fizemos as analises (eram da 3ª geraçao) no dia 9 de Março de 2003, que deu os testes hiv1 e 2 negativos para ambos. Uma vez que deu negativos a ambos podemos estar descansados? Tanto eu como o rapaz antes desta situaçao, 6 meses atras, nunca tinhamos estado com ninguem. Desde já obrigado.
Dr. li aqui uma resposta sua, a uma pergunta feita á cerca da incapacidade de um organismo por vezes não conseguir produzir anticorpos, ainda que tivesse dito que essas situações sao raridades gostaria de saber se existem muitas situações dessas ,e porque é que isso acontece e ainda se os testes Elisa cobrem esse tipo de situações, após o periodo de janela e da fase aguda da doença. Fiquei um pouco confuso em relação a essa situação visto não haver muita informação á cerca dessa possivel incapacidade
Sr. Dr. Não sei ao certo a quem devo dirigir esta pergunta, mas é o seguinte: Tendo feito inúmeros testes após 6 meses de uma situação de risco(resultado negativo) com uma pessoa portadora do VIH, tendo-me sentido mal ao longo de todo este tempo, e tendo em vista proximamente a compra de uma casa, quais são as probabilidades de poder estar infectada? Obrigado pela vossa preciosa ajuda Cristina
Gostaria de saber se quando vamos dar sangue a um banco de sangue de um hospital são feitas analises ao sangue de deteção do virus da sida e se os resultados são informados ao dador.
DR. Sou seroposito assintomático à cerca de 3anos Comecei agora com um sintomas de securas na boca. O que poderei fazer para minimizar esta situação. Obrigado
Sr. dr Francisco Morro de medo de ter podido contrair o vírus da Sida, embora já tenha feito testes após mais de um ano relativamente á data da relação sexual. A razão para este medo são os inúmeros sintomas que me apareceram após esta situação e que nunca mais pararam e que vão e vêm constantemente. Os testes foram negativos, mas continuo com pavor. Alguns dos sintomas foram diarreias, tosses, ganglios, mal estar geral etc. Esclareça-me se posso ou não estar descansado e que outros males podem corresponder a esta situação senão não for a infecção por VIH? Obrigado Hugo
Cara Dra Coloco-lhe uma questão que me tem vindo a deixar preocupado. Há dias fui ao meu barbeiro, como sempre faço há muitos e muitos anos. Ele faz os acabamento com o chamado pente eléctrico, em pente 1 ou 2. Esse pente eléctrico é usado em centenas de cabeleireiros pelo país e nas forças militares e nas prisões. Se bem que a lâmina esteja colocada num plano atrás do pente e, por isso, aparentemente não haver contacto com a pele de forma a provocar lesões com a presença de sangue o que é certo é que, em alguns casos, o passar do pente na pele pode provocar irritações - como me aconteceu na passada sexta-feira. Não havendo concerteza uma esterilização desses pentes no intervalo de cada cliente, qual é operigo que transmissão de HIV por essa via? A irritação da pele cria micro-lesões através das quais pode passar o vírus? Se isso for assim, não seria de alertar publicamente para a situação? muito obrigado José João
Boa Tarde! Tenho uma dúvida relacionada com a transmissão do vírus da Sida e Hepatite C. Pode-se ficar contaminado através de um beijo (com troca de saliva), com HIV ou Hepatite C? Neste caso não pergunto em relação à Hepatite B porque estou vacinado e imunizado, presentemente. Agradeço, desde já, a vossa resposta. Obrigado
Ola Eu estive numa discoteca numa noite, e acabei por ter os olhos a arder passado algumas horas devido ao tabaco. Entrei na casa de banho da discoteca para lavar os meus olhos, acontece que antes de lavar os meus olhos toquei na torneira...mas pode ser a torneira tivesse urina misturada com sangue, ou liquido pre-ejaculacao... e se tocar nesse liquido e com o meu dedo vou logo tocar nos meus olhos, pode haver contgio hiv?
Srª. Drª. após vários 4 anos portador de hiv1 por toxicodepedência e sofrendo de artrite séptica por staphylococcus aureus, tomando a medicação retrovial, continuo com reinfecções periódicas, provocando-me períodos de difilcudade de locomoção e já uma grande deformação da cabeça do fémur direita, embora continue a usar canadianas e evitar praia para aliviar o peso e focos de infecção da coxa e mantenha-me em recuperação, abstinente da toxicodepêndencia e bebidas alcoolicas. Não havendo manifesta boa vontade por parte do meu médico ortopedista assistente ( já me informou que não pode, não deve, colocar-me uma prótese, e já não tenho o acompanhamento dele), e a minha médica assistente "não" me sabe informar os possiveis meios disponiveis que poderei ter. solicito o seu possivel esclarecimento a nivel de acompanhamento médico especializado ou tratamento a fim de evitar e eliminar estas reinfecções e infecções. muito obrigado.
boas, dra, gostaria que me esclarecesse, os testes elisa de 3º e 4º geração actualmente usados em portugal detectam anticorpos e antigénioas de todos os subtipos existentes do virus hiv mesmo dos mais raros existentes em todo o mundo tambem gostaria que me esclarecesse se á diferença entre os anticorpos produzidos no organismo de diferentes subtipos de virus. Obrigado pela atenção.
Prezado Doutor: Tive apenas um relacionamento de risco, baixo creio eu, penetração rápida vaginal sem preservativo. Realizei exames elisa 4, 8 semanas e também apos cinco meses todos negativos. Sou casado e miha mulher apresena agora dores articulares nos pulsos. Teno medo que ainda possa estar infectado e tenha transmitido para ela. pergunto ? Após esses exames a infecção ainda é provavel ou posso estar descansado. Escrevo aqui do Brasil e não sei a geração dos exames que utilizamos por aqui. Agradeceria muito se me respondesse. Tenho muita adimiração pelo trabalho que executam aí em Portugal Parabéns!!!!! Hm
Sr. Dr. A minha questão é a seguinte: Desconfio da infecção do vírus do Sida, mas já fiz testes de anticorpos, nos períodos mencionados como suficientes para detecção destas situações. Existem alguns testes para além do Eliza que possam confirmar, com absoluta certeza, a minha negatividade Obrigado Sílvia
Dra. Se uma pessoa tiver infectada e, não tomar medicamentos de combate ao VIH, o resultado da carga viral é sempre detectável, em qualquer estádio da doença? Obrigado Raquel
Ola caro dr. Bezerra, O teste Elisa 3º Geração oferece realmente um resultado seguro (caso seja não reagente) após 90 dias de uma situação de baixo risco ou a sua repetição aos seis meses é uma prática indispensável para a exclusão da possibilidade de contaminação. Sei que esta pergunta já foi feita neste forum várias vezes, porém as respostas não são sempre as mesmas. Pergunto tamb~em porque fiz um utlizando dois métodos diferentes de 3º geração aos 140 dias e o médico me recomendou o dos sei meses, e estou com medo do resultado. Muito obrigado pela atenção e um grande abraço.
Drs..mais uma vez agradeço por este site que tanto ajuda portadores e pessoas em dúvidas como eu. Qual a chance de eu estar infectado após 3 testes Elisa 3ª geração Negativo - 4, 6 e 10 meses após o contato de risco. Eu não confio nestes exames, (é psicológico) parece q sinto até hoje todos os sintomas. De 100% quando eu tenho de não estar infectado?..Por favor me ajudem. Muito obrigado mais uma vez.
Boa Tarde Doutores, Tenho vivido sob intensa agonia ultimamente. Depois que saí com uma garota de programas ( foi uma única vez) há 9 meses atrás, não tive mais tranquilidade na minha vida. Mesmo tendo usado preservativo , passei por momentos de angústia quando me deparei com o risco que corri. Fiz testes aos 100 (cem ) dias e 200( duzentos ) dias após o acontecido, ambos exames duplicados e NEGATIVOS para HIV1/2 , sifilis, e hepatites B e C e mesmo assim vivo com muito medo...Após 1 mês deste suposto risco , senti formigamentos pelo corpo, dores nas axilas , lingua esbranquiçada, fisgadas musculares,crescimento glanglionar proximo dos bícepis e vão das pernas, pintas vermelas pelo corpo ...Hoje esses sintomas são menos frrequentes mas ainda continuam.Porque????????????????????????? Será que devo continuar a efetuar axames após esse tempo todo??? Por que muita gente aqui neste site fazem teste de Agp24, carga viral, contagem linfocitária,...etc??????????????? Os testes que realizei são de 3º geração : MEIA e QUIMIOLUMINESCÊNCIA. Tenho vontade de arrumar uma namorada e constituir uma família mas parece que este pesadêlo não passa.Essa minha experiência com garota de programa foi muito traumática . Aqui no Brasil não se dá os 100% de garantia mesmo passados seis meses ou mesmo 1 ano da exposição ao risco.É muito difícil acreditar na medicina com tantas incertezas. Gostaria de uma definição dos Doutores para os sintomas que ainda sinto e que tenho lido e visto em muitos casos parecidos aqui neste site. Alex
Cara Dra Maria João Aleixo Em luta contra a minha ansiedade, descobri a seguinte resposta colcoada na net por Daniel Lee, M. D. Assistant Clinical Professor of Medicine UCSD Medical Center Owen Clinic, em http://www.aegis.com/askdoc/ASKD020807.html: "The issue of HIV transmission through haircutting is highly unlikely. HIV does not live long outside of the body (probably less than a few minutes). The only rare and unlikely possibility of transmission is if your barber was cutting someone's hair (who is HIV+) and got some blood on the comb or shaver and immediately used the same infected instrument on your head, which happened to have an open sore or wound. This is obviously very unlikely plus the fact that hair equipment is typically washed or cleaned prior to use with other clients. So honestly, I wouldn't worry about this issue with regards to haircutting". Acha que no meu caso, por ter decorrido algum tempo (pelo menos meia-hora) entre o uso do "comb" (pente eléctrico) no meu cabelo e no do cliente antecedente, poderei dispensar mais um teste, já que aindaque existisse sangue na lâmina e esse sangue fosse de um seropositivo (facto cuja probabilidade não é elevada, claro), aida assim o vírus não se teria aguentado muito tempo em contacto com o ar? Obrigado e desculpe a maçada José João
Dr. Victor Bezerra Quais as consequências para o tratamento ou eventual descoberta da cura do Sida com a descoberta da totalidade do mapa do genoma Humano? Um abraço Hugo
Dr. Victor Qual a diferença entre os sintomas de uma mononucleose infecciosa e a primoinfecção do VIH?Qual é a mais duradora ao nível de sintomatologia?Um teste onde o anticorpo do vírus da mononucleose(IG), é elevado, apesar de dizer que a infecção é antiga, pelo facto de ser elevado pode significar infecção de alguns meses? Obrigado Joaquim ribeiro
Cara Dra Maria João Aleixo Peço desculpa de voltar com este assunto. Telefonei para o barbeiro, como me sugeriu e a resposta dele foi que sim, e depois de insistir que utiliza "produtos de dentista" comprados pelo patrão para desinfectar, o que me pareceu algo lacónico e talvez pouco verdadeiro. Assumindo então que não há desinfecção cuidada (a pior das hipóteses, portanto) devo submeter-me a novos testes por causa disso (por acaso já tenho dois este ano, um por razões profissionais e outro de compra de casa)? Relembro os pressupostos: 1) não havia qualquer sangue visível na máquina eléctrica; 2) não houve feridas visíveis na minha nuca (apenas um "vermelhão", talvez por reacção alérgica); 3) a máquina eléctrica não foi usada antes, pelo na meia-hora que fui forçado a esperar. Fiz uma pesuisa pela net e não encontrei referências a casos de transmissão em cabeleireiro, apesar de todos aconselharem, claro, a maior prudência, sobrtudo com lãmnias (os electric razors são menos referidos e considerados de menor risco) Obrigado (e desculpe a insistência e a ansiedade) José João
Cumprimentos a todos e parabens pelo site que é fantastico principalmente para aqueles que se preocupam com o HIV. A minha pergunta é a seguinte: Eu em 1999 fiz 2 testes no CRA(Centro de rastreio anonimo) da Lapa, por traz do jardim da Basilica da estrela, aos 3 e 6 meses, onde a senhora que falou comigo disse-me que eu poderia estar descansado com os resultados. Queria saber de que geração esram os testes feitos em 1999 no CRA da lapa, pois não sei de que geração eram, e se posso mesmo ficar descansado com o ultimo teste ao fim de 6 meses.Eram crediveis os testes naquela altura??(O comportamento de risco foi sexo oral passivo, ou seja, foi-me feito "felacio"). Obrigado.
Cara Dra., Esclareça-me relativamente à seguinte situação:Tive uma situação de risco à 8 semanas, fiz um teste(que desconheço qual a geração, no entanto teve como metodo - Imunoenzimático - efectuado a 9-04-03).Acha, que após ter feito o teste sendo o seu resultado negativo, posso ficar realmente descansado, ou devo repeti-lo dentro de 4 semanas? Acontece, que tenho durante este tempo (antes/após teste) notado o aparecimento de mais sinais/manchas de tonalidade vermelha/beje, essencialmente no tronco e braços.Tenho tambem uma impressão a nivel de garganta. O que acha, será fruto, após ter efectuado o teste, de uma ligeira depressão? Grato pela sua disponibilidade. Nuno
Dra. As defesas(linfócitos) variam muito de pessoa para pessoa ou pelo contrário são valores muito pouco dinâmicos?Se uma pessoa tiver uma simples constipação ou qualquer outro problema relativamente simples, pode alterar significativamente os valores das defesas. Obrigado Silvia
Dra. Domitilia Faria Existe a possibilidade de os testes Eliza não detectarem a estirpe N do VIH1?(estirpe africana, segundo o site americano "thebody.com") Obrigado e boa Páscoa Hugo
Olá Dr.Vitor, gostaria ke me informasse num caso de Trombocitopénia, em ke foi esgotada a terapia de corticosteroides, a qual deu lugar a um aumento de plaquetas, havendo subitamente uma quebra das mesmas. O doente é portador hvc-hiv. Haverá outro tipo de terapia? Desde já, agradeço a sua atenção e parabéns a todos do aids.portugal
Dr. Ricardo Camacho Li no site americano "thebody.com" que existe estirpe N do VIH1 que poderá não ser detectada pelos testes actuais. Isto é verdade? Obrigado e boa Páscoa Hugo
Olá, parabéns pelo excelente trabalho que realizam ! Falo do Brasil e preciso de ajuda. Estou desesperada: fui fazer depilação e usaram em mim agulha para desencravar pêlos que não me certifiquei estar esterilizada. Quais os riscos de contaminação por HIV, e quanto tempo devo esperar para fazer um novo exame ?? Ajudem-me por favor. Já tive dor de garganta, vômito e diarréia desde então (aprox. 1 mês). Grata.
Boa noite doutora, Sou do Brasil, 32 anos, sempre tive muita confiança na medicina , até que me expuz a um risco saindo com garota de programa no dia seis de julho de 2002. Foi minha única experência com prostituta mas um pouco traumática.Foi com preservativo mas depois que comecei a ler sobre casos de pessoas angustiadas na internet , comecei a ver que deveria fazer o teste . Fiz então testes aos cem ( 100 ) dias e aos duzentos ( 200 ) dias ,todos exames duplicados de 3º geração e NEGATIVOS.Os exames foram o MEIA e QUIMIOLUMINESCÊNCIA.Mesmo com esses resultados negativos e considerando que foi de baixissimo risco uma vez que utilizei camisinha, não consigo parar de pensar no assunto. No primeiro mês deste "risco"que me expuz, não sei se pela minha ansiedade e medo de fazer os exames , comecei a sentir dores e fisgadas pelo corpo, dores nas axilas, lingua esbranquiçada, formigamentos nas pernas,pintas vermelhas no corpo semelhantes a espinhas... ás vezes quando apalpo os bíceps tenho a impressão de sentir alguns gânglios aumentados Tenho então algumas questões a fazer: 1) Por que algumas pessoas fazem em paralelo com o ELISA, exames de hemograma para ver contagem linfocitária, leucócitária...etc;???? 2)Qual sua opinião sobre estas pessoas que vivem fazendo os exames mesmo tendo resultados negativos;???? 3)Qual sua opinião por eu ainda sentir alguns desse sintomas que descrevi mesmo tendo passado meu momento de angústia maior quando ainda não podia fazer os exames???? 4)Será que a depressão, estress, ansiedade e medo alteram nosso metabolismo e provocam tais reações pelo corpo????? 5)Posso estar descansado com esse exames ou repeti-los. 6) os exames que fiz dispistaram não só HIV1/2, mas também sifilis , hepatites B e C . Será que devo fazer mais algum exame de alguma outra doença???? um grande abraço e parabéns pelo site que não existe igual
Sr. Dr. Ricardo Camacho A minha pergunta é essencialmente técnica e o que queria saber, é quais são as vantagens do teste de detecção de carga viral bDNA(3.0), relativamente ao bDNA(2.0). Obrigado Hugo Silva
Ola, eu gostaria de saber que no caso de um comportamento a risco, existe algum teste de deteccao do virus HIV se formos para as urgencias, entre 4 a 7 dias apos contacto de risco? Qual e o procedimento usado no hospital no caso de infeccao HIV..... Por exemplo, estou pensando ir ao Hospital Curry Cabral, nas urgencias....e o meu risco foi ha 5 dias atras....nao consegui ter a profilaxia,,,,pois vim directamente de um pais onde nao se faz a profilaxia...MALI.... por favor, gostaria de saber, so para descansar se existe nos hospitais de Portugal algum tipo de diagnostico precoce....entre 4 a 7 dias apos risco de contaminacao por hiv..... Qual e o local ou hospital que os senhores me poderiam sugerir ? algum contacto, por favor....please Thank you
Bom dia gostaria de saber se a minha esposa quiser ter um filho, alem da minha seropositividade o facto de ser vhc é impediditivo de levarmos para a frente este desejo?desde o inicio até a inseminação qual é o tempo médio de espera .Obrigado Boa Pascoa
como é que eu sei se tenho linfadenopatias ? só o medico é que pode avaliar isso? será que me podia dar umas dicas para melhor observar o meu corpo e saber se posso ter os ganglios linfaticos inchados... obrigado
sinto as camisas muito apertadas na zona das axilas provocando muito desconforto. começou a acontever a pouco tempo. será os ganglios inchados?
Dr., sou Homossexual e há cerca de um ano tive sexo desprotegido, ate agora não tive qualquer sintoma de HIV e já fiz analises entretanto, não especificamente ao vírus, mas estava tudo com valores normais, sei perfeitamente que isso não quer dizer muito e que é bem possível estar infectado. As condições foram as seguintes: Eu fui o parceiro passivo, praticámos sexo anal, mas o meu parceiro não ejaculou no interior do meu corpo. já li em alguns panfletos que é possível também contrair a doença não só pelo esperma (que neste caso, não era possível) mas também por um liquido que o pénis liberta. Gostaria de saber se essa hipótese é realmente viável e também se a probabilidade é grande ou reduzida. Muito obrigado!
Sra. Dra. Já realizei inúmeros testes aos anticorpos, felizmente com resultados negativos. A situação de algum risco foi em 1 de Abril 2001, e o último teste negativo foi feito em 28 de Fevereiro de 2003. O que verdadeiramente me preocupa são os sintomas que apareceram 3 semanas após essa situação e que nunca mais deixei de sentir(gânglios no pescoço, constipação prolongada, cansaço sem razão aparente, manchas vermelhas, em várias partes do corpo etc. Fiz inclusivamente(aos 4,5 meses após a situação), uma medição de carga viral, com valores indetectáveis e fiz também Julho passado, uma medição de Cd4(584) e de Cd8(320). Agora em Abril de 2003 fiz novamente uma medição de Cd4(816) e Cd8(347);Dra. visto que fiz inúmeras análises e inclusive de muitas outras doenças e estava tudo negativo, embora me tenha sido diagnosticada Candida Albicans(no Ricardo Jorge), qual a sua opinião. Posso estar descansado em relação á infecção HIV?As minhas defesas são normais, mesmo com estas "variações"? Obrigado Hugo
Dra. Domitilia Li que a SRA(pneumonia atipica), poderá ser muito mais perigosa que a sida, pois a sua propagação é quase exponencial.Segundo especialistas dentro de 60 poderão estar infectados cerca de 1000 milhões de seres humanos.Qual a sua opnião sobre este assunto? Obrigado Vasco
Gostaria de esclarecer algumas dúvidas sobre o HIV. Acho que não tenho comportamentos de risco, já por duas vezes fiz o teste (negativo) mas há situaçoes que dão para pensar, do tipo:ser picada com um alfinete numa costureira, ir ao cabeleireiro e ter uma ferida na cabeça, ter uma ferida no lábio e tomar café num bar qualquer...Gostaria de saber quanto tempo demora o vírus a morrer fora do corpo duma pessoa infectada, qual a quantidade mínima de sangue para que haja uma infecção deste tipo e após quanto tempo pode um teste considerar-se 100% seguro?
Uma garota de programa com sida me masturbou .. o anel que ela usava no dedo esfolou a cabeça do meu penis (um pequeno trauma-escoriações sem sangramento) , nas mãos dela continha secreções da sua vagina e consequentemente ela tocou no meu penis apos o trauma... sera q posso ter contraido SIDA dessa forma?
Existe alguma forma de contrair AIDS atraves da masturbação feita por uma pessoa positiva? a) Se meu penis estiver com traumas e mão da pessoa positiva com sangue posso contrair algo? b) Se meu penis estiver com traumas e a mão da pessoa positiva com secreções vaginais dela propria? c)Se penis com traumas sem sangramento e mão sem ferimentos?
ola boa noite; antes de mais parabens a toda a equipa pelo excelente trabalho; a minha questao e a seguinte: um dos sintomas do hiv pode-se manisfestar atraves do aparecimento de sinais genero verruga na face? o meu muito obrigado
Boa tarde, Sou Seropositivo desde Junho 2001 (3 meses antes teste deu negativo). Ainda não tomo medicação. Que cuidados especiais se devem ter na alimentação? Existem alimentos que pelas suas caracteristicas sejam especialmente recomendados? Existe alguma vantagem no exercício fisico para seropositivos? Obrigado.
Sra. Dra. Já fiz inúmeros testes negativos ao VIH, mas estou constantemente constipado e com alguns problemas de pele.O que poderá ser isto? Obrigado V. Robalo
Sou seropostiva e fui mãe há cerca de 3 meses. Acontece porém que o Boletim de sáude do meu filho refere expressamente a situação relativamente ao HIV pelo que estou particularmente preocupada com a sua inscrição no infantário pois não sei se este é um documento normalmente pedido para efectivar a matricula, o que a ser assim coloca problemas diversos mas que radicam regra geral na discriminação destas crianças nas escolas e que em alguns casos assumem dimensões graves que se traduzem na recusa de inscrição. Gostaria assim que me desse algumas pistas de como deve correr o processo de matricula de crianças em infantários integrados no sistema público de ensino.
Sou seropostiva e fui mãe há cerca de 3 meses. Acontece porém que o Boletim de sáude do meu filho refere expressamente a situação relativamente ao HIV pelo que estou particularmente preocupada com a sua inscrição no infantário pois não sei se este é um documento normalmente pedido para efectivar a matricula, o que a ser assim coloca problemas diversos mas que radicam regra geral na discriminação destas crianças nas escolas e que em alguns casos assumem dimensões graves que se traduzem na recusa de inscrição. Gostaria assim que me desse algumas pistas de como deve correr o processo de matricula de crianças em infantários integrados no sistema público de ensino.
bom dia, a minha parceira teve em tempos o vírus papiloma no útero tendo por isso que se submeter a uma operação. antes de mais gostaria de saber se é grave e se ela está em risco de ter problemas de saúde. A outra questão é sobre se nós podemos ter uma vida sexual normal ou devo ter sempre de usar preservativo. e qto ao sexo oral? eu já fiz sexo oral com ela, devo ficar preocupado? posso (devo?) fazer algum tipo de teste de detecção desse virus ? muito obrigado, pela vossa ajuda. pedro
DR. Sou seroposito assintomático à cerca de 3anos Comecei agora com sintomas de securas na boca. O que poderei fazer para minimizar esta situação. Obrigado
dr Victor Bezerra Tomo medicação há dois anos (combivir e efavirenz) e os valores de carga viral têm variado entre
Boa tarde. Meu nome é Andreia e gostaria de saber o que é o Megalovirus e o que causa em nosso organismo?
Boa tarde, Gostaria saber qual a situação actual em Portugal acerca da profilaxia pós-exposição não-profissional? Todos os hospitais do país oferecem PEP a quem precise? A qualquer hora? Um abraço
Numa normal analise ao sangue consegue-se descubrir o virus do HIV?
pode parecer estranho mas ainda nao ouvi com clareza uma questao/ SEXO ORAL pega aids?
Uma garota de programa com AIDS me masturbou .. o anel que ela usava no dedo esfolou a cabeça do meu penis (um pequeno arranhão ou trauma-escoriações sem sangramento) , nas mãos dela continha secreções da sua vagina e consequentemente ela tocou no meu penis apos o trauma... sera q posso ter contraido HIV dessa forma? A necessidade de teste?
boa tarde, é possivel apanhar o Hiv num ao noutro arranhao de gato ao cao e quanto tempo demoro para fazer um teste hiv com segurança
Como seria o aumento dos ganglios? É visivel? Como descobrir se meus ganglios aumentaram ou naão? Posso descobrir paupando?
Olá! desculpem a minha pergunta, mas ando meio neurótica! Passa-se o seguinte, há dias fui fazer analises de rotina a um centro de saude e só quando saí me apercebi de que nao tinha reparado se a auxiliar de saude tinha ou nao trocado a agulha! Será que temos sempre de reparar nisso? será que podemos confiar? seria enorme negligencia, mas até que ponto sao éticos? obrigada
A cerca de duas semanas senti um pequeno ardor ao urinar e verifiquei que a ponta do meu penis estava muito vermelha e com um pequeno inchaso (parecido com um lábio carnudo), gostaria de saber o que podera ser e o que podera ter provocado esta infecção. A mais de dois meses que não tenho qualquer relação sexual e quando tive utilizei sempre preservativo.
Dra. Ter candida albicans, pode ser um sério sintoma de infecção por VIH?Quais são as origens deste tipo de candida? Pedro
Estou com uma duvida e gostaria que meu email nao fosse publicado e que a resposta fosse por email. Tive relacao sem camisinha, creio que contrai candidiase. Tive dor de garganta e agora estou com nariz entupido. NEssa relacao sexual houve apenas 2 penetracoes, nao houve contado com secrecoes vaginais da minha parceira Gostaria de saber se contrai HIV ou nao Obrigado
Dra Maria João: gostaria muito de saber a sua opinião sobre a seguinte situação: numa relação com preservativo aconteceu que, ao retirar o mesmo o fiz com um lenço de papel e usei o mesmo lenço para me limpar, antes de me lavar. É possível que, por causa de umas pequenas gretas (vivas mas não sangrantes) que tinha na pele que reveste a glande, possa ter havido infecção através do lenço ou da parte de fora do preservativo, que eventualmente tenham passado por essas gretas ou pela glande?
caro Dr. Ricardo Camacho Fiz um teste ELISA um mês após uma situação de risco (a ida a um cabeleireiro que usou um pente eléctrico e que me causou um vermelhão no pescoço durante algumas horas, sem qualquer ferida, mas não tenho a certeza de que o pente eléctrico tivesse sido desinfectado previamente, apesar de não mostrar sangue visível). Nesta situação específca devo voltar a repetir o teste aos três meses, ou posso confiar no resultado? muito obrigado José João
Dr Victor Bezerra Iniciei medicação em Março de 2001 (Combivir + Efavirenz + Bactrim), com a qual me dou muito bem, diria que quase sem efeitos secundários. Contudo verifica-se uma oscilação nos valores de Cv e CD4, respectivamente (175.452-162; 79-255;
Dra Maria Joao: Na resposta que deu ``a minha pergunta de 12/05 deve inferir que nao houve risco? Acredite que a situaçao me preocupa.... Luis M Obrigado
os ganglios inchados só num sitio, por exemlpo nas axilas, e sem mais nenhum outro sintoma: (febre,etc.) pode representar muitas doenças, ou até mesmo nenhuma? não é obrigatoriamente sida? e gostava de saber se só há ganglios inchados quando se trata de doenças graves como a sida, cancro,etc... ou se podem aumentar os ganglios numa simples infecção viral ou bacteriana?
a sida proca muitas doenças, tambem pode provocar artrite reumatoide. há casos ou esta doença não está muito ligada á sida? obrigado
Boa tarde, ~descobri que sou ser+ em Fev/03. O médico que me está a acompanhar não me sugeriu medicação para já. O nivel de CD4 julgo estar em 660, será possivel saber á qt tempo tenho HIV? Outra questão: o meu namorado este mês descobriu que tinha sifilis secundária, ele nunca fez exames HIV... Nos exames que fiz no Hospital em Fev (resultados em Mar) não acusou sifilis. Posso estar infectado? Qt tempo pode ele estar infectado pela sifilis e que problemas me podem criar? Devo refazer os exames? Desculpe por este questionário imenso e obrigado pela sua atenção.
Caro Doutor: Tenho lido as suas respostas neste site e acho-as muito ponderadas e sábias. Parabéns. A minha questão é a seguinte: no final de uma relação vaginal com preservativo, é viavel ser infectado, ao retirar o preservativo, se as secreções vaginais presentes no seu exterior entrarem em contacto com a glande do pénis ou alguma greta ou fissura presente na pele que reveste a glande? Obrigado
Cara Dra Maria João ALeixo Li no site que os atletas são vulneráveis à infecção por Estafilococos Aureus resistentes á Meticilina. Por que razão? Que cuidados tomar? obrigado José João
Gostaria de saber o que geralmente provoca o aparecimento de herpes no penis.
Srs. Drs. A minha questão dirige-se a alguém da área juridica. Se uma pessoa for portadora do VIH e quiser comprar uma casa, até quanto(valor em euros), é que é possível pedir de empréstimo, sem que este seja rejeitado ou sem que sejam pedidas análises ao VIH? Muito obrigado Pedro
Sra. Dra. Agradeço aos srs. o importante serviço público prestado e a seriedade com que abordam todos os temas relacionados com esta doença. Gostaria de saber qual o papel das células B(cd19+)?Qual a sua função e relação com outras células do sistema imunitário? Obrigado Hugo
Gostaria de saber a vossa opinão sobre o facto de alguém que é seropositivo ao hiv e hvc há mais de 10 anos, tendo a carga viral indetectável, nunca ultrapassar os 250cd4, oscilando sempre entre os 210 e este valor. Não seria normal os medicamentos (kaletra) aumentarem o nr de cd4? Relativamente ao programa de lavagem de esperma, é necessário um nr mais elevado de cd4 para poder ser feito? Obrigado
Dra Domitilia Faria Inicei tratamento antiretroviral em Mar 2001 (e ainda é a 1ª combinação terapêutica), nomeadamente Combivir + Efavirenze+Bactrim, com o máximo de regularidade possível (havendo com frequência variação de aproximadamete uma hora e meia na toma). Contudo, os valores cv e cd4 nunca se apresentaram estáveis, ao longo deste tempo (175.452 cv-162 cd4; 79-255;
Neste momento estou prestes a contrair um Crédito Habitação e, a minha duvida diz respeito ao seguro de vida. É legal efectuarem os testes ao HIV, quando feitos os exames para o seguro, sem que para isso assinemos algum tipo de autorização? Será legal a recusa do referido seguro e, posteriormente a recusa do Crédito, a portadores do HIV? Sem assim for e, se o meu for recusado pelos motivos que mencionei, onde me poderei dirigir para defender os meus direitos? Solicito que me informem de tudo. Obrigado
Bom dia. Tenho uma familiar que é ser + e para mais teve recentemente uma intervenção cirurgica para remover um peito por cancro da mama. Acontece que começou um tratamento de quimioterapia e ao fim de 3 sessões sente-se bastante mal e o seu CD4, penso que é assim que se chama, está a 180. Os médicos do IPO do Porto disseram que não sabiam o que fazer porque nunca tinham encontrado uma situação destas. Dizem que para lhe fazer o tratamento retroviral têm que parar com a quimio e não podem. Agradecia vossa opinião URGENTE. Muito obriado
Acho o vosso trabalho muito meritório e responsável. Peço-vos portanto desculpa lor este desabafo: por muito "sem nexo" que seja a pergunta, acho que se é dada esta oportunidade de perguntar, todas elas merecem resposta, seja qual for o especialista... estar semanas à espera de uma resposta desespera qualquer um... desculpem e obrigado.
a artrite reumatoide provoca ou pode provocar ganglios inchados nas virilhas ou axilas?
Dr Vitor: Obrigado pelo vosso excelente trabalho. Tenho uma dúvida que me tem atormentado. Tive aqui há uns tempos dois contactos orais homossexuais com dois travestis. Preocupa-me o seguinte: - no primeiro, ele colocou-me o preservativo com a boca e eu estimulei-o com a mao sem que ele tenha ejaculado (ele nao tinha preservativo); - No segundo caso, fizemos oral um ao outro com preservativo. Se ao colocar o preservativo no pénis dele tiver havido contacto de líquido pre-seminal dele com a parte de fora do mesmo, eu posso ter corrido risco ao fazer sexo oral? Desculpe a parvoíce das perguntas, mas estou preocupado... Manuel
Dra. Concretamente onde é que se localizam os ganglios resultantes pela infecção por VIH?Qual o seu tamanho?São passageiros ou não?Quais as dimensões? Obrigado Sílvia
Dr, vi a pergunta colocada neste site sobre um teste ELISA feito um mês depois de uma ida ao cabeleireiro que usou um pente eléctrico, para despistar uma possível infecção. Não haverá exagero nisto? não será um pouco de pãncio colectivo? Nunca tinha pensado que pentes eléctricos pudessem criar risco. Há casos relatados de infeacções desta forma? Obrigado
Dra.Domitilia Quais são as causas da psoríase?Existe alguma relação com o vírus da Sida? Obrigado Catarina
Drs, li hoje uma noticia, onde dizia que o novo medicamento Fuzeon T 20, foi aprovado na uniao Europeia para ser comercializado, e que já foi autorizado nos EUA , deste Março de 2003.A minha pergunta é a seguinte:Quando chegará a Portugal esse novo medicamento que pertence a uma nova classe de medicamentos anti-sida, para ser comercializado?.2-Este novo medicamento deverá ser utilizado em que estágio da doença?, segundo já li este medicamento só será utilizado depois de serem utilizados todos os medicamentos existentes no mercado, e quando se ter a falência terapeutica é que se avança para este medicamento T 20, isto é verdade?3-Este novo medicamento segundo li, tem que ser administrado 2 vezes ao dia, todos os dias, por via de injecção, não será incomodo para as pessoas dirigirem-se todos os dias 2 vezes por dia a um centro para levarem a injecção, e quem trabalha, terá disponibilidade para tal?4-Outra questão é que esperança pode trazer este novo medicamento, e que efeitos segundários terá?desde já mto Obrigado pelos esclarecimentos, OBRIGADO.
O HIV/Sida é transmitido através da saliva? Obrigado
Ex.mos Senhores O meu filho de 20 anos apresentava sintomas clinicos de fatiga extrema articulações inchadas insonias sintomas de stress depois de varias analise foi-lhe diagonisticado megalovirus - epsten barr virus e um sistema imunitario muito fraco tentei localizar na internet estes itens e nda podem por favor me informar o que se passa com ele estou muito preocupada obrigada natividade amrtins
olá, gostaria de saber se existe tratamento para PML ( Progressive Multifocal Leukoencephalopathy )' se existe, qual? Tenho um familiar com PML e recorro ao que for necessário para tentar arranjar uma solução urgente. Agradeço qualquer tipo de informações, obrigado.
DR. Sou seroposito assintomático à cerca de 3anos Comecei agora com sintomas de securas na boca. O que poderei fazer para minimizar esta situação. Obrigado
Sra. Dra. Os linfócitos CD8, sobem sempre, caso se verifique infecção pelo vírus do Sida? Agradeço a resposta Sílvia
ola doutora,desde ja quero pedir desculpas pela minha falta no dia 14 de maio para fazer as analizes ,mas por motivos profissionais me foi impossivel ir a portugal , eu presico de um conseho ,eu conheci aqui na irlanda uma pessoa muito especial , que pela qual nao a quero perder,eu adoro ela ,ela è maravilhosa , e eu acredito que ela sente o mesmo por mim,eu mais cedo ou mais tarde vou ter que lhe contar o que se passa em mim, e tenho que lhe contar omais cedo possivel , mas eu nao sei como o fazer , tenho medo de a perder , como ja a aconteceu no passado, mas com esta pessoa , se eu a perder eu nao sei mais o que fazer a minha vida ,eu queria uma opniao da doutora ,como eide eu falar com ela ,qual è a melhor maneira de lhe contar este problema sem a assustar , por favor de-me uma sugestao ...obrigado ..marco dias
Dr. Victor Há inúmeros meses que me sinto mal(dores de cabeça,constipações, mal esta, ganglios e problemas de pele) , mas já fiz testes todos negativos. Num dos dias que me senti pior fui ás urgências de um hospital e o médico disse-me que o que eu tinha era uma virose qualquer(algo sem importância). Que tipo de virose poderá ser?Existem muitos tipos de viroses?É normal uma pessoa espirrar e apresentar sintomas de constantes constipações durante tanto tempo? Obrigado Luís
Sr.Doutor mt boa boa noite. nao devera estar recordado mas envie-he uma duvida a algum tempo sobre se o aparecimento de sinais na face estariam relacionados com o hiv; acontece sr.doutor ke estou bastante preocupada com uma amiga por diversas razoes;o ano passado começou a ter diarreias persistentes durando estas cerca de 1 mes nao passando com o um antidiarreico;anteriormente tinha tido uma inflamaçao urinaria e no hospital passaram uma carta pra ela fazer uma ecografia aos rins coisa ke ela nao fez. ela fez o teste de despiste do hiv,no cad,por volta de novembro,voltou a repeti-lo em janeiro e deu negativo mas o problema e ke por volta desta altura começou a ter a garganta dorida e ja a meses ke os ganglios nao desincham e sente-se mal,cansada com dores nas costas e coluna tendo tambem comichoes no corpo.a minha amiga fez analises gerais em janeiro ke apresentavam uns valores anormais: leucocitos 12 x10/ul neutrofilos 55% 6.6 1.8-77 linfocitos 35.8% 4.3 1.0-4.8.a minha amiga podera estar infectada?ela nao sabe o ke fazer, ostestes dao negativos mas ela sente-se muito afectada;peço desculpa pela minha kestao tao longa mas estou de facto preocupada;se o senhor doutor me pudesse enviar uma mail agradeço-lhe muito: carlaveronica@portugalmail.pt. Muito obrigado pela sua disponibilidade
Tenho uma dúvida que me persegue neste momento e não sei com quem falar. Sou seropositiva há 5 anos, tenho a minha carga viral
Dra. Domitilia Relativamente aos CD8, eles sobem muito ou pouco, durante a infecçao?E normal existir alguma variaçao nos CD8, numa pessoa dita normal Agradeço o vosso empenho nas respostas Silvia
Dr. o meu namorado é seropositivo. Acontece que no dia 15/06 ao termos relações o preservativo rebentou-se (já agora fica a marca - PREVENT). Tendo ele uma carga viral de 6000 qual a probabilidade de ter ficado infectada? Quando poderei fazer o teste?
Se uma pessoa positiva estiver com algum corte na mão e me masturbar corro risco de contagio de HIV ou alguma DST?
Como diferenciar gripe dos sintomas iniciais do HIV? Existe algum sintoma na gripe que no HIV nao tenha? Pergunto isso pq apos 70 dias de suposto risco eu comecei a ter dores de cabeça e gargantas apos alguns dias comecei a ficar com o nariz "trancado", os sintomas das dores de garganta e do nariz persistiram.. sera q pode ser HIV?
a artrite reumatoide provoca ou pode provocar ganglios inchados nas virilhas ou axilas?
Exma Senhora Dra Domitilia Faria Uma pergunta que não encontro, salvo erro, resposta: o contacto de dedos com pele íntegra com secrecções vaginais nos chamados preliminares de uma relação e, no seu final com o preservativo molhado pode transmitir o HIV? obrigado F
Sr. Dr, em alternativa às relações sexuais com penetração, pode considerar-se "sexo seguro" a simples estimulação recíproca dos orgãos genitais, sem inserção dos dedos na vagina? No caso do hom,m pelo menos, haverá sempre contacto entre as mãos e as secreções vaginais. Porém não encontrei numa breve pesquisa nenhuma referência a casos documentados de transmissão desta forma. Muito obrigado antecipadamente pela resposta
Pelo que eu li em respostas anteriores a masturbação na acarreta risco de contagio de HIV, mas pode existir contagio de alguma outra DST? Digo isso, pq um travesti fez masturbação em mim , as maos dele estava meio oleoso com algum creme cheiroso isso pode trazer algum risco?
caros doutor, moro no porto e gostaria de realizar um teste de detecção de HIV...Em que local posso fazer e em k consiste o teste ? O teste pode ser feito em qualquer altura do dia ou é preciso ir em jejum como quando é para ir fazer análises ao sangue ? obrigado.
Drª, gostava de saber se um homen e uma mulher tiverem relações sexuais, dentro de agua (agua do mar, completamente submergidos, debaixo de agua) se existe perigo de transmisão do virus VIH, no caso de algum estar infectado.Parabens pelo vosso exelente site,OBRIGADO.
Dra. Domitilia Há dias atrás recebi análises que fiz para a toxoplasmose e, como de há dois anos para cá me tenho sentido esquisito(mal estar geral, alguma diarreia, cansaço etc...) e os testes a todas as doenças foram negativos, e o método Eliza(para os anticorpos da toxoplasmose(G), estava elevado(95, quando o maximo é 10), será que tive uma toxoplasmose, sendo que ainda agora tenho sintomas?No caso de ser verdade, esta doença cura por si só ou devo tomar medicação? Obrigado Pedro
Se uma pessoa soropositiva tiver com um pouco de sangue não sua mão e me masturbar corro muito risco de contagio?
Existem medicamentos que alteram o resultado nos teste VIH?
Dra., dependendo de vários factores, sei que é possível termos vários relações com alguém infectado com HIV e não sermos contaminados e outras vezes basta uma relação para sermos. Gostaria de saber que factores são esses. Muito obrigado
Drs, a minha questão ´tem a ver com prevenção e o sexo + seguro. Em alguns países (UK e US antes da era Bush, pelo menos) a política de prevenção assentava no aconselhamento, não apenas da utilização do preservativo, mas também no fomento da adopção de esquemas de relacionamento sexual sem prenetração, consideradas por isso de risco mínimo. Esta política, por ser demasiado séria, terá de assentarem bases científicas sobre a transmissão do vírus. O CDC americano diz que" since HIV is a blood born virus, there has to be an airtight transmission route (intercourse) for the transmission to be effective", pelo que práticas como a estimulação mútua entram no catálogo dos meios considerados razoáveis. Curiosamente, neste site, nunca vi aconselhada esta prática alternativa: apenas o preservativo. Aliás, em alguns casos, há respostas que indicam a existência de riscos resultantes de práticas como o fingering e a estimulação mútua. É impressão minha, ou há dúvidas sobre a validade desta alternativa como sendo sexo mais seguro? Muito agradeço a resposta Obrigado Pedro
Dr. Domitilia Ante de tudo mais gostaria de dar os meus parabens pelo belo trabalho que tem vindo a desenvolver(...) Pois bem a razao pela qual lhe estou a fazer esta pergunta e para poder ficar em paz comigo mesmo, pois pretendo casar em breve e depois ter filhos, entao o que se passou foi o seguinte: A volta de um Ano atraz tive em comportamento de risco numa despedida de solteiro (...) Como eu vivo numa vila pequena que toda a gente se conhece quando fui passados 3 meses ao medico tive medo de dizer ao medico o que se tinha passado de verdade!!!! Dizendo-lhe entao que tinha-me picado numa agulha na rua(...) Depois de fazer o teste dos 3 meses que foi negativo fiz outro aos 6 meses e outro aos 9/10 meses e foram todos negativos (...) DR. sao entao os testes para a despistagem do Hiv todos os mesmos? (sendo uma picada ou um acto sexual) Posso ficar descansado com os resultados ou nao??? O meu muito obrigado pelo seu tempo!!!!
Drª Domitilia Faria Estou medicado com Combivir e Efavirenz. Contudo não sou muito rigoroso na toma: variação aproximada de 1 hora na toma do Combivir e de 1 a 2 horas no Efavirenz, pois só o tomo ao deitar.Até que ponto esta variação no tempo da toma de medicação é prejudicial?
Dra Domitília, muito obrigado pela sua resposta. No meu caso a pergunta resultava também de alguns problemas dee consciência. Desde há certo tempo, sobretudo desde um susto hás uns anos (com teste negativos posteriores), assumi uma posição pessoal, adaptada ao meu modo de ser: não voltarei a ter relações com penetração (mesmo protegidas) ou que envolvam sexo oral com pessoas cuja situação face ao VIH seja conhecida. Na prática, restringi por opção a minha vida sexual a pessoas em que previa um envolvimento sentimental estável e só após, por acordo, fazermos ambos os testes. Há cerca de 1 mês, abri uma excepção com uma pessoa, mas limitei-me àquilo que pensava ser sexo-seguro: masturbação mútua. Levado por problemas de consciência a confirmar a validade actual desta opção, verifiquei muitas reservas dos especialistas neste site, talvez em dessintonia com as informações recolhidas em sites ingleses, americanos, espanhóis e franceses, oq ue me gerou alguma angústia e me levou a questionar se não deveria repetir o teste depois desse episódio, apesar de ter ocorrido com pessoa conhecida que tinha um teste negativo há um ano e meio e a relação não ter envolvido grandes riscos. Estou mais tranquilo e acho que não me vou submeter a mais um ELISA só por isto. Que aconselharia a um paciente que lhe peguntasse precisamente isto neste caso?
Dra. gostaria que me desse a sua opinião acerca da transmissão do hiv através dos liquidos pré-ejaculatórios, particularmente na seguinte situação: No caso de uma penetração anal, a qual não foi completa mas que permitiu o contacto da glande com a mucosa anal durante alguns segundos. Sei que a resposta a estas situações é sempre ralativa, mas apelava à sua experiência para que tecesse uma opinião, acerca do risco e se será motivo de grande preocupação ou não. Agradeço desde já a atenção dispensada.
Dr. tive um relacionamento duradouro com uma pessoa que vim depois a saber ter tido comportamentos de promiscuidade antes de me conhecer. Durante os anos da relação nunca usamos preservativo. Fiquei bastante preocupado quando, há 6 anos atrás, entrei para uma nova empresa e nas análises ao sangue que fizeram ter dado que tinha sifilis. O medico da medicina do trabalho disse que o valor era tão baixo que provavelmente seria erro de laboratório. A explicação não me convenceu e consultei um outro medico que mandou fazer uma análise que deu um valor semelhante. Não fiz logo o tratamento porque o queria fazer ao mesmo tempo do meu companheiro, que tambem foi ao médico e confirmou o mesmo diagnóstico. Isso ainda demorou uns meses. Entretanto voltei a esse médico que pediu uma nova analise (ja tinham passado uns meses) e levei uma injecção de penicilina logo no dia seguinte. Quando a análise veio o resultado vinha negativo (ou seja, antes de o antibiótico ter sido administrado!). O método era o TPHA. Isto é muito estranho não é? A nossa relação terminou entretanto e fiz análises ao VIH que deram negativo. Entretanto andei a recolher informação sobre DST e conclui que nunca tive qualquer sintoma de sifilis (nem o cancro duro nem depois os sintomas de sifilis secundária, designadamente febres e borbulhas avermelhadas pelo corpo). Também verifiquei que tive gonorreia sem saber. Pensei que era uma infecção urinária por causa do pus que saia da uretra e confesso que em vez de ir ao médico fui à farmácia e lá deram-me um antibiótico (clamoxyl) e um anti-inflamatório. Os sintomas passaram e voltaram cerca de um ano mais tarde. Repeti o mesmo tratamento e desde aí nunca mais tive qualqer sintoma e já se passaram vários anos todos (talvez 4). Será que devo estar preocupado com a possibilidade de efectivamente ter estas doenças? Peço-lhe desculpa pela questão tão longa que lhe coloco e por me afastar do tema do HIV mas estes são assuntos que me custa colocar ao médico numa consulta. Obrigado por tudo
Dr. sou o Pedro e teve a amabilidade de me responder rapidamente a uma questão que lhe coloquei no dia 10/07/2003 sobre sifilis e gonorreia, o que muito lhe agradeço. Pelo que percebi da sua resposta a primeira análise que me fizeram no trabalho, pelo método VDRL, apesar de positiva, foi infirmada posteriormente pelo método TPHA, o que significa que não tinha efectivamente sifilis como me disseram primeiro. O que não percebi é se efectivamente não teria doença nenhuma, se teria outra doença qualquer que não essa (porque essa análise detecta outras doenças venéreas e não só, certo?). Andei num site a informar-me sobre todas as DST, que descrevia sintomas e mostrava fotografias das lesões que provocavam, e de facto aparentemente nunca tive nada daquilo, ou então foi tudo assintomático, o que não me parece possível pelo que li e vi. Uma vez mais agradeço a sua amabilidade e peço desculpa por este pedido de esclarecimento adicional. Obrigado!
Dr. desde já renovo os parabéns a tão esclarecedor e importante site, bem como a todos aqueles que contribuem para um melhor esclarecimento acerca dos vários tipos de doenças sexualmente transmissíveis. Compreendendo que o espaço é paricularmente dedicado à problemática do hiv, convém não esquecer que existem outras doenças que embora não tão alarmantes podem igualmente condicionar a qualidade de vida a quem são transmitidas. Nesse sentido solicitava um esclarecimento acerca de doenças como a sífilis ou a gonorreia, isto é, acerca de sintomas e periodo de incubação, se é que existe. Desde já agradeço a atenção dispensada.
Drª Domitilia o motivo por que lhe estou a escrever é o seguinte: Há cerca de 4 meses fiz o teste ao HIV e deu negativo tendo ficado tranquilo relativamente a isso. Porém há uma semana tive uma relação sexual protegida com um rapaz em que desempenhei o papel activo. Usamos preservativo e gel KY. Durante a relação verifiquei várias vezes a consistência do preservativo porque nao sabia se essa pessoa seria ou nao portadora do virus (conheço-o mal assim como aos seua habitos). Acontece que no fim da relação verifiquei que o preservativo se havia rompido apesar do cuidado. Sei que esteve nessa situação pouco tempo porque havia verificado pouco antes o seu estado. Por outro lado apenas parte da minha glande estava desprotegida o que me faz crer que o rompimento teria acabado de dar-se (caso contrario o preservativo desceria para a base do penis como ja me aconteceu ha muito tempo certo?). Não havia qualquer sinal de trauma rectal e o esfincter dele sempre esteve bastante relaxado o que penso diminuir o risco desse mesmo trauma e do consequente sangramento. Estou muito preocupado com esta situação. Queria-lhe fazer 2 perguntas: 1) teoricamente sei que corri riscos mas, com base na sua experiência, julga que a situação por que passei é uma daquelas em que ocorre maior risco de infecção? Li alguma informação em sites estranjeiros, designadamente em www.gmhc.com e embora nao o digam explicitamente parecem desvalorizar a possibilidade de o parceiro activo se infectar? é assim ou é irresponsabilidade? 2) Estive a ler alguma informação sobre infecção aguda pelo HIV. Pelo que li, entre 50 a 90% das pessoas experimentam sintomas entre 2-6 semanas apos o contágio pelo que estou vigilante relativamente a qualquer sintoma (gripe, alterações cutaneas, etc..)que se lhe assemelhe. SE por acaso neste periodo nao tiver sentido nada isso poderá ser mais um indicador para me acalmar e poder posteriormente fazer o teste com mais calma? Muito obrigado pela sua atenção e por estar aí num papel tão importante quanto é o de ajudar pessoas que passam por angustias deste genero. Pedia-lhe mesmo que me respondesse com base na sua prática e experiência clínica e não só em função das normas da OMS. Filipe
HOLA SOY UN CHICO ESPAÑOL DE 32 AÑOS POR FAVOR NECESITO AYUDA,SE LO SUPLICO ,HE TENIDO 2 RELACIONES DE SEXO ORAL .LA PRIMERA SIN PESERVATIVO ,NO EYACULO EN MI BOCA ,NO SE SI ERA PORTADOR DE VIH,PERO POR CURIOSIDAD ME LLEVE UN POCO DE SEMEN A LA BOCA,HICE PRUECAS A LAS 6,8,11 SEMANAS NEGATIVAS,LA SEGUNDA FUE CON PESERVATIVO AQUI FUE DINDE ME DI CUENTA DE MI METEDURA DE PATA,ME ASUSTE Y AL POCO RATO LO DEJE ,NO SE SI EL PESERVATIVO SE HABIA ROTO ¿SE NOTARIA NO?,ME HICE PRUEVA A LAS 8 SEMANAS. POR FAVOR ESTOY MUY ASUSTADO PUES TENGO PAREJA Y NO QUIERO QUE MI VIDA SE DESTRUYA. ¿TENGO RIESGO POR ESTA PRACTICAS? ¿DEVO HACERME MAS PRUEVAS? POR FAVOR ESPERO DESEOSO UNA REPUESTA AYUDEME POR FAVOR
Dr. tenho as seguintes duvidas: Quando uma pessoa está infectada com o HIV e infecta o seu parceiro, se ambos continuarem a ter relações nao protegidas (nao tendo outros parceiros nem consumindo drogas injectaveis) poderá haver uma nova infecção? Isto faz-me um bocado de confusão, já que se um infectou o outro mas não há hipotese de serem infectados atraves de outra pessoa, como podem ter uma segunda estirpe do vírus da Sida? Em Portugal como se pode ter acesso ao teste rapido (20min.)? Que quantidades é q se considera uma carga viral baixa, média ou elevada, sem contar com os cd4? Muito obrigado e cumprimentos
Gostaria de saber quais as garantias de um teste de 4ª geração realizado 25 dias depois de uma situação de risco. Os meus agradecimentos
Meus dedos nesse frios aqui no brasil estao descascando (descamando) , as vezes podem ficar uma pele sensivel, a pele nessa caso é ou não integra? Posso pegar HIV atraves dessa pele em contato com secreções?
Antes de mais os meus parabéns pelo vosso apoio aqui prestado, isto sim um "serviço público" de qualidade. Aquando da realização de análises sanguíneas, solicitei também o teste de HIV, devido a ter praticado sexo "menos" seguro. O resultado (AC. Anti-HIV 1/2 M Elisa) foi de 0.33 e o de marcador de hepatite (HBs Ag M Elecsys) 0.19. Compreendo que são ambos negativos, mas não deveria ser de zero para significar total segurança? O que significam estes valores? Os meus melhores cumprimentos
Dra. Perpétua gomes, Á cerca de ano e meio reencontrei um amigo de infância, pelo qual me apaixonei e iniciei uma relação, uma vez que nos havíamos desencontrado por muitos anos desconhecia o seu passado, apaixonados demos continuidade á nossa relação decidindo viver juntos. Logo de inicio mesmo antes de iniciar a ter relações sexuais alertei para o facto do perigo de doenças infeciosas, á cerca das quais tinha realizado exames recentes e como resultado habitual, se encontrava tudo ok. Perguntei como estava o seu estado de saúde, se costumava fazer análises; a resposta foi que as últimas que fizera tinham sido negativas há já algum tempo, mas que faria novos exames para confirmar... Iniciámos relações sexuais sempre com o preservativo, e passou algum tempo e de resultados de análises nada... arranjava uma desculpa, e o tempo foi passando. Entretanto e porque as nossas familias se conhecem e era frequente estarmos juntos e porque nunca se falara desse assunto e não pressentia por parte de amigos e familiares qualquer indício que havia algum problema nesse sentido com acréscimo de nunca o ver tomar qualquer tipo de medicamentos e por norma nunca mexer em objectos pessoais, sugeri fazermos amor sem preservativo, o qual ele se opôs, o que me começou a intrigar... Pensei que se ele tivesse a certeza que não teria doenças faria amor sem preservativo, por essa razão insisti para que banissemos o preservativo. Já estávamos juntos á 3 meses, não nos conhecíamos de agora, as nossas familias conheciam-se á muitos anos, frequetávamos as mesmas casas em pequenos, não havia indicios de doenças, porque achei que se houvesse; a familia seria a primeira a prevenir a minha. O elo de confiança era grande, por isso issisti. Ele cedeu e começamos a fazer amor sem preservativo. Apesar disso, continuei a perguntar pelas análises para as quais nunca havia tempo de ir buscar e passou-se 1 mês e meio a fazer amor sem o preservativo. Mais uma vez insistia nas análises, e a resposta foi que só sabia que teria de repetir as análises, fiquei preocupadíssima, pois a meu ver, quando pedem para repetir é para confirmar algum diagonóstico nada bom. Insisti em saber se o seu médico não lhe tinha dito porquê da repetição. Disse que não. E fiquei intrigadissima dizendo que iria falar com ele pessoalmente no dia seguinte. Não se opôs. Nesse dia ainda em conversa com a mãe disse que ia ao médico saber o que se passava. Qual não é o meu espanto quando a sua mãe perplexa me diz, o meu filho que te conte a verdade que escusas de lá ir falar com o médico. Fiquei apavorada, nem queria acreditar! Confrontei o meu companheiro, para me explicar o que se passava afinal: foi quando confessou ser portador do virus VIH á já cerca de 4 anos, e que nada me dissera por medo de me perder! Escandalizada porque já fazíamos amor sem preservativo á mês e meio e completamente desesperada por ter uma filha de oito anos de idade a viver comnosco, nem acreditar que com tanta cautela mesmo assim eu tinha falhado por acreditar e confiar. Fiz 4 análises ao sangue através do método Elisa da 4ª geração por 6 meses, e estava tudo ok. Por estar tudo ok e por ter consultado alguns médicos que me disseram que o resultado era credível e que se tivesse alguns cuidados é claro que seria possível continuar a relação, aceitei dar continuidade á relação amorosa, nem me pergunte como fui capaz de perdoar, tavez ao facto de não estar infectada e pelos imensos pedidos de desculpas. Embora queira esta relação, pela pessoa em si que tem qualidades excepcionais á excepção da grave atitude que referi antes, gravissima por sinal; os medos continuam, apesar de se já ter passado um ano de saber que estava tudo bem comigo e com a minha filha, apesar dos cuidados, tenho receio que o pior possa acontecer. Face ao meu dilema questiono o seguinte e gostava que fosse sincera: Acha possível existir uma relação amorosa entre uma pessoa infectada e outra não, sem haver contágio da doença? quais são os verdadeiros perigos ou probabilidades de acontecer? A minha filha corre algum risco? Cumprimentos
dr, tive uma situação duvidosa há 3 meses. fiz 3 testes, tendo o ultimo realizado áos 3 meses com um kit de 4 geração. todos estes deram resultado negativo. durante este periodo tenho estado com alguns dos sintomas, como dores de cabeça, garganta, nariz a pingar, tanto eu como a minha parceira habitual a pergunta que eu levanto é se com os testes negativos que relatei tenho que repetir os testes.
Eu fui dar sangue no IPS Acontece que na altura de colheita do meu sangue, tinha sido usado um compresso que permite limpar a zona do braço antes de picar com a agulha mas saí com muitas dúvidas .... não em relação a agulha mas sim em relação ao compresso utilizado.... Na altura em que chegou a minha vez de dar sangue... eu reparei que a enfermeira tinha ja preparado um compresso que permite limpar a zona do braço antes de picar com a agulha. Tambem usou um spray....... Eu sei que eu não devia suspeitar da uma enfermeira profissional de colheitas e confiante mas eu é que estou agora com problemas.... E como não reparei se o compresso era novo ou não, tou a entrar em paranoia...... E se o compresso tivesse sangue do dador anterior e a enfermeira tivesse esquecido de o deitar fora? Fico confuso pensando nisso !!!! Pode haver engano ? O spray que foi usado é um antiseptico ? Quanto tempo o VIH sobrevive no compresso entre dois dadores... ? Passou cerca de 10 minutos... O compresso tinha cerca de 4 gotas de sangue aprox... Algum risco de contagio ?
Sra. Dra. Quero coloca~-lhe duas perguntas distintas: -Ter relações sexuais e o preservativo rebentar durante as relações acarreta riscos para o VIH? -A carga viral é sempre detectável numa pessoa que esteje infectada, em qualquer fase da infecção? Muito agradecido pelo seu trabalho e pela seriedade com que os senhores nos tiram as dúvidas. Pedro Azevedo
Drª Domitília o esclarecimento que gostaria que me desse é sobre a infecção aguda pelo HIV. A minha situação é a seguinte: tive uma situação de algum risco há 15 dias. 13 dias apos esse contacto acordei com uma leve dor de garganta. A dor era mais uma impressão (ou pequena dor) incomodando-me mais a engolir saliva do que os alimentos. Por cautela tomei apenas meia duzia de pastilhas para a garganta. Depois parei porque tive medo de estar a esconder sintomas de algo mais grave. Na tarde do segundo dia a dor de garganta passou e fiquei congestionado no nariz, sintomas do género de uma sinusite. Sentia o nariz congestionado e por vezes a cabeça um pouco esquisita (nao doia mas parecia um pouco pesada). Antes de dormir tomei 2 aspirinas. Nesse dia espirrei apenas 2 ou 3 vezes. Hoje (3º dia) não me doi a garganta e o nariz esteve mais congestionado. Espirrei algumas vezes (6/7), estou um pouco mais "fungoso" e parece que aliviou o congestionamento nasal. Sinto-me melhor e nao estou a tomar nada para aliviar a sintomatologia, não só porque não me impede de fazer a minha vida normal mas tambem porque tenho medo que esconda sintomas indicativos da infecção aguda. Durante este tempo medi várias vezes a temperatura por dia e nunca tive febre ou sintomas dela. Também não tenho alterações mucocutâneas nem os ganglios linfáticos inchados. Na verdade acho que devo estar um pouco paranoico. Se não tivesse tido aquele acidente não teria ligado nenhuma a isto até porque na noite antes de os sintomas começarem bebi agua do frigorífico bastante fria antes de dormir e dormi destapado, tendo acordado com frio de madrugada. Como so tenho um edredon na cama tapei-me e acordei depois bastante transpirado. Nesse dia fui também à piscina. Já li todas as respostas que deram aqui no site sobre os sintomas da infecção aguda e sobre isso considero-me informado. Não percebi é se a infecção aguda é a maioria desses sintomas conjugados ou se as pessoas têm apenas um deles e durante quanto tempo é normal eles persistirem. Já agora pedia-lhe também que me dissesse se considera que os sintomas que tive poderão enquadrar-se na infecção aguda. Desde já lhe agradeço a ajuda e peço desculpa por uma pergunta eventualmente tão disparatada mas a ansiedade leva por vezes a sentir tudo e a duvidar de tudo. Obrigado e parabéns pelo excelente trabalho e pela missão que desempenham.
DRA DEPOIS DE UM CONTACTO COM UMA PROFISSIONAL DE SEXO E DE TER CONTRAIDO UM INFECÇÃO NA PROSTATA FIQUEI COM DORES NUMA DAS PERNAS QUE ATE HOJE E JA LA VAO UNS 4 MESES SINTO. ALEM DESTA DOR UMA PONTADA TIPO LEVE NA ZONA ACIMA DA BEXIGA E DO MESMO LADO DA PERNA QUE ME DOI. FIZ UNS TESTES A CLAMYDIAS E HIV AOS 3 MESES OS QUAIS DERAM RESULTADO NEGATIVO, BEM COMO UMAS ECOS QUE REVELAM QUE A PROSTATA CONTINUA COM VOLUME E PESO ACIMA DA MEDIA PARA A MINHA IDADE. EXISTE ALGUM TIPO DE INFECÇÃO SEXUALMENTE TRANSMISSIVEL QUE POSSA GERAR ESTE TIPO DE SINTOMA? QUAL A SUA OPINIAO SOBRE ESTE ASSUNTO?
olá Dr. Tive um comportamento de risco á cerca de 4 meses. a semana passada fui fazer analises para despiste do hiv1 e hiv2, metodo ELISA. ontem recebi os resultados e estavam negativos. foi um alívio e uma felicidade.... acho que aprendi a lição!!! Quero perguntar ao DR. se posso ficar descansado com estes resultados? deu negativo 4 ou 5 meses depois da situação de risco. Obrigado pela atenção.
fiz analises ao sangue -teste elisa, 4 meses depois de uma situação de risto e deu negativo. posso ficar descansado e acreditar que não tenho nada? ou 4 meses depois é pouco tempo para fazer analises?
gostava de saber a diferença ou o que é o teste elisa de 3.º e 4.ª geração. actualmente nos laboratorios de analises clinicas é utilizado o teste elisa , pelo menos no meu caso foi. veio o papel com o resultado e por baixo dizia metodo: elisa. agora o que é 3.º e 4.º geração? qualquer teste elisa actualmente é fiável? obrigado
Exmos Drs. Eu estava a partilhar o meu quarto com um amigo meu, e acontece que ele tinha sido ferido na cara caindo da escada e sangrou bastante, corte de 1 cm, grosso. No entanto, ele usou uma toalha para parar o sangue de correr e também tinha-se lavado com água. MAs eu ando preocupado porque eu usei a mesma toalha suja de sangue (algumas gotas...) depois de ter lavado a minha cara ou seja, so para limpar a minha cara. Talvez passou 1 a 2 minutos entre ele ter saido da casa de banho e eu ter entrado nela. MAs a preocupação persiste porque estou com medo de o sangue presente na toalha ter entrado em contacto com as mucosas dos meus olhos na altura em que eu limpei a minha cara. O problema é que usei a toalha possivelmente tintado de sangue que ele tinha usado e não reparei nas manchas de sangue presente na toalha.... Existe alguma transmissão HIV por esse meio ? NO ENTANTO EU SEI QUE POR REFLEXO FECHAMOS OS OLHOS QUANDO LAVAMOS A CARA TODA OU QUANDO LIMPAMOS A NOSSA CARA, FECHAMOS OS NOSSOS OLHOS POR REFLEXO .... POR FAVOR, AJUDE-ME Cmpts N.
Dra Domitília, li numa resposta recente sua, e também noutros sites portugueses e não só, que o sexo oral passivo (o contacto com a boca de mulher infectada) constituí um risco muito remoto (para alguns autores até negligenciável) de transmissão de hiv! Pois bem, a minha situação foi esta mas, mesmo assim, utilizei um preservativo nessa relação desde o início até ao fim. 1)Dada a relação em si e a utilização do preservativo, posso considerar que, neste caso, a segurança foi de 100%, ou não? 2) eu fiz um teste de 4º geração ao fim de 60 dias que deu negativo. Acho que, se mesmo dadas as circunstâncias, eu estivesse infectado, seria algo absolutamente incomum, ou não? posso ficar tranquilo? já alguém contraíu hiv desta forma? Só queria deixar de vez esta ansiedade... cumprimentos amigos
Dr, a minha dúvida é a seguinte... estive a recolher informação sobre DST e fiquei preocupado relativamente à possibilidade de ter uma candidiase oral. De há uns anos a esta parte (não sei especificar quantos mas seguramente bem mais de 5) tenho notado na cavidade oral e apenas na mucosa que fica do lado interior das bochechas (nunca na língua, nos lábios ou no palato) a formação de uma espécie de película branca fina que cobre a mucosa e que sai muito facilmente com o dedo, com a escova de dentes e mesmo com a passagem da lingua, não deixando qualquer marca na mucosa (nem irritação nem sangramento)ou algum outro sintoma. Há alturas em que aparece mais e outras em que desaparece podendo aparecer umas semanas mais tarde. Também não tenho aftas ou qualquer outro tipo de "bolhas". Já fiz análises ao HIV que deram negativo e hemogramas que revelaram sempre valores normais. Também nunca tomei prolongadamente antibioticos. Será que isto é uma manifestação de candidíase ou será outra coisas qualquer? Obrigado pela ajuda
Em primeiro lugar gostaria de o cumprimentar. Minha esposa esta gravida decidimos os 2 correr o risco , ja passou tempo de incubacao penso pois ja esta com 6 meses e ta negativa , e possivel ela nao tar contaminada e bebe tar contaminado , acresento que sou sero +
Olá ! Corri uma situação de risco há doi meses. Fiz o teste elisa 4º geraçao(6 semanas). e deu negativo. Porém ando bastante preocupado, pois há 1 mês atrás apareceu-me foliculite ( pequenas manchas avermelhadas)nas coxas das pernas e ja li que é sintoma; também tenho tido dores no pescoço(mais na parte de trás), mas apalpo o pescoço e não sinto inchaço. Gostaria de saber em que parte do pescoço se situam os ganglios linfaticos e se o seu inchaço é visível. A foliculite nas coxas (não tenho comichão)é sintoma? Por favor respondam-me visto andar apavorado.....Obrigado!
DR. Com uma craga viral de 3.000 uml no sangue, gostaria de perguntar se é possivel (problematicamente ou com exactidão), quantificar o virus no esperma. Com esta carga viral quais as probablidades de infectar a parceira, visto que se pode considerar que a carga viral é baixa.
dr. tive um contacto sexual de algum risco há cerca de 3 semanas. 2 semanas depois tive uma constipação que não foi forte mas que me preocupou. doeu-me ligeiramente a garganta por cerca de 3 dias, sobretudo na parte da manha, já que para o fim do dia já não sentia. Tive o nariz congestionado tambem durante esse tempo. não tive febre e andei sempre bem disposto. Isso ja passou mas depois notei uma borbulha na mucosa por baixo do lábio minuscula (1mm talvez) que não me doia. Essa desapareceu e surgiu outra igualmente minuscula que nao doi. Entretando apareceu-me uma maior, com a cabeça branca localizada na parte de dentro da bochecha. Essa também nao me doi. Li que aftas podem ser sintoma de infecção aguda por vih. Nem sequer sei se serão aftas porque não me doem e as duas primeiras so com muita atenção as consegui ver (sentia unicamente com a lingua) esta 3ª já da para ver melhor por causa da cabeça branca que tem e porque é maior. Serão possiveis sintomas de infecçáo aguda? Obrigado
Pratiquei sexo oral com uma prostituta, a mesma não tinha uma aparencia muito saudável, apresentando algumas manchas no peito que alegou serem queimaduras de cigarro, por andar a tomar medicamentos para dormir, e ter adormecido diversas vezes com o cigarro acesso, o que não me pareceu ser verdade. Embora tivesse utilizado persevativo, o mesmo rompeu-se devido a uma falha que a senhora tinha no dente e que também me provocou um corte na extremidade do pénis, tendo o mesmo sangrado. A referida senhora, não me pareceu ter feridas na boca, no entanto eu estou bastante preocupado. Esta situação ocorreu hoje, e gostaria de saber o que devo fazer? E qual é o risco de ter contraído o virus da Sida, como e quando posso fazer um despiste. Agredecendo antecipadamente a sua ajuda, subscrevo-me com consideração, Luis
Em primeiro lugar queria cumprimentar o Dr. Alguns dias tive uma relação de risco com uma garota de programa em que essa garota me praticou sexo oral a mim sem preservativo, o resto do acto foi com preservativo. A minha preocupação é que ao fim de dois dias estive com faringite, mas eu antes de ter a faringite estive num casamento onde engeri muitas bebidas com alcool. Á uns dias para cá tenho andado muito desesperado da minha vida, queria saber se a faringite pode estar relacionada com infecção do HIV. E queria saber se ao principio da 3 semana posso fazer o teste e com resultados. Muito Obrigado.
Bom Dia, Eu tive no jardim dos Olivais, e de repente piquei-me com uma seringa abondonada na planta do pé. Sangrei muito pouco. Gostaria de saber quais são as probabilidades de se contagiar com VIH após um acidente deste tipo ? Foi só uma picada com a agulha da seringa mas ando com stress. Foi há 5 dias atrás. Agora, se eu vou ao hospital, será que podem-me ajudar a detectar o virus no sangue ? Se eu fui contaminado ou não ? Que devo fazer ? Eu tinha reparado que a seringa estava usada ... mas não reparei se o sangue estava fresco ou não porque já era noite quase. Mas agora, não há nada a fazer senão a vossa ajuda. Posso ainda tentar saber no hospital ao fim de 5 dias para saber se fui infectado ou não ? Já alguém foi infectado com seringas usadas e deixadas no meio-ambiente? Por favor, necessito do vosso apoio. Renato Camacho
Dr. Victor Bezerra, Muito obrigado pela resposta que me foi dada em relação a seringa abondonada no parque dos Olivais....Eu não entendi a sua resposta quanto o prob. do HIV, o Dr. disse para excluir as hipoteses de contágio por esse via, assim como desconhece se houve contacto por essa via...será que pode ser mais explicito em relação a situação em que não há possibilidade de contágio por HIV numa seringa abondonada... Mas os drogados que partilham as seringas estão sempre em risco de serem contaminados...porque é que então numa picada com uma seringa na rua ou parque, a hipotese é praticamente nula ? Não houve nenhum case de contaminação no mundo com seringas abondonadas ? Talvez, o factor tempo joga um role importante nesse aspecto ? Peço desculpa incomodar...mas precisava de saber com maior precisão..... Renato Camacho
dra, 4 meses atras tive uma situação de risco (de caracter sexual) da qual gerou passado duas semans numa infecção na prostata que acho que ainda não esta curada (pelo menos fiz uma eco que apresenta uma prostata com peso e volume fora do normal para a minha idade -30 anos) nessa altura surgiu dor na perna esq, desconforto testicular e de umapontada que surgiu mais tarde na zona acima da bexiga tambem do mesmo lado esq fiz o teste hiv num cad aos 4 meses que deu negativo, que me disseram para esqucer a situação do hiv Há duas semanas tenho sentido dores musculares, nas articulações (pulsos, cotovelosetc), e durante uns dias dor de cabeça tonturas e cansaço a nivel do braço e perna e algumas pequenas borbulhas a nivel do rosto (quando fiz o teste do hiv no cad ja tinha os sintomas de dores musculares, articulações, etc há +/- uma semana) passado um mes da tal situação fiz uns exames , que se reportam ao hbs (antigenio hbs: negativo, anticorpo hbs negativo, anticorpo hbc negativo, anticorpo hbe negativo. pergunto se com estes resultados (que foram feitos passado um mês e uma semana do acontecimento) me asseguram a imunidade a hepatite (não deveria ser anticorpos anti hbs??!!)e relativamente aos sintomas que apresento se me pode orientar no que eventualmente eu tenha!
Olá, desde já os meus parabéns pelo site e particularmente pela possibilidade de esclarecimentos de dúvidas relacionadas com o HIV. Eu gostava de saber se os actuais CAD'S em Lisboa usam o teste de 4 geração ou não?caso não usem, gostaria de saber onde posso dirigir-me rapidamente para fazer um teste de 4 geração, pois tive um comportamento de risco à cerca de 20 dias. Muito Obrigado.
Olá, ultimamente tenho andado muito angustiado com uma situação que me aconteceu, ou seja, numa relação sexual com uma prostituta, rompeu-se o preservativo ficando a descoberto e em contacto directo com fluidos vaginais, o preservativo que eu usava tinha o espermicida nonoxynol-9, eu sei que mesmo assim é uma situção complicada pois o mesmo não me garante nada, gostaria de saber a vossa opinião sobre isto, pois eu ainda não posso fazer o teste visto ter-se passado à 20 dias, muito obrigado!
Exmos Drs - Gostaria de saber se é fiável um único teste de VIH feito 3,5 meses depois da ultima situação de risco (teste feito em novembro 2002 - 3ª ou 4ª geração - não tenho certeza). O meu parceiro dessa altura, não me foi fiel, no entanto ele é dador de sangue e gostaria de saber se ele seria informado caso fosse detectado o VIH. Muito obrigado
Olá, eu queria esclarecer uma dúvida em relação ao documento que estive a ler acerca da exposição acidental (secção "Recursos"), ou seja, se houver efectivamente um contágio, ou seja, entrada do vírus no organismo, como é que o tratamento que é descrito no mesmo documento, consegue eliminar o vírus se for esse o objectivo, que eu penso que seja?Não sei se vou dizer alguma asneira, mas se assim for, faz algum sentido ter os antiretroviricos em casa como prevenção?Desde já muito agradecido!
realmente, hoje em dia a informação é tudo, seja em qualquer área, neste site então é realmente muito importante visto estar relacionada com o nosso bem mais valioso, que é a saúde, foi preciso ter um azar para descobrir este site do qual tenho sabido imensas coisas interessantes que desconhecia sobre o vírus HIV, e que agora me dão uma visão mais ampla deste flagelo tanto na forma de me prevenir como de tudo o que está relacionado com ele, a minha pergunta é muito simples, após ter lido um documento dísponivel neste site sobre a infecção aguda (secção “Recursos”), é possível que neste período, a pessoa que foi contaminada, tenha uma total ausência de qualquer um dos sintomas descritos neste documento?Existem casos relatados desta total ausência?Obrigado e parabéns por este serviço de qualidade!
Drs, ando num estado de grande ansiedade que só a realização de um teste pode resolver. Em 16 de Junho comecei a sair a com uma uma mulher que já conheço há algum tempo Em 23 de Julho fizemos recolhas no Laboratório Joaquim Chaves para detecção de anti-corpos, que deram negativos, e decidimos ter relações durante o fim de semana de 26/28. Com a confiança nos testes, não usámos preservativo. Ela disse-me que tinha estado há cerca de quatro meses com outra pessoa, com preservativo. Só que comecei a pensar e não encontro suficientes razões para acreditar que tenha sido há quatro meses, e não há dois meses, logo antes de começarmos a sair- podendo ela estar no periodo janela. Durante este período, nem ela nem eu tivemos qualquer sintoma de de infecção aguda. Preciso de fazer um teste, mas o Elisa ainda é cedo, pelo que percebo (passaram menos de três semanas sobre o contacto desprotegido). Há algum outro teste que possa fazer neste caso, que me possa de algum modo dar mais tranquilidade (ou não!!!) até que passem os três meses para o ELisa? Obrigado
Caro Dr. tive durante duas semanas vários contactos de risco com alguém infectado pelo VIH, o ultimo dos quais há 2 dias. Gostaria de saber quanto tempo devo esperar para que o resultado do teste seja seguro? Obg
Dr Fiz analises ao hiv num CAD em lisboa que felizmente deu negativo, este teste foi realizado em cima dos 4 meses. A minha duvida esta no seguinte, o facto que me levou a fazer o teste foi uma infecção na prostata que se segui a um contacto sexual. No tratamento desta tomei diflucan e mais tarde ciproflaxicina (medicação que durou +/- 1 mês) A minha pergunta é se este tipo de medicação interfere em alguma coisa no resultado do teste hiv e se posso ficar descansado com o resultado do mesmo? Gostava também de perguntar qual a janela imunologica na detecção do vírus clamydias, fiz uma analise para detecção de anti corpo aos 3 meses e não acusou nada.
sou seropositivo a 2 anos e meio,nao tomo retrovirais,as minhas cd4 sao na ultima contagem de 922 e a cv 20000,quanto tempo posso permanecer assim? tenho 29 anos ,mais outra duvida ,se podia dar-me como voluntario para experimentar a vacina experimental q estao a dar em barcelona.
Dr. Bezerra, agradeço a sua resposta mas continuo com algumas dúvidas. Li um artigo sobre profilaxia pós-exposição e fiquei na dúvida sobre o dirigir-me ou não a um hospital e expor o caso. Como o primeiro contacto de risco foi há duas semanas, ainda existe a possibilidade de fazer terapeutica neste sentido? Em relação aos testes, uns artigos aconselham a esperar 6 semanas, outros 3 meses, referem-se ao teste Elisa ou ao PCR? Qual a fiabilidade se fizer um teste neste momento? Obg
Olá, olhando para o gráfico com o título “Symptoms”, dísponivel na secção imagens (fotosvih9) , observo que o AG p24 tem o seu pico mais ou menos no 25º dia e depois vai decrescendo, desaparecendo por volta do 35º dia, ora isto leva-me a pensar que o teste de 4º geração feito 6 semanas (como habitualmente é aconselhado) após a infecção poderá no máximo detectar anticorpos hiv e nunca o Ag p24, visto este já ter desaparecido ao final das 6 semanas, ora 6 semanas ainda poderá ser bastante precoce para detectar anticorpos, pelo que as pessoas não deveriam fazer o teste de 4º geração ao 25º dia (pico do Ag p24) e depois ao final de 3 meses pesquisar os respectivos anticorpos que já devem ter sido produzidos certamente? Agradeço desde já a atenção para esta dúvida e a continuação de bom trabalho!
Dra. muito obrigado pelo seu conselho quanto à situação de ansiedade. Entretanto liguei para o laboratório Joaquim chaves, onde eu e a pessoa com quem comecei a sair fizemos exames, e informaram-me que têm em uso o teste de 4ª geração. Sinto-me mais tranquilo, depois da explicação que deu sobre o período janela, porque, a situação de risco (se houve) em que a minha parceira incorreu antes do teste negativo terá sido no mínimo, um mês e meio, dois meses antes de ter feito o teste negativo. Desculpe se esta pergunta lhe possa parecer estranha, mas pode considerar-se uma relação de risco justificativa de teste, do ponto de vista médico, ter relações completamente desprotegidas com uma pessoa que tem um teste negativo de 4ª geração dois meses depois da sua última (hipotética) situação de risco? Devemos usar preservativo mesmo que o teste seja negativo (excluindo agora a questão das outras DSTs possíveis) obrigado
Acabei de fazer uma gastro-interite. O meu médico afirma que as análises mandadas efectuar mostram colónias, ainda que raras, de candidiase pps nas fezes. Diz ele que tal é habitual nas colheitas vaginais, mas nas fezes pode ser sintoma de sida! Como imagina, estou de rastos. Não tenho contactos sexuais para além do meu namorado há anos, e nada de sexo anal. Todos os outros valores das análise efectuadas estão normais. Gostaria de esclarecimentos urgentes. Obrigada.
Dr Bezerra, por favor, uregente, minhas analises depois de gastro interite deram tudo normal, apenas candidiase pps nas fezes? Isso é sinal de HIV?
Olá, tenho um amigo meu que tem hepatite B, diz ele que está controlada (mais não sei dizer sobre a mesma), ora este meu amigo tem um passado recente (de há 2 anos para cá) de alguns comportamentos de risco, nomeadamente relações sexuais desprotegidas (há pessoas que não aprendem), eu perante este cenário tenho-o aconselhado a fazer o teste ao hiv o mais rapidamente possível, mas ele não tem coragem, tem muito medo e prefere não saber. Se ele fosse seropositivo, que implicações teria o vírus hiv com a hepatite B (neste caso controlada, segundo ele!?!!?), já agora peço-lhe que me diga que conselho lhe daria, para eu o tentar convencer a fazer o teste?Obrigado e bom trabalho!
Dra uma infecção de herpes genital presente pode gerar falso positivo no teste ELISA para o HIV? Qaunto tempo depois de um "outbreak" de herpes há a diminuição dos anticorpos no sangue de modo a poder fazer um teste para evitar as reacção cruzadas? Muito obrigado
Olá, do que é que está dependente a velocidade do aparecimento de anticorpos contra o vírus hiv depois da entrada do mesmo no organismo humano? Desde já muito agradecido pela atenção a esta minha dúvida!
Após um comportamento de risco fiz um teste de 3º geração ao 22º dia, que deu negativo, agora espero pelas 6 semanas para realizar um teste de 4º geração. Como é natural, perante isto tenho estado altamente ansioso e até por vezes depressivo, neste preciso site vim a saber coisas que até então desconhecia, mais concretamente sobre os sintomas da chamada "infecção aguda", ora durante este período tenho estado muito atento a qualquer um destes sintomas, felizmente até agora (estou a escrever no 36º após o dito comportamento de risco) não verifiquei nada, e como practicante de musculção até notei um aumento de força verificada na execução dos meus exercícios, será que enquanto aguardo pelo 2º teste posso estar um bocado mais descansado, visto não ter tido nenhum dos sintomas e até ter tido um aumento de força?Muito Obrigado!
Dr Fiz analises ao hiv num CAD em lisboa que felizmente deu negativo, este teste foi realizado em cima dos 4 meses. A minha duvida esta no seguinte, o facto que me levou a fazer o teste foi uma infecção na prostata que se segui a um contacto sexual. No tratamento desta tomei diflucan e mais tarde ciproflaxicina (medicação que durou +/- 1 mês) A minha pergunta é se este tipo de medicação interfere em alguma coisa no resultado do teste hiv e se posso ficar descansado com o resultado do mesmo? Gostava também de perguntar qual a janela imunologica na detecção do vírus clamydias, fiz uma analise para detecção de anti corpo aos 3 meses e não acusou nada.
Já lançei esta minha duvida para o portal mas ainda obtive resposta e tenho estado um tanto ou quanto ansioso. Gostaria de perguntar se o uso de antibióticos de modo algum altera o período de janela. Tomei durante duas semanas ciplofaxicina e mais uma caixa de bactrim forte. Fiz o meu teste num CAD aos 4 meses (4ªgeração) e deu negativo. A minha duvida consiste em saber se a utilização destes comprimidos de forma alguma podem alterar, ao fim dos tais 4 meses, um resultado do teste. posso esqueçer o assunto do hiv? Obrigado
dra queria saber se a concentração de virus no liquido pré-ejaculatorio é menor que no semen e se de alguma forma a prática do coito interrompido pode reduzir os riscos de transmissao. gostava tambem de saber se é verdade que um homem circuncisado tem menos hipoteses de ser infectado pela sua parceira do que um que não é. muito obrigada e muitos parabens pelo vosso trabalho
Sra. Dra. Conhece algum caso de seroconversão, superior a 2 anos? Agradeço a resposta Hugo
Drs. vou fazer um teste de HIV, mas tenho algum receio de que possa dar, por exemplo, um resultado falso positivo, por força de reacções cruzadas. Presentemente estou a tomar Lamisil, para um fungo numa unha e estou no meio de um (ligeiro) surto herpético. Poderão os anticorpos contra o HSV 1 ou 2 e a medicação antifúngica gerar um resultado falso positivo num ELISA de 4ª geração? Muito obrigado
A partir da altura que se tenha os sintomas de infecção primária é obrigatório o teste ser positivo? Ou pode dar-se o caso da pessoa ter os sintomas e após isso o teste ser negativo? Isto é, quando se tem os sintomas primários deixa-se de estar no periodo de "janela"?
Dra, A minha situação é a seguinte: Faz agora 3 semanas que tive uma relação (até agora a única da minha vida) com uma prostituta. Esta relação foi curta e com utilização de preservativo. No entanto houve contacto oral por alguns segundos desprotegido. Pedi-lhe de imediato que colocasse o preservativo mas durante uns segundos existiu contacto. Gostava de saber se existe um risco muito elevado de contrair uma doença sexual, nomeadamente Sida. Aconselha-me a fazer os teste ?
Caro(a) Dr(a)., Soube através das análises da minha esposa que ela estava infectada com o vírus HIV, logo assumindo que fora eu que a infectei sem ter conhecimento. Fui toxicodependente durante 4 anos que acabaram com uma desintoxicação numa clinica de especialidade, em que daí sai com um relatório médico que não denunciava outra doença a não ser hepatite B. Fiz o teste que acusou HIV 1 e 2 positivos, no entanto as análises para quantificar a carga viral foram desastrosas: 280 000 cópias e as plaquetas muito baixas. Fiquei desesperado e a minha esposa imensamente triste. O médico ainda não me medicou, disse-me somente que terei de repetir as análises e só após novos resultados me poderá medicar. O estranho é que as minhas defesas estão relativamente baixas e eu continuo aparentemente bem... ajudem-me por favor...
Possivelmente a minha pergunta é descabida, mas é algo que me aflige. Gostaria de saber se a masturbação pelo próprio pode causar doenças, nomeadamente a sida. Agradeço resposta pois mesmo sendo descabida isto preocupa-me. Obrigada.
Sr. Dr, a conselho da Dra Domitília, dirijo-lhe esta pergunta. Vou fazer um teste de HIV, mas tenho algum receio de que possa dar, por exemplo, um resultado falso positivo, por força de reacções cruzadas. Presentemente estou a tomar Lamisil, para um fungo numa unha tive recentemente um surto herpético ligeiro, mas os anti-corpos IgM ainda podem estar muito activos, presumo.. Poderão os anticorpos contra o HSV 1 ou 2 e a medicação antifúngica gerar um resultado falso positivo num ELISA de 4ª geração? Li também que os falsos positivos em Elisa podem chegar a 10%, 20%.
Olá!Tive um comportamento de risco,passados 13 dias fiz o teste do PCR e deu negativo. Todavia ainda tenho alguns receios, pois penso que poderá ter havido erro de laboratório e ultimamento tenho tido dores nos olhos e na cabeça e cansaço sem razões aparentes.O PCR é 100% fiável ou terei de realizar outro teste?O teste foi feito no Centro de Dadores do Hospital Magalhães Lemos no Porto.Os 13 dias são suficientes? Ainda fiquei com mais dúvidas após ter lido neste site uma resposta do Dr. Ricardo Camacho de 10/2001, dizendo que o teste PCR negativo não quer dizer que a pessoa não esteja infectada, pois o virus pode não estar presente no plasma e estar no tecido linfóide, sistema nervoso central e orgãos genitais.Peço a vossa ajuda para estas minhas dúvidas e se possível gostava que fosse o Dr.Ricardo Camacho a responder. Um muito obrigado e parabéns pelo vosso excelente trabalho!
Boa tarde Dra. Há cerca de um mês despreocupadamente uma relação homo com uma pessoa que tinha feito análises ao HIV em Junho, cujo resultado era negativo. Por outro lado, eu tinha feito em Julho com o mesmo resultado. Contudo, ontem fiquei a saber que ele tinha feito recentemente umas análises e ontem ele soube o resultado que foi positivo. Sem analisar a questão de ter sido enganado, pois ele tinha-me dito que há muitos meses que não tinha tido contactos sexuais, fiquei preocupado com os riscos que corri. As práticas realizadas foram beijos na boca (ele tinha um problema nas gengivas que por vezes as faziam sangrar) e sexo oral, em que eu o fiz 3 ou 4 vezes, tendo engolido pré-ejaculatório. Embora haja sempre um considerável grau de risco, julgo que não foi muito elevado, dada a ausência de penetração anal. Por outro lado, nos casos que referi, julgo que para haver transmissão, eu teria de ter feridas abertas na boca. Mas não tenho certezas e, neste caso, gostaria de ouvir a opinião de um especialista. Obrigado pela atenção
TOMEI A VACINA PARA A HEPATITE B E QUERIA SABER SE O FACTO DE TER TOMADO ESTA VAI OU PODE ALTERAR UM RESULTADO DE UM TESTE HIV? APROVEITAVA PARA PERGUNTAR TAMBEM SE APOS UM TESTE COM QUASE QUATRO MESES APOS UMA SITUAÇÃO DE RISCO FEITO NUM CAD QUE DEU NEGATIVO (AGP24 NEG E ANTC. NEG) POSSO ESQUECER DE VEZ UMA POSSIVEL INFECÇÃO?
Caro Dr.- Embora seja seropositivo não é uma pergunta sobre HIV que lhe venho pôr mas sobre o seguinte - desde ontem que sinto um ardor ao urinar. Não apareceu nenhum exsudado purulento mas sim um exsudado em pequena quantidade limpido. É verdade que a semana passada tive relações com o meu parceiro mas tb é verdade que usei preservativo - qto mto pode ter havido um "roçar" do pénis a nível do anús antes da colocação do mesmo.O que me aconselha?
Cara Dra. Muito obrigado pela sua resposta à questão sobre a sensibilidade do teste ao Ag p 24. Sem a querer maçar, há mais duas questões importantes que gostaria que me explicasse. Fiz este teste ELFA ao Ag p 24 mais um EIA 4ª geração aos AC, seis semanas após uma relação desprotegida, porque a pessoa em causa tinha uma Elisa negativo do dia anterior, que lhe tinha pedido que fizesse antes de nos envolvermos (pensava que isso era suficiente para me tranquilzar, mas a possibilidade de a pessoa estar em qualquer período janela, apesar de remota neste caso, não tranquiliza afinal nada...). 1. Não tive qualquer sintoma de infecção aguda. Ora, quando não há infecção sintomática, há Ag p24 a circular no sangue, pelo menos em quantidades similares aos casos em que há sintomas e que possam ser reveladas pelo teste do Ag p24, ou este teste é absolutamente desnecessário se a infecção for assintomática, porque não exite ag para detectar? 2- No que respita aos anti-corpos, pelo que percebi eles aparecem quando o Ag. p 24 está em queda. Não há um ponto (por exemplo, aos quarenta dias, quando fiz o teste!) em que o Ag já não é suficiente para aparecer no Elfa que apanha os tais 3 pg/ML e em que, simultaneamente, os AC ainda não são suficientes para aparecer no ELISA, porque estão a crescer ainda? Uma espécie de zona de ninguém para os dois testes? Obrigado Luis
Sra dra Domitilia Faria, não sei se recorda, eu fui aquela pessoa que estava com grande ansiedade por ter tido relações desprotegidas com uma outra pessoa que tinha um teste ELISA de 4ª geração negativo com resultado do dia anterior. Hoje, passadas 6 semanas, fiz um teste ELISA e um exame separado de pesquisa do Ag p. 24 (curiosamente, não comparticipado pela SS). Se, por hipótese, o resultado for favorável (tenho ainda esperança que sim, dado o teste negativo da outra pessoa), posso ficar descansado? O Ag p 24 cobre o período em que não há ainda anti-corpos, se eu fosse um dos casos em que só surgem depois das 6 semanas? Muito obrigado Luis
dra, peço-lhe por favor que me responda a minha pergunta com a maior urgencia. namoro ha quase dois anos com um rapaz que teve algumas relações antes de mim. o ultimo contacto desprotegido foi ha duas semanas com relaçao vaginal com ejaculaçao fora da vagina. normalmente usamos preservativo, mas por vezes praticamos coito interrompido. esta semana apareceu-me um ganglio bastante inchado na virilha e os outros ganglios ligeiramente aumentados, tive algumas dores nas articulaçoes. mas devido ao meu estado de ansiedade nao consigo destrinçar os sintomas... sinto a garganta inflamada mas nada que me preocupasse nao fosse os ganglios da virilha me terem alertado. tenho uma especie de babas avermelhadas (parecem picadas de melga) perto da nadega. ja as tinha antes mas parece que pioraram esta semana. de resto ando cheia de comichao no corpo (pequenas picadas) que no entanto podem ser de nervoso pq nao identifico manchas. uma semana antes tive uma mancha vermelha escura na parte superior do labio, que parecia cieiro mas nao era. estou com candidiase vaginal. o que me assustou mais foi q o medico nem pensou em mais nada, mandou-me logo fazer o teste de rastreio hiv, embora nao tenha febre nem ganglios no pescoço e axilas. estou em panico, neste momento tenho quase a certeza de estar infectada e nao sei como aguentar a semana de espera até ao resultado do teste. entretanto, ao segundo dia os ganglios (principalmente o 1º) diminuiu de tamanho e já nao ta tão inchado. o que me diz? parece-lhe um quadro tipico? no cad tentaram acalmar-me dizendo que a maioria dos infectados nem vai fazer o teste por causa de sintomas, mas parece-me que tudo bate certo demais no meu caso... os tempos, os sintomas.. por favor ajude-me. muito obrigada
Boa tarde, Gostaria de saber a partir de quando é possivel fazer os teste HIV com certeza dos resultados. Li que a partir de 45 dias apos contagio ja era possivel com certeza de 100%. Tem de se fazer um ou varios ao longo dos 6 meses? Um aos 45 dias, 3 meses e 6 meses? É necessário? O 1º aos 45 dias não é de todo fidedigno? Quanto aos locais de rastreio que indicam (Lisboa), é necessario levar algum documento do medico? Posso ir por iniciativa propria? Os custos do teste são elevados se não for com indicação médica? Os resultados são conhecidos passado quanto tempo? Obrigado desde ja pela vossa atenção. Cumprimentos Eduardo
Cara Doutora Gostaria de saber qual o risco de uma relação heterossexual protegida com preservativo mas em que nas fases iniciais da penetração se verifica que o preservativo saiu tendo havido alguns segundos de contacto entre a vagina e o pénis. E ainda se esse risco é acrescido pela presença de sangue menstrual. Muito obrigada M.A.
sr. dr. tenho algumas perguntas a colocar-lhe acerca da infecção primaria. dez dias depois de uma relação desprotegida com o meu namorado apareceu-me um ganglio bastante aumentado na virilha. as dores nas articulações vieram depois. dois ou tres dias depois o ganglio deixou de me doer tanto e diminuiu o tamanho, ao mesmo tempo que me apareceu um outro ganglio no mesmo lado da virilha, que nao me doi e e bastante mais pequeno. não tenho febre, nem identifico ganglios em mais nenhum lado do corpo. tenho a garganta ligeiramente inflamada. quanto a manchas, as unicas que consigo identificar sao na anca do lado dos ganglios, mas parecem uma mordedura de melga que custa a passar. nao sei se o meu namorado é ou nao seropositivo. mas estou em panico porque a primeira coisa que o medico me mandou fazer foi o teste hiv, sem sequer por outra hipotese de diagnostico. já fiz o teste, mas nao sei como aguentar os dias que ainda faltam para o resultado. ando paranoica sempre a procura de manchas no corpo e a apalpar os ganglios. por outro lado, se de facto estes são sintomas-chave quero preparar-me para o diagnostico... parece que levei uma tareia, doi-me o corpo todo e nao consigo dormir a noite... já nao sei distinguir sintomas, de ansiedade. dez dias nao é cedo demais para a infecção primaria? é possivel ter estes sintomas sem febre? haverá outro diagnostico possivel? o facto dos ganglios terem começado a desinchar ao fim de dois dias é bom ou mau sinal? esclareça-me por favor. muito obrigada
Por favor, preciso que me respondam o mais depressa possível. Ontem, tive diarreia, e já tive várias diarreias ao longo dos últimos anos. Elas passam sempre sem necessidade de tomar nenhum medicamento. Já me aconteceu sair sangue, claro e líquido como água, no papel higiénico, depois de limpar, embora nas fezes não houvesse sinal algum. Há mais de um ano, tive um gânglio num dos lados do pescoço, e ele desapareceu. Agora, estou outra vez com um gânglio, no pescoço, lado esquerdo, e tive diarreia ontem, embora não a tivesse tido hoje. Há seis anos, tive uma relação não protegida com uma senhora que me fez um felatio. Ejaculei fora da boca. Ela disse que o seu marido tinha morrido de sida, mas que ela não a tinha, já que, sendo enfermeira, fazia o controle de seis em seis meses.
drs, em primeiro lugar gostaria quer de agradecer toda a ajuda prestada neste site que é de extrema importancia e de louvar. Tenho vindo a colocar varias questões sobre uma situação de risco que tive á 5 meses e pouco, tendo feito teste em cad aos 4 meses com resultado neg. o que me descansou bastante. o que me leva novamente a colocar uma questão é que logo a seguir (+/- 1 )semana do teste dos 4 meses, surgiu-me borbulhas na testa, sem pus, tipo secas, dores nas articulações, que tem-se vindo a manisfestar ate á data de hoje, tipo pulsos, dedos (como se fosse um reumatico) joelhos, tornozelos!! O que veio novamente deixar-me assustadissimo!! O medo da infecção do hiv adveio de uma prostatite aguda, E um dos sintomas que me surigiram logo passado umas semanas foi dor na perna esq e com a continuiade o respectivo tornozelo, por ex o facto de estar muito tempo em pe vai criando desconforto nessa zona. não tenho tido sintomas como febres, manchas no peito, ganglios inchados sintomas que penso surgirem na infecção primaria que teriam ocorrido nas primeiras semanas. tem me acompanhdo desde o primeiro mes diarreias e dores de estomago, como tomei durante todo esta tempo bastante comprimidos (antibioticos, calmantes, anti depressivos,etc..)perguntava se um possivel disturbio gastrico pode provocar estes sintomas a nivel das articulações? posso assumir o teste dos 4 meses como seguro? O que poderá ser estes sintomas? em algo estes sintomas que descrevo podem estar associados ao hiv? É possivel ao fim de duas hora um laboratorio saber o resultado de uma analise hiv? pergunto isto pois no laboratorio onde fiz um teste aos 3 meses aquando de um hemograma me ligaram passado umas duas horas apos a colheita pediram-me para tirar novamente sangue pois o tubo tinha se partido na centrifugadora!! é possivel? estarei a pensar coisas sem nexo?! peço a vossa ajuda e compreensão mas estou completamente assustado. muito obrigado
Em Setembro do ano passado tive relações sexuais desprotegidas com uma rapariga que sei agora ser duvidosa! Após uma semana da dita relação comecei a ter vómitos e diarreia, que duram até hoje,quase 1 ano! Nessa altura tive febre (embora sempre baixa), perdi 10Kg num mês, detectaram lombrigas nas amostras de fezes, tive uma infecção nos pés que durou 1 mês só passoou à custa de um creme especifico, se apanho corrente de ar fico logo com a garganta inflamada! Em relação aos teste já fiz 3, nos CAD de Lisboa e Coimbra, aos 6 8 e 10 meses após referida relação, todos negativos. A rapariga fez aos 8 e 10 meses e também negativos. Neste momento, para além dos sintomas descritos atrás, estou muito debilitado, canso-me sem fazer NADA! Até a levantar uma cadeira me canso! Doem-me muito os musculos. A rapariga sente-se cansada e com algumas nauseas. Poderemos estar infectados por algum tipo que não seja detectado pelos testes? Ou não terá a ver nada com esta problemática? P.S. O meu email é df0nseca@hotmail.com, com um zero. Muito Obrigado.
Drª Maria João Aleixo Face ao alerta da OMS sobre o surto gripal previsto, estarei em condições de ser vacinado para a gripe, sendo que: tomo efavirenz, combivir e bactrim, desde 2001, tendo nas ultimas 4 consultas como resultados cv(
Dra Domitília Faria Recebi hoje os resultados dos testes. Felizmente quer o ag p24 (método ELFA), quer o ELISA de 4ª geração vieram negativos, com a colheita efectuada sensivelmente 6 semanas depois da relação desprotegida. Agradeço-lhe todo o seu apoio, que muito me tranquilizou. Tendo em conta que a outra pessoa tinha testes negativos recentíssimos também de 4ª geração e que o HIV não surge do nada, vou mesmo esquecer este caso e tomar as maiores precauções para o futuro. Todavia, numa outra das análises que fiz agora ( a da hepatite B) há um resultado que me intrigou e para o qual muito gostaria de ouvir a sua opinião. Há cerca de 6 meses atrás, tinha os AcHBs, Ac HBc e Ag HBs negativos, num exame que fiz pela empresa. Neste teste de há dias, noutro laboratório, continuo com o antigenio negativo, o AC HBc igualmente negativo, mas uma titulação 2 UI/L em Ac. HBs, sendo que a zona de de imunidade é > 20 UI/ L e o valor de referência é
Em resposta a uma professora que colocou uma questão relativamente à seropositividade revelada pela mãe de um aluno (resposta do Dr. Manuel Pinheiro) - ficamos com a ideia de que a privacidade de cada um e acima de tudo das crianças, seropositivas ou não, estaria salvaguardada. A revelação da condição de saúde da criança parecia, face ao conteúdo da resposta, uma opção dos pais / tutores da criança, sendo que o importante era a existência de uma atitude preventiva do pessoal educativo. Contudo, e porque a questão é demasiado grave face ao preconceito que ainda existe na sociedade portuguesa e que começa desde logo nas próprias unidades de saúde (infelizmente ainda é assim quer gostemos ou não - e este facto em muito deverá contribuir para o aumento exponencial da incidência da doença em Portugal), gostaria de saber em que medida é legal e legitimo: 1.º A inscrição no Boletim de Saúde da Criança da condição de seropositividade da Mãe; 2.º A exigência de uma declaração de um médico atestando a inexistência de doenças infecciosas por parte da criança aquando da sua matricula na escola. É que de facto, é tudo muito bonito em termos de discurso e parece assumir-se que os directores das escolas são pessoas informadas - mas sem que aparentemente exista uma lei que lhes imponha sigilo e outros deveres conexos - e na realidade o que acontece é que depois os directores da escola até nem são assim tão informados, achando sempre que estes males só batem à porta dos outros e dizem simplesmente que não existe vaga ou então, até existe vaga mas depois os funcionários têm medo de tocar nas crianças ( e se assim é com diversos técnicos de saúde - não podemos de forma alguma esperar que a restante população tenha uma atitude informada e não discriminatória).
gostaria de saber se a vacina da gripe afecta de alguma forma o sistema imunitário?
Gostaria de saber se as pessoas seropositivas devem ou não ser vacinados (gripe, meningite, tetano, etc)? Em caso afirmativo deverei falar com meu médico assistente - já que por ex. as vacinas da gripe e da meningite não fazem parte do Plano Nacional de Vacinação e deverão ser receitadas por um médico ?
Caro Doutor, gostaria que me ajudasse. Não pertenço ao designados "grupos de risco", mas à cerca de uma semana, estive numa festa, onde em resultado de um contacto casual com alguém, a minha mão ficou com um pouco de sangue (estando já seco na altura em que notei). Gostaria de saber, se poderia ter sido infectado, sendo que examinando bem as minhas mãos não tinha nenhuma ferida. Esta questão será mais psicologica (a minha esposa diz que estou paranóico), mas gostaria de saber, para descanso da "mente" onde poderia fazer um teste do HIV, pois estamos a pensar ser pais, e sendo ainda dador de sangue e tendo feito a ultima dadiva em Agosto, nao gostaria de fazer a próxima sem esta certeza. Obrigado
dra. só para lhe agradecer a ajuda. eu e o meu namorado recebemos os testes que fizemos no cad na sexta feira. estavam ambos negativos. a nossa alegria foi imensa, no entanto se pudesse esclarecer-me algumas questões ficaria muito agradecida. durante a semana em que esperamos os resultados senti-me bastante doente com dores articulares, musculares, manchas transitórias no pescoço e peito, para além de uns ganglios bastante inchados na virilha. tive dois dias com temperaturas a volta dos 37,2 graus e num dos dias reparei que a minha lingua estava coberta por uma espessa camada branca que dava para raspar. todos estes sintomas foram transitorios, ou seja foram surgindo e desaparecendo. a minha duvida é: se poderá ter sido uma simples virose? uma candidiase oral desaparece no prazo de um dia? se durante uma eventual infecção aguda, mesmo que so tenham decorrido dez dias desde o contacto, é possivel o agp24 vir negativo e ser positivo? no cad disseram-nos para ficarmos descansados e continuarmos a nossa vida, que nao havia possibilidade de troca dos exames. ele há mais de 1 ano e meio que nao tem comportamentos de risco e eu tambem nao, mas já teve alguns problemas como infecções respiratorias e eczemas nas palpebras... tudo coisas explicaveis de outras formas, certo? muito obrigada e um beijinho
Dra. Em percentagem , qual a sensibilidade de um teste ELFA ao ag p 24? Li que os testes ao Ag p 24 eram pouco sensíveis, pois em regra só reagem com quantidades de antigénio >10 pg/Ml. Todavia, o artigo pode ser antigo, pois fiz recentemente um Ag p 24 ELFA, cujo valor de referência para o negativo é 5 pg/ml. Significa isto que este teste é mais sensível? Já agora, há diferenças de sensibilidade ao Ag p 24 entre um ELISA 4ª geração (AC e Ag) e este teste ELFA, que detecta separasamente o ag.? Obrigado Luis
Exmos. Drs (as) Eu sou enfermeiro e estive em contacto com uma toalha molhada e com sangue fresca de ferida doutra pessoa (não sei se estava ou não infectado com VIH), que o meu colega passou de repente por cima dos meus dedos da mão direita.....enquanto eu estava segurando a pessoa ferida....e não cheguei a lavar imediatamente as mãos...... No entanto tinha a pele assim avermelhada na zona das unhas de um dedo (cuticula - microferida que aparece quando a pele sai ...escoriação...) E ainda os dedos da minha mão direita ardem devido as cuticulas e escoriações ...... Muita gente costuma ter esse tipo de lesão na pele na zona das unhas dos dedos, mesmo que se fosse uma microferida (cuticula) recente mas sem sangramento visivel mas sim com sangue seco, será que deixa passar o HIV ? Algum risco de transmissão ? Please help me.....
Olá! Fiz a barba com a mesma gillette de um colega meu e sangrei.Visto não ter sido logo de seguida(passaram algumas horas) será que posso estar infectado, partindo do pressuposto que ele é seropositivo?Devo dizer ainda que antes de começar a fazer a barba passei a gillette por água. Quanto tempo resiste o virus fora do organismo? Desde já agradeço a vossa ajuda e peço-lhes que me respondam o mais breve possível , pois....não consigo pensar noutra coisa e penso que estou a ficar com uma depressão...
Bom dia Dra. Bem sei que o assunto da minha questão é muito subjectivo, mas gostaria que me tentasse dizer: 1-cerca de quantos anos pode um seropositivo medicado desde logo e cumpridor do tratamento resistir ao hiv até ser considerado um doente com sida; 2-se num doente já com sida é possível ter razoável controlo sobre o vírus.
DR. Com uma craga viral de 3.000 uml no sangue, gostaria de perguntar se é possivel (problematicamente ou com exactidão), quantificar o virus no esperma. Com esta carga viral quais as probablidades de infectar a parceira, visto que se pode considerar que a carga viral é baixa.
Cara Dra., tinha mais umas perguntinhas para lhe colocar. São elas: 1- Se a masturbação mútua constitui risco caso haja eventualmente nas mãos de um dos parceiros restícios de sémen ou secreções vaginais infectadas já com alguns minutos ao ar. Será que um caso destes é para fazer o teste hiv por precaução? 2- Se o aumento de volume dos gânglios linfáticos na infecção aguda é um sintoma que passa em poucos dias ou pode durar meses. 3- Em relação às questões que lhe tinha colocado há dias, a Dra. tinha dito que o tratamento para doentes infectados costuma ser feito quando a carga viral e/ou as células T estão já em determinados valores. Contudo, já li neste site a opinião de que o tratamento pode ser iniciado desde logo e queria saber se via vantagem nesse procedimento. 4- Em sequência aínda às questões que lhe pus há dias, gostaria de saber se, em relação ao pognóstico geral de vida de um seropositivo, se faz ideia do tempo total que ele pode viver, atendendo a que é uma doença actualmente considerada crónica. Será que com o progressivo avanço dos medicamentos os seropositivos poderão começar a poder ter uma esperança de vida aproximada da esperança média dos seronegativos? Ou para já nunca será bem assim? Muito obrigado.
dr. muito obrigada por ter respondido à minha questão. entretanto, os resultados dos testes já vieram e, tanto o meu como o do meu namorado, estavam negativos. o teste foi realizado num CAD, que julgo que utilizam testes de quarta geração. Foi igualmente testado o ag p24. apesar da alegria do teste negativo, não consigo estar descansada porque duas semanas depois reapareceram pequenas picadas por todo o corpo (principoalmente no peito e pescoço) que fazem manchas vermelhas intensas e depois desaparecem, dando alguma comichão. entretanto tive herpes que durou apenas dois ou tres dias e desapareceu. após o desaparecimento, reparei que tenho também uma lesão no bordo da língua. parece que está beliscada, faz uma reentrancia e incomoda-me um pouco. tenho medo que se trate de candidiase oral, pois o resto da boca queima-me de vez em quando, se bem que por vezes já nao distingo ansiedade de sintomas . nao sei o que fazer... será que trocaram os nossos exames? quando fui fazer a analise tinha ganglios inflamados na virilha, ou seja o agp24 já daria positivo, não é? sei que a candidiase oral so aparece em doentes imunodeprimidos e é isso que me preocupa mais pois nao consigo explicar esta lesao na lingua. por favor diga-me o que lhe parece este quadro. nao sei se devo repetir os testes hiv e nao sei como dominar esta ansiedade e finalmente ficar descansada
ola!Acerca da pergunta que fiz à doutora sobre a possibilidade de ser contaminado ao fazer a barba com a mesma gillette de outra pessoa, gostaria que a doutora me esclarecesse melhor pois ainda tenho algumas duvidas.Gostaria de saber quanto tempo resistem os virus do hiv e da hepatite fora do organismo.Do hiv a li aqui neste site que resiste somente 1 hora.É verdade?E o da hepatite? Os virus podem estar presentes sem que haja sangue visivel? Logo que o sangue seca o virus morre? Muito obrigado e parabéns pelo vosso excelente trabalho!
Cara dra., antes de mais os meus sinceros agradecimentos pela disponibilidade que, juntamente com outros profissionais, manifesta para tantas e tantas questões que lhe são submetidas. Gostaria de saber: 1) como pode o sexo oral passivo (a pessoa que tem o seu órgão genital estimulado pela boca da parceira) transmitir hiv se a saliva não é fonte de transmissão do vírus e até o inactiva? 2) é possível que, após oito semanas e três dias de um comportamento destes (sexo oral passivo) um teste de 4º geração (CAD da Lapa) continue negativo e eu possa estar realmente infectado? para testes de 4º geração não é tempo suficiente para estar tranquilo? obrigado
Drª, ando impaciente com o seguinte: a minha médica não concorda com a toma da vacina da gripe(porque contém virus vivos!?), ao contrário da opinião de outros médicos. As minhas ultimas análises são (cd4: 390,400;365;432) (cv:
Boa tarde Dr. Bezerra . Visto só ter consulta para o próximo mês, e como estou a ficar completamente deformada, tenho um estômago e uma barriga enormes (97cm), precisamente mais 37 cms do que tinha!!!, enquanto que na cara, braços e pernas continuo magra, andei a pesquisar alguns sites sobre a lipotrofia e em Portugues não achei nada, mas achei alguns sites estrangeiros, http://www.thebody.com/Forums/AIDS/Lipodystrophy/Archive/Facial/Q147653.html , que falam sobre este assunto, e realmente fiquei um bocadito assustada, pois segundo os especialistas só passados 18 meses após iniciar nova terapeutica ou finalizar a actual, é que se começam a notar algumas melhoras no aspecto fisico da pessoa. Eles tambem falam em alguns medicamentos que dizem poder ajudar algumas das vezes até a reverter a lipodistrofia : Accuzyme / Rosiglitazone (Avandia) / Pioglitazone (Actos) / Oxandrine, entre outros. Será que algum deles me faria reverter esta situação? Gostaria tambem de saber se fazer exercicio diariamente e consultar um nutricionista ajudará a acabar com este aumento na barriga e cintura. O meu receio é que ao fazer dieta, realmente possa perder a barriga e estomago, mas por outro lado vou perder ainda mais na cara, braços e pernas... Se me puder dar alguma informação eu agradeço imenso. Fico a aguardar a sua resposta. Os meus cumprimentos
Dr., Há 01 ano e 05 meses, perdi meu companheiro vítima do hiv. 16 meses antes de sabermos que ele era positivo, influenciada pelas campanhas do ministério da saúde, passei a exigir o uso de preservativo até mesmo para sexo oral. Meu primeiro exame, com pesquisa de anticorpos e antígenos foi negativo. 04 meses depois, repeti, novamente negativo. 01 ano depois do primeiro, novamente negativo, só que a pesquisa foi apenas de anticorpos. Ocorre que após um acidente com a camisinha fiquei grávida do meu novo companheiro, que é negativo. Fico com medo de meus exames anteriores estarem errados apesar da minh ginecologista me garantir que não é necessário um novo exame pois o último data de um mês antes da gravidez e o meu companheiro, única pessoa com quem me relacionei, é negativo. tenho medo de transmitir o vírus para o bebê durante a amamentação. me ajude, por favor.
Dr, tenho duas questões: 1ª- qual o tempo médio que leva os medicamentos em primeira fase de investigação a poderem ser usados com regularidade nos doentes, e já agora o tempo que demoram quando estão em fese última. 2ª- se há realmente ou não esperança de surgimento progressivo de novos e eficazes medicamentos. É que neste mesmo site, em alguns artigos de notícias é dito que em tom pessimista que quase não há novidades nas conferências e que já foi feito o principal que havia a fazer; noutras é dito que se estão a desenvolver bastantes novos fármacos e de novas linhas e que o futuro é promissor. Poderia o Dr esclarecer o que se deve reter destas informações? Muito obrigado.
Queria saber se uma pessoa sero+ fazendo sexo oral a outra sero- sem preservativo pode passar o virus. se sim, quais sao as probabilidades e como se da o processo de contagio?
Dr. Vitor Influenciada pelas campanhas do ministério da saúde, após viver 05 anos com meu marido, sem usar proteção, resolvi exigir o uso de preservativo até mesmo para sexo oral. 16 meses depois ele adoeceu e descobrimos que ele era positivo, porém, meus exame(pesquisa de antígenos e anticorpos) deu negativo. ele faleceu dois meses depois. quatro meses após o primeiro exame repeti usando a mesma metodologia. Deu negativo. 01 ano após o primeiro exame fiz outro,desta vez com pequisa apenas de anticorpos e deu negativo.Hoje, Sei que ele já era positivo antes de nos conhecermos, é provável que ele também soubesse. a pergunta é: como é possível que eu não tenha sido infectada se tive relações sexuais com ele sem proteção? e só comecei a usar preservativo 16 meses antes dele adoecer. Posso mesmo confiar que não esteja infectada?
Olá, Tive Tuberculose há ano e meio... mas não fiquei totalmente curado, pois de vez em quando deito um escarro dos maus (castanhos). Não tenho febre nem tosse. O que fazer ou medicamentos a tomar para ficar Totalmente Curado ? O meu médico receitou-me pela última vez o seguinte medicamento: Pirazinamida.
Olá! Fiz um teste elisa 4ª geração às 6 semanas no CAD- resultado negativo,fiz outro elisa 3ª geração aos 65 dias - resultado negativo. Porém os meus receios permanecem , pois aos 2 meses após a situação de risco tive dor de garganta e um ligeira febre(37.2). Também tenho foliculite nas coxas, sendo papulosa na parte de trás das coxas que me apareceram há 1 mês e não sei se será de eu usar as calças justas e trabalhar todo o dia sentado?! DR, devo estar preocupado com estes sintomas e fazer outro teste ou posso estar completamente descansado?É que a minha vida perdeu o significado todo e não tenho gosto em fazer nada, pois não paro de pensar nisto. Já ando em consultas de psicilogia mas não consigo melhorar! Dr, por favor responda-me e muito obrigado!!!
Estou completamente desesperada: sempre tive uma vida completamente normal, e a nível sexual, um único parceiro (namoramos durante alguns anos e estamos casados há um ano); agora que decidi engravidar acabei por descobrir que sou seropositiva... Foi o maior choque da minha vida e senti-me completamente revoltada : estou grávida de dois meses e meio e não sei o que fazer. Estou a aguardar o resultado do teste que ditará a quantidade viral, embora parta do princípio que o aborto seja a única saída para que o sofrimento não aumente ou duplique. Não sei o que fazer... Ajudem-me por favor
Sra. Dra. Tive molusco contagioso, diagnosticado por uma consulta de dermatologistas e esse molusco apareceu na face(uma ou duas bolhas tipo floreadas) e apareceu na zona púbica junto ao pénis. Estes sinais apareceram após uma relação sexual com preservativo(embora admita má colocação do preservativo). Tendo após muitos meses ter feito vários testes para o VIH, sempre negativos, estarei realmente a salvo mesmo tendo sido diagnosticado molusco contagioso?(segundo me disseram é uma infecção de pele bastante disseminada em pesoas infectadas com VIH) Cumprimentos do Pedro
Dr, venho buscar o seu auxilio. tenho estado com enorme ansiedade sobre possível infecção hiv. Á 6 meses tive um contacto sexual com mulher que pode ou não ter o hiv (mas com probabilidade de o ter) e que apesar do preservativo resultou numa infecção na próstata. Os sintomas começaram com um ardor na glande e depois de tomar diflucan uma semana mais tarde surgiu a prostatite. com medo do hiv fiz vários testes, 3,5,8,12 e por ultimo num cad ás 15 semanas com agp24, todos eles negativos. No teste dos três meses andava com sintomas de gripe que duraram tipo uma semana, não tive nem ganglios inchados, nem manchas na pele. Um teste de 4ª geração pode ser feito sem o ag? É que no resultado do laboratório não vinha mencionava o mesmo! Com medo repeti num cad ás 15 semanas e tudo negativo. Lá a assistente me descansou pois com esses período de janela estaria afastada a hipts do hiv. Tenho tido dores, á mais de dois meses, em algumas articulações (já na altura do ultimo teste tinha algumas dores por exemplo no tornozelo e na parte do ombro) e há duas semanas sinto tipo impresão na garganta e tenho a língua meio esbranquiçada (sem aftas ou placas brancas), continuo sem febre sem manchas na pele nem gânglios inchados mas imensamente preocupado com este assunto. logo no inicio da prostatite comecei com dores numa das pernas (na perna que me doi o tornozelo e articulação sup) que de vez em quando se manifesta. Na altura fiz exames á clamidias, vdrl e urocultura que detectou uma bactéria eschechira (acho que é este o nome correcto). Tomei ao longo deste perido medicação como ciplofaxicina, bactrim forte, diflucam, A toma destes medicamentos pode atrasar o aparecimento dos anticorpos no sangue e atrasar a sua detecção nos testes? Com todos estes testes e com os sintomas da garganta que relatei posso esquecer o hiv ou acha que devo repetir o teste? No ultimo teste que fiz e tendo deixado passar três semanas após o período dos três meses ja não seria detectável os anticorpos, visto apresentar sintomas de gripe na altura dos três meses? Gostava de pedir o seu esclarecimento, pois sou casado e tive este infeliz episódio fora do meu casamento estando o factor psicológico neste momento a deitar-me por terra!! Grato pela sua ajuda
Gostaria de saber se o teste OraQuick HIV1/2 jé existe no nosso pais ,se qualquer pessoa pode fazer esse teste , onde nos devemos dirigir para o fazer e quanto custa. Obrigada
Boa Tarde Dr. Passou agora 1 mÊs que estive com uns amigos meus, frequentadores, num bar de "meninas da vida", onde tive a infeliz ideia de ter relações sexuais com uma delas. Embora tenha usado preservativo, existe algum modo de estar infectado? Eu tenho 99%de certeza que o preservativo não rebentou, mas com os nervos em que ando já tenho medo de tudo, é fácil rebentar ou será que daria logo por isso? Obrigado
Olá!Após uma situação de risco fiz os seguintes testes:PCR aos 13 dias, ELISA 4ª geração àS 6 semanas, ELISA 3ª geração aos 2 meses. Todos os testes foram negativos.Será que posso ficar completamente descansado ou terei de repetir?Continua bastante preocupado, pois aos 2 meses tive dores de garganta acompanhada de uma ligeira febre, assim como emagreci. Por favor responda-me pois ando muito ansioso. Muito obrigado!
Dr: 14 anos após algumas relações de risco ( c/ prostitutas), será possivel alguém continuar assintomático, sendo então infectado pelo V.I.H? Consigo recordar na altura 2 casos de gonorreia e algumas amigdalites... Entretanto, de há 3 ou 4 anos, crises de sinusite, a língua sempre esbranquiçada e surtos de dermatite facial. Tenho lido que a doença demora a manifestar-se de forma diferente em cada pessoa. Gostaria saber qual o prazo mais dilatado que pode demorar sem tratamento? Mto. obrigado pela atenção e pela colaboração no site; Os meus melhores cumprimentos.
Dr. Vitor Bezerra Eu preocupo me com o meu filho de 2 anos, ele tocou no sangue no chão com o seu dedo da mão esquerda, e provavelmente( infectado com HIV?), sangue não seco ainda mas em estado de alteração mas misturado com aquele tipo de gordura que usamos nas oficinas. O sangue misturado com gordura é devido a uma pessoa que se aleijou e sangrou em coma de uma porta do aurocarro numa zona onde havia gordura. Ou seja algumas gotas de sangue em cima do deslize da porta onde existe presença de gordura.... No entanto, ele tocou com o dedo da mão nessa zona de gordura provavelmente com sangue, e meteu o dedo no nariz. A minha pergunta é : Será que existe hipotese de contágio com o contacto desse fluido com a mucosa do nariz ? A mucosa do nariz deixa passar o HIV ? É verdade que a parte da mucosa do nariz em contacto com o osso nasal é mais sensivel do que a mucosa das partes sem osso ? No nariz, qual é a parte da mucosa ? No entanto, provavelmente o sangue infectado com a gordura em contacto com o ar..... Muitas perguntas sem respostas... Acho que necessito de ajuda...vossa ....
dra, tive há 6 meses um contacto com uma mulher de rua. Tenho sentido uns sintomas estranhos e que precisava da sua ajuda num esclarecimento ou encaminhamento. Sempre que faço um esforço fora do normal, fico com os musculos muito doridos, ou seja se carregar uma saca ando com os praços tipoo "partidos" durante uns dois dias!! Já fiz alguns testes como o hiv (passados 4meses com kit 4ª geração negativo) e vdrl neg e pesquisa de anticorpo de clamydias tambem negativo. tenho tido algumas fazes com diarreias, uma borbulhagem na testa (não borbulha de tennager mas tico micose, secas, e não manchas) e ultimamente uma certa impressão na garganta. Li que por exemplo a gonogorreia pode dar varias complicações! estes sintomas já acompanham á algum, tempo, alias ao fim de um mês mes e meio dei uma corrida muito curta e nos dias seguintes costava me iemnso a andar com dro nas canelas!! se fosse hiv penso que surgiria nas analises que fiz pasado uns dois meses!! pode me ajudar neste sentido?
Boa tarde Drª Será que 1 mês após uma situação de risco, já poderei fazer o teste?? Que certezas tenho somente após 1 mês?? É fácil um preservativo rebentar?? Será que se dá por isso?? Obrigado
Olá, a minha pergunta é a seguinte: a mucosa da língua tem a mesma facilidade de passagem do vírus hiv em comparação com as mucosas do pénis ou da vagina?Muito obrigado e bom trabalho.
Antes de mais gostava de dar os meus parabéns ao vosso desempendo e a todo o vosso trabalho deste site que está simplesmente espectacular. Tenho algumas dúvidas acerca da doença HIV que gostaria que fossem dissipadas. Gostaria de saber a diferença entre seropositivos e seronegativos ? Gostaria de saber o que significa AGp 24 ? Qual a diferençãentre HIV1 e HIV2 ? Inflelizmente vivo a três dias com o conhecimento de que esta doença está mais proximo do que pensava pois vivo com uma pessoa que esta infectada com o virus HIV que esta sujeita a medicação e não têm qualquer tipo de manifestação exterior , gostaria de saber neste caso em que ponto se encontra a doença, ou seja se é simplesmente seropositivo ou se já esta com sida ? Gostaria de saber a esperança de vida de uma pessoa que neste caso sujeito a tratamento consegiu diminuir a presença do vírus no organismo ? Gostaria de saber se após um relacionamento de risco e após execução de vários testes HIV nagativos após um ano do sucedido se há alguma probabilidade de estar infectado , mesmo tendo como sintomas mais dúbios dores musculares, dores nos ossos e articulações ? Ou seja se há alguma possoblidade do vírus estar "adormecido" e não ser detectado pelas analíses ? Obrigado pela etenção dispensada .
Olá Drª, há uns dias atrás fiz umas análises e o sr. após ter retirado a agulha colocou-me um pouco de algodão e pediu-me para pressionar, mas o algodão vinha com sangue. Indignada perguntei-lhe por que razão o algodão já tinha sangue. Disse-me que tinha passado com a agulha no dedo e se tinha cortado, mas que já me dava outro. Olhei para ele e vi que tinha o dedo a sangrar. Limpou o dedo e deu-me outro algodão. Embora as pessoas me digam que não há problema, ando um pouco apreensiva e como tenciono engravidar queria ter a opinião de uma pessoa especilaista, pois a minha ginecologista em nada me tranquilizou, pelo contrário, fiquei com mais receios.Desde já quero agradecer o tempo dispensado e enviar-lhe os mais sinceros cumprimentos.
Dr. Ando preocupado ... No passado mês de maio tive uma relação sem uso de perservativo ( na altura não dei importância ), no entanto no mês de julho fui de férias com a minha esposa e no regresso da praia no dia 20 de julho comecei a ter dor de garganta o que provocou 2 utites . As utites passaram mas a dor de garganta continuou não sendo muito forte mas senti uma rigidez no pescoço e uma sensação de queimadura nas axilas . Na altura tomei antibioticos( Klacid e Clamavox) e outros medicamentos sem consulta médica ( talvez exageradamente),aí comecei a desconfiar que a minha situação teria a haver com a tal relação do mês de maio, entrei em pãnico e um amigo meu aconselhou-me a ir ao médico, assim o fiz e claro o médico aconselhou-me a fazer analises. No dia 12 de Setembro fiz as analises através do metodo Elise deram negativo ( na altura fiquei feliz),mas estranhamente sinto ainda uma leve dor na garganta , pescoço rigido e no penis noto ás vezes umas borbulhinhas vermelhas pequeninas e ás vezes também tenho coceira , e o pior è que a minha esposa sente o mesmo uma leve dor de garganta e por vezes sente também coceira . Dr. ando mesmo preocupado tenho evitado relações sexuais , ando medicado para esta depressão e ando sempre a pensar no pior... Conclusão será que foram as aguas da praia que não estavam grande coisa , ou foramk os antibioticos ou eu serei positivo ? Fiz o teste 15 semanas depois dessa relação , terei que o repetir?
dr Fui hoje levantar os testes ao CAD da LAPA. Fazia 6 meses e uma semana, não aguentei mais! e apesar de toda a informação neste portal e noutros de me descnacsar no que diz respeito a janelas imunologicas, visto ja ter feito teste áos 4 meses fui fazer este que graças a deus veio negativo. não venho lançar uma pergunta, mas com um testemunho e uma tentativa de apoiar todos aqueles que por alguma infelisidade tiveram um possivel contacto com esta dura realidade que é o HIV! Eu acho que tive os sintomas todos, gripe, lingua branca, dores de garganta, dores nas articulações (ainda hoje e jé dois meses que me vou queixando), borbulhas,diarreia,dores de cabeça, umas manchas na lingua eu sei lá durante estes 6 meses senti tudo!! como se calcular o panico era enorme, enorme mesmo!!! muitas noites sem dormir, o baixar de rendimento no trabalho, apatia!! tudo! Enfim, hoje posso descansar! Não desesperem com todo aquilo que acham ser o HIV, nem tudo o que luz é ouro! acreditem nas informações que vos dão (eu não acreditava), os testes são fiaveis, o sistema trabalha! (parece mentira mas ...) e acima de tudo tenham calma e confiem, cada um naquilo que quizer! eu confiei em Deus, voçês não sei! mas confiem! e não se esqueça que não vale a pena brincar com a nossa vida! carnal s´temos esta, portanto...... um forte abraço e tudo de bom para todos, agradecendo aos medicos que prestam a tão grande ajuda ( quer de foro psicologico quer de foro clinico) -----Mensagem original
Tive alguns relacionamentos, mas não muitos, e gostaria de tirar algumas dúvidas! Quando temos infecções de garganta por duas semanas consecutivas, e mesmo tomando antibiótico, a infecção retorna, há algum risco de ser HIV? Pediria que me respondessem o quanto antes! É URGENTE!!!
Boa tarde. À alguns meses tive relações sexuais que se limitaram à masturbação. Mesmo assim coloquei o preservativo para que não houvesse qualquer risco. Negligenciei o facto de roer bastante as unhas pelo que faço frequentemente feridas. Já li que para ser possivel o contagio pelo HIV seria necessario que existisse uma ferida aberta (sangrante?) neste caso em contacto com fluidos vaginais contaminados (têm de ser uma grande quantidade de fluido vaginal? durante muito tempo?) . Nao tenho tido qualquer sintoma tipico de uma pessoa infectada (nem febre, dores musculares, dores de cabeça estranhas, etc). Tive à duas semanas numa altura de maior fadiga fisica, uma manifestação do Herpes, mas que se desenvolveu de uma maneira perfeitamente normal como sempre me aconteceu. Tenho pensado muito neste assunto que obviamente me incomoda muitissimo. Nos últimos dias tenho tido comichões ligeiras por todo o corpo. Sei que há muitas pessoas infectadas que não têm qualquer sintoma tipico, mas penso que com o passar do tempo poderão aparecer doenças oportunistas nomeadamente de pele. Também existe a possibilidade de ser uma comichão 'imaginária' resultante do grande ansiedade em que estou neste momento. Com isto gostava que me explicassem se existe possibilidade de contagio e em que condições e se existe alguma doença oportunista que tenha como sintoma o descrito. Muito obrigado por esta possibilidade de exposição das minhas dúvidas
Dra. Perpétua, não sei bem se a dúvida deva ser colocada a si ou a outro especialista, mas aqui vai. Após andar a perder imenso peso (12kgs) e com grande letargia a minha actual mulher insistiu para que eu fizesse uns exames ao sangue, entre os quais pedi o HIV. Surpresa minha (para usar uma expressão suave, pois de facto foi um terramoto na nossa vida), veio positivo. Bom, encurtando os dias caóticos que se seguiram, tenho as seguintes dúvidas: A minha actual mulher fez uns exames de rotina para ginecologia entre os quais o HIV em 26/02/03 que vieram negativos. Vivemos juntos desde finais Agosto 2002. Aguardamos novos resultados dela. Como é possível isto? A minha ex-mulher também fez exames, há 1 semana, e tbém vieram negativos (fez 2 exames). Como é possível? Será que o Laboratório (Dr. Joaquim Chaves) se enganou nos meus exames? Ou será que sendo seropositivo não contagio? Muito obrigado pela atenção. SF
boa noite, o meu namorado é seropositivo, e apesar de ter-mos sempre relações protejidas tivemos um acidente com um preservativo à 3 meses. Fiz o teste, negativo, mas ontem voltamos a ter outro acidente do mesmo tipo... devo repetir o teste de imediato? como devemos proceder para nos proteger-mos de forma mais eficaz? obrigada, raquel
Doutor: Gostava de colocar algumas questões: Numa relação sexual entre um homem e um mulher, que houve penetração vaginal e foi usado preservativo desde o início da relação, não havendo contacto nenhum do pénis com a vagina, sem o preservativo, e este no fim foi confirmado que estava ok, sem roturas. O único contacto que houve sem o preservativo foi com a minha mão na vagina da rapariga, que estava húmida, havendo assim contacto da minha mão com o pénis na colocação do preservativo, na pele que o envolve, não tendo esta nenhuma ferida. Esta situação passou-se exactamente da forma como descrevi. 1 - Pelo exposto existe a possibilidade de haver transmissão do HIV? Isto passou-se há 2 semanas, e agora tenho o céu da boca junto aos dentes da frente inflamado, com uma impressão esquisita e apareceu-me herpes no lábio (mas todos os anos tenho herpes no lábio) e ando mesmo muito ansioso, até penso que isto poderão ser sintomas primários. Acha que me devo preocupar? A rapariga com quem estive e conheço pouco diz que não tem nada porque em Abril fez análises inclusivé ao HIV por causa de uma operação que teve que fazer e depois disso só esteve com um rapaz em que usou sempre o preservativo. Ela também diz que não me devia preocupar porque diz que fizemos sexo seguro. Por causa da minha insegurança e ansiedade duvido de tudo e ponho tudo em causa. 2 - Acha que me devo preocupar e fazer o teste ao HIV 1 e 2? 3 - Se fizer o teste aos 45 dias, que na ideia do Doutor dá uma garantia de 99% posso estar descansado dada a minha situação, que se houve algum risco foi mínimo ou quase nulo? Ou será necessário repeti-lo aos 3 meses? Com tanta informação que existe nos sites, com tantas opiniões divergentes, com tantos casos que se lêem por aqui no site, fica-se na dúvida se realmente se tomou todas as precauções. Li num artigo aqui no aidsportugal que o preservativo só protegia 85% ???? 4 - Gostava também de saber o que se entende por secreções vaginais? E fluídos? Será o estado da mulher quando fica excitada e húmida?? Em Junho de 2003 realizei testes ao HIV, que deu negativo, não tendo estado com ninguém até agora, com esta rapariga, logo conheço até há duas semanas atrás o meu estado. Desde já obrigado, e peço desculpa pela maçada das questões. Parabéns pelo site.
Cara Dra. Em 2000 conheci um rapaz holandes com que troquei varias cartas até que em novembro ele veio passar uma semana a portugal. Eu tinha 20 anos e depois de ele muito insistir foi a minha primeira vez com ele. Ele penetrou-me durante cerca de um minuto e eu de repente disse-lhe para parar, era uma coisa contra a minha vontade. Não houve ejaculação, mas tambem não foi com preservativo. Ele disse-me mais tarde que tinha namorado durante um tempo com uma prostituta mas que tinha usado sempre preservativo e que na holanda elas são obrigadas a fazer testes e ele proprio tambem ja os tinha feito e deram negativo. Eu sei que não devia ter esperando tanto, mas ontem quando vi um programa sobre o assunto é que me apercebi da realidade, li que o virus podia não se manifestar durante anos e percebi que tinha que obter alguma informação, alguma opinião, algo que me faça fazer testes ou que me acalme. Já passei varias vezes por pensar nisto, assustar-me e depois fazer por esquecer e andar meses sem me lembrar, mas hoje ganhei coragem para contar a minha mãe e lembrei-me de vir aqui, de ha uns tempos para ca tenho diarreias durante uns dias, depois passam, voltam a vir, mas raramente me doi a barriga ou fico mal disposta. Eu sei que isto não tem muito a ver, mas uns dias antes de me aparecer o periodo deito sempre sangue pelo anus... mas eu sou assim, não tenho coragem para nada, até as vacinas normais desde que começei a crescer deixei de as tomar por ter pavor a isso, só vou ao medico quando estou muito mal... e ainda por cima ha cerca de um mes o meu medico mandou-me fazer uma mamografia e uma ecografia mamaria por ter um caroço no peito... felizmente não era nada, mas ainda estou muito assustada com o que se passou e muito muito confusa com tudo isto. Por favor ajude-me a definir ideias. O que é que eu devo fazer? Muito obrigada pela atenção.
Dra.Bom dia , em 1ºlugar quero enaltecer o vosso apoio para com todos aqueles que necessitam de alguma informação... em relação a minha situação pergunto-lhe se é possivel que depois de ter cometido uma situação de risco no mês de maio ( unica na vida de casado )mais tarde no mês de julho durante a época balnear surgiram-me algumas borbulhas no ombro ( que felismente já desapareceram) , depois alguma dor de garganta que acabou por provocar-ma duas utites acabei por ir ao hospital e receitaram-me antibióticos ( Clavonix) que tomei durante uns 20 dias(talvez exageradamente),em relação ás utites elas passaram mas a dor ligeira e ás vzes mais dolorosa da garganta continuaram , com esta situação comecei a ficar de certa forma preocupado e a juntar a tudo isto senti um ardor nas axilas e o pescoço muito rijo. Mais tarde em Agosto e como a dor de garganta não passava resolvi tomar mais antibioticos ( Clavanox ) sem receita médica o ardor nas axilas continuava e sensação de pressão no pescoço também...( quero referir que para além dos antibióticos tomei ouros medicamentos , sprays,etc ( eu sei que foi um erro ). No mês de Setembro senti alguma comichão no pénis que ao pressionar notam-se algumas borbulhinhas vermelhas muito pequeninas , resolvi então visitar o médico e contar-lha a minha situação e é obvio que ele disse-me que o melhor seria a fazer analises ás D.S T. Ok! no dia 12 de Setembro lá ganhei coragem e lá fui , aguardei pelos resultados com muita ansiedade ... tudo bem os resultados deram todos negativos ! Visitei novamente o medico que me disse que tudo estava bem e acabou pro receitar-me calmantes e antidepressivos ... Bom resumindo e concluindo actualmente(Outubro) ainda sinto uma ligeira dor de garganta , alguma pressão no pescoço e uma ligeira comichão no pénis e o pior é que a minha esposa sente exactamente a mesmo ...Fiz o teste Hiv 13 / 14 semanas depois da situação de risco , usaram o método Elise da 3º Geração , já liguei para a linha Sida e disseram-me para ficar descansado em relação ao Hiv porque segundo eles o método Elise de 3ªGeração é fiavel ás 12 semanas ... será ? Dra. agradeço-lhe que me responda é que eu ando mesmo a ficar paranoico com toda esta situação ...
ola... so depois de ter participado no forum é que reparei neste link... gostaria que me tirasse uma duvida que me tem assombrado. eu era virgem até ha um mes atras... decidi deixar o celibato com um velho amigo colorido de tres anos.. ou seja, nao é meu namorado.. conclusao.. nao tenho muitas informaçoes sobre a sua vida sexual.. apenas sei que ele é um viajante.. anda por todo o mundo... logo... quando decidi que ele seria o primeiro exigi o preservativo... o problema é que ele saiu.. so nao sabemos de durante ou so no final.. o que é certo, é que o rapaz em questao nao ejeculou para dentro de mim.. mas sim na casa de banho... alias, quando ele la estava é que reparou que o preservativo tinha saido... e lá estava ele em cima da cama... desde entao, nao paro de pensar na transmissao de doenças... entre elas o HIV... sei que deveria falar isso com ele.. mas desde entao.. decidi nao manter contacto com ele... muito menos falar com isso.. ou seja, surge outra hipotese... o teste... mas ai surge o medo, a falta de coragem... mas acho que é mesmo a melhor maneira.. pensei em dirigir-me ao CAD do Porto, por ser o mais proximo... mas nao arranjei o contacto telefonico.. nao sei se é preciso marcar antes... mas antes do teste.. gostaria de lhe perguntar se é possivel a transmissao do HIV sem esperma.. eu sei que ha fluidos... mas serao eles assim tao potentes para a transmissao da doença?? é claro que tudo isto nao passam de soposiçoes.. ja que nao sei se o rapaz tem HIV.. provavelmente nao.. mas como sempre tive tudo controlado na minha vida.. nessa noite perdi o controlo... quando vi que o preservativo tinha saido... agora estou numa tremenda confusao.. porque tenho apenas 22 anos e o futuro profissional muito promissor... enfim.. ajude-me.. tire-me estas duvidas... e os testes, sao viaveis, ja que ha varias estirpes do HIV?? obrigada
Caro Doutor: Sou seropositivo desde abril deste ano e estou em tratamento, que está a correr bastante bem, já estou com carga viral indetectável e os CD4 estão a 536. Mas a minha pergunta é a seguinte: foi-me receitada a vacina contra a gripe, mas não a tomei imediatamente, por motivos de ordem burocrática. Entretanto fiquei com sintomas de gripe/constipação, que já persistem há cerca de duas semanas (abundante muco nasal, tosse, por vezes mal estar geral). Queria saber se posso tomar a vacina mesmo nestas condições e o que posso fazer para melhorar, visto que existem medicamentos que nao devem ser administrados em simultaneo. Estou a tomar Stocrin, Epivir e Viread (e também as vitaminas Medifolin). Deverei dirigir-me à minha médica, aí no serviço? Com os melhores cumprimentos João M.
Drs, há uma coisa que ainda me faz confusão: duas pessoas que são negativas e querem ter uma relação estável (casar, ter filhos) podem dispensar o preservativo, ou estarão sempre a ter comportamentos de risco cada vez que o fizerem? O Hiv é algo que resulta das relações desprotegidas? Agradeço a resposta. Obrigado Álvaro
Dra. Boa noite ... gostaria de saber se o virus HPV pode provocar dor de garganta , algum desconforto intestinal ( ás vezes diarreia , nem sempre ) , pescoço muito tenso que se estende até aos ombros , por vezes um ardor nas axilas e de vez em quando lá surge uma ou duas borbulhas mais intensas que depois desaparecem ... Penso que sou portador do Hpv pois verifico que no pénis pressionando a glande surgem muitas verrugas e por vezes tenho uma leve comichão ... Vou brevemente visitar um Dermatologista , mas gostaria de saber que consequências graves poderei ter ou que poderei causar na minha parceira...e por fim se este virus tem cura ?
Venho por este meio pedir um esclarecimento relativamente a uma resposta dada pelo Dr. Eugénio Teófilo a uma senhora que, tendo um companheiro seropositivo, questionava-se como poderia evitar uma situação de rebentamento de preservativo. Estando eu na mesma situação essa é uma questão que naturalmente me inquieta e sobre a qual procuro estar informado. De entre as explicações que o Dr. Eugénio Teófilo deu sobre a forma correcta de colocar o preservativo, referia "pode utilizar espermicidas como lubrificantes, ou melhor, colocar um pouco de espermicida na ponta (reservatório do esperma) do preservativo de forma a que aquando da ejaculação o espermicida possa inactivar o HIV". A minha questão é a seguinte, existe algum espermicida que inactive o HIV? Tanto quanto penso saber o único que se supôs ser eficaz a esse nível(nonoxidol 9), foi desaconselhado pelos cientistas. Obrigado.
Desculpem, mas estou muito confuso. Há algum tempo atrás tive uma situação de risco reduzido, ao qual me aconselharam a fazer os testes de hiv, que fiz nos tempos adequados e deram negativos, a partir daí disseram-me para usar o preservativo em todas as relaçoes. Acontece que há cerca de um mês tive uma relação sexual com uma menina dessas "casas da noite" em que usei preservativo. Devo voltar a fazer o teste? se sim,então cada vez que tiver uma relaçao apesar de ser com preservativo tenho de fazer testes,certo?O preservativo é ou não seguro?
olá Drº, parabens pela vossa disponibilidade em responder a tantas pessoas angustiadas. A minha dúvida é a seguinte, passados 3,5 meses de uma relação sexua, com uma prostituta, usando preservativo, fiz um teste Hiv, num laboratório aqui no Porto, denominado " imunoensaio quimiluminiscente", que deu não reagente. No laboratório disseram-me que usavam testes de 3ª e 4ª geração. sabe-me dizer se este teste é igual ao Elisa, qual a geração e se é fiavél; poderei estar descansado ?
Ola! Após um comportamento de risco, fiz análises as 6 semanas e aos 75 dias - elisa 4ª geração, felizmente negativos. Contudo , os meus receios continuam , pois ja tive dores de garganta com ligeira febre passados 2 meses da situação de risco. Um dia destes senti dores no pescoço, e encontrei um nódulo do lado esquerdo que me perturba. A minha dúvida é a seguinte: os ganglios linfaticos são palpáveis mesmo não estando inchados?De que tamanho são no estado normal? Desde que encontrei o nódulo há 15 dias , ele nunca aumentou ou diminuiu de tamanho. É normal ter um ganglio palpável no pescoço do lado esquerdo e não ter do outro lado? Preciso de fazer outro teste? Muito obrigado por existirem e peço-vos encarecidamente que respondam ás minhas dúvidas...
DR. Descobri à 10 meses por doença do meu marido que ambos somos portadores do hiv. A situação do meu marido é mais grave (sida devido ao valores de C.V. e Cd4), fez uma infecção primaria de TB e foi a partir dai que descobrimos a doença, ele ja toma retrovirais (Combivir e Stocrin) dado que a doença deixou o sistema imunitario muito enfraquecido. No meu caso, ainda não estou a fazer medicação uma vez que a C.V. e os CD4 apresentam valores que o medico que nos está a acompanhar do H.S.M. não justifcam o inicio do tratamento. Nenhum de nós é toxodependente. A minha pergunta é a seguinte: Existe alguma possibilidade de ter um bebe uma vez que antes disto ter acontecido andavamos a tentar. Eu sei que a opiniao pessoal dos medicos é contra porque vai contra tudo o que deverá ser a prevenção contra a evolução da doença mas eu gostaria muito de ter um filho, sei que parece uma atitude egoista mas sentimos que precisamos disto para continuar em frente. Existe algum processo ou metodo que me pudesse ajudar para minimizar ou evitar o contagio para a criança? Obrigada pela atenção e bom trabalho.
Dr. suponha que o sr. tem uma relação sexual desprotegida e como fica na duvida ( se contraiu ou não ) resolve fazer analises ao Hiv passados 3 meses , o teste usado é o Elise de 3ºgeração ... A questão é a seguinte com o resultado negativo o Dr. ficaria descansado ou voltaria a fazer analises ?
Caro Doutor, gostaria de lhe expor a situação e colocar algumas questões: No dia 9 de Maio deste ano tive uma relação em que uma mulher me fez a mim sexo oral (apenas tive em contacto com a boca dela). Mesmo assim, utilizou-se preservativo, pleo que achei que, dado o tipo de relação, este não fora um comportamento de risco. Acontece que logo 5 dias após a relação comecei a apresentar os mais variados sintomas: fortes dores de cabeça, febre mto baixa (-37,5), numa primeira fase. Estes prolongaram-se por várias semanas. Depois surgiu uma segunda fase, em que tive duas otites seguidas, inflamação na garganta e aftas consecutivas. A tal relação foi em Maio e só agora (em fins de Outubro) o sintomas desapareceram. Acontece que dois meses depois (59 dias) fiz um teste de 4º geração que deu negativo. Li em vários sites que aquele comportamento nem é considerado de risco (por a saliva não ser potencialmente transmissora do vírus). Com preservativo muito menos, seria o primeiro caso no mundo. Na linha SIDA disseram-me que um teste de 4º geração ao fim de 8 semanas é perfeitamente confiável e para ficar descansado. Que pensa disto, doutor? Acha que estes sintomas revelam infecção pelo VIH? Acha que devo repetir o teste, que para mim comporta uma grande carga de ansiedade? Se não, que pode ser transmitido pela saliva que provoque estes sintomas e durante tanto tempo? um abraço
Olá Dr, gostava de saber se existe algum tratamento para a prevenção das neuropatias provocadas pela medicação e se existe alguma maneira de controlar ou prever o aparecimento de uma neuropatia. Li este artigo http://www.aidsmeds.com/news/20030128scie004.html e parece ser uma matéria ainda em estudo mas se me poder dizer alguma coisa agradeço. Um abraço
Boa noite. Já tinha colocado esta pergunta antes, (nao me recordo a qual especialista) mas possivelmente nao foi recebida, pois ainda nao obtive resposta. Após vários meses de infecções várias (num dente, num dedo, aumento da psoriase...) e uma acentuada perca de peso (8 Kgs desde Março) e a pedida da minha mulher, fiz uns testes ao sangue no laboratório Dr. Joaquim Chaves e (até me custa a escrever) foi detectado HIV positivo. O que me surpreende é 1) que a minha ex mulher foi logo fazer os testes e deram negativos. Como já não nos vimos há 18 meses, creio nao haver mais duvidas sobre a negatividade, neste caso. 2) A minha actual mulher fez vários testes de rotina para uma consulta de ginecologia em 26/02/03, um dos quais ao HIV e os resultados tbém foram negativos. Está neste momento a aguardar os resultados de novos testes efectuados agora em Outubro. Como sei que só posso ter ficado infectado numa relação desprotegida em 2001 (talvez Set/Out), como é possível que ambas as minhas mulheres não o estejam? Será que houve algum engano comigo? Ou será que sou apenas portador? Existe isto? Mto obrigado pela atençao.
Boa tarde, gostaria de obter uma resposta V/ a uma questão que me preocupa muito. Tive há umns 2 meses uma relação de riso ( oral em que fiu passivo ) que me foi feita sem preservativo, tendo havido ejaculação da minha parte na boca da parceira. Já fiz 1 teste ao HIV, e vária Hepatites tendo sido negativo ( isto foi feito em Outubro) pergunto se em V/ opinião haverá fortes possibilidades ou não de infecção de HIV ou outras dst e a segunda pergunta é , eu fiz o teste num laboratorio "LAB MED" , os Senhores sabem se os testes neste laboratório já serão da 4ª geração ?? e se já fazem o p24 ?? Grato pela V/ resposta.
parabens pelo trabalho desenvolvido, a minha questão é a seguinte, depois de uma situação de risco, passadas 2 semanas comecei a ficar com a garganta inflamada, não passando disso. ás 3 semanas fiz análises não acusando hiv, mas fiz tambem um exame à larinje que acusou alguns virus. a minha mádica de familia receitou uns comprimidos para a inflamação da garganta mas não fizeram efeito, passadas 3 semanas e ainda com a infamação na gargante desenvolveu para uma constipação mas sem febre que passou em 5 dias mas a inflamação da garganta continua e ao acordar costuma me doer, ou seja continuo com a garganta inflamada. a minha questão era se estes sintomas se podem associar ao sintomas do hiv e se é normal durante a infecção do hiv as pessoas tambem terem o nariz entupido e especturação na garganta. muito obrigado
ex.mos srs: queria perguntar se aquele fluido viscoso e transparente libertado pelo pénis durante a excitaçao, antes da ejaculaçao, pode transmitir o HIV, se houver contacto oral. as quantidades e o tempo de exposiçao contam? aguardo a vossa resposta. obrigado.
Ola Dra. Maria Jorge, venho por este meio colocar-lhe a seguinte questão: Li numa das suas respostas que nas analises de 4ª geração existe um periodo de janela em 10 dias, isto significa que poderei fazer umas analises após o 10º dia?Qual a percentagem de esta ser fiavel? Desde já um muito obrigado, e felicito-a pelo seu magnifico trabalho. Paulo Baião
Boa Tarde Dra. Venho por este meio colocar umas questoes. Ha dias estive com um casal, na qual tivemos praticas sexuais. Acontece que fizemos sexo oral sem preservativo, embora a penetração vaginal tenha sido com, a determinado momento rompeu-se, mas dei conta e voltei a colocar um novo. Gostaria de saber se existe grande probabilidade de contagio, caso o casal seja seropositivo. Pois não sei. Quanto ao sexo oral sem preservativo não é uma pratica recomendavel. Ouvi dizer que para se dar contagio atraves do sexo oral é preciso que haja ulceras ou vesigios de sangue nas mucusas da boca. Esta afirmação é correcta? Desde ja um muito obrigado pela sua atenção.
olá dr. desde já peço-lhe desculpa por a minha questão ser um pouco longa mas precisava de facto de alguns esclarecimentos para poder ficar tranquila. há cerca de um mês, e dez dias depois de um contacto desprotegido com o meu namorado, surgiu-me um ganglio bastante inchado na virilha, acompanhado de algumas dores musculares e articulares nas pernas. dois dias depois fui ao medico ginecologista e ele mandou-me fazer o rastreio hiv. eu e o meu namorado fizemo-lo e durante essa semana em que aguardámos os resultados tive a certeza de que iria dar positivo porque, embora o ganglio tenha começado a desinchar, tive dores no corpo todo, manchas vermel~has no peito e nas mãos (que apareciam e desapareciam), febre baixa de cerca de 37, 2, dores no pescoço e na barriga, para além da lingua coberta por uma espessa camada branca que dava para raspar. ele tambem já tinha tido alguns sintomas que (como quase tudo!) se poderiam atribuir ao hiv. falo de uma propensão para infecções respiratórias e alguns eczemas, nomeadamente nas palpebras, que no entanto os medicos sempre explicaram de varias formas, nunca lhe pedindo para fazer o teste. no final dessa semana, felizmente os testes vieram negativos. obviamente muitos dos meus sintomas ficaram por aí (falta de apetite, cansaço, etc) mal recebi a noticia. no entanto, persistiu a lingua esbranquiçada (se bem que nunca como naquela semana), algumas dores na garganta de vez em quando e as tais manchas na pele transitorias que aparecem e desaparecem. tive tambem de vez em quando expectoração, sensaçao de lingua sensivel e de «pelos na garganta». será candidiase oral? no entanto, parece estar agora melhor e nunca cheguei a fazer aftas gerais nem tenho lesoes no resto da boca. persiste tambem uma dor moderada mas constante no local onde inicialmente me apareceu o primeiro ganglio. a minha questao (e peço desculpa por me ter alongado tanto) é que nunca tive explicação para isto. Um mes depois de ter feito a pesquisa hiv, fiz analises gerais. sifilis, hepatites, vdrl, etc... tudo negativo. glob. brancos: 5.46/ neut 3.35% e leuc. 1.19%. A unica coisa foi o LDH aumentado com um valor de 793 e globulos brancos na urina (25). o meu medico diz-me para nao me preocupar pq o ldh e os globulos brancos na urina nao são significativos. diz tambem que nao há indicação para repetir o teste hiv. mas eu ainda não consegui ficar descansada. não sei se é ansiedade, senão. como nao tenho explicação para aqueles sintomas de há um mes atrás, não voltei a conseguir regressar ao meuy estado normal. agora estou a pensar engravidar e tenho medo que tenha havido uma falha laboratorial com os nossos testes. quero fazer isto de forma responsável. Acha que posso ficar descansada dr? que lhe parece? será paranóia minha? muito obrigada e muitos parabens pelo vosso trabalho.
depois de uma relação com grau elevado de risco, fiz varios testes, 2 meses, 3 meses, 4 meses e por ultimo aos 6 meses e uma semana, sendo estes tres ultimos de quarta geração e feitos num cad. ja há dois meses que tenho dores em articulações. agora e passado duas semanas de ter feito o ultimo teste fiquei com baixa febre (37.5º) e com uma faringite (rouquidão,custo a engolir,etc) estou em grande stress, pois tenho estado a liogar estes sintomas ao hiv!´ quer no cad quer na linha do abraço informaram-me que com esta ultima geração de testes o ultimo seria positivo, devido á proximidade do teste e manisfestações gripais que apresento. eu pergunto, posso descansar com estes ultimo teste dos 6meses? a presença do agp24 estaria presente até ao surgimento dos anticorpos e durante este periodo de 6 meses ele seria detectavel nos teses de 4º geração? preciso de uma resposta vossa de forma a saber se repito testes ou não?
Dr. em primeiro lugar um muito obrigado por estar presente.A minha questão é a seguinte estive numa situação de risco e por indicação da abraço realizei um elisa 4ª geração ás 4 semanas e um Antg p24 as 5 semanas na clinica joaquim chaves o resultado foi negativo. no entanto tenho sentido alguns dos sintmas descritos do hiv.Assim gostaria de saber se os testes que realizei me poderão deixar completamente descançado.Estou numa situação de angustia pois penso que aminha esposa está gravida. Um abraço e um muito onrigado
OLÁ! Após um comportamento de risco fiz os seguintes testes:elisa 4ª geração às 6 semanas(CAD Porto), elisa 3ª aos 60 dias e elisa 4ª geração aos 90 dias(CAD), todos negativos. Porém ainda estou receoso, pois durante este tempo apresentei alguns sintomas de infecção primária: dor de garganta acompanhada de febre passados 2 meses da situação de risco; encontrei um ganglio linfatico (móvel) palpável no pescoço (2 meses e meio) e neste momento(passados 3 meses) encontro-me bastante constipado. É normal os ganglios linfaticos aumentarem de volume? Podem ser devidos a uma simples foliculite da barba ou pelo facto de eu fumar muito? Será que preciso de repetir outro teste? Estou completamente amedrontado e sempre a pensar nisto o que me prejudica enormemente...e não paro de apalpar o ganglio do pescoço.Não sei se ja o tinha anteriormente e só agora o palpei visto andar sempre a mexer no pescoço á procura deles...até que o encontrei... Peço-vos que me respondam a estas minhas duvidas e MUITO OBRIGADO!
Sei que não podemos contrair HIV através do beijo, mas seu tiver uma lesão na boca decorrente de uma mordida e beijar várias vezes uma pessoa soropositiva corro o risco de contrair HIV? Quais cuidados devo cuidar quando possuo uma lesão oral?
Olá!! Em primeiro dou os meus parabéns pelo site, acho que nos esclarece bastantes questões sobre este assunto. O meu problema é o seguinte: Há 3 meses comecei a sentir o corpo muito QUENTE, principalmente a FACE, TONTURAS e o PEITO bastante apertado, como quase a faltar ar. Há cinco dias atrás a minha esposa apanhou um resfriado/contipação, no dia seguinte, eu estava igual, com sintomas do estilo: Dores de cabeça (atingindo olhos), tosse seca, muitas dores no corpo, muitas tonturas... Comecei a tomar comprimidos para a constipação... eu melhorei mas a minha esposa não! Já passaram 3 dias e ela continua com 38 fevre, suores, vomitou 1 vez, sente-se enjoada, falta de apetite, dores no corpo. Passado estes 3 dias, eu continuo com sintomas, 37.5 / 36.5 fevre, tonturas, dores no corpo e a face continua quente (que é o que mais me incomoda), como há 3 meses atrás!!!! Será isto uma constipação? Além de já ter tido a doença de "Hodjking - Grau 4" (curado), fui bi-sexual durante quase todos os anos da minha vida, mas no entanto com a doença de "Hodjking" fiz exames há sida (uns 4) e deu negativo (isto á 7 anos atrás). O que eu gostaria de saber é se sintomas como: 1) Face quente; dores musculares (perguiça); dores lombares; 2)Problemas de olhos (para uma pessoa que era sã); problemas a nivel do forum psicologico, algum estilo de confusão a nivel mental; Será algum destes sintomas HIV? Ou estou a ficar "maluco"? Há cerca de 5 meses que me sinto aflito e angustiado, devido a ter tido "outrora" relações de risco. Também tenho medo de ter infectado a minha esposa, de quem amo muito... Já tenho um exame de HIV para fazer no H.S.J., mas estou com muito medo...devo ir a um psiquiatra? Acho que estou muito assustado com esta doença e não sei bem o que fazer, no entanto acho que estou seropositivo!!! No entanto o sintoma que se evidencia mais é a cara ( e só a cara) bastante quente (sem fevre - 36), alguma confusão no cerebro e o peito (...estava a fazer um eletrocardiograma no momento em que me estava a doer o peito e a Dra. disse que estava tudo bem, não tinha nada), estes sintomas sinto-os há 4-5 meses. Por ultimo (e acho que já escrevi demais): Há um mês tive que fazer uma operação ao recto (ânus). Os exames para a operação deram todos bem (até tinha uns exames muito bons). A minha pergunta é a seguinte: Estes exames (raio-x, + 2 de sangue)...mesmo sendo seropositivo davam o mesmo resultado ou por aqui os médicos já viam "algo" de mal? Sendo seropositivo, poderia fazer esta operação (constituição do anus - musculo exterior) e estar sem dores nem infecções? Pois não tive / tenho qualquer problema na operação que fiz, está 100%, além do mais fizeram-me "um lalho/buraco" numa nadega que vai até ao interior do ãnus, o qual não está cozido, simplesmente está aberto... Este buraco, sendo eu seropositivo, não infectaria? Mais uma vez peço desculpa pelo tamanho da carta mas sinto-me mesmo aflito em relação aos sintomas que venho a sentir... Aguardo pacientemente uma resposta. Obrigado pela disponibilidade. Jocka Porto
A minha mulher há cerca de 8 meses fez o teste do HIV, o resultado foi negativo. A minha pergunta é muito simples, se eu tivesse HIV, exame que ela fez daria positivo? Pelo facto de ela nao ter Hiv, quer dizer que eu tambem nao tenho? Obrigado
Ola Dr. Vitor, venho por este meio colocar-lhe umas questões: -Que se entende por secreções vaginais? Uma mulher que não tenha lubrificação vaginal, não tem secreção? É certo que el algumas mulheres o uso do preservativo "seca" a vagina no seu interior, certo?Que possibilidade existe do hiv existir numa situação destas? Obrigado e um abraço. PB
Caro dr. Vitor Bezerra: Tive um comportamento de risco, passado um mes fiz o elisa 4 com resultado negativo. Dois meses após a situação de risco, acordei com uma dor de pescoço do lado esquerdo e palpei para ver se era algum ganglio linfatico inchado. Tanto palpei que o encontrei. Devo dizer que do outro lado nao palpo nenhum. O ganglio é móvel e é mais ou menos do tamanho de uma ervilha. É normal ter um ganglio palpável no pescoço só de um lado ou sendo palpavel significa que esta inchado? É que ele não desaparece e ja o detectei ha 1 mes e meio... Neste momento tambem estou constipado com febre(37º) Estes factos são sugestivos de infecção? Muito obrigado e Parabéns pelo vosso excelente trabalho!
Olá eu sou descobri á um ano que estou infectado com o virus HIV e o meu médico disse-me que não necessito de terapeutica pois estou bem, ele fez-me um tipo de grafico que começava com 1000 e acabava com 50000 e como segundo eu neste grafico eu estava entre os 1500 e os 2000 não necessitava de medicação, mas não me consigo sentir seguro pois o meu namorado morreu faz um mês devido a um linfoma, LNH ??, e no inicio tambem recebeu a mesma explicação que eu recebi e tambem não precisava de medicação, e no espaço de 8 meses eu o vi a degradar-se fisicamente e a morrer mesmo tendo feito imensa terapeutica, expliquem-me porque não estou a tomar medicação se pelos vistos se ele tivesse a iniciado mais cedo possivelmente ainda o teria a meu lado??????
tive conhecimento da minha serpositividade à cerca de sete anos.desde entao tenho tomado a medicação prescrita pelos meus médicos, segundo informações dos mesmos, a minha carga virica está em níveis negativos. Há uns dias atrás tive uma relação sexual que apesar de utilização de preservativo, receio que o mesmo nao tenha sido colocado correctamente ou durante o acto, tenha sofrido alterações. pergunto se mesmo com a carga vírica negativa se mantem o mesmo grau de possivel infecção da minha parceira. OBRIGADO.
olá queria perguntar qual a capacidade do virus do hiv sobreviver fora do organismo, quanto tempo leva a morrrer? tambem gosta de saber se o virus resiste em contacto com a agua? continuem o bom trabalho que ajuda muitas pessoas no nosso país.. obrogado
Olá. Gostava de saber se está comprovado que o virus da Sida pode efectivamente transmitido através do sexo oral? Pode-se avançar um número de possiblidades de tal acontecer? Quer no fellatio, quer no cunningulus, a infecção pode ser transmitida nas duas direcções, ou seja, do parceiro que executa o acto para a/o parceiro/a a quem está a ser praticado e no sentido contrário?
dr, obrigado pelo site e vossas respostas eu gostaria de perguntar o seguinte: as dores de garganta, língua branca estão de certa forma associadas aos sintomas do hiv, e a quais DST? E quando pergunto DST, dava ênfase a situações que não se encontram sinais óbvios delas (como verrugas, manchas, currimentos estranhos ,etc) eu levanto esta pergunta, pois ao fim de 7 meses de uma situação de risco tenho vindo a ter sintomas estranhos, como por exemplo a garganta que já á algum tempo que me incomoda, bem como a língua que já á uns dias me arde como se estivesse queimada na ponta. A uma semana atras tive mal da garganta, tendo mesmo ficado quase afónico com a faringite. Com o respectivo medo do hiv, fiz o ultimo teste aos 6 meses e meio no CAD da Lapa que deu negativo. Muitos dos sintomas acompanham-me desde o primeiro mês da tal situação de risco. Gostaria de perguntar a sua opinião sobre qual a possível causa, bem como se o tema Hiv pode ser esquecido, em virtude do tempo passado do ultimo teste. O que poderá ser isto da lingua? Preciso de ajuda pois ando bastante alterado com esta situação! Muito obrigado pela ajuda
Boa tarde Dra. Perpetua Gomes, felicito-a desde ja pela sua maravilhosa colaboração neste site. A minha pergunta é a seguinte: É certo que existe a presença do hiv em todos os fluidos organicos, certo? Os mais contagiantes são o sangue, o semem e a secreção vaginal. O que me aconteceu um dia foi o seguinte: Fui a uma casa de banho numa discoteca, acontece que reparei que esteve la um rapaz que possivelmente se esteve a masturbar, visto eu ter tocado num liquido visgoso e depois ter tocado numal ferida que tinha no meu penis. Agora não sei se seria semem ou aquele liquido pré-ejaculatório. Já li aqui no site que so o semem possui o virus que o liquido pre-ejaculatório não, qual a verdade sobre isto? Obrigado
CAro Dr: Apos uma situação de risco, realizei teste elisa 4º geração ás 6 semanas- negativo. Todavia , durante este tempo senti alguns sintomas : 2 meses apos a situação de risco tive dor de gaganta acompanhada de febre ( 37º) ; aos 2 meses e meio palpei um ganglio linfatico do tamanho de uma ervilha do lado esquerdo do pescoço que nunca mais desapareceu; 3 meses- constipação com febre(37 º) e neste momento ( 3 meses e meio após o comportamento de risco) apareceram-me umas manchas no tronco acompanhadas de comichão que o médico diagnosticou como pitiriase versicolor. Caro dr: Devo ficar preocupado com estes sintomas e repetir o teste? A pitiriase versicolor é um sintoma de infecção por HIV? É que eu nunca tive qualquer tipo de alergia e acho uma coincidencia incrivel aparecer neste momento uma doença de pele! Será que isso tem relação com o facto de eu andar bastante deprimido e apavorado? Parabéns pelo vosso excelente trabalho !!!
Boa noite, em analises efectuadas no meês anterior a saber que sou seropositivo, havia uma inversão na composição do leucograma, tinha 32%neutrofilos e 49% de linfócitos com os monocitos a 11% num total de 7000 leucocitos. Tinha de plaquetas 317000, com MPV 6.6fl e PDW de 23.6%. Terão estes valores anormais alguma relação com o HIV?
Doutor Eugénio Teófilo Na sua resposta de 16-10-2003 à minha pergunta de 18-10-2003, disse-me que um teste de 4ª geração aos 45 dias era o suficiente. Passaram agora 45 dias daquele episodio e vou fazer o teste. No entanto a rapariga com quem estive, disse que também vai fazer o teste comigo, o que fiquei super contente. Se ambos os testes derem negativo posso estar ainda mais descansado? Não pensar mais no assunto? Dois testes de ambas as pessoas 45 dias de estarem juntas que garantias me dá? A rapariga disse-me que antes de mim esteve so com um rapaz e já faz 4 meses a contar de hoje. Queria dizer que nem ela nem eu estamos infectados? Faço esta pergunta porque uma vez uma médica disse-me que se se tiver algum comportamento de risco com uma pessoa e para não se esperar o tempo da janela faz-se as analises a essa pessoa para ver a situação dela, e assim não teria eu que fazê-las. Julgo que é o procedimento quando os enfermeiros se picam a dar uma injecção a um doente. Agradecia que me respondesse e comentasse esta questão, e obrigado.
Boa noite gostaria de saber no teste Hiv 1 positivo o ratio 40.7 quer dizer precisamento o quê?, tem algum valor indicativo de carga viral?
Sou Interna de Medicina Geral e Familiar e tenho uma utente cujo companheiro, do qual tem uma filha, faleceu com SIDA. A utente e a filha são seronegativas até ao momento (já passaram 2 anos). Durante quanto tempo devo fazer o rastreio, e com que periocidade?
Boa noite Drª Aqui deixo a minha pergunta. qual o significado de ratio 40.98 no HIV 1/2 positivo, refere algum dado sobre a carga viral? Carlos
Cara Dra: Li numa resposta sua que cerca de 5 % das pessoas infectadas só se tornam positivas após os 6 meses, mesmo com testes de 4ª geração. Eu fiz o ultimo aos 90 dias; sendo assim devo repetir aos 6 meses? Muito obrigado!
Gostaria de me inserir num grupo de discução pois, tendo a força interior e exterior que tenho, sinto que posso ajudar quem não conta com tanto apoio. Para isso necessito de me enquadrar num grupo, penso poder ajudar outros e isso já seria uma mais valia para mim, visto estar a contribuir para que pelo menos esses individuos não se deprimam e se sintam excluidos dos seus sonhos e prespectivas de vida.
em que medida o número crescente das minorias étnicas no nosso país contribui para o aumento de casos seropositivos em portugal
Caro(a) Dr(a).,à cerca de um mês tive uma experiência sexual com uma pessoa do sexo oposto, ela estava com menstruação, o acto sexual foi protegido, eu fiquei sujo de sangue na zona em redor do pénis (com preservativo), mas depois foi-me feito sexo oral sem preservativo, queria colocar então 3 questões: 1- Qual a probabilidade de eu contrair o virus HIV se a pessoa estiver infectada pelo mesmo? 2- Passado um mês, se estiver infectado que sintomas podem ocorrer? 3- Quando e que testes devo fazer para saber se estou infectado? Muito obrigado pela atenção, excelente site
DR. a vossa disponibilidade para com as pessoas é incrivel ... desde já o meu obrigado . Eu cometi uma situação de risco ( não sei se a pessoa em causa está ou não infectada ) e fiz um teste Elise de 3º Geração após 14 semanas em que deu negativo ... A minha questão é a seguinte vi várias respostas suas em que diz que um teste negativo ás 12 semanas dá uma garantia de 99% ... ora pergunto-lhe o seguinte quando o Dr. afirma isto significa 1 situação em mil ou é uma raridade que tipo ? Já agora após 14 semanas posso ficar descansado ... a linha sida disse-me que sim ...
caro doutor, para já dou os parabens pelo trabalho desenvolvido neste site. a minha questão era a seguinte, passado 3 semanas de uma situação de baixo risco, surgiu-me no pescoço inicialmente 1 glanglio pequeno com sensivelmente 1 cm, passado dois dias surgiu outro no mesmo lado mas maior sensivelmente 2 cm e um terceiro no lado oposto do pescoço tambem pequeno, como deve calcular estou um pouco assustado porque ainda não posso fazer exames, mas estes ganglios surgiram depois de eu ter caido e ter batito com a boca no chão, tendo ficado a boca inchada e de pois surgiram afetas que ainda me doem. os glanglios surgem perante infecçoes na boca ou acha que são em numero muito elevado (3) para uma situação destas???muito obrigado
Cara dra: O aparecimento de pitiriase versicolor 3 meses após uma situação de risco é sintoma de HIV? Poderá ser uma manifestação psicossomática devido a uma depressao e stress prolongados como consequencia do medo de ter contraido HIV?
Drs Quero ter uma conversa séria com o meu filho de 16 anos sobre sida e sexualidade. para isso preciso de ter ideias claras e passar-lhe mensagens simples e igualmente claras, sem muitas matizes que o possam confudir ou stressar. Posso ou não dizer que há uma clivagem entre sexo oral e com penetração (arriscado- é para isso que se usa o preservativo) e outras actividades comoa mútua mastunbação, acariciar, etc, que, normalmente são preliminares daqueloutra, mas que não são arriscadas e que que podem ser exploradas como alternativa e não como preliminar?Posso ou não afirmar que, apesar de estas actividades poderem, em alguns casos a evitar, envolver contactos de pele com fluídos (esperma e secreções vaginais), são contactos "externos" e por isso muito menos arriscados, tentando encaminhá-lo para esta alternativa sem stress?É que não apresentar alternativas seguras à penetração, colocando tudo no mesmo saco, com "ses" e mais "ses" pode ser um convite implícito a seguir a primeira, na "hora da verdade". Muito obrigado e Bom Ano para todos
Dr me ajude por favor! Eu tenho 3 testes Elisa 3ª geração NEGATIVO, realizei após 4,6 e 10 meses da situação de risco, eu quase fico louco, pois tive todos os sintomas e para me deixar mais desesperado ainda, li neste site numa resposta, que a Dra indica testes com 6,12,24 e 56 semanas após o contato?!!!...eu não tenho mais condições psicológicas de fazer outro exame, será que eu ainda posso estar infectado com 3 testes NEGATIVO nas mãos? por favor me ajude e muito obrigado pela ajuda e paciência!
Após uma situação de risco comecei a ter sintomas, sintomas estes que fizeram com que o meu médico de familia me aconselhasse a fazer o teste ao HIV. Fiz um aos 2 meses e outro aos 6 meses. Como continuo na mesma e cada vez mais sem forças e com dores musculares voltei ao médico que me aconselhou fazer novamente o teste! Fiz então um outro aos 9 meses que também deu negativo. Neste ultimo teste, no CAD onde fui em Lisboa, devido à minha preocupaçãp e ao tempo que já ando nesta situação deram-me o seu contacto através deste site. Visto não saber mais o que fazer, gostaria de saber se o Dr. me poderia ver a fim de me aconselhar. Moro perto de Santarém e gostaria acima de tudo de poder falar com alguém que me possa elucidar uma saida. Por favor, ajude-me.
DR, é com grande apreço que felicito todos vos que desenvolvem este trabalho e ajudam tantas pessoas. gostava de saber a vossa opinião sobre a minha situação. apos 6 meses de uma situação de alto riscofiz varios testes, todos negativos (3semanas, 5sema,8sema,12sema,15sema e o ultimos aos 6meses, sendo os dois ultimos de 4ªgeração e em cads) agora e já na casa dos 9 meses tenho sentido dores nas axilas, surgiu-me tambem durante uns dias uns caroços nas axilas, que o urologista que me viu falou que parecia mais dermatologico, pois eram tipo ums borbulhas!! não tenho tido febre, mas alguma irritação na pele! será que com um teste aos seis meses esta eleminada a hipts do hiv?! numa da analises que o urologista me mandou fazer surgiu ureaplasma, este virus pode causar dores articulares, pproblemas de pele!!! gostava da sua ajuda a descansar neste problema que n~~ao me sai da cabeça!! boas festas
Sra. Doutora Na linha sida garantem fiabilidade total ao teste do HiV feito no CAD ás 6 semanas, no entanto já encontrei várias referências que aconselham que seja efectuado mais tarde. qual a sua opinião? Os sintomas referentes à infecção primária acontecem no período 1-3 semanas ou podem acontecer mais tarde como por exemplo 6/ semanas? e podem esses sintomas prolongar-se por mais de 2 meses? Num hemograma realizado cerca de 2 meses após uma relação com risco de infecção pelo HIV, não existindo inversão da fórmula leucocitária, com plaquetas em quantidade normal e VS mt baixa, pode significar algum alivio? bom dia e muito obrigado
Tive uma relação ocasional com uma mulher que não sei se estava infectada ou não. Foi usado perservativo do início ao final da relação sem que existisse qualquer acidente. Considera que existe necessidade de fazer um teste VIH ?
Boa tarde Dr Tive uma situação de algum risco (relações com uma prostituta mas com perservativo) há quase 2 meses. Fiz o teste esta semana e deu negativo. Devo mesmo assim preocupar-me?? Obrigado
Caro Dr Eugénio Teófilo Compreendo as dificuldades de determinação do período de janela exacto, porque ele é variável de pessoa para pessoa, e cada especialista terá os suas próprias ideias sobre segurança e prudência. Porém quando um mesmo especialista denota uma latitude de variação tão ampla, ficamos perplexos. Por exemplo, nu